De Copo & Alma

 

Embed or link this publication

Description

Sonetos • Poemas • Letras de Músicas

Popular Pages


p. 1

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 capa criação de patrícia lima

[close]

p. 2

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 apresentaÇÃo este foi um trabalho realizado por acaso pois todas as vezes que eu curti uma ressaca emocional espiritual ou mesmo alcoólica coisa rara sempre registrei fragmentos de vários momentos situações emoções reflexões e gozações que fizeram parte do meu estoque de vivências dessa minha vidinha que só me fez gastar amor sem conseguir ser amado prejuízo horroroso anotei tudo aquilo que foi marcante para mim principalmente quando me vejo semi-apaixonado ou pós-envolvido depois de sair duas vezes com a mesma gata por isso rogo a deus todo dia que elas nunca me sejam indiferentes e que a morte não me encontre sem que antes eu tenha amado uma duas mil quatrocentos e cinqüenta e sete dúzias delas gosto de escrever e até ouso musicar alguns dos meus verso para expressar sentimentos que tanto pode conter um romantismo pueril inspirado em uma garota jovem com quem curtí uma semi-paixão como também pode revelar uma situação tragicômica uma frustração ou até uma revolta por mim vivenciada ou imaginada com alguém dependendo do estágio a que atingimos numa farra ou brincadeira e que tornou-se motivo de inspiração para algum verso poema ou uma música É um brinde aos meus amigoas companheiroas e parceiroas de inúmeras noitadas principalmente a querida turma que faz parte da i.m.a irmandade dos menos avisados a quem devo o incentivo desta publicação É isso aí não sai ninguém cadê meu copo!

[close]

p. 3

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 prefÁcio a missão que me foi dada na verdade trata-se de uma homenagem hoje sento para escrever o prefácio desta obra após doze anos de recebida a incumbência essa morosidade não decorre contudo de descaso ou de irresponsabilidade e sim do impacto do pedido inusitado para mim e de só agora ter saído das cordas assimilado o golpe e superado a covardia permitam-me antes de falar da obra tentar desvendar o mestre conheci eurico alves cavalcanti o véio no ano de 1986 foi uma empatia mútua que desaguou numa amizade que dura mais de 20 anos naquela oportunidade ele tinha a idade que hoje tenho42 anos apesar de na minha memória já possuir a mesma cara de hoje ou seja já era velho falo naturalmente da quantidade de primaveras vividas uma vez que nosso protagonista é jovem como poucos e reaprende a cada dia a receita de um comportamento que irradia alegria àqueles que desfrutam do seu convívio solteiro há aproximadamente 30 anos fez a opção de conviver com os mais jovens nessa escolha entrou para nossa turma de amigos que entre admitidos e demitidos muitos acompanharam parte relevante dessa história eurico tem o dom de ser oportuno muito presente nas nossas vidas mas nunca ultrapassando aquela tênue linha por ele traçada que separa a amizade da cobrança boêmio legítimo notívago contumaz coleciona em suas noitadas uma penca de amigos e uma legião de fãs que traz orgulho para os que lhe são mais próximos memória para declamar versos inspiração para compor poesias sonetos e músicas boa parte compiladas neste livro é impossível ficar alheio a presença do véio num encontro etílico sem contar a alegria que provoca nas figuras das outras mesas que pegam a rebarba de suas tiradas e anedotas ou são alcançadas por sua indefectível risada tive a oportunidade de acompanhar algumas das composições mais recentes em que ele tem a generosidade de dizer que foi em parceria apenas por eu ter colocado uma pilhéria no final ou no meio da cantiga na verdade fui testemunha privilegiada nas incontáveis farras em que ele tocando seu violão de forma peculiar instrumento mais fácil de ser mal tocado ao lado do pandeiro proporcionou diversão verdadeira e emprestou carinho recentemente o nosso grupo de amigos teve a idéia de indicar eurico como personal drinker o suposto anúncio teria um conteúdo nesse sentido homem maduro para acompanhar grupo de jovens ou senhoras divertido respeitador cachaceiro toca violão canta recita conta piada ótima resistência não fica inconveniente não boceja nem cochila não azara a mulher do próximo aconselhamento conjugal e filosófico atende em locais abertos pois fuma que nem uma caipora com diversas atividades nos campos cultural religioso e profano o nosso autor acumula entre outros os seguintes cargos comendador do alkinós sideral sumo pontífice da ima ­ irmandade dos menos avisados membro fundador do erpm ­ encontro para resolver os problemas do mundo e estagiário sênior de escritório de contabilidade como as duas primeiras investiduras prescindem de explicação já que são de domínio público os vastos serviços prestados à comunidade científica pelo alkinós sideral e o conforto emprestado aos fiéis do ima me deterei nas duas últimas atividades reveladas os confrades do erpm encontram-se semanalmente em local e hora certa após o final do expediente para falar de mulher música futebol cinema,

