Edição 38 do Jornal Comunitário O Samburá

 

Embed or link this publication

Description

Edição 38 do Jornal Comunitário O Samburá

Popular Pages


p. 1

o samburá barra de caravelas bahia ano iii ediÇÃo nÚmero 38 tiragem 2.000 exemplares jornalosambura@gmail.com mensal período julho agosto 2012 artesãos barrenses fazem cadastro e têm direito à carteira nacional do artesão no extremo sul da bahia apenas porto seguro aparece nas estatísticas do artesanato baiano por se destacar na produção de souvenir principalm ente no artesanato indígena e artesanatos com madeira o que é uma grande falha pois todos sabem que o artesanato é produzido em diversas outras localidades como caravelas que tem muitos artistas que desenvolvem a atividade do artesanato no caso da barra de caravelas o jornal o samburá tem mostrado os artistas locais na coluna mãos que transpiram arte o que vem chamando a atenção de muitos admiradores e ta m b ém v al orizado nossos artistas leia na pÁgina filarmônica movimenta comunidade da barra de caravelas com ciclo de oficinas do projeto na rota da música pág 03 .caravelas 07 tem dois alunos premiados no concurso tempos de escola ligia carla nascimento silvestre da escola municipal josé luiz de souza uma das ganhadoras do concurso pág 03 nesta edição veja também escola josé luiz de souza da barra obtém o 1º lugar no índice do ideb pág 03 1ª reunião do conselho deliberativo da resex cassurubá pág 05 ministério da pesca lança novo modelo da carteira de identificação profissional do pescador pág 04 e muito mais

[close]

p. 2

o samburá editorial o que é um projeto no brasil vários grupos ligados tanto ao governo quanto às organizações não governamentais sentem uma grande necessidade de melhorar suas condições de vida e trabalho muitas vezes esses grupos permanecem isolados e buscando resolver seus problemas com esforços próprios ou doações dos seus próprios beneficiários o que não é muito fácil e pode desanimar mas esta realidade pode ser mudada se começarmos a trabalhar em grupo e contarmos com o apoio de outros grupos mais fortes geralmente empresas ou governos interessados em resolver as mesmas questões um exemplo em nossa comunidade é a flic a filarmônica lira imaculada conceição que existe desde 1936 e tem uma história de muita luta e união comunitária para a preservação deste patrimônio além da difusão cultural da música a flic está aprendendo que para avançar é importante fazer parcerias principalmente elaborando e executando projetos como é o caso do projeto na rota da música que oferece oficinas de formação musical e artística gratuitas para jovens de 15 a 29 anos mas este projeto não caiu do céu ele é o resultado de muito esforço e trabalho além do envolvimento de um grupo jovem e basé algo novo é uma ideia que vem crescendo bastante nas últimas décadas no brasil e no mundo estudando um pouco de história do brasil sabemos que nos anos 1980 aconteceram fortes conflitos no campo e nas cidades e havia também uma preocupação com o desenvolvimento econômico com o meio ambiente e com as questões sociais os agricultores sem terra os indígenas e os grupos de mulheres do campo e da cidade protestavam e conseguiram ser ouvidos em brasília e até mesmo pelos governos de outros países depois de tanta pressão já nos anos 1990 os governos começaram a criar programas de crédito e de assistência social hoje para conseguir ter acesso a estes recursos é necessário montar uma equipe planejar e executar tarefas junto com a comunidade o desejo geral é a construção e fortalecimento de um ambiente que tenha nos grupos e comunidades seus importantes protagonistas pois ninguém melhor do que os grupos do próprio lugar para saber o que é melhor para suas comunidades tante motivado apoio de parceiros locais reunião com lideranças comunitárias e pesquisas de opinião onde se aprofundou a discussão sobre a problemática da juventude em nossa comunidade ao mesmo tempo surgiram também muitos relatos e a evidência de que em nossa comunidade também existem muitas oportunidades como vocação artística e um grupo de jovens interessados em melhorar alguma coisa esta vontade de fazer alguma coisa pra melhorar o lugar onde a gente vive não tirinha ecológica daniel falcão página 2 o samburá

