Sinpol RP

 

Embed or link this publication

Description

Janeiro/Fevereiro 2012

Popular Pages


p. 1

informativo oficial do sindicato dos policiais civis ano xviii janeiro/fevereiro de 2.012 nº 185 sinpol inicia campanha para 2012 dig esclarece homicÍdio a presidenta do sinpol e toda a diretoria já estão empenhados nas lutas que serão travadas em 2012 entre as bandeiras está a pressão para que seja formada a comissão com representantes dos poderes executivo e legislativo que vai tratar da regulamentação do nível universitário para investigadores e escrivães além disso o sinpol segue na luta pela unificação do ale independente de carreira ou local de exercício para o cumprimento da data-base e pelo subsídio veja na página 7 caso de jovem que desapareceu em ribeirão preto foi rapidamente esclarecido ocorrência chocou população e foi um dos primeiros homicídios registrados em 2012 mais informações na página 3 4 conheça a lc 1105/10 que trata de benefícios e aposentadorias para quem recorreu à lei 1062/2008 4 saiba mais sobre a portabilidade do crédito salarial e escolha o banco que quiser para receber seus salários 4 conheça o duro cotidiano da carreira de auxiliar de necrópsia 4 veja os principais fatos envolvendo o sinpol em 2011 4 mais policiais civis são absolvidos graças ao departamento jurídico 4 chácara do sinpol já está pronta para o carnaval 4 maria alzira é a entrevistada na primeira edição de 2012 4 veja como foi a festa de confraternização anual no clube do sindicato e mais utilizaÇÃo dos apartamentos da chÁcara com a grande procura pela utilização dos apartamentos da chácara do sinpol para pernoite a diretoria do sindicato estabeleceu critérios para beneficiar a todos os interessados nos feriados prolongados a preferência será para os policiais civis associados que residam fora da sede ou seja que não residam em ribeirão preto nos demais finais de semana não será aplicado tal critério e tanto os policiais civis associados que residam em ribeirão preto quanto aos que residam fora poderão requisitar o apartamento em qualquer das situações será dada a preferência a quem ainda não tenha utilizado o apartamento na chácara do sinpol recentemente a diretoria lembra também que apenas um apartamento será disponibilizado para o policial civil filiado e seus dependentes obedecendo a capacidade da unidade que hospeda confortavelmente quatro pessoas a medida foi tomada para que todos os policiais civis associados possam usufruir dos apartamentos do clube do sindicato impresso especial 9912250402 dr/spi maria alzira e kalinka em brasÍlia no final de 2011 o sinpol participou de um encontro que reuniu integrantes de entidades representativas dos policiais civis de diversos estados do brasil para tratar da lei geral das polícias civis que está em tramitação no congresso nacional leia na página 13 sinpol correios sinpol sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto rua goiás 1.697 campos elíseos ribeirão preto sp cep 14085-460 fone 16 3612-9008 fone jornal 16 3610-2886 jornaldosinpol@uol.com.br janeiro-fevereiro/2012

[close]

p. 2

editorial se o ano de 2011 não foi dos melhores também não podemos considerar que foi dos piores É bem verdade que nossa esperança de reajuste salarial superava e muito o tímido valor anunciado pelo governo do estado mas também foi surpreendente a forma como tudo se deu espontaneamente surpreendendo-nos e tivemos finalmente um reajuste temos outro já garantido para 2012 mas isso nos motiva ainda mais a continuar nosso trabalho de reivindicações de cobranças na luta pela manutenção de nossos direitos e por novas conquistas e nos dá a esperança de que 2012 será um grande ano temos ainda onze meses pela frente para confirmar isso mas a disposição não nos falta será um ano importante mais um marco na história do sinpol estamos prestes a iniciar a construção de nossa nova sede social para tanto temos realizado um trabalho minucioso e totalmente transparente para que os observadores e os associados em geral tenham total acesso a toda e qualquer informação temos a nossa diretoria com integrantes com a obrigação de fiscalizar o andamento da obra mas fomos além e uma comissão de associados foi eleita com o objetivo de verificar os mínimos detalhes para a construção de nossa sede social tudo de forma totalmente transparente começamos o ano com o compromisso renovado de continuar na luta pelos interesses de nossa em movimento das ao conhecimento das autoridades nossa meta é fazer com que o policial civil seja de fato valorizado paralelamente a isso continuamos nossa luta para evitar que a corregedoria cometa abusos contra os policiais civis nosso departamento jurídico tem obtido constantes vitórias absolvendo os associados do sinpol de acusações injustas algumas das quais motivadas por perseguição entendemos a importância da corregedoria no contexto de coibir a ação dos maus policiais civis mas eles felizmente são minoria em nossa instituição os maus têm que ser punidos mas a corregedoria não pode exercer o papel de inquisitora como em algumas ocasições tem feito no âmbito social teremos um ano com muitas atividades em nosso clube mas o que mais nos deixa felizes é que o associado definitivamente passou a usufruir de seu patrimônio a chácara do sinpol é um sucesso em frequência de policiais civis associados que comparecem em grande número com seus familiares antes fazíamos os eventos para atrair os policiais civis associados hoje isso não é mais necessário eles já conhecem seu patrimônio gostam valorizam e comparecem sempre e contamos com isso teremos muita convivência saudável em 2012 vamos juntos lutar para que seja de fato um grande ano maria alzira da silva corrÊa presidenta do sinpol sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto expediente o jornal do sinpol é uma publicação oficial de circulação mensal do sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto rua goiás 1697 campos elíseos cep 14085-460 ribeirão preto sp e-mail sinpolrp@sinpolrp.com.br diretoria presidente maria alzira da silva correa vice-presidência eumauri lúcio da mata célio antonio santiago paulo sérgio ribeiro chagas ricardo contin luiz henrique maringoli de lima josé gonçalves neto suplentes arnaldo vaz ferreira luiz henrique batista gino augusto franco sant anna sérgio ribeiro dos santos robert schmengler guilhaume kátia patrícia pagliari de souza e edmar alberto félix secretários kalinka cintra prado e doracy alves da silva suplentes Érica arrisse esteves dias e armando pisani júnior tesoureiros júlio cesar machado e sami haddad suplentes wagner cândido da silva e jin ciosaki patrimônio olavo elias dos santos suplente cláudia braga conselho fiscal joão carlos barbosa lima maurício kusumota e prisclia yishi s hashimoto suplentes neide amábile pastori e silva marisa lelis takata e jefferson pessoti delegados sindicais darcy gonçalez e licanor de souza campos suplentes ariovaldo torrieri júnior e reinaldo josé sanches o jornal do sinpol É uma publicaÇÃo exclusiva do laboratÓrio de notÍcias av portugal 304 cj 3 v seixas ribeirão preto sp fone/fax 16 3610-2886 diretor de jornalismo adalberto luque mtb 19.218 editor chefe júlio castro o jornal do sinpol não se responsabiliza por especificações ou informações que não estejam previstas no contrato de publicidade as cobranÇas serÃo feitas exclusivamente por sub ten res pm oswaldo bonfim departamento comercial contatos exclusivos devidamente autorizados josé carlos souza fernandez fernando mendonça vanderlei garcia da costa marcos antonio fernandes israel leal de souza editoraÇÃo eletrÔnica laboratório de notícias fone 16 3610-2886 e-mail jornaldosinpol@terra.com.br os artigos assinados não refletem necessariamente o conceito do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores categoria e podemos antevir que será um ano de muito trabalho e muita união da categoria se fará necessária nossa primeira grande luta é pela formação da comissão de estudos que visa valorizar as carreiras da polícia civil de acordo com o artigo 26 da lc 1151/2011 foi estabelecido um prazo de 180 dias para a criação de uma comissão envolvendo representantes dos poderes executivo e legislativo leia-se equipe de governo e deputados estaduais para tratar da questão do nível universitário para as carreiras de investigador e escrivão o prazo termina em meados de abril e até lá vamos pressionar todos pela criação de tal comissão sem a qual fica praticamente inviável seguir adiante com o projeto que estabelece a exigência de curso universitário para as carreiras o que se traduz e maior ganho de salário para os policiais civis desses cargos nossa luta todavia vai além e vamos procurar brigar para estabelecer o nível universitário para todas as carreiras da instituição temos também a luta para que o valor do ale seja único independente do local de exercício ou carreira continuamos ainda na briga pelo subsídio corrigindo falhas contidas em nossos holerites o pagamento por subsídio é a remuneração paga em uma única parcela sem gratificações abonos ou adicionais vamos lutar também para que o governo respeite nossa data-base primeiro de março são todas questões pontuais que serão leva espaço do leitor À maria alzira presidenta do sinpol aproveito para agradecer e parabenizar pela excelente iniciativa do sinpol ao pesquisar no doe diário oficial do estado e informar via email os interesses dos associados do sindicato persistam nessa ideia pois acredito que será mais um diferencial que o sinpol oferece aos associados Érico notas recadastramento para atualização de dados e de situação profissional principalmente dos recém aposentados o sinpol está promovendo um recadastramento de todos os associados participe do recadastramento e garanta o recebimento de toda correspondência que enviamos procurando a secretaria do sinpol ou enviando e-mail para sinpol-rp@uol.com.br sinpol.secretaria@uol.com.br ou sinpolrp@sinpolrp.com.br talentos se você conhece algum policial civil com um talento fora do seu ambiente de trabalho seja para a música para as artes no âmbito esportivo que mereça destaque entre em contato com a secretaria do sinpol e faça sua sugestão esse seu colega pode ser o personagem da reportagem de uma das próximas edições do jornal do sinpol divulgue quem merece pelos telefones 16 3625-3890 3612-9008 e 3979-2627 ou na sede social do sindicato à rua goias 1697 site dinâmico estamos empreendendo cada vez mais agilidade ao site do sinpol com visual dinâmico procuramos disponibilizar informações que interessem à categoria com agilidade não deixem de visitar e de interagir conosco através de nosso site veja o que achou da mudança e dê sua opinião através do e-mail sinpol.secretaria@uol.com.br o endereço do site é www.sinpolrp.com.br ações o sinpol continua promovendo ações relativas às perdas da urv unidade real de valor sexta parte quinquenais e outras mais informe-se junto à secretaria do sindicato faça valer seus direitos aposentados maria de fátima pimenta de moraes aposentou-se no dia 7 de setembro de 2011 mas por conta da lista fornecida pela seccional ter sido impressa antes desta data seu nome não constou em nossa última edição razão pela qual publicamos agora desejando-lhe muitas felicidades nesta nova fase de sua vida permuta lúcio josé valenti investigador de polícia de 3ª classe em cargo efetivo lotado na delegacia seccional de são carlos com exercício efetivo no plantão policial noturno aceita transferência ou permuta do plantão policial noturno de são carlos para qualquer unidade policial na cidade de ribeirão preto maiores informações 16 3243-1159 ou pelo e-mail luciovalenti@hotmail.com com a faca e o queijo na mÃo a partir de janeiro de 2012 os funcionários públicos foram liberados para escolher em qual banco vão receber seus vencimentos trata-se da chamada portabilidade do crédito salarial para os servidores que chega três anos após a liberação para funcionários de empresas privadas desta forma cabe ao funcionário público escolher o banco que mais lhe agrade e ofereça vantagens o funcionário que optar por receber seus salários em outro banco terá de fazer somente um comunicado à instituição financeira à qual está vinculado atualmente no caso dos servidores da polícia civil ativos e inativos o vínculo se dá com o banco do brasil uma vez notificado o banco deverá transferir sem qualquer ônus para o cliente e no mesmo dia o salário para a conta informada previamente de acordo com resoluções do bacen banco central do brasil 3402/2006 e 3424/2006 os bancos ciente da concorrência criada estão oferecendo algumas vantagens como isenção da tarifa da cesta de serviços por um ano isenção da primeira anuidade de cartões de crédito desconto nos juros do cheque especial entre outros benefícios segundo especialistas cabe ao funcionário público que optar pela mudança estudar as vantagens oferecidas para escolher o novo banco com o qual irá trabalhar novos associados associaram-se ao sinpol no mês de dezembro de 2011 os seguintes policiais civis ataliba vicente júnior carcereiro -edgard jorge lauand júnior delegado de polícia em janeiro de 2012 associaram-se luciano roberto sandoval investigador de polícia ronaldo kanayama escrivão de polícia a diretoria do sinpol dá boas vindas aos novos associados e está à disposição de todos os policiais civis que quiserem integrar o quadro associativo do sindicato 02 janeiro-fevereiro/2012

