Comentario Bíblico de Hebreus

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

Índice uma palavra do autor como este comentário pode ajudar você um guia para boa leitura da bíblia comentário introdução a hebreus hebreus 1 hebreus 2 hebreus 3 hebreus 4 hebreus 5 hebreus 6 hebreus 7 hebreus 8 hebreus 9 hebreus 10 hebreus 11 hebreus 12 hebreus 13 apêndice um breves definições da estrutura gramatical grega i iii 1 6 22 40 59 69 76 87 98 105 123 146 158 171 186 196 apêndice dois crítica textual apêndice três hermenêutica rabínica da era apostólica e seus efeitos na igreja primitiva apêndice quatro declaração doutrinária 200 208

[close]

p. 3

tÓpicos especiais para hebreus esta era e a era por vir 1.2 iluminação 1.5 primogênito 1.6 para sempre 1.8 justiça 1.9 unção na bíblia 1.9 usos de tempos verbais gregos para salvação 1.14 garantia 2.2 nomes para divindade 2.7 inclinações evangélicas do bob 2.9 autor/líder archegos 2.10 santificação 2.11 igreja ekklesia 2.12 anular katargeo 2.14 satanás 2.14 jesus como sumo sacerdote 2.17 termos gregos para testar e suas conotações 2.18 chamado 3.1 confissão 3.1 esperança 3.6 a trindade 3.7 o coração 3.8 dia dia yom 3.8 termos para revelação de deus 3.10 deus descrito como humano linguagem antropomórfica 3.11 apostasia aphistemi 3.12 certeza cristã 3.14 arche 3.14 céus 4.14 a necessidade de perseverar 4.14 eterno 6.2 renovado anakainosis 6.6 santos 6.10 8 13 14 15 15 18 20 24 26 31 31 32 33 34 35 38 38 41 42 44 46 47 48 50 51 53 56 57 65 66 79 80 82

[close]

p. 4

herança dos crentes 6.12 fim ou cumprimento telos 7.11 irrepreensível inocente inculpável sem reprovação 7.26 forma tupos 8.5 aliança 8.6 a arca da aliança 9.4 nomes para divindade 9.14 resgate/remir 9.15 ousadia parrêsia 10.19 fogo 10.27 filho de deus 10.29 perseverança 10.35 crer confiar fé e fidelidade no at 10.38 as duas cidades 11.10 arrependimento 12.17 o reino de deus 12.28 koinonia 13.16 para sempre 13.20 a vontade thelema de deus 13.21 amém 13.21 83 90 94 101 102 107 113 116 130 134 136 139 141 152 166 169 177 180 182 183

[close]