[close]

p. 3

o samburá a flic realizou entre os 21 e 26/07 diversas oficinas do seu projeto na rota da música as atividades eram voltadas para jovens de 15 a 29 anos mas vários outros grupos se beneficiaram principalmente as crianças e familiares do alunos que também puderam receber instruções sobre construção de instrumentos musicais com matéria prima alternativa construção de bonecos captação e edição de Áudio danças folclóricas e sonorização de histórias nos próximos meses acontecerão mais atividades como o 2° módulo da oficina de reparo e manutenção de instrumentos musicais saiba mais no blog da flic http www.filarmonicadabarra.blogspot.com.br caravelas tem dois alunos premiados no concurso tempos de escola a 4ª edição do concurso tempos de escola contou com mais de seis mil redações em caravelas foram inscritas 72 redações sendo que duas foram premiadas na categoria ensino fundamental i 3º ao 5º ano a aluna kinderly guerra das neves da escola municipal almir santana ganhou uma bicicleta caloi aro 20 na categoria ensino fundamental ii 6º ao 9º ano a vencedora foi a aluna ligia carla nascimento silvestre da escola municipal josé luiz de souza que ganhou uma câmera fotográfica digital sony o objetivo do concurso foi valorizar e reconhecer alunos e professores da rede pública de ensino dos municípios participantes do projeto escola municipal josé luiz de souza obteve o 1º lugar no índice do ideb o ideb é o Índice de desenvolvimento da educação básica e mede de 2 em 2 anos o nível de desenvolvimento das escolas brasileiras isto se dá através de dois indicadores a prova brasil e o censo escolar a prova brasil é uma avaliação aplicada aos alunos do 5º ano 4ª série e do 9º ano 8ª série em língua portuguesa e matemática por pessoas estranhas á escola indicadas pela direc-09 neste ano escola municipal josé luiz de souza obteve o 1º lugar entre as escolas municipais de caravelas tudo isso é resultado do comprometimento dos professores e funcionários com a qualidade da educação na comunidade da barra de caravelas parabéns a todos apae promove semana da pessoa com deficiência intelectual e múltipla a associação de pais e amigos dos excepcionais de caravelas através da escola especial sonho real comemorou entre os dias 21 e 25 de agosto a semana nacional da pessoa com deficiência intelectual e múltipla as atividades como apresentação teatral do projeto na rota da música da flic debate sobre respeito às diferenças curso de primeiros socorros e oficina de reciclagem e geração de renda aconteceram no clube dos 40 em caravelas além de um grande desfile pelas ruas da cidade com o tema em busca da igualdade estamos aqui página 3 o samburá

[close]