[close]

p. 4

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 literatura história medicina cosmos religião e outras coisas que não levam a nada mas que são o sentido da vida tentamos nesses encontros modestamente resolver os problemas do mundo todos os problemas da terra ficam sanados naquela noite decorrente da mistura sangue/álcool e só reaparecem no dia seguinte escoltados por uma ressaca brutal companheira dos nossos heróis barítonos e por fim não deixando de nos surpreender eurico decidiu recomeçar recebeu um convite para ser estagiário de contabilidade e aceitou escuto os elogios de quem acompanha o seu labor desempenhado com diligência e concentração contrastando com o arejado ser noturno o homem que compôs essa obra radical em suas convicções eurico é um ariano típico impulsivo alegre carismático intolerante teimoso quer irritá-lo diga que o papa falou na rede globo que o presidente lula fez algo errado ou cite algum feito tido como nobre do jornalista roberto marinho o terceiro anticristo É isso aí eurico leva sua vida meio samba-enredo meio baião foi condenado a ser feliz e vai cumprir sua pena até o final previsto para 16 de julho de 2026 vejam a publicação do epitáfio de eurico no jornal de praia em 1980 quanto ao livro é uma ficha de leitura da vida desse amigo querido como todo assunto do coração cada um saberá encontrar o soneto poesia ou música que se lembrará depois e repetirá aos amigos ele pode ser lido como aquela publicação das edições paulinas minutos de sabedoria abra em qualquer página deixando ao acaso a escolha divirtam-se e se emocionem ricardo chaves ricardo chaves é bacharel em ciências contábeis pós-graduado em direito tributário 20 anos como auditor independente diretor de controladoria de grupo agroindustrial e de comunicação presidente do erpm encontro para resolver os problemas do mundo cantor de música brega e bebe um rum besta.

[close]

p. 5

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 sonetos a garota do posto iv se ela surge de biquíni ou mini-saia até o sol intensifica o seu clarão o mar revolto se agita em confusão com fortes ondas quando ela chega à praia o vento sopra sacudindo o seu cabelo tocando a pele do seu lindo bronzeado ela sorrindo com aquele seu gingado quando caminha é um verdadeiro apelo e toda vez que ela vem me dar bom dia eu penso que estou vivendo uma fantasia pois ao passar do seu belo corpo exala misteriosa fragrância de um perfume que até as rosas por respeito ou por ciúme murcham eu creio só para homenageá-la

[close]

p. 6

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 alÉm disso tudo além desse espaço e dessa distância além dessa barreira intransponível além desse orgulho inconcebível além dessa tortura e dessa ânsia além dessa aparente indiferença além desse descaso simulado além desse olhar mal disfarçado a trair-te na minha presença além desses muros que criastes além dos abismos que cavastes além do desejo que escondeste além desse amor que rejeitaste além disso tudo que evitaste te ama ainda quem não esqueceste

[close]

p. 7

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 alma gÊmea preciso do teu silêncio para soltar o meu grito onde sempre encontro eco quando sinto-me aflito necessito do teu gesto como resposta à questão do meu enorme vazio repleto de solidão careço do teu afeto do teu abraço dileto do teu aroma de fêmea que me esvai a fadiga com tua presença amiga que é a minha alma gêmea

