Sapeca 2

 

Embed or link this publication

Description

Misto de sapo e perereca - Humor na rede

Popular Pages


p. 1

s a p ec a misto de sapo e perereca nº 2 23/09/2012 editor tonico soares assessoria do palácio sua majestade cometeu um gesto involuntário crianças do palácio olha a vó brenda tirando meleca do nariz elegância é a arte de não se fazer notar aliada ao cuidado sutil de se deixar distinguir ­ paul valéry

[close]

p. 2

a crise por uma pintora e dona de casa a crise é internacional e profunda cada vez se agravando mais os políticos estão acabando com o que restava de bom na economia/indústrias da grã-bretanha o que a thatcher derrubou os outros queimaram e estão enterrando pois os governos novos têm que mostrar serviço e copiam tudo dos eua bom ou ruim o desemprego é grande a produção do país é baixíssima vejo maçãs do brasil nos supermercados coisa que aqui dá que nem goiaba aí basta o passarinho plantar verduras/legumes que poderiam ser plantados aqui são trazidos de tão longe quanto a África do sul o que é plantado/fabricado aqui é tão caro que as pessoas são obrigadas a comprar ao invés produtos estrangeiros os serviços/energia são ou terceirizados ou comprados diretamente de outros países em que a mão de obra é mais barata saúde e educação estão indo pro brejo os profissionais estão debandando pra pastos novos inclusive brasil ninguém tem dinheiro ninguém investe em nada e o governo não dá conta de suas contas a não ser comprar armas e ajudar nas guerras alheias o consumidor guarda dinheiro comprando e investindo pouco ou quem tem mais torra em outros países mas rico não sofre viaja pra paris no resto da europa os países da ue brigam entre si que nem cachorro disputando um osso somente a alemanha está bem eles conseguiram o que suas duas guerras mundiais não permitiram tomar o poder mas ironicamente não têm muita coisa a ser desfrutada pois só restou porcaria sem o dinheiro/comércio dos países vizinhos a alemanha vai provavelmente dar de nariz no chão ela não pode patrocinar todos os países da ue não sou economista tenho uma visão simplista e prática das coisas não vejo boa-vontade dos governos a não ser que todo mundo tome calote e comece do zero trocando pedrinhas e conchinhas na minha opinião a moeda é coisa obsoleta faz mais de quatro anos que não vendo nem um santim que dirá pintura o que me sustenta agora são as traduções que eu odeio pior que trabalhar em banco lá pelo menos a pessoa vê gente se distrai Às vezes eu passo dias sem interagir com outras pessoas com certeza não é saudável depois dessa choradeira toda tenho que dizer que como aí sempre dá-se um jeito de comer e pagar as contas se você tem emprego claro ao contrário dos países em desenvolvimento aqui ainda existe bastante infraestrutura por isso é que as coisas parecem ser melhores o brasil está na fase de euforia dos pobres que agora podem comprar comida e até fazer turismo mas ainda falta infraestrutura aqui é completamente o inverso ­ uma amiga que mora em edimburgo resposta rápida uísque a dona escócia ainda faz né e aqui mamão de quintal adubado com titica de galinha hoje vem do ceará sabor nenhum abacaxi de marataízes e arroz do rio grande do sul há 13 anos de carro até o sul da bahia vi nem um pé de plantação só eucalipto em escala industrial.

[close]

p. 3

sdsr a casa do oscar era o sonho da família havia um terreno para os lados da iguatemi havia o anteprojeto presente do próprio havia a promessa de que um belo dia iríamos morar na casa do oscar cresci cheio de impaciência porque meu pai embora fosse dono do museu do ipiranga nunca juntava dinheiro para construir a casa do oscar mais tarde num aperto em vez de vender o museu com os cacarecos dentro papai vendeu o terreno da iguatemi desse modo a casa do oscar antes de existir foi demolida ou ficou intacta suspensa no ar como a casa no beco de manuel bandeira senti-me traído tornei-me um rebelde insultei meu pai ergui o braço contra minha mãe e saí batendo a porta da nossa casa velha e normanda só volto para casa quando for a casa do oscar pois bem internaram-me num ginásio em cataguases projeto do oscar vivi seis meses naquele casarão do oscar achei pouco decidi-me a ser oscar eu mesmo regressei a são paulo estudei geometria descritiva passei no vestibular e fui o pior aluno da classe mas ao professor de topografia que me reprovou no exame oral respondi calado lá em casa tenho um canudo com a casa do oscar depois larguei a arquitetura e virei aprendiz de tom jobim quando minha música sai boa penso que parece música do tom jobim música do tom na minha cabeça é casa do oscar ­ chico buarque li isso na cult tirei xerox e espalhei agora tá no google mais fácil divulgar texto escrito por chico celebrando os 90 anos de niemeyer 1998 também lido por ele no documentário a vida é um sopro sobre oscar na mesma revista otto lara resende falou que quando tivesse uma grana sobrando encomendaria a niemeyer uma casa defronte à sua porque casa do oscar é boa só pra admirar eles amigos que se entendam.

