Jornal Nosso Vale - nº15 - A origem dos nomes dos bairros de Coronel Fabriciano MG - por Leonardo Gomes

 

Embed or link this publication

Description

No mês de aniversário dos 63 anos de Emancipação políticoadministrativa de Coronel Fabriciano, o Jornal Revista Nosso Vale tem a honra de presentear o leitor com o “Grande Guia dos Bairros” do município - que traz um estudo sobre a toponímia dos mais de 6

Popular Pages


p. 1

e ição d or ed nad olecio c gps automotivo aviso de radares r$199,99 vale do aÇo janeiro 2012 ano 3 nº 15 distribuiÇÃo gratuita www.jornalnossovale.com.br coronel fabriciano 63 anos 31 3842-1121

[close]

p. 2

editorial especial dr pedro guerra um anjo pesadão jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 queríamos escrever a quatro mãos a história que vivemos com este anjo aqui na terra falar da alegria de poder abraçá-lo sempre falar das nossas batalhas das férias no sítio de seus livros e das diversas correspondências que recebera ao longo da vida inclusive de carlos drummond de andrade seu conterrâneo professor e amigo de sentar à mesa para tomar aquele chá da tarde e de trocar confidências existem anjos que já nascem anjos outros se tornam anjos pela trajetória de vida pedro sampaio guerra jamais receberia o título de anjo vindo da igreja embora relacionasse muito bem com a igreja nunca foi um praticante religioso preferia sempre ter a prática dos bons atos na dedicação à medicina como se este fosse o verdadeiro sacerdócio a este grande anjo que passou uma boa temporada aqui no meio visão de saúde na cia de aços especiais itabira acesita atual aperam em timóteo então distrito de antônio dias onde implantou o serviço de saúde e o primeiro hospital provisório em 1947 em abril de 1952 pedro guerra foi fundador e primeiro presidente do sindicato dos trabalhadores metalúrgicos dos municípios de timóteo e coronel fabriciano metasita a criação do sindicato teria sido motivada por uma crise na área da saúde enfrentada por funcionários do setor metalúrgico na região em 1958 na já emancipada coronel fabriciano iniciou a construção da casa de saúde nossa senhora do carmo atual unimed ­ inaugurada em 1960 e concluída em 1963 em 04 de julho de 1959 foi sócio/fundador do rotary club de coronel fabriciano em maio de 1977 dr guerra assumiu o cargo de médico da prefeituprojeto gráfico e produção talentos produções cnpj 10.730.999/0001-88 tiragem 3.000 periodicidade mensal no dia 25 de dezembro de 2011 na mesma data em que nasceu o maior homem desta terra bate à porta do céu mais um destes anjos vindo lá de baixo do planeta terra do país chamado brasil estado de minas gerais e de uma cidadezinha conhecida como coronel fabriciano mas não era apenas mais um anjo a ocupar um lugar no espaço celeste este era pesadÃo 97 anos acumulados em energia saúde sensibilidade dedicação amor conhecimento e ainda o mais pesado de tudo a farta sabedoria se esta cidade se esta cidade fosse minha eu mandava eu mandava lapidar tirava de vez o coronel e colocava um doutor em seu lugar assim nosso endereço seria este planeta terra brasil minas gerais cidade dr pedro guerra rua 25 de dezembro número 2011 pedro sampaio guerra 1914-2011 filho de quintiliano carvalho guerra e marieta sampaio guerra pedro sampaio guerra nasceu em itabira em 27 de junho de 1914 na década de 30 ingressou no curso de medicina da universidade federal de minas gerais ufmg e quando estava no quarto ano realizou sua residência médica em uma das mais tradicionais instituições de saúde do estado a santa casa da misericórdia de belo horizonte depois de formado dr pedro guerra se mudou para nova era onde foi um dos fundadores do primeiro hospital da cidade a casa de saúde santa lúcia anos depois seguiu para itabira onde se integrou à cia melhoramentos ferroviários empreiteira da cia vale do rio doce em junho de 1945 o médico chega ao vale do rio doce atual vale do aço onde assumiu como chefe da di da gente rendemos todas as homenagens e nossa declaração de amor àquele que foi nosso pai adotivo e avô adotivo de nossas filhas bibiano galdino janua coeli maria cecília,e laís lima a expressão anjo pesadão foi dita pelo próprio dr pedro quando escapou de uma pneumonia dizendo que era um anjo muito pesado para subir aos céus naquele momento ra de coronel fabriciano onde atuou até meados dos anos 80 faleceu em 25 de dezembro de 2011 em fabriciano onde vivia com a filha terezinha pinheiro guerra cotta família pedro sampaio guerra se casou com jeny pinheiro guerra com quem teve 3 filhos terezinha pinheiro guerra cotta beatriz guerra mendes e eduardo pinheiro títulos pedro guerra recebeu o título de cidadão honorário de coronel fabriciano em 4 de julho de 1969 foi presidente da regional da associação médica do município e ocupou também a vice-presidência da associação médica de minas gerais fontes jornal oficial do conselho regional de medicina biblioteca municipal de coronel fabriciano redação av dr sérgio romanelli 1084 todos os santos cel fabriciano mg fone 31 3842-9525 expediente direção geral bibiano galdino direção comercial walter jr amorim direção de jornalismo leonardo gomes mtb mg 12867 jp publicitários bibiano galdino maria cecília lima atendimento walter jr amorim oberdan martins revisão maria cecília lima laís lima gráfica lastro contato talentos jornalnossovale hotmail.com fone 31 3842-9525 site www.jornalnossovale com.br