[close]

p. 3

violÊncia dig um dos primeiros homicídios registrados em ribeirão preto no ano de 2012 foi rapidamente esclarecido por policiais civis da dig delegacia de investigações gerais que tem como titular o dr paulo josé esteia piçarro a.r.s de 18 anos havia se envolvido em 2011 com um homem casado quando a esposa e a filha do amante da jovem descobriram o caso renderam a jovem mantiveram-na em cárcere privado onde desferiram tapas e praticaram tortura psicológica na jovem segundo a mãe da vítima a teve o cabelo cortado e a ponta de um de seus dedos foi cortada fizeram várias ameaças à menina segundo sua mãe e disseram que se registrasse boletim de ocorrência ela iria morrer mesmo assim ela registrou disse a mãe que mora na zona leste de ribeirão preto o fato teria despertado a ira da família de seu amante no dia 7 de janeiro de 2012 a seguia pela rua virgílio bueno também na zona leste de ribeirão preto em companhia de uma amiga e.p.r.s quando perceberam que o ex-amante da jovem j.c.r.g passou por elas dirigindo um pegeaut preto elas viram o homem passar em seguida veio um fox preto com dois homens encapuzados que pararam e tentaram colocar as duas jovens dentro do veículo houve reação e e.conseguiu fugir durante a luta para colocar a no fox a jovem deixou cair seu celular e uma pulseira com a inscrição do nome gisele nela em seguida a jovem desapareceu diante da ocorrência registrada após relatos de testemunhas a equipe da dig passou a investigar o caso participaram da ação os investigadores signei luís ipólito jefferson f h moro e paulo roberto scarparo os escrivães luciano pedersoli eduardo de oliveira crestani e celso gerolim todos comandados pelo dr ricardo turra a equipe passou a ouvir pessoas que esclarece crime bÁrbaro o rapaz foi reconhecido pelos proprietários do fox roubado no parque dos lagos a arma também foi reconhecida pelas vítimas por ser niquelada o homem detido todavia recusou-se a colaborar com as investigações o corpo de a foi encontrado somente oito dias após ter sido raptada no dia 15 de janeiro ele estava preso em um estaleiro a cerca de 100 metros de onde foi atirado após a ser cruelmente executada a tiros seu corpo estava em adiantado estado de decomposição mas foi reconhecido pela mãe e pelas roupas que trajava no dia em que desapareceu diante das evidências além de c de 20 anos já preso a polícia civil está reunindo provas e vai pedir a prisão da família envolvida j.c de 46 anos g de 42 anos g de 23 anos do namorado g de 16 anos e de seu amigo c de 22 anos a arma encontrada no local foi enviada para a perícia para saber se foi utilizada na morte de a os policiais civis também solicitaram o exame residuográfico nas mãos do suspeito para ver se ele teria atirado contra a jovem um dos primeiros homicídios de 2012 já em tons que chocaram a população mas devidamente esclarecido graças ao empenho e competência dos policiais civis da dig especializada de ribeirão preto concluiu que jovem foi morta a pedido da família do ex-amante com requintes de crueldade moravam nas imediações onde a jovem foi sequestrada que por sinal é próxima à casa de seu ex-amante imediatamente descobriram que a já havia sido agredida por g.c.m.g e g.c.g respectivamente esposa e filha de j o ex-amante de a a pulseira encontrada no local onde a foi sequestrada tinha a inscrição do mesmo nome da mulher que fora acusada da agressão anterior à vítima diante disso a equipe chegou até o nome de g.b.c de 16 anos namorado de g filha do comerciante que manteve um romance com a porém estava foragido no mesmo dia em que a vítima desapareceu um veículo com as mesmas características utilizado no crime foi localizado na cidade de jardinópolis próxima ao rio pardo o veículo havia sido roubado no dia anterior ao ocorrido no parque dos lagos próximo ao bairro onde vítima e supostos mandantes moravam indignados com a ação ocorrida moradores do bairro passaram a exigir que a família de j libertasse a jovem por terem convicção de haverem sido eles os mandantes ou executores da ação a família passou a sofrer ameaças no bairro onde moravam e tiveram a casa danificada e acabaram deixando o local o que prejudicou um pouco o trabalho policial todavia a equipe já havia reunido indícios e estava coletando provas para indiciar a família suspeita faltava descobrir quem foram os homens que participaram da ação e imediatamente chegaram aos irmãos c.a.s de 22 anos e c.a.s de 20 anos ao chegarem à casa dos irmãos os policiais civis encontraram apenas o mais novo ele tentou fugir mas acabou capturado na casa onde morava os policiais civis encontraram celular balança de precisão e utensílios próprios para o tráfico de entorpecentes inclusive crack e maconha além de um revólver calibre 38 parte da equipe da dig que atuou nas investigações e no esclarecimento de um dos primeiros homicídios do ano janeiro-fevereiro/2012 03

[close]

