Jornal Empresários

 

Embed or link this publication

Description

Edição Primeiro Caderno Setembro/2011

Popular Pages


p. 1

governo quer doaÇÃo de aÇÕes da cohab o governo do estado dá duas opções aos acionistas minoritários ou doam as ações ou pagam parte do prejuízo pÁginas 10 e 11 ano xii nº 141 www.jornalempresarios.com.br setembro de 2011 seguro ilegal prejuízo certo o presidente do sindicato dos corretores de seguros josé rômulo da silva faz o alerta para o perigo páginas 18 indÚstria pÁg 6 carros pÁg 12 comunicaÇÃo pÁg 9 coroa entra no ramo de bebida energética o vulcano foi lançado por roberto kautsky jr e ademar bragatto cvc recebe 13º título de padrão a o prêmio é um reconhecimento pela boa atuação da empresa casagrande tem mais r 6 milhões para publicidade com a suplementação os gastos do governo alcançam mais de r 50 milhões

[close]

p. 2

2 setembro de 2011 vitÓria/es 11 anos carlos amorim polÍtica econÔmica antonio delfim netto contatodelfimnetto@terra.com.br grande mudança redução da taxa básica de juros de 12,5 para 12 decidida pelo conselho de política monetária do banco central em sua última reunião em 31 de agosto foi naturalmente muito bem vinda nos setores da produção e como também era previsível inspirou críticas azedas no sistema financeiro trabalhadores e empresários aplaudiram ainda que moderadamente o corte de 0,50 pontos na taxa selic enquanto influentes analistas dos mercados financeiros não esconderam a frustração acusando o governo de ter impedido o banco central de decidir com autonomia a mudança nos juros houve críticas irresponsáveis como a que a presidente dilma deu instruções ao banco central para forçar o copom a baixar a taxa de juros ora o que ela fez dias antes da reunião foi simplesmente comentar que os juros no brasil são demasiadamente altos e que seria muito bom se pudessem baixar É um desejo mais do que natural quando se sabe que este ano a conta dos juros da dívida pública é de 190 bilhões de reais se pudermos reduzir à metade a taxa real dos juros que vão para as mãos dos rentistas teremos condições de modificar substancialmente a própria estrutura produtiva do país o segundo veneno instilado pelos mercadistas é que o governo pretende abandonar o sistema de metas novamente impedindo que o banco central aja com independência no controle da inflação É informação deliberadamente falsa porque sabem que quem estabelece as metas de inflação é o governo instruído por decisão do conselho monetário nacional após discutir os rumos da política econômica e examinar as alternativas que se oferecem ao brasil e ao mundo a médio e longo prazos a editorial incompetência oficial eria cômico se não fosse trágico o dito popular cabe perfeitamente no contexto atual da companhia habitacional do espírito santo cohab-es de seus acionistas minoritários e de alguns mutuários que adquiriram moradia pelo sistema da malfadada empresa o processo de liquidação da cohab já dura dois anos e deve levar igual tempo até ser concluído isso se não ocorrerem novos contratempos a dilapidação do patrimônio da empresa resultante de má administração descaso e de ações embasadas no conceito de estado dominador que manda em tudo e pode até mesmo passar por cima das leis vigentes por esse prisma deve-se analisar o processo sob a ótica de karl marx e max weber dois dos maiores pensadores que se ocuparam do processo burocrático oficial neste caso a atuação dos vários governos a partir de 1998 foi pífia esse é o lado trágico onde se observam fatores inadmissíveis dentro da legalidade somente com a não observância de leis como a que regula as sociedades anônimas como a cohab é possível permanecer passivo perante as invasões que ocorreram em s praticamente todas as áreas de terras da empresa pior que isso é a tentativa de legalização desses atos muitas vezes inspirada em interesses políticos o outro lado mais absurdo que uma peça teatral de pirandello beira as raias da comicidade o governo quer gratuitamente as ações dos acionistas minoritários segundo consta em correspondência escrita em tom ameaçador enviada a cada um deles a argumentação é que as extensas áreas da empresa seus imóveis hoje nada valem não se fala em levantamento de quanto o governo usou da empresa de aluguéis que deixaram de ser pagos enfim de uma prestação de contas incluindo recursos financeiros utilizados de forma incorreta assim ocorreu por exemplo com a venda da carteira de créditos imobiliários da empresa entregue abaixo de seu valor de mercado à caixa econômica federal em 1998 para garantir o pagamento da folha de pagamento dos servidores públicos do estado no caso da cohab o termo burocracia pode ser empregado de forma pejorativa pois somente desse modo pode ser explicada a der rocada da empresa por meio de invasões doações de terras sem respaldo legal e de ações prepotentes do acionista majoritário o governo do estado a empresa foi alvo de uma série de ações equivocadas e irresponsáveis some-se a isso o fato de a empresa servir como cabide de emprego para abrigar políticos derrotados apadrinhados cabos eleitorais e suas parentelas o resultado não poderia ser outro a escalada de dívidas impagáveis segundo os liquidantes apesar do grande patrimônio ainda existente mas que não passou por uma reavaliação o estado interfere com mão de ferro e diz estar cumprindo o seu papel mesmo que isso venha a ferir a legislação embora todos os atos estejam encobertos por uma capa de normalidade É como diz o conhecido caso do cidadão que ao saber que a esposa o traía com outro homem no sofá de sua sala de estar adotou uma atitude drástica para por fim à traição jogou fora o sofá somente assim pode ser explicada a trajetória da cohab já que a lei se mostra insuficiente para coibir os abusos leia reportagem especial nas páginas 10 e 11 ao banco central cabe operar com autonomia os instrumentos de política para defender a estabilidade da moeda e manter a inflação dentro dos limites da meta traçada pelo governo sem perder de vista os objetivos do crescimento econômico e de equilíbrio social a decisão de acelerar a queda dos juros talvez seja o primeiro resultado em muitos anos de um banco central realmente independente qual foi essa grande mudança o banco central sempre se comportava numa larga medida como uma instituição que ouvia mais o setor privado que o setor público durante praticamente duas décadas ele fez o que o sistema financeiro privado dizia que devia ser feito o banco central voltou a ser uma instituição do estado brasileiro capaz de examinar a situação interna e olhar a ação dos mercados internacionais para tomar as decisões autônomas que lhe compete ele olhou o mundo e viu que a economia de inúmeros países que tradicionalmente mostravam sólida situação financeira está sendo feita em pedaços especialmente na eurolândia o governo sabe que as medidas de caráter monetário levam tempo para produzir os efeitos que se deseja com esta mudança a autoridade monetária está se antecipando aos problemas que devem acontecer em razão da dramática redução do crescimento econômico em várias regiões do planeta o que se tem hoje finalmente é um banco central muito mais afinado com a teoria monetária e antenado com a realidade do brasil e da economia mundial antonio delfim netto é professor emérito da fea-usp ex-ministro da fazenda agricultura e planejamento É publicado por nova editora empresa jornalística do espírito santo ltda me insc municipal 1159747 cnpj 09.164.960/0001-61 endereço rua ferreira coelho 330 sala 613 edifício eldorado center praia do suá vitória espírito santo cep 29052-901 diretor e jornalista responsável editor marcelo luiz rossoni faria rossoni@jornalempresarios.com.br colaboradores contato comercial roberto junquilho editor@jornalempresarios.com.br antonio delfim netto décio barcelos jane mary de abreu comercial@jornalempresarios.com.br representante df go e to bueno comunicação ltda francisco bueno fbueno@buenocomunicacaodf.com.br srtvs qd 701 bloco o sala 658 asa sul brasília-df cep 70.340-000 e-mail jornal@jornalempresarios.com.br site www.jornalempresarios.com.br telefone 27 3224-5198 impressão gráfica jep 3198-1900 diagramação liliane bragatto redacao@jornalempresarios.com.br repórter fotográfico antônio moreira primeira via melissa kunsk reportagem telefones 27 3224-5198 27 9999-2958 telefone 61 3223-6999 as opiniões em artigos assinados não refletem necessariamente o posicionamento do jornal.