[close]

p. 3

jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 pÁg 3 especiais já publicadas pelo jornal nosso vale ao longo destes 2 anos que resultaram em 14 edições com exceção do bairro-centro e do distrito industrial nomenclaturas comuns em quase todas as cidades e do bairro florença ainda não executado foram pesquisados todos os demais bairros considerados pelo portal da prefeitura municipal de coronel fabriciano www.fabriciano mg.gov.br embora nem todos estes segundo o setor de planejamento da prefeitura possuam registro oficial se você leitor possui outras informações sobre o tema deste estudo bem como fotografias ou imagens que completam e enriquecem esta obra entre em contato mande um e-mail para jornalnossovale@hotmail.com ou ligue para 31 3842-9525 e contribua com a história de nossa cidade e região boa leitura grande guia dos bairros de coronel fabriciano nos 63 a no mês de aniversário dos 63 anos de emancipação políticoadministrativa de coronel fabriciano o jornal revista nosso vale tem a honra de presentear o leitor com o grande guia dos bairros do município que traz um estudo sobre a toponímia dos mais de 60 bairros da cidade com respectivas ilustrações embora o estudo traga informações históricas e geográficas nunca antes publicadas trata-se de uma pesquisa modesta sem grandes aprofundamentos mas que tem o objetivo de situar o leitor no espaço tempo servindo de suporte para a leitura de outros textos do jornal nosso vale publicados ou à publicar assim como outros periódicos regionais grande parte deste estudo foi realizado nas primeiras 3 semanas de 2012 entre 2 e 21 de janeiro as informações foram norteadas pelas matérias siglas utilizadas no guia bnh banco nacional de habitação caf companhia agrícola florestal enr ltda empreendimentos novo reno ltda pmcf prefeitura municipal de coronel fabriciano mitra a.m mitra arquidiocesana de mariana setores setor setor setor setor setor 1 2 3 4 5 inocoop:instituto de orientação às cooperativas habitacionais setor 6

[close]

p. 4

pÁg 4 coronel fabriciano bairros do setor 1 jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 1 bom jesus 2 dom helvécio 3 manoel domingues 4 maria nazareth 5 nossa sra do carmo 6 nossa sra da penha 7 padre de man professores 8 serraria santa helena 9 santa terezinha 10 todos os santos 1-bom jesus loteado na década de 50 pela mitra arquidiocesana de mariana o bairro é uma homenagem a jesus cristo ou senhor bom jesus 2-dom helvÉcio criado na década de 70 mediante projeto de lei apresentado pelo então vereador e exmorador da localidade paulo schmidt o bairro é uma homenagem ao 2º arcebispo de mariana dom helvécio gomes de oliveira 1886-1960 3-manoel domingos o bairro é uma homenagem ao português manoel domingues 1886-1973 lavrador que em 1910 veio de vitória-es para calado atual cel fabriciano abrir a mata para a medição topográfica necessária para a construção da efvm o sítio de m.domingues foi loteado nos anos 60 pelos filhos e originou o bairro m.domingos 4-bairro nazarÉ o bairro surgiu de uma ocupação espontânea sendo conhe cido anteriormente como buraco da nazaré uma alusão à topografia côncava onde residia maria nazareth 18951976 a proprietária do lugar a pedido do filho desta josé silva o então vereador clodomiro de jesus propôs em 1968 a mudança do nome para bairro nazareth com o tempo a grafia passou a ser nazarÉ 5-n.sra.do carmo o bairro surgiu de ocupações espontâneas nos anos 50 e 60 depois que o então prefeito rufino da silva neto doou a área para famílias que chegavam de diversas cidades anteriormente conhecido como morro da favela e bairro do cruzeiro devido a um cruzeiro localizado na praça o bairro recebeu a denominação atual por sugestão das irmãs carmelitas da divina providência que realizavam obras sociais nesta comunidade levando junto uma imagem da santa que hoje se encontra na igreja católica local 6-n sra da penha o bairro surgiu nos anos 70 após ser loteado pelo proprietário m domingues ver bairro 3 o nome da localidade foi escolhido pelo filho deste joão de deus em homenagem à santa de devoção de seu manoel que teria se curado de uma grave doença após uma promessa feita à n.sra da penha quando manoel ainda residia em vitória 7-bairro dos professores o bairro possui este nome porque foi criado justamente para alojar os professores da universidade do trabalho atual unileste que em 1973 adquiriram as casas à preços populares a iniciativa da criação do bairro partiu do padre holandês josé maria de man1927-1982 e a primeira moradora foi a professora ademir castro ver bairros 20 e 34 8-santa helena o nome do bairro é uma referência à serraria santa helena inaugurada em 1948 de propriedade do baiano joaquim cézar santos 1895-1979 que chegou em fabriciano no fim dos anos 30 na década de 70 a área foi loteada por m.linhares imóveis e pela mitra a.m que preservou o nome santa helena 9-santa terezinha i e ii esta foi a santa escolhida por d.idalina winter para proteger o sogro dr rubens siqueira maia 1908-1984 médico e 1º prefeito da recémemancipada fabriciano posteriormente dr rubens batizou suas terras como fazenda sta terezinha que foram loteadas em 1964 pela imobiliária de mesmo nome dando origem aos bairros sta terezinha i e ii 10todos os santos loteada nos anos 60 pela cia imobiliária alterosa o nome do bairro é provavelmente uma referência aos demais bairros da cidade que possuem nomes de santos.

