Jornal Principia 1ªed.

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

rincipia campo grande ms março abril maio 2008 1 ufms recebe calouros saudamos a todos os calouros da ufms sabemos o quanto significa para os jovens vestibulandos de nosso estado a entrada em uma instituição pública de ensino superior com a nossa história e tradição a universidade pública é mantida pelo conjunto da sociedade por meio do estado brasileiro e sua principal vocação conforme o que é disposto na constituição federal em seu artigo 207 é a de manter um compromisso social garantido pela indissociabilidade entre ensino pesquisa e extensão o maior compromisso social da ufms é a construção de uma sociedade mais justa cujos pressupostos básicos estabelecem um novo e diverso mercado de relações novas formas de organização e de critérios e qualidades fortalecidas no ser humano neste contexto a extensão universitária é o principal eixo institucional capaz de articular e imprimir um novo rumo à universidade brasileira e de contribuir significativamente para a mudança da sociedade a extensão deve ser uma função política fundamentada no diálogo horizontal universidade-sociedade para construção de uma universidade humanística na ufms o acadêmico não apenas pode participar de ações de extensão mas pode também coordenar ações próprias esse diferencial de nossa instituição infelizmente raro oferece aos alunos maiores horizontes de ação ampliando suas possibilidades de participação acadêmica no contexto interno e externo portanto saudamos os calouros da ufms em 2008 convidando-os à participação plena na vida acadêmica o que só é alcançado com o envolvimento de cada um nas ações de ensino pesquisa e extensão para esses alunos um novo horizonte de oportunidades e descobertas será vislumbrado a cada etapa vencida bem vindos profa rosa maria fernandes de barros pró-reitora de extensão cultura e assuntos estudantis da ufms clube de astronomia carl sagan saiba também sobre saturno astrônomos na calçada calendário da estação e atividades artigo do doutorando do programa de pós-graduação em ecologia e conservação da ufms biólogo josé milton longo página 4 página 6 cidade universitária caixa postal 549 cep 79070-900 fone 0xx67 3345-7030 fax 0xx67 3345-7513 campo grande ms brasil

[close]

p. 2

rincipia março abril maio 2008 ciência terá sua casa em campo grande a casa estará em meio à natureza no parque das nações indígenas local de lazer observação e cultura concebida em julho de 2006 a casa da ciência de campo grande é há muito objeto de desejo dos docentes e discentes da ufms e principalmente dos munícipes da cidade com uma população de aproximadamente 800 mil habitantes campo grande carece de espaços voltados à difusão da ciência tecnologia e educação ambiental encontrados em outras capitais que possuem planetário museu de ciência jardim botânico e zoológico em julho de 2006 a pedido da então superintendente de c&t do mato grosso do sul profª drª sônia maria jin um grupo de professores do ccet centro de ciências exatas e tecnologia da ufms drª dorotéia f bozano drª isabela p cavalcante e dr hamilton p s corrêa elaboram um projeto para a construção do primeiro centro de ciência para a cidade apoiada pela bancada de deputados do mato grosso do sul e com especial apoio do deputado federal por ms antônio carlos biffi a superintendente encaminhou o projeto ao ministério de ciência e tecnologia com o intuito de captar recursos junto ao governo federal para sua execução com parecer positivo dado ao projeto após algumas adequações propostas pelo mct foram disponibilizados pelo ministério recursos da união no montante de 520 mil reais para a sua execução num prazo de dois anos com o empenho dos recursos sendo realizado em dezembro de 2006 porém devido ao contingenciamento no orçamento federal ocorrido no primeiro semestre de 2007 os recursos só foram depositados na conta da fapec fundação responsável pela gerência dos recursos via convênio com a ufms em final de julho do ano passado em agosto de 2007 então é criado pelo departamento de física o programa de extensão da ufms casa da ciência de campo grande e são dados os primeiros passos para que este sonho se concretize e nasça a casa da ciência neste início de março a casa como é chamada carinhosamente por alguns alunos e professores completou sete meses e muitas ações já ocorreram abrigada provisoriamente no departamento de química conta com o apoio dos professores deste departamento principalmente da profª drª marcia helena rizzo da matta chefe do departamento que além de disponibilizar o espaço da experimentoteca cedeu um computador e acesso à internet sem os quais seria muito difícil o início dos trabalhos e disponibilizou uma sala para receber provisoriamente os 20 computadores da casa da ciência cuja aquisição está em curso e que futuramente serão transferidos para o seu telecentro agradecemos a todos os departamentos e professores que têm apoiado este programa especialmente à profª drª andrea naguissa yuba que colaborou para as primeiras concepções das edificações e ao prof me caio nogueira hosannah cordeiro por ter abraçado fortemente esta causa e junto com seus estudantes ter concebido um maravilhoso projeto arquitetônico para a casa que ao término de sua construção com certeza será uma das edificações mais belas da cidade digna de cartão postal o prof dr hamilton pavão que tem colaborado na sensibilização da mídia e de políticos locais para a importância da construção deste espaço para a cidade como forma de popularizar a ciência estimulando jovens de todas as camadas sociais para carreiras científicas e difundindo a ciência como forma de promover a inclusão social e a redução das desigualdades a lista é longa e se estenderia em muito se fôssemos citar todos os departamentos professores e funcionários que têm ajudado e apoiado esta idéia.

