Revista Digital ACLAC - 7ª Edição

 

Embed or link this publication

Description

Revista Digital ACLAC pertencente à Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo - RJ

Popular Pages


p. 1

edição vii ano i julho de 2012 revista digital da academia cabista de letras artes e ciências a acadêmica e escritora lenir moura mostra seu talento fala de seus livros premiações e sobre a vida no lar que tanto a inspira no trabalho poético turbilhão de qualidades 1

[close]

p. 2

acadÊmicoa adquira você também a pelerine da aclac 65 reais 35 reais do sedex um livro total r 120,00 contatos pelo e-mail poesiarte@hotmail.com 2

[close]

p. 3

visÃo acadÊmica por rodrigo octávio pereira de andrade rodrigo poeta poeta professor pesquisador e presidente da aclac piada no ritmo de alguma coisa pois educaÇÃo nÃo É ecionar uma arte para poucos um maestro que faz música sair da alma em profunda emoção dez anos de educação o que vi o que senti boa parte piada no ritmo de alguma coisa pois educação não é senti na pela a descriminação a perseguição a intolerância a desunião a pobreza de espírito e algo mais trabalhei em diversas instituições na região o paradigma é o mesmo ou melhor não há paradigma pois nestas ditas instituições o que vê é a pura mágica da ilusão de se educar em pleno século xxi no brasil o educador só reclama mas esta classe é desunida demais vive de interesses escusos e só pensam no coletivo de seus bolsos e não no coletivo da arte de educar afinal o que é educar ser marionete ser omisso com a realidade que nos cerca dúvidas perguntas problemas mas resposta para isto tudo não há não é ser pessimista concurso público é piada número de vagas x número de candidatos por vagas y número de contratados w ué e o sindicado este que tira ainda o pouco da miragem dos nossos bolsos este está com partido tal fazendo lavagem cerebral ou outro tipo de lavagem sabe de uma coisa aqui é o brasil né os escravos da pedagogia só sabem falar de pedro demo paulo freire etc etc etc uma teoria que não comunga com a prática l 3

[close]

p. 4

4 enlatada nas escolas brasileiras o governo faz propaganda seja professor eu digo seja um sobrevivente e não um professor muitos vão criticar este artigo mameluco da informalidade perplexa do formal que aparentemente está cego e caduco como boa parte dos jovens brasileiros em bbbs da vida e em malhaÇÃo da mídia escutei coisas do tipo na minha trajetória seu filha da puta não lê não palavras de uma diretora ­ seu professor viado viadinho palavras de um aluno ­ se você não me der dez eu lhe enfio a porrada palavras de um aluno somente palavras procurei ajuda não tive sabe motivo amigos nesta profissão é ouro e quando a coisa é feia ninguém estende a mão e sim faz descaso com sua dor fui humilhado para ganhar migalhas apanhei de aluno mas estão pensando você com síndrome do preconceito que deve ser de escola pública não o pior que não é não,é de escola particular os discentes das escolas públicas são carentes de afeto o verdadeiro professor este é glorificado mas se for contratado é sumariamente destruído pela inveja daqueles que dizem ser concursados do café do sofá do enrolar etc É claro vivo tim e oi e até nextel que existem pérolas perdidas no deserto brasileiro se a educação é piada no brasil a culpa é simplesmente nossa senhores brasileiros e senhoras brasileiras depois não vão chorar por que o brasil perdeu a copa a cozinha o quarto a sala o quintal para a especulação do fmi fica esta frase de konrad adenauer para reflexão todos vivemos sob o mesmo céu mas nem todos vêem o mesmo horizonte

[close]