p. 4

o samburá monitoramento dos botos no estuário do rio caravelas é preocupante desde 2002 o instituto baleia jubarte vem realizando o monitoramento dos botos no estuário do rio caravelas e áreas adjacentes através do projeto boto sotalia do sul da bahia este projeto nasceu de uma condicionante imposta pelo ibama em decorrência da construção do terminal marítimo para transporte de madeira e da dragagem do canal do tomba dentre as informações levantadas até o momento sabese que uma população de aproximadamente 139 botos pode ser encontrada o ano inteiro na área monitorada concentrando-se principalmente na entrada do estuário estes animais passam a maior parte do tempo alimentando-se de peixes como a tainha a manjuba a corvina e o linguado e também de lulas e de camarões no entanto a frequência com que os botos vêm sendo avistados vem decaindo desde o início do monitoramento esta diminuição pode ser decorrente da morte de animais decréscimo da natalidade ou abandono da área pelos animais efeitos que podem ser ocasionados por atividades humanas como emalhamento acidental atropelamento por embarcações poluição sonora e alterações no habitat atuando isoladamente ou em conjunto o boto sotalia guianensis é um pequeno mamífero marinho de hábitos costeiros cuja distribuição estende-se desde honduras na américa central até santa catarina no sul do brasil o monitoramento tem como objetivo obter informações sobre os indivíduos avistados no rio caravelas e áreas vizinhas bem como detectar variações na abundância e no uso espacial da área pelos botos além de investigar possíveis impactos decorrentes das atividades humanas aqui desenvolvidas fonte ibj ministério da pesca lança novo modelo da carteira de identificação profissional do pescador a portaria que regulamenta as regras para a criação do novo modelo da carteira de identificação profissional do pescador foi assinada no dia 1º/08 pelo ministro da pesca e aquicultura marcelo crivella o documento será parecido com uma carteira de identidade com foto e um chip que contém todas as informações do trabalhador a nova carteira será emitida pelo ministério terá validade em todo o território nacional e não precisará ser renovada em caso de extravio furto ou roubo o pescador poderá comunicar a ocorrência ao órgão ou entidade que estiver filiado as antigas continuam válidas até o vencimento fonte mpa professores no parque prossegue com projetos nos municípios o parque nacional marinho dos abrolhos e a ecomar em parceria com as secretarias de educação e meio ambiente dos municípios de alcobaça caravelas mucuri nova viçosa e prado promoveram no centro de visitantes em caravelas entre os dias 13 e 17/08 a primeira etapa do programa professores no parque edição 2012 o programa existe desde 2004 e já formou mais de 300 educadores neste ano participaram das atividades cerca de 50 professores e coordenadores pedagógicos da rede pública de ensino além de técnicos das secretarias municipais de meio ambiente e educação alunos de graduação da universidade do estado página 4 abrolhos recebe cruzeiro costa leste da bahia ­ uneb e servidores da secretaria estadual de meio ambiente além de palestras sobre diversos temas aconteceram aulas de mergulho visitas ao viveiro de mudas do cepene vivência na trilha do marobá visitas à comunidades da resex do cassurubá e debates no colégio polivalente de caravelas além da formação presencial todos os participantes do programa devem produzir e executar projetos tendo como base os conhecimentos adquiridos relacionando-os como o tema caminhos para a sustentabilidade socioambiental no território após esta fase acontece um novo encontro presencial onde são partilhadas as experiências e resultados dos projetos desenvolvidos o samburá estiveram visitando o parque nacional marinho dos abrolhos no mês de julho cerca de 18 velejadores do costa leste que é um cruzeiro bienal ao longo da costa leste do brasil rio salvador esta atividade é organizada pela associação brasileira de velejadores de cruzeiro e acontece há mais de nove anos com enorme sucesso o principal objetivo é levar veleiros de comandantes iniciantes integrados em flotilha com outros de maior experiência pela costa com segurança.

[close]

