Revista Construir Mais Dezembro de 2012

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

-0,095 revista mensal do sindicato da indÚstria da construÇÃo no estado de goiÁs sinduscon-go cub outubro ano iii nº 29 dezembro/2012 entrevista com o prefeito de goiÂnia paulo garcia pág 6

[close]

p. 2



[close]

p. 3

e ditorial novo código florestal traz implicações no setor da construção o novo código florestal brasileiro vem dividindo opiniões em vários setores da sociedade mais recentemente a revisão da lei acirrou ânimos particularmente de ruralistas e ambientalistas que frequentemente têm manifestado opiniões diversas sobre o novo texto incontestável porém é que a nova lei terá reflexos no segmento produtivo e sobre a atividade da construção para abordar este tema a reportagem da construir mais ouviu duas especialistas no assunto a advogada danielle limiro consultora ambiental com mestrado em ecologia e produção sustentável e secretária geral da comissão de direito ambiental da oab-go e a advogada samanta pineda consultora da frente parlamentar da agropecuária uma das palestrantes do painel promovido pela comissão de meio ambiente da câmara brasileira da indústria da construção durante o 84º encontro nacional da indústria da construção enic em belo horizonte quando foram debatidos os principais artigos desta legislação ambiental que afetam o setor da construção para encerrar o ano apresentamos entrevista com paulo garcia prefeito de goiânia eleito no primeiro turno no último pleito de outubro ele aborda os desafios e as metas de trabalho após vencer as eleições enfocando o tema cidade sustentável o espaço para a publicação de artigos tem sido ocupado para a divulgação de opiniões nesta edição somos brindados com a participação do diretor 1º secretário e presidente do conselho de assuntos legislativos da cni diretor geral do iel nacional paulo afonso ferreira e de luís alberto pereira presidente da cooperativa de crédito sicoob engecred-go na editoria eu recomendo o diretor regional dos correios em goiás sérgio repolho recomenda a adoção de cartas do projeto papai noel dos correios uma tradicional ação social realizada pelo órgão nos finais de ano na segurança do trabalho o engenheiro de segurança do trabalho encerramos 2012 apresentando ao caro leitor mais uma edição recheada de informações essenciais para o planejamento desenvolvimento e alcance de metas de nossas empresas engenheiro eletricista e gerente de segurança saúde e meio ambiente marcos humberto gomes peres aborda os cinco pilares de um sistema de gestão de segurança do trabalho ele explica que ao implementar um sistema de gestão uma organização poderá gerenciar seus riscos ocupacionais ambientais e financeiros melhorar a eficácia operacional e a satisfação de seus clientes alcançando melhorias contínuas como se percebe encerramos 2012 apresentando ao caro leitor mais uma edição recheada de informações essenciais para o planejamento desenvolvimento e alcance de metas de nossas empresas desejamos uma excelente leitura cumprimentando a todos e desejando um feliz natal justo oliveira d´abreu cordeiro presidente do sinduscon-go diretoria executiva do sinduscon-go 2010/2013 presidente justo oliveira d abreu cordeiro 1º vice-presidente carlos alberto de paula moura júnior 2º vice-presidente eduardo bilemjian filho diretor administrativo manoel garcia filho diretor adjunto administrativo daniel jean laperche diretor financeiro e patrimonial josé rodrigues peixoto neto diretor adjunto financeiro e patrimonial rodrigo campos ferreira diretor da comissão de economia e estatística ibsen rosa diretor adjunto da comissão de economia e estatística dinésio pereira rocha diretor da comissão da indústria imobiliária roberto elias de lima fernandes diretor adjunto da comissão da indústria imobiliária mário andrade valois diretora da subcomissão de habitação maria amélia alves e silva diretor da subcomissão de legislação municipal ilézio inácio ferreira diretor de materiais e tecnologia sarkis nabi curi diretor adjunto de materiais e tecnologia renato de sousa correia diretor da comissão de concessão privatização e obras públicas valdivino dias de oliveira diretor adjunto da comissão de concessão privatização e obras públicas josé carlos gilberti diretor de qualidade e produtividade humberto vasconcellos frança diretor adjunto de qualidade e produtividade marcelo alves ferreira diretor de construção pesada carmerindo rodrigues rabelo diretor adjunto de construção pesada jadir matsui diretor da construção metálica cezar valmor mortari diretor adjunto da construção metálica joaquim amazay gomes júnior diretor de assuntos jurídicos ricardo josé roriz pontes diretora adjunta de assuntos jurídicos patrícia garrote carvalho diretor da subcomissão de política e relações trabalhistas e sindicais jorge tadeu abrão diretor de saúde e meio ambiente moacyr soares moreira diretor adjunto de saúde e meio ambiente josé augusto florenzano diretor de setor elétrico e telefonia carlos vicente mendez rodriguez diretor adjunto de setor elétrico e telefonia osney valadão marques júnior diretor social e de comunicação darci moreira de lima diretora adjunta social e de comunicação eliane carvalho lima conselho consultivo josé alves fernandes filho paulo afonso ferreira mário andrade valois joviano teixeira jardim sarkis nabi curi josé rodrigues peixoto neto roberto elias de lima fernandes alan alvarenga menezes marcos alberto luiz de campos e Álvaro castro morais suplentes Élbio braz moreira marco antônio de castro miranda e joão arthur rassi conselho fiscal amós vieira wilson luiz da costa e andré luiz baptista lins rocha suplentes doriel natalício da fonseca célio eustáquio de moura e naldo alves mundim representantes junto À fieg roberto elias de lima fernandes e justo oliveira d abreu cordeiro suplentes marcos alberto luiz de campos e guilherme pinheiro de lima representante junto À cbic justo oliveira d abreu cordeiro suplentes carlos alberto de paula moura júnior e mário andrade valois dezembro 2012 · construir mais · sinduscon-go 3

