Revista 20

 

Embed or link this publication

Description

Cooperativa a sacavenense

Popular Pages


p. 1

janeiro ­ n.º 20

[close]

p. 2

abertura editorial o ano de 2006 poderá ser um ano de mudança na cooperativa a sacavenense de facto será pouco crível que se passe mais um ano sem uma resposta oficial positiva ao projecto de construção das piscinas e do clube de saúde para mais quando o projecto em termos gerais está aquilatado e as especialidades praticamente resolvidas foi a pensar nesse cenário que a direcção da cooperativa desenvolveu com todo o cuidado as diversas actividades em 2005 ou seja criando bases para uma o prazer da escrita título És o meu segredo autor tiago rebelo editora presença tomás arruda o actor português mais famoso da actualidade está de regresso a lisboa depois de ter conquistado londres e hollywood em sintra local onde vai rodar o seu novo filme com o realizador ian holden de ascendência lusa rute madeira prepara uma festa de boas-vindas como que para assinalar um novo capítulo nas suas vidas rute e a sua irmã mais nova filipa são amigas de longa data de tomás do tempo em que este ia passar férias em pedras d el rei e em especial de um inesquecível verão em que se criaram fortes laços e um doloroso segredo foi revelado sob a abóbada do entardecer celeste produto da alta sociedade portuguesa tomás rute e filipa parecem ter tudo para emanar felicidade tomás tornouse actor profissional e o seu trabalho foi reconhecido com uma nomeação para um Óscar rute gere os negócios da família com uma personalidade de ferro que faz com que estes caminhem de sucesso em sucesso filipa concretizou o seu sonho de se rápidas directas academia recreativa de sacavÉm realiza-se no próximo dia 15 de janeiro no salão nobre da academia recreativa de sacavém um concerto de ano novo animado pela banda filarmónica da academia recreativa de sacavém intervenção profunda e radical no ano que agora se inicia será um projecto que precisa de contar com um grande envolvimento dos sócios que serão chamados a uma participação mais activa e dinâmica nas diversas secções entremos por isso neste novo ano com a esperança de que grandes e profundas alterações vão começar a ter na nossa cooperativa para satisfação plena dos nossos associados a direcção tornar educadora de infância e tem uma vida manifestamente tranquila todavia as aparências e os êxitos profissionais escondem os fracassos a nível pessoal que vão unir as personagens e mergulhar o leitor nos abismos psicológicos das suas mentes pautadas por um sentimento de solidão fragilidade e vazio romance intenso como tiago rebelo já nos habituou És o meu segredo seduz o leitor deleitando-o com um enredo fiel ao próprio carácter da vida com os seus momentos de escuridão que podem por vezes desaguar em tragédia mas também com a promessa da luz da felicidade título baphomet autor pierre klossowski editora campo das letras o baphomet é o inimigo de deus É por seu intermédio que explode a ordem divina do logos a ordem da simplicidade e da univocidade da linguagem conhece-se a origem do símbolo um bode erecto de pé sobre as suas patas traseiras e cujas mãos marcadas disjuntivamente pelo princípio feminino e pelo princípio masculino indicam à vez a ideia da dissolução e do enquistamento do mundo solve e coagula e conhecem-se as circunstâncias em que esse símbolo irrompeu como um escândalo no firmamento da história e da ideologia europeias foi o facto de alegadamente adorarem esse ídolo que serviu de base à acusação lançada contra os templários pelos esbirros do rei francês filipe o belo e do papa clemente v o romance de pierre klossowski retoma essas circunstâncias e assume-as como ponto de partida mas bem depressa derivará para o labirinto das obsessões do seu autor tornando cada uma das suas páginas num hino sombrio ao fascínio da adolescência e da sexualidade como experiência de poder galardoado com o prémio dos críticos em 1965 ano da sua publicação baphomet é unanimemente considerado uma das obras-primas da literatura francesa do século xx título os limites do encantamento autor graham joyce a história de uma jovem mulher na inglaterra de 1966 a filha adoptiva de uma feiticeira da região de midlands que ajuda as raparigas da aldeia a resolver os seus problemas será também ela bruxa mas onde acaba e começa a magia analor provavelmente não é do conhecimento de muitos mas a analor associação dos naturais e amigos de loriga fundada em 1987 tem uma página na net o endereço é o www.analor.no.sapo.pt e a sua consulta permite saber da história e das actividades desta associação sediada em sacavém por exemplo conhecer um pouco de uma estranha tradição a chocalhada que foi recriada por sócios da analor no dia de s martinho desfilando pelas ruas da nossa cidade ao som de dezenas de chocalhos bombeiros de sacavÉm a secção dos bombeiros de sacavém situada em santa iria de azóia comemorou 24 anos de existência na expetactiva de ter num futuro próximo novas instalações para comemorar a efeméride os bombeiros realizaram o simulacro de um grave acidente um choque envolvendo quatro veículos que acabaram por arder provocando diversos feridos para além disso teve lugar um almoço convívio nas instalações de sacavém com mais de 30 elementos a secção actua nas freguesias de santa iria de azóia e de são joão da talha que no conjunto englobam mais de 50 mil habitantes ficha tÉcnica propriedade a sacavenense cooperativa de consumo crl rua antónio ricardo rodrigues 3 piso2 2685-022 sacavém tel 21 940 54 90 fax 21 941 96 86 e-mail coopsacavenense@netcabo.pt site www.coopasacavenense.pt.vu produção ordem de ideias cooperativa de informação comunicação e produção de eventos estrada nacional 10 n.º 68-2.º esq 2625-123 póvoa de santa iria tel 21 956 97 95 21 956 97 97 fax 21 956 97 96 e-mail ordemdeideias@mail.telepac.pt impressão grafis tiragem 3.000 exemplares distribuição gratuita 2 responsabilidade das afirmações constantes nos textos é de quem as profere

