Revista 21

 

Embed or link this publication

Description

Cooperativa a sacavenense

Popular Pages


p. 1

marÇo n.º 21

[close]

p. 2

abertura editorial em início de 2006 terminou o ciclo de eleições para os diversos órgãos e poderes da nação portuguesa autarquias assembleia da república governo e presidência da república agora é tempo de esperança nas promessas de dias melhores para todos os portugueses pois a crise económica social política e de valores é para vencer mobilizando vontades orientando capacidades e aproveitando os recursos e também potenciando a criatividade dirigindo inteligências estimulando o prazer da escrita título o prisma e o pêndulo autor robert p crease editora publicações europa-américa a ciência é bela defende o aclamado filósofo e historiador da ciência robert p crease nesta cativante exploração das mais belas experiências científicas da história o resultado é uma viagem absorvente através de 2500 anos de inovação científica e ao longo do percurso obteremos vislumbres sobre a personalidade e o pensamento criativo de alguns dos mais interessantes personagens do mundo da ciência veremos a primeira medição do perímetro da terra realizada no terceiro século a c por eratóstenes visitaremos o hipnotizante pêndulo de foucault encontraremos galileu retirando inspiração da sua formação musical para medir a queda dos corpos e viajaremos ao mundo quântico nas mais belas experiências de sempre também aprenderemos porque estas dez experiências exercem um tão rápidas directas sociedade columbÓfila de sacavÉm foram eleitos no passado dia 21 de janeiro os novos corpos gerentes da sociedade columbófila de sacavém para o cargo de presidente da direcção foi eleito manuel bento que vai ser coadjuvado pelo secretário manuel machado e pelo tesoureiro antónio calvo sempre o trabalho e o mérito dos portugueses os portugueses não querem portugal a andar para trás e entretanto já passaram mais de 30 anos desde o 25 de abril de 1974 nós na cooperativa a sacavenense tentamos lutar contra a mar e coné cretizar projectos que contribuem para dignificar a nossa cidade como é o caso do clube de saúde a direcção poderoso domínio sobre a sua imaginação desde o mundo antigo até às fronteiras mais recentes da física estes dez momentos revelam algo de fundamental sobre o mundo revelando a elegância da natureza título tesouros divinos relíquias da arca de noé ao sudário de turim autor steven sora editora publicações europa américa o sudário de turim será um embuste medieval elaborado ou será nada menos que uma prova da ressurreição a cabeça de são joão baptista estará em frança em damasco ou terá sido recentemente desenterrada perto do mar morto as maravilhas da ciência moderna irão desmentir os mistérios das relíquias sagradas veneradas há mais de dois milénios ou confirmarão sem margem para dúvida o que centenas de milhões de fiéis sempre souberam no íntimo dos seus corações e das suas almas É a resposta a estas perguntas que steven sora se propõe a descobrir em tesouros divinos título paranóia autor joseph finder editora editorial presença joseph finder é um internacionalmente conhecido autor de romances de espionagem que com a queda do muro de berlim deslocou o foco das suas atenções para outros campos de batalha como o da concorrência entre as grandes corporações de alta tecnologia neste livro adam cassidy é um jovem que trabalha para a wyatt telecom e que de repente se vê forçado a optar entre várias décadas na prisão ou infiltrar-se na principal concorrente a trion systems como espião escrito com clareza e inteligência um enredo cheio de inesperadas reviravoltas excelentes diálogos e caracterização de personagens este é um romance que não dá tréguas ao suspense o autor joseph finder é considerado como tendo reescrito as regras do thriller contemporâneo dia da mulher cerca de 150 mulheres marcaram presença num jantar no passado dia 8 de março na academia recreativa de sacavém com o objectivo de assinalar o dia internacional da mulher a junta de freguesia também se associou à iniciativa oferecendo uma flor a cada participante novo quartel avanÇa a bom ritmo realizou-se no passado dia 25 de fevereiro nas futuras instalações dos bombeiros de sacavém a cerimónia do pau de fileira que assinala o final da fase de colocação de betão armado na estrutura as obras do novo quartel dos bombeiros voluntários de sacavém têm avançado a bom ritmo esperando-se que no próximo mês de agosto os trabalhos estejam concluídos clube recreativo de sacavÉm a nova direcção do clube está apostada em reabrir as portas da colectividade num prazo máximo de dois meses recorde-se que esta associação está encerrada desde junho do ano passado e que a sede social precisa de reparações urgentes ficha tÉcnica propriedade a sacavenense cooperativa de consumo crl rua antónio ricardo rodrigues 3 piso2 2685-022 sacavém tel 21 940 54 90 fax 21 941 96 86 e-mail coopsacavenense@netcabo.pt site www.coopasacavenense.pt.vu produção ordem de ideias cooperativa de informação comunicação e produção de eventos estrada nacional 10 n.º 68-2.º esq 2625-123 póvoa de santa iria tel 21 956 97 95 21 956 97 97 fax 21 956 97 96 e-mail ordemdeideias@mail.telepac.pt impressão grafis tiragem 3.000 exemplares distribuição gratuita coopsacavenense@netcabo.pt www.coopasacavenense.pt.vu 2 responsabilidade das afirmações constantes nos textos é de quem as profere