p. 5

uma palavra do autor como este comentÁrio pode ajudar vocÊ interpretação bíblica é um processo racional e espiritual que tenta compreender um escritor antigo de tal maneira que a mensagem de deus possa ser compreendia e aplicada nos nossos dias o processo espiritual é crucial mas difícil de definir envolve uma rendição e abertura a deus deve haver uma fome 1 por ele 2 para conhecê-lo e 3 para servi-lo este processo envolve oração confissão e a disposição para mudança de estilo de vida o espírito é crucial no processo interpretativo mas por que cristãos sinceros piedosos compreendem a bíblia diferentemente é um mistério o racional é mais fácil de descrever nós devemos ser consistentes e honestos ao texto e não ser influenciados por nossos preconceitos pessoais ou denominacionais nós todos somos historicamente condicionados nenhum de nós é um intérprete objetivo neutro este comentário oferece um processo racional cuidadoso contendo três princípios interpretativos estruturados para nos ajudar a superar nossos preconceitos primeiro princípio o primeiro princípio é observar o cenário histórico em que o livro bíblico foi escrito e a ocasião histórica particular para seu autor o autor original tinha um propósito uma mensagem para comunicar o texto não pode significar alo para nós que nunca significou para o autor original antigo inspirado sua intenção não nossa necessidade histórica emocional cultural pessoal ou denominacional é a chave aplicação é um parceiro fundamental para interpretação mas interpretação apropriada deve sempre preceder aplicação deve ser reiterado que todo texto bíblico tem um e somente um significado este significado é o que autor bíblico original pretendia através da liderança do espírito comunicar para sua época este significado único pode ter muitas aplicações possíveis para diferentes culturas e situações estas aplicações podem ser vinculadas à verdade central do autor original por esta razão este comentário guia de estudo é destinado a fornecer uma introdução para cada livro da bíblia segundo princípio o segundo princípio é identificar as unidades literárias todo livro bíblico é um documento unificado os intérpretes não têm direito de isolar um aspecto da verdade excluindo outros portanto nós devemos nos esforçar para compreendermos o propósito do livro bíblico todo antes de nós interpretamos as unidades literárias individuais as partes individuais capítulos parágrafos ou versículos não podem significar o que o todo não significa a interpretação deve mover-se de uma abordagem dedutiva do todo para uma abordagem indutiva para as partes portanto este comentário guia de estudo é destinado a ajudar o estudante a analisar a estrutura de cada unidade literária por parágrafos divisões de parágrafo e capítulo não são inspiradas mas elas nos ajudam ao identificar unidade de pensamentos interpretar num nível de parágrafo não sentença oração frase ou nível de palavra é a chave ao seguir o significado pretendido do autor bíblico parágrafos são baseados num tópico unificado muitas vezes chamado o tema ou sentença tópica toda palavra frase oração e sentença no parágrafo se relaciona de algum modo com este tema unificado elas o limitam expandem explicam e/ou questionam uma verdadeira solução para interpretação adequada é seguir o pensamento do autor original numa base parágrafo-por-parágrafo através das unidades literárias individuais que constituem o livro bíblico este comentário guia de estudo é destinado a ajudar o estudante a fazer isso comparando traduções modernas inglesas 1 o texto grego da united bible society é a quarta edição revisada ubs4 este texto foi divido em parágrafos por eruditos textuais modernos.

[close]

p. 6

2 a new king james version nkjv é uma tradução literal palavra-por-palavra baseada na tradição de manuscrito grego conhecida como o textus receptus suas divisões de parágrafos são mais longas do que as outras traduções estas unidas mais longas ajudam o estudante a ver os tópicos unificados 3 a new revised standard version nrsv é uma tradução modificada palavra-por-palavra ela forma um meio-ponto entre as duas seguintes versões modernas suas divisões de parágrafo são bastante uteis ao identificar os assuntos 4 a today s english version tev é uma tradução dinâmica equivalente publicada pela united bible society ela tenta traduzir a bíblia de tal maneira que um leitor ou falante de inglês moderno possa compreender o significado do texto grego muitas vezes especialmente nos evangelhos ela divide parágrafos pelo que fala em vez de pelo assunto da mesma como a nvi para os propósitos do intérprete isto não é útil É interessante observar que tanto a ubs4 e tev são publicadas pela mesma entidade contudo a divisão de parágrafo delas difere 5 a new jerusalem bible njb é uma tradução dinâmica equivalente baseada na tradução católica francesa É muito útil ao comparar a divisão de parágrafos a partir de uma perspectiva européia 6 o texto impresso é a updated new american standard bible de 1995 nasb que é uma tradução palavra-por-palavra os comentários versículo por versículo seguem esta divisão de parágrafos terceiro princípio o terceiro princípio é ler a bíblia em traduções diferentes a fim de compreender a mais ampla extensão possível de significado campo semântico que as palavras ou frases bíblicas podem ter muitas vezes uma palavra ou frase grega pode ser compreendida de várias maneiras estas traduções diferentes produzem estas opções e ajudam identificar e explicar as variações de manuscrito grego estas não afetam doutrinas mas elas realmente nos ajudam a tentar regressar ao texto original redigido por um antigo escritor inspirado quarto princípio o quarto princípio é observar o gênero literário os autores originais inspirados escolheram registrar suas mensagens de formas diferentes e.g narrativa histórica drama histórico poesia profecia evangelho [parábola carta apocalíptico estas formas diferentes têm soluções especiais para interpretação veja gordon fee e doug stuart entendes o que lês ou robert stein playing by the rules [jogando pelas regras estes princípios têm me ajudado a superar muito do meu condicionamento histórico forçando-me a lutar com o texto antigo minha esperança é que será uma bênção para você também bob utley east texas baptist university 27 de junho de 1996 ii

