JORNAL O MARISCO 25

 

Embed or link this publication

Description

I Fórum Social do Litoral / A Carta de Cidreira / E Agora Prefeito? / 24H depois... / Garrafas ao Mar: O Velho Serapião / Literatura e Sustentabilidade por Humberto Cunha / Condições de Pesca no Litoral Norte do Rio Grande do Sul - Acadêmicos do Curso de

Popular Pages


p. 1

nº25 o i fórum social do litoral aconteceu nos dias 19 20 e 21 de novembro aqui em cidreira com uma boa participação representativa das comunidades do litoral o destaque ficou para a mesa redonda onde participaram o prof me humberto cunha coordenador de ensino do ipes ivan therra coordenador do i fsl prof dr Éverton de Ávila coordenador de pesquisas da ulbra torres profa dra claudia benetti uergs e prof dr eduardo facos debatendo sobre as questões de desenvolvimento sustentável e construção da cultura do litoral outro destaque foram as apresentações artísticas culturais e as oficinas com a participação do grupo de canto da escola herlita do teatro o fantasma da ponte de palmares e o grupo os praieiros da escola raul pilla.a comissão organizadora composta por ivan therra jociel lima juliana aguiar lisângela santos e matheus junges conduziu de forma competente fazendo acontecer de forma plena todas as atividades propostas mesa redonda com a s universidades comunidade presente teatro o fantasma da ponte de palmares grupo os praieiros grupo de canto palestra do ipes jociel lima comandará a cultura de cidreira/pág2 exclusivo prefeito beto pires revela a sua estratégia/pág4 os classificados no projeto garrafas ao mar estão na pág 06 escrever é como lançar uma mensagem ao mar em uma garrafa umberto eco garrafas ao mar é um projeto literário que objetiva a publicação de contos crônicas causos poesias histórias verídicas ou do imaginário com temática praieira produzidos por escritores de nossa comunidade as obras devem ser enviadas para a nossa redação até o dia 15 de cada mês saiba mais acesse www.omarisco.com.br ou fale conosco pelo e-mail omarisco@terra.com.br caia dentro o marisco está lançando o guia verão 2005 uma edição totalmente colorida de alta qualidade que os veranistas e turistas de cidreira terão nas mãos para saber onde comprar e quem contratar os melhores de cidreira estarão sendo selecionados ligue agora para o fone 681-3456

[close]