[close]

p. 4

s umÁrio 5 artigo perspectivas e desafios para 2013 é o tema do artigo do diretor 1º secretário e presidente do conselho de assuntos legislativos da cni paulo afonso ferreira 6 entrevista o prefeito de goiânia paulo garcia fala sobre os desafios e metas de sua gestão após o resultado do pleito de outubro 12 espaço jurídico a concessão de vale-transporte e o afastamento do empregado ocorrido no curso do mês e a contratação de jovens aprendizes na indústria da construção são os temas abordados nesta seção 18 matéria de capa o novo código florestal brasileiro e seus impactos sobre o setor da construção 14 construção sustentável desempenho térmico das edificações é requisito normativo 23 segurança do trabalho conheça os cinco pilares de um sistema de gestão de segurança do trabalho 26 registro de eventos acompanhe os últimos eventos realizados pelo sinduscon-go 25 passado presente foco do cliente dita o lema da porto belo engenharia diz celso de paula 34 indicadores econômicos confira o valor do custo unitário básico cub referente ao mês de outubro/2012 sindicato da indústria da construção no estado de goiás sinduscon-go sinduscon-go filiado à cbic e fieg rua joão de abreu n° 427 setor oeste goiânia-goiás cep 74120-110 telefone 62 3095-5155 fax 62 3095-5177 portal www sinduscongoias.com.br presidente justo oliveira d abreu cordeiro diretor social e de comunicação darci moreira de lima gerente executiva sebastiana santos edição joelma pinheiro reportagem aymés beatriz b gonçalves beatriz@sinduscongoias.com.br joelma pinheiro joelma sinduscongoias.com.br e valdevane rosa valdevane@sinduscongoias.com.br fotografia assessoria de comunicação social do sinduscon-go e sílvio simões projeto gráfico e diagramação duart studio publicidade sinduscongo telefone 62 3095-5155 impressão gráfica art3 tiragem 6.000 exemplares publicação dirigida e distribuição gratuita as opiniões contidas em artigos assinados são de responsabilidade de seus autores consciente das questões ambientais e sociais o sinduscon-go trabalha em parceria com a gráfica art3 que utiliza papéis com certificação fsc forest stewardship council na impressão dos seus materiais revista construir mais revista mensal do espaço empresarial informe-se 62 3095-5155 4 sinduscon-go · construir mais · dezembro 2012

[close]

