Revista A3:03

 

Embed or link this publication

Description

Terceira edição da revista A3, a revista de jornalismo científico-cultural da UFJF.

Popular Pages


p. 1

revista de jornalismo cientÍfico e cultural da universidade federal de juiz de fora nÚmero 03 out 2012 pesquisadores usam plantas e nanotecnologia para sintetizar o segredo do rejuvenescimento ufjf adquire banco de acervos digitais e tablets para consulta novos nacionalismos da américa do sul modificam equilíbrio geopolítico do continente a3 outubro/2012 a marÇo/2013 1

[close]

p. 2

2 a3 outubro/2012 a marÇo/2013

[close]

p. 3

e d ito r ial o desafio de aprimorar o jornalismo de qualidade tratando com clareza a informação científica t odos nós diariamente frente à nas aulas da faculdade de comunicação facom da universidade federal de juiz de fora ufjf todo aluno começa a entender o complexo processo de construção da notícia que leva em conta fatores tão variados quanto a proximidade o impacto a atualidade a notoriedade a amplitude o exotismo o inesperado entre outros fatores que não têm mudado muito nos últimos séculos mesmo sabendo que a máxima o homem que morde o cão tem um valor-notícia maior do que a afirmativa inversa debatemos sobre os artifícios que podem fazer com que a matéria outra grande preocupação da a3 é valorizar a produção local da ufjf mostrando como ela está inserida no cenário contemporâneo isto é como as pesquisas os produtos e as práticas de inserção social estão fazendo com que a universidade ganhe credibilidade expressão e conquiste reputação e frente à à inevitável de internacionalização necessidade enxurrada de informações que nos são apresentadas deparamo-nos o que com frequentes realmente indagações importa o que muda a nossa vida o que interfere na nossa vizinhança na cidade no país e mesmo no mundo qual o limite entre aquilo que nos informa e o que apenas nos diverte por que a violência vende mais jornal do que a solidariedade por que as vilãs são hoje tão mais sedutoras do que as moças de boa vontade quando a equipe da a3 se reúne para discutir a produção da revista que você lê agora não é diferente o que o leitor quer ver impresso o que lhe interessa o que é importante na vida dele e não temos como responder isso sem levar em conta nossos próprios interesses nossa subjetividade e nossos valores para ampliar a análise sobre a seleção dos fatos que vão virar notícia debatemos nossa pauta com o conselho editorial que reúne especialistas de várias áreas do conhecimento mas ainda assim ficam dúvidas conseguimos fazer a revista que nosso leitor quer ler conseguimos também ajudar na formação de leitores e neste caso de leitores mais críticos transparência na prática pública a comunicação é um instrumento de inestimável valor para promover resultados mais democráticos dar mais visibilidade à instituição torná-la mais respeitada e assim contribuir para a cidadania plena da população brasileira nesta terceira edição procuramos aprimorar ainda mais o conceito de jornalismo de qualidade tratando a informação científica com clareza mas também com atrativos que convidem o leitor a compreender melhor o que a nanotecnologia a partícula de deus os nacionalismos sul-americanos ou a crise europeia têm a ver com a vida de cada um de nós mais que isso de que maneira a informação de qualidade indissociável da educação pode colaborar para que nos transformemos numa universidade cidade e país de menos desigualdade e de mais humanidade prima de uma universidade isto é a produção de conhecimento a ciência a cultura torne-se atraente para cativar o interesse do leitor nossas questões vão além É preciso dialogar com os pesquisadores e convencê-los de que para atrair o leitor devemos embalar a informação de forma a ganhar a competição com outras centenas de atrações que insistem em roubar a sua atenção este é um processo lento que exige confiança de ambas as partes e resultados de excelência na era da instantaneidade e do conforto certamente é grande o desafio para ganhar o tempo e a reflexão do leitor a sua parceria mas sem isso nada vale boa leitura christina ferraz musse editora-chefe a3 outubro/2012 a marÇo/2013 3

[close]