[close]

p. 3

11 anos vitÓria/es setembro de 2011 3

[close]

p. 4

4 setembro de 2011 vitÓria/es 11 anos off mÍdia lugar bom a pesquisa sobre as melhores cidades brasileiras para trabalhar realizada pela revista você da editora abril situa vitória em um honroso terceiro lugar entre todas as capitais brasileiras e em quarto lugar na relação de 127 cidades pesquisadas no país o trabalho é conduzido pelo professor e pesquisador moisés balassiano radicado no espírito santo que a realiza pela décima vez e desde o início da série vitória sempre figurou entre as 10 primeiras colocações eustáquio palhares eustaquio@iacomunicacao.com.br prioridade alguns políticos se ressentem da carga de preconceito que cerca sua origem isso parece ocorrer com o prefeito de vila velha neucimar fraga cuja ascensão representou a interrupção da alternância de nomes que pouco empolgam o eleitorado daquela cidade esperneio ainda é surdo mas crescente o clamor de algumas áreas da construção contra a voracidade das grandes empreiteiras nacionais que ganham as obras estaduais odebrecht à frente cita-se a cesan como um exemplo mais ilustrativo e ponderase que se a legislação vigente não contempla qualquer discricionarismo em relação à origem dos concorrentes o mínimo de sensibilidade política poderia patrocinar a reivindicação de que na duplicação dos dois eixos federais que cortam o estado as empresas locais compartilhassem as obras do território do espírito santo ação o certo é que ele instaura uma prática nova quando afirma que sua prioridade é o tratamento de esgotos da cidade o imaginário político sempre fez com que essas intervenções se transferissem aos sucessores desde que tais obras não são visíveis nem ensejam placas de inauguração além de levar sua gestão a ostentar um dos melhores índices na relação número de funcionários população o prefeito atual quer implantar um centro industrial para relocalizar indústrias atualmente deslocadas no contexto urbano e promete brigar pelo porto de águas profundas superavit as cifras das finanças estaduais relativas a julho último dado disponível registram receitas totais de r 1.088 milhões receita tributária de r 765 milhões e uma arrecadação de icms de r 676 milhões no mesmo período as despesas com pessoal e encargos somaram r 526 milhões as despesas de custeio r 379 milhões e o pagamento de juros e amortização da dívida r 37 milhões super claro que uma avaliação exata requer o destrinchamento de algumas rubricas e a nítida distinção entre o que é valor empenhado valor liquidado e valor efetivamente pago mas tudo indica que o caixa estadual está com liquidez saída dirigentes dos sindicatos de confecções do estado ­ sinvesco sinvel e sinconfec ­ estiveram em dois grandes eventos internacionais de moda em setembro a london fashion week e a milano moda donna atentos às novidades e tendências o setor desde a ameaça chinesa de produtos imbatíveis no quesito preço descobriu que o diferencial do produto vai estar mais do que nunca no design como singularização da marca infraestrutura a constatação da precariedade da infraestrutura de transportes e armazenagem no espírito santo notadamente da rede viária sugere que os especialistas em logística passarão a ter altíssima empregabilidade aqui no estado chance a confirmar a tese chinesa de que crise é uma combinação de oportunidade e risco as empresas do setor de metal-mecânica hoje já auferem quase trinta por cento dos seus faturamentos em demandas de fora do estado foram instadas a buscar alternativas de faturamento quando da grande ressaca das subprimes em 2008 e principalmente exibiram expertise e versatilidade para tanto critérios a pesquisa sobre cidades boas para trabalhar considera três indicadores que fazem a média ponderada das colocações o nível educacional que relaciona oferta de cursos de graduação mestrado e doutorado e o número de formandos da cidade tem peso três o vigor econômico ou a dinâmica da economia da cidade expresso no pib per capita e no iss per capita recebe peso dois e a infra-estrutura que envolve a disponibilidade dos serviços de saúde tem peso um fase o presidente do sindifer o vigoroso sindicato da indústria metal-mecânica e equipamentos elétricos luiz alberto de souza carvalho avalia que o setor já recobrou o nível de desempenho de antes da crise de setembro de 2008 que levou as grandes plantas industriais locais parcela predominante do mercado a cancelarem ou protelarem suas encomendas temeu-se por uma tsumani que não se consumou carvalho estima que o faturamento do setor este ano alcançará r 8 bilhões o que lhe assegura uma fatia entre 17 a 20 do pib capixaba tal ritmo representa também a mobilização de cerca de 90 da capacidade instalada do setor função o sesc do espírito santo dispõe-se a deixar uma histórica discrição e tornar mais conhecidos alguns admiráveis equipamentos que construiu para atender a uma clientela cativa os comerciários e também como estratégia de sustentabilidade na eventualidade da perda das receitas legais representadas pelas deduções compulsórias que as empresas fazem de um percentual de suas folhas de pagamento 1 e 1,5 nome incluída pelo departamento intersindical de assessoria parlamentar na relação dos 100 parlamentares mais influentes do congresso