Catálogo Primeiro Plano 2009

 

Embed or link this publication

Description

Catálogo Primeiro Plano 2008 - Festival de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

cinearte palace cine-theatro central mamm centro cultural bernardo mascarenhas centro cultural benfica entrada gratuita 26 a 31 out

[close]

p. 3



[close]

p. 4

apresentaÇÃo abertura prÉ estreias de longas metragens mostras competitivas mostra competitiva nacional mostra competitiva regional mostra mercocidades mostras especiais sessão escola plano animado mostra audiovisual de juiz de fora eventos paralelos oficinas debates encontro internacional de audiovisual de juiz de fora e mercocidades encerramento jÚris prÊmios premiados 2008 agradecimentos crÉditos patrocinadores 5 13 17 23 39 51 59 63 69 75 79 83 87 90 92 93 94 96 98

[close]

p. 5



[close]

p. 6

elo 8º ano juiz de fora torna-se sede do primeiro plano ­ festival de cinema de juiz de fora e mercocidades a cidade abre suas portas para receber e incentivar a produção cinematográfica de cineastas de longas e curtas-metragens estreantes além das exibições o festival promove discussões debates e oficinas para todo o público de forma gratuita e pensando nesse incentivo à produção e difusão cinematográfica de jovens cineastas do brasil e américa do sul é que a cemig e a secretaria de estado de cultura de mi p nas gerais têm o orgulho de participar desse evento acreditamos que estimular a produção de filmes por jovens cineastas é valorizar o futuro do país apoiar a circulação da produção cinematográfica levando informações e entretenimento de forma gratuita ao público além de promover a participação em debates e palestras são ações dignas de incentivo companhia energética de minas gerais cemig secretaria de estado de cultura de minas gerais 5

[close]

p. 7

6 usadia criatividade e democracia têm sido ao longo dos anos a marca do primeiro plano ­ festival de cinema de juiz de fora e mercocidades o evento chega à sua oitava edição já consolidado no calendário cultural do município como um espaço de reflexão troca de experiências busca de novas linguagens fruição artística e divulgação do trabalho realizado pelos cineastas de juiz de fora alguns estreantes outros já com uma bagagem significativa além de exibir filmes realizados em outros centros do brasil e da américa latina muitos dos quais fora do circuito comercial mantido pelo luzes da cidade cujo codinome poderia ser cinéfilos apaixonados o festival o tem apoio da prefeitura de juiz de fora por meio da funalfa que muito se orgulha da trajetória construída e da perspectiva de crescimento do projeto um dos grandes méritos do primeiro plano é a capacidade de agregar pessoas em torno da sétima arte seja como espectadores seja como realizadores por meio de mostras dos mais variados formatos workshops e debates nesse aspecto destacam-se as sessões realizadas dentro das escolas levando a linguagem cinematográfica às crianças e adolescentes vida longa ao festival primeiro plano longa vida ao cinema brasileiro toninho dutra superintendente da funalfa

[close]

p. 8

oitava edição do primeiro plano festival de cinema de juiz de fora e mercocidades contempla a carência crônica do cinema brasileiro quanto à disponibilidade de espaços que despertem nas pessoas a curiosidade pela sétima arte a permanente questão da formação de plateias é muito importante para a universidade federal de juiz de fora nessa bem-sucedida parceria para realização do evento pois nesse aspecto há uma atuação profunda do festival como bem retrata o crescente público registrado a cada edição os festivais e as mostras dessa natureza são na maioria das vezes a primeira e única janela de exibição de uma obra audiovisual além de serem os principais canais de difusão dos trabalhos de novos realizadores de curtas-metragens e de produções dificilmente vistas no circuito comercial É um fôlego na discussão da democratização do acesso e quanto a isso a universidade federal de juiz de fora volta a oferecer o prêmio incentivo primeiro plano para o melhora curta universitário de juiz de fora além de abrir as por a tas de espaços consagrados como o cine-theatro central e o museu de arte murilo mendes mamm ao surgimento de novos talentos à democratização de espaços e à formação de plateias soma-se ainda como consequência da consolidação do primeiro plano o legado sociocultural o entorno do festival propicia o plantio de uma semente capaz de promover o surgimento e o fortalecimento de uma série de iniciativas que resultarão na difusão e resgate do acervo audiovisual brasileiro e na criação de uma cidadania audiovisual como analisa o fórum dos festivais onde tem festival tem exibição formação reflexão promoção intercâmbio cultural diversidade articulações política e setorial crescente ambiente de negócios geração de emprego e renda reconhecimento artístico e ações de caráter social henrique duque miranda chaves filho reitor da universidade federal de juiz de fora 7