[close]

p. 3

rincipia março abril maio 2008 aprenda produção de jogos alternativos e material paradidático para ensino e divulgação da ciência e educação ambiental ciência na praça é legal levar aos freqüentadores das praças municipais da cidade de campo grande a ciência tecnologia através de uma abordagem lúdica interativa casa da ciência virtual por meio de ferramentas inteligentes interativas a população terá acesso a artigos entrevistas notícias sobre eventos e atualidades poderá expor suas dúvidas e opiniões conversar com especialistas com o conforto de fazê-lo via internet clube de astronomia carl sagan grupo de astrônomos amadores e profissionais bem como todos os interessados em discussões e informações sobre telescópios astrofotografia livros e pesquisas em geral da área de astronomia principia um jornal trimestral que trará não só as notícias mais importantes sobre tudo o que acontece dentro da casa mas também sobre o mundo espetacular da ciência da tecnologia e da cultura sinceramente a casa agradece do funcionário menos graduado até aqueles ocupantes dos mais altos cargos de nossa universidade pela estima e pelo apreço que têm demonstrado em especial ao reitor manoel catarino paes peró ao vice-reitor amaury de souza à próreitora célia maria da silva oliveira propp e à pró-reitora rosa maria fernandes de barros preae fazemos um agradecimento especial aos dezoito alunos monitores da casa que na grande maioria trabalha voluntariamente e têm dia após dia ajudado nas pequenas e grandes ações que vão desde a criação e execução até a difusão das idéias convidando os colegas a participarem das ações nela promovidas e que não são poucas hoje contamos com cinco projetos elaborados e em fase de execução ver quadro ao lado convidamos todos a participarem venha e traga os amigos aqui você sempre irá encontrar pessoas interessantes uma boa conversa e muito debate sobre ciência apóie esta idéia a cidade de campo grande e o estado de mato grosso do sul vão agradecer hamilton perez s corrêa prof do departamento de química e coordenador de capacitação na foto alguns professores e acadêmicos da ufms envolvidos anamaria caio cleison cristiam débora diogo dorotéia edson erik felipe flávia gabriel hamilton corrêa hamilton pavão hiure iris isabela johnathan laís marco mayara rodrigo anderson rodrigo schluchting sandrine.

[close]