p. 4

aprazível aproveitando da natureza o que ela generosamente nos proporciona é uma tarefa nossa conservar esse patrimônio que é de todos é responsabilidade sua cuide bem do que é seu 03 revista de jornalismo cientÍfico e cultural da universidade federal de juiz de fora reitor henrique duque de miranda chaves filho vice-reitor josé luiz resende pereira conselho editorial alexander moreira faculdade de medicina anderson ferrari faculdade de educação cícero inácio da silva instituto de artes e design cristiano josé rodrigues faculdade de comunicação edimilson de almeida pereira faculdade de letras heloísa d avila instituto de ciências biológicas jorge mtanios iskandar arbach faculdade de engenharia marcelo do carmo instituto de ciências humanas paulo monteiro vieira braga barone instituto de ciências exatas paulo nepomuceno faculdade de engenharia paulo roberto figueira leal faculdade de comunicação robert willer farinazzo vitral faculdade de odontologia suzana quinet faculdade de economia comissÃo editorial anne marie autissier universidade de paris viii antônio fernandes de carvalho universidade federal de viçosa cláudio soares fapemig luiz c wrobel school of engineering and design brunel university middlesex uk luis felipe feres pereira university of wyoming ­ usa márcio simeone henriques universidade federal de minas gerais expediente editora-chefe christina ferraz musse editora oseir cassola reportagens bárbara duque carolina nalon fernando lobo flávia lopes josé renato lima raul mourão valéria borges costemalle colaboradores alice bettencourt cícero inácio da silva fernando hernández franciane moraes frédéric vandenberghe guilherme côrtes fernandes jorge arbach josé nalon de queiroz leandro ramos de araujo marcela matamoros marcos vinício chein feres nathália corrêa prisca agustoni wendell guiducci wilson cid coordenador de criação fred belcavello projeto gráfico cléber kureb horta diretor de fotografia marcelo viridiano fotógrafos alexandre dornelas frederico boza tiago gandra ilustração cléber kureb horta joviana marques phillip douglas capa raruza schiavi estudante do mestrado da faculdade de comunicação produção renata botti taís marcato marketing valéria borges costemalle revisão rafael costa marques revista a3 rua josé lourenço kelmer s/n campus universitário bairro são pedro cep 36036-900 juiz de fora mg telefones 32 2102-3967 3968 3997 e-mail revistaa3@secom.ufjf.br impressão gráfica américa tiragem 10 mil exemplares Índice 6 voz do leitor a3 leitores avaliam a última edição e dão sugestões para a redação da 7 inovaÇÃo programa da petrobras fortalece a formação de alunos da engenharia elétrica 8 geopolÍtica governos com tendência esquerdista reacendem debate sobre nacionalismo na américa do sul 12 pesquisa documentos drogas ilícitas produtos alimentícios e matérias de origem marinha são alguns dos produtos analisados pelo núcleo de espectroscopia e estrutura molecular da ufjf referência na área 16 encontros possÍveis o sociólogo francês michel maffesoli em entrevista a docentes da ufjf fala sobre a crise da concepção vertical das universidades europeias pós-modernidade e ecosofia 19 internacionalizaÇÃo graduação a distância intercâmbio vagas para refugiados políticos e convênios interinstitucionais aproximam a África do brasil 24 polÍtica professor e pesquisador do instituto de estudos sociais e políticos da uerj frédéric vandenberghe analisa a crise na europa 26 graduaÇÃo ensino jurídico é o tema do artigo do diretor da faculdade de direito da ufjf marcos vinício chein feres 27 iniciaÇÃo cientÍfica programa de educação tutorial pet comemora 20 anos de atuação na ufjf 4 a3 outubro/2012 a marÇo/2013

[close]

p. 5

www.ufjf.br/secom/a3 28 pesquisa a ufjf é uma das quatro instituições brasileiras que buscam soluções para o centro europeu de pesquisa nuclear cern no experimento atlas 49 mundo digital no artigo do professor e pesquisador cícero inácio a irreverência da série black mirror da rede pública de tv britânica channel 4 sobre o poder das redes sociais 31 meio ambiente professores da ufjf participam da elaboração do primeiro relatório de avaliação nacional do painel brasileiro de mudanças climáticas 50 alÉm da palavra a comunicação visual é o tema abordado pelo designer gráfico jorge arbach no artigo ilustração descritiva e ilustração interpretativa 34 pesquisa de olho na inovação pesquisadores investem em novas tecnologias para suprir demandas do setor de cosméticos um dos mercados que mais cresce no mundo 52 teses e dissertaÇÕes dissertação sobre literatura marginal e periférica defendida na ufjf por carolina de oliveira barreto conquista o 2º lugar do prêmio anpoll 2012 38 saÚde o professor da faculdade de medicina e delegado do crmmg josé nalon analisa os riscos dos estágios extracurriculares 55 literatura o jornalista wilson cid ressalta a importância de se preservar a memória do rádio e da tv na resenha sobre o livro cariocas do brejo entrando no ar o rádio e a televisão na construção da identidade juiz-forana dos docentes flávio lins e cristina brandão 39 olhar estrangeiro a cultura visual é o tema abordado pelo professor da universidade de barcelona fernando hernández 41 repensar a universidade especialistas das mais diversas áreas participam de seminário da pró-reitoria de graduação em sua segunda edição e refletem sobre o tradicional fazer universitário 56 lanÇamentos entre os lançamentos da editora ufjf livros sobre sociologia esporte e odontologia 57 mÚsica glitter magic banda de rock que começou como brincadeira vira coisa séria conquista público em países como grécia holanda frança e reino unido e assina com selo italiano heart of steel 43 expansÃo com a criação do campus avançado em governador valadares ufjf impulsionará o resgate econômico e cultural do município 46 teses e dissertaÇÕes 58 biblioteca para facilitar o acesso às bases digitais adquiridas recentemente a universidade será a primeira instituição federal a disponibilizar tablets e e-readers para os alunos investimento em bases e equipamentos chega a r 600 mil 61 ensaio fotogrÁfico as belezas arquitetônicas das galerias são reveladas nas fotos de gleice lisboa presentes no livro passagens em rede a dinâmica das galerias comerciais e dos calçadões nos centros de juiz de fora e de buenos aires do docente frederico braida premiada pela capes tese sobre samba defendida na ufjf entrelaça histórias de músicos jornalistas e gravadoras em uma análise sócio-histórica da música popular urbana brasileira 66 leia-me prisca agustoni mestre em letras hispânica presenteia o leitor com o conto bésame mucho extraído do livro a neve ilícita a3 outubro/2012 a marÇo/2013 5