rose de freitas é a solitária exceção de uma bancada fadada à periferia dos grandes debates nas duas câmaras pela sua inexpressividade numérica mas uma rebobinada na série histórica dos top 100 vai resgatar os nomes de rita camata e paulo hartung suficientemente articulados para serem mais protagonistas do que coadjuvantes função ii batata pelando uma interpelação criminal no bojo de uma notíciacrime passa de mesa em mesa do tribunal de justiça do estado É tida como batata quentíssima com o que muitos se vêem ­ ou se dizem ­ impedidos de se manifestar remete ao livro escrito pelo coronel carlos augusto de oliveira ribeiro em resposta ao livro espírito santo ­ tragédia e justiça no coração de um estado brasileiro as sinado a seis mãos pelo juiz carlos lemos o agora deputado estadual rodney miranda e o ex-secretário de segurança do rio de janeiro luiz eduardo soares assim dispõe-se a apresentar ao trade turístico e potenciais usuários o seu portentoso centro de convenções de praia formosa em santa cruz que só requer pequenas adaptações para se tornar o centro de convenções que o es tanto clama para alavancar ainda mais o seu turismo de eventos a distância entre vitória e santa cruz corresponde ao percurso médio de deslocamentos das grandes capitais brasileiras aos seus respectivos centros de convenções.

[close]

p. 5

11 anos vitÓria/es setembro de 2011 5

[close]

p. 6

6 setembro de 2011 vitÓria/es 11 anos indÚstria novo negÓcio amplia faturamento coroa comercializa energéticos o tradicional grupo empresarial do estado fará a distribuição do produto na grande vitória ampliando em 10 seu faturamento ensando em ampliar seu portfólio de produtos o grupo coroa dos empresários ademar bragatto e roberto kautsky jr firmou parceria com a empresa de atuação internacional `sol bebidas e vai passar a comercializar o energético vulcano na grande vitória tal iniciativa trará um aumento de 10 no faturamento anual do grupo em relação a área de atuação da grande vitória o setor de bebidas energéticas no país é um dos que apresenta maior crescimento quando comparado a outras bebidas como sucos e refrigerantes segundo o diretor de marketing do grupo coroa richard pravia esse fato foi crucial no planejamento estratégico da coroa que agora passará a atuar também no ramo de bebidas energy drink o crescimento do consumo de energético no ano é de 43 a coroa está em fase de reposicionamento de alguns produtos e de seu atendimento nos pontos de vendas da grande vitória o momento não poderia ser melhor para dar início a este projeto relatou pravia o produto será comercializado em embalagens de 1 litro e latinhas de 270ml e 350ml no primeiro momento a venda ficará restrita à grande vitória e a expectativa é que passe a ser distribuído também nos outros estados de atuação do grupo rio de janeiro bahia e minas gerais a empresa pretende ainda produzir o energético aqui no estado o energético vulcano está p presente em quase todos os estados e agora chega ao espírito santo com a implantação da parceria com o grupo coroa investimento o grupo coroa quer ampliar ainda mais sua área de atuação com investimentos em duas fábricas fora do espírito santo a primeira foi inaugurada em agosto de 2010 em governador valadares minas gerais com investimento de r 5 milhões já a segunda fábrica teve obras iniciadas no mês de abril em campos dos goytacazes no rio de janeiro com investimento previsto de r$12,5 milhões vai gerar 450 empregos e tem inauguração prevista no início de 2012 o grupo pretende simultaneamente criar uma fábrica para o aproveitamento do açúcar campista abastecendo as outras unidades fabris com a fabricação do xarope necessário para os refrigerantes a coroa estuda outros investimentos pelo país em 2013 a empresa tem como meta se fixar em itabuna no sul da bahia o objetivo é realizar todos os objetivos até 2014 elevando o faturamento da empresa para r 300 milhões anuais aumentando em cinco vezes o número de consumidores histÓrico com 77 anos de tradição e detentor de 20 do mercado de bebidas o grupo coroa tem uma história que ultrapassou gerações atualmente a empresa possui mais de 100 produtos em seu portfólio distribuídos nos 40 mil pontos de vendas em várias cidades do espírito santo minas gerais rio de janeiro e bahia os diretores da coroa ademar bragatto e roberto kautsky r anunciaram parceria para distribuir o energético vulcano bandes analisa projeto de cervejaria o projeto de financiamento à cervejaria do grupo coroa encontra-se em tramitação no banco de desenvolvimento do espírito santo bandes no banco nacional de desenvolvimento econômico e social bndes e no grupo de recuperação econômica do espírito santo geres o grupo coroa redimensionou o projeto da fábrica de cerveja e o apresentou ao bandes para tentar obter financiamento de 50 dos r 129 milhões necessários à implantação da unidade industrial o projeto idealizado em 2004 para ser construído em três etapas foi revisto para que possa ser implantado em etapa única com o redimensionamento a nova fábrica poderá ser edificada em 18 meses e a capacidade será de 426 mil hectolitros que corresponde a 240 mil caixas/mês de 24 garrafas de 600 ml a estimativa é a geração de 530 empregos sendo 190 na fábrica e 340 na distribuição.