[close]

p. 3

aniversÁrio misticismo na a sacavenense 106º aniversário a cooperativa a sacavenense já está a comemorar o seu 106 aniversário integrando no programa da efeméride algumas das iniciativas que tiveram lugar durante o mês de dezembro destaque para a festa de natal das crianças do atl no salão de festas e para exposição e concurso de presépios no auditório eventos que abordamos noutras páginas da revista no dia 7 de janeiro realiza-se uma exposição de pinturas do artista ricardo passos no auditório insigne associado da cooperativa e que estará patente até ao dia 29 deste mês a inauguração é às 21 horas a 8 de janeiro tem lugar a popular prova de atletismo o 6º circuito do centenário a partir das 9 horas e no dia 14 de janeiro pelas 20 horas no salão de festas em colaboração com a associação sócio cultural de capoeira uma festa árabe noite oriental a 17 de janeiro pelas 21 horas a associação dos professores de matemática com a participação do professor eduardo pires realiza uma palestra subordinada ao tema educação conhecimento e desenvolvimento mais no final do mês no dia 29 de janeiro pelas 9 horas realiza-se a romagem de saudade aos sócios falecidos no cemitério de sacavém e pelas 11 horas tem lugar uma missa de acção de graças na igreja matriz da cidade a 30 de janeiro no auditório jaime oliveira dará um recital de piano a decorrer a partir das 21 horas e no dia 31 pelas 21 horas será o momento da sessão solene com entrega de emblemas aos sócios com 50 e 25 anos de filiação dança oriental anima aniversário n ão é sempre que uma cooperativa faz 106 anos de existência e para comemorar esta data importante a sacavenense elaborou um vasto programa onde se insere uma noite que promete no mínimo ser diferente É já no dia 14 de janeiro pelas 20 horas que a cooperativa recebe uma festa árabe onde a dança oriental será o principal ingrediente para um serão bem passado mas a que se juntará a um cocktail diferente onde os gostos árabes prometem fazer as delícias dando assim a conhecer a gastronomia do oriente numa oportunidade de quem não conhece experimentar os sabores árabes a festa trará até sacavém a associação sócio cultural de capoeira através de um convite que partiu da própria a sacavenense isso mesmo contou cláudia matos em representação da associação adiantando que a presença no aniversário da cooperativa foi acolhida de bom grado já que representa não só uma forma de dar a conhecer as nossas actividades mas também a dança como uma vertente artística em palco vão estar cerca de vinte dançarinos que vão dar a conhecer e a experimentar as danças orientais criada em 2003 a associação desenvolve neste momento actividades nas áreas da capoeira ballet barra de chão salsa danças brasileiras e contemporânea street dance dança e percussão oriental os cursos de dança são assim explica cláudia matos a principal vertente da associação mas há mais enquanto associação desenvolvemos actividades culturais e os cursos que se devem a uma parceria com o estúdio de dança 10ª posição mas estamos também muito ligados a acções sociais nomeadamente com o hospital júlio de matos e crianças na área da capoeira ainda sobre a participação no aniversário d a sacavenense cláudia matos acrescenta que a iniciativa vai ter um formato que é novo para nós mas que gostaríamos muito de continuar a desenvolver porque nos interessa toda esta relação com as pessoas a sala será decorada a preceito remetendo o público para uma cultura que parece tão distante mas que tanta importância teve em portugal inclusive em sacavém as entradas são a 10 euros mas os organizadores garantem que ninguém dará por perdido o dinheiro disponibilizado coopsacavenense@netcabo.pt www.coopasacavenense.pt.vu 3