[close]

p. 3

mÚsica ideia partiu de grupo de associados clube de jazz a caminho s ete sócios da cooperativa a sacavenense apresentaram um projecto que visa criar um clube ou núcleo de jazz o objectivo é ocupar o bar de inverno da associação todas as sextas-feiras das 21h às duas da manhã e realizar acções relacionados com este tipo de música carlos pinheiro um dos mentores deste projecto explica que a ideia surgiu porque já existe tradição de jazz no concelho de loures e gente interessada por música este grupo de amigos sócios da cooperativa decidiu avançar com este projecto porque há tradição de jazz em loures a nível de festivais o próprio município realizou um festival de jazz durante dez anos por outro lado a sacavenense já fez três mini-festivais de jazz e há gente em sacavém que gosta de jazz e música lembra ainda não há data definida para o arranque do projecto mas o que está pensado é que todas as sextas-feiras à noite será passada música na área do jazz com recurso a material discográfico diversificado e em cada noite será dado destaque a um determinado músico de culto ou a um instrumento musical haverá também lugar para outras actividades como a realização de jam sessions sessões de música ao vivo com músicos convidados exposições temáticas e tertúlias debates ou conferências sobre a temática do jazz queremos começar este ciclo de jazz porque é uma vertente que actualmente o concelho não tem as freguesias não têm mas há público interessado por isso a nossa intenção é fechar ao final de um ano com um festival de jazz de sacavém realizado aqui na cooperativa esclareceu carlos pinheiro na sequência da criação deste núcleo na cooperativa pode ainda vir a ser criada uma banda de jazz já que alguns dos proponentes deste projecto estão ligados à música a ideia é aproveitar um equipamento que esta casa detém e que é uma espé cie de estúdio nós comprometemo-nos em criar um grupo que depois possa dar alguns espectáculos para os associados garantiu o grupo de sócios que pretende levar a cabo esta iniciativa é composto por carlos pinheiro orlando lucas pinheiro joão monteiro nuno campos josé camaçho richard lavita e helder pinheiro 3

[close]

p. 4

carnaval 2006 a sacavenense animou ruas de loulé a cooperativa a sacavenense marcou presença no carnaval mais a sul do país cerca de 100 elementos da cooperativa viajaram até loulé onde passaram os dias 27 27 e 28 de fevereiro e participaram no desfile de carnaval local um dos mais conhecidos e animados de portugal a animação diversão e convívio foram uma constante entre os participantes que animaram as gentes locais com os seus fatos coloridos e boa disposição carnaval infantil em sacavém no passado dia 24 de fevereiro foi a vez dos mais jovens saírem à rua com as mais diversas fatiotas carnavalescas o carnaval infantil de sacavém juntou nas ruas da cidade centenas de crianças de várias escolas num ambiente de grande animação 4