[close]

p. 7

11 anos vitÓria/es setembro de 2011 7

[close]

p. 8

8 setembro de 2011 vitÓria/es 11 anos

[close]

p. 9

11 anos mÍdia a secom jÁ tem investido mais de r 45 milhÕes vitÓria/es setembro de 2011 9 casagrande tem r 6 milhões para publicidade do governo a estimativa do setor é que o atual governo do estado invista mais recursos chegando até o final do ano a r 70 milhões superintendência estadual de comunicação social secom-es tem mais r 6 milhões para cobrir as despesas com publicidade governamental decreto do governador renato casagrande autorizando o repasse de recursos está publicado na página 3 do diário oficial do espírito santo do dia 21 de setembro deste ano sob o número 1868-s com essa medida o governador supera a casa dos r 50 milhões em publicidade oficial nos primeiros nove meses de governo o decreto informa que os recursos necessários à execução do disposto no artigo primeiro serão provenientes de anulações parciais de dotações orçamentárias r 100 mil e do superávit financeiro da fonte 0101 r 5.900 mil no início do ano foram licitados r 45 milhões junto às agências de propaganda divididos em cinco lotes tabela ao lado assim distribuídos publicidade institucional com r 11.700.000 prestação de contas r 10 mi a lhões publicidade institucional e de utilidade pública dois blocos com r 9.317.271,58 e r 9.670 mil e publicidade mercadológica r 4,5 milhões na licitação realizada no início deste ano a secretaria de turismo setur ficou com a fatia maior com r 3 milhões seguida do detran com r 2,9 milhões À secretaria de transportes e obras públicas setop coube r 2,5 milhões ao bandes coube r 1,5 milhão e ao banestes r 3 milhões os r 45 milhões autorizados originalmente por meio de licitação e a suplementação não consideram os recursos de secretarias importantes como saúde e segurança pública cujas verbas para publicidade deverão ser retiradas do orçamento próprio a estimativa do mercado publicitário é que o governo casagrande deverá investir somente neste ano em torno de r 70 milhões no setor transparÊncia o processo licitatório para publicidade do governo do estado obedece à lei nº 12.232 de abril de 2010 ela passou a regulamentar as licitações e contratos administrativos para a escolha de agências de comunicação em todas as esferas do poder público incluindo união estados e municípios e abrangendo os poderes executivo legislativo e judiciário o objetivo da lei é tornar as licitações mais transparentes e impedir irregularidades entre as novidades prevê que o processo de contratação dos serviços publicitários passa a ser feito a partir de critérios técnicos ou técnicos e de preço a lei proíbe a contratação de uma empresa para atividades que não pratica no passado era comum a agência de propaganda contratada se responsabilizar por serviços fora de suas especialidades como os de consultoria assessoria de imprensa relações públicas ou a realização de eventos entre outras em 2010 o estado do espírito santo ficou em 25º lugar no ranking dos 30 maiores anunciantes de governo no país.

[close]