p. 4

especial apesar de não trabalhar única e exclusivamente com cadáveres o auxiliar de necrópsia é uma carreira das mais estigmatizadas na polícia civil o profissional que auxilia o médico legista não só em necrópsias mas também em exames de corpo de delito e conjunção carnal entre outras atribuições enfrenta diversas situações em que se não estivesse muito bem preparado e com o psiquico em dia certamente não teria forças para continuar na carreira poucas pessoas resistem às muitas dificuldades da carreira de auxiliar de necrópsia a principal dificuldade sem dúvida é conseguir controlar o emocional afinal vislumbrar o corpo de alguém morto nunca foi tarefa agradável no caso do auxiliar de necrópsia não raras vezes ele se depara com cadáveres desfigurados retalhados em visões assustadora para a grande maioria dos mortais e isso sem hora para que o pior aconteça o auxiliar de necrópsia enfrenta duras jornadas a qualquer dia e horário mas principalmente nos finais de semana quando a maioria das pessoas dedica-se ao lazer e justamente o período em que ocorrem grande parte das mortes violências e a esclarecer exigindo muita dedicação do profissional na carreira por ele abraçada a carreira exige tanta complexidade que o profissional conta com um extenso código de ética elaborado pela ananec associação nacional de auxiliar de necrópsia com mais de 30 artigos tudo para ajudar a quem trabalha com a morte como uma espécie de instrumento de trabalho a executar da melhor e mais humana forma a sua profissão o auxiliar de necrópsia no papel é o profissional que tem por função preparar para a realização de exames em cadáveres auxiliando o médico legista na prática todavia nem sempre isso acontece diante das adversidades encontradas durante a realização de vários exames o auxiliar acaba também desempenhando algumas funções até próximas à de um médico legista muitas vezes fazíamos todo o serviço que seria atribuição do médico conta marlei silva que atuou como auxiliar de necrópsia por 19 anos e há cerca de seis meses aposentou-se marlei ingressou na instituição em 1992 e disse não ter enfrentado maiores problemas de adaptação por já ter experiência na área hospitalar no total tenho 26 anos de funcionalismo antes de trabalhar como auxiliar de necrópsia eu fui auxiliar de enfermagem pela secretaria da saúde também atuei como convivendo com a morte cotidianamente o auxiliar de necrópsia encara jornadas estressantes para esclarecer o que motivou exaurir uma vida auxiliar de enfermagem de hospitais particulares vi muita gente chegando no hospital com vida em estado gravíssimo e morrendo em seguida no caso de auxiliar de necrópsia já deparamos com a pessoa com o óbito confirmado explica marlei que vive em são joaquim da barra atuou na carreira justamente na fase de maiores transformações uma delas foi a criação da stpc superintendência técnica da polícia científica um dos braços da polícia civil no final do século passado a grande mudança todavia veio com a informatização antes tínhamos que elaborar laudos na máquina de escrever com a informática facilitou bastante nosso trabalho além de representar um resultado mais apresentável ao final de um laudo que elaboramos conta segundo a policial civil todavia alguns problemas ainda persistem até os dias atuais não é raro faltar material de trabalho para o auxiliar de necrópsia alguns colegas até compram o material com os próprios recursos eu nunca fiz isso sempre me virei como podia falta de tudo principalmente material básico como luvas descartáveis máscaras aventais descartáveis entre outros produtos revela marlei diz que durante sua vida profissional como auxiliar de necrópsia nunca sentiu-se discriminada mas via que seu trabalho despertava no mínimo a curiosidade das pessoas para ela o segredo de não deixar as cenas de barbárie que muitas vezes chegou a presenciar influenciarem sua vida pessoal está na dedicação que ela impunha e na disciplina pessoal sempre pedia a deus para que não levasse nada do que via para casa trabalhava como profissional procurando esclarecer a morte de alguém um trabalho fundamental apenas isso ensina com passagens em são joaquim da barra e ituverava marlei encerrou sua carreira em ribeirão preto e atualmente cuida de um armazém de propriedade da família mas admite que por mais que tentasse não vincular o que via a seu cotidiano há casos que não lhe saíram do pensamento principalmente os envolvendo crianças teve também muita morte violenta como um rapaz que matou a namorada e jogou o corpo no rio grande muita atrocidade que por mais que nos esforcemos é difícil esquecer avalia dificuldades o acidente a arma branca o suicídio e o afoga mas ele não desanimou e seguiu em frente hoje mento na opinião de alguns auxiliares de necrópsia orgulha-se de poder esclarecer a causa que levou alnão são tão complicados quanto o homicídio prati guém à morte minimizando o sofrimento de familicado por projétil de arma de fogo quando isso acon ares e amigos do morto em várias situações tece a necrópsia pode ficar muito mais trabalhosa mudanças pois é necessário avaliar o trajeto do projétil ou dos a princípio as condições de trabalho do auxiliar vários projéteis alojando-se em vísceras camadas de necrópsia eram precárias em ribeirão preto por de gordura ou até mesmo na coluna exemplo o iml funcionava em um prédio precário mas a rotina do auxiliar de necrópsia é ampla no cemitério da saudade chegando a funcionar sem segundo joão carlos barbosa lima que além de refrigeração e até sem iluminação adequada muiauxiliar de necrópsia é diretor do sinpol o profissi tas vezes tínhamos que improvisar usando luz de onal também tem que preparar peças de laboratório uma viatura para iluminar o local durante a noite e cuidar da burocracia administrativa É ele quem lembra dorival de paula e silva digita os laudos para que o médico legista assine atuando na área por 20 anos ele acredita ter também prepara vítimas de violência sexual para necropsiado cerca de 1,8 mil cadáveres enfrentáexames de conjunção carnal além de realizar exames vamos muitas dificuldades além de ser um local de corpo de delito há um certo preconceito em sem as mínimas condições muitas vezes as víceras relação à nossa carreira por parte da sociedade e por ficavam do lado de fora transformando-se em vezes até mesmo dentro da própria perícia desa criadouros de moscas ratos baratas e toda espécie bafa de animal peçonhento isso sem dizer que o cheiro mesmo assim joão carlos não se vê atualmen era na maioria das vezes insuportável lembra te atuando em outra situação profissionalmente sua dorival ingressou na carreira em 1976 e aposenvida profissional todavia já lhe rendeu inicialmen tou-se em 1996 justamente no período em que a te uma desistência cheguei a prestar concurso e carreira passou a ter significativas mudanças ele passei mas na academia acabei desistindo depois confessa que guarda algumas mágoas principlamente de dois anos após muito avaliar entendi que devia por discriminação teve gente da própria polícia ver a carreira sob outra ótica e novamente prestei que nos discriminava um deles chegou a falar que concurso e passei em 1998 ingressei na academia e não apertava a mão de `tocador de cadáver foi algo em 1989 foi nomeado para ribeirão preto os primeiros casos na carreira são difíceis não estamos acostumados ao lado mórbido como os casos que envolvem crianças isso é muito constrangedor aliás casos que envolvem criança mesmo nos que elas não são mortas como os de violência sexual não são nada fáceis de se atuar admite o policial civil lembra que durante a etapa da academia alguns de seus colegas chegaram a passar mal durante as realizações de joão carlos casos que envolvem criança mesmo nos que necrópsias e houve até elas não são mortas como nos de violência sexual não são quem desmaiasse no local nada fáceis de se atuar radiografia de uma carreira 04 janeiro-fevereiro/2012

[close]

p. 5

que me marcou bastante admite dorival atualmente com 65 anos dorival ensina que o auxiliar de necrópsia tem que ser muito perspicaz e astuto contando com a experiência adquirida através dos anos um caso que lhe marcou muito foi esclarecido desta forma havia a suspeita de que o rapaz deitado na mesa tinha sido morto por ingestão de veneno eu olhei o corpo e com sinais característicos alertei a dra mércia que estava como legista no caso ela viu e constatou o que eu desconfiava ele havia sido morto por projétil de arma de fogo apesar de aparentemente não haver ferimento significativo lembra dorival também admite que os casos mais difíceis de trabalhar eram as crianças o mais marcante de sua vida foi o de um menino de aproximadamente cinco anos que chegou com a cabeça decepada o pai levou o filho para passear de caminhão ele ficou pulando na cabine e acabou caindo no cardã o cardã rolou e a cabeça foi separada do corpo foi uma imagem horrível lembra aposentado há vários anos dorival ainda não se esqueceu de sua primeira necrópsia foi um rapaz que morreu vítima de afogamento fiz os exames retirei as vísceras fechei o corpo fiz o laudo e fui almoçar tinha bife lembrei do corpo À noite fui jantar em casa e novamente bife passeu mal mas comi desde então perdi o receio da carreira entendi que era preciso separar as coisas explica os tempos árduos de dorival também foram presenciados por joão carlos mas ele também acompanhou a mudança que considerou significativa com a stpc a região do deinter-3 passou a contar com uma unidade mais digna para a realização das necrópsias hoje contamos com o cemel centro de medicina legal que ajudou na melhoria das con dições de trabalho avalia outro aspecto que ele considera evolutivo foi a forma como os profissionais que atuam como auxiliares de necrópsia têm se preparado de acordo com informações constantes no site da ssp secretaria da segurança pública a carreira corresponde a 0,8 do total de profissionais nos quadros da polícia civil o requisito para ingresso na carreira é a conclusão do ensino médio mas hoje todos têm uma formação que os prepara melhor para as atividades exercidas antes muitos se entregavam ao alcoolismo outros desistiam e pediam exoneração isso vem mudando com a preparação de todos explica importância o policial civil aposentado e advogado militante na área cívil especializado em família edvaldo rodrigues dos santos foi auxiliar de necropsia durante 23 anos formado em enfermagem pela usp universidade de são paulo ele já conhecia a rotina hospitalar onde muitas vezes o paciente chegava muito mal e acabava entrando em óbito à vista de todos essa situação é mais difícil que numa necrópsia onde o corpo já está inerte e sem vida trabalhando como enfermeiro no hospital são lucas edvaldo decidiu prestar concurso para ingressar nos quadros do iml instituto médico legal sempre foi um concurso difícil onde exige-se bastante dos candidados a auxiliares de necropsia durante o concurso e após na academia de polícia É um trabalho de vital importância pois faz a diferença na investigação de um caso contou edvaldo sua primeira e mais marcante necrópsia se deu com uma criança aliás edvaldo assim como os demais colegas são enfáticos ao afirmar que esse é o momento mais doloroso para o profissional no caso de edvaldo o grupo estava no iml em são paulo dorival mostra mais uma de suas conquistas como praticante do jogo de damas esporte ajudou a desempenhar sua carreira na polícia civil atuando como um passatempo durante o estágio na academia de polícia um taxista havia trazido o corpo de uma criança apanhada na rua o corpo estava na mesa já pronto para iniciarmos os trabalhos com tudo devidamente preparado de repente a criança acorda foi um susto geral ela não estava morta felizmente constatou-se antes de se fazer qualquer incisão lembra o policial civil outros fatos ainda povoam sua memória como auxiliar de necrópsia em um deles sua atuação foi fundamental para diferenciar a forma como o inquérito foi conduzida estávamos em barrinha haviamos sido chamados para necropsiar o corpo de um homem vítima de afogamento chegando lá enquanto preparava o corpo notei alguns ferimentos incompatíveis com o afogamento que denotavam defesa por parte da vítima chamei o legista que era novo na área e ele ficou na dúvida pedi que chamasse o delegado feito isso mostrei ao delegado os ferimentos ele tinha ferimentos na cabeça nas mãos e nas axilas a mulher da vítima estava na antessala era bastante forte expliquei ao delegado o que podia ter ocorrido e ele pediu a um investigador que abordasse a mulher antes que ela fugisse isso foi feito o investigador chegou para ela e disse que a casa havia caído ela relutou mas acabou confessando o casal havia brigado horas antes na tentativa de fazer as pazes o marido convidou a mulher para passear de barco no passeio ela apanhou um remo e golpeou a cabeça do marido com força ele caiu na água debatendo-se depois conseguiu segurar-se com as mãos na borda do barco ela desferiu vários golpes até que ele soltasse novo afundamento e pânico e ele voltou a se pendurar no braço apoiado nas axilas ela novamente golpeou com o remo até que ele se soltou e morreu afogado mas foi um homicídio lembra o hoje advogado edvaldo atuando na área de 1996 ao ano de 2000 edvaldo atravessou muitos momentos críticos e conviveu com a falta de recursos e locais precários eram poucos profissionais e muito trabalho sobretudo no cemitério da saudade em ribeirão preto onde trabalhavam em um pequeno prédio sem condições míni hoje advogado militante edvaldo mudou os rumos de uma investigação ao alertar que homem supostamente afogado havia sido baleado mas e também atendiam toda a região em jornadas de 24 horas consecutivas ele lembra que seu recorde ocorreu na década de 1990 quando um caminhão com trabalhadores rurais tombou os corpos foram distribuídos entre ribeirão preto e jardinópolis chegando a ficar empilhados e ele chegou a fazer em 24 horas 22 necrópsias foi um momento muito difícil mas que como profissional tive que encarar aliás eu tinha por norma sempre me concentrar separando as coisas se ía para o trabalho deixava minha vida particular exatamente do lado de fora e me dedicava exclusivamente ao trabalho da mesma forma era na minha vida pessoal não deixava que os assuntos de trabalho interferissem em minha vida assim foi possível conciliar a carreira que me possibilitou manter minha família e cursar uma nova faculdade janeiro-fevereiro/2012 05