p. 5

o samburá 1ª reunião do conselho deliberativo da resex cassurubá no dia 07 de agosto aconteceu em caravelas a 1ª reunião do conselho deliberativo da resex cassurubá onde aconteceu a apreciação e homologação do acordo de pesca e da logomarca da resex anuência autorização para licenciamento de empreendimentos na resex e zona de amortecimento entre outros assuntos o jornal o samburá esteve presente e traz para vocês um pequeno resumo das discussões veja entre os temas o que mais gerou debates foi o acordo de pesca o arrasto de camarão foi um assunto que gerou bastante polêmica e discussões e ficou clara a necessidade de propor outro momento exclusivo para esta discussão mas após intenso debate os presentes decidiram que o acordo deve ser encaminhado para a consolidação através de elaboração da portaria foi aprovada a logomarca da resex esta logomarca está sendo usada pelas demais reservas extrativistas da bahia corumbau canavieiras e baia do iguape mudandose apenas o nome a ideia com isso é ter um corpo único das resex s fortalecendo assim a identidade outra questão foi referente à ampliação do aeródromo pista de pouso do sr nelson saldanha no município de nova viçosa pois uma pequena parte da pista está inserida dentro dos limites da resex ressaltou-se que a pista foi construída ha aproximadamente 20 anos portanto antes do decreto da resex para finalizar a discussão deste tema pactuou-se pela aprovação da ampliação mas com uma indicação ao órgão licenciador inema de inclusão de uma condicionante de compensação outro assunto que chamou bastante a atenção de todos foi sobre o sistema de esgotamento sanitário de caravelas pois foi passada a informação de que a embasa já protocolou o projeto de implantação de sistema de coleta e tratamento de esgotos sanitários na sede do município de caravelas para que o mesmo seja licenciado precisa passar pelo conselho da resex a estação de tratamento será no ramal e o emissário será no kitonguinho pois foi considerada área onde não há atividade de uso de contato direto pela população discutiu-se a possibilidade do corpo receptor ser deslocado para outro ponto entre o distrito de ponta de areia e o terminal de barcaças pois neste local não há uso de contato direto pelos comunitários além disso as distâncias de tubulação da estação de tratamento para este ponto e para o ponto proposto kitonguinho se equivalem deste modo ficou determinado que será concedida a anuência ao projeto mas será feita uma recomendação que há um engano na avaliação do local de descarte o local sugerido para a instalação do emissário é área de uso da população que utiliza o local para contato direto banhos além de desembarque e manutenção de embarcações além disso o local fica a apenas 500 metros do kitongo que é a principal área de lazer da comunidade de caravelas recomendou-se ainda que compensações ambientais sejam destinadas a aplicação em benefício dos extrativistas da resex do cassurubá devido ao surgimentos de muitos debates não foi possível cumprir toda a pauta mas a próxima reunião ficou agendada para o dia 18-092012 em nova viçosa concurso de desenho sobre pesca responsável pessoal está aberto o concurso internacional de desenho proteger nossas pescarias herdar um mundo mais saudável ele é organizado pela fao que é a organização das nações unidas para agricultura e alimentação e vai premiar crianças e jovens de 6 a 20 anos de idade o desenho deve refletir questões relacionadas à importância da pesca responsável o desenho poderá ser usado para fazer emblemas/distintivos pequenos e posters grandes por isso devem ser utilizadas cores contrastantes os participantes podem usar materiais de desenho de qualquer tipo canetas hidrocor lapis de cor tintas com exceção de giz de cera os participantes também podem usar programas gráficos de computador os desenhos devem ser criação original da criança ou do jovem o prazo para a inscrição é 30 de novembro de 2012 a avaliação dos desenhos será feita por funcionários fao e da rede e designers gráficos e os prêmios serão em dólar sendo us 250 para o vencedor de cada faixa etária 6-10 11-15 e 16-20 anos de idade us 150 para o segundo colocado de cada faixa etária e o terceiro melhor desenho de cada faixa etária será premiado com us 100 para mais informações visite o blog do jornal o samburá ou entre em contato com a equipe do jornal fibria realiza consulta pública a fibria está realizando uma consulta pública sobre os critérios utilizados para a identificação de suas Áreas de alto valor de conservação e o manejo adotado para a melhoria e/ou manutenção dos atributos de alto valor de conservação presente nessas áreas as contribuições serão aceitas até o dia 25 de setembro para acessar a consulta visite o site www.fibria.com.br o samburá página 5