[close]

p. 4

olha o que acontece quando o designer se equivoca na escolha da fonte tipográfica e não é o que você está pensando não seu tarado olha o endereço do site do google ··· o que os outros jornais não trazem sapeca traz.

[close]

p. 5

juiz de fora 1973 foto blog de mª do resguardo roman polanski numa festa de odile rodin em ipanema levou bruto choque ao ver bandeira nazista no apartamento em frente e por aquela época deveria estar nascendo hitler vagner o atual prefeito de chácara-mg poderia ter mudado o nome e não quis carlito maia profissionalizou o marketing na mpb inventando a jovem guarda o rei o tremendão a ternurinha É uma brasa mora ossos do ofício na verdade uma figuraça ídolo de muita gente boa ivan lessa henfil por aí quando figueiredo disse eu prendo e arrebento veio o dia de tiradentes e carlito distribuiu cartão com os disjecti membra do inconfidente e a frase preso e arrebentado eu vi justo na agência de propaganda do filho do general pt desde o berço do partido carlito criou os bordões optei lula lá etc mas disse que quando a causa chegasse ao poder se desligaria porque a esquerda quando começa a contar dinheiro vira direita e morreu antes do que preconizou a vitória de lula outras dele se o pt não existisse eu o inventaria o lula é do pt mas o pt não é do lula o pt está dividido entre xiitas e chaatos poderia chamar-se vanity fairnando henrique o egonomista collorido pela própria natureza o tucano é aquele que tem vergonha de ser pfl e não tem coragem de ser petista evite acidentes faça tudo de propósito vim ao mundo a passeio não em viagem de negócios acordem e progresso a verdade deve ter escravos e não donos nós não precisamos de muita coisa só precisamos uns dos outros.

[close]

p. 6

igua i nova iguaçu serra do cipó-mg tive uns patrões amigos de jô soares que ia lá todas as tardes na sua baratinha italiana relógio rolex etc sempre no centro das atenções nem sempre o merecendo naquela fase ainda comediante só me fez rir numa projeção de comerciais de condomínios filmados em lugares paradisíacos e perguntei onde era nova iguaçu respondeu jô faltou puta quer dizer pauta e tonico o editor foi me buscar lá no número passado do jornal diz ele que pareço musa do toulouse-lautrec acertou pois faço coisa parecida na casa de um senhor bondoso amigo do tobias mendes que por sinal anda sumido aparece lá cara e eu vou lhe servir uma de minhas especialidades macarrão à putanesca.

[close]

p. 7

sérgio porto por ele mesmo autorretrato do artista quando não tão jovem atividade profissional jornalista radialista televisista o termo ainda não existe mas a atividade dizem que sim teatrólogo ora em recesso humorista publicista e bancário outras atividades marido pescador colecionador de discos só samba do bom e jazz tocado por negro além de clássicos ex-atleta hoje cardíaco mania de limpar coisas tais como livros discos objetos de metal e cachimbos principais motivações mulher qualidades paradoxais boêmio que adora ficar em casa irreverente que revê o que escreve humorista a sério pontos vulneráveis completa incapacidade para se deixar arrebatar por política jamais teve opinião formada sobre qualquer figurão da vida pública quer nacional quer estrangeira Ódios inconfessos puxa-saco militar metido a machão burro metido a sabido e principalmente racista panaceias caseiras quando dói do umbigo para baixo elixir paregórico do umbigo para cima aspirina superstições invencíveis nenhuma a não ser em véspera de decisão de copa do mundo nessas ocasiões comparativamente qualquer pai de santo é um simples cético tentações irresistíveis passear na chuva rir em horas impróprias dizer ao ouvido de mulher besta que ela não é tão boa quanto pensa medos absurdos qualquer inseto taludinho de barata pra cima orgulho secreto faz ovo estrelado como pelé faz gol aliás é um bom cozinheiro no setor mais difícil da culinária o trivial assinado sérgio porto agosto de 1963 opinião também deste jornaleco a humanidade está sempre à espera de um messias cargo ocupado nos tempos modernos pela figura do político.

[close]

p. 8

outro genoma dotô eu téo duá tangue quer doar sangue nada doou outro dia mesmo você quer é comer vai lá no hospital amanhã que eu te arranjo um prato de comida quem ouviu ficou intrigado e perguntou ao dotô se uma pessoa naquelas condições franzino feito um quirino os mais coroas sabem de quem se trata teria condições de ser doador resposta do médico o quê ele é filho da maria peida-fundo magrinha e baixinha que nem ele mas sobe o morro carregada de trouxas de roupa e desce com tudo limpo e cheiroso as mulheres aqui da área não dispensam o serviço dela ele também é forte sangue bom ponto de interrogação orelha que já vem com brinco brincadeira à parte cotonete é uma carícia um cafuné mas empurra cera lá pra dentro e por três vezes tive que fazer lavagem ouvido só se limpa com o cotovelo aí parei de usar mas e aquela coceirinha ··· enchente atração turística casal de meia-idade bebe cerveja num boteco correndo pra lá e pra cá a neta deles sotaque paulista perguntada responde que mora em tatuapé mas não gosta de lá porque só pode brincar dentro de casa ou na escola por causa de bala perdida gosta mais daqui pra poder brincar na rua e vem duas vezes por ano nas férias da quadrilha e nas férias da enchente.