[close]

p. 6

formando-me na área que exerço atualmente ensina edvaldo mesmo tendo uma carreira brilhante o hoje advogado edvaldo admite ter sofrido com preconceito as pessoas nos olhavam diferente na polícia e na sociedade em geral há um certo preconceito mas isso nunca me desmotivou ao contrário acho uma carreira nobre e que infelizmente é pouco valorizada e muito mal remunerada na polícia norteamericana é um dos cargos mais bem remunerados aqui não há um plano de carreira onde se incentive o funcionário público que já exerce a função na polícia civil a galgar carreiras se algum colega quiser ser delegado tem que se preparar como pode enfrentar concurso onde pessoas que estão em ebulição com seus conhecimentos saindo das faculdades serão seus principais concorrentes sem haver nenhuma vantagem sequer para o cidadão que já é policial civil explica se por um lado como citou o diretor do sinpol e auxiliar de necrópsia joão carlos barbosa lima no passado muitos acabavam recorrendo ao alcoolismo por outro a necessidade de buscar uma atividade que possibilitasse desligar-se de uma carreira estressante fez com ue policiais civis descobrissem novas áreas foi o que aconteceu com o auxiliar de necrópsia dorival de paula lima ele que orgulhase por ter criado e formado os filhos em curso superior graças à carreira descobriu o jogo de damas e acabou se profissionalizando É um dos grandes nomes dos tabuleiros no estado representando ribeirão preto em diversas cidades e colecionando títulos e medalhas o último ocorreu em setembro quando ele sagrou-se campeão dos jogos do interior dos idosos em porto ferreira mesmo diante de tantas dificuldades e das transformações pela qual a carreira passou nas últimas décadas os profissionais que atuam como auxiliares de necrópsia continuam desempenhando seu importante papel seja nas necrópsias nos exames de conjunção carnal nos de atos libidinosos nas lesões corporais e mais recentemente com o advento da lei seca nos exames clínicos para detectar se o motorista infrator está ou não embriagado já que a constituição federal assegura ao suspeito de embriaguês o direito de se recusar ao bafômetro e ao exame de sangue para não produzir provas contra si próprio o profissional segue sua luta com a importância que tem porém sem o merecido reconhecimento uma carreira de policiais civis abnegados e idealistas por adalberto luque colaboração israel leal de souza fotos júlio castro sinpol o sinpol através da ação de sua diretoria detectou um erro no demonstrativo de pagamentos da folha suplementar de 08 de novembro paga aos aposentados a diferença prejudicou a grande maioria dos aposentados segundo a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa o valor pago à menor é correspondente a um mês da sexta-parte que é lançada no holerite muitos colegas nem se deram conta da diferença até porque hoje ou eles pagam r 1,00 para receber o holerite impresso ou eles próprios têm que imprimir na internet sem imprimir muitos podem não ter notado e orientamos aos colegas que procurem a diretoria do sinpol para corrigir o erro de cálculo destaca maria alzira diante do impasse o sindicato imediatamente oficializou ao presidente da spprev carlos henrique flory sobre a questão em ofício assinado pela presidenta do sinpol maria alzira o órgão que cuida de aposentadorias e pensões dos policiais civis foi requisitado para interceder junto à diretoria responsável pelo pagamento de benefício dos policiais civis de todas as carreiras no intuito de efetuar o pagamento correto referente à sexta-parte uma vez que erroneamente para diversos servidores foram creditados valores correspondentes a apenas três meses de atraso sendo que o correto seria o pagamento de quatro meses conforme consta no demonstrativo em folha suplementar da maioria recorre a spprev dos servidores justificamos o pedido uma vez que está claro no demonstrativo de pagamento da folha suplementar os créditos e débitos retroativos a quatro meses com o reajuste salarial conforme anunciado pelo governador porém ressaltamos o equívoco ocorrido no pagamento de vários policiais civis que receberam apenas três meses de benefício correspondente à sexta-parte e vieram até este sindicato formalizar suas reclamações relatou maria alzira no ofício protocolado junto ao spprev no dia 28 de novembro de 2011 reparação através do ofício 08/2012 de 17 de janeiro de 2012 assinado pela gerente de aposentadoria da spprev giovania francisca da silva e pela diretora de benefícios dos servidores públicos karina m spechoto leite o ssprev relatou que foi realizada a regularização do pagamento da sexta-parte dos servidores inativos da polícia civil referente ao quarto mês de atraso na folha de pagamento de 12/2011 foi mais uma importante vitória do sinpol mas é preciso lembrar aos associados que sempre consultem seus demonstrativos atentamente verifiquem se todos os benefícios adquiridos constam nele e se houver alguma dúvida procurem imediatamente ao sinpol para obter maiores informações destaca maria alzira reprodução de ofício enviado pela spprev ao sinpol informando que erro foi corrigido sinpol consegue absolviÇÃo de associados a diretoria do sinpol tem comemorado as constantes absolvições obtidas pelo departamento jurídico em favor de seus associados segundo a presidenta do sindicato maria alzira da silva correa nos últimos tempos vários policiais civis têm sido perseguidos pela corregedoria que vem agindo de forma arbitrária e instaurando procedimentos que acabam por prejudicar os funcionários públicos e até a denegrir suas imagens o sinpol não apoia o mal policial mas jamais vai compactuar com ações arbitrárias que têm conotação política ou outras formas de perseguição para intimidar os policiais civis atesta a presidenta do sinpol no mês de dezembro um dos integrantes do departamento jurídico do sinpol o dr ricardo ibelli recebeu os despachos absolvendo um investigador e um escrivão e divulgou mais esta vitória segundo o dr ibelli os resultados têm sido altamente satisfatórios para os policiais civis e mensalmente vários casos estão sendo confirmados com os associados do sinpol provando sua inocência perante aos órgãos competentes leia a seguir a íntegra da publicação que inocentou os dois associados do sinpol 8 diario oficial disponibilização quarta-feira 7 de dezembro de 2011 arquivo 2 publicação 4 seguranÇa pÚblica gabinete do secretÁrio despachos do secretário de 05-12-11 no processo administrativo disciplinar gs/0219/11 dgp/9005/10 vols i e ii a que respondem lucas renato luchetti r.g nº 27.417.540 investigador de polícia e paulo roberto barbosa r.g nº 21.673.889 escrivão de polícia foi exarado o seguinte despacho absolvo os interessados por não provadas as acusações contidas na inicial adv ricardo ibelli oab/sp/139.227 dr ibelli e eumauri novas vitórias do departamento jurídico do sinpol 06 janeiro-fevereiro/2012