[close]

p. 5

coronel fabriciano bairros do setor 2 jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 pÁg 5 11 aparecida do norte 12 barbosa mello barbosa 13 ribeirão caladinho 14 rio reno p.ind novo reno 15 jacinto das neves 19 16 vale do aço morada do vale 17 tijuca rj nova tijuca 18 pedreira 19 pomar 20 universidade do trabalho atual unileste 11-aparecida do norte anteriormente conhecido como brejo o bairro surgiu em 1960 quando foi loteado por seu beltrano lopes segundo a moradora zilma júlia de araújo o nome seria uma homenagem à santa de devoção do casal dona maria e seu francisco serafim antigos moradores já falecidos 12-barbosa o nome desde pequeno bairro é uma referência à construtora barbosa mello scarpelli ltda atual construtora barbosa mello que no fim dos anos 50 realizou a terraplanagem do caladinho para a implantação da rodovia atual br 381 era uma empresa familiar e por isso adotava os sobrenomes de seus fundadores/sócios 13-caladinho o bairro caladinho surgiu em 1960 quando o proprietário da área seu josé maria rolim loteou o lugar que recebeu o nome do córrego local também conhecido como ribeirão caladinho este por sua vez é uma referência ao calado antigo nome da cidade 14-industrial novo reno o parque industrial novo reno foi loteado em 1975 pela empreendimentos novo reno ltda de propriedade dos então sócios fábio xavier anibal teixeira e acelino bessa o nome da empresa e do bairro surgiu quando anibal observou uma comparação feita por teófilo otoni1807 1869 sobre o rio doce e o rio reno alemanha na qual ambos contribuíram para o desenvolvimento industrial da região assim anibal apostou que o parque seria um novo reno para fabriciano 15-jacinto das neves loteada em 1990 a pequena vila jacinto das neves recebeu o sobrenome do antigo proprietário da àrea o fabricianense jovelino jacinto das neves 1934-1966 industriário que trabalhou na serraria santa helena e na caf santa bárbara 16-morada do vale o bairro surgiu nos anos 70 após ser loteada pela mitra a.m o nome foi uma sugestão do então vereador e 1º morador da localidade o caratinguense josé custódio que atualmente reside em ipanema-mg o nome é uma referência ao vale do aço e a sugestão do vereador contou com o apoio popular e foi aprovada por unanimidade pela câmara municipal 17-nova tijuca o bairro se formou nos anos 80 como uma ampliação do bairro bom jesus loteado pela enr ltda seu nome é uma referência ao bairro carioca tijuca devido ao clima quente de ambos ao visitar a àrea pela 1ª vez anibal teixeira que possuia parentes na tijuca concluiu que aquele bairro era como uma nova tijuca 18-pedreira de acordo com o setor de planejamento da pmcf o bairro se formou mediante ocupação irregular ocorrida nos anos 90 a localidade foi de fato uma pedreira utilizada pela empresa da família rolim 19-pomar o residencial pomar surgiu nos anos 80 depois que antônio josé martins pires loteou a àrea que anteriormente era um sítio com diversas àrvores frutíferas principalmente goiabeiras daí a origem do nome do residencial 20-universitÁrio:o bairro universitário,surgiu em 1972 por iniciativa de padre de man que o idealizou para alojar os primeiros alunos e funcionários que residiam longe da instituiçãover também bairros 7 e 34 o nome é portanto uma referência à universidade do trabalho atual unileste implantada em coronel fabriciano pela congregação padres do trabalho da bélgica em 1969 as construções do bairro iniciaram em 1970 e as obras foram financiadas pelo bnh.

[close]