p. 5

a rt i g o perspectivas e desafios para 2013 estamos chegando ao final de 2012 e o momento é oportuno para avaliarmos as ações realizadas no ano e nos prepararmos para os desafios de 2013 mesmo lidando com alta carga tributária legislação complexa e juros altos desenvolvemos esforços para contribuir com o crescimento das empresas e com a geração de emprego e renda sendo ano de eleições as atividades no congresso nacional sofreram certo impacto mas houve importantes deliberações em goiás o sinduscon e a fieg duas entidades que tive a honra de presidir e a cni atuando nacionalmente com a credibilidade que possuem exercem importante papel na conscientização das autoridades sobre as melhores soluções a serem adotadas em busca da competitividade das empresas e do desenvolvimento socioeconômico na cni como diretor secretário e presidente do conselho de assuntos legislativos junto com os companheiros de diretoria e uma competente equipe técnica atuamos de forma intensa proativa e propositiva dialogando com os diversos poderes sobre as consequências das políticas públicas em discussão acompanhamos mais de 4.000 proposições legislativas em tramitação no congresso desse total foram priorizadas 131 para compor a agenda legislativa de 2012 contendo o posicionamento da indústria sobre cada um dos 131 projetos 16 foram considerados prioritários e integram a pauta mínima rol de proposições de alto impacto positivo ou negativo para a competitividade do setor industrial sendo 6 da área trabalhista 5 de economia 4 de infraestrutura e 1 institucional dessa pauta 70 dos projetos tiveram movimentação em conformidade com os posicionamentos da indústria destacando-se a conversão em lei do novo código florestal lei nº 12.651/2012 infelizmente sem os dispositivos que tratavam das áreas urbanas mas que conferiu maior segurança jurídica a empreendimentos agroindustriais e da alíquota zero do icms interestadual sobre produtos importados resolução sf nº 13/2012 que estimulou a comercialização de produtos industrializados nacionalmente pondo fim à guerra dos portos destaco também o efeito positivo que foi proporcionado à sociedade com a desoneração tributária do ipi para materiais de construção e a sua prorrogação até dezembro de 2013 em 2013 com a concorrência acirrada e a luta pela competitividade das empresas nossa missão como empresários e representantes classistas permanecerá no sentido de acompanharmos os projetos que tramitam no país pois as políticas públicas interferem na competitividade das empresas dentre as iniciativas que julgamos importantes e devem ser apoiadas cito as mp s 575 que altera a legislação de parcerias público-privadas ppp s e a 579 que prorroga concessões do setor elétrico e reduz encargos sobre energia tais inovações induzem investimentos na atividade produtiva e estimulam celebração de ppp s atacando o problema de déficit de infraestrutura no país outro projeto prioritário que necessita de mobilização pela aprovação é o pl 3.337/2004 que estabelece a lei geral das agências reguladoras sendo imprescindível que os instrumentos de outorga permaneçam como atribuições das agências a ampliação do limite de receita bruta para apuração pelo regime do lucro presumido prevista no pl 2.011/2011 é outra prioridade a correção de valores dará a um grande número de empresas a possibilidade de simplificar a apuração dos tributos e reverter o aumento de tributação provocado pelo simples crescimento nominal das suas receitas a eliminação da contribuição adicional de 10 do fgts nos casos de dispensa imotivada contemplada pelo plp 200/2012 é também de inteira justiça o fgts não é mais deficitário e tal eliminação reduz encargos trabalhistas destaco também a necessidade de aprovação do pl nº 4.330/2004 que regulamenta a terceirização o que garantirá maior segurança jurídica para as empresas e para o trabalhador o processo de aprovação de iniciativas como essas é moroso por diversas razões de ordem política entre as quais se destaca o processo eleitoral de dois em dois anos esse período extremamente curto para renovação do pleito eleitoral desestabiliza o país as reformas que almejamos tributária trabalhista ambiental passam pela política enquanto isso não ocorre devemos nos manter mobilizados para conscientizar o poder público sobre a urgência de aprovação de medidas estimuladoras da competitividade da indústria nacional não em função de uma agenda corporativa mas sim em benefício dos interesses maiores do país infelizmente temos nos deparado com projetos de leis e medidas que são usadas como propostas eleitoreiras que se aprovadas prejudicam a competitividade das empresas a geração de empregos aumenta a burocracia e a insegurança jurídica cito como exemplo a redução da jornada de trabalho a estabilidade no setor privado o novo código de processo civil novas regras para execução trabalhista e normas para o licenciamento ambiental são temas de grande relevância e que têm causado muita preocupação ao setor produtivo precisamos de projetos que beneficiem a consolidação de um cenário favorável aos negócios favoreça a competitividade das empresas e o desenvolvimento socioeconômico do país em detrimento de projetos que visem o individual e a manutenção do poder paulo afonso ferreira é diretor 1º secretário e presidente do conselho de assuntos legislativos da cni diretor geral do iel nacional dezembro 2012 · construir mais · sinduscon-go 5

[close]