p. 2

pág 2 primavera de 2004 opiniÃo o fim da era camarão alguns modos de governar conseguem manterse vivos mesmo após passados anos de seus tempos vivemos o exemplo disto aqui em nossa cidade durante os últimos quatro anos enquanto o mundo respira novos ares pensando sobre a construção de um novo mundo sustentável nós aqui em cidreira estávamos ainda afundados nos velhos e ultrapassados modelos de governos baseados no mito de um único nome no salvador da pátria ou na mulher dele na centralização do poder na força na repressão e na opressão neste tipo de modelo arcaico as vaidades se exacerbam levando ao declínio do pensamento evolutivo do ser humano e da sociedade a comunidade foi sensível ao perceber seus enganos e imediatamente quando lhe foi oferecida a oportunidade tratou de reajustar as condutas e tratou de varrer das páginas de sua história este tipo de pessoas e modelos de governo a comunidade apostou no novo um novo projeto uma nova cidade um novo destino uma nova chance para todos os cidreirenses enquanto a justiça fazia a sua parte o povo também execrava qualquer resquício ou possibilidade de dar acesso ao poder aos seguidores do modelo camarão que durante décadas se instalou não só aqui em cidreira mas em outras cidades de nosso litoral a era camarão foi plantada e impulsionada pela força da ditadura e rendeu riqueza e poder para os seus representantes manteve-se mesmo após a redenção da democracia tendo por muletas os restos da influência de políticos que serviram para a glória dos anos de chumbo que mesmo depois ainda mantinham e em alguns casos mantém a força e o poder suficientes para manter suas múmias mas o tempo muda com o vento e vento tem todo o dia até que chegou o dia em que a comunidade resolveu varrer das páginas de sua história estes crustáceos seculares que há muito habitavam e sangravam as veias abertas de cidreira assim de uma só vez pela força da vontade popular foram expurgados para sempre do poder os crustáceos as crustáceas e os crustáceozinhos que já estavam querendo se criar acabou-se a era do camarão e todos os crustáceos satélites que alimentavam-se da vida da comunidade também foram banidos com seu modelo corporativo e opressivo foram banidos da aldeia carregando as suas cabeças repletas de dejetos surge um novo tempo um novo modelo uma nova proposta que foi levada ao poder pela vontade popular para representá-la em toda a sua amplitude o novo prefeito beto pires falou que temos que dar uma chance para cidreira temos que dar uma chance para nós mesmos e isto é tudo o que todos querem vamos dar uma chance para o novo governo e dar vivas ao fim da era camarão jociel lima o dirigente municipal de cultura o marisco quem é jociel lima jociel lima sou um filho do litoral minha família toda é de cidreira e eu me criei aqui na praia comecei meus estudos na escola marcílio dias e também estudei em tdaí e imbé por causa das mudanças da família que era meio nômade sempre atrás do trabalho de meu pai há 21 anos atrás nos fixamos aqui em cidreira onde terminei meus estudos concluindo o 2° grau na escola raul pilla sempre tive envolvimento com a arte com 9 anos cantava no coral da escola barão de santo Ângelo no túnel verde me dediquei ao desenho e comecei a tocar violão com o grupo de jovens da nossa igreja aqui da praia toquei em várias bandas entre ela o pagode do julinho e o cá entre nós depois comecei um trabalho de música praieira e vi meus horizontes alargarem-se com a conquista de várias premiações acho que sou uma pessoa comum da praia o marisco por que diretor de cultura jociel lima o fato de ser uma pessoa da comunidade é que me levou a