[close]

p. 4

secÇÕes festa de natal do atl oi animada a festa de natal das crianças do atl que teve lugar no salão de festas no passado dia 19 de dezembro uma festa que contou com a participação de muitos pais que não quiseram perder a oportunidade de ver os seus filhos actuarem e acima de tudo conviver durante umas horas mais do que as palavras nada melhor do que as imagens de alegria os sorrisos a partilha de momentos que irão perdurar ao longo da vida f 4

[close]

p. 5

secÇÕes atl perto da lotaÇÃo esgotada ar novo para dinamizar actividades em prol das crianças o atl da cooperativa a sacavenense está praticamente lotado neste momento 34 crianças ocupam de uma maneira saudável os seus tempos livres um trabalho orientado por cláudia miguel e cláudia félix o espaço disponível permite actualmente receber 40 crianças a verdade é que as actividades que desenvolvemos bem como os preços praticados levam a que muitos pais optem por este serviço disse cláudia miguel um trabalho que pretendem melhorar as crianças do atl já têm teatro olaria ginástica cinema à sexta-feira no auditório mas as responsáveis pelo espaço querem ir mais longe a nossa preocupação imediata foi a de melhorar as condições das salas incluindo aqui a sala de estudo tornando-as mais bonitas e agradáveis dinamizar um espaço que é grande queremos desenvolver mais actividades como a pintura a música coisas que os miúdos não têm na escola isto para além de alguns aspectos mais imediatos tendo em vista melhorar as condições físicas como a instalação de ar condi cionado nas salas um investimento que será efectivado em breve também vamos receber mais material pedagógico o que nos permitirá realizar actividades diversificadas e que motivem ainda mais as crianças a acompanhar estas mudanças está a elaboração de um plano mais sistematizado de actividades para o ano de 2006 contemplando nomeadamente a deslocação das crianças a locais fora da cidade seja no concelho de loures seja em outras regiões para já temos em vista fazer duas visitas uma no principio do ano e outra no final acrescenta cláudia miguel 5 5