p. 6

pÁg 6 jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 coronel fabriciano bairros do setor 3 23 21 lagoa do aldeia do lago 22 amaro lanari 23 mangueiras 24 ponte nova 21-aldeia do lago o condomínio fechado aldeia do lago surgiu nos anos 90 loteado pela maia junior empreendimentos imobiliários que se inspirou em uma lagoa existente nos fundos do imóvel para batizar o residencial anos depois houve o loteamento da àrea externa e o bairro aldeia do lago se expandiu 22-amaro lanari após a emancipação de ipatinga em 1964 coronel fabriciano herdou os dois núcleos habitacionais construídos pela usiminas para alojar seus funcionários assim candangolândia termo que provêm de candango isto é peão e maringá se fundiram para formar o bairro amaro lanari o nome é uma homenagem ao argentino e engenheiro amaro lanari 1886-1958 pai do ouro-pretense e também engenheiro amaro lanari junior 19131999 1º presidente da usiminas em 1958 23-mangueiras o bairro surgiu na década de 60 juntamente com os bairros santa terezinha i e ii e também pertencia a família maia sendo também loteado pela imobiliária santa terezinha anteriormente nomeado como bairro das mangueiras o nome é uma referência à algumas mangueiras que existiam no local em uma àrea pertencente à prefeitura e que teriam sido derrubadas por conta da construção da escola municipal vereador nicanor ataíde nota se você possui fotografia das citadas mangueiras faça contato conosco e ajude a completar o àlbum ligue 3842-9525 ou envie e-mail jornalnossovale hotmail.com 24-ponte nova o bairro ponte nova fazia parte da composição do bairro mangueiras e teria se desprendido no início dos anos 80 por conta da construção da atual ponte e malha ferroviária da efvm que liga coronel fabriciano à timóteo e que passa sobre o rio piracicaba na àrea do bairro mangueiras a ponte teria sido construída pela vale do rio doce atual vale para substituir a ponte antiga danificada pela enchente de 1979 assim a nova posição da ferrovia teria gerado a divisão do território e inspirado o nome do novo bairro coronel fabriciano zona rural nas proximidades do atual naque e que passava pela serra dos cocais portanto a tradição histórica dos cocais é anterior à história de coronel fabriciano a comunidade são josé dos cocais também conhecido como cocais de cima surgiu a partir de um vilarejo chamado cocais dos arruda formado nos primeiros anos do século xx o nome cocais seria uma referência aos coqueiros nativos enquanto arruda uma menção a uma antiga e numerosa família do lugar posteriormente o local passou a ser denominado são josé dos cocais em homenagem ao santo pai de jesus padroeiro da comunidade a igreja católica local que também possui o nome deste santo é provavelmente a construção mais antiga do município 26-santa vitÓria dos cocais mais conhecida como cocais de baixo ou santa vitória dos cocais o povoado é na verdade uma homenagem à nossa senhora da vitória mãe de jesus e não à santa vitória esta comunidade surgiu posterior à comunidade de são josé e está localizada antes desta considerando o acesso pelo distrito de senador melo viana 25-são josé cocais de cima 25-sÃo josÉ dos cocais em 1825 o francês guido marlière1767-1836 iniciou a construção de uma estrada ligando antônio dias ao rio santo antônio 26-santa vitória cocais de baixo dieselflex scania volvo dieselflex comÉrcio de peÇas ltda telefax31 38414553 cel 31 9942.0280 24 av presidente tancredo neves 2217 bom jesus cel fabriciano/mg www.dieselflex.com.br

[close]

p. 7

apresenta pop pneus história e tecnologia uma cidade cresce quando caminha rumo ao futuro mas sem esquecer de sua história o mesmo acontece com uma empresa de sucesso como é o caso da pop pneus que se moderniza a cada dia sem abrir mão da experiência e união de sua equipe criada em 1999 e situada próximo ao trevo de coronel fabriciano a pop pneus parabeniza a cidade por seus 63 anos aos nossos clientes de todo o vale do aço também desejamos um ótimo ano de 2012 e de presente destacamos a seguir algumas `raridades da nossa história veículos de duas quatro e oito rodas afinal quando o assunto é pneu a pop pneus é imbatível primeiro carro que chegou ao calado atual coronel fabriciano era chamado pela família pereira de fubica josé avelino barbosa e a primeira moto do vale do aço em 1943 o primeiro ônibus de fabriciano de seu floriano mário silva viação santo antônio em 1953 desempeno de rodas pop pneus 1999 2012 após 13 anos de trajetória a pop pneus conquistou qualidade formou mão de obra especializada e se tornou a nº1 da região em pneus novos seminovos diamantação de rodas de liga leve além de dispor do melhor pneu do mundo a michelin a melhor maneira de ir mais longe se não bastasse a qualidade dos produtos e serviços a pop pneus cobre qualquer oferta do concorrente agora em 2012 a pop pneus tem o prazer de anunciar mais uma novidade o torno copiador de roda à laser que entre outras funções desempena rodas automotivas sem danificá-las copia qualquer perfil de roda com até 100mm de profundidade e diamanta automaticamente com qualidade de um original de fábrica venha conferir diamantação de rodas de liga leve torno copiador de roda à laser torno mecânico lanÇamento parabéns fabriciano por seus 63 anos pop pneus acompanhando a sua evolução av tancredo de almeida neves nº 1209 próximo ao trevo de fabriciano fone 3841-2953

[close]

p. 8

pÁg 8 jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 destaque em gregÓrio retíficas uma empresa líder no vale do aço com pouco mais de 6 anos de existência a gregório retíficas e autopeças já é sinônimo de experiência e excelência em serviços com sede em coronel fabriciano a empresa que atua no mercado de distribuição e manutenção de motores a combustão sempre preza a satisfação de seus clientes o sucesso da empresa é fruto de muita dedicação e planejamento do fundador e diretor josé gregório de paiva e de uma equipe de profissionais qualificados formada por outros 52 funcionários sendo 7 pertencentes à família entre estes o braço direito e irmão roberto dos reis moraes na administração da gregório retíficas o empreendedor gregório conta ainda com a ajuda da esposa dona vilma que está concluindo o curso de administração segundo gregório a filosofia da empresa é apresentar soluções econômicas e atuais para as necessidades dos clientes a empresa acompanha a evolução e tecnologia dos produtos e maquinários para manter um padrão elevado de atendimento e qualidade por isso nos tornamos referência no vale do aço nos quesitos atendimento distribuição e manutenção de motores pois trabalhamos com preços acessíveis proporcionando o melhor custo benefício do mercado ressalta gregório o a gregório família gregório retíficas retíficas parabeniza coronel fabriciano por seus 63 anos de vida!