[close]

p. 7

sindicalismo reuniões foram realizadas em campinas e sorocaba num sistema itinerante levando o trabalho das lideranças às diversas regiões do estado o ano começou cedo para o sinpol e as demais entidades que integram a representação coletiva dos policiais civis do estado de são paulo e atendendo a uma sugestão da presidenta do sinpol de ribeirão preto maria alzira da silva corrêa as reuniões em 2012 serão itinerantes e contemplarão também o interior do estado que tem demonstrado força e participação nas reivindicações e nas negociações com a equipe de governo e autoridades políticas em geral sempre defendi que deveríamos levar aos colegas do interior as reuniões para que eles pudessem acompanhar de perto toda a sistemática que envolve o trabalho da representação coletiva dos policiais civis a ideia foi acatada e a partir das próximas reuniões vamos convocar os policiais civis de cada região para participar conosco explica maria alzira a primeira reunião itinerante foi realizada no dia 18 de janeiro na sede do sinpol campinas representaram o sinpol ribeirão preto o vice-presidente eumauri lúcio da mata e a diretora kalinka cintra prado no encontro foram tratados os temas que serão abordados pela representação em 2012 o principal deles é o posicionamento de cobrança que será feito pelas entidades junto aos deputados estaduais por conta da formação de um grupo de representantes dos poderes executivo e legislativo para discutir melhorias para a polícia civil entre elas implantar definivamente o nível universitário para as carreiras de investigador e escrivão de polícia através da lc lei complementar 1067/2008 e lc 1151 2011 as lcs dispõem sobre a reestruturação das carreiras de policiais civis do quadro da ssp secretaria da segurança pública e dá previdências correlatas através do artigo 26 que tem o seguinte trecho fica constituído grupo de trabalho integrado por representantes do poder executivo e legislativo com a finalidade de avaliar as possibilidades de valorização das carreiras de investigador de polícia e escrivão de polícia considerando a lei complementar 1067 de 01/12/2008 no prazo de 180 dias na reunião em campinas também estiveram presentes ernani lucena feipol/co valério valente sindetipol/mg e wilton ribeiro de sales sindpecri/mg propondo a criação da federação sul sudeste e são paulo agregando policiais civis de toda a área em sorocaba a segunda reunião da representação coletiva foi realizada no dia 01 de fevereiro de 2012 na sede do sinpol sorocaba a presidente do sinpol maria alzira da silva corrêa esteve no evento acompanhada do vice-presidente eumauri e da diretora kalinka durante o encontro ficou estabelecido que as ações para garantir a criação da comissão de estudos prevista pelo artigo 26 da lc 1151/2011 serão intensificadas o prazo se esgota em meados de abril e vamos cobrar para que essa comissão de representantes dos poderes executivo e legislativo seja formada o quanto antes e que representantes de ambas carreiras possam integrar a comissão explicou maria alzira a presidenta do sinpol disse que vários temas também foram abordados na reunião um deles foi em relação ao ale adicional de local de exercício vamos lutar para que o ale seja único independente de carreira ou do local onde o policial civil exerce suas funções sabemos que será uma árdua batalha mas vamos lutar com todas as nossas forças explicou maria alzira outros assuntos sempre debatidos entre os representantes seja nas reuniões ou em outras ocasiões são tratados como o pagamento por subsídios questões ligadas à aposentadoria cumprimento da data-base não é porque já sabemos o valor do reajuste salarial que vamos nos acomodar receberemos em agosto os 11 tratados mas continuamos na luta por nossos direitos conta a presidenta do sinpol a próxima reunião da representação coletiva será em mogi das cruzes em data ainda a ser definida possivelmente no mês de março todavia as ações da representação continuam até lá estaremos realizando um trabalho na alesp assembleia legislativa e junto a membros do governo além de visitar lideranças políticas nas várias regiões que integram a representação no sentido de garantir a formação do grupo de estudos no prazo estabelecido no artigo 26 que é de 180 dias isso é fundamental para que conquistemos definitivamente o nível universitário para as carreiras de investigador e escrivão e se possível num futuro próximo para todas as demais carreiras conclui maria alzira kalinka e eumauri terceira e quarto a partir da esquerda durante encontro realizado em campinas sinpol e demais entidades iniciam trabalhos eumauri maria alzira e kalinka durante encontro realizado em sorocaba ao lado de outros integrantes das entidades representativas dos policiais civis janeiro-fevereiro/2012 07

[close]

p. 8

social o evento mais esperado no ano na chácara do sinpol foi realizado no dia 11 de dezembro de 2011 cerca de 1.300 pessoas entre policiais civis dependentes e convidados prestigiaram a festa que foi um grande sucesso o churrasco servido no evento ficou a cargo do zezinho e sua equipe trinta garçons uniformizados serviram os presentes e para que não houvesse demora também foram montadas quatro pistas para carne e acompanhamento o delicioso churrasco acompanhado de bebida geladinha foram servidos à vontate o evento foi abrilhantado pela banda por do sol após a festa muitos policiais civis fizeram questão de manifestarem elogios pelo sucesso do evento por e-mail telefonemas e até pessoalmente na sede social do sinpol acompanhe nas páginas 8 e 9 alguns dos grandes momentos da festa 08 janeiro-fevereiro/2012

[close]

p. 9

dias depois da festa de confraternização a presidenta e diretores do sindicato reuniram todos os funcionários do sinpol sede e clube para tratar de vários assuntos e sobretudo para que os diretores pudessem agradecer o empenho de cada um para que o sindicato realizasse todos os atendimentos possíveis em 2011 somos uma grande equipe e se um dente de engrenagem falhar emperra tudo nossos funcionários demonstraram muito empenho e só temos de agradecer e pedir que isso continue em 2012 destacou maria alzira janeiro-fevereiro/2012 09

[close]

p. 10

aniversariantes a vida é um milhão de novos começos movidos pelo desafio sempre novo de viver e fazer todo sonho brilhar feliz aniversário aos nascidos em çarço 1 wilson miguel da silva ademar fonseca júnior ivaldo parma fernandes 2 rogério antonio segismundo lahoz júnior célia domingos de oliveira sandra cristina peguin marcilene do prado tanganini 3 itamara cristina inocente de paula marcos tadeu casadore douglas cardilli geraldo vital da silva 4 josé benjamin de souza antonio nobel conti regina aparecida ribeiro de paula antonio pedro segnorini vera márcia tertuliano pereira enilza odete bonagamba de almeida 5 airton lisi walter lodi júnior arnaldo josé d avoglio filho silvana araújo da fonseca marisa paulo da cunha 6 josé roberto passeto vladimir augusto silva josé bernardino alecrin ovande garmes júnior rodrigo sertório rosas 7 clevis samuel lors de faria mercedes de souza lima amilton rinaldi cruanes márcia regina registro 8 maria heloiza de paula borges mariangela beraldi de toledo balsabino edinir donizetti valentin edivaldo genesi paiuca joão batista tonetto hidalgo bernardo de oliveira ana cristina nucci pirondi 9 antonio josé ipólito maria elizabet ribola helem de souza lima sílvio alessandro dos santos karina palmeira valerine damásio josé roberto lopes filho 10 ronaldo catalane andretta gilmar ivan de souza edison cardoso zueff 11 milton francisco cocito antonio geraldo barboza 12 jorge eduardo vasconcelos sandra helena camossa augusto coelho neto regina elisa rudge bortoli andré luiz garcia gonzalez 13 antonio luis nardy de mattos barreto laerte aparecido pereira pláucio roberto rocha fernandes heber ademir fiorelli 14 rita de cássia ongaro diogo maria emília gomes de castro rafael martins dos santos osmair freitas dos santos isabel cristina antunes ravacci scoqui 15 fábio aparecido balera luciano roberto sandoval 16 eurípedes da silva stuque marcelino de fátima camargo tereza cristina soares chiaretti faria 17 clóvis ferreira de castro antonio carlos costa campi 18 nilton wagner de oliveira joselina maria de oliveira carlos gonçalves pestana gisele aparecida bruzadin furlanetto romualdo josé bertozzi 19 luiz carlos calbello molina josé angelo marques josé messias rotta josé zerbato nelson moreira da silva juliano borges josé roberto zago gustavo fragiacomo 20 antonio josé de faria maria das gracas da silva garcia josé cláudio gonçalves sérgio luís dos santos 21 sônia alvarenga de magalhães fabiano de aquino frigo marcos ronaldo meroni Élcio gonçalves dos reis 22 augusto alves moreira josé roberto gonçalves da silva kalinka cintra prado francisco albertino dos santos júnior 23 rafael gentil júnior aparecida caineli de oliveira alcides elia rodrigo marcelo silveira cocito dimas lopes dos santos luiz geraldo dias marcelo florêncio alberto leandro cardoso dos santos gustavo simei garcia 24 josé dos santos lúcia helena soares da silva devanir ferreira de souza antonio carlos aparecido bacaro 25 ronaldo nogueira de moura lauro souza simões filho sueli aparecida rodrigues de almeida edvar minto edna da silva luís eduardo persigo halace antonio remondini júnior 26 pedro moretti júnior luci helena rotondo kobelnik carlos alberto nogueira aparecido donizete galhardo lúcio josé valenti 27 cláudia braga rogério da cunha nogueira 28 joão batista martins de mello tomaz rafael scatolin wilson beazini vinícius menezes de souza 29 josé tadeu de figueredo luiz flávio moraes lawall fábio scafi nogueira sidney ferreira da silva dener r novais hernandes 30 lúcia silva simões aldo kuanzo nakaza josé luiz pugliesi emerson renato merlin manoel mendes osse maria beatriz cardoso v de moura campos 31 wesley osvaldo prudente daniel ap fernandes rodrigues fernando gonçalves de oliveira elisabete aparecida de souza branco memÓria confraternizaÇÃo do ic final de ano sempre há tempo para confraternização e os policiais civis do ic instituto de criminalística realizaram um grande evento no final de 1992 com uma emocionante disputa de futebol na foto que registrou o momento de alegria entre aqueles que atuavam no ic os dois times se posicionaram lado a lado em pé roberto bettini agnaldo maciel barbosa júnior roberto pinto edison silveira célio baldacini dr jorge tadeu cury neto e marcos tadeu da costa agachados jairo batista da silva ivan brunini esposo da perita cristina reinaldo dos santos júnior sami hadad airton kyoshi ogassayara josé roberto passeto e roberto rudon bettini do fundo do baÚ o sinpol lembra aos aniversariantes aposentados que é preciso fazer o recadastramento anual junto ao banco do brasil em qualquer agência ou naquela onde receber seus vencimentos ou em caso de portabilidade no banco em que o beneficiário optou quem não se recadastrar corre o risco de ter os vencimentos suspensos o sindicato dos policiais civis da região de ribeirão preto está criando um acervo de imagens relacionadas à polícia civil para tanto a diretoria está incentivando a participação de associados que tenham em seus arquivos fotografias que possam ilustrar diferentes aspectos da história da instituição temos certeza que muitos companheiros guardam `no fundo do baú lembranças de reuniões eventos e de situações diversas que têm um valor inestimável pelas lembranças que nos trazem afirma a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa os interessados em colaborar com esse resgate da memória da polícia civil da região podem entrar em contato com a secretaria do sinpol através dos telefones 16 3612-9008 3625-3890 e 3979-2627 ou dos e-mails sinpolrp@sinpolrp.com.br e sinpol-rp@uol.com.br as fotografias serão digitalizadas e prontamente devolvidas aos seus proprietários ressalta maria alzira o material reunido pelo sinpol será publicado no jornal do sinpol e no site da entidade www.sinpolrp.com.br 10 janeiro-fevereiro/2012