[close]

p. 7

um guia para boa leitura da bÍblia uma busca pessoal pela verdade verificÁvel podemos conhecer a verdade onde ela é encontrada podemos verificá-la logicamente há uma autoridade final há absolutos que podem guiar nossas vidas nosso mundo há significado para a vida por que estamos aqui aonde estamos indo estas perguntas perguntas que racionalmente as pessoas contemplam têm atormentado o intelecto humano desde o princípio do tempo ec 1.13-18 3.9-11 eu posso lembrar minha busca pessoal por um centro de integração para minha vida eu me tornei um crente em cristo numa idade jovem baseado principalmente no testemunho de outros significativos em minha família enquanto eu crescia à idade adulta perguntas sobre mim mesmo e meu mundo também cresciam simples clichês culturais e religiosos não trouxeram significado para as experiências sobre as quais eu lia ou me deparava foi um tempo de confusão procura desejo e freqüentemente um sentimento de desesperança na face do mundo insensível difícil em que eu vivia muitos afirmavam ter respostas para estas perguntas fundamentais mas depois de pesquisa e reflexão eu descobri que suas repostas estavam baseadas em 1 filosofias pessoais 2 mitos antigos 3 experiências pessoais ou 4 projeções psicológicas eu precisava de algum grau de verificação alguma evidência alguma racionalidade em que basear minha visão de mundo meu centro de integração minha razão para viver eu encontrei estas em meu estudo da bíblia eu comecei a buscar pela evidência de sua confiabilidade que eu encontrei em 1 a confiabilidade histórica da bíblia como confirmada pela arqueologia 2 a precisão das profecias do antigo testamento 3 a unidade da mensagem da bíblia durante os mil e seiscentos anos de sua produção e 4 os testemunhos pessoais de pessoas cujas vidas tinham sido permanentemente mudadas pelo contato com a bíblia o cristianismo enquanto um sistema unificado de fé e crença tem a habilidade para lidar com questões complexas da vida humana isto não só forneceu uma estrutura racional mas o aspecto experimental da fé bíblica trouxe-me alegria e estabilidade emocional eu pensei que tinha encontrado o centro de integração para minha vida cristo como compreendido através das escrituras foi uma experiência emocionante uma libertação emocional contudo eu ainda posso lembrar o choque e a dor quando comecei a compreender quantas interpretações diferentes deste livro eram defendidas às vezes mesmo dentro das mesmas igrejas e escolas de pensamento afirmar a inspiração e confiabilidade da bíblia não era o fim mas apenas o começo como eu verifico ou rejeito as interpretações variadas e conflitantes das muitas passagens difíceis na escritura daqueles que estavam afirmando sua autoridade e confiabilidade esta tarefa tornou-se a meta de minha vida e peregrinação de fé eu sabia que minha fé em cristo tinha 1 me trazido grande paz e alegria minha mente ansiava por absolutos no meio da relatividade de minha cultura pós-modernidade 2 o dogmatismo de sistemas religiosos conflitantes religiões mundiais e 3 arrogância denominacional em minha busca por abordagens válidas para a interpretação de literatura antiga eu fui surpreendido ao descobrir meus próprios preconceitos histórico cultural denominacional e experimental eu tinha freqüentemente lido a bíblia simplesmente para reforçar minhas próprias opiniões eu a usava como uma fonte de dogma para atacar outros embora reafirmando minhas próprias inseguranças e impropriedades quão dolorosa esta compreensão foi para mim embora eu nunca possa ser totalmente objetivo eu posso me tornar um leitor melhor da bíblia eu posso limitar meus preconceitos identificando-os e reconhecendo a presença deles eu não estou ainda livre deles mas eu tenho confrontado minha própria debilidade o intérprete é freqüentemente o pior inimigo da boa leitura da bíblia deixe-me listar algumas pressuposições que eu trago para meu estudo da bíblia para que você o leitor possa examiná-las junto comigo i pressuposições a eu acredito que a bíblia é a única auto-revelação inspirada do único deus verdadeiro portanto ela deve ser interpretada à luz da intenção do autor divino original o espírito através de um iii