p. 5

mudanÇas desde que a primeira edição saiu em janeiro várias foram as mudanças aplicadas nesta revista digital que com a sua ajuda foram aquilatando ainda mais os trabalhos acadêmicos nesta sétima edição a galeria aclac aparece maior e mais gostosa de visualizar com as obras da artista plástica e acadêmica argina seixas a entrevistada do mês é a acadêmica lenir moura bastante premiada e tem ainda os grandes contos e poesias de alguns membros leia e nos envie suas sugestões esta revista é você quem faz Índice o selo da inteligência poesias diversas art qual o país que você quer suicídio virtual no mundo real noite mágica na aclac o ensino literário da literatura galeria aclac argina seixas acadêmica participa de festival gastronômico turbilhão de qualidades art o encontro caricaturando pÁg 6 pÁg 8 pÁg 14 pÁg 16 pÁg 18 pÁg 24 pÁg 26 pÁg 35 pÁg 36 pÁg 45 pÁg 46 academia cabista de letras artes e ciênciasaclac fundada em 12 de dezembro de 2005 no município de arraial do cabo/rj patrono cecílio barros pessoa símbolo o farol cores azul e amarelo end rua campos salles nº 11 centro cep 28930-000 arraial do cabo rj e-mail aclac.academiadearraialdocabo@gmail.com site http aclacademiacabista.blogspot.com endereço postal para presidente acadêmico rodrigo o pereira de andrade rua jorge lóssio nº 1.478 bairro vila nova cidade cabo frio/rj cep 28907-015 diretoria para o biênio 2012/2013 presidente rodrigo octavio pereira de andrade vice-presidente wenceslau da cunha secretário executivo fernando luiz de lima secretário mateus azevedo gago diretor de biblioteca e patrimônio adari lacerda tesoureiro nélio aguiar diretor de comunicação tony fonseca diretora do centro de estudos e pesquisa luciana netto conselho fiscal sotero t souza normando cardoso e reinaldo martins fialho colaboradores roldão aires fernando aires antonio francisco cândido josé luiz zel humor alex feitosa editado por fernando aires mtb 45.161-sp portal r.a.j www.portalraj.com.br 5

[close]

p. 6

o selo da inteligência acadêmica correspondente de fortaleza/ce por sônia nogueira 6 stá gravado nas ações de cada ser dito humano diante da frase afirmativa concluímos que em cada ação o homem usufrui de sua capacidade intelectiva as pessoas rudes também usam deste poder se não no saber das letras mas na capacidade criadora de algum invento mas quero falar de pessoas cultas que trazem uma bagagem de conhecimentos adquirida nos bancos escolares de uma vida acadêmica os administradores de uma nação os grandes inventores os pensadores na arte de escrever os jovens que num futuro bem próximo serão os seguidores dos destinos de sua pátria como selecioná-los quando vemos jovens irresponsáveis e desequilibrados dizimar a vida de outro jovem cheio de esperança uma vez que seu sonho foi realizado chegar a uma universidade o sonho iniciou e findou no mesmo dia encontrado na piscina morto outro porque não queria se embriagar pois não tem o hábito de tomar bebidas foi amarrado e surrado e ao chegar como indigente ainda foi mal recebido por pessoas que cuidam da vida segundo seu depoimento e outros casos de acadêmicos que queimaram pobres pedintes nas ruas ou uma mulher que achavam ser uma prostituta etc etc etc É o selo da inteligência no meu entender a inteligência ainda não alcançou o ápice da sabedoria a ignorância a mesquinhez a maldade estão em prioridade no desequilíbrio emocional a formação do caráter não está estruturada e a educação em déficit concluo que a inteligência usa com a mesma intensidade as duas faces o bem e o mal o amor e o ódio a dignidade e a devassidão mas vemos também que mesmo a longa distância o bem vence sobre o mal quando a justiça dos homens não pune os culpados a justiça de deus não falha e não me venha dizer que essa afirmativa é um sofismo uma falácia uma parábola bíblica assisto e vejo todos os dias na história da humanidade à recompensa por cada ato cometido e o pagamento em dobro por cada promissória assinada diante do nosso compromisso na construção da vida quando deus habita no nosso coração não deixa espaço para a entrada da iniquidade malícia perversão os verdadeiros sábios não se corrompem são peritos da própria sensatez que repousa na sabedora e na contemplação do amor e da paz e

[close]