[close]

p. 6

entrevista ribeiro dos santos faz um ponto da situaÇÃo da a sacavenense o papel da cooperativa merece ser valorizado no momento em que a cooperativa a sacavenense comemora os seus 106 anos de vida era importante fazer um ponto de situação das actividades desenvolvidas bem como perspectivar um pouco o futuro foi isso que se pretendeu entrevistando ribeiro dos santos presidente da direcção da cooperativa a sacavenense ostaria que começasse por sintetizar a situ ação da cooperativa e das suas diversas actividades este ano que agora terminou é de alguma forma de transição estivemos atentos e preocupados como não podia deixar de ser com a evolução da conjuntura económica do pais que tem os seus reflexos a nível local e na actividade de todas as associações que vivem ainda por cima do esforço dos seus associados por isso foi necessário de alguma forma refrear um pouco o ritmo ser cuidadosos nas iniciativas estar atentos de forma a não cometermos situações e tomarmos decisões que levassem a endividamentos desnecessários gerando dificuldades financeiras que teriam posteriores repercussões na nossa acção penso que conseguimos aplicar com sucesso essa orientação e traçámos esse caminho porque estamos envolvidos num grande projecto o das piscinas e do clube de saúde que está muito mais atrasado do que gostaríamos algo que já não depende essencialmente de nós e que vai ditar de alguma forma o rumo levaram pequenas alterações a parte eléctrica que era complicada ao que tudo o indica estará resolvida por isso penso que não falta muito mas à boa maneira portuguesa as coisas demoram muito tempo a partir do momento em que esteja aqui um papel oficial da câmara de loures nós vamos para o terreno vamos para a banca vamos começar a concretizar este sonho agora o que não queremos é exagerar no entusiasmo sem ter esse documento oficial essencial para encetar as diversas negociações É bom recordar que já estivemos em vários bancos que manifestaram grande interesse fizeram simulações temos isso tudo em nosso poder mas agora é necessário passar ao concreto e para isso falta a resposta definitiva da autarquia pois a banca e outros interessados não negoceiam no vazio entretanto já se procederam a alguns avanços foi o caso de sacavém de baixo que foi bom para a cooperativa com a saída do quentinho o espaço foi dividido em outros sectores e foi possível recuperar ao nível do financiamento nas obras com as melhorias efectuadas e em novos arrendamentos e as coisas estão de facto a correr muito bem também tivemos contactos com o instituto antónio sérgio que manifestou a sua inteira disponibili g e provocar sérias modificações em toda a actividade da cooperativa apesar de todos os contratempos parece que a decisão final está quase a sair É bom que fique claro que esse projecto não inviabilizará outros e por isso é nossa intenção lançar se calhar até já no aniversário ou o mais tardar durante fevereiro um conjunto de novas iniciativas que tragam mais sócios que criem mais actividades permitindo que a cooperativa possa ter as portas ainda mais abertas aos seus associados e à população o que falta para avançar com o projecto das pisci nas do nosso ponto de vista era ideal que conseguíssemos começar com celeridade as obras desse importante projecto estamos há imenso tempo a aguardar uma resposta definitiva parece dizem que já não falta muito mas apesar de tudo falta chegar um documento da câmara a dizer que podemos avançar até para podermos actuar junto dos bancos temos um projecto geral aprovado agora faltam as especialidades que 6

[close]