p. 6

e ntrevis ta paulo garcia paulo garcia é eleito defendendo a ideia de tornar goiânia uma cidade sustentável eleito no primeiro turno no pleito realizado no dia 07 de outubro com 57,68 recebendo dos goianienses 349.335 votos o prefeito paulo garcia pt assume novo mandato com o sonho de realizar uma excelente gestão efetuando as intervenções e as obras necessárias ao desenvolvimento sustentável da cidade nas capitais entre os oito candidatos que disputaram a reeleição paulo garcia e outros três candidatos foram eleitos no primeiro turno eduardo paes pmdb no rio de janeiro márcio lacerda psb em belo horizonte e josé fortunati pdt de porto alegre paulo de siqueira garcia é médico neurocirurgião formado pela universidade federal de goiás ufg filiado ao pt desde 1999 foi secretário de organização do pt de goiânia suplente de vereador do município em 2000 e deputado estadual de 2003 a 2006 em 2008 foi escolhido pelo pt para ser candidato a vice-prefeito de goiânia na chapa que reelegeu iris rezende pmdb para comandar a prefeitura o petista assumiu o executivo municipal quando iris renunciou ao cargo para disputar as eleições para governador do estado de goiás em 2010 em 2012 com o apoio de iris os dois partidos repetiram a aliança e o atual prefeito da capital se candidatou defendendo a ideia de fazer de goiânia uma cidade sustentável confira a seguir a entrevista que ele concedeu a construir mais que obras de infraestrutura urbana serão priorizadas no seu governo implantaremos um programa de saneamento básico para garantir a qualidade de vida da população de goiânia e faremos trabalhos de revitalização das áreas urbanas desenvolveremos uma nova política de ocupação do solo de forma a buscar equilíbrio entre o urbano e o rural entre o ocupado e o disponível para garantir a qualidade de vida de uma forma que preserve o meio ambiente e promova cultura convivência prática de esportes e lazer para toda a população queremos recuperar a pavimentação asfáltica das ruas que estão em estado ruim e criar um programa de asfaltamento dos bairros que ainda não contam com esse benefício o planejamento urbano será feito com a participação da sociedade goianiense para que continuemos avançando na legislação de planejamento e de uso e parcelamento do solo queremos unir todos os interesses de nossa população e ocupar os territórios da cidade da melhor maneira possível pretende implementar parcerias públicasprivadas para a realização das obras nosso projeto de parcerias está sendo implantado no hospital da mulher e maternidade dona iris onde fizemos um contrato de gestão com a fundação de apoio ao hospital das clínicas da universidade federal de goiás fundahc É um modelo completamente diferente do que tem sido adotado por aí onde organizações sociais são criadas e sem nenhuma tradição de gestão pública assumem o controle de entes públicos de forma pouco transparente 6 sinduscon-go · construir mais · dezembro 2012 que obras serão realizadas para melhorar o trânsito de goiânia mobilidade urbana implantaremos os corredores preferenciais e exclusivos para ônibus previstos no plano diretor da cidade a exemplo do que foi feito recentemente no corredor universitário que liga a praça universitária à praça da bíblia nesta obra foram adotados vários conceitos de sustentabilidade e acessibilidade que serão reproduzidos nos demais eixos são eles calçadas acessíveis para pessoas com deficiência motora visual e auditiva permeabilidade para água de chuva arborização com espécies adequadas ciclovia iluminação espaços para convivência e outros daremos prioridade à melhoria da qualidade do transporte público com a introdução de outros modais de transporte com a implantação de novas ciclovias ciclofaixas vias compartilhadas bicicletários e um sistema de locação de bicicletas cujo edital de licitação já se encontra em fase de elaboração faremos a brt norte-sul que ligará os terminais veiga jardim e recanto do bosque e terá capacidade para atender 14 mil passageiros por dia 82 ônibus vão trafegar nessa via e construiremos mais quatro terminais correios rodoviária perimetral e recanto do bosque sobre a coleta seletiva de lixo o que a prefeitura de goiânia fará para incentivar a população a separar o lixo e sobre a sua destinação o que a prefeitura pretende realizar hoje goiânia tem a melhor coleta seletiva do brasil com mais de 2.300 toneladas por mês destinado a reciclagem fizemos uma parceria com cooperativas de catadores e 15 delas recebem o lixo recolhido pela prefeitura disponibilizamos também 3 mil reais por mês para ajudar essas cooperativas com as despesas que elas têm e contribuir com a melhora da qualidade de trabalho dos catadores existe ainda espaço para melhoria que pode ser obtida com campanhas educativas para aumentar a segregação do lixo nas residências e com isto aumentar a quantidade de material reciclável que é direcionado às cooperativas de catadores com a consequente diminuição do lixo que vai para o aterro sanitário goiânia necessita de uma melhor sinalização nas vias públicas que projeto realizará nessa área a agência municipal de trânsito transporte e mobilidade amt vem realizando um programa de melhoria da sinalização das vias públicas da cidade este programa consiste nas seguintes ações implantação de placas de orientação de trânsito pot para facilitar orientação e deslocamento em goiânia padronização das placas de regulamentação de trânsito adequação e melhoria da sinalização toponímica indicação dos nomes de ruas e logradouros substituição das rótulas saturadas por semáforos proporcionando segurança nos cruzamentos retirada gradual

[close]