[close]

p. 9

8 lgumas características distinguem o primeiro plano entre os numerosos eventos cinematográficos nacionais uma delas é o foco nos estreantes primeiro plano primeira obra primeira milha na estrada do audiovisual seja em curta média ou longa metragem a sav entre suas políticas também proporciona uma condição privilegiada ao estreante que costuma ter dificuldade para realizar ou exibir sua primeira obra diante da quantidade crescente de cinestas em atividade no brasil alguns dos nossos editais estipulam cotas minínimas para garantir espaço àqueles que têm boas idéias mas ainda não encontraram condições de se expressar entendemos que essa é parte da missão da sav contemplada em nosso edital para curtas metragens e para longas de baixo orçamento estamos desdobrando nosso concurso para desenvolvimento de roteiros criando para 2010 um edital específico aberto somente a estreantes nessa mesma linha a sav criou programas de capacitação nos diversos ofícios que compõem o fazer audiovisual de modo a proporcionar condições para ampliação do número a de cidadãos brasileiros que possam se expressar através do vídeo digital É o caso do centro audiovisual do norte-nordeste canne e dos núcleos de produção digital que compõem o programa olhar brasil já presentes em 17 unidades da federação o programa revelando os brasis aberto somente a habitantes de cidades até 20 mil habitantes é outro espaço onde despontam talentos estimulados pela oportunidade de aprendizado dos rudimentos das técnicas audiovisuais para se expressarem por meio do vídeo outra característica do primeiro plano alinhada com as políticas da sav é a ponte cultural que o festival estabelece entre a cidade mineira de juiz de fora e a capital argentina por meio da itinerância da mostra brasileira cinematografias irmãs de porte assemelhado brasil e argentina têm amplo espaço para troca de experiências inclusive no ambiente jovem ainda não profissionalizado a sav integra a reunião especializada de cinema e audiovisual do mercosul recam juntamente com argentina uruguai paraguai e os países associados chile bolívia peru,

[close]

p. 10

equador colômbia e venezuela mas as reuniões de autoridades só ganham sentido pleno quando as cinematografias representadas estão integradas também nas bases por meio de encontros de produtores e mostras como a que o primeiro plano realizará no centro cultural recoleta em buenos aires outra característica que merece destaque é a plena gratuidade das atividades que contribui para fazer do primeiro plano o principal pólo de desenvolvimento da cultura cinematográfica em juiz de fora bom festival para todos brasileiros e portenhos silvio da-rin secretário do audiovisual do ministério da cultura 9

[close]