p. 7

entrevista dade para apoiar este projecto é provável igualmente o interesse das autarquias ou seja temos todas as condições para enfrentarmos de frente um projecto auto sustentável um projecto tanto ou queremos no domínio da informática abrir a cooperativa aos jovens desenvolver também a componente musical enfim há um conjunto de ideias que estão a ser trabalhadas e para as quais é importante o apoio dos sócios aliás os sócios que pretendam apresentar projectos fazer novas secções devem apresentar as suas ideias para que em conjunto estudemos a sua viabilidade isto numa conjuntura económica desfavorável em termos genéricos mas como está a situação da cooperativa fomos muito cuidadosos este ano e por isso posso afirmar com segurança que a situação económica é estável não temos necessidade de contrair empréstimos somos provavelmente a única cooperativa de consumo que se adaptou bem aos tempos que soube interpretar as novas realidades e pretendemos continuar nessa senda como estamos em termos de sócios todos os anos em termos médios entram 40 a 50 sócios os que apresentam a demissão é mínimo este ano segundo parece apenas tivemos um sócio nessa situação verdadeiramente insignificante os mais de mil sócios são uma força importante e se cada um der um pequeno contributo estou convicto de que a nossa cooperativa vai dar muitas alegrias maior dinamização cultural a cooperativa tem todos os meses novos cooperantes mas que motivos levam as pessoas a serem cooperantes falámos com antónio vieira 52 anos cabeleireiro em lisboa morador na zona da expo que tem a particularidade de ser um dos últimos associados da a sacavenense fiz a minha inscrição recentemente mas de facto já andei por aqui pois fui o responsável por uma encenação do teatro neste momento estou ligado às aulas de dança de salão como praticante que conta com a participação de uma dezena de pessoas mais ou menos geralmente vou uma ou duas vezes às instalações da cooperativa e sinto que era necessário haver uma maior dinamização que as pessoas frequentassem mais a sede da cooperativa e que esta estivesse mais sensível para a parte cultural que é a área à qual estou mais ligado desta forma de certeza que a sacavenense vai mais avante mais importante pois será à volta dele que irá girar o desenvolvimento de muita da nossa actividade será possível avançar com algumas das ideias que têm em mente queremos avançar com novas actividades queremos convidar pessoas para dinamizar essas actividades tudo enquadrado numa programação anual por exemplo queremos dinamizar a sala do snooker clube com jogos novos estamos muito satisfeitos e vamos dar todo o apoio ao atl pois ao contrário do que se chegou a pensar a abertura do atl da junta de freguesia não criou problemas ao atl da cooperativa o que significa que há uma grande falta de espaços deste género inclusive temos mais pessoas a frequentar o nosso atl que está com muito dinamismo com uma equipa nova motivada 7

[close]

p. 8

secÇÕes concurso de presépios e stá patente no auditório da cooperativa a sacavenense o resultado de mais um concurso de presépios de natal são diversos os projectos alguns pautando-se por uma interessante originalidade dignos de uma visita atenta dos associados da nossa cooperativa e da população em geral obras em barro lembram o natal as crianças que participam nas aulas da secção de olaria aproveitaram a época natalícia e criaram um conjunto de pequenas obras referentes à época e que agora são possíveis de ser apreciadas nas instalações da a sacavenense 8

[close]

p. 9

secÇÕes não sócio 40,00 horário a combinar horário manutenção 5.ª feira 20.00 às 20.45 h step veteranas 3.ª feira 20.00 às 20.45 h 2.ª feira 10.00 às 10.45 h 4.ª feira 10.00 às 10.45 h crianças dos 3 aos 14 anos 2.ª e 4.ª feiras 09.15 às 10.00 h dos 3 aos 7 anos 16.45 às 17.30 h dos 7 aos 14 anos 17.30 às 18,15 h animaÇÃo infantil pré-primária e primária 4 aos 10 anos inscrição 10,00 mensalidade filho sócio 55,00 não sócio 75,00 informática 1 x semana 9,00 2 x semana 15,00 horário dias úteis das 9 às 13 horas e das 15 às 19 horas actividades 1 ginástica 2 cerâmica/olaria 4 sala de estudo apoio e orientação de trabalhos de casa para as aulas do dia seguinte e algumas actividades plásticas ctctctct capoeira inscrição 10,00 mensalidade sócio/filho sócio 30,00 não sócio 45,00 horário 3.ª e 5.ª feira das 21 às 22.30 horas q&b informÁtica inscrição ensino para crianÇas mensalidade sócio/filho sócio 24,00 grátis danÇa de salÃo inscrição 10,00 mensalidade 1 x semana sócio/filho sócio 16,00 não sócio 31,00 2 horas/semana word excel powerpoint mensalidade não sócio 35,00 horário 2.ª e 4.ª feira das 21.00 às 23.30 horas 2.ª e 5.ª feira 20 às 21 h sócio 42,00 n/sócio 48,00 apoio ao ensino inscrição 10,00 pagamento grupo individual 5.º e 6.º ano 9,00 h 12,00 7.º 8.º e 9.º ano 10,00 o 13,00 10.º e 11.º ano 12,00 r 14,50 12.º ano 13,00 a 15,50 ensino superior 19,00 Álgebra linear e análise i e ii ginÁstica inscrição 10,00 mensalidade manutenção e step veteranas crianças sócio 22,00 sócio 12,00 não sócio 20,00 filho sócio 22,00 não sócio 35,00 2xsemana não sócio 35,00 gqbcab escola de mÚsica piano c/formação musical inscrição mensalidade 1 hora/semana horário de 3.ª a 5.ª feira 10 às 13 15 às 16 e 21 às 23 h 6.ª feira 10 às 13 e 15 às 16 h grátis 87,50 23,00 rtrvtrvr aulas de estanho inscrição mensalidade 1 x semana sócio/filho sócio 35,00 grátis 9 9