[close]

p. 11

retrospectiva tempo com a posse de geraldo alckmin em 01 de janeiro de 2011 esperava-se mudanças na ssp secretaria da segurança pública mas o que se viu no começo do ano foi a manutenção do dr antonio ferreira pinto à frente da secretaria e a troca do titular da dgp delegacia geral de polícia assim de forma inesperada começou o ano sindical para os policiais civis com um novo dgp o dr marcos carneiro lima assumiu no lugar do dr domingos paulo neto o dgp anterior sempre manteve um relacionamento de respeito e cordialidade em relação aos integrantes da representação coletiva dos policiais civis do estado de são paulo do qual o sinpol é parte atuante segundo maria alzira a troca em pouco tempo foi sentida vínhamos de um período de constantes reuniões e bastante diálogo com o dr domingos e em 2011 nos vimos frente à frente com o dr marcos que desde o início se mostrou pouco acessível para ouvir nossas reivindicações chegamos a achar que 2011 seria um ano em que teríamos de nos articular para novamente a exemplo do que ocorreu em 2008 mostrar a força de nossa categoria através da greve avaliou maria alzira o ano estava apenas começando e o diálogo abruptamente foi encerrado entre dgp e líderes sindicais dos policiais civis na verdade foi direcionado para outra pasta quem passou a conversar com os representantes dos policiais civis foi o então titular da secretaria da gestão pública júlio semeghini sempre com o objetivo por parte dos sindicalistas de tornar real a possibilidade de um aumento salarial mas novas notícias mostraram que 2011 seria um ano difícil a primeira reunião com o novo dgp frustrou os representantes sindicais dos policiais civis ele falou e pouco ouviu mesmo assim as constantes reuniões de de lutas e conquistas embora felizmente praticando o aumento indistintamente tanto aos policiais civis da ativa quanto inativos lembra a presidenta do sinpol o projeto recebeu um grande número de emendas e foi preciso muitas reuniões e ações políticas do sinpol e demais entidades para mudar esse quadro de forma que fosse possível sua aprovação em plenária e a votação em si após acordo de lideranças consumiu de maria alzira da diretora kalinka da cintra prado e de demais sindicalistas de outras entidades uma verdadeira maratona eles passaram mais de 12 horas no pédio da assembleia até que tudo fosse aprovado as diferenças foram saldadas em folha complementar somente em novembro mas foi uma grande conquista o ano de 2011 termina com a certeza de que foi preciso empenhar muita luta para que as reivindicações da categoria fossem ouvidas pela equipe de governo e termina também com a certeza de que muita água ainda vai rolar e que os diretores do sinpol vão continuar sua luta ainda há pendências na questão da reestruturação que precisam ser revistas pela gestão pública agora sob novo comando já que júlio semeghini mudou de secretaria quem assumiu foi cibele franzese que era adjunta na pasta e já dialogava com o sinpol e demais sindicalistas iniciamos 2012 firmes na luta para buscar atender aos anseios dos colegas de todas as carreiras pois esse é nosso maior objetivo lutar pelo policial civil independente da carreira à qual ele pertencer conclui maria alzira o ano de 2011 foi expressivo por conta das diversas lutas travadas e por conquistas significativas para a categoria trabalho para apresentar reivindicações e buscar apoio político continuaram acontecendo foi um começo de ano atribulado tenso lembra maria alzira em março outra grande estocada por parte do governo foi anunciado o projeto de reengenharia da polícia civil uma proposta onde se uniriam policiais civis de diversas unidades em um único prédio desde o princípio rejeitamos essa possibilidade apontando para um enfraquecimento da instituição polícia civil o que era e é necessário fazer simplesmente é contratar efetivo não aglomerar fechando unidade e dando a falsa impressão de haver mais policiais civis à disposição da população numa maquiagem da situação e desde o início denunciamos o que vem sendo confirmado policiais civis e população foram muito prejudicados e serão ainda mais com o avanço das aglutinações de unidades policiais pontua maria alzira paralelamente à situação os policiais civis começaram a se queixar do rigor e de possíveis perseguições por parte da corregedoria e o sinpol passou a intensificar sua cobrança com o órgão da instituição sempre afirmamos que não apoiamos o mal policial civil esse deve ser punido exemplarmente mas não admitiremos em momento algum punições injustas perseguições e intimidações por parte da corregedoria dispara maria alzira o ano foi passando as lutas prosseguiram e o sinpol conquistou uma grande notícia para a categoria no mês de julho o reajuste salarial de 15 para os policiais civis a notícia foi muito festejanda mas na prática só foi concretizada após muita ação política e sindical por parte dos diretores do sinpol o governador demorou para enviar o projeto prevendo o reajuste à assembleia legislativa quando enviou enviou junto com a reestruturação de carreiras extinguindo a quarta classe e propondo algumas mudanças alckmin convidou diretores do sinpol e demais sindicalistas para anunciar a sanção da lei que garantiu o reajuste salarial janeiro-fevereiro/2012 11

[close]

p. 12

informaÇÃo lc 1105 paulo faço saber que a assembleia legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei complementar artigo 1º os benefícios de aposentadoria e pensão por morte concedidos com fundamento no § 8º do artigo 40 da constituição federal serão reajustados na mesma data utilizada para fins de reajuste dos benefícios do regime geral de previdência social com base no Índice de preços ao consumidor ipc apurado pela fundação instituto de pesquisas econômicas fipe § 1º o disposto neste artigo não se aplica aos beneficiados pela garantia de paridade de revisão de proventos de aposentadoria e pensões nos termos do artigo 7º da emenda constitucional nº 41 de 19 de dezembro de 2003 § 2º o índice a que se refere o caput deste artigo corresponderá ao apurado nos doze meses imediatamente anteriores ao de sua aplicação § 3º para os benefícios concedidos durante o período de apuração a que se refere o § 2º deste artigo o índice apurado será proporcionalizado em relação ao período compreendido entre o mês da concessão do benefício e o anterior ao de vigência do reajustamento § 4º a divulgação anual do índice a que se refere este artigo caberá à sÃo paulo previdÊncia spprev por ato de seu dirigente artigo 2º o disposto nesta lei complementar aplica-se aos benefícios de aposentadoria e pensão por morte originários de todos os poderes do estado artigo 3º as despesas decorrentes da aplicação desta lei complementar correrão à conta das dotações próprias consignadas no orçamento vigente suplementadas se necessário artigo 4º esta lei complementar entra em vigor na data de sua publicação produzindo efeitos financeiros a partir de 1º de janeiro de 2010 palácio dos bandeirantes 25 de março de 2010 veja o que prevê a lei complementar 1105 de 25 de março de 2010 que trata de benefícios e aposentadorias o sinpol torna público o teor da lc lei complementar 1105 publicada em 25 de março de 2010 de interesse de benefícios e aposentadorias segundo o diretor do sindicato eumauri lúcio da mata a lei é específica para policiais civis que se aposentaram através da lei 1062/2008 e informa a forma como serão reajustados os benefícios e aposentadorias leia a seguir a íntegra da lc 1105 2010 dispõe sobre o reajuste dos benefícios da aposentadoria e pensão por morte concedidas nos termos do § 8º do artigo 40 da constituição federal o governador do estado de sÃo muita festa em todos os quatro dias do reinado de momo e o final de verão bastante agitado são atrações na chácara do sinpol já está tudo preparado para muita animação durante o carnaval que neste ano será comemorado entre os dias 18 e 21 de fevereiro de 2012 segundo a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa a chácara do sinpol já recebeu as benfeitorias necessárias para receber os associados que têm frequentado em grande número o clube aos finais de semana e prometem comparecer também com muita animação durante o reinado de momo nosso clube irá funcionar durante os quatro dias de festa no horário normal inclusive segunda e terça-feiras quando habitualmente fica fechado teremos música ambiente com temática carnavalesca e muita alegria para todos os que comparecerem revela maria alzira a presidenta do sinpol lembra também que além do serviço tradicional oferecido pela cantina com bufet e porções a equipe comandada pelo zezinho e que muito têm agradado aos associados está oferecendo também pratos à la carte com várias opções o verão continua e a chácara do sinpol tem recebido muitos os associados e familiares com atividades especiais principalmente para a garotada que está voltando às aulas estamos nos desdobrando e nossos diretores e funcionários querem oferecer o melhor para que os associados sintam-se em casa a chácara do sinpol é um patrimônio dos policiais civis destaca a presidenta maria alzira o clube já conta com monitores que ministram aulas de hidroginástica gratuita todos os sábados às 10h00 isso vai ocorrer durante todo o período em que estiver em vigor o horário de verão além disso também aos sábados pela manhã acontecem animadas peladas de futebol aos interessados uma única condição comparecer ao clube e integrar um dos times depois é só se divertir também instalamos uma tabela de basquete proporcionando a prática de mais uma modalidade desportiva além disso quem quiser jogar vôlei basta pedir ao nosso departamento de esportes para reservar a quadra e aproveitar verão combina com atividade física ao ar livre e nada melhor do que nossa chácara do sinpol para essa finalidade refrescando-se em nossas lindas piscinas destaca maria alzira a chácara do sinpol está funcionando durante o horário de verão de quinta-feira a domingo das 8h00 às 18h30 maiores informações na central de atendimento sinpol pelos fones 16 3625-3890 3612-9008 e 39792627 ou na sede social do sindicato à rua goias 1697 carnaval na chÁcara do sinpol carnaval em 2011 movimentou policiais civis associados e o sucesso da festa deve se repetir em 2012 12 janeiro-fevereiro/2012