[close]

p. 8

escritor humano num cenário histórico específico b eu acredito que a bíblia foi escrita para a pessoa comum para todas as pessoas deus ajustou-se para falar-nos claramente dentro de um contexto histórico e cultural deus não esconde a verdade ele quer que nós compreendamos portanto ela deve ser interpretada à luz de sua época não da nossa a bíblia não deveria significar para nós o que ela nunca significou para aqueles que primeiro leram ou ouviram-na ela é compreensível pela mente humana comum e usa formas e técnicas de comunicação humana normais c eu acredito que a bíblia tem uma mensagem e propósito unificado ela não se contradiz embora ela realmente contenha passagens difíceis e paradoxais assim o melhor intérprete da bíblia é a bíblia mesma d eu acredito que cada passagem excluindo profecias tem um e somente um significado baseado na intenção do autor original inspirado embora nunca possamos estar absolutamente certos que conhecemos a intenção do autor original muitos indicadores apontam em sua direção 1 o gênero tipo literário escolhido para expressar a mensagem 2 o cenário histórico e/ou a ocasião específica que trouxe à tona a escrita 3 o contexto literário do livro todo assim como cada unidade literária 4 o plano textual esboço das unidades literárias como elas se relacionam com a mensagem toda 5 as características gramaticais específicas empregadas para comunicar a mensagem 6 as palavras escolhidas para apresentar a mensagem 7 passagens paralelas o estudo de cada uma destas áreas torna-se o objeto de nosso estudo de uma passagem antes de eu explicar minha metodologia para a boa leitura da bíblia deixe-me delinear alguns dos métodos inapropriados sendo usados hoje que têm causado tanta diversidade de interpretação e que conseqüentemente deveriam ser evitados ii métodos inapropriados a ignorar o contexto literário dos livros da bíblia e usar cada sentença oração ou mesmo palavras individuais como declarações da verdade sem relação com a intenção do autor ou o contexto maior isto é freqüentemente chamado texto-prova b ignorar o cenário histórico dos livros da bíblia substituindo por um suposto cenário histórico que tem pouco ou nenhum apoio do texto mesmo c ignorar o cenário histórico dos livros da bíblia e lê-la como um jornal matutino da cidade natal escrito fundamentalmente para cristãos modernos d ignorar o cenário histórico dos livros alegorizando o texto numa mensagem filosófica/teológica totalmente sem relação como os primeiros ouvintes e a intenção do autor original e ignorar a mensagem original substituindo pelo próprio sistema de teologia de alguém doutrina predileta ou questão contemporânea sem relação com o propósito e mensagem declarada do autor original este fenômeno freqüentemente segue a leitura inicial da bíblia como um meio de estabelecer a autoridade de um orador isto é freqüentemente referido como resposta do leitor interpretação o-que-o-texto-significa-para-mim pelo menos três componentes relacionados podem ser encontrados em toda comunicação humana escrita iv

[close]

p. 9

no passado técnicas diferentes de leitura têm focado em um dos três componentes mas para verdadeiramente afirmar a inspiração única da bíblia um diagrama modificado é mais apropriado na verdade todos os três componentes devem ser incluídos no processo interpretativo para o propósito da verificação minha interpretação foca nos dois primeiros componentes o autor original e o texto estou provavelmente reagindo aos abusos que tenho observado 1 alegorizar ou espiritualizar textos e 2 a interpretação resposta do leitor o-que-o-texto-siginifca-para-mim abuso pode ocorrer em cada estágio devemos sempre examinar nossos motivos preconceitos técnicas e aplicações mas como examiná-los se não há nenhuma fronteira para interpretações nenhum limite nenhum critério isto é onde a intenção autoral e a estrutura textual fornecem-me alguns critérios para limitar o escopo de possíveis interpretações válidas À luz dessas técnicas de leitura inapropriadas quais são algumas abordagens para boa leitura da bíblia e interpretação que oferecem um grau de verificação e consistência iii possíveis abordagens para boa leitura da bíblia neste ponto não estou discutindo as únicas técnicas de interpretar gêneros específicos mas princípios hermenêuticos gerais válidos para todos os tipos de textos bíblicos um bom livro para abordagens de gêneros específicos é entendes o que lês de gordon fee e douglas stuart publicado por edições vida nova minha metodologia foca inicialmente no leitor permitir o espírito santo iluminar a bíblia através de quatro ciclos de leitura pessoal isto torna o espírito santo o leitor e o texto primários não secundários isto também protege o leitor de ser excessivamente influenciado pelos comentaristas tenho ouvido isso dito a bíblia lança muita luz nos comentários isto não deve ser considerado um comentário depreciador sobre auxílios de estudo mas antes um apelo para um momento apropriado para seu uso devemos poder apoiar nossas interpretações do texto mesmo três áreas fornecem pelo menos verificação limitada 1 do autor original a cenário histórico b contexto literário 2 escolha do autor original de a estruturas gramaticais sintaxe b uso contemporâneo de palavra c gêneros 3 nossa compreensão de apropriadas a passagens paralelas relevantes b relacionamento entre doutrinas paradoxo precisamos poder fornecer as razões e lógica por trás de nossas interpretações a bíblia é a nossa única fonte para fé e prática infelizmente os cristãos com freqüência discordam sobre o que ela ensina ou v