[close]

p. 6

vo z do leitor seu espaço e sta seção é reservada para ser o seu espaço contribua para que aprimoremos cada vez mais a nossa publicação envie sugestões críticas e temas de pesquisas dissertações e teses que gostaria de ver nas nossas páginas aguardamos a sua contribuição e-mail revistaa3@secom.ufjf.br para o desenvolvimento econômico e social do estado de minas gerais parabenizo pelo sucesso que a revista está alcançando junto ao meio acadêmico e à sociedade como um todo desejo à equipe muito sucesso à frente de mais este desafio francisco campolina presidente da fiemg regional zona da mata recebi um exemplar do número 2 da revista a3 parabéns pelo trabalho primoroso desenvolvido pela equipe estou encantado com o trabalho mauro lovatto assessoria de comunicação da universidade federal de são joão del rei ufsj gostaria de parabenizar a todos os atores envolvidos na redação da revista a3 pela iniciativa pelo empenho e desempenho demonstrado na divulgação científica fator imprescindível para a motivação de novos talentos determinados a alcançarem inovação mudanças e consciências novas parabéns ufjf parabéns a toda equipe pela excelente revista a a3 é uma janela do conhecimento científico produzido na universidade para a comunidade nas próximas edições sugiro que os autores disponibilizem referências bibliográficas sites e links de artigos científicos para aprofundamento da leitura márcia gonçalves da silva cunha parabéns à equipe pelo belo trabalho que tem realizado através da revista a3 um espaço dedicado à divulgação científica e cultural produzida na universidade que há tempos era necessário tutora presencial do curso de administração pública na modalidade educação a distância da ufjf do polo de bicas-mg sérgio crisóstomo dos reis bibliotecário-documentalista da faculdade de direito da ufjf fábio fortes professor adjunto de latim e grego clássico da ufjf acredito ser muito importante para a nossa cidade e região a existência da a3 um veículo de comunicação que divulga os trabalhos desenvolvidos pela ufjf referência nacional de universidade a a3 está desempenhando um ótimo papel nesta missão abordando ricos e diversos conteúdos em suas matérias colaborando efetivamente para a democratização ao acesso à cultura e agradeço a gentileza de ter recebido a excelente revista a3 nº 2 eu já a havia lido no site a revista além de ser perfeita no conteúdo tem também uma beleza física que desperta o interesse de colecioná-la acho que ela atendeu a todos os propósitos para os quais foi criada ana miranda juiz de fora 4ª capa o desenho da 4ª capa intitulado espaço interno do ice é da ex-aluna do curso de arquitetura e urbanismo da ufjf bárbara botelho utilizando a técnica nanquim sobre cartão reproduz um detalhe do instituto de ciências exatas ice localizado no campus 6 a3 outubro/2012 a marÇo/2013

[close]

p. 7

in ovaÇ Ão ufjf e petrobras formação diferenciada para futuros engenheiros eletricistas leandro ramos de araujo uma vez que erros cometidos em projetos e empreendimentos especialmente na área de tecnologia por recursos humanos com baixa qualificação aumentam muito os custos além de poder trazer problemas de segurança humana ou de equipamentos procurando aumentar a eficiência e a segurança e melhorar a utilização dos recursos torna-se imperativo a boa qualificação dos recursos humanos com essa visão a petrobras lançou o programa de formação de recursos humanos pfrh para ampliar e fortalecer a formação de recursos humanos voltados ao atendimento da demanda por profissionais qualificados na indústria de petróleo gás energia e biocombustíveis com os principais objetivos possibilitar a realização de atividades de aprimoramento contínuo e atualização de professores e alunos formação de recursos humanos em atendimento às necessidades da cadeia produtiva do setor da energia fortalecer o intercâmbio e o compartilhamento de conhecimentos entre instituições de ensino a tualmente a questão da qualidade da formação é uma grande preocupação nas áreas de engenharias no brasil e a petrobras reduzir a taxa de evasão incentivando o aluno desde o início do curso a se dedicar exclusivamente aos estudos e às atividades de desenvolvimento por meio de concessão de bolsas contribuir com o processo de ensino-aprendizagem por meio dos dados e das conclusões obtidos a partir de estudos que serão desenvolvidos pelos alunos bolsistas ao longo de sua formação produção científica nas linhas de pesquisa na forma de trabalhos patentes para participar do pfrh a instituição deve trabalhar com áreas de conhecimento de atuação estratégica da indústria de petróleo gás energia e biocombustíveis bem como as demais áreas de apoio necessárias às atividades do setor e possuir reconhecido potencial de desenvolvimento em áreas de conhecimento da indústria da energia o curso de engenharia elétrica da universidade federal de juiz de fora ufjf participa do pfrh na formação especializada de recursos humanos industriais na os área de sistemas do elétricos têm bolsistas projeto em eventos periódicos e até formação diferenciada participam de palestras cursos de formação complementar visitas técnicas e desenvolvem projetos de interesse da indústria de energia com isso espera-se que esses bolsistas entrem no mercado de trabalho com uma sólida base de conhecimento e boa qualificação os outros alunos da engenharia elétrica também se beneficiam do pfrh na faculdade pois algumas atividades são abertas a todos além do programa gerar melhorias de infraestrutura para o curso de engenharia elétrica o pfrh na engenharia elétrica da ufjf possui 24 bolsistas de graduação o coordenador do projeto é o professor leandro ramos de araujo e a comissão gestora é formada pelos professores josé luiz resende pereira vicereitor da ufjf e débora rosana ribeiro penido araujo o aluno recebe atualmente uma bolsa no valor de r 450 como incentivo mas para a sua permanência no programa pfrh não pode ser reprovado em nenhuma disciplina professor do curso de engenharia elétrica coordenador do programa de formação de recursos humanos da petrobras na ufjf a3 outubro/2012 a marÇo/2013 outubro/2012 7