[close]

p. 13

encontro sinpol a presidenta do sinpol maria alzira da silva corrêa e a diretora kalinka cintra prado participaram nos dias 8 e 9 de dezembro de 2011 do ii congresso das entidades representativas da polícia civil organizado pela feipol federação interestadual dos policiais civis além do sinpol participaram integrantes de entidades representativas do acre bahia ceará distrito federal espírito santo mato grosso minas gerais rio grande do norte são paulo sergipe e tocantins o evento contou com a participação do deputado federal joão campos e teve por objetivo discutir o pl projeto de lei 1949/2007 que atualmente aguarda votação na câmara dos deputados e trata da lei geral das polícias civis dispondo princípios e normas gerais de organização funcionamento e normais de organização funcionamento e competências de atribuições prerrogativas dos policiais civis nos termos do inciso xvi do artigo 24 e do § 7.º do artigo 144 da constituição federal compuseram a mesa o presidente da feipol divinato da consolação representando o deputado distrital wellington luís roberto costa o presidente do sinpol-df ciro de freitas o diretor da ncst valério valente e o consultor da feipol jorge quadros ciro de freitas fez um breve relato da greve dos policiais civis do df citando a ilegalidade da greve feita pela justiça enfatizando a preocupação com estudo feito por um grupo de trabalho envolvendo a cut e o ministério do planejamento para regulamentação da convenção 151 da oit organização internacional do trabalho cujo entendimento é a proibição da greve por carreiras típicas de estado e pelos segmentos armados valério valente fez breve comentário sobre a regulamentação da convenção 151 participa de reuniÃo em demonstrando preocupação com o que ocorrerá após sua aprovação falou também sobre o pl 1949/2007 chamando a atenção para o momento oportuno com a disposição de todos os envolvidos enfatizando que a valorização do policial civil será tratada após a aprovação do pl quadros fez um relato sobre os trabalhos levados a efeito desde dois mil e cinco quando iniciou os trabalhos para a construção do projeto da lei orgânica enfatizando a dificuldade de consenso pelas diferentes realidades estaduais no encontro apresentou o pl com suas emendas ressaltou que o projeto de lei 1949 é a nossa identidade e devemos brigar por ele a lei orgânica trará personalidade e dignidade aos policiais acabando com a atual condição de subalternos devemos alterar formas de atuação deixando claro que investigar é o objeto de desejo de vários órgãos entre eles ministério público e polícia militar o deputado federal joão campos que também é delegado de polícia no mato grosso destacou a importância de que todos conheçam o pl e demonstrou meios eficazes de se conseguir a aprovação do projeto alertou para que ainda que o pl tem pontos que devem ser corrigidos porém não devemos nos posicionar contra o projeto É necessário apresentar uma emenda de plenário para que o pl 1949 volte a tramitar nas comissões e assim ser alterado mas para que isso ocorra é necessário que haja consenso entre governo e entidades classistas para haver a aprovação o deputado disse que não se deve realçar as mudanças feitas no projeto encaminhada pelo governo até porque já tem emendas e outras alterações podem ser feitas quando o projeto voltar para as comissões o importante é ter uma lei orgânica e a partir disso aperfeiçoá brasÍlia a proximidade da copa do mundo que será realizada no brasil em 2014 é necessário que os governos adotem medidas para sanar essa situação de penúria pela qual atravessa a instituição polícia civil em todos os estados da nação foi um encontro muito proveitoso onde pudemos ter contato da lei que pode mudar os rumos da polícia civil como um todo também demonstrou a importância de estarmos unidos neste momento e de sabermos cobrar das autoridades medidas não paliativas mas eficazes e que possam resgatar a dignidade dos policiais civis constatou maria alzira o próximo encontro das entidades será realizado en natal-rn nos dias 8 e 9 de março de 2012 presidenta e diretora do sindicato estiveram reunidas com policiais civis de vários estados para tratar da lei geral das polícias civis e vários outros assuntos la não é a ideal mas a possível o encontro prosseguiu em seu segundo dia abordando a necessidade de se implementar uma campanha de valorização dos policiais civis na copa do mundo estimou-se em 115 mil os policiais civis em atividade em todo o brasil porém os presentes concordaram que esses dados não traduzem a realidade do sistema de segurança pública praticado no brasil na questão do enfrentamento à violência e no fortalecimento dos organismos de combate aos vetores da desordem social salários baixo e efetivo bem aquém do mínimo necessário também foram temas tratados e os presentes concordam que com maria alzira e kalinka ao lado dos demais policiais civis participantes do encontro que reuniu lideranças sindicais de diversos pontos do brasil janeiro-fevereiro/2012 13

[close]

p. 14

entrevista iniciando o segundo ano de seu segundo mandato frente ao sinpol a presidenta fala dos desafios e faz um balanço de sua gestão até o momento quando assumiu o comando do sinpol em outubro de 2007 tornando-se assim a primeira mulher a presidir a entidade maria alzira da silva corrêa sabia dos desafios que teria pela frente todavia foi eleita com uma plataforma de campanha bastante definida trabalho trabalho trabalho foram as promessas da investigadora aposentada que deixou de lado suas atividades como advogada para dedicar-se exclusivamente ao sindicato ao contrário do que alguns supunham realizou uma gestão que mobilizou associados mesmo tendo enfrentado enormes desafios com apenas um ano de gestão foi com maria alzira à frente do sinpol que a categoria iniciou o movimento grevista em 2008 que culminou com um enfrentamento das polícias civil e militar num episódio conhecido internacionalmente por batalha dos bandeirantes sob as ordens do então governador josé serra mesmo com os desafios maria alzira aproximou os associados do sindicato e teve a aprovação de sua gestão confirmada pelas urnas nas eleições de 2010 quando em outubro reelegeu-se para seu segundo mandato com muitos desafios e metas pela frente ela inicia seu segundo ano do segundo mandato com muita determinação em entrevista ao jornal do sinpol a mulher mãe avó policial civil advogada e presidenta do sinpol falou sobre seus planos acompanhe a seguir a entrevista jornal do sinpol 2011 foi um ano turbulento para os policiais civis como a senhora viu o impasse em torno dos salários a dificuldade no diálogo com o ssp e com o dgp entre outras situações maria alzira da silva corrêa sem contar o desinteresse do governo pela segurança pública que perdura por anos a fio sabemos que não é nada fácil nos fazer ouvir pela cúpula esperávamos dialogar com o novo dgp como ocorria com o anterior dr domingos no entanto logo a primeira reunião com o dr marcos atual dgp foi marcada por um monólogo ele falou e pouco nos ouviu o senhor secretário da segurança pública conhecedor de nossas reinvidicações não nos deu a importância devida diante disso passamos a jornal do sinpol o governador mesmo com uma demora aparentemente sem motivo deu reajuste em 2011 e já anunciou o reajuste para 2012 como ficam os trabalhos da representação coletiva dos policiais civis do estado de são paulo para o ano que se inicia maria alzira da silva corrêa ainda que saibamos que além do reajuste salarial de 15 concedido em 2011 receberemos os restante 11 neste ano de 2012 o trabalho da representação coletiva continua temos nos reunido para discutir ações relativas à pauta de reinvidicações ainda não atendidas data base subsídio falta de efetivo etc a primeira reunião do ano aconteceu no dia 18 de janeiro em campinas onde foi debatida também a falta de providências do governo com relação ao artigo 26 da lei 1.151/2011 que prevê a constituição de grupo de trabalho integrado por representantes do poder executivo e legislativo com a finalidade de avaliar as possibilidades de valorização das carreiras de investigador e escrivão de polícia no prazo de 180 dias na ocasião estiveram presentes os senhores ernani lucena do feipol/co valerio s valente do sindetipol/mg e wilton ribeiro de sales do sindpecri/mg que propuseram a formação da federação sul sudeste e são paulo a segunda reunião da representação coletiva ocorreu dia 1 de fevereiro em sorocaba jornal do sinpol o ano começa com a promessa da efetivação do projeto de reengenharia da polícia civil na área do deinter-3 o que a senhora acha dessa situação maria alzira da silva corrêa o projeto de reengenharia da polícia civil tem por objetivo otimizar a estrutura da polícia civil e centralizar suas operações promovendo melhoria de condições de trabalho aos policiais desde o atendimento ao público até as atividades de investigação e de inteligência policial reduzindo burocracias pois bem essa reestruturação se espelha nas superdelegacias criado nos estados unidos não podemos esquecer que nossa realidade é bem diferente não vejo como atingir tais objetivos se a instituição há muito carece de material humano a unificação de distritos a centralização das delegacias especializadas não irão resolver o problema da falta de efetivo servirão somente para dar à população a falsa ideia de que mais policiais estariam trabalhando maria alzira da silva corrÊa maria alzira a reestruturação se espelha nas `superdelegacias dos estados unidos mas não podemos nos esquecer que nossa realidade carece de material humano dialogar com júlio semeghini o então secretário da gestão pública pelejamos muito mas no que diz respeito ao aumento salarial ainda que não seja o ideal conseguimos resultado satisfatório enfrentamos outras situações delicadas como o projeto de reengenharia as arbitrariedades cometidas pela corregedoria a falta de efetivo mas conseguimos manter nosso foco jornal do sinpol como a senhora espera tratar essas questões em 2012 maria alzira da silva corrêa muito trabalho nos espera e todas as questões serão tratadas com o maior empenho e atenção que requeiram trabalhamos em equipe e a união faz com que obtenhamos melhores resultados para os policiais civis e por extensão à sociedade como um todo 14 janeiro-fevereiro/2012