[close]

p. 10

histÓria ainda a histÓria da corporaÇÃo incêndios alertaram para necessidade de um corpo de bombeiros em sacavém parte ii josé a b franco caros leitores da revista da cooperativa ontinuamos nesta edição a revelar como surgiu o corpo de bombeiros voluntários de sacavém depois de vários incêndios e incidentes que afectaram a população de sacavém respectivo auto sacavém estará hoje em festa que será abrilhantada pela fanfarra sacavenense a estação de incêndios está ornamentada com bandeiras portuguesas flores verduras e em frente do edifício há também ornamentações e à noite haverá vistosa iluminação à veneziana por sua vez o século de 5 dezembro bem como outros jornais relata a festa nova estação de incêndios com a assistência do sr presidente da câmara de loures que se fez acompanhar pelo mestre-de-obras do município sr sousa câmara realizou-se ontem pelas sete horas da noite a inauguração da nova estação de serviço de incêndios nesta localidade que foi instalada na propriedade do nosso amigo sr joão balbino de sousa situada na rua da victória a bomba que se achava depositada junto à ermida de nossa senhora da saúde seguiu dali acompanhada da fanfarra da academia instrução e recreio sacavenense que fora convidada para abrilhantar este acto do novo corpo de bombeiros voluntários e de muito povo percorrendo as ruas direita e da victória até em frente da casa onde reside o ex-vereador sr fernando duarte costa a quem se deve este importantíssimo melhoramento que há muito era reclamado dando em seguida entrada na nova estação reinou grande entusiasmo subindo ao ar muitos foguetes finda a cerimónia da instalação foi servido um jantar de antemão preparado na casa de pasto do sr painim ao toast levantaram-se muitos vivas à câmara de loures aos srs fernando duarte costa souto maior vereador antónio ferreira dos santos e outros por fim o sr dine presidente da câmara fez uma alocução que causou entusiasmo sendo calorosamente aplaudido o jornal a vanguarda de 6 de dezembro voltava a dar notícia do acontecimento nova corporação de bombeiros voluntários de sacavém em complemento às noticias que temos publicado com esta epígrafe devemos dizer o sr fernando duarte costa ex-vereador da câmara de loures tem sido alvo de grandes e justas manifestações pois a ele se deve ter sacavém uma bomba de incêndios porque na época em que foi vereador trabalhou para conseguir esse melhoramento e quando este material necessitou de concerto à sua custa o pagou e não foi tão pequena despesa que não importasse em perto de 60$000 reis todas as felicitações que tem merecido o sr costa são por isso de todo o ponto merecidas mas o caricato desta situação é que o vereador eleito pelos progressistas para o triénio de 1899/1902 não satisfeito com a notícia que dava os louros à anterior vereação e querendo tirar dividendos políticos da situação escreveu uma carta a desmentir a notícia que foi publicada no jornal o século e na vanguarda com o seguinte teor o sr pedro dias de sousa escreveu-nos a seguinte carta sr redactor tendo visto no seu jornal uma notícia referente a esta associação cumpre-me dizer-lhe que é inexacta essa notícia o sr fernando duarte costa em nada contribuiu para este melhoramento não sendo ouvido nem consultado não chegando mesmo a representar-se nesse acto É c retomamos a história pela notícia do jornal a vanguarda de 4 dezembro de 1899 que anuncia a festa nova corporação de bombeiros voluntários em sacavém pelas 5h da tarde de hoje festeja-se a instalação da nova corporação de bombeiros voluntários de sacavém com a comparência do sr presidente da câmara de loures e do vereador do pelouro de via e obras o artigo continua referindo que o presidente fará a entrega da bomba da câmara que tem o n.º 2 e todo o material de incêndios lavrando-se o 10