p. 10

10 administraÇÃo o governo criou uma autarquia para substituir a empresa nem todos funcionÁrios foram aproveitados 11 ano casagrande quer que acionistas mi s 300 acionistas minoritários da companhia habitacional do estado do espírito santo s.a cohabes tem duas opções ou doam suas ações gratuitamente ao governo do estado o maior acionista ou serão obrigados a arcar com a cobertura dos prejuízos acumulados estimados em mais de r 135 milhões segundo dados oficiais a transformação do governo em único acionista da cohab-es é essencial para dar continuidade ao processo de liquidação da empresa iniciado com a aprovação da lei complementar nº 488 de 21 de julho de 2009 em vigor desde 1º de setembro do mesmo ano em correspondência enviada aos acionistas com data de 28 de julho de 2011 a liquidante da empresa tânia saad noé argumenta para agilizar o processo de liquidação sem que seja necessária a participação dos acionistas minoritários na cobertura dos prejuízos acumulados queremos transformar o governo do estado como único acionista assumindo para si as ações e os ônus dos acionistas minoritários o processo de liquidação da cohab-es se arrasta há dois anos e tudo indica que ainda levará muito tempo até que todas as pendências sejam solucionadas o maior empecilho recai justamente na doação das ações isso porque se apenas um acionista se negar a aceitar a solicitação do governo o processo para e a solução terá que ser levada a instância judicial dos 301 acionistas 102 já fizeram a doação das ações mas os responsáveis pela liquidação encontram várias dificuldades uma delas os 27 acionistas que já morreram estamos analisando como proceder nestes casos informa tânia noé os problemas na cohab começaram logo depois da sua criação na década de 60 como resultado de má gestão descaso e ingerência política que atravessaram vários governos em conseqüência a empresa foi palco de sucessivos escândalos que envolviam invasão de áreas de sua propriedade sem que medidas adequadas fossem adotadas e outras irregularidades muitas delas ainda tramitando na justiça um cenário mais que propício para dilapidar um patrimônio que se espalhava por vários municípios do estado e foi isso o que aconteceu a cohab registra resultados negativos há anos em prejuízo aos cofres estaduais e aos trabalhadores que adquiriram ações da empresa cer a situação financeira precária da cohab é resultante do descaso má gestão e muita ingerência política que contribuíram o tos de estarem fazendo uma boa aplicação de seus recursos financeiros o patrimônio não reavaliado da empresa foi minguando e hoje não passa de um amontoado de passivos contábeis em decorrência de invasões doações transferência de recursos financeiros sem respaldo legal e apadrinhamento político assim foi com a área onde seria construída a segunda etapa do bairro andré carloni na serra onde funciona hoje o pavilhão de exposições de carapina da mesma forma a região conhecida como cidade pomar no mesmo município boa vista em vila velha flexal e areinha em cariacica só para citar alguns exemplos É preciso entender que a cohab tem patrimônio mas a empresa deve e o débito precisa ser pago argu menta tânia noé os sucessivos contratempos decorrentes da má administração da empresa atingem a forma mais intensa com o golpe ocorrido em 7 de dezembro de 1998 data em que o governo do estado na qualidade de acionista majoritário iniciou o processo de venda da carteira de créditos imobiliários da empresa nesse sentido encaminhou correspondência ao conselho de administrtação da empresa manifestando o desejo de permutar os créditos da carteira imobiliária dessa companhia por créditos da união federal em outro parágrafo o governo afirma a cessão ora manifestada representa a recomposição do ativo em sua integridade por crédito reconhecido pela união federal sendo benéfica para essa companhia cujo funcionamento inclusive quanto às despesas com órgãos públicos fornecedores e passivos trabalhistas encontram-se garantidos pelo disposto na alínea 1 do 6º do inciso xx do artigo 3º dos estatutos sociais que prevê ser dever do acionista majoritário o aporte de recursos para despesas de custeio quando as receitas operacionais da sociedade se mostram insuficientes a operação foi realizada de forma equivocada considerando que do valor da carteira de r 250 milhões foram recebidos apenas r 60 milhões para suprir a folha de pagamento do funcionalismo público que se encontrava atrasada para gravar a situação não foram levados em conta itens recebíveis do passivo como a contribuição trimestral do fundo de compensação de variações salariais fcvs entre outros era o começo da derrocada final estado assumiu créditos de contratos pagos ao sfh ao assumir créditos de contratos amortizados para liberação da hipoteca junto ao sistema financeiro de habitação sfh representado pela caixa econômica federal cefcomo ocorreu frequentemente o governo do estado jogava mais uma pá de terra para sepultar a cohab-es a empresa também não se habilitou junto ao fundo de compensação de variações salariais fcvs e desse modo contribuiu para o aumento da dívida imóveis localizados de norte a sul do estado foram liquidados mas os créditos gerados por essa operação foram utilizados pelo governo assim aconteceu com as áreas colatina 1 castelo 1 itarana aracruz 1 goiabeiras 11 ferro e aço linhares e outras em cachoeiro de itapemirim são gabriel da palha e serra a empresa adquiriu várias áreas muitas das quais se encontram invadidas transformadas em bairros com taxas municipais como iptu pagos pela empresa o bairro cidade pomar na serra é um exemplo a liquidante tânia noé explica que a empresa pretende que os municípios assumam essas áreas e passem a cobrar os tributos diretamente dos moradores contratos recebidos e nÃo repassados a cef

[close]