[close]

p. 5

secÇÕes nos dias 8 e 9 de abril na cooperativa workshop de dança oriental a cooperativa a sacavenense vai organizar nos próximos dias 8 e 9 de abril um workshop de dança oriental que contará com a presença de uma dançarina e professora profissional e onde serão abordados as componentes técnicas e teóricas desta actividade de acordo com o programa o objectivo deste curso é perceber a mecânica da dança oriental como funciona em termos de ritmo isolamentos combinações e vocabulário base segundo sara toscano responsável pelo curso a ideia da dança oriental está muito deturpada criou-se uma imagem muito fantasiada e fictícia por isso quero fazer uma abordagem teórica e depois outra mais geral em termos de movimentos o workshop terá a duração de dois dias com sessões de duas horas diárias a primeira aula será composta por aquecimento abordagem à linguagem da dança oriental movimentos precisos de anca acentuações movimentos suaves de braços ondulações sequências combinação de movimentos breve história da dança oriental com visualização de imagens a segunda aula terá aquecimento isolamentos movimentos redondos de anca círculos trabalho de peito e uma coreografia sara toscano tem 23 anos trabalha no banco alimentar contra a fome como voluntária e dá aulas de dança numa escola em odivelas começou a praticar dança oriental há 5 anos e nos últimos tempos esteve seis meses na holanda a aprender danças turcas marroquinas e indianas e outros seis meses na grécia onde tomou contacto a dança grega antiga para participar no workshop aberto a todos os associados recomenda-se roupa confortável ou seja top maiô ou t-shirt justa para se perceberem os movimentos da barriga calças largas ou saia comprida e meias 5 5

[close]

p. 6

aniversÁrio cooperativa comemora 106 anos com uma boa prenda projecto do clube de saúde aprovado pelo município durante a sessão solene das comemorações 106.º aniversário da fundação da cooperativa a sacavenense foi anunciado pelo presidente da câmara municipal de loures carlos teixeira a aprovação a 19 de janeiro de 2006 do projecto para a construção do clube de saúde uma das grandes ambições dos dirigentes da cooperativa dos associados e dos sacavenenses já que é uma mais valia para a cidade tão carenciada de infra-estruturas de lazer 6

[close]

p. 7

aniversÁrio a edificação deste clube nas instalações do edifício sede vai proporcionar a construção de piscinas e de lojas de âncora que vão criar uma nova dinâmica no movimento associativo e cooperativo em sacavém ao anunciar a aceitação do projecto carlos teixeira considerou que o mesmo foi aprovado em tempo recorde e lembrou que vai diligenciar que o clube de saúde seja uma realidade o mais breve possível tem de haver um esforço conjunto entre o município de loures a junta de freguesia de sacavém e a cooperativa para poder proporcionar ao associados e à comunidade o usufruto das suas piscinas no seu discurso o autarca disse que a sacavenense deve ser uma cooperativa aberta à sociedade de forma a trazer as pessoas à sua sede ribeiro dos santos presidente da cooperativa anunciou que a partir deste momento se vão iniciar diligências junto dos bancos para obter os recursos financeiros para a construção do clube de saúde a preços actuais os custos ascendem a cerca de 750 mil euros que vão ser pagos em dez anos no entanto é importante lembrar que este é um projecto que se paga a si próprio já que vai dispor de lojas de apoio assim como as pessoas que pretendam frequentar o clube vão contribuir para o seu pagamento o presidente recordou no seu discurso que há mais de dez anos que a cooperativa não deve nada a ninguém depois de a ter encontrado à beira da falência com encargos financeiros de mil contos mensais estávamos na perspectiva de ser aplicada uma penhora a todos os nossos bens hoje temos a situação financeira saneada e normalizada para isso tivemos de mudar de rumo abdicámos de princípios que nos tinham guiado e começamos a trabalhar nas áreas da cultura recreio lazer e desporto ao mesmo tempo que cedemos as nossas instalações para a prestação de serviços a outras entidades ribeiro dos santos considerou que o movimento que deu origem à cooperativa é um movimento de cidadania lembrando que o movimento cooperativo é um campo aberto que pode levar ao investimento económico pois nem todas as cooperativas estão vocacionadas para a cultura desporto e recreio numa altura de crise as cooperativas são uma área importante para o desenvolvimento da economia para o presidente do inscoop canaveira campos é bom que existam referências que juntem uma comunidade a cooperativa é uma casa onde somos recebidos como uma família segundo o máximo dirigente do movimento cooperativo nacional este ano vai ser um período importante frases a preços actuais os custos do clube de saúde ascendem a cerca de 750 mil euros que vão ser pagos em dez anos ribeiro dos santos para as cooperativas pois a união europeia estabeleceu um ordenamento jurídico para a criação de cooperativas a nível europeu com esta nova decisão reconheceu-se o valor das cooperativas e de um movimento económico e social de extrema importância o representante da junta de freguesia de sacavém josé leão diz que hoje olha para a cooperativa de uma forma diferente há doze anos fiz parte da equipa que se apresentou para recuperar esta casa agora sinto que valeu a pena excedendo as melhores expectativas o movimento cooperativo do distrito de lisboa fez-se representar por luís cabrita responsável da fenacoop e da coop lisboa que prestou homenagem a todos os homens e mulheres que se têm dedicado ao movimento cooperativo em particular àqueles que estiveram na génese de a sacavenense e aos que durante mais de um século a lideraram presentes na cerimónia estiveram representantes das associações instituições e colectividades da freguesia assim como vários associados foi aproveitada a data para entregar emblemas de ouro e prata ao 96 associados com 50 e 25 anos respectivamente foram ainda entregues os prémios do concurso de presépios que a cooperativa levou a efeito na quadra natalícia vou fazer todas as diligências para que o clube de saúde seja uma realidade em breve carlos teixeira uma casa com esta dimensão muito honra a cidade e o concelho josé leão o valor mais importante para as cooperativas são as pessoas canaveira campos as cooperativas são o principal grupo financeiro de capitais portugueses a intervir no mercado nas suas mais diversas envolventes luís cabrita 7