p. 11

10 m 2007 optamos por trabalhar com temas dentro de nosso festival este ano a opção foi outros caminhos idéia que sinaliza a vontade de pensar formas alternativas de se produzir e distribuir filmes no brasil e na américa do sul dentro desse panorama o mercosul e as co-produções entre seus países irmãos teriam papel fundamental mas o destino nos prega peças e o próprio festival se viu obrigado a buscar outros caminhos para viabilizar sua realização a crise econômica que atingiu o mundo esse ano fez com que as empresas se retraíssem e diminuíssem a verba destinada a patrocínios culturais mesmo assim agradecemos de coração aos nossos parceiros que mesmo com todo impacto da crise continuaram acreditando em nós e não deixaram de nos apoiar nesse caminho alternativo optamos por manter o coração do festival as mostras competitivas as pré-estreias de longas mostra mercocidades a mostra audiovisual de juiz de fora a sessão escola e o plano animado as oficinas e o encontro internacional de audiovisual de juiz de fora e mercocidades e outros caminhos a difícil tarefa de selecionar 25 curtas dentre 151 inscritos na mostra competitiva nacional e 19 dentre 35 na mostra competitiva regional foi gratificante pois com isso o festival traz a juiz de fora o que melhor vem sendo produzido por diretores estreantes brasileiros e uma mostra bastante significativa do que se produziu em juiz de fora no último ano o número de cineastas que estão debutando nos longas também não param de crescer em quantidade e qualidade infelizmente tivemos que deixar de fora vários títulos que já estão dando o que falar em nosso cinema mesmo assim a pré-estreia de longas traz um recorte representativo do nosso novo cinema dentro da mostra mercocidades além do longa de pré-estreia apresentamos esse ano um programa especial da escuela nacional de experimentación y realización cinematográfica enerc de onde saíram nomes hoje consagrados como lucrecia martel e gustavo mosquera a velha guarda de juiz de fora continua mostrando suas produções na mostra audiovisual de juiz de fora e os pequenos também não perderam a vez continuamos a incentivar as crianças a irem ao cinema com a sessão es-

[close]

p. 12

cola e os curtas de animação poderão ser vistos reunidos no plano animado daremos também continuidade às oficinas de crítica cinematográfica e querô que ano passado colocaram as pessoas em contato de diversas formas com o fazer e o pensar cinematográficos dentro do campo da reflexão daremos seguimento ao encontro internacional de audiovisual de juiz de fora e mercocidades no qual discutiremos as possibilidades alternativas de produção e exibição cinematográficas finalmente temos também o orgulho de apresentar este ano o resultado do incentivo primeiro plano primeira produção audiovisual do nosso festival realizada em parceria com a universidade federal de juiz de fora e diversas empresas e instituições que trabalham em prol do cinema nacional que bons ventos cinematográficos nos levem até a próxima a equipe 11

[close]

p. 13



[close]

p. 14

abertura

[close]

p. 15

incentivo primeiro plano esse ano o primeiro plano tem um motivo especial para se orgulhar apresenta ao público sua primeira produção audiovisual o incentivo primeiro plano no ano passado a universidade federal de juiz de fora propôs premiar com r$5.000,00 cinco mil reais o melhor curta universitário de juiz de fora dessa forma um júri previamente nomeado pela coordenação do festival escolheu o melhor filme dentre os participantes da mostra competitiva regional e a equipe do ibitipoca fé e cura de rita viana e victor zaiden realizou ao longo deste ano um curta-metragem em película ­ o edifício ­ que abre agora o primeiro plano 2009 para garantir a finalização do filme buscamos o apoio de empresas e instituições ligadas ao cinema assim o ctavsav a kodak o megacolor os estúdios mega os estúdios quanta a dolby e a universidade federal fluminense se juntaram a nós nessa empreitada para que esse sonho se tornasse realidade esse projeto nos traz o sentimento de que o primeiro plano cumpre a função completa de um festival além de exibir discutir e incentivar de forma indireta agora estimula de forma direta a produção cinematográfica na cidade vida longa ao incentivo primeiro plano cine-theatro central segunda 26 de outurbo 20h juiz de fora mg 35mm cor 2009 12 min o edifício [incentivo primeiro plano 1 um porteiro amante de cinema acompanha o cotidiano de seu edifício até que um acontecimento provoca uma transformação no seu modo de ver as coisas 14 diretor rita viana e victor zaiden assistência de direção sílvia guerra produção executiva aleques eiterer produção carolina amaral direção de fotografia bia marques e heverton lima arte babi crivellari e paula velloso figurino cris paris montagem fábio cabral edição de som ricardo fortes trilha sonora glaucus linx contato rita viana e victor zaiden vmotazimme@hotmail.com e vianaritas@yahoo.com.br.

[close]

Comments

no comments yet