[close]

p. 8

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 amadurecer nas jaulas da obscuridade desfolho ilusões contidas no meu outono tão presente em cada novo alvorecer mesmo assim moro em meu sonho e não temo o inverno do porvir renasço em cada despertar para desespero do meu tédio o crepúsculo do meu existir me arremessa forte como uma rocha a um destino imutável exalto a vida sem qualquer temor e encontro no colóquio com deus a certeza de que tudo aqui é efêmero

[close]

p. 9

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 amor oculto dentro daquele que eu sou mora um garoto sem vulto símbolo de um amor oculto que por ti se apaixonou sufocá-lo eu não posso pois não se destrói o que é belo por isso a ti eu apelo nunca mate o que é tão nosso se ele te causa espanto a mim consola-me o pranto quando amargo a solidão e ninguém nunca vai saber que ele sempre há de viver oculto em meu coração

[close]

p. 10

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 aquilo que eu nÃo disse agasalho de minha grande emoção o teu abraço é um manto aconchegante que vez em quando me aquece ternamente e me envolve na mais doce ilusão ouço uma canção ao sentir teu corpo ao meu colado como fosse a minha segunda pele e me transporto para um mundo dentro dele que mesmo em sonho nunca me aconteceu que viva eu com defeitos e virtudes alimentado pelo calor da meiguice do teu abraço do teu gesto ou atitude não esquecerei nem mesmo na velhice quando lembrar-me do tempo em que pude dizer-te aquilo que até hoje eu não disse

[close]

p. 11

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 as quatro estaÇÕes És primavera eu outono assim é que somos nós dois cheguei primeiro e não soube que chegarias depois agora és flor se abrindo e eu a folha que rui ainda não foste outono mas primavera eu já fui e quando fores verão eu já serei denso inverno mas saibas que a emoção desse sentimento terno em qualquer outra estação será de um amor eterno

[close]

p. 12

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 banho de aÇude pele sedosa e macia dourada de juventude vestindo apenas saúde era assim que aparecia nair à beira do açude despida de preconceitos exibindo aqueles peitos em suave inquietude quando ela ali chegava dentro d água eu já estava para beijar a nair era uma sensação tão louca que eu depois lambia a boca pra o seu beijo não cair

[close]

p. 13

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 caminhos existe uma rua em minha vida na qual você nunca passa e nela há uma esquina em que eu lhe espero sempre deveria caminhar em sua direção pois conheço atalhos que me levam a você mas ao contrário do que seria lógico sigo à deriva numa encruzilhada preciso decifrar novos caminhos ao lado de quem não duvide para onde iremos nós você talvez imagino eu poderia ser a minha escolhida para esse trajeto porém não consigo aportar seu cais

[close]

p. 14

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 cartÃo postal de mim por que ajo assim ajo porque tenho motivos de sobras para tal podem dizer que sou um homem mau um homem mau eu sou e digo porque o sofrimento que espelha o meu ser reflete uma mágoa razão de minha luta que ninguém vê ou sente pois é oculta mágoa que já faz parte do meu viver ingratidão calúnias tudo o que é mau destruiu em mim de um modo sem igual qualquer resquício que havia de amor tornou-me rude frio e revoltado e assim eu vivo sempre alimentado por este ódio que nutre o meu rancor

[close]

p. 15

sonetos · poemas e letras de mÚsicas de eurico alves cavalcanti eurico.cavalcanti@hotmail.com · 81 9648-3345 como assim como se estivesse melancólico como se ouvisse um triste ritmo como me sentisse no íntimo como um inválido em pânico como uma perda mais súbita como um adeus bem nostálgico como um momento mais trágico como um abandono lacônico como uma loucura excêntrica como uma ânsia asmática como uma explosão vulcânica como um odiar dogmático como um rancor psicótico como essa mágoa que é crônica

[close]

Comments

no comments yet