p. 7

paulo garcia prefeito de goiânia das conversões à esquerda onde acontece lentidões e congestionamentos instalação de equipamentos eletrônicos de fiscalização nos locais de elevados índices de acidentes implantação e manutenção da sinalização horizontal e vertical contribuindo para melhor orientação dos condutores requalificação do espaço público com reordenamento do mobiliário e instalação de painéis de mensagens variadas o que pretende realizar para melhorar as escolas públicas municipais investimos mais de 482 milhões de reais entre 2011 e 2012 na educação foram construídas 6 escolas e 4 centros municipais de educação infantil cmei s 79 escolas reformadas e ampliadas 10 estão em obras e 4 serão entregues até dezembro além de 22 novas quadras cobertas aliás em minha gestão ordenei para que todas as novas escolas tenham quadras cobertas serão construídos também 81 novos cmei s sendo que 30 deles já estão com as obras em andamento sendo criadas mais de 12 mil vagas passamos de 69 para 104 unidades com atendimento integral sendo 20 escolas em tempo integral e 84 escolas com jornada ampliada ou com o programa mais educação onde são fornecidas refeições diárias balanceada para atendimento às necessidades nutricionais das crianças inclusive com alimentação diferenciada para todas as crianças que necessitam a universalização do acesso à educação é o fundamento de nossa gestão para a área e pretendemos com isso consolidar o desenvolvimento integrado do município na sua gestão dará ênfase na conclusão das obras do parque macambira-anicuns a conclusão do macambira-anicuns é uma prioridade de nossa gestão os parques em geral são uma prioridade de nossa gestão em dois anos tivemos seis parques entregues e gastamos aproximadamente 500 mil reais por mês para a manutenção dos 30 parques que temos em nossa cidade gastamos 110 milhões de reais em parques jardins e plantio de árvores e hoje temos quase um milhão de árvores em mais de dois milhões de metros quadrados de áreas verdes o macambira-anicuns é o maior parque linear do brasil com 24 km de extensão 360 hectares e beneficiará mais de 350 mil cidadãos e cidadãs goianienses em 131 bairros de nossa cidade então temos que priorizar sua execução para melhorar ainda mais a qualidade de vida da população daquela região serão criadas escolas unidades de saúde ciclovias pistas de caminhada e 66 núcleos de convivência com equipamentos de ginástica até o final de 2012 entregaremos o setor 1 do parque linear e o parque ambiental macambira o que pretende realizar para modernizar a gestão na prefeitura de goiânia pretendemos ampliar e fortalecer as políticas de planejamento e gestão de uma forma eficiente e descentralizada a valorização do servidor público é um pilar de nossa gestão e pretendemos promover sua capacitação principalmente em novas tecnologias e em governança eletrônica e melhorar cada vez mais suas condições de trabalho nosso trabalho continuará sendo feito de forma transparente e direta com a sociedade para isso iremos aperfeiçoar as ações de controle social criando ou fortalecendo os conselhos populares e viabilizando a participação da comunidade e da sociedade civil organizada na formulação e gestão de políticas públicas temos o compromisso de aumentar a autonomia do município com a modernização da administração tributária e de profissionalizar a elaboração de nossos projetos seu plano de gestão para a capital goiana inclui algum item relacionado À redução da burocracia como por exemplo a demora para aprovação de projetos habitacionais para liberação do habite-se etc criamos o departamento de Áreas públicas e regularização fundiária da secretaria de planejamento seplan por exemplo justamente para dar celeridade ao processo de habite-se nosso compromisso é aperfeiçoar as políticas públicas de desburocratização e de atendimento de excelência ao cidadão vamos aperfeiçoar e ampliar o nosso programa de egov governo eletrônico na nossa gestão implantamos o edoc para os dois serviços mais demandados na seplan número oficial e uso do solo antes para se retirar o número oficial ou o uso do solo era aberto um processo em uma das lojas de atendimento da prefeitura e o resultado só era liberado após quatro semanas com o edoc o serviço pode ser feito pela internet e a resposta é obtida de forma muito mais rápida e simplificada vamos continuar aperfeiçoando o modelo de gestão com a implantação da gestão por resultados simplificação dos processos gestão eletrônica de documentos e abertura de mais lojas de atendimento com todos os serviços que são oferecidos pela prefeitura quanto À alta carga tributária o que o senhor pretende fazer quais impostos poderiam se reduzidos para beneficiar os cidadãos goianos os principais tributos administrados pela prefeitura são iss iptu itu e isti já implantamos um vitorioso programa de incentivo às empresas de tecnologia da informação que é o programa goiânia digital que concede uma redução da base de cálculo do iss para as empresas desenvolvedoras de software empresas de callcenter e outras são empresas não poluentes e com uso intensivo de mão de obra qualificada em razão desse programa algumas empresas transferiram seus centros de operações para goiânia a lei geral de micro e pequena empresa tem permitido um aumento extraordinário do número de novos empreendedores e da formalização de empreendedores que antes estavam na informalidade vamos enviar à câmara de vereadores o projeto de criação do iptu verde que vai conceder por tempo determinado redução do valor do iptu para imóveis que incorporem atributos de sustentabilidade em seus projetos cada atributo fará jus a um percentual de redução do iptu os atributos a serem considerados são os seguintes energia solar permeabilidade do solo telhado verde reaproveitamento de água de chuva reaproveitamento de águas cinza calçada acessível arborização e iluminação natural dezembro 2012 · construir mais · sinduscon-go 7

