Projeto Rodovia dos Dinossauros - Pedágios

 

Embed or link this publication

Description

Projeto Rodovia dos Dinossauros - Pedágios

Popular Pages


p. 1

projeto rodovia dos dinossauros pedÁgios geoparque gaúcho da paleorrota por sergio kaminski e-mail sergiokkaminski@gmail.com justificativa parte da rodovia br 287 cruza o geoparque da paleorrota que é um grande depósito de fosseis com a abertura da rodovia surgiram afloramentos em suas margens que devem ser constantemente monitorados pois a erosão pode expor fosseis que devem ser coletados o conceito de geoparque da unesco estabelece que sejam preservados os fosseis e o turismo paleontológico deve ser incentivado para que a circulação de turistas gere receita e empregos para a população local a receita dos impostos deve ser usada para o turismo,

[close]

p. 2

pesquisa e educação em paleontológica isso dará sustentabilidade à paleontologia local para isso é solicitado que 1 do valor do pedágio cobrado nas rodovias do geoparque sejam doados para a unidade gestora do geoparque o instituto paleorrota os recursos serão utilizados para colocação de reconstituições de animais pré-históricos ao longo das rodovias contratação de geólogos e paleontólogos para percorrerem as rodovias e para distribuição de livro de paleontologia nas escolas locais esses procedimentos são necessários para preservação do fosseis conforme determina a constituição brasileira e as normas da unesco turismo paleontológico o objetivo é transformar as rodovias do geoparque num atrativo turístico onde ao longo das rodovias as pessoas possam apreciar os vários animais que já foram encontrados na região das 60 espécies já encontradas 25 podem ser reconstituídas na forma de estatuas a cada quilometro uma nova cena onde dinossauros passeiam ou atacam rincossauros para se alimentar anfíbios gigantescos do triássico em lagos dicinodontes pastando com seus filhotes dicinodontes sendo atacados por tecodontes cinodontes passeando com seus filhotes aetossauros e fitossauros nadando nos rios pareassauros pastam no caminho o viajante se transforma automaticamente em um turista quanto paga o pedágio na bilheteria serão três horas de viagem em um antigo mundo onde o cenário deste passado está nas margens da rodovia o turista chega a este local misterioso pois outro amigo lhe contou que realizou esta mesma viagem ao passado rumo a cidade de santa maria na cidade conheceu o passando dos antigos pesquisadores que eternizaram seus nomes pela busca ao desconhecido para montar estas cenas seriam necessários no mínimo 10 animais por espécie o que daria 250 animais que distribuídos nos 208 quilômetros daria mais ou menos um animal por quilômetro para a fabricação em larga escala é necessário do uso de robôs cncs e scanners após a fabricação os paleoartistas devem dar o acabamento e pintura nas esculturas será necessário um trabalho conjunto entre a paleontologia paleoartistas engenharia e as concessionárias das rodovias para instalação dos animais criados se forem entregues 3 esculturas por mês serão necessários 7 anos para completar todo o trabalho isso gerará uma empresa que funcionará constantemente e formará uma equipe de paleoartistas e engenheiros especializados nesse assunto as equipes das nossas universidades já estão preparadas para esta grande tarefa esta empresa servira de base para formação do pessoal acadêmico que dará um novo rumo à paleontologia do estado a idéia é transformar as rodovias em um gigantesco parque temático ao céu aberto e que a viagem seja um prazer para os turistas e viajantes o pedágio será um agente de preservação ambiental pesquisa cientifica.

[close]

p. 3

na fase inicial do projeto haverá um foco maior no turismo a idéia é manter alguns geólogos e paleontólogos vigiando as esculturas dos animais neste processo também exploraram os afloramentos das rodovias para que novos achados não se percam pela erosão esta equipe de campo comunicará as universidades locais quaisquer achados que sejam feitos nos afloramentos educação paleontológica parte do dinheiro dos pedágios será usado para compra de livros de paleontologia que já estão editados e serão distribuídos para as bibliotecas e alunos das escolas locais isso irá preparar os moradores locais para a preservação este patrimônio da humanidade como pagar o projeto a idéia é usar um percentual do dinheiro arrecadado nos pedágios das rodovias do geoparque para cobrir os custos com a confecção das réplicas dos animais e para manter as esculturas sete milhões de veículos passam pela br 287 por ano o que da no total 40 milhões de reais por ano se for usado 1 desse valor teríamos 400 mil reais do total por ano isso certamente cobriria parte dos gastos com turismo pesquisa e educação o custo unitário do pedágio para cada automóvel é 6,70 reais e 1 seriam 0,07 centavos por automóvel como cada automóvel pode levar mais uma pessoa o custo seria insignificante para esta atração turística os ônibus seriam os grandes beneficiados por ter um custo por pessoa menor este atrativo faria com que mais pessoas viajassem pela rodovia aumentando ainda mais a arrecadação dos pedágios com o turismo isso também aumentaria o consumo nos restaurantes hotéis e compras na região central do estado tudo isso aumentaria a arrecadação nos pedágios aumentaria a arrecadação de impostos haveria aumento dos empregos nas dezenas de municípios da região pedágio venâncio aires candelária rio pardo totais percentual veículos por ano 53 30 17 100 4.014.571 2.272.398 1.287.692 7.574.662 lei estadual para que o projeto funcione é necessário à criação de uma lei estadual com as seguintes características:

[close]

p. 4

art 1° autoriza o repasse de 1 do valor cobrado nos pedágios das rodovias que percorrem os municípios que contêm patrimônios paleontológicos e que estão definidos no art 1º da lei estadual 11.738/02 de 13/12/2001 art 2° define que as margens das rodovias podem ser utilizadas para a colocação de estatuas de animais pré-históricos e materiais referentes ao turismo paleontológico art 3° os valores arrecadados serão repassados para o instituto paleorrota o recurso dever ser usado no turismo pesquisa e educação em paleontologia conforme determina as normas de geoparques da unesco conclusão turismo pesquisa e educação é o tripé que mantêm a paleontologia unir a iniciativa privada com o poder público unir o cidadão local com o pesquisador e o educador preservar os fosseis e o meio ambiente isso resume o estatuto do instituto paleorrota e são as principais diretivas estabelecidas para os geoparques da unesco a lei criada também possibilita a criação de acessos rodoviários aos sítios paleontológicos históricos da alemoa e chiniquá este projeto contempla todos esses requisitos transformando a paleorrota na rodovia dos dinossauros um parque temático a céu aberto para turistas sendo preservado pela comunidade local agradecimentos gostaria de agradecer a todas as pessoas que compõe o grupo paleorrota por viverem este sonho de um dia tornar a paleontologia do estado em uma industria muito obrigado para todos grupo paleorrota http paleorrota.blogspot.com cadastre seu e-mail e participe do grupo.

[close]

Comments

no comments yet