p. 11

os vitÓria/es setembro de 2011 11 inoritários doem as ações da cohab antÔnio moreira m para dilapidar o patrimônio da empresa difícil de ser mensurado atualmente idurb substitui a empresa a extinção da companhia de habitação e urbanização do espírito santo cohab-es foi aprovada pela assembléia legislativa em 2009 no mesmo projeto foi criado o instituto de desenvolvimento urbano e habitação do estado do espírito santo idurb-es que funciona no antigo prédio da empresa localizado na avenida vitória votado em regime de urgência o projeto de lei recebeu pareceres favoráveis das comissões de justiça de cidadania de infraestrutura e de finanças e foi aprovado por 20 deputados o idurb-es atua na gestão e na implementação das políticas de habitação de interesse social o órgão ainda opera na implementação de obras de infraestrutura urbana e rural nas áreas de saneamento de estradas e vias municipais de prevenção ou diminuição dos efeitos de fenômenos naturais como enchentes ou secas e de edificações espaços e equipamentos públicos ainda são atribuições do idurb-es a execução das ações deliberadas pelo fundo estadual de habitação bem como subsidiá-lo com informações e estudos necessários para tomada de decisões promover a gestão de créditos imobiliários quando houver propor e celebrar convênios protocolos de intenções concessões acordos contratos termos de ajustes e atuar de forma proativa com o objetivo de remover obstáculos da legislação fundiária cartorária urbanística e ambiental permitindo assim a execução de programas de regularização e integração de assentamentos precários no prédio da cohab na avenida vitória já funcionam outros órgãos do governo includive o idurb-es patrimônio real é dificil de ser avaliado e fica abaixo da dívida dívida da cohab-es segundo a liquidante tânia noé gira em torno de r 135 milhões seu patrimônio real no entanto fica difícil de mensurar em conseqüência de atos oficiais nem sempre muito bem explicados muitos dos quais se encontram na justiça ou em negociação com prefeituras entre as áreas invadidas ou doadas ilegalmente foram construídos bairros como a cidade pomar na serra em outra área no mesmo município funciona o pavilhão de exposições de carapina e existem varias outras espalhadas pelo estado o bairro andré carloni na serra com mais de mil apartamentos era para ter pelo menos quatro mil moradias o terreno foi comprado com essa finalidade mas os conjuntos só foram construídos de um lado da rodovia br 101 do outro lado funcionam hoje o pavilhão de exposições de carapina as baias da cavalaria da polícia militar e a sede de uma associação da pm a área foi doada como várias outras outros terrenos da cohab cujo domínio ainda não está bem explicado areinha em cariacica área em flexal no mesmo município terreno em conceição da barra fazenda a são joão hoje cidade pomar na serra apartamentos em jardim camburi village de camburi e um terreno onde hoje funciona o hospital infantil de vila velha o patrimônio conta ainda com o prédio sede da empresa terreno em bom jesus do norte e outro em são domingos na primeira fase da política habitacional do estado do espírito santo destacam-se as ações registradas no período de 1952 a 1964 quando foi autorizada a criação do instituto do bem estar social espírito santense ­ ibes órgão vinculado a fundação casa popular criado através da lei 4.627 de 22/02/1952 a atuação do ibes foi tímida registrando-se a construção de apenas um conjunto habitacional constituído de 294 casas hoje denominado bairro ibes em vila velha numa segunda fase no período entre 1965 e 1986 destaca-se a criação da cohab-es por meio da lei municipal nº 1.419 de 22/06/1965 denominando-se então companhia de habitação de vitória cohab-vt constituída como sociedade de economia mista no âmbito do poder do município de vitória decorrente da institucionalização da política nacional de habitação a partir antÔnio moreira a área onde está o pavilhão de exposições de carapina foi adquirida para construção de conjuntos habitacionais da criação do banco nacional de habitação ­ bnh a partir de 1968 o governo estadual assumiu o controle acionário da cohab-es ampliando sua atuação para todo o estado alterando sua razão social passando a denominar-se companhia de habitação do estado do espírito santo ­ cohab-es empresa integrante da administração indireta vinculada à secretaria de estado do bem estar social ­ sebes governo asssume controle em 1968 a partir de 1968 o governo passou a gerir a empresa e em 1998 iniciou o processo para adquirir os direitos aos créditos da cohab junto ao então sistema financeiro da habitação sfh que culminou com a venda da carteira de créditos imobiliários estimada em r 250 milhões mas que foi vendida por pouco mais de r 60 milhões a operação foi feita apesar de pareceres contrários de acionistas minoritários os prejuízos decorrentes da má administração da cohab atingem também os mutuários muitos estão recorrendo ao judiciário para tentar obrigar a empresa a realizar quitação de prestações que já foram pagas leia editorial incompetÊncia oficial na pÁgina 2

[close]

p. 12

12 setembro de 2011 vitÓria/es 11 anos qualidade nos 26 anos de existÊncia da empresa É a 13ª vez que conquista o tÍtulo cvc recebe novo prêmio da gm o presidente da general motors jaime ardila disse que a empresa se destaca em todos os segmentos do setor presidente da general motors américa do sul jaime ardila entregou à cvc na manhã do dia 1º de setembro a premiação concessionária a título que a re venda conquistou pela 13ª vez durante o evento de premiação na sede da cvc na serra ardila afirmou que o ritmo de crescimento econômico do espírito santo é espetacular e anunciou que a chevrolet teve o melhor mês de agosto de toda a sua história tendo vendido 325 mil unidades em agosto de 2010 foram vendidos 312 mil veículos nas concessionárias de todo país hoje a gm atua em 184 países o brasil é hoje o segundo mercado mais importante para a gm atrás apenas dos estados unidos mas a marca não seria o que ela é hoje se não fossem vocês concessionários que fazem da chevrolet a marca preferida pelos consumidores brasileiros disse destaque do pequeno grupo de concessionárias que conseguem cumprir os requisitos para obter a premiação ao redor do mundo algo entre 60 e 70 empresas jaime ardila escolhe apenas algumas para fazer pessoalmente a entrega do título a cvc se destaca em todas as áreas que para nós são importantes como excelência em vendas pós-venda bons serviços e atendimento de qualidade como a concessionária acaba de comemorar seus 25 anos de existência escolhi estar aqui com vocês celebrando o primeiro século da marca chevrolet declarou participaram da entrega do o prêmio os superintendentes do grupo lider bráulio braz e danilo tambasco o gerente regional de operações da gm no rio de janeiro e espírito santo eduardo bogasian os diretores do grupo lider josé braz neto e juliana braz canedo e o diretor da cvc francisco de assis soares além de parte do grupo de funcionários jaime ardila aproveitou o evento para anunciar que está mantido o cronograma de lançamento de dez novos modelos chevrolet até o final de 2012 em praticamente todos os segmentos conforme os planos da gm para revitalizar a marca o que demandou um investimento de r 5 bilhões só no brasil incluindo a implantação de uma fábrica de motores em santa catarina que deve começar a operar em outubro de 2012 o chevrolet cruze sedan de categoria premium que será lançado em setembro faz parte dessa programação que trouxe para o brasil novidades como o agile o malibu e a captiva sobre a crise no mercado de veículos o presidente da gm para a américa latina afirmou que o assunto não chega a preocupar o grupo tento evitar a palavra `crise na minha avalia ção o que temos hoje é uma desaceleração da recuperação econômica que estava ocorrendo nos estados unidos e na europa comenta com relação ao brasil eu celebro a medida de ontem em que o banco central optou por reduzir as taxas de juros sinalizando que o aperto monetário iniciado no ano passado pode ter chegado ao fim o presidente da general motors américa do sul jaime ardila entregou o prêmio aos diretores do grupo líder camaro experience em evento inédito no dia 27 de agosto foi realizado em vitória um evento exclusivo e inédito é o camaro experience ­ cuja estrela é o carro premium do filme transformers ­ idealizado pelas concessionárias chevrolet do grupo lider cvc e novavitoria nesse dia os proprietários e futuros proprietários do veículo esportivo além de empresários e imprensa especializada puderam acelerar seus próprios chevrolet camaro na pista do autódromo bkr na serra ou pegar carona com os pilotos profissionais rodrigo marcheschi e Átila abreu que compete na stok car brasil ­ a maior categoria do automobilismo nacional foi um dia bem descontraído em que mostramos às pessoas como tirar o melhor proveito do carro não para fazer nas ruas o que se faz nas pistas de corrida mas para usufruir todo o potencial do camaro com segurança explica rodrigo marcheschi o camaro 2ss vem com motor 6.2 v8 que rende 406 cavalos de potência e torque de 56,7 kgfm ao todo já foram emplacados no estado 44 unidades do esportivo festa À noite uma festa no hotel radisson vitória reuniu esse grupo em um espaço exclusivo para trocar impressões e experiências sobre o chevrolet camaro.