[close]

p. 6

o samburá a vida de luiz gonzaga alunas da 6ª serie da escola jose luiz de souza escrevem poesia sobre o rei do baião por jennyfer beatriz e shara alunas da professora jocimária ainda garoto luiz gonzaga fazia questão de acompanhar seus pais para ir a festas e lugares que ele poderia tocar um pouco mais desde pequeno luiz gonzaga gostava muito da sanfona luiz também tocava zabumba de qualquer tipo ou qualquer zona hoje todos temos água mais tão pouco lá no sertão agora imagina vocês como sofreu o rei do baião no sertão a vida curta/pobre homem sofredor nossa é emocionante como ele dedicou ao seu amor entre o homem e seu sofrimento cada trilha chama a atenção luiz é um guerreiro não desistiu de sua carreira no sertão morreu de muitas dores mais não de solidão lembro que pra um dos seus amores mandou guardar seu coração teve uma vida sofrida na amargura do sertão não só na seca de sua cidade mais na conquista do baião cantando seu sofrimento um brasileiro morto de sede eu acho que ele nem sabia o que é beber água de coco deitado na rede a sanfona seu primeiro instrumento foi ele quem adquiriu pra eu ter uma como a de gonzaga eu pagava mais de mil nascido em 13 de dezembro luiz rei do baião/era bem barrigudinho e se criou lá no sertão a sua infância foi dura mais sempre a dedicou o sertão não é moleza mesmo com a seca felizmente ele a amou música asa branca o nome já chama a atenenção luiz gonzaga conheceu bem a vida do povo que mora no sertão muitos acham que é besta mas não é besteira não se morar naquela terra açoiteira verá gado morto no chão não tem água tem motivo não tem verde tem solução vamos rogar a deus para não morrer quem mora no sertão não precisou de luxo muito menos de riqueza bastou tocar sua linda canção para conquistar a sua realeza o filho de januário desde menor sofreu amargura aos oito anos comprou uma sanfona lá no sertão só é vida dura luiz gonzaga fugiu a pé sem direção alistou-se no exército veja só que imaginação quem diria que se tornaria o rei do baião foi para o rio de janeiro ganhou a vida tirando o chapéu bico de aço ficou famoso mais tarde foi cantar no céu luiz gonzaga cantou para as pessoas também muito importantes como o papa joão paulo que ouviu uma história emocionante que retirou seu chapéu de cangaceiro e colocou a mão na sua cabeça dando uma benção divina para que todo o sertão nunca se esqueça o baião foi conhecido no brasil nacionalmente que até hoje é difícil tirar esse ritmo da nossa mente atenÇÃo comunicado a apesca informa a toda comunidade sobre o projeto caravelas empreendedora financiado pela fibria e que tem como objetivo o fortalecimento da cadeia produtiva do pescado em caravelas tendo como ação prioritária a fábrica de gelo que atende uma das demandas mais urgentes dos pescadores esclarecemos que tendo em vista a real impossibilidade de implantação da fábrica de gelo no terreno e instalações da antiga cooperativa de pescadores de caravelas coopesba em função do histórico de dívidas e comprometimentos jurídicos junto ao banco do nordeste do brasil inss receita federal fgts entre outros estamos em fase de análise de duas áreas ambiente pela prefeitura municipal de caravelas e agência nacional de petróleo Área 2 Área da ampac ­ associação de marisqueiros de ponta de areia e caravelas também em ponta de areia mas que ainda não possui documentos de registro de propriedade da mesma a administração municipal da cidade de caravelas informou que está providenciando junto ao cartório de registro de imóveis as ações necessárias para regularização desta documentação possibilitando assim a instalação dos projetos no local para utilização desta área já houve consenso entre a ampac apesca e colônia z25 estamos cientes de que o atraso na definição da área causa uma grande expectativa a apesca com total apoio das associações irmãs ampac e colônia z25 continua promovendo o esforço e empenho coletivo na construção de um novo momento para o setor pesqueiro de caravelas continuamos mantendo estreito contato com a fibria para que em breve tenhamos boas novas para todos fonte texto de responsabilidade da apesca Área 1 galpão da antiga área de beneficiamento de peixes na rua do porto em ponta de areia ­ nesta área foi feito um levantamento preliminar por engenheiro contratado pela fibria que solicitou apresentação da planta desenho técnico do imóvel com a finalidade de estudar a viabilidade de implantação da fábrica de gelo e a estação de abastecimento de óleo diesel com licenciamento pelo instituto de meio página 6 o samburá