[close]

p. 10

afirma É autodestrutiva reivindicar inspiração para a bíblia e depois os crentes não serem capazes de concordar no que ela ensina e exige os quatro ciclos de leitura são idealizados para fornecer as seguintes percepções interpretativas a o primeiro ciclo de leitura 1 leia o livro durante uma sessão leia-o novamente numa tradução diferente com sorte de uma teoria de tradução diferente a palavra-por-palavra nkjv nasb nrsv b equivalente dinâmico tev bj c paráfrase bíblia viva amplified bible 2 procure o propósito central do escrito inteiro identifique seu tema 3 isole se possível uma unidade literária um capítulo um parágrafo ou uma sentença que claramente expresse esse propósito central ou tema 4 identifique o gênero literário predominante a antigo testamento 1 narrativa hebraica 2 poesia hebraica literatura de sabedoria salmo 3 profecia hebraica prosa poesia 4 códigos de lei b novo testamento 1 narrativas evangelhos atos 2 parábolas evangelhos 3 cartas/epístolas 4 literatura apocalíptica b o segundo ciclo de leitura 1 leia o livro todo novamente buscando identificar os tópicos ou assuntos principais 2 esboce os tópicos principais e em poucas palavras e declare seu conteúdo numa declaração simples 3 examine sua declaração de propósito e esboço geral com auxílios de estudo c o terceiro ciclo de leitura 1 leia o livro todo novamente buscando identificar o cenário histórico e a ocasião específica para a escrita do livro da bíblia mesmo 2 liste os itens históricos que são mencionados no livro da bíblia a o autor b a data c os destinatários d a razão específica para escrever e aspectos do cenário cultural que se relacionam com o propósito do escrito f referências a pessoas e eventos históricos 3 expanda seu esboço para nível de parágrafo para aquela parte do livro bíblico que você está interpretando sempre identifique e esboce a unidade literária isto pode ser vários capítulos ou parágrafos isto lhe possibilita seguir a lógica e o projeto textual do autor original 4 examine seu cenário histórico usando auxílios de estudo d o quarto ciclo de leitura 1 leia a unidade literária específica novamente em várias traduções a palavra-por-palavra nkjv nasb nrsv b equivalente dinâmico tev bj c paráfrase bíblia viva amplified bible 2 procure as estruturas literárias e gramaticais a frases repetidas ef 1.6 12 13 b estruturas gramaticais repetidas rm 8.31 c conceitos contrastantes vi

[close]