diretoria de cultura em função do trabalho social não só na escola porque sempre estive presente nos momentos que fui convidado o que me levou a conhecer pessoas respeitar o trabalho e me ver respeitado pelo que eu faço mais objetivamente o trabalho que venho desenvolvendo na escola herlita que é um trabalho de base de construção cultural da juventude de cidreira o marisco qual a prioridade da cultura jociel lima cultura é uma palavra que quer dizer muitas coisas sou músico mas acredito que a cultura é diversa portanto temos que invcentivar o teatro a poesia a literatura o artesanato enfim todas as áreas sempre valorizando a diversidade cultural do sujeito comunitário e buscando que a administração cumpra o seu papel de valorizar e divulgar nossos artistas o marisco o jociel lima pode fazer a diferença jociel lima acho acredito que o primeiro passo é a mudança de pensamento isto leva a mudança de atitude se nós convidarmos as pessoas e essa comunidade ajudar a construir o pensamento cultural então teremos a diferença dividiremos com a comunidade cultural a responsabilidade pela construção de uma nova maneira de fazer cultura em cidreira atitude coluna do luli fale com o luli luli@omarisco.com.br volta a rotina passadas a campanha eleitoral e eleições voltamos a nossa tradicional rotina de cidade do interior com nossa população pacata e sempre na esperança de dias melhores depois dos crimes eleitorais cometidos depois dos processos de impugnação de candidaturas de parte a parte chega-se a conclusão que o crime compensa pois se não se cometeria tanta irregularidade se faria tanta ação ilegal se faria tanta questão de permanecer ou entrar na prefeitura a comunidade de cidreira ficou perplexa com os acontecimentos que envolveram a campanha eleitoral e está até hoje sem saber quem realmente vai administrar o muncípio mas tira-se daí a conclusão que deveríamos ter eleições a cada seis meses para que os pintores os carroceiros os músicos abanadores de bandeirinhas postos de gasolina e tantos outros ganhassem um dinheirinho a mais sendo trabalhando ou somente se beneficiando de alguma forma não estou aqui fazendo apologia ao ilegal mas simplesmente fazendo uma constatação da nossa realidade já que os votos dos cidreirenses não valem nada pois quem se elegeu não se elegeu com votos daqui ou de moradores daqui câmara de vereadores e o prefeito e vice seja quem for se elegeram via maracutaia deveríamos fazer uma eleição a cada seis meses pelo menos para que alguns ganhassem um dinheirinho a mais e todos nas ruas da cidade estariam mais felizes se cumprimentando se abraçando e de alguma forma se beneficiando e acada seis meses isso se repetiria e mais teríamos as ruas arrumadas as lâmpadas colocadas as obras inauguradas e todos seriam felizes por um tempo ou endireitamos este município ou vamos fazer um movimento para se ter duas eleições por ano falando sÉrio são crimes eleitorais comprar votos conduzir eleitores coagir eleitores funcionários ameaçar fazer transferências ilegais de títulos fazer boca-de-urna pagar combustível para carreatas fazer pagamentos para quaisquer forma de apoios ter som a menos de 200m de repartições públicas escolas igrejas etc e tantos outros aqui não mencionados alguém em cidreira não viu algum destes acontecer será que vivemos noutro país ou será que as autoridades não estão interessadas em que as leis sejam cumpridas e se não for para cumprir que não se façam mais leis até porque a nossa lei maior que é a constituição na sua maioria não foi regulamentada até hoje passados 16 anos para mudar este país temos que primeiro mudar os municípios vamos a luta!