[close]

p. 8

secÇÕes atletismo junta 600 atletas vi circuito do centenário da cooperativa a sacavenense d ecorreu no dia 8 de janeiro na cidade de sacavém o vi circuito do centenário da cooperativa a sacavenense inserido no 22.º troféu corrida das colectividades uma iniciativa da divisão de desporto da câmara municipal de loures com a participação das juntas de freguesia e colectividades do concelho organizada pela cooperativa a sacavenense a prova inaugural contou com a participação de cerca de 600 atletas em representação de 34 clubes nacionais cujos primeiros classificados nas diversas categorias foram os seguintes benjamins masculinos 1.º pedro brito a.r.c.d de vila de rei 2.º-luís borges sporting da reboleira 3.º andré oliveira g.r.d os fixes benjamins femininos 1.º-liliana cabral sporting da reboleira 2.º-vanessa simões ingleses futebol clube 3.º -mueri mia g.d os patuscos de vialonga iniciados masculinos 1.º pedro lopes leões apelaçonenses 2.º smit mendes g.r.d 2os fixes 3.º ricardo santos a.r.c.d de vila de rei iniciados femininos 1.º filomena sambe sporting da reboleira 2.º nádia mendes sporting da reboleira 3.º a.r.c.d de vila de rei infantis masculinos 1.º alexandre santos a.r.c.d de vila de rei 2.º ivo fernandes sporting da reboleira 3.º cláudio zumbane a.c.r da mealhada infantis femininos 1.º sara machado a.c.r da mealhada 2.º amélia vitorino a.c.r da mealhada 3.º tatiana pratas c.d.r de porto covo juvenis masculinos 1.º joão paulo 2.º joão brito 3.º miguel santos todos da a.r.c.d de vila de rei juvenis femininos 1.º marisa borges sporting da reboleira 2.º sandra protásio individual 3.ºdébora durães a.c.r da mealhada juniores masculinos 1.º bruno rodrigues c.s marítimo 2.º daniel fernandes leões apelaçonenses 3.º josué silva sporting da reboleira juniores femininos 1.º cármen tavares sporting da reboleira 2.º rita miranda joma 3.º maram baldé sporting da reboleira seniores masculinos 1.º josé da luz c.a da baixa da banheira 2.º paulo taveira u.r do dafundo 3.º g.d.r da reboleira seniores femininos 1.º filipa coelho joma 2.ºsandra pinto joma 3.º c.s marítimo veteranos i 1.º josé inácio g.d.r da reboleira 2.º eugénio neto g.d.r da reboleira 3.º rui faustino s.s.c trabalhadores da c.m de palmela veteranos ii 1.º josé santos juventude das neves 2.º josé gil g.d.r da reboleira 3.º jorge reis u.r do dafundo veteranos iii 1.º silvestre gomes u.r do dafundo 2.º filipe silva g.d.r da reboleira 3.ºaires pratas c.c.d câmara de loures veteranos iv 1.º manuel chamusca cooperativa a sacavenense 2.º mário gonçalves linda-apastora sport clube 3.º augusto cruz c.c.d câmara de loures veteranos v 1.º carlos silva u.r do dafundo 2.º dinis sousa g.a super estrelas 3.º manuel tiago atlético das patameiras veteranas a 1.º fátima santos juventude das neves 2.º isabel santos f.f paz mundial 3.ºelsa anacleto g.r.d os fixes veteranas b 1.º anabela pereira c.s marítimo 2.º ana barata c.a da baixa da banheira 3.ºfátima abreu g.d os patuscos de vialonga classificação por equipas 1.º sporting da reboleira 2.º leões apelaçonenses 3.º a.r.c.d de vila de rei a equipa representativa da cooperativa a sacavenense posicionou-se na sétima posição 8