[close]

p. 7

o samburá mãos que transpiram arte artesãos barrenses fazem cadastro e têm direito à carteira nacional do artesão a equipe técnica do instituto visconde de mauá de salvado/ba esteve em nossa comunidade no dia 18/07 para cadastrar os artesãos locais este instituto é responsável por ordenar o artesanato no estado da bahia oferecendo capacitação e qualificação dos profissionais aproximadamente 17 artesãos compareceram ao centro pastoral na avenida francisco xavier para se cadastrar e ter direito a carteira do artesão durante a inscrição o interessado precisava apresentar 2 fotos 3x4 documentos e comprovante de residência além de 2 peças confeccionadas pelo mesmo o jornal o samburá conversou com a assistente social leda souza e a técnica administrativa cláudia cruz representantes do instituto mauá que informaram que a carteira válida em todo território nacional é vinculada ao programa do artesanato brasileiro ­ pab e também ao ministério do desenvolvimento indústria e comércio exterior além do cadastro ser gratuito a emissão da carteira garante os seguintes benefícios isenção de 17 no icms imposto sobre circulação de mercadorias e serviços sobre as vendas das peças a carteira tem validade de quatro anos e todos os artesãos cadastrados no mauá também têm direito a participar das feiras e eventos promovidos pelo instituto a exemplo da feira baiana de artesanato fba no caso de barra de caravelas os artistas deverão esperar de um a dois messes para receberem suas carteiras É a identidade do artesão o que vai identificá-lo onde ele estiver disse leda souza para identificar as pessoas que realmente desenvolvem o oficio do artesão foram selecionados apenas aqueles que trabalham com os seguintes materiais cerâmica madeira metal couro cestaria trançado tecelagem manual rendas bordados confecção de instrumentos musicais artesanato mineral arte em retalhos artesanato em papel porcelana fria artesanato em vidro aproveitamento de materiais e artesanato indígena com isso foi possível cadastrar os verdadeiros artistas do artesanato barrense pois leda contou que no extremo sul da bahia apenas porto seguro aparece nas estatísticas por se destacar na produção de souvenir principalmente no artesanato indígena e artesanatos com madeira o que é uma grande falha pois todos sabem que o artesanato é produzido em diversas outras localidades também como caravelas que tem muitos artistas que desenvolvem a atividade do artesanato no caso da barra de caravelas o jornal o samburá tem mostrados os artistas locais esta coluna mãos que transpiram arte o que vem chamando a atenção de muitos admiradores e também valorizado nossos artistas se você é artesão ou conhece alguém que é procure a equipe do jornal quem perdeu o cadastro pode entrar em contato com o instituto através do site www.maua.ba.gov.br o samburá página 7

[close]

p. 8

florinha coelho largue o computador vá brincar com os seus amigos amarina antunes antonio emidio camila cajueiro cida macário corina melgaço ceça de yayá dadá souza jose esperidião jorge magalhães jorge oliveira marcia dos santos mª de lourdes p inácio marilene fgueiredo vanessa santana É amigo do samburá quem acredita na força da comunicação de base comunitária obrigado a todos por nos ajudar a produzir e divulgar esse importante veículo de comunicação da comunidade de barra de caravelas amigos do samburÁ o jornal comunitário o samburá surgiu entre um grupo de jovens da comunidade de pescadores e pescadoras artesanais de barra de caravelas em 2009 e hoje tem distribuição gratuita mensal de 2.000 exemplares para saber mais visite o blog http jornalcomunitarioosambura.blogspot.com ou entre em contato jornalosambura@gmail.com diagramaÇÃo robson falcão reportagem adriene coelho e edvaldo souza imagens girlândia rodrigues e arquivos do icmbio supervisÃo antônio emídio colaboradores nesta edição daniel falcão florinha coelho apesca resex do cassurubá e pnm dos abrolhos.

[close]

Comments

no comments yet