[close]

p. 8

ge opolÍt ica na argentina faixas de protesto próximo à casa rosada em buenos aires e pichação em prol de cristina kirchner em bairro portenho em copacabana na bolívia cholas senhoras com traços indígenas e roupas tradicionais e bandeira do país em uyuni a américa para os sul-americanos movimento que tomou conta da américa do sul com governos de tendência à esquerda em ascensão reacende o debate sobre nacionalismos raul mourÃo texto e fotos te evo morales aparece afixada ao lado de dois cartazes com o rosto dele e a frase povo constituinte evo presidente em frente ao museu bandeiras de vários países estão hasteadas mas falta a dos estados unidos eua embora haja turistas americanos frequentes o retrato o lema e a ausência da bandeira são sinais de um movimento que tomou conta da américa do sul governos de tendência à esquerda em ascensão com discurso de revalorização nacional o primeiro a chegar ao poder para o coordenador do centro de estudos estratégicos da universidade federal de juiz de fora ufjf ricardo vélez colombiano naturalizado brasileiro o surgimento desses governos relaciona-se à globalização que suscitou um refluxo os nacionalismos a ´esquerdização é resultado da falência do modelo neoliberal e tem mais sentido com o movimento do próprio capitalismo do que com relações mais longínquas na história completa o professor n a recepção de um museu no deserto de sal do uyuni a 552 quilômetros de la paz na bolívia a foto do presiden foi hugo chávez em 1999 na venezuela e o mais recente é ollanta humala no peru ver quadro na página 11 de história americana do departamento de história da ufjf luiz antônio arantes o processo de internacionalização intensificado na década de 90 flexibilizou e expandiu fronteiras relações de trabalho transporte comunicação e tecnologias e questionou símbolos nacionais o equador aboliu sua moeda o sucre e passou a usar o dólar lembra o doutor em ciência política e professor da faculdade de comunicação da ufjf paulo roberto figueira leal a política econômica seguiu os preceitos do consenso de washington proposto por instituições financeiras como o fun 8 a3 outubro/2012 a marÇo/2013

[close]

p. 9

ge opolÍt ica na bolívia manifestação folclórica em potosí no chile painel em estação de metrô de santiago sobre a conquista da independência chilena em frente ao palácio da moeda em santiago no chile apresentação da dança nacional a cueca em lima no peru a guarda nacional do monetário internacional fmi e o banco mundial o consenso ampliado recomendava o estado com pouco peso na economia disciplina fiscal reforma tributária câmbio de mercado privatização de empresas estatais e abertura comercial teoricamente os países estariam numa situação de bem-estar superior quanto mais aberta fosse a economia porque teriam condições de explorar seus pontos fortes de vantagens comparativas quando se quebra a barreira da proteção tende a haver mais competição diz o especialista em economia internacional e professor da faculdade de economia da ufjf cláudio vasconcelos ao mesmo tempo em que ocorria a entrada de bens tecnológicos e barateamento de custo em produtos houve aumento da pobreza e da crise econômica em países latinos a argentina de 1999 a 2002 teve queda de 19,5 no produto interno bruto pib e viu de 2001 a 2003 cinco presidentes passarem pela casa rosada o fracasso das políticas públicas associadas a esse ideário neoliberal talvez tenha fortalecido a volta a um discurso nacionalista como estratégia de proteção contra o mundo globalizado afirma paulo roberto a américa do sul assistiu ao recrudescimento de movi mentos sociais na medida em que se organizam reivindicam elementos que permitam mais autonomia ressalta o professor de geografia política do departamento de geociências da ufjf vicente dos santos evo morales ascende com a revolta de indígenas contra a exploração de gás e limitações no cultivo da folha de coca uma das variantes concretas do nacionalismo é a estatização com o discurso de que fomos despojados por estrangeiros ricos e elites contrapõe ricardo vélez evo retomou o controle estatal sobre o gás chávez sobre a pdvsa um e cristina a kirchner reassumiu a petrolífera ypf espelham-se na petrobras É contrassenso argentina grande produtora de hidrocarbonetos no passado não ter mantido peso do estado na área houve febre privatizante que vendeu as joias da coroa depois fizeram falta argumenta paulo roberto segundo vélez em momentos modernizadores do continente incluindo privatização a mentalidade dos dirigentes não mudou foi uma privatização com cabeça patrimonialista em benefício de amigos a justificativa para reestatizações e outros patriotismos inclui o período de colonização É o caso da extração de prata em potosí bolívia a 540 quilômetros de la paz a prata transportada para a espanha em pouco mais de um século e meio 1503 a 1660 excedia três vezes o total das reservas europeias relata o uruguaio eduardo galeano no clássico as veias abertas da américa latina entregue por chávez a barack obama em 2009 outro escritor e político liberal o peruano mario vargas llosa nobel de literatura reconhece que há fatores externos alheios ao controle dos países mas alerta que a esquerda latinoamericana insiste em promover a `transferência freudiana da responsabilidade dos problemas do subcontinente para analisar a culpa e desatar os nós geopolíticos os novos divãs têm sido os assentos em órgãos regionais próprios pelos quais o posicionamento em bloco e projetos nacionais seriam revalidados após a rejeição em 2005 da proposta da Área de livre comércio das américas alca encabeçada pelos eua são criados o banco do sul e a união de nações sul-americanas unasul e ampliado o mercosul a entrada da venezuela a3 outubro/2012 a marÇo/2013 9