[close]

p. 13

11 anos automÓveis mais carros de luxos no mercado vitÓria/es setembro de 2011 13 vitoriawagen revende audi os carros da conhecida marca alemã possuem tecnologia avançada com maior destaque para os ítens de segurança s luxuosos carros da audi chegaram a vitória e já estão sendo comercializados pela vitoriawagenem uma das empresas do grupo líder a concessionária vai construir um ponto de vendas específico na avenida nossa senhora da penha o audi center vitória terá padrão internacional segundo anunciou a diretora da vitoriawagen juliana braz canedo o grupo líder é um dos maiores grupos corporativos do brasil com 100 anos de história e presente em mais de 100 mercados do mundo inteiro a audi vem obtendo resultados impressionantes no brasil como o crescimento de 109 nas vendas do mês de maio deste ano comparando com o mesmo período de 2010 entre os modelos expostos na audi center vitória está o luxuoso e potente a4 que oferece três opções de motorização ­ os motores 2.0 turbo de 180 cv ou 211 cv ou ainda motor 3.2 v6 o motor 2.0t de 180 cv chega à velocidade máxima de 226 km/h enquanto o 211 cv chega à máxima de 250 km/h a aceleração de 0 a 100 km/h no 180 cv leva 8,2 segundos e na opção 211 cv leva 6,9 já o v6 exibe impressionantes 269 cavalos acelera de 0 a 100 km/h em apenas 6,4 segundos atingindo velocidade máxima de 250 km/h a tecnologia tfsi também está aplicada ao a4 o turbo fuel stratification injection é o motor que combina o sistema turbocharger com a injeção direta de combustível fsi conhecido por turbo este sistema proporciona maior desempenho ao motor aproveitando a energia dinâmica gerada pela saída dos gases do motor comprimindo mais ar no propulsor e por consequência maximizando a potência o a empresária juliana braz canedo seguranÇa outro diferencial do modelo são os faróis diurnos com led que equipa todos os carros da audi o sistema faz com que outros motoristas enxerguem seu carro em qualquer condição de iluminação diurna para evitar os acidentes que costumam acontecer por falta de visibilidade durante o dia muitos modelos audi têm faróis diurnos com fontes de luz em led a vantagem é que outros motoristas enxergam seu veículo rapidamente não importa as condições diurnas de iluminação mais uma vantagem esses faróis especiais de iluminação diurna consomem menos energia do que as lanternas o que reduz consumo de combustível e aumenta a vida útil delas a ativação e desativação automática podem ser selecionadas conforme a preferência na regulagem no veículo quando as lanternas forem ativadas pelo sensor de luz e chuva os faróis diurnos serão automaticamente desligados muitos carros da audi possuem faróis diurnos para evitar acidentes

[close]