p. 7

atenÇÃo acadÊmicos artigo do regimento interno que deve ser cumprido pelos correspondentes e honorários art 6º os correspondentes e honorários deverão respeitar os seguintes parágrafos deste artigo i divulgar a entidade em sua cidade e em todo território nacional e possivelmente no exterior ii usar a logo marca da entidade mas somente para cunho cultural iii a divulgação pode ser em meio de comunicação como jornal impresso eventos a serem realizados tv internet e outro meio que possa levar o nome da entidade iv nunca usar o nome da entidade em vão v sempre que possível enviar ao endereço da academia livros cds fotos obras de arte cartazes que divulgam a sua arte com a logo da entidade podendo ser aceito via e-mail caso não possa enviar a postagem vi aos que receberem o diploma via e-mail deverão imprimir e tirar uma foto para ser enviada a entidade vii como nossa entidade não cobra ônus ao membro correspondente ao membro honorário ambos acadêmicos dependentes de título deverão fazer um relatório todo ano para mostrar sua atuação em favor da entidade viii o membro correspondente e honorário será divulgado no blog da entidade e por outros meios de comunicação ix poderá participar de antologias de encontros culturais fazer palestras e terá toda à logística caso venha à sede da entidade em arraial do cabo para ser divulgado tanto o seu nome como o seu trabalho x ao fazer o juramento passará ser um imortal correspondente ou honorário da academia tendo sua cadeira perpétua só perderá sua honraria caso não se comunicar-se durante um ano com a entidade usar o nome da entidade se não for para fins culturais morte ou por falta de decoro xi só serão aceitas inscrições para o quadro de membro correspondentes artistas que não residam na região dos lagos xii os escolhidos para serem membros honorários poderão ser de qualquer cidade brasileira e estrangeira serão escolhidos pelos seus trabalhos desenvolvidos nas letras artes e ciências rodrigo octavio pereira de andrade presidente da academia cabista de letras artes e ciências de arraial do cabo-rj visite o blog da entidade sua foto e dados agora constam lá segue o link aclacademiacabista.blogspot.com 7

[close]

p. 8

nova canção do exílio membro honorário da aclac rj por ferreira gullar minha amada tem palmeiras onde cantam passarinhos e as aves que ali gorjeiam em seus seios fazem ninhos ao brincarmos sós à noite nem me dou conta de mim seu corpo branco na noite luze mais do que o jasmim minha amada tem palmeiras tem regatos tem cascata e as aves que ali gorjeiam são como flautas de prata não permita deus que eu viva perdido noutros caminhos sem gozar das alegrias que se escondem em seus carinhos sem me perder nas palmeiras onde cantam os passarinhos 8

[close]

p. 9

violando querubins por camila reis santana membro titular da aclac rj mataram os sonhos das gurias romperam com as inocências não conhecerão o desvirginar nem o hímen rompido por amar aos meninos darão traumas uma secura amarga nas almas um dia uma criança protegida teve colo de pai e foi ungida tantas impiedades na história dos crimes não são arruaceiros quebrando vitrines agem no silêncio ensurdecedor cortam as asas do anjo redentor basta tenha coragem e denuncie não tenha medo da imundície resgate vidas para um novo recomeço a luta é nossa e não de um indefeso 9

[close]

p. 10

a pintora e o poeta membro titular da aclac em arraial do cabo rj por wilnes martins pereira erguendo o pincel a amestrada mão recria a vida em leves pinceladas e a inspiração em longas cavalgadas dá forma à peça altiva à ilusão e o poeta vendo a pintora então nota espantoso os mágicos segredos no espalhar da tinta os amestrados dedos dão vida à obra em singular paixão e o poeta olhando a obra bem nascida pergunta a pintora quem te deu mão ungida para expor o belo em perfeição e ela simplesmente retocando à parte disse inspira-se poeta em minha arte e poema em meu quadro a tua compaixão 10

[close]

p. 11

brilho de estrelas membro honorário da aclac em são paulo/sp por roldão aires estrelas quantas existem milhões trilhões sei lá quantas presas no firmamento se manteem não se soltam permanecem,e são tantas brilhas no fimamento do meu eu presa estas ao meu pensamento permaneces ali dia e noite teu brilho,um encanto só meu quisera eu poder ser o firmamento que queiras ficar prá toda a vida quero que brilhes,e muito brilha prá mim meu encanto um brilho pequeno,prá quem te ama tanto conheça outros poemas e contos narrados pelo membro honorário e poeta roldão aires diretamente no site you tube para tanto basta acessar o site e digitar o nome do poeta 11

[close]

p. 12

a flor do jacarandá membro correspondente da aclac em uruana go por dhiogo josé caetano as flores da macieira querem me namorar diga ao vento do norte flor de jacarandá diga ao vento do leste que morte que é certo não nasce que amor de gente não morre que o fruto da maçã é vermelho flores que dançam no mato o cheiro do fato que brota o gosto de orvalho no ar o cravo vermelho no espaço flores da macieira brinquem no seu lugar diga ao vento do oeste que vem correndo me namorar que o ato não é verde e nem rosa que o fruto tem gosto amargo o acaso é o nascer das sementes 12