[close]

p. 10

ge o polÍt ica terceira economia regional no bloco trouxe o receio de o novo membro minar os parceiros com ideologia contrária ao mercado e reduzir as relações externas do mercosul para vasconcelos há risco de hugo chávez tornar as negociações mais complexas mas não a ponto de enterrá-las pois o brasil e a argentina são os dois principais jogadores da união aduaneira permeada de exceções já a unasul representa um contrato no sentido geopolítico de reforçar essa escala regional nas relações internacionais uma resposta à organização dos estados americanos oea muito influenciada pelos eua afirma santos pelo twitter o presidente do equador rafael correa defende que a unasul representa um novo tempo do consenso de washington ao consenso sem washington nossa américa não recebe mais ordens de ´certas embaixadas o aviso reforça o entendimento de que conforme a docente de história americana do departamento de história da ufjf beatriz domingues a afirmação da identidade latina passa por uma crítica ferrenha ao modelo americano a professora da faculdade de letras da ufjf rose mary nascif entende que é preciso buscar um caminho intermediário que pulverize a visão maniqueísta de ´inocentes e ´culpados revestida de uma simplicidade reducionista e equivocada agrupando os bons colonizados colonizadores de de um lado ou e as os maus outro mulheres imprensa e cooptar outros periódicos reinados e nos países pulverizados após as independências poucos cidadãos detinham grandes propriedades e exerciam controle sobre grupos da população pobre e agrária explica a docente beatriz desenvolveu-se uma estrutura de poder em que a ideia do chefe se sobrepôs à da nação com a política muito baseada no carisma dele afirma o professor arantes a lista inclui símon bolívar gaspar de francia fidel castro juan domingo perón e sua mulher evita a mãe dos pobres entre outros no brasil getúlio vargas e lula seriam os poucos carismáticos pois a transferência do poder no país ocorreu mais pela tradição entre imperadores e oligarquias de modo geral esses governantes distribuíram renda criaram estatais partidos e estabeleceram contato direto com as massas o forte apoio popular recente também se baseia no crescimento econômico da américa financiando-os com propaganda oficial se alguém critica os kirchner isso se deve ao fato de ser reacionário fascista atrasado de estar a serviço do neoliberalismo e do capitalismo selvagem alerta uma das principais vozes críticas o secretário geral de redação do diário la nación carlos reymundo roberts no livro aguanten los k aguentem os k o governo contra-argumenta que há oligopólio na mídia cobertura enviesada e oposição fraca situações semelhantes ocorrem na venezuela na bolívia no brasil e no equador por que temos que seguir enchendo os bolsos de meia dúzia de famílias que manejam a comunicação a nível nacional questiona rafael correa uma das variantes concretas do nacionalismo é a estatização com o discurso de que fomos despojados pelos estrangeiros ricos e elites ricardo vélez coordenador do centro de estudos estratégicos/ufjf do sul 5,3 de 2002 a 2010 ante 3,9 da média mundial o processo caudilhista tem forte influência sobre o tipo de democracia que será executada nos países embora tenham se inspirado na filosofia republicana dos eua e no liberalismo da frança a versão latina das constituições sofreu interferência dos grupos de poder locais ressalta o cientista político e professor do departamento de ciências sociais da ufjf rubem barboza filho prevaleceu a linguagem vélez percebe o messianismo em chávez quando o presidente usa outdoors com a palavra ressuscitei anunciando sua cura contra o câncer néstor kirchner morto em 2010 também é adorado são inauguradores de um tempo de uma salvação que vem com essa nova época nunca antes na história desse país diz referindo-se ao chavão do expresidente do brasil luiz inácio lula da silva o professor paulo roberto ressalva que o personalismo é nos um fenômeno de mundial amplificado meios comunicação dos afetos tivemos déficit teórico e prático para criar democracia a história mostra sucessão de golpes de estado e o controverso impeachment constitucional no paraguai em junho de 2012 sem dúvida houve um golpe inaceitável acreditávamos que esse tipo de situação estava superado na região lamenta cristina kirchner segundo o professor paulo roberto chávez reverbera grande parte dos traços mais atrasados da esquerda caudilhista latino-americana mas daí a pintá-lo como o antidemocrata venezuelana ganhou fez constitucional é pois ele não ele olhar dentro a realidade eleições norma interesses da disputou bondosas e os homens malvados de outro a pesquisadora comparou em seu doutorado a situação da mulher na literatura com a da américa latina no mundo o espaço de mediação confere uma interface de entremundos completa ecos caudilhistas nessa trilha do nacionalismo sul-americano o populismo entra de carona ´eu represento a nação o líder carismático é o que o sex appeal representa para o cinema compara vélez para ele os mandatários locais encarnam a nação adotam postura messiânica e relações ambíguas com instituições ­ partidos políticos sindicatos imprensa e judiciário casos de mensalão coligações e fechamento de sobretudo na tv pela esquerda ou pela direita há crise do sistema político-partidário com crescente identificação do eleitor com supostos atributos do candidato em vez do projeto programático se isso aconteceu em lugares com longa consolidação do sistema como inglaterra imagine onde não houve essa consolidação nosso continente tem um personalismo indicativo do século xix talvez sempre na história da formação das nações sul-americanas o caudilhismo estivesse presente principalmente na américa espanhola durante a colonização com vice reformas contrariou econômicos de grandes grupos inclusive os de conglomerados midiáticos criar instituições sólidas talvez seja o desafio dos governos latinos à direita ou à esquerda completa para o bem da nação emissoras são notórios o jornal clarín acusa o executivo argentino de tentar calar a 10 a3 outubro/2012 a marÇo/2013