[close]

p. 3

tarrafadas primavera de 2004 pág.3 i fórum social do litoral o evento discutiu levantou questões e apresentou ações que podem transformar e fazer evoluir o pensamento social da comunidade do litoral estava excalente tá na rede www.omarisco.com.br visite o site do marisco tá na rede a pista de skate inaugurada pela prefeitura municipal está sendo muito bem aproveitada pela comunidade skatista de cidreira tá na rede vi festival raul pilla consagra artistas de cidreira e oportuniza aos estudantes as manifestações artísticas sem dúvida o maior evento cultural estudantil da nossa praia um show de competência da nossa gurizada tá na rede guia de compras e serviços do marisco mais uma promoção do marisco para divulgar os comerciantes e prestadores de serviços da nossa praia maiores informações pelo fone 681-3456 esteja dentro ligue agora tá na rede leia a carta de cidreira e saiba tudo sobre como foi o fórum social do litoral acesse o site www.forumsocialdolitoral.com.br tá na rede encontro estadual de recursos pesqueiros na uergs cidreira o evento que movimentou o pensamento acadêmico em favor de um desenvolvimento sustentável de nosso produto pesqueiro tá na rede grupo os praieiros mais uma vez foi o destaque no ii festival de danças de osório dançando a cultura popular do litoral inspirada na música da praia desta vez o grupo os praieiros dançou o filho do boto ivan therra/marcelo maresia e boizinho ivan therra tá na rede está no ar a rádio cidreira tá ligado É no 105.9 tá na rede grupo os praieiros conquistou o 1° lugar na modalidade dança no vi festival do raul pilla dançando a música oração das sete ondas ivan therra/jociel lima emanuel santos tá na rede dra carla zucheetto está assinando uma nova coluna interativa no marisco tratando sobre a saúde bucal quem tiver dúvidas pergunte pelo e-mail dra.carla@omarisco.com.br tá na rede maicon recebeu o troféu de melhor intérprete e a mais bela voz no vi festival do raul pilla tá na rede natal sem fome será no dia 25/nov no galpão do ctg piazito do litoral a partir das 20:00 o ingresso é 2kg de alimento participe tá na rede policiais civis de cidreira serão homenageados com medalhas por tempo de serviço e por serviços prestados à comunidade em sessão solene na câmara de vereadores de osório tá na rede equipe de trabalho do fórum foi eficiente e qualificada tá na rede pino batera é o melhor instrumentista do vi festiva do raul pilla tá na rede oficinas de percussão praieira dança praieira teatro e rede de sustentabilidae foram algumas das atrações do i fórum social do litoral tá na rede ipes instituto de planejamento sócio-ambiental foi o grande parceiro da associação de cultura para a realização do i fórum social do litoral tá na rede os buracos nas ruas dão as boas vindas aos veranistas mais um equívoco da administração derrotada rasgou a rede a administração derrotada mostra a cara e promete não pagar o funcionalismo tudo isso depois da derrota rasgou a rede não há governo de transição o que só demonstra o quanto a nossa cidade e a nossa comunidade é pouco importante para a administração derrotada esta atitude intolerante só prejudica nossa praia rasgou a rede militantes da situação agora parecem surpresos com as atitudes passionais da administração derrotada É que começou a doer no bolso rasgou a rede já foram para o olho da rua muitos funcionários que até dormiam com a camiseta e a fitinha de cabeça da administração derrotada rasgou a rede e o ciclone com a notícia do ciclone muita gente não veio para a praia durante o feriadão causando prejuízo para o povo da praia rasgou a rede banda municipal é roubada 1 sax e 3 trompetes não tinha vigia rasgou a rede usina eólica projeto que viria para cidreira foi tranferido para tramandaí por causa da ineficiência de nossos políticos rasgou a rede administração derrotada faz pressão na câmara para adiantar recursos rasgou a rede nossa uergs sem vestibular de novo rasgou a rede fechar o caixa até o final do mandato é o desafio rasgou a rede prefeitura não consegue transporte para os participantes do i encontro estadual de rec pesqueiros da uergs e nem para o congresso da uges rasgou a rede!