[close]

p. 15

na sua segurança não há que se falar em melhoria de condições de trabalho dos policiais sem que se resolva o problema da falta de pessoal o resgate institucional da polícia civil significa valorização dos que nela trabalham o que há muito tempo se aguarda jornal do sinpol quais são na sua opinião os grandes problemas que os policiais civis podem enfrentar neste ano de 2012 maria alzira da silva corrêa um dos principais problemas que os policiais irão enfrentar é a carência de pessoal a cada dia mais reduzido se apresenta o quadro de funcionários em razão de aposentadorias afastamentos para tratamento de saúde em decorrência da própria atividade falecimentos exoneração em razão do baixo salário e pouca valorização a recomposição do quadro funcional da ssp é medida urgente e só depende da cúpula da instituição e do governo quanto aos outros problemas nós da representação coletiva procuraremos solucioná-lo na medida em que forem surgindo jornal do sinpol a senhora conseguiu realizar grandes eventos em 2011 qual o segredo em movimentar tantos associados na chácara do sinpol maria alzira da silva corrêa o segredo do sucesso na realização dos eventos que movimentou grande número de filiados é sem dúvida o trabalho em equipe nele incluo além dos diretores os funcionários os parceiros e em especial os próprios colegas policiais que conhecem os objetivos de nossa gestão resgatamos a credibilidade no sindicato na primeira gestão e continuamos trabalhando pelos policiais civis jornal do sinpol trabalho trabalho e trabalho essa foi a sua plataforma de campanha como anda essa situação e a participação dos membros da diretoria do sinpol maria alzira da silva corrêa cumprimos com o que nos propusemos e o resultado de nosso trabalho pode ser notado pelos observadores todos da diretoria participaram cada qual com sua limitação para que o resultado de nosso trabalho fosse o melhor possível uma andorinha não faz verão e nada teríamos realizado se não contássemos uns com os outros jornal do sinpol quais as principais lutas para 2012 maria alzira da silva corrêa valorização das carreiras essa é nossa grande bandeira também vamos lutar para que nossa data base seja respeitada em primeiro de março outra luta nossa é a questão do subsídio atualmente muitos colegas optam por adiar a aposentadoria para não serem prejudicados pela lei em vigor queremos sanar essa questão passando sobretudo pela valorização do policial civil outra grande luta que iremos travar é o início das obras de construção da nossa futura sede social tudo irá sair do papel e em alguns meses teremos a nossa tão sonhada sede jornal do sinpol no ano passado a senhora e demais diretores realizaram várias viagens seja para reunião com membros da equipe de governo seja para levar o sindicato ainda mais próximo do associado em outras cidades como será esse trabalho em 2012 maria alzira da silva corrêa esse ano não será diferente trabalharemos juntamente com os demais sindicatos visando atender as necessidades dos policiais civis vale dizer que os políticos não tratam a polícia e segurança pública com o mesmo interesse que os próprios policiais por essa razão para evitar distorções como representante desta entidade não medirei esforços para participar de reuniões na capital ou nas sedes dos sindicatos regionais com secretários do governo com colegas de outros estados toda vez que houver assunto de interesse do policial civil no momento o projeto de lei 1949/2007 que institui a lei geral da polícia civil e tramita pela câmara federal merece atenção especial de todos os policiais civis e chama a todos para ampla discussão nacional para que as entidades ao final produzam um único documento para apresentar ao relator do pl jornal do sinpol o ano começa com a perspectiva do início das obras da nova sede social do sinpol como está sendo tratada esta questão maria alzira da silva corrêa como anunciado numa das edições anteriores elegemos alguns colegas que não fazem parte da diretoria para que fiscalizem todo o trabalho relativo à construção da nova sede do sinpol reuniões foram promovidas sendo uma delas no final de dezembro a fim de apresentarmos os orçamentos ouvirmos críticas e sugestões tudo para que haja maior transparência possível no processo estamos na reta final e dentro em breve estaremos iniciando as obras os projetos arquitetônico estrutural de iluminação hidráulico entre outros bem como os orçamentos e planilha de custos já ocorridos estão à disposição daqueles que se interessarem jornal do sinpol o reajuste nas mensalidades do sindicato embora pequeno ocorreu por conta da obra maria alzira da silva corrêa estamos na direção da entidade há quatro anos sem que tivéssemos aumentado o custo da mensalidade que permaneceu em r 15,00 nesse período contratamos funcionários executamos obras de manutenção na sede e chácara que resultaram em aumento de custo para a entidade temos a obrigação de zelar para que nosso patrimônio seja mantido e se possível aumentado pelas nossas projeções para que possamos continuar prestando bons serviços precisamos reajustar a mensalidade a partir de dezembro/2011 acrescendo r 2,50 importante observar que aguardamos o reajuste dado pelo governo para aumentá-la como já comunicado em setembro deste ano a mensalidade sofrerá novo reajuste no mesmo valor mesmo assim o valor é plenamente suportável e é ainda inferior aos praticados por outras entidades jornal do sinpol como anda a relação entre sindicato e corregedoria maria alzira da silva corrêa estamos atentos aos acontecimentos que envolvem os policiais civis respeitamos o trabalho da corregedoria contudo não aceitaremos nenhuma arbitrariedade ou perseguição a nenhum policial por outro lado não somos condescendentes com o mal policial que felizmente representa uma minoria mas que denigre a imagem da instituição jornal do sinpol o sindicato obteve grandes vitórias na defesa dos associados como a senhora avalia o desempenho do jurídico e qual a perspectiva para 2012 maria alzira da silva corrêa as vitórias na defesa dos direitos de nossos associados são o resultado do trabalho sério dos advogados que fazem parte de nossa equipe a eles sem distinção nosso agradecimento e a certeza que no ano de 2012 o empenho será o mesmo jornal do sinpol como anda o relacionamento do sinpol com a chefia como delegados seccionais e diretor do deinter em nossa região maria alzira da silva corrêa procuramos manter relacionamento cordial e somos bem recebidos e atendidos em nossas reinvidicações sempre que possível jornal do sinpol no ano passado falou-se da mudança do detran e das ciretrans de pasta e isso efetivamente ainda não ocorreu o anúncio de tais mudanças foi em sua opinião mais uma manobra de integrantes do governo que se opõem à polícia civil para desmoralizar a instituição perante a opinião pública maria alzira da silva corrêa no início de 2011 antonio ferreira pinto secretário da segurança pública afirmou que a mudança de pasta do detran era consequência de má administração o período de transição anunciado pelo governador geraldo alkimin era de 120 dias e até agora nada acredito que houve precipitação do governo quanto ao anuncio de mudança de pasta se ainda não aconteceu a mudança podemos crer que a nova secretaria de gestão não esteja ainda estruturada para receber tal incumbência não podemos descartar a hipótese de ter havido manobras para desmoralizar a instituição perante a opinião pública jornal do sinpol qual balanço a senhora faz após quatro anos à frente do sinpol e qual a mensagem aos associados maria alzira da silva corrêa prometemos trabalho e o resultado pode ser sentido nos vários segmentos só nos resta agradecer a confiança que nos foi depositada pelos associados continuaremos lutando pelos interesses da categoria até o último dia de nossa gestão a presidenta do sinpol se prepara para iniciar a construção da nova sede social e lembra que todo o projeto e as planilhas de custo estão à disposição de todos e que uma comissão para fiscalizar a obra composta por policiais civis que não integram a diretoria do sindicato já foi eleita e está acompanhando todas as fases do processo da obra janeiro-fevereiro/2012 15

[close]

Comments

no comments yet