[close]

p. 9

ue empresarial jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 pÁg 9 o seu melhor ponto de partida um homem determinado filho de seu vicente gr moraes e dona alice dos re egório de gregório ou josé gregório is moraes nasceu em marliéria em 11 de de paiva dezembro de 1963 aos 9 anos veio par fabriciano e quando fez a coronel oportunidade de ingressar 17 teve a automotivo porém como rec no ramo aos poucos gregório foi epcionista cargos de confiança e assumindo adq experiência hoje estamos con uirindo no mercado mas para alc solidados anç condição precisei passar po ar esta fases acumular conhec r diversas imento e experiência comecei como recepcionista de produção encarregado ger fui líder al orçamentista até me tornar sub de oficina empresa na qual trabalhei até gerente da seguida fui funcionário de ou 2001 em de motores foi neste período tra retífica o desejo de ter meu própri que surgiu explica gregório que realizo negócio em 2005 quando inaugurou ou o sonho a gregório retíficas responsabilidade social como todo empreendedor de sucesso gregório procura estar sempre engajado em projetos sociais e mesm o a grande demanda de serviços não o impede de servir a comunidade como diretor da comissão de projetos do rotar y coronel fabriciano norte atua com o diretor da acicel-cdl além de primeiro tesoureiro do consep 2 conselho comu nitário de segurança pública e segundo tesoureiro da apac associação de pro teção aos condenados coronel fabriciano io za motores à diesel á tel fax 3842-200lcool gasolina 2 av presidente tancr bom jesus coronel edo neves 2363 fa gregorioretificas@y friciano mg ahoo.com.br gregório retíficas no !

[close]

p. 10

pÁg 10 27-belvedere loteado em 1980 pela empreendimentos imobiliários belvedere ltda o bairro foi planejado urbanísticamente para possuir um moderno sistema viário que conta com 8 avenidas o termo belvedere que dá nome ao empreendimento e ao bairro é proveniente do sobrenome do loteador deste sebastião belvedere mais conhecido como tião belvedere tião nasceu em coronel fabriciano em 1949 e há mais de 30 anos trabalha no ramo imobiliário ele comprou a propriedade da belgomineira sendo esta área anteriormente chamada de vermelho e localizada na região denominada cascudo uma referência ao solo com muitos pedregulhos 28-olaria o bairro surgiu nos anos 50 quando loteado por césar martins cruz a área compreendida entre os bairros santo elói e são domingos onde hoje está o bairro olaria foi onde se localizou três olarias nos idos de 1940 a 1965 onde eram proprietários os senhores antônio santiago antônio pirraça e joão lagares avô do atual vereador nivaldo lagares pinto o querubim havia ainda no bairro santo antônio outra olaria do senhor roldão alves torres no final da década de 60 a área ficou saturada e o barro/argila matériaprima da fabricação de tijolos acabou nesta fase joão lagares adquiriu uma área no bairro santo antônio e ali constituiu uma nova olaria coronel fabriciano bairros do setor 4 jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 28 27 belvedere 28 olaria 29 alberto giovannini 30 prof julia kubtischek jk 31 senador mello viana 32 seu ieié na sede da fazenda são domingos 33 recanto verde 34 santo eloy nicipal enquanto padre antônio rocha administrador da mitra a.m loteou a àrea do lado esquerdo a esposa de alberto celita barros loteou o restante da área após a morte do marido além de fazendeiro giovannini foi comerciante bancário e empresário 30-jÚlia kubitschek conhecido como jk o bairro é uma homenagem à professora primária em diamantina júlia kubitschek 1873-1971 mãe de juscelino kubitschek 1902-1976 seu fábio xavier pinheiro comprou o terreno da mitra a.m em 1970 e loteou parte desta em 1971 junto com os sócios pela empreendimentos novo reno ltda ver bairro 14 anibal teixeira era amigo pessoal de juscelino e pretendia dar ao bairro o nome do ex-presidente mas este o sugeriu o nome da mãe 31-melo viana o bairro melo viana de hoje é onde nasceu o atual distrito de senador melo viana anteriormente chamado de santo antônio do piracicaba e talvez por isso o bairro tenha conservado o nome do distrito santo antônio foi elevado à distrito de antônio dias em 7 de setembro de 1923 recebendo o nome de melo viana em homenagem ao secretário de interior fernando mello viana 1878-1954 no fim da década de 50 o então distrito da emancipada coronel fabriciano recebeu no nome o acréscimo senador 32-sÃo domingos segundo o morador josé gonzaga de almeida o conhecido ieié 83 anos a escolha da santidade são domingos para nomear a fazenda e depois o bairro seria em homenagem a um certo seu domingos que teria sido proprietário do lugar a partir dos anos 40 nicanor ataíde passou a ser o proprietário da fazenda após este josé felisberto seguido por lafaiete lopes depois por padre rocha à serviço da mitra a.m nos anos 70 a propriedade foi comprada e loteada pela enr ltda com excessão da área sede comprada por bonfá e josé constantino e depois por seu ieié o atual dono 33-recanto verde antes parte da fazenda são domingos o bairro surgiu nos anos 80 loteado pelo enr ltda seu nome é uma referência à geografia do lugar uma àrea localizada em um recanto bastante arborizado onde se encontra o clube riacho das pedras 34-santo elÓi o bairro santo elói ou santo eloy foi loteado nos anos 60 pela caf santa bárbara e pelo centro união e técnica a Área teria sido comprada e posteriormente loteada por padre de man que escolheu o nome em homenagem à santo elói 29-giovannini o bairro surgiu na década de 50 quando o proprietário da fazenda giovannini o paulistano alberto giovannini1889-1963 loteou as terras do lado direito da av dom helvécio hoje av magalhães pinto onde hoje se encontra o cemitério mu-