[close]

p. 4

pág 4 primavera de 2004 depois de obter por unanimidade parecer favorável ao seu recurso no tre-rs e com diplomação prevista para até 09 de dezembro beto pires já está totalmente voltado para as ações de sua administração a partir de 1° de janeiro de 2005 com o objetivo de informar à comunidade sobre os caminhos da nova administração o marisco entrevistou com exclusividade o prefeito de cidreira beto pires o marisco como está se dando a transição beto já mandamos três correspondências para a prefeita porém até agora não obtivemos resposta esta atitude dificulta o trabalho e prejudica nossa cidade pois estaremos assumindo em pleno verão não estamos esperando já estamos em contato com várias secretarias de estado para garantir o sucesso do nosso verão 2005 o marisco qual a prioridade beto primeiro lugar vamos das uma chance para cidreira nós temos que dar uma chance para nós mesmos vamos acreditar que cidreira vai dar certo vamos trabalhar para isso queremos asfaltar as principais ruas da cidade desde o centro até os bairros vamos provocar a recuperação do valor imobiliário de cidreira o marisco e a saúde beto vamos atrás do nosso raio x do aparelho de ecografia vamos formar parcerias com o balneário pinhal capivarí e palmares para viabilizar a implantação em um atendimento para todos o marisco e o verão beto estamos com um governo paralelo que está agilizando os contatos e montando o verão teremos um bom verão em cidreira o marisco qual o modelo administrativo beto vamos reduzir custos vamos reduzir as cidadania e agora prefeito secretarias e no primeiro momento vamos trabalhar com cinco secretarias administração fazenda saúde educação e obras esta contenção vai virar invetimento em infra-estrutura para a cidade o que economizarmos vai virar rua asfaltada e recuperada iluminação pública saúde e serviços públicos o marisco e a prometida secretaria de cultura beto continua como proposta e está dentro dos nosso projetos mas no primeiro momento vamos conter despesas assim como a sec de turismo vai virar uma diretoria a cultura tb num segundo momento vamos cumprir nossa promessa de campanha o marisco e a casa de cultura beto conforme está no nosso plano de governo vamos verificar a real situação do prédio da sapc e buscar as soluções para implantar a casa de cultura bem como vamos imediatamente que assumirmos compor o conselho municipal de cultura e tratar da criação legal do fundo municipal de cultura cidreira vai ter a sua casa de cultura e será no prédio da sapc o marisco algum recado para a comunidade beto estamos diante de uma nova cidreira vamos acreditar vamos falar bem de nossa cidade vamos trabalhar para melhorar nossa imagem e atrair mais pessoas escola raul pilla justificativa de ausência o diretor da e.e.e.básica raul pilla no uso de suas atribuições legais e com base no o f c i r g a b s e n ° 0 0 0 0 8 2 0 0 4 solicitao comparecimento na escola dos alunos abaixo relacionados bem como a dos responsáveis pelos alunos menores de 18 anos no prazo de 48 horas da data desta publicação para justificar ausências às aulas a seguir ana glaucia joaquim ferreira anderson martins coelho cristian jardim da silva douglas de moura gouvea jason santos dantas jéssica nascimento pacheco kamila kesseler cunha kelli gomes de oliveira maicon forte gomes mario antônio da rosa teixeira patricia silva de oliveira rafael fiorenza redante tais da silva da rosa zanaina soares rodrigues camila fauth siqueira cátia regina ivone zuk everton de moraes schuster fernanda vanessa josé coelho jardel coelho juliana de godói da silva luciano roberto lumertz dos santos luis fernando de aguiar pereira vânio ricieri jesus de souza valdemira da silva branco manoel diogo rodrigues ferreira carlos adalberto silveira braga celina bartolomeu conceição cristiano barbosa de jesus daiane terezinha soares eliane gonçalves gomes elizangela mendonça enedir réus de jesus franciele ramos saraiva karina marques leal veridiana réus de jesus comunicamos também desconsiderar esta solicitação se antes da data da publicação houve a justificativa junta a secretaria da escola enio josé leal diretor aut.58/2003 24h depois dona rosa vinha fazendo tratamento de saúde sendo assistida no posto 24h foram solicitados exames para que os médicos pudessem diagnosticar e proceder o tratamento adequado os familiares foram à prefeitura para marcar os exames solicitados e foram informados que a solicitação seria encaminhada e que logo que soubessem o dia para a feitura dos exames seriam avisados passaram-se três meses e nada da prefeitura avisar os familiares foram várias vezes buscar saber da data para a realização dos exames e sempre foram informados que seria na semana que vem no dia 03 de outubro dona rosa sofreu uma queda e foi levada ao 24h onde foi diagnosticado que ela havia sofrido uma torção receitaram um medicamento para dor passados 3 dias os familiares voltaram ao 24h com a dona rosa que já não conseguia levantar-se foi encaminhada para o hospital de osório em osório foi constatada que dona rosa havia fraturado a perna em dois lugares voltou para casa já com a tala na perna dona rosa voltou ao 24h com fortes dores no peito foi feito um exame eletro medicada e voltou para casa passados 2 dias voltou ao 24h com as mesmas dores onde foi diagnosticado que dona rosa estava com problemas estomacais foram receitados medicamentos para tal fim mas dona rosa continuava com dores na quinta-feira dia 22 de outubro 24 horas depois de medicada de problemas estomacais dona rosa foi fazer a troca da tala pelo gesso em osório dona rosa faleceu na mesa de procedimentos vítima de problemas cardíacos e os exames requeridos pelos médicos para tratar dona rosa jamais foram realizados.