[close]

p. 9

secÇÕes mensalidade sócio/filho sócio 30,00 não sócio 45,00 horário 3.ª e 5.ª feira q&b informÁtica inscrição ensino para crianÇas mensalidade sócio/filho sócio 24,00 não sócio 31,00 2 horas/semana grátis animaÇÃo infantil pré-primária e primária 4 aos 10 anos inscrição 10,00 mensalidade filho sócio 55,00 não sócio 75,00 informática 1 x semana 9,00 2 x semana 15,00 das 21 às 22.30 horas danÇas de salÃo inscrição 10,00 mensalidade 16,00 word excel powerpoint mensalidade 2.ª e 5.ª feira 20 às 21 h sócio 42,00 n/sócio 48,00 horário dias úteis das 9 às 13 horas e das 15 às 19 horas 1 x semana sócio/filho sócio não sócio 35,00 actividades 1 ginástica 2 cerâmica/olaria 4 sala de estudo apoio e orientação de trabalhos de casa para as aulas do dia seguinte e algumas actividades plásticas horário 2.ª feiras das 21.00 às 23.30 horas gqbcab escola de mÚsica piano c/formação musical inscrição mensalidade 1 hora/semana grátis 87,50 ginÁstica inscrição 10,00 mensalidade manutenção horário de 3.ª a 6.ª feira sócio 22,00 sócio 12,00 não sócio 20,00 filho sócio 22,00 não sócio 35,00 10.00 às 13.00 h 15.00 às 16.00 h apoio ao ensino inscrição 10,00 e step 2xsemana não sócio 35,00 veteranas pagamento grupo individual crianças 5.º e 6.º ano 9,00 h 12,00 7.º 8.º e 9.º ano 10,00 o 13,00 10.º e 11.º ano 12,00 r 14,50 12.º ano 13,00 a 15,50 ensino superior 19,00 Álgebra linear e análise i e ii karatÉ inscrição 10,00 mensalidade crianças filho de sócio 10,00 não sócio adultos 20,00 sócio 15,00 não sócio 25,00 horário manutenção 5.ª feira 20.15 às 21.00 h step veteranas 3.ª feira 20.15 às 21.00 h 2.ª feira 10.00 às 10.45 h 4.ª feira 10.00 às 10.45 h crianças dos 3 aos 14 anos 2.ª e 4.ª feiras 09.15 às 10.00 h 23,00 ctctctct capoeira inscrição 10,00 dos 3 aos 7 anos 16.45 às 17.30 h dos 8 aos 14 anos 17.30 às 18,15 h horário 3.ª e 5.ª feiras 10.00 às 19.00 horas 9 9

[close]