[close]

p. 11



[close]

p. 12

pÁg 12 jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 coronel fabriciano bairros do setor 5 35 córrego alto 36 josé da silva brito 37 sétimo sentido pedra linda 38-santa cruz 39 dona albina e santa inês 40 seu francisco e dona luzia santa luzia 41 santa rita 42 são geraldo 43 seu vicente são vicente 44 sylvio pereira 35-cÓrrego alto a história do bairro córrego alto provavelmente é anterior aos idos de 1900 o local era conhecido como córrego do justino em referência ao lavrador josé justino que se estabeleceu no lugar com a família conforme conta o neto deste o ainda morador do bairro joão cristino ferreira mais conhecido como joão chico este é filho de francisco cristino ferreira e nasceu na localidade em 1918 com o tempo o lugar passou a ser chamado de córrego alto uma referência aos córregos que correm do alto da serra córrego das cobras córrego da mandioca e córrego boa vista e se unem formando um único curso d`água 36-josÉ da silva brito o bairro surgiu nos anos 90 quando o terreno de josé da silva brito 1920-1972 foi loteado pela esposa deste dona onofra dos santos brito e outros familiares josé nasceu em sete cachoeiras distrito de ferros e veio ainda criança para o calado acompanhando o cônego domingos ferreira martins que em 1935 foi deputado estadual durante anos morou com os padres em uma residência próxima do atual bairro e trabalhou como jardineiro durante 26 anos na belgo mineira 37-pedra linda de propriedade de dr virgílio hélio mosci e raimundo silva de andrade o bairro foi loteado em 1983 pelo diretor da pedra linda empreendimentos imobiliários de propri edade de seu paulo martins medeiros segundo paulo o nome da empresa e do bairro foram inspirados por uma novela que se passava em uma cidade chamada pedra linda em resposta ao e-mail do jornal nosso vale o especialista em teledramaturgia nacional nilson xavier confirmou que pedra linda foi citada como cenário de uma das fases da novela sétimo sentido de janete clair em 1982 38-santa cruz a área onde hoje é o bairro santa cruz também era administrada pelo padre rocha e com o seu falecimento o local foi loteado pela mitra a.m anterior à esta fase a região era passagem de famílias que se reuniam para a tradicional caminhada do dia 3 de maio dia da santa cruz na ocasião pessoas estouravam foguetes pagavam promessas rezavam o terço e enfeitavam o cruzeiro erguido ao lado de um marco geográfico na àrea conhecida como córrego dos camilos o nome do bairro teria surgido desta tradição 39-santa inÊs o bairro surgiu nos anos 90 sendo construído por um sistema de mutirão em parceria com a prefeitura ver bairros 40 e 49 no qual esta doava os lotes e o material necessário para a construção de 2 cômodos enquanto os moradores entravam com a mão-de-obra segundo dona onofra dos santos brito ver bairro 36 o nome do bairro santa inês conforme contado a esta pelo padrinho leandro justino teria sido sugestão do chefe do departamento de obras da pmcf francisco de paula e silva junior1927-1992 que foi funcionário da caf onde se tornou amigo de leandro e posteriormente servidor municipal nos governos de paulo antunes e hélio arantes francisco foto 40teria escolhido a santa por ser a de devoção de sua mãe albina silva 40-santa luzia o bairro foi formado nos anos 80 em parte por ocupação irregular e em parte por sistema de mutirão ver bairro 39 o nome santa luzia teria sido uma sugestão do então chefe do departamento de obras da prefeitura francisco de paula em homenagem a cunhada dona luzia a quem tinha grande apreço como confirma a esposa de francisco dona helena dias e silva nota quando francisco se tornou chefe do departamento de obras da prefeitura o bairro santa helena já existia o que naturalmente impediu que ele homenageasse a esposa dona helena 41-santa rita o bairro surgiu nos anos 80 em parte por ocupação irregular e em parte por loteamento de seu sérgio moreira atualmente com 64 anos e morador dos cocais de acordo com a filha deste elizabeth moreira o nome santa rita teria sido escolhido por influência dos bairros vizinhos que em sua maioria possuem nomes de santos 42-sÃo geraldo o bairro surgiu por ocupação espontânea ao longo dos anos do século passado duas famílias se destacam na ocupação da área a família salustiano costa e a família peres a origem do nome do bairro seria um reflexo da religiosidade dos primeiros habitantes do lugar que além de rezar novenas à são geraldo construíram ali uma capela em homenagem ao santo posteriormente,foi construída no local a atual igreja católica da comunidade 43-sÃo vicente de paulo o bairro surgiu nos anos 80 quando foi loteado por dona terezinha de jesus silva embora receba o nome do santo o bairro é uma homenagem a seu josé vicente de barros 1922-1995 então proprietário de parte do terreno bastante atuante na comunidade católica seu vicente doou uma parte do terreno para que os vicentinos construíssem a atual igreja do bairro 44-sÍlvio pereira i e ii estes dois bairros surgiram nos anos 90 por meio do programa de ação imediata para habitação paih com o nome de conj habitacional sylvio pereira o projeto coordenado pela inocoop foi dividido em 2 setores que se tornaram o sylvio pereira i e ii o nome do conjunto habitacional é em homenagem ao contador advogado e ex-vereador o fabricianense sylvio bartolomeu pereira 19351990 filho do primeiro vice-prefeito de coronel fabriciano coronel silvino pereira 1895-1959