[close]

p. 11

histÓria certo existir aqui há 2 anos uma bomba de incêndios porém completamente inútil e desprovida de todos os acessórios tanto assim que incendiandose há pouco aqui um estabelecimento este ardeu por completo morrendo o proprietário e a bomba não compareceu embora reclamada em altos gritos pelo povo foi a actual vereação de loures que mandou agora preparar todo o material gastando grandes quantias achando-se apta a acudir ao primeiro sinistro e não o sr costa como diz aquela notícia sacavém 6 dezembro 1899 o vereador pedro dias de sousa ambos os jornais desmentem o referido vereador com o argumento seguinte vejamos o do o século de 10 dezembro 1899 a carta que o sr vereador pedro dias de sousa fez publicar no século como desmentido à minha correspondência do dia 5 do corrente para o mesmo jornal precisa completa rectificação foi o sr fernando duarte costa exvereador da câmara transacta quem fez a aquisição da bomba e todos os utensílios indispensáveis para o serviço de incêndios nesta localidade É este facto tão verdadeiro que basta transcrever o seguinte ofício para mostrar a má fé em que persiste o signatário da referida carta eis o ofício il.mo e ex.mo sr tendo esta câmara em sua sessão de hoje deliberado encarregar o sr vereador pedro dias de sousa de arranjar casa para alojamento da bomba e mais material de incêndios pertencentes a este município e que se acha em poder de v exª rogo por isso se digne fazer entrega da aludida bomba e mais utensílios ao mesmo vereador deus guarde etc secretaria da câmara municipal do concelho de loures 10 de agosto de 1899 il.mo e ex.mo fernando duarte costa sacavém a o vice-presidente da câmara antónio ferreira dos santos É evidente que tanto a bomba como os utensílios prontos para o seu bom funcionamento construção do novo quartel em bom andamento existiam em poder do sr fernando costa a quem se deve a sua aquisição e os necessários arranjos para a regular execução dos serviços para que tudo se destinava como foi então que a câmara actual despendeu quantias importantes na reparação deste mesmo material o sr costa fez entrega do mesmo material por uma relação que temos presente não carecendo este de quaisquer reparos para poder funcionar no incêndio a que se refere a mesma carta não podia a bomba ser utilizada porque nessa data 14 de agosto de 1897 ainda não existia este melhoramento em resumo está provado a evidência que a bomba e os seus apêndices foram adquiridos pelo sr fernando costa e conservados em seu poder até à data de ofício em que a câmara os mandou entregar ao actual vereador sr dias de sousa de que passou recibo fica pois o publico informado da expressão da verdade procedimento este que costume seguir em todas as minhas correspondências e para arrematar vejamos o que diz o correspondente do jornal a vanguarda de 13 dezembro corporação dos bombeiros voluntários de sacavém o nosso correspondente de sacavém escreve-nos dizendo confirmar as suas anteriores correspondências relativamente ao facto da bomba de incêndios cedida à nova corporação dos bombeiros voluntários de sacavém pela câmara de loures diz-nos ele novamente que esse melhoramento se deve ao sr fernando duarte costa quando vereador da citada câmara que empenhou todos os seus esforços para esse fim conseguindo que a bomba que então existia e que se achava muito avariada tivesse os preciosos concertos que foram feitos na oficina do sr capucho e que nessa mesma ocasião foram adquiridas as mangueiras e outros utensílios indispensáveis mas pondo interesses políticos de parte bem hajam por existirem 11

[close]

p. 12



[close]

Comments

no comments yet