[close]

p. 5

comunidade primavera de 2004 pág.5 escrever é como lançar uma mensagem ao mar em uma garrafa umberto eco este projeto tem o objetivo de registrar e divulgar a criação literária dos cidreirenses o projeto é aberto a participação de toda comunidade todos os trabalhos devem ter temática praieira ou seja devem ter ambientação em cidreira ou no litoral o prazo para o recebimento é até o dia 15 de cada mês toda a comunidade está convidada a participar do projeto garrafas ao mar mais uma iniciativa da associação de cultura do litoral para valorizar e divulgar os artistas de cidreira o primeiro dentinho o velho serapião foto/jornal da terra viamão este artigo foi editado pelo jornal da terra de viamão e entra no projeto como mais uma garrafa recolhidas do imenso mar das informações o fantasma do velho serapiÃo editado no jornal da terra de viamão 10/11/2004 ­ pág.09 o dono da terra tendo sido provavelmente o maior proprietário de terras na área rural de viamão entre o final do séc xix e o início do séc xx serapião josé goulart é um personagem sobre o qual o senso popular elaborou diversas histórias uma delas está relacionada diretamente ao poder conquistado pelo estancieiro e as origens de sua propriedade conta-se por exemplo que o velho serapião então ainda jovem teria chegado em viamão depois de um suposto envolvimento com um crime no município de rio grande de lá teria fugido numa embarcação chegando ao porto de itapuã ao embrenhar-se nos matos dos campos de viamão teria encontrado uma estância mantida por padres jesuítas jovem forte e experiente nas lidas campeiras serapião acabou integrado ao trabalho da estância fixando sua moradia junto aos padres conta a lenda que o velho serapião acabou proprietário de toda a área de terras ao redor da estância após a morte de todos os jesuítas pelas quais ele seria o responsável direto 30 mil hectares ou 31 milhões 43 mil 109 metros quadrados dados do arquivo público do estado neste local estão incluídos os seguintes imóveis a fazenda boa vista o campo das lombas e a fazenda santo antônio ou capão da ilha o fantasma o mítico estancieiro fora conhecido sempre por uma personalidade forte homem sem hesitações era direto e objetivo dos seus hábitos cotidianos o principal era a ronda da propriedade sempre acompanhado de um grupo de capangas e da inseparável garrucha serapião percorria os limites da estância a fim de se assegurar de seus domínios as origens das histórias sobre o fantasma do velho serapião estão relacionadas a esta ronda muito tempo depois de sua morte ainda era comum identificar nas luzes que se acendiam no campo no meio da noite ou no famoso fenômeno do boi-tatá o jipe do serapião fazendo a ronda das suas terras arrastar correntes aparições na sede da velha estância da boa vista e as fogueiras que surgiam repentinamente mo campo são alguns dos fenômenos presentes em vários relatos dos moradores mais antigos da região minha praia zélia rita pagno vestida de mel perfumando o ar coroando o mar prá nos abraçar flores no jardim colorindo o chão enfeitando o verão inflando o coração sol a queimar dunas a brilhar venha nos visitar você vai gostar uma das grandes alegrias dos pais é o nascimento do primeiro dentinho do filho nada mais bonitinho que alguns poucos dentes espalhados em um largo e divertido sorriso de bebê o desenvolvimento da dentição acompanhará o bebê até a vida adulta e sempre estará ligado a momentos importantes do seu crescimento o primeiro dentinho por exemplo nasce normalmente por volta dos 6 meses época em que ocorre uma grande revolução nos hábitos alimentares dos bebês que experimentam a novidade das papinhas os permanentes começam a tomar o lugar dos dentes de leite por volta dos 6 anos de idade coincidindo com a fase da alfabetização que é um marco na educação das crianças os últimos dentes chamados dentes do siso nascem por volta dos 18 anos que representam a maioridade e a entrada na vida adulta completando o ciclo para que seu filho chegue até lá com um sorriso completo e branquinho é necessário que vocês tomem alguns cuidados desde a gravidez em parceria com o marisco estaremos a cada edição esclarecendo suas dúvidas e fazendo com que o hábito de cuidar dos dentes se torne algo simples e divertido para você e seu filho dando dicas informações e também relatando ou desmistificando lendas relacionadas a esses momentos tão especiais vocês podem colaborar enviando suas dúvidas e questionamentos para o e-mail dra.carla@omarisco.com.br