[close]

p. 13

jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 pÁg 13 coronel fabriciano bairros do setor 6 45 alipio josé da silva alipinho 46.ribeirão caladão potyra 47 contente 48 mata do floresta 49 frederico ozanam 50 gávea rj 51 jardim primavera 52 judith bhering 53 manoel maia 54 rua do planalto 45-alipinho o bairro surgiu nos anos 60 depois que floriano mário da silva loteou a propriedade que era de seu pai de criação o fazendeiro alípio josé da silva também conhecido como alipinho sendo o nome do bairro portanto uma homenagem a este as terras de alípio foram compradas de joão teixeira benevides1887-1959 considerado o primeiro morador do santo antônio do piracicaba ou s.a do gambá o atual distrito de melo viana 46-caladÃo/potyra:a história do povoamento da região do caladão é bem antiga já que a àrea servia de passagem de tropeiros que vinham de antônio dias passando pela região dos cocais para comercializar seus produtos na antiga calado o nome do bairro seria uma referência ao ribeirão caladão que por sua vez está ligado ao nome calado o bairro possui ainda o nome de potyra segundo o antigo morador do lugar e 1º fotógrafo da cidade joão anastácio de almeida mais conhecido como joão cabeludo tal expressão indígena foi sugestão do casal gilberto e severina que nos anos 80 lotearam algumas propriedades 47-contente o bairro surgiu nos anos 90 por meio de ocupação irregular segundo joão cabeludo ver bairro 46 o nome do bairro é uma referência ao estado de espírito dos antigos moradores da região que utilizavam o atual bairro contente como uma área de lazer 48-floresta as obras de construção das casas e apartamentos do bairro floresta foram realizadas pela inocoop e concluídas em janeiro de 1983 com o nome de conjunto habitacional x de julho 10 de julho o nome floresta só foi adotado meses depois após aprovação do projeto de lei do então vereador helvécio pinto atualmente morador de ipatinga que sugeriu o nome como uma referência à mata densa localizada à oeste do bairro anteriormente o terreno era de propriedade de seu noé salustiano costa ainda morador do bairro 49-frederico ozanam a construção das casas onde hoje é o bairro frederico ozanam se fez necessário após as enchentes de 1979 que deixaram várias famílias desabrigadas assim a sociedade são vicente de paulo adquiriu da companhia belgo mineira uma àrea que foi cedida à pmcf para a construção das casas em sistema de sociedade de habitação o popular mutirão ver bairros 39 e 40 entretanto as obras realizadas nos anos 80 ficaram conhecidas como casas dos flagelados diante disso o então vereador clodomiro de jesus propôs o projeto de lei que sugeria a adoção do nome antônio frederico ozanam fundador da associação são vicente de paulo em homenagem aos vicentinos que doaram o terreno para as obras 50-gÁvea o bairro surgiu nos anos 80 quando foi loteado pela pedra linda empreendimentos imobiliários segundo o autor da ideia paulo martins medeiros ver bairro 37 o nome do lugar é uma referência ao bairro carioca gávea e assim como o nome do bairro pedra linda seria uma influência do tempo em que paulo martins morou no estado do rio de janeiro 51-jardim primavera o bairro jardim primavera foi loteado nos anos 90 pela terravale empreendimentos empresa fundada por nyssio dias luz ver bairros 58 e 59 e pela esposa e sócia anásia ferreira luz autora do nome segundo seu nyssio atualmente morador de lagoa santa-mg anásia provavelmente se baseou em uma inspiração momentânea para nomear o loteamento associando a beleza de um jardim durante a primavera com os imóveis de sua empresa 52-judith bhering:loteado nos anos 90 pela empreendimentos imobiliários oliveira ltda o bairro é uma homenagem à matriarca da família bhering a professora antônio-diense judith bhering 1918-1986 casada com roldão alves torres1905-1975 judith foi mãe de 12 filhos sendo hoje 9 vivos todos moradores do bairro melo viana 53-manoel maia o bairro foi loteado na década de 70 pela corcovado imóveis de propriedade de seu joaquim cézar santos ver bairro 8 este entretanto teria comprado a propriedade do lavrador manoel maia filho 1899-1974 ou manoel maia da silva conforme os diferentes documentos encontrados de acordo com as netas de manoel doraci maia e maria aparecida maia moradoras de mucuri-ba o avô que nasceu em santa maria de itabira veio para o calado onde foi juiz de paz e residiu de forma alternada entre os cocais dos arruda e as regiões das atuais sede e distrito de fabriciano conforme teria relatado a avó já falecida dona sergina rosa de souza esposa de manoel segundo contam após vender o imóvel para joaquim cézar manoel maia teria impedido que o terreno fosse roçado assim a ordem de para foice teria inspirado o nome apara foice utilizado até hoje em documentos públicos enviados aos moradores juntamente com o nome manoel maia aprovado oficialmente pela câmara municipal em homenagem ao pioneiro 54-planalto:loteado no fim da década de 70 por floriano mário da silva ver bairro 56 as primeiras moradias integravam o bairro alipinho entretanto a adoção de outro nome foi necessário para facilitar a entrega de correspondência e serviços o nome escolhido faz uma referência à topografia do lugar uma àrea consideravelmente plana localizada em uma parte elevada da região do alipinho.