[close]

p. 8

8 sinduscon-go · construir mais · dezembro 2012

[close]

p. 9

n ot Í ciasdos pa rcei ro s poupança previdenciária r 700 bilhões em busca de projetos com recursos acumulados em torno de r 700 bilhões os fundos fechados de previdência no brasil tendem a migrar seus investimentos dos títulos públicos cuja rentabilidade acima da inflação está abaixo de 4 ao ano para a economia real ampliando suas carteiras de investimentos estruturados em goiás são cerca de r 2 bilhões em fundos previdenciários governamentais de regime próprio de previdência social rpps e fechados que seguindo uma tendência nacional buscam a regionalização de investimentos em parcerias com empreendedores locais a entrada dos fundos de previdência na economia real é vista por analistas como uma obrigação para manter a rentabilidade dentro das metas para isso estima-se que cerca de 30 dos recursos estarão disponíveis para financiar a atividade produtiva esse fenômeno constitui uma grande oportunidade tanto para os fundos como para os projetos locais que podem encontrar um parceiro para empreendimentos de longo prazo atualmente a poupança previdenciária no brasil equivale a 17 do produto interno bruto pib nos estados unidos esse índice é superior a 130 essa poupança privada isenta da burocracia dos financiamentos públicos é um mecanismo fundamental para financiar o desenvolvimento a regionalização dos investimentos dos fundos de pensão foi tema de seminário promovido no dia 20 de outubro pela eletra fundo de pensão dos funcionários da celg e um dos maiores de goiás o objetivo foi discutir com os segmentos produtivos entre eles sinduscon-go fieg adial facieg e acieg essa janela de oportunidade o economista e diretor financeiro e administrativo da eletra sandro belo concorda que os fundos vão realocar parte significativa de seus recursos para a economia real e destaca que é necessário apostar na vocação econômica de goiás o crescimento dos bric s provoca alta demanda por produtos agroindustriais parte do acelerado crescimento do estado cuja atividade econômica cresce muito acima da média nacional já é 7436-n an cloud_17,1x7,5_v2_fechado.pdf 1 18/07/2012 11:16:24 efeito desse fenômeno sandro enfatiza que é preciso colocar goiás no radar dos gestores de recursos pois a oportunidade de direcionar parte desse desenvolvimento em ganhos para os investidores institucionais está na ordem do dia em goiás há um campo fértil para o desenvolvimento de projetos nas áreas do agronegócio da indústria farmoquímica da logística e da construção civil o presidente da eletra pedrobatista reforça que o seminário se propôs a debater e esclarecer a empreendedores gestores de recursos e investidores sobre a formatação de projetos elegíveis para receber recursos da poupança previdenciária esses projetos precisam considerar aspectos fundamentais como segurança solvência rentabilidade e governança para que os resultados da sua empresa c estejam sempre nas alturas altura comece utilizando um software m y cm que jÁ estÁ nas nuvens nuven o sienge o mais completo software de gestão integrada para a construção civil pode ser todo utilizado nas nuvens com o sienge hospedado em nosso datacenter você acessa as informações de sua empresa com toda a segurança e de qualquer lugar do mundo através de seu e-mail ou conta nas redes sociais se você é nosso cliente ou deseja conhecer todas as soluções do software de gestão da softplan acesse www.sienge.com.br e descubra as vantagens de estar nas nuvens www.sienge.com.br my cy cmy k dezembro 2012 · construir mais · sinduscon-go 9

[close]

p. 10



[close]

p. 11

a rt i g o os desafios do sicoob engecred-go a política de redução das taxas de juros imposta pelo governo federal ao sistema financeiro vai resultar em lucros menores para os bancos este ano para complicar do outro lado da corda a expansão do crédito mantém elevado os índices de inadimplência dados do banco central revelam percentual médio de 7,9 de inadimplência para pessoas físicas e 4,1 para pessoas jurídicas com este cenário não há como esperar resultados ­ no caso das cooperativas de crédito as sobras ­ similares aos do passado contudo isso não nos preocupa no sicoob engecred sempre priorizamos a segurança ao lucro reforçamos nossa área de concessão de crédito aperfeiçoando os controles focando na política da correta formalização das operações e constituição das garantias e estabelecendo limites por tomador tudo isso visando mitigar o risco criamos também uma estrutura específica para cobrança e negociações com vistas a recuperar créditos e oferecer condições de adimplemento aos bons cooperados que passem por dificuldades eventuais para compensar a queda nas taxas de juros aumentamos nosso portfólio de serviços com o oferecimento de consórcios de veículos e imóveis cartas de fiança on line cartão de crédito e o recém lançado plantar nosso plano de renda complementar a boa notícia é que o sicoob engecred-go continua sólido e crescendo contamos hoje com cerca de r 88 milhões de patrimônio além de outros r 87 milhões aplicados na sicoob goiás central o que nos coloca entre as quatro maiores cooperativas dentre o sistema goiano e as 50 maiores do brasil para 2013 contaremos com novos serviços bem como com uma linha de financiamento contamos hoje com cerca de r 88 milhões de patrimônio além de outros r 87 milhões aplicados na sicoob goiás central o que nos coloca entre as quatro maiores cooperativas dentre o sistema goiano e as 50 maiores do brasil para o mercado imobiliário com recursos provenientes do bancoob o banco das cooperativas da rede sicoob aliada à busca por aumento de receitas operacionais estamos conscientizando os colaboradores da necessidade de vigilância constante na questão dos custos e de uma política austera e contínua de redução dos mesmos no plano da responsabilidade social foi criado o instituto engecred braço da cooperativa que cuidará de ações visando promover e difundir a educação e a solidariedade no âmbito da sociedade em que estamos inseridos o instituto já está cuidando do projeto manifestação de interesse e recentemente realizou com grande sucesso o jantar beneficente visando arrecadar fundos para equipar as obras de ampliação do serviço social da indústria da construção no estado de goiás seconci sendo assim melhorar o atendimento ao cooperado crescer com sustentabilidade e estreitar cada vez mais os laços de colaboração e parceria com as entidades pertencentes ao fórum da engenharia e da sociedade em geral são objetivos que continuamos perseguindo estamos preparados para enfrentar as nuanças da economia e cumprir com competência o papel de fomentar o desenvolvimento econômico e social dos cooperados luÍs alberto pereira é presidente da cooperativa de crédito sicoob engecred-go dezembro 2012 · construir mais · sinduscon-go 11