[close]

p. 11

ge opolÍt ica onda vermelha na américa do sul argentina pib us 445,98 bilhões idh 2011 45º população 40,7 milhões presidente cristina kirchner partido justicialista peronista desde 2007 reeleita em 2011 orientação esquerda sucede seu marido néstor kirchner morto em 2010 que anulou leis de anistia da ditadura e estatizou sistemas de aposentadoria cristina combateu a concentração de grupos de comunicação reestatizou a petrolífera ypf e reivindica soberania sobre as ilhas malvinas sob domínio do reino unido o casal assumia a retirada do país da crise de 2001 e 2002 É acusada de maquiar índices de inflação bolÍvia pib us 24,4 bilhões idh 2011 108º população 10,1 milhões presidente evo morales movimento ao socialismo desde 2006 reeleito em 2009 orientação esquerda conseguiu aprovar nova constituição com apoio da população indígena estado passou a controlar exploração de petróleo gás e o sistema de telecomunicações promulgou legislação da reforma agrária argumenta que retira a bolívia da condição histórica de país superexplorado brasil pib us 2,48 trilhões idh 2011 84º população 192,4 milhões presidente dilma rousseff pt desde 2011 orientação esquerda sucede governo lula 2003-2010 que se aproxima de países como irã e síria e cria nova estatal petro-sal para explorar petróleo na camada pré-sal dilma cria a comissão nacional da verdade para apurar crimes contra os direitos humanos de 1946 a 1988 e privatiza terminais de aeroportos defende que a classe c se ascendeu como maioria o país alcançou estabilidade financeira e reconhecimento internacional o pt é criticado por se afastar de seus ideais de fundação equador pib us 67,0 bilhões idh 2011 83ª população 14,7 milhões presidente rafael correa aliança país liderada pelo movimento país desde 2007 reeleito em 2009 orientação esquerda consegue aprovação de nova constituição decreta moratória de parte da dívida externa retoma base miltar americana nacionaliza o setor de hidrocarbonetos petróleo e gás expulsa a embaixadora dos eua por ter acusado o governo de fomentar a corrupção correa sustenta o argumento de o país não sofrer com as crises internacionais e crescer 6,5 em 2011 chile pib us 248,6 bilhões idh 2011 44º população 17,3 milhões presidente sebastián piñera coalizão pela mudança desde 2010 orientação direita substitui a socialista michelle bachelet que criou pensão básica universal piñera enfrenta protestos de estudantes a favor de reforma na educação em 2011 É o primeiro presidente de direita desde o fim da era pinochet em 1990 o chile possui tratados de livre-comércio com eua china e japão colÔmbia pib us 331,7 bilhões idh 2011 87º população 46,9 milhões presidente juan manuel santos partido social da unidade nacional desde 2010 orientação direita ministro da defesa de Álvaro uribe 2002-2010 reconhecido pelo combate com apoio dos eua às forças armadas revolucionárias da colômbia farc de 2008 a 2010 rompeu relações com equador por ter atacado guerrilheiros no território vizinho e em 2009 com a venezuela acusada de fornecer armas às farc em 2011 elimina o líder das farc e sela acordo com os eua paraguai pib us 23,4 bilhões idh 2011 107º população 6,6 milhões presidente frederico franco partido liberal radical autêntico desde junho de 2012 orientação direita tomou posse após processo de impeachment sumário de fernando lugo de orientação à esquerda cujo governo iniciou programa de reforma agrária teve conflitos com agricultores fazendeiros e brasiguaios lugo reabriu processos da ditadura peru pib us 176,7 bilhões idh 2011 87º população 29,4 milhões presidente ollanta humala nacionalista peruano desde 2011 orientação esquerda concorreu à eleição de 2006 em forte ligação política e ideológica com hugo chávez em 2011 apresenta-se moderado próximo à linha brasileira mas ainda contra regras do modelo neoliberal sucedeu alan garcía que abrigou dissidentes do governo venezuelano uruguai pib us 46,7 bilhões idh 2011 48ª população 3,4 milhões presidente josé mujica coalizão frente ampla desde 2010 orientação esquerda consegue aprovação de nova constituição primeiro ex-guerrilheiro na presidência josé mujica sucede tabaré vazquez 20052010 primeiro presidente de esquerda cancelam lei de anistia e responsáveis são julgados venezuela pib us 316,5 bilhões idh 2011 73ª população 29,3 milhões presidente hugo chávez partido socialista unido da venezuela desde 1999 reeleito em 2000 e em 2006 disputa eleições em 2012 orientação esquerda defendeu nova constituição aprovada em referendo estatiza extração de petróleo direitos de pesca siderúrgicas e indústria do cimento desapropria latifúndios apoia o ´socialismo do século xxi não renova concessão para tv e rádio diz que o país avançou em indicadores sociais e de renda em 2002 oposição tenta golpe em 2004 eleitores reafirmam permanência de chávez opositores boicotam eleições parlamentares suriname guiana e guiana francesa não foram analisados pib produto interno bruto indica a soma de todos os bens produzidos no país em um ano idh Índice de desenvolvimento humano elaborado pela organização das nações unidas onu para avaliar a qualidade de vida da população considerando três indicadores renda pib per capita educação média de anos de educação dos adultos acima de 25 anos e a expectativa de escolaridade de crianças e saúde expectativa de vida fontes banco mundial cepal cia the world factbook enciclopédia contemporânea da américa latina e do caribe folha de s paulo e ibge mais o código morse ensaios sobre richard morse beatriz domingues e peter blasenheim org editora ufmg 2010 283 p enciclopédia contemporânea da américa latina e do caribe emir sader e ivana jinkings coord boitempo editorial 2006 1.472 p www.clarin.com www.pagina12.com.ar a3 outubro/2012 a marÇo/2013 11

[close]

p. 12

p e s quisa de queijos a obras de arte sob a luz do espectrômetro departamento de química da ufjf desenvolve projetos que beneficiam diversos setores no caso da ciência forense por exemplo as análises têm sido uma alternativa promissora para detecção de fraudes em documentos carolina nalon repórter 12 a3 outubro/2012 a marÇo/2013 outubro/2012