[close]

p. 14

pÁg 14 jornal nosso vale vale do aÇo janeiro 2012 55 59 55 residencial fazendinha 56 seu roldão e santo antônio 57 são cristovão 58 rio surinam 59 caixa econômica federal tranquilão 55-resid.fazendinha loteada em 1980 pela m.d.c engenharia ltda o bairro residencial fazendinha recebeu este nome em referência à pequena fazenda ou sítio de 26 hectares de terra que existia no local que desde 1952 era de propriedade do casal seu amador emídio de souza 1922-2004 e dona rute martins de souza conforme explica um dos 5 filhos do casal lindolfo martins posteriormente seu amador vendeu a propriedade para o empresário do ramo de combustíveis gilberto thomaz martins que loteou o bairro 56-santo antÔnio a àrea onde hoje se encontra o bairro santo antônio era de propriedade de seu roldão alves torres1905-1975 e foi loteada pelo próprio no fim da vida seu roldão era muito devoto de santo antônio e antes de nomear o bairro já possuía uma pequena igreja em sua propriedade que também levava o nome do santo anos depois o lugar também ganhou o apelido de fervedouro ou frevedouro como pronunciavam alguns entre estes aquele que teria criado a expressão o fotógrafo joão cabeludo segundo joão o termo é uma referência ao casal de moradores abigail e sebastião que viviam em pé de guerra 57-sÃo cristovÃo o bairro surgiu em 1994 quando foi loteado pela empreendimentos imobiliários oliveira ltda de acordo com juarez bhering sócio majoritário da empresa e filho de judith bhering o nome são cristovão protetor dos viajantes e motoristas é uma homenagem ao sindicato dos rodoviários do município o sinttrocel bem como toda a classe uma vez que 90 do loteamento foi criado para atender aos rodoviários 58-surinan o bairro surinan foi loteado nos anos 50 pela urbanizadora melo viana ltda dirigida por seu nyssio dias luz ver bairro 51 o primeiro funcionário público do município seu nyssio chegou na recém emancipada coronel fabriciano em 15 de janeiro de 1949 vindo de antônio dias juntamente com o intendente antônio gonçalves gravatá administrador da cidade anterior ao 1º prefeito atualmente com 82 anos seu nyssio explica que o nome do bairro é uma referência ao rio suriname que pertence ao país de mesmo nome ele teria simpatizado com o nome que em algumas línguas é grafado como surinam atualmente as grafias mais usadas são surinà e surinan 59-tranquilÃo o bairro tranquilão também foi loteado por seu nyssio dias nos anos 70 segundo nyssio a inspiração para o nome do loteamento foi uma campanha publicitária da caixa econômica federal veículada nas rádios e em cartazes,que apresentava o personagem tranquilão nota se você possui imagem desta campanha publicitária faça contato conosco e ajude a completar o àlbum ligue 38429525 ou envie e-mail jornalnossovale@hotmail bibliografia fontes impressas arquivos jornal nosso vale as denominações urbanas de minas gerais 1993 atlas escolar geográfico e cultural do município de coronel fabriciano 2011 biografias da biblioteca pública de coronel fabriciano caminhos gerais especial história de fabriciano nº 21 2010 coronel fabriciano portal das serras dos cocais guia informativo do setor de turismo da pmcf 1997 guia ­ edição especial julho agosto de 1984 jornal da fundação gorceix ano ix julho de 2007 mapas da lista telefônica super guia 2009/2010 o vale em revista nº1 1974 nº2 1975 e nº 8 1978 revista de realizações da administração do prefeito amilar pinto de lima 1977 revista comemorativa dos 60 anos do colégio angélica 2010 fontes on-line arquivo público mineiro site da assembleia legislativa de minas gerais site da construtora barbosa mello site da pmcf site do unileste-mg consultoria e depoimentos amir josé de melo historiador anibal teixeia de souza presidente do instituto jk clodomiro de jesus miro exvereador joão anastácio de almeida 1º fotógrafo de c.f josé custódio ex-vereador josé roberto santos filho de joaquim cézar santos juarez bhering ex-vereador filho de judith bhering juarez batista da silva exvereador marcos da luz atual vereador neuza bhering filha de judith bhering nivaldo lagares pinto querubim atual vereador nyssio dias luz 1º funcionário público de c.f paulo schmidt ex-vereador silvia teixeira benevides neta de joão teixeira benevides e nora de alípio josé da silva walter luiz winter maia filho de rubens siqueira maia créditos das fotos divulgação 1 2 5 6 7 9 10 11 12 14 17 18 22 25 26 27 30 31 34 37 38 39 santa inês 41 42 46 49 50 51 56 57 58 leonardo gomes 13 21 24 32 33 35 47 48 54 arquivo familiar 3 4 15 36 39 albina 40 43 44 45 52 53 reprodução 8 revista col angélica 20 museu unileste jornal nosso vale 16 19 23 28 55 59 acervo clodomiro de jesus 29 pesquisa e entrevistas leonardo gomes

[close]

p. 15



[close]

Comments

no comments yet