[close]

p. 12

e s pa Ç ojur Í dicoa concessão de vale-transporte e o afastamento do empregado ocorrido no curso do mês muitos empregadores têm dúvidas quanto ao procedimento a ser observado no que tange à concessão do vale-transporte quando ocorre o afastamento do trabalhador das suas atividades no curso do mês questiona-se nesse caso se o trabalhador deve ou não devolver à empresa os vales que não utilizou a legislação em vigor não disciplina expressamente o critério de fornecimento e custeio do vale-transporte quando da ocorrência de quaisquer afastamentos do empregado no curso do mês como por exemplo na hipótese de gozo de férias licença-maternidade prestação de serviço militar doenças etc situações em que o trabalhador não utilizará a quantidade habitual de vale-transporte uma vez que não trabalhará o mês todo considerando as determinações legais lei nº 7.418/1985 regulamentada pelo decreto nº 95.247/1987 durante o período de afastamento do empregado seja em decorrência de férias individuais férias coletivas doença licença remunerada etc não poderá ocorrer a utilização dos vales-transportes nos termos da lei e como o benefício não pode ser utilizado para outra finalidade senão a do deslocamento do trabalhador para a residência-trabalho e vice-versa entende-se que pode adotar a solução a seguir · se o trabalhador já recebeu antecipadamente os vale-transporte para utilização no mês integral quando do retorno do afastamento a empresa concederá somente a diferença entre o número total de vales a serem utilizados no mês integral e a quantidade de vales que sobrou no mês do afastamento nesse caso no mês do afastamento a parcela a ser suportada pelo trabalhador no custeio do benefício observará o salário básico integral · no mês do retorno como a quantidade de vales fornecida foi inferior ao número habitualmente utilizado para o mês integral a parcela a ser suportada pelo beneficiário será descontada proporcionalmente à quantidade de vales-transportes concedida para o período a que se refere o saldo de salário ou vencimento não obstante o exposto considerando a omissão legal sobre o tema caberá ao poder judiciário trabalhista definir o assunto caso seja acionado fonte iob manual de procedimentos legislação trabalhista e previdenciária fascículo 37/2012 ­ adaptado saiba mais em www.gra caart3.com.br o selo fsc é uma das certi cações mais sérias e responsáveis do mundo ele garante que a matéria-prima foi obtida com respeito ao meio-ambiente aos trabalhadores orestais e à comunidade twitter @gra caart3 facebook facebook.com/gra caarttres 62 rua 102 nº 34 st sul goiânia-go 3218.2233 12 sinduscon-go · construir mais · dezembro 2012

[close]