[close]

p. 9

serra do cipó-mg pequena joia no meio do mato herança portuguesa com certeza estilo eclético 1888 também herança de um portuga que muito fez por cataguases um acerto foi instalarem ali a biblioteca pública e no jornal da prefeitura escrevi que ela finalmente realizou o sonho da casa própria indaguei se o acervo possui obras raras não porque embora tenha livros antigos teriam que ser edições também raras ou com autógrafos dos autores então falei de um de henriqueta lisboa de 1951 dedicado a aurélio buarque de hollanda não lido tive de abrir as folhas com faca cheguei a henriqueta porque queria concorrer a um prêmio em bh mínimo de 15 poemas pensei em focar 15 mineiros mas a poeta ficou sendo adélia prado posto que a outra fala muito de maternidade e morte experiências que pretendo não ter acabei não mandando porque doente não tive forças pra datilografar só pra lembrar em 2001 um leitor ofereceu cinco reais pelas obras completas de manuel bandeira da aguilar e uma atendente aceitou aí ofereci dez a ele e fiquei com o livro pra mim malandragem com malandragem se paga.

[close]

p. 10

figura fugira ½ noite o alarme falso retrato falhado conforme confirme relatório escrito em sânscrito uma dama fatale femme fatale a quem o tira ama arquitetou a trama

[close]

p. 11

acontece diria cartola sabe-se que logo que tomaram o poder 1964 os militares lançaram a campanha dê ouro para o bem do brasil a fim de pagar a dívida externa e lá se foram anéis cordões pulseiras e joias mil e a dívida só cresceu por conta do milagre brasileiro bancado pelo fmi adir meu barbeiro estava na praça saens peña tijuca-rj em dia de gigantesca manifestação jornais revistas rádios e tvs a postos pra recolher donativos de dona ativa jeito de favelada criança de colo só uma aliança no dedo foi impossível perguntou-lhe um repórter a senhora veio doar a sua aliança doar o cacete pô essa aliança custou o preço do meu cabaço cena transmitida ao vivo a censura não teve como impedir lembrei do que ouvi sobre cristina prochaska apresentando baile de carnaval pra tv bandeirantes no fim da festa uma doidona tirou toda a roupa e sem poder tirar do ar o diretor falou pro câmera fecha na prochaska fecha na prochaska e o câmera deu zoom na prochaska da mulher período a leito oral vêm aí eleições livres e diretas voto obrigatório herança da ditadura vargas e ½ dúzia de 3 ou 4 coisas me vêm à cabeça penso que realizadas em janeiro com o país debaixo d água muitos espertalhões se afogariam nas urnas em outubro vá lá o eleitor já esqueceu o flagelo política segundo beaumarchais entre outras definições fingir ignorar o que se sabe e saber o que se ignora e o barão de itararé tinha receita certeira pra vencer candidato aposta alguma quantia com possíveis eleitores dizendo que não será eleito ninguém gosta de perder aposta portanto todos votarão nele É mais fácil encontrar uma mulher resignada a envelhecer do que um político resignado a se retirar de cena ­ amado nervo poeta mexicano e eça de queiroz matou a pau políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo

[close]

p. 12

lesbianismo rural na assistência social da mesa dava pra eu ver o balcão muita tristeza tinha até chuveiro pra uns que não tomavam banho com direito a muda de roupa limpa a suja pro lixo pessoas caíam desmaiadas aidéticos e outros doentes crônicos uma com sete filhos dois cães e suas pulgas bêbados doidões de crack brigões todo mundo insatisfeito cesta básica era sonho de consumo em fase a leito oral vereadores na área menores infratores prestavam serviço comunitário tipo uma garota prostituta confessa eu dou o que é meu e mãe solteira aos 14 anos e um garoto que ficou de quarta a sexta indo à janela com frequência dizendo-se perseguido pela gangue razão pra ser apanhado e entregue em casa de kombi no sábado morreu assassinado a soco inglês nem tudo era tristeza claro e uma mulher de físico e postura abrutalhados fumando colt vestida feito homem foi lá fazer ficha ­ profissão ­ eu capino pranto e côio arrôiz mio feijão corto cana tiro leite ­ solteira ou casada ­ sortêra ­ quantas pessoas na família ­ só eu e minha cumpanhêra dizem que joga um bolão e cantou vizinha minha fica cumigo nóis vai fazê um troço muito gostoso se for bem-humorada um dia topo um papo pois gosto que me enrosco de gente diferente da roça mais mió ainda ··· sapeca um jornal que examina o outro lado da questão.

[close]

Comments

no comments yet