[close]

p. 13

p e sq uisa d e queijos a obras de arte o universo de materiais pesquisados pelo núcleo de espectroscopia e estrutura molecular a espectroscopia raman não é novidade foi descoberta no final da década de 1920 pelo indiano c v raman que ganhou o prêmio nobel de física pelo feito e também observada por outros pesquisadores da época sua principal característica é possibilitar o espalhamento de luz a partir da incidência de um feixe monocromático de radiação eletromagnética como um laser sobre qualquer matéria orgânica ou inorgânica parte da luz dispersada apresentará frequência exatamente igual à incidida não gerando informação relevante já outra parte terá sua frequência alterada em razão da interação provocada essa alteração conhecida como espalhamento inelástico ou efeito raman permite obter informações sobre a composição química e estrutural daquela matéria posta sob análise o entendimento sobre a organização e da universidade federal de juiz de fora ufjf demonstra a competência dos integrantes do departamento de química nesta área dentre as centenas de artigos e outras publicações do grupo destacam-se as análises produzidas por meio da espectroscopia raman a técnica uma das possíveis para se estudar a interação entre radiação eletromagnética e matéria tornouse especialidade do professor luiz fernando cappa de oliveira fazendo da federal de juiz de fora uma referência neste campo arquitetura molecular de uma dada composição de matéria tem sido fundamental para os avanços da química moderna e de acordo com o professor cappa a utilização da metodologia vem crescendo em todo mundo não estamos trabalho dos pesquisadores da esquerda para a direita rodrigo sthephani luiz fernando cappa lenize maia e nelson de souza torna a ufjf referência na área a3 outubro/2012 a marÇo/2013 outubro/2012 foto frederico boza 13

[close]

p. 14

p e s quisa querendo reinventar a roda mas esta é uma forma mais rápida e simples de descobrir por exemplo qual é o tempo adequado de prateleira para um queijo parmesão isso porque o espectrômetro mostra com exatidão as diferenças entre a composição química do produto fresco e do vencido outra grande vantagem da técnica é a conservação da amostra pois em muitas outras é preciso diluí-la ou pulverizá-la em outras palavras a técnica é não-destrutível isso faz com que seja extensa a aplicabilidade da espectroscopia raman o que por outro lado não significa a solução de todos os problemas do mundo científico para cada trabalho publicado existem inúmeros outros sem sucesso as técnicas espectroscópicas como raman e infravermelho estão mostrando grande potencial pois fornecem informações valiosas sobre os produtos considero importante esse tipo de trabalho porque mostra de maneira mais compreensível para a sociedade o valor do que fazemos curadores colecionadores e museus recorrem stephani ressalta que o sucesso das pesquisas realizadas entre a empresa e o departamento de química possibilitou levar esse modelo de parceria para outras instituições entre elas a universidade federal de viçosa ufv e ainda para outros departamentos da própria ufjf ele também mantém trabalhos em conjunto com o professor do departamento de nutrição paulo henrique fonseca da silva entendemos que uma das funções da pesquisa é esta dar suporte estamos ao desenvolvimento essa econômico tendência e antecipando à técnica antes de fazer uma restauração para determinar com precisão as tintas e outros materiais utilizados na obra permitindo dessa forma que os traços dos autores sejam fielmente respeitados conforme cappa os museus mais importantes do mundo possuem hoje avançados laboratórios podemos dizer que muita pesquisa é feita antes do anúncio de uma descoberta como aconteceu recentemente no caso da mona lisa do museu do prado na espanha a nova mona lisa encontrada nos depósitos do museu do prado foi feita muito provavelmente por um dos alunos de da vinci enquanto ele pintava sua obra prima exposta no museu do louvre na frança trabalhando para uma pesquisa aplicada porém com embasamento científico considero importante esse tipo de trabalho análise de obra de arte porque mostra de maneira mais compreensível para a sociedade o valor do que fazemos luiz fernando cappa de oliveira coordenador da pós-graduação em química ufjf luz sobre a arte mas há muito mais do que produtos lácteos no laboratório de cappa têm sido objeto de seus estudos documentos drogas ilícitas pinturas esculturas móveis produtos naturais alimentos e matérias de origem marinha no caso da ciência forense as análises têm sido uma alternativa promissora para detecção de fraudes em documentos os resultados da espectroscopia mostram as diferenças na qualidade e na quantidade das tintas utilizadas para a impressão de uma carteira de motorista por exemplo as demandas que chegam ao laboratório são muitas vezes dos próprios pares ou seja pesquisadores não entendemos que uma das funções da pesquisa é dar suporte ao desenvolvimento econômico estamos antecipando essa tendência e trabalhando para uma pesquisa aplicada porém com embasamento científico rodrigo stephani doutorando em química os 21 alunos entre pós-doutorandos e bolsistas de de necessariamente da área de química que precisam dos dados para prosseguirem com suas investigações de instituições ou mesmo de empresas e pessoas físicas o fato de a amostra poder ser de qualquer tamanho e permanecer intacta durante o uso de espectrômetro beneficia bastante as artes hoje o local de referência para essas pesquisas é o laboratório de espectroscopia molecular da universidade de são paulo usp o que entretanto não tem impedido cappa de atuar nesse ramo o professor desenvolve trabalho em parceria com outros pesquisadores sobre peças do acervo do museu de arte de stuttgart na alemanha no início de sua carreira na ufjf na década de 1990 foi solicitado a analisar um quadro de portinari identificando os tipos de tintas usados pelo pintor e também em uma restauração até então desconhecida na obra doutorandos têm mestrandos no iniciação científica orientados pelo professor contribuído de desenvolvimento científica e pesquisas nos mais diversos campos o ex-aluno iniciação agora doutorando rodrigo stephani estreitou as relações mantidas pelo laboratório de cappa com a empresa do ramo alimentício gemacom tech gerente técnico da companhia ele tem a sorte de conciliar o interesse pela vida acadêmica com o trabalho uma parte de sua tese envolve a produção e a caracterização de proteínas lácteas em pó provenientes do soro de leite ainda não fabricadas no país atualmente o brasil importa estes produtos e já existe um grande movimento no sentido de desenvolvermos tecnologia nacional para a produção local para isso a caracterização do produto é fundamental e do fundo do mar a chegada da pós-doutoranda lenize fernandes maia à ufjf trouxe ao núcleo de espectroscopia e estrutura molecular a oportunidade de explorar uma nova linha de pesquisa com formação em ecologia química marinha pela university of california estados unidos lenize iniciou em juiz de fora estudos sobre organismos marinhos da costa brasileira seus trabalhos adotam a espectroscopia raman como ferramenta complementar na identificação de substâncias químicas presentes em corais 14 a3 outubro/2012 a marÇo/2013