p. 13

a contratação de jovens aprendizes na indústria da construção de acordo com a lei nº 10.097-2000 alterada pela lei 11.180-2005 os estabelecimentos de qualquer natureza exceto as micro empresas e empresas de pequeno porte são obrigados a empregar e matricular número de aprendizes equivalente a 5 no mínimo e 15 no máximo dos trabalhadores existentes em cada estabelecimento cujas funções demandem formação profissional ao aprendiz salvo condição mais favorável é garantido o salário mínimo-hora tal contratação é feita através do contrato de aprendizagem no prazo não superior a dois anos em que o empregador se compromete a assegurar ao aprendiz inscrito em programa de aprendizagem formação técnico-profissional metódica compatível com o seu desenvolvimento o desafio é pensar físico moral e psicológico e o aprendiz se compromete a em como incentivar executar com zelo e diligência o ingresso sucesso e as tarefas necessárias a essa permanência de nossos formação jovens na escola em que pese a importânestabelecendo uma cia social da lei em comento as empresas especialmente as correlação entre o construtoras encontram difimundo da educação e o importante instrumento para o culdades de cumprir a cota mundo do trabalho pela desenvolvimento humano de jose por um lado os índices oferta de oportunidade vens no brasil uma vez que ela de desemprego entre jovens articula o ingresso no mundo do são maiores do que registrado de qualificação trabalho com as políticas de inna população adulta por outro profissional centivo aos estudos lado sobram postos de trabapor essa razão no meu ponlho que não encontram jovens to de vista conhecer e aprofundar o entendimento sobre para preenchê-los a falta de cursos específicos ministraquais são os principais entraves para aumentar o númedos por serviços de aprendizagem também contribui para ro de jovens aprendizes é fundamental para fomentar a o gargalo no cumprimento da cota execução desta tão importante proposta não podem os especificamente na indústria da construção os menofiscais do trabalho se enrijecerem sob o fundamento do res de 18 anos não podem desenvolver suas atividades no texto frio da lei e por outro lado a lei permanecer inerte canteiro de obras dificultando portanto o oferecimento ante as dificuldades de seu cumprimento de vagas nas construtoras já os jovens de 18 a 24 anos hoje não pairam dúvidas sobre a estreita correlação que se encaixam nessas cotas por vezes não querem ser entre a problemática de nossa juventude e a ausência de vistos como aprendizes pois já alcançaram a idade adulta escolaridade capaz de propiciar ao jovem a expectativa de e ainda há os que eventualmente recebem benefícios do um melhor futuro oriundo de sua força de trabalho governo e preferem permanecer nessa condição a ir trabao desafio é pensar em como incentivar o ingresso lhar e abrir mão do auxílio sucesso e permanência de nossos jovens na escola estaalgumas empresas que são autuadas pelo não cumpribelecendo uma correlação entre o mundo da educação mento da cota tem conseguido descaracterizar a penalidae o mundo do trabalho pela oferta de oportunidade de de quando comprovam que em que pese terem se esforqualificação profissional çado para buscarem os jovens no mercado não obtiveram sucesso devido aos motivos acima citados ou outros conamanda miotto tudo certamente o espírito da lei não é o de criar batalhas é advogada e assessora jurídica no sinduscon-go judiciais com ganhadores e perdedores mas sim ser um dezembro 2012 · construir mais · sinduscon-go 13

[close]

p. 14

c onstruÇÃo sustentÁvel desempenho térmico o conforto térmico é um dos requisitos da norma de desempenho de edificações nbr 15.575 que após finalização da revisão deverá entrar em vigor em março de 2013 para atender às exigências da norma que tem foco na satisfação do usuário as empresas construtoras já buscam adequar suas técnicas e processos construtivos e necessitam utilizar na edificação insumos que contribuam para renato de o resultado necessário sousa correia o diretor adjunto de materiais e tecnologia do sinduscon-go renato de sousa correia explica que simplificadamente a norma de desempenho determina as exigências de desempenho no verão e no inverno de forma a apresentar condições térmicas no interior do edifício habitacional melhores ou iguais às do ambiente externo para o verão estas condições são consideradas para o dia típico de verão isto é a norma estabelece que o valor máximo diário da temperatura do ar no interior de recintos de permanência prolongada como por exemplo salas e dormitórios sem a presença de fontes internas de calor ocupantes lâmpadas outros equipamentos em geral devem ser sempre menor ou igual ao valor máximo diário da temperatura do ar exterior para o inverno a edificação deve apresentar condições das edificações é requisito normativo térmicas no interior do edifício habitacional melhor que do ambiente externo no dia típico de inverno de forma que os valores mínimos diários da temperatura do ar interior de recintos de permanência prolongada como por exemplo salas devem ser sempre maiores ou iguais à temperatura mínima externa acrescida de 3 °c sobre as dificuldades encontradas pelas construtoras para atender aos requisitos correia relata que a determinação do dia típico de inverno ou de verão que é o parâmetro utilizado como referência na norma é obtida por meio de dados estatísticos e informada em tabela anexa à norma porém os dados não existem para todas as cidades brasileiras o que pode causar alguma dificuldade de aplicação ou de entendimento apesar da norma indicar o que fazer quando ocorrer esta falta de dados renato correia informou que neste momento o sinduscon-go tem feito um trabalho importante que é o de informação e difusão dessas exigências da nbr 15.575 por meio de eventos palestras e reuniões técnicas em conjunto com o projeto do arranjo produtivo local apl onde participam várias outras entidades como icq brasil crea-go universidades representantes de fornecedores de materiais projetistas dentre outros o primeiro passo é difundir o conhecimento das exigências das normas para que o mercado possa se adequar o mais rápido possível a estas condições afirmou sobre as dificuldades encontradas pelas construtoras para atender aos requisitos correia relata que a determinação do dia tÍpico de inverno ou de verão que é o parÂmetro utilizado como referência na norma é obtida por meio de dados estatÍsticos e informada em tabela anexa à norma porém os dados não existem para todas as cidades brasileiras 14 sinduscon-go · construir mais · dezembro 2012

[close]

p. 15

dezembro 2012 · construir mais · sinduscon-go 15

[close]

Comments

no comments yet