p. 4

rincipia março abril maio 2008 clube de astronomia carl sagan fundado no dia 26 de setembro de 2007 por um grupo de alunos do curso de física da universidade federal de mato grosso do sul juntamente com o professor hamilton corrêa com a idéia de popularizar a astronomia como forma de sensibilizar as pessoas para a perspectiva da ciência e dar novos significados ao conhecimento foi batizado carl sagan em homenagem ao astrônomo e biologista 1934-1996 considerado um dos maiores divulgadores da ciência do século xx e autor de importantes obras como cosmic connection 1973 murmurs of earth 1978 e cosmos 1980 o clube é uma associação que tem por objetivo o estudo e a divulgação da astronomia promovendo observações públicas e cursos básicos sobre o tema com os reflexos dos impactos ambientais ocorridos no planeta e a crescente mobilização mundial pela preservação do meio ambiente o clube irá fornecer palestras e divulgações científicas como ferramenta de conscientização ambiental todos são bem vindos ao clube independente da faixa etária ou da formação acadêmica se você é um curioso nesta área e gostaria de fazer parte do nosso clube entre em contato conosco e-mail cacarlsagan@gmail.com astrônomos na calçada há algumas décadas o astrônomo amador norte-americano john dobson desenvolveu nas ruas de são francisco eua um novo conceito de divulgação da astronomia dobson levou seu telescópio para as ruas e apresentou o céu às pessoas ali mesmo este conceito é conhecido como astrônomos na calçada sidewalk astronomers no brasil o casp clube de astronomia de são paulo iniciou suas atividades com essa idéia e no 7º enast encontro nacional de astronomia apresentou a campanha telescópios nas ruas do brasil que visa a estimular a realização de observações públicas do céu por clubes de astronomia de todo o país seguindo esses exemplos o clube de astronomia carl sagan confirma o evento em campo grande a 2ª noite internacional de astronomia na calçada a ser realizada no dia 12 de abril de 2008 no parque das nações indígenas divulgando a astronomia com o objetivo de popularizar essa ciência no nosso estado saturno saturno é o sexto planeta a partir do sol gasoso ocupa um volume maior que 760 terras sua massa porém é somente 95 vezes maior que a terrestre o que lhe confere uma densidade menor que a da água É também o planeta mais achatado de todo o sistema solar diâmetro polar 10 menor que o equatorial famoso pelo seu sistema de anéis formado por cristais de gelo e rocha de alto brilho saturno tem uma composição semelhante à do sol e possui 60 luas atividades 2º noite internacional da astronomia na calçada o objetivo desse evento é fazer com que as pessoas tenham acesso ao céu através de telescópios em locais de grande movimento como ruas e avenidas principais no mesmo dia em todo o mundo atingindo centenas de milhares de pessoas e unindo os astrônomos amadores em diferentes continentes data 12/04/2008 horário 20h local av afonso pena entrada principal do parque das nações indígenas.

[close]

p. 5

rincipia março abril maio 2008 céu do outono 15 de março 22h 15 de abril 20h 15 de maio 18h eventos astronômicos março no início de março a lua crescente passa por júpiter vênus e mercúrio e em 4 de março ocorre uma ocultação diurna do pequeno mercúrio já urano em apogeu estará próximo ao sol ainda ao raiar do dia de 27 de março mercúrio e urano estarão muito próximos entre si e em 28 de março durante o dia vênus e urano vão estar separados apenas 0°45 abril no início de abril a lua passa próxima as plêiades enquanto marte estará no aglomerado da colméia em maio em 16 de abril mercúrio em conjunção superior estará em seu brilho máximo 2,1 e vênus a brilho mínimo 3,9 os meteoros do radiante lirídeos iluminam as noites de 16 a 25 de abril com máximo no dia 21 em 22 junho acontecerá um trânsito duplo envolvendo duas luas europa e ganimedes em júpiter maio em 1º de maio urano e lua separados 3°25 enfeitam o céu ao entardecer durante a manhã de 10 de maio marte e lua vão estar separados apenas 0°15 no entardecer de 20 de maio o céu apresenta uma ocultação de antares alf sco 1,6 mag pela lua uma outra ocultação dessa vez theta cap acontece na madrugada de 26 de maio fonte ­ revista macrocosmo

[close]