[close]

p. 13

criação membro correspondente da aclac em são paulo/sp por fernando aires criar é sonhar com o impossível imaginar e dar forma na mente a tudo aquilo que se sente quando criança no coração É voar com facilidade sem fugir da realidade sem temer pousar no chão tentar explicar esta fantasia é cortar das asas a magia que liberta a imaginação comentários do leitor edição vi ano i junho de 2012 genial a entrevista com parabéns a todos o secretário esperamos roberto carlos barreto outras iguais com demais membro da aclac em rj autoridades do país dá gosto ver trabalhos excelente revista assim podesérios como o de vocês se destacar enfim aqueles que a revista aclac está fide fato têm valor cultural algo cando cada vez melhor imprescindível ao brasil juliana santisteban juarez machado de oliveira psicóloga sp professor estadual sp parabéns ao confrade fernando um guerreiro pela a.c.l.a.c edweine loureiro membro correspondente da aclac no japão parabéns à academia de letras e artes de arraial do cabo pelo trabalho ceiça esch membro da aclac em rj 13

[close]

p. 14

o brasil de hoje é um reflexo do comportamento social do que somos pensamos e fazemos muito se discute a respeito do que falta ao brasil material para debate é o que mais se tem em razão de sucessivos governos espúrios que exploram cada vértice da região a qual dizem representar o brasil é lesado e não é de hoje mas não apenas por quem detém o poder É mais lesada a nossa pátria pelos comandados em outras palavras o brasil de hoje é um reflexo do comportamento social do que somos pensamos e fazemos muitos políticos não sabem a quem ou o que representam pelo que lutam ou para quem trabalham É absurdo claro mas quem os colocou em seus cargos e muitos brasileiros sequer sabem em quem votaram ou mesmo jamais leram qualquer notícia política vive-se uma grande inversão de valores onde a sociedade se encontra muito longe de ser um exemplo de seriedade a fim de poder pautar e cobrar o trabalho do poder público aliás esta mesma sociedade é cada dia mais condizente e cúmplice das estapafúrdias cometidas com nossos patrimônios nacionais a educação a saúde a segurança pública a infra-estrutura e a qualidade de vida bens essenciais e que deveriam ser custeados pelo nosso dinheiro no entanto tal recurso escoa nas estravagâncias dos políticos bem na cara do povo brasileiro este que permite candidamente se temos um governo omisso é porque temos também grande parte de nossa população alienada omissa e conivente tanto quanto a respeito das necessidades do país por exemplo quantos são capazes de apontar e reclamar uma injustiça quantos são capazes de chamar a atenção de um ente querido se este comete uma falha com alguém quantos cobram a si mesmos pelos seus atos fala-se em roubos des 14

[close]

p. 15

vios de verba pública mas quantos já não deram e ainda dão o famoso calote em alguém quantos não se dizem espertos e já não tentaram furar uma fila burlar uma lei passar um cheque sem fundo engraxar a mão de alguém para conseguir um fim cobrar um dinheiro por fora por algo que poderia ser feito de graça e pior ainda quando se cobra de alguém que já não tem mais condições que atire a primeira pedra quem nunca tentou ser esperto a honestidade virou exemplo de ingenuidade e o sistema hoje engessado nos faz recordar a famosa frase de ruy barbosa de tanto ver triunfar as nulidade o homem ainda sentirá vergonha de ser honesto perdeu-se o respeito ao ser humano ao bom profissional pais já não ensinam mais seus filhos a serem éticos responsáveis profissionais e cidadÃos pais e filhos pouco ou nada se conversam,e noutros casos o amor exagerado deu lugar à triste deseducação que forma hoje pessoas desprovidas de inteligência senso crítico compreensão e dignidade quando não ensinam o contrário simplesmente são cegos de amor próprio defendendo o rebento não importa a sua idade e atitude e esta gente vota obviamente em quem sente mais simpatia claro não somos perfeitos tudo na vida requer aprendizado exemplos mas não somos impedidos de nos corrigirmos a tempo mudarmos o pensamento e a atitude quando movidos de bom idealismo corrigindo o que estiver errado seja onde for estamos cada qual fazendo a sua parte em prol de uma sociedade mais justa coerente e evoluída automaticamente estaremos selecionando melhor nossos representantes afinal não basta dar conhecimentos e preencher a vida de uma pessoa com recursos sem dar a ela o mínimo de formação pessoal para distinguir o certo do errado em época de eleição seja pra qual cargo for muitas dúvidas surgem mas nenhuma mais importante do que esta qual o país que você leitor está ajudando a construir e quer ver no futuro o da omissão da impunidade e da cegueira ou o da justiça do amor e do trabalho fernando aires é jornalista publicitário e membro correspondente da aclac sp 15 15

[close]

Comments

no comments yet