[close]

p. 6

pág 6 primavera de 2004 manhã ensolarada de domingo não vou à praia mas sinto vontade de ouvir música abandono os cd s ligo o velho toca-discos retomo os vinis aposentados e coloco a tocar o primeiro que me vem à mão É fagner cantando quem dera ser um peixe que fez sucesso no início da década de 1990 o título oficial da música é borbulhas de amor e eu sempre achei sua letra bem cuidada com imagens fortes e um português correto nunca todavia me preocupei em ler a ficha técnica hoje o fiz e o que apareceu me impressionou ninguém menos que ferreira gullar é o produtor da letra em português alguém que fosse apenas tradutor ou versor na forma clássica poderia ter escrito eu queria ser um peixe e em outra parte eu não devia ter um coração/assim apaixonado e teria sido aceito em todos os bailões do brasil especialmente na voz do fagner ou da roberta miranda gullar trabalha numa escala mais alta e elabora quem dera ser um peixe e eu tenho um coração/bem melhor que não tivera mesmo nesta última versão seria fácil fazer concessão ao mercado e dizer bem melhor se eu não tivesse mas ferreira gullar não abre mão da poesia de qualidade e usa o tempo verbal que lhe parece adequado nossos professores de língua portuguesa poderiam utilizar um pouco mais a música popular brasileira e a nossa literatura nacional e regional em suas aulas daí poderiam surgir coisas interessantes por exemplo por quê em o bêbado e a equilibrista joão bosco e aldir blanc usam a frase caía a tarde feito um viaduto a discussão contextualizada desta frase vai nos levar aos desabamentos de edificações públicas bem como ao desperdício na construção civil brasileira um terço do que construímos não tem qualidade precisa ser destruido ou ruirá com o tempo pode nos levar também às questões da participação do autoritarismo da corrupção ou de problemas vários da nossa realidade quem decide o que construir quem fiscaliza cabe ao cidadão apenas eleger o governante conhecimento literatura e sustentabilidade humberto cunha ou deve participar das decisões e acompanhar a implementação da obra qual o significado do verso choram marias e clarisses no solo do brasil quem é a equilibrista talvez muitos não consigam ver a ligação da literatura e da arte com o desenvolvimento contudo é preciso que se saiba a auto-estima popular é um precioso componente do crescimento de uma região sem identidade sem pertencimento a uma cultura um povo não consegue tomar nas próprias mãos a construção do seu futuro triste é o fim daquele cujo destino é dominado por terceiros a arte e a literatura são em certo sentido a alma de um povo o sustentáculo do seu orgulho de ser a mola propulsora do seu desejo de ser mais certa vez ainda na década de 1970 eu morava em belém do pará e voltava do emprego ao final da tarde antes de chegar em casa passava pela casa do poeta ruy barata e ele estava no pátio fronteiro à casa uma reprodução daquela que o seu pai tinha na cidade de Óbidos quando ruy era criança o poeta descansava debaixo de um pé de açaí branco trazido do baixo amazonas que lhe recordava a infância ele me chamou e reproduziu alguns solfejos e versos de uma música que estava compondo foi assim/como um resto de sol no mar então me disse irmãozinho tu vais ver que eu ainda gravo isto aqui na voz da fafá moura palha e vai ser o maior sucesso no palácio dos bares os milicos vão ver que eles têm a força mas este velho comunista ainda tem cabeça depois disto a fafá lançou-se no mercado nacional com o nome de fafá de belém andou gravando músicas do ruy inclusive foi assim que tornou-se sucesso não apenas no palácio dos bares mas no brasil inteiro esta música e tantas outras do próprio ruy e de outros paraenses têm contribuído para a auto-estima daquele povo e para a retomada do processo de desenvolvimento do pará o sol o mar o rio a lua a floresta o vento a rede o boto a cuia de açaí são componentes culturais que nenhum artista ou literato paraense pode desconhecer quando produz sua obra aqui mesmo no rio grande do sul ninguém desconhece a importância do canto alegretense para a reconstrução da cultura da fronteira assim é em qualquer parte e isto pode dar suporte à sustentabilidade a promoção do crescimento econômico quando em consonância com a alma popular e com as condicionantes naturais tem profundidade e durabilidade a literatura e a arte podem e devem contribuir nesta direção estamos às vésperas do fórum social do litoral gaúcho o primeiro de uma série que deverá incentivar o debate dos problemas do povo da praia e sistematizar questões a serem levadas ao fórum social mundial cabe a cada um de nós participar de acordo com as nossas possibilidades os artistas e os literatos do litoral têm uma boa chance de mostrar o seu compromisso com o desenvolvimento cultural e social a alma do povo tem a chance de falar esperamos que fale mais alto do que outras almas mesquinhas e autoritárias diretor de ensino do ipes condiÇÕes de pesca no litoral norte do rio grande do sul parte i trabalho apresentado por acadêmicos do curso de recursos pesqueiros da uergs cidreira há alguns anos era possível capturar uma não reage positivamente à grande exploração feita considerável quantia de peixes em um único lance de pelo homem e a inexistência de defesa das espécies rede atualmente esta quantia de espécies capturadas encontradas em alto mar outro fator negativo ao nesta mesma área tem decaído principalmente as que manejo sustentável da pesca marítima é o possuem maior valor comercial em geral os desrespeito às épocas de reprodução em certas pescadores tem que trabalhar longe da costa em épocas o estuário pode ser comparado a um berçário grandes profundidades num esforço maior de pesca justificando-se assim a existência de períodos de para manter o número de captura constante e satisfazer proibição de pesca a crescente demanda a pesca predatória indiscriminada também existe um grande problema na pescaria de impede que os peixes juvenis se desenvolvam pois arrasto por não ser uma pesca seletiva este processo de freqüentemente são capturados juntamente com os captura literalmente esmaga os peixes apanhados pela peixes já desenvolvidos ou com outra espécies em rede contra os que ainda estão presos a mesma estas alto mar redes são utilizadas por traineiras que as arrastam por conforme a legislação vigente a pesca quilômetros a 60 cm do chão conseqüentemente permitida no estuário é estritamente artesanal isto é retiram o plâncton que serve com base da cadeia os barcos devem ter até 10 metros de comprimento e alimentar de muitas espécies marinhas não possuir cabine barcos de madeira providos de as atividades pesqueiras na costa norte motores 10-24 hp e uma tripulação de dois a três gaúcha em sua grande maioria são prejudiciais à homens cadeia produtiva de peixes o sistema de pesca os pescadores geralmente atuam próximos às predatória não respeita o ecossistema agredido este residências ou aos locais de desembarques que são espalhados pelo estuário estes locais são também chamados de entrepostos ou trapiches e podem ser vinculados às indústrias de pescas ou a associações particulares suelen fraga emival capiotti marcio santos natália abraão saulo paim tatiana santos e paulo lipp.