[close]

p. 15

p e sq uisa lenize explica que mudanças climáticas como o aquecimento das águas oceânicas e infecções por fungos e bactérias estão causando a expulsão das zooxantelas microorganismos unicelulares que vivem nos recifes de corais e são responsáveis pela sua nutrição por meio da fotossíntese a consequência da expulsão das zooxantelas é o branqueamento e a morte dos corais analisando a espécie brasileira phyllogorgia dilatata ela conseguiu junto a cappa resultados que corroboram dados da literatura sobre outra espécie a gorgonia ventalina localizada nos recifes do caribe esse coral parece ter desenvolvido um mecanismo de proteção contra o espalhamento de infecções por meio da produção de pigmentos arroxeados em torno da região danificada fazendo da espectroscopia raman a metodologia ideal para sua identificação mas não é só esta a vantagem no uso da técnica em organismos marinhos segundo lenize a caracterização de substâncias in situ ou seja na própria amostra sem precisar separar os componentes elimina etapas de extração purificação e isolamento de substâncias já conhecidas isso gera economia de material de laboratório tempo de investigação e utilização de outros instrumentos analíticos do fundo do mar também chegam amostras para outro projeto de cappa a petrobras solicita ao seu laboratório que trabalha em cooperação com o centro de tecnologia mineral no rio de janeiro a identificação da presença de metano em inclusões fluidas aquosas de rochas a inclusão fluida é uma cavidade na rocha que possui solução aquosa contendo sal principalmente cloreto de sódio e uma bolha de gás preso durante seu processo de formação conhecer as características de tais inclusões significa obter informações sobre a gênese da região de onde se extraiu a amostra se por acaso temos sinal espectroscópico de metano é porque existe uma grande possibilidade de termos material orgânico fossilizado naquela região ressalta cappa os resultados desta pesquisa são usados pelas empresas petrolíferas como um indicativo indireto da presença de petróleo abaixo da camada de rocha na direção da perfuração do poço em um sólido cristalino associados a outras metodologias evidenciam ainda as interações entre moléculas e dentro delas na vida cotidiana a cristalização do açúcar dentro de um pote é um exemplo de interação entre moléculas com a química supramolecular portanto é possível conhecer como as moléculas se ligam formando novas estruturas entender mais a fundo esses mecanismos faz com que o pesquisador seja capaz de criar novos materiais como pretendem antônio carlos sant ana e gustavo andrade eles desenvolvem estudos com sistemas metálicos estruturados numa escala nanométrica ou seja da grandeza de um milionésimo de milímetro em outro exemplo o aluno de doutorado de cappa nelson luis gonçalves dias de souza está combinando polímeros orgânicos e inorgânicos para criação de um sistema que permite o controle das doses de determinado medicamento dentro do organismo o projeto desenvolve-se em parceria com a embrapa e sua aplicação será em bovinos a ideia é fazer com que a digestão dos ruminantes seja auxiliada pela substância liberada aos poucos através da cápsula criada pelo doutorando a química supramolecular em cooperação com o centro de tecnologia mineral no rio de janeiro o departamento de química da ufjf realiza estudos para a petrobras para identificar a presença de metano em inclusões fluidas aquosas de rochas o núcleo de espectroscopia e estrutura molecular é composto ainda pelos doutores antônio carlos sant ana alexandre cuin renata diniz maurício antônio pereira da silva hélio ferreira dos santos e flávia cavalieri machado todos professores do departamento de química outras formas de interação entre radiação e matéria além da raman são utilizadas por eles como no caso da difração de raios x esta metodologia tem sido aplicada especialmente em projetos ligados à química supramolecular linha de pesquisa de destaque no meio científico e relacionada ao entendimento da estrutura de sólidos os raios x podem ser usados para se obter informações sobre a distribuição dos átomos cápsula de cerca de 5 cm de diâmetro será colocada no cocho e misturada junto ao sal usado para alimentar os animais como não existe no mercado material semelhante os pesquisadores estudam a possibilidade de patentear o produto essa não seria a primeira das inovações geradas no departamento cappa e maurício silva especialista na área de materiais vítreos criaram em temperatura ambiente um novo tipo de vidro com potenciais usos tecnológicos e já registraram sua patente mais luiz fernando cappa de oliveira doutor em físico-química pela universidade de são paulo usp estágio de pós-doutorado na universidade de bradford reino unido especialista em espectroscopia molecular tendo sido convidado em agosto de 2012 como palestrante da 23ª conferência internacional de espectroscopia raman na Índia professor associado da universidade federal de juiz de fora ufjf coordenador do programa de pósgraduação em química da ufjf conceito 5 pela capes luiz.oliveira@ufjf.edu.br http lattes.cnpq.br/1912197785087128 a3 outubro/2012 a marÇo/2013 15

[close]

Comments

no comments yet