p. 14

14 setembro de 2011 vitÓria/es 11 anos imÓveis promoÇÃo movimenta o mercado morar faz feirão para vender mais a tradicional construtora coloca a venda imóveis prontos e anuncia novos projetos em bairros da grande vitória feirão morar e cyrela acontece até o dia 30 de setembro e está dando condições imperdíveis são descontos de até r 40 mil na compra de imóveis a grande novidade deste evento inédito no estado é que os compradores não precisarão esperar para viver na sua casa ou apartamento novo pois a campanha conta com opções de imóveis prontos para morar de dois três ou quatro quartos afirma o vice presi dente da morar construtora rodrigo almeida a melhor oportunidade que o mercado imobiliário por inten o como comprar morar cyrela localizaÇÃo avenida norte e sul s/n em frente ao condomínio aldeia parque telefone 27 3318-9898 site www.morar.com.br médio das duas empresas vai dar aos capixabas de adquirir seu próprio imóvel acontece até o dia 30 de setembro e os interessados podem ligar para a central de vendas no telefone 3318-9898 para ter acesso a um atendimento personalizado de alto nível o feirão estabeleceu um programa de descontos especiais para as unidades já concluídas que podem ir até r 30 mil segundo rodrigo almeida no paradiso condomínio clube por exemplo um apartamento de dois quartos pode ter descontos a partir de r 20 mil já no itaúna aldeia parque o desconto para um apartamento de três quartos pode alcançar a r 30 mil a central de vendas da promoção morar/cyrela funciona até o dia 30 deste mês na avenida norte sul em laranjeiras no município da serra em frente ao condomínio aldeia parque naquele local corretores especializados oferecem dezenas de promoÇÃo imÓveis prontos paradiso condomÍnio clube-apartamentos de 2 quartos desconto de r 20 mil e de 3 quartos desconto de r 30 mil itaÚna aldeia parque apartamentos de 2 quartos desconto de r 20 mil e de 2 quartos desconto de r 30 mil caiobÁs apartamentos de 2 quartos desconto de r 30 mil e de 4 quartos desconto de r 40 mil itatiaia e igarapÉ aldeia parque casas de 3 quartos desconto de r 30 mil e de 4 quartos desconto de r 40 mil recreio das laranjeiras apartamentos de 3 quartos desconto de r 20.000,00 promoÇÃo imÓveis que estÃo em obra rodrigo almeida é diretor da morar imóveis que poderão ser adquiridos a preços especiais de acordo com informações de rodrigo almeida essa promoção foi levada para o salão do imóvel que se realizou no parque de exposições de carapina recreio das palmeiras -apartamentos de 2 quartos c suíte desconto de r 10.000,00 Ápice barro vermelho apartamentos de 3 quartos desconto de r 10.000,00 caiobÁs apartamentos de 2 quartos desconto de r 30 mil e de 4 quartos desconto de r 40 mil veredas buritis essencial escritÓrios e buritis desconto de r 5.000,00 direito e sociedade bárbara valentim goulart barbara.valentim.goulart@gmail.com linho social v ários são os temas que podem ser tratados aqui e a eleição do tema é sempre difícil em especial por se tratar do primeiro texto das primeiras idéias significa ter que optar e conseqüentemente eliminar ­ por ora ­outras possibilidades fazendo isso gera-se a sensação de definição de prioridades e determinação de prioridades nos é exigido diariamente o jornal a ler o cliente a atender a rua a trafegar a satisfação a dar na expectativa de diminuir a sensação de reducionismo oriundo da necessidade de escolher o primeiro tema dessa nova coluna gostaria de tratar neste primeiro momento do título da coluna e de suas diversas possibilidades acredito que desta forma não elegerei até porque não acredito ser possível um tema que me pareça mais relevante ou interessante ou até mesmo mais polêmico inicialmente é preciso deixar claro que a expressão que você lê no título não está grafada de forma equivocada estamos a falar de linho social mesmo e o que isso quer dizer a expressão linho significa aqui espécie de tecido É produzido a partir de planta de mesmo nome e cultuado por sua naturalidade composto pelo entrelaçamento das fibras é utilizado para cobrir o corpo e possui característica interessante amassa facilmente e cria rugas ou dobras em locais previamente determinados por exemplo joelhos e cotovelos exigindo que seja passado a ferro quente constantemente já o social se justifica por sermos seres sociais vivemos em sociedade encontramos pessoas ao sairmos às ruas temos vizinhos dividimos a mesma área comum de um determinado condomínio freqüentamos shoppings festas temos amigos casamos e divorciamos trabalhamos etc um autor clássico da sociologia chamado max weber entende que a relação social se baseia nos comportamentos referenciados ou seja na probabilidade de sentidos atribuídos às ações por uma pluralidade de pessoas assim fácil entender que em que pese mantermos a individualidade estamos atrelados a outras pessoas da mesma forma como o tecido exige fibras entrelaçadas para existir a sociedade necessita de pessoas interligadas para ter o sentido de coletividade grande parte daquilo que nos rodeia e mesmo que possa parecer em primeiro momento simplista ou simplório é socialmente construído assim poderemos falar em desigualdade social economia pobreza eleições educação corporativismo profissões estado civil poder judiciário poder executivo poder legislativo polícia favela música arte infância direito lei consumismo sexo liberdade religião individualismo comunitarismo ativismo sonhos pureza defeitos família violência justiça ordem incertezas amor globalização natureza fluxos migratórios protesto insurgências política enfim qualquer fato no qual possa estar pensando neste momento é socialmente produzido posto que tudo acontece dentro do ambiente social do tecido social e tudo que produzimos socialmente produz repercussões na sociedade o objetivo central da sessão linho social é mais levantar questões do que respondê-las é capacitar seu olhar a enxergar/pensar outra possibilidade não formular certas questões é extremamente perigoso mais do que deixar de responder às questões que já fazem parte da agenda oficial e responder o tipo errado de questão ajuda a desviar os olhos do que é realmente importante e o preço pago por este desvio é o sofrimento humano advindo das rugas do tecido social então a primeira questão a ser levantada nesse primeiro texto é quanto ao papel que devemos desempenhar dentro desse tecido social questão complexa e angustiante certamente e isso porque tratar da sociedade é sempre complicado já que estaremos falando de nós mesmos mas é sempre um desafio válido para quem pretende corrigir rotas e desconstruir mitos visando a uma melhoria duradoura do linho social bárbara valentim goulart é advogada e professora universitária desenvolve pesquisas nas áreas da sociologia e do direito.

[close]

p. 15

11 anos vitÓria/es setembro de 2011 15

[close]

Comments

no comments yet