p. 10

histÓria ainda a histÓria da corporaÇÃo incêndios alertaram para necessidade de um corpo de bombeiros em sacavém parte iii josé a b franco caros leitores da revista da cooperativa inda antes voltar a falar do inicio da formação dos bombeiros voluntários de sacavém devo prestar homenagem a esta prestimosa instituição pelo trabalho incansável que tem desenvolvido ao longo da sua existência em prol da população de sacavém fazendo um apreciado trabalho meritório na localidade que a viu nascer e não só mas também por isso lhes está a ser erigido o novo quartel que sem falsa modéstia muito o merecem loures e de sacavém por causa do material para incêndios que eu aproveito para relatar neste artigo se estou revelando algumas situações que tolhe pela negatividade certas acções do passado tem o primado de ilustrar o quanto era difícil naquele tempo erigir as instituições que as localidades careciam o executivo de loures para o triénio 1899/91 procurou neste mandato organizar os bombeiros em loures e sacavém ver o artigo anterior para o ilustrar vejamos os relatos que a este propósito refere o jornal a vanguarda de 20 outubro 1899 sobre os bombeiros de loures material de incêndio loures 17 chegou aqui domingo ultimo o sr agostinho j f dine digno presidente da câmara municipal deste concelho acompanhado pelo nosso amigo costa digno instrutor dos bombeiros municipais de odivelas e por quatro bombeiros para fazerem exame ao material de incêndio que existe nos paços do concelho procederam-se a algumas experiências mas não deram resultado algum por motivo de todas as mangueiras estarem em péssimo estado e rotas o sr costa perguntou a um bombeiro que aqui existe por diferentes utensílios que faltam no a naquele tempo o começo das organizações e os necessários apoios que estas as instituições precisavam eram difíceis nomeadamente os que provinham da câmara e geravam por vezes polémica o vereador em exercício da iluminação pedro dias de sousa que gerou o mal entendido que apontei no anterior artigo desta vez talvez movido pela necessidade de colaborar e se afirmar entre os bombeiros de sacavém fez parte desta instituição como tesoureiro mas ao contrário do que se esperava gerou-se um mal estar entre os bombeiros de carro bomba o tal bombeiro que é o encarregado da limpeza respondeu que quando tomou conta do material já faltavam muitas coisas porque os bombeiros da extinta corporação deram os capacetes e machadinhas algumas das quais estão partindo carne e fazendo outros serviços em diferentes casas de pasto o sr presidente incumbia o dito encarregado e o empregado jaime de fazerem uma relação e averiguar onde estão esses apetrechos afim de serem recolhidos à estação dos bombeiros porque agora vão montar novo material de incêndios sim isto quer 10

[close]

p. 11

histÓria dizer eleições à porta também foi dito pelo sr presidente que se ia organizar uma nova corporação de bombeiros oxalá assim seja mas em 12 dezembro1899 a vanguarda refere que foi formada uma comissão organizadora de bombeiros voluntários loures 10 pelas 2 ½ da tarde de hoje teve lugar na sede da associação musical recreio de loures a segunda reunião de indivíduos que se propõem organizar um corpo de bombeiros voluntários foi o sr cassiano rodrigues ramalho na qualidade de presidente da comissão organizadora o 1º a fazer uso da palavra declarando aberta a sessão propostos a servirem na direcção presidente manuel subtil vice-presidente cassiano ramalho 1º secretário alberto da câmara 2º secretário manuel simões tesoureiro manuel marques raso tendo sido eleito por unanimidade o sr ramalho convidou o presidente da direcção a tomar o lugar que lhe competia e em 4 janeiro 1900 o mesmo jornal relata já a recepção do material de incêndios loures 2 a associação dos bombeiros fez uma esplêndida recepção ao material de incêndios que pela câmara municipal lhe foi confiado a recepção do material coincidiu com a esclarecimento da abvs no seguimento de uma notícia publicada na última edição da revista da cooperativa a sacavenense relativa ao aniversário da secção da associação dos bombeiros voluntários de sacavém em santa iria de azóia esta instituição fez chegar à nossa redacção uma nota que visa prestar algumas informações/esclarecimentos sobre o texto publicado são os excertos dessa nota que de seguida passamos a transcrever a associação dos bombeiros voluntários de sacavém e o seu corpo operacional têm como área de actuação/intervenção legalmente definido um conjunto de 7 freguesias nas quais se incluem as freguesias de são joão da talha e santa iria de azóia mencionadas no artigo em referência nesse sentido e contando com a prestimosa colaboração e voluntariado de um conjunto de cerca de 150 bombeiros cabe à abvs responder eficazmente à segurança de cerca dos 100 mil habitantes das freguesias da apelação bobadela prior velho sacavém santa iria de azóia são joão da talha e unhos abertura da estação que está instalada numa dependência do edifício da câmara o corpo de bombeiros comandado pelo sr mateus da costa digno instrutor era acompanhado pela banda da sociedade recreio musical de loures o cortejo percorreu as principais ruas recolhendo por ultimo à estação onde o sr subtil presidente da direcção leu um discurso estimulando a boa vontade de todos a direcção ofereceu um copo de água aos convidados no restaurante correia corpo activo dos bombeiros e banda de musica continua na próxima edição 11

[close]

p. 12



[close]

Comments

no comments yet