[close]

p. 7

cotidiano primavera de 2004 pág.7 clube de mães esperança promove jantar no 591 venha repartir essa alegria dia 25 de novembro no galpão do piazito ás 20:00 ingresso 2kg de alimento não perecível shows especiais já confirmados ivan therra e kikumbí jociel lima e os tambores da praia cá entre nós monera abalo único novo-samba próton renato jr simplicidade do samba cia da vanera especial raça gaudéria encontro estadual reuniu alunos do curso de tecnologia em recursos pesqueiros as unidades da uergs em cidreira e tapes promoveram o encontro estadual de recursos pesqueiros que ocorreu de 4 a 9 de novembro o evento integrou alunos do curso de tecnologia em recursos pesqueiros das duas unidades proporcionando a reflexão e o debate sobre a tecnologia a cultura e a economia visando ao desenvolvimento sustentável também foram oferecidas informações sobre as atividades desenvolvidas por associações de trabalhadores e entidades governamentais ligadas à pesca participaram do encontro acadêmicos da uergs e interessados em geral o clube de mães esperança do parque dos pinus promoveu no restaurante 591 um jantar beneficente em favor da construção da sua sede própria o jantar foi apoiado pela sra neli e prof otaviano proprietários do restaurante 591 a iniciativa é da presidente da entidade sra brunilda hickmann depois de ter conquistado junto a prefeitura municipal o terreno para o clube de mães agora é a vez de construir a sede própria quem quiser colaborar com doações para a construção do clube de mães esperança basta entrar em contato com a dona brunilda ou com a dona neli do crime esta totalmente resolvido o crime bárbaro da morte de um jovem motoqueiro a facadas no município e graças ao trabalho incansável dos funcionários da dp de cidreira os criminosos foram recolhidos para um lugar de onde não devem sair tão cedo do chefe com a presença das autoridades do município e de seus representantes foi empossado o novo delegado de policia o dr gerson nadler recém formado na academia de policia do rgs seja bem vindo a um município tão carente de segurança precisamos muito dos seus serviços da segurança publica com a promessa de segurança e de apoio aos órgãos de segurança publica do município elegeu-se o prefeito que assumirá em janeiro de 2005 sr prefeito já estamos de olho agradecimento aos amigos que me ajudaram nesta ultima batalha e que só com a sua ajuda eu consegui alcançar êxito sou muito agradecido e podem contar com meu trabalho que será sério como o cargo precisa e voltado para o povo da volta após 5 meses de licença prêmio e para concorrer a cargo eletivo estou de volta ao serviço na delegacia de policia de cidreira de onde não preciso me afastar para exercer o cargo eletivo frase a grandeza não esta em receber honras mas em merecê-las dona neli dona brunilda e convidadas estiveram dando um toque especial e animando o jantar com músicas da mpb e composições próprias os excelentes músicos de cidreira rodrigo e maicon uergs e sema promovem debate sobre recursos hídricos a uergs universidade estadual do rio grande do sul numa parceria com a sema secretaria estadual do meio ambiente através do programa pró-guaíba promoveu uma videoconferência para consolidar os debates regionais já realizados e mobilizar para a plenária final da edição de 2004 da confema conferência estadual do meio ambiente segundo a coordenadora da comissão organizadora da confema bióloga vera callegaro essa edição da conferência estadual do meio ambiente teve como objetivo promover uma avaliação da situação atual do sistema de recursos hídricos e dos papéis desempenhados pelo estado e pelos comitês de gerenciamento de bacias hídricas no ano em que a lei gaúcha das Águas completa 10 anos participaram do debate que seguiu os relatos acadêmicos e professores das unidades da uergs em encantado caxias do sul cidreira novo hamburgo santana do livramento são francisco de paula e vacaria alunos e professores de algumas dessas unidades já vem participando das atividades preparatórias à confema.

[close]

p. 8

vi festival do raul pilla a escola raul pilla realizou o seu vi festival apresentando inovações e qualificações na produção do evento os concorrentes apresentaram em todas as modalidades um avanço de qualidade significativo sendo um trabalho difícil para os jurados definir os vencedores ao final foram premiados os seguintes artistas modalidade poesia 1° lugar joão francisco fetter modalidade teatro 1° lugar romeu e julieta modalidade dança 1° lugar os praieiros 2° lugar as prometidas modalidade música 1° lugar vítimas da 51 2° lugar bad rabitt 3° lugar flávio júnior melhor instrumentista pino bateria melhor intérprete maicon banda monera a mais bela voz troféu gentilmente oferecido pela escola de técnica voccal do prof luiz carlos santos foram os vencedores 1° lugar maicon banda monera 2° lugar roselaine 3° lugar dion vitimas da 51 os praieiros flávio jr teatro maicon bad rabitt pino cia da vanera tá fazendo a gauchada praticar agora já virou mania da gauchada todos os domingos o pessoal já está programado É botar as pilchas e se mandar pro galpão do piazito a domingueira está sempre boa e cheia de gente bonita dançando e confraternizando além do nosso povo de cidreira tem a gauchada do pinhal de capivarí do quintão de palmares de tramandaí e de cidreira é claro quando chega o domingo a gauchada vai se chegando pros lados do galpão do piazito para aproveitar as domingueiras a gurizada da cia da vanera está com o repertório na ponta da língua e faz a gauchada praticar a vanera o chamamé o bugio e tudo o mais tá nuito boa a domingueira e está ficando cada vez melhor vale a pena conferir a boa música da cia da vanera nas domigueiras do piazito do litoral.

[close]

Comments

no comments yet