p. 6

rincipia março abril maio 2008 ponto de vista cerrado ou serrado ocupando aproximadamente 25 da superfície do território brasileiro o cerrado visto como integrante do bioma das savanas é reconhecido por apresentar a maior riqueza em biodiversidade do mundo e é considerado um dos hotspots mundiais isto é uma das áreas mais ricas e ameaçadas do planeta conforme estudos publicados pelo banco mundial o cerrado brasileiro apresenta caráter de distinção em nível mundial pelo alto grau de diversidade e espécies endêmicas que apresenta ou seja só ocorrem nas savanas brasileiras resultante do mosaico diversificado de tipos de habitat estima-se que o cerrado brasileiro contenha 5 da fauna e flora mundiais esse domínio ambiental exibe diversos ecossistemas flora com mais de 10 mil espécies de plantas com 4.400 exclusivas desse ambiente segundo o ibama a fauna apresenta 837 espécies de aves 212 espécies de mamíferos sendo 19 endêmicas 150 espécies de anfíbios das quais 45 endêmicas a vegetação é constituída por diferentes tipos de formações florestais com mata ciliar mata de galeria e cerradão formações savânicas representadas pelo cerrado sentido restrito e vereda além das formações campestres com campo sujo e campo limpo conhecido também como berço das Águas o cerrado possui uma malha de nascentes córregos e rios de fundamental importância para o país permitindo o intercâmbio das sementes e a dispersão da fauna através das matas de galeria que acompanham os rios apesar de abrigar uma grande riqueza em sistemas hídricos é importante observar que os mesmos são extremamente vulneráveis às alterações produzidas pelo uso inadequado da terra em alguns casos com perdas irreversíveis depois da mata atlântica o cerrado é o domínio brasileiro que mais sofreu e ainda sofre alterações devido à ocupação humana por exemplo além da grande expansão da agricultura e pecuária é bastante significativo o impacto ambiental causado pelos garimpos e carvoarias presentes em larga escala nos estados de ms mt e go estas atividades provocam a contaminação dos rios e seu assoreamento além do desaparecimento de grande quantidade da cobertura vegetal natural e sua fauna associada o levantamento dos projetos de recomposição de áreas degradadas em mato grosso do sul indicam um percentual de antropização expressivo e preocupante com mais de 60 das áreas rurais com diversos níveis de degradação especialmente em função das monoculturas de espécies agrícolas e pastagens diante da necessidade cada vez maior do cumprimento das premissas constitucionais de preservação ambiental tornou-se premente a necessidade de recuperar e preservar o equilíbrio natural a diversidade biológica e os processos ecológicos naturais presentes nessas áreas especialmente no cerrado o cumprimento das exigências legais de manutenção de 20 de cobertura vegetal pertencente à reserva legal das propriedades rurais a integridade das áreas legalmente consideradas como de preservação permanente e.g matas ciliares veredas e livres do pastejo do gado seriam medidas emergenciais a serem adotadas entretanto a criação de unidades de conservação nas áreas do cerrado integradas a programas de educação ambiental seriam medidas mais eficazes para garantir a preservação da biodiversidade para as presentes e futuras gerações o fato de sua cobertura natural vir sendo fortemente alterada restam menos de 10 no nosso estado para dar origem a ambientes não naturais de uso econômico fatalmente condenará o domínio a ter alterada sua grafia de substantivo cerrado para o adjetivo serrado josé milton longo é biólogo graduado pela unicamp mestre e doutorando do programa de pósgraduação em ecologia e conservação da ufms É professor e consultor ambiental atuante na área e apaixonado pelo seu filho daniel pelo cerrado e pelo pantanal.

[close]

p. 7

rincipia março abril maio 2008 ensino pesquisa e ação social o grupo de monitores da casa da ciência participou no final do ano de 2007 de uma ação social junto ao pet química que é coordenada pela professora marcia helena de rizzo da matta a ação é realizada na comunidade do bairro nova lima todos os sábados a partir das 12h as atividades que compreendem a ação vão desde a busca dos alimentos perecíveis que são doados por um supermercado da cidade sua higienização e armazenamento até o processo de preparação de um sopão que é levado juntamente com os alimentos pela equipe à comunidade recentemente foram introduzidas atividades práticas e lúdicas relacionadas à ciência que são desenvolvidas com as crianças e adolescentes jornal principia ­ como surgiu a idéia de juntar o pet química que é um grupo de pesquisas cientificas com ação social marcia ­ a idéia surgiu da importância de se incutir e/ou reforçar nos alunos o sentido de cidadania com o contato direto com outra realidade social diferente da vivenciada no dia a dia na universidade jp ­ há quanto tempo é realizada a atividade m ­ desde 26 de abril de 2003 jp ­ como são organizadas as atividades m ­ É cadastrado anualmente um projeto de extensão junto à pró-reitoria de extensão e assuntos estudantis preae da ufms tendo participação dos alunos do grupo pet química bolsistas não bolsistas e voluntários bem como a tutora as atividades de busca e higienização realizadas às sextas-feiras a entrega dos alimentos realizadas aos sábados são organizadas em tabelas com carga horária definida para cada participante próximo a datas especiais tais como dia das mães dia das crianças e natal são realizadas campanhas extras de doação de agasalhos brinquedos utilidades domésticas e alimentos para complementar a ação jp ­ quantos universitários participam em média e qual o grau de envolvimento m ­ há a participação em média de 15 alunos com alto e igual envolvimento a tutora participa organizando as atividades atuando como motorista do veículo kombi da ufms utilizado para buscar e entregar os alimentos e preparando o sopão jp ­ quantas famílias são beneficiadas por esta ação m ­ em semanas normais em torno de 60 famílias em semanas de campanhas extras em torno de 90 jp ­ como esta ação tem refletido na formação dos alunos m ­ observa-se um maior comprometimento com aspectos relacionados à cidadania e aos direitos humanos jp ­ como a comunidade universitária pode ajudar nesta ação m atuando como voluntários principalmente nas atividades científicas desenvolvidas com as crianças e adolescentes bem como doando alimentos roupas vestuário cama mesa e banho artigos escolares sapatos utensílios domésticos etc.

[close]

p. 8

rincipia março abril maio 2008 por favor uma dose de ciência em nosso país a população conhece pouco de ciência quando lhe é apresentada alguma notícia as pessoas acham que se refere a algo do estrangeiro algo muito distante fora da sua realidade cotidiana como contraponto um bom exemplo de competência brasileira é o trabalho realizado pelo incor instituto do coração do hospital das clínicas da faculdade de medicina da usp um dos mais modernos centros de medicina do mundo especializado no tratamento clínico e cirúrgico de doenças cardíacas de referência e de excelência internacionalmente reconhecida em países com um nível de escolaridade maior principalmente os mais desenvolvidos onde o acesso à informação é mais democrático o público é bastante interessado e bem informado acerca das principais notícias que se referem à ciência nesses países desde a educação primária o conhecimento científico é estimulado pelas instituições públicas de ensino encarregando-se disso também a mídia e importantes segmentos da sociedade civil organizada isto faz dos temas ligados à ciência objeto de ampla discussão pela população e conseqüentemente pelos seus representantes no brasil muitas vezes a ciência é ignorada ou não levada a sério por nossos legisladores governadores ministros e autoridades em geral o desconhecimento e desinformação de amplo segmento da nossa população motivado principalmente pelo acesso elitizado ao conhecimento faz da ciência entre os políticos um casa da ciência coor de n a dor a ge r a l dorot éia de f bozano ge st or a i sabela p cavalcant e coor de n a dor de ca pa cit a çã o ham ilt on perez s corrêa tema de menor valor já que atrai poucos votos isto gera um círculo vicioso de ignorância e desprezo a ciência menosprezada no país ganha fama de irremediavelmente atrasada e subdesenvolvida algo como um país eternamente condenado a ocupar os últimos lugares no cenário mundial exceto no samba e no futebol mostraram-se verdadeiras as palavras de rutherford o país que não desenvolver a sua ciência e a sua tecnologia está fadado a se transformar em um fornecedor de lenha de latas d água e de seus recursos naturais para os povos civilizados a democratização do acesso à ciência é a terra fértil para o desenvolvimento da ciência e tecnologia que gera a riqueza do país que permite mais investimento em ciência este é o círculo virtuoso essencial para o desenvolvimento econômico ambientalmente sustentável e socialmente responsável que se pretende traçar neste século o grande empecilho no brasil é o tamanho ainda restrito do nosso parque científico e tecnológico e seu relativo desconhecimento pela maioria da população muito bem agora é a hora a nação necessita de educação e ciência necessitamos nem de pouco nem de muito mas sim do essencial já que estamos em um ano eleitoral enchamos o peito e digamos para os nossos futuros representantes em alto e bom tom por favor uma dose de ciência hamilton perez s corrêa jornal principia or ga n iza çã o ham ilt on perez s corrêa marco ant onio v de oliveira johnat han c miguel hiure anderson queiroz e dit or a çã oearte entre vist a s ca r t oon cola bor a çã o marco ant onio v de oliveira mayara alm eida de barros neder shabib peres anam aria barem i ris c fernandes de deus edson albuquerque felipe f van onselen preae m in ist é r io da ciê n cia e te cn ologia pr ó r e it or ia de ex tensã o cu lt urae assu n t os est u da n t is

[close]

Comments

no comments yet