p. 11

3 4 5 liste os seguintes itens a termos significantes b termos incomuns c estruturas gramaticais importantes d palavras orações e sentenças particularmente difíceis procure passagens paralelas relevantes a procure a passagem de ensino mais clara em seu uso do assunto 1 livros de teologia sistemática 2 bíblias de referência 3 concordâncias b procure um possível par paradoxal dentro do seu assunto muitas verdades bíblicas são apresentadas em pares dialéticos muitos conflitos denominacionais vêm de metade do texto-prova de uma tensão bíblica tudo da bíblia é inspirado e devemos buscar sua mensagem completa a fim de fornecer um balanço escriturístico para nossa interpretação c procure pelos paralelos dentro do mesmo livro mesmo autor ou mesmo gênero a bíblia é seu melhor intérprete porque tem um autor o espírito use auxílios de estudo para examinar suas observações de cenário e ocasião histórica a bíblias de estudo b enciclopédias manuais e dicionários bíblicos c introduções bíblicas d comentários bíblicos neste ponto em seu estudo permita a comunidade crente passada e presente auxiliar e corrigir seu estudo pessoal iv aplicação da interpretação da bíblia neste ponto nós nos dirigimos para a aplicação você aproveitou o tempo para compreender o texto em seu cenário original agora você deve ser aplicá-lo à sua vida sua cultura eu defino autoridade bíblica como compreender o que o autor bíblico original estava dizendo para seu tempo e aplicar essa verdade ao nosso tempo a aplicação deve seguir a interpretação da intenção do autor original tanto no tempo quanto na lógica nós não podemos aplicar uma passagem da bíblia à nossa própria época até que nós saibamos o que ela estava dizendo para a sua época uma passagem da bíblia não deveria significar o que ela nunca significou seu esboço detalhado ao nível de parágrafo ciclo de leitura no 3 será seu guia a aplicação deveria ser feita no nível de parágrafo não nível de palavra palavras têm significado só no contexto orações têm significado só no contexto sentenças só têm significado só no contexto a única pessoa inspirada envolvida no processo interpretativo é o autor original nós somente seguimos sua direção pela iluminação do espírito santo mas iluminação não é inspiração para dizer assim diz o senhor nós devemos permanecer na intenção do autor original aplicação deve relacionar-se especificamente com a intenção geral do escrito todo a unidade literária específica e desenvolvimento de pensamento do nível de parágrafo não deixe as questões de nossa época interpretar a bíblia deixe a bíblia falar isto pode exigir-nos tirar princípios do texto isto é válido se o texto apóia um princípio infelizmente muitas vezes nossos princípios são apenas isso nossos princípios não os princípios do texto ao aplicar a bíblia é importante lembrar que exceto na profecia um e somente um significado é válido para um texto particular da bíblia esse significado está relacionado com a intenção do autor original como ele se dirigiu a uma crise ou necessidade em sua época muitas aplicações possíveis podem ser derivadas deste único significado a aplicação estará baseada nas necessidades dos destinatários mas deve estar relacionada com o significado do autor original v o aspecto espiritual da interpretação até agora eu tenho discutido o processo lógico e textaul envolvido na interpretação e aplicação agora deixe-me discutir em poucas palavras o aspecto espiritual da interpretação a lista seguinte tem sido útil para mim a ore pela ajuda do espírito cf i co 1.26-2.16 vii

[close]

p. 12

b c d e ore pelo perdão e purificação pessoal de pecado conhecido cf i joão 1.9 ore por um desejo maior de conhecer a deus cf sl 19.7-14 42.1ss 119.1ss aplique qualquer nova percepção imediatamente a sua própria vida permaneça humilde e ensinável É difícil manter o equilíbrio entre o processo lógico e a liderança espiritual do espírito santo as seguintes citações têm me ajudado a equilibrar os dois a de james w sire scripture twisting [distorção da escritura pp 17 18 a iluminação vem à mente do povo de deus não só à elite espiritual não há nenhuma classe de guru no cristianismo bíblico nenhum iluminado nenhuma pessoa através de quem toda interpretação adequada deve vir e assim enquanto o espírito santo concede dons especiais de sabedoria conhecimento e discernimento espiritual ele não designa esses cristãos talentosos para serem os únicos intérpretes autoritativos de sua palavra depende de cada um de seu povo aprender julgar e discernir pela referência à bíblia que permanece como a autoridade mesmo para aqueles a quem deus tem dado habilidades especiais para resumir a suposição que estou fazendo pelo livro todo é que a bíblia é a revelação verdadeira de deus para toda humanidade que ela é a nossa autoridade final em todas as matérias sobre o que ela fala que ela não é um mistério total mas pode ser adequadamente compreendida pelas pessoas comuns em toda cultura b em kiekegaard encontrado em bernard ramm protestant biblical interpretation [interpretação bíblica protestante p 75 de acordo com kiekegaard o estudo gramatical lexical e histórico da bíblia foi necessário mas preliminar para a verdadeira leitura da bíblia para ler a bíblia como palavra de deus alguém deve lê-la com seu coração em sua boca na ponta dos pés com ansiosa expectativa em conversação com deus ler a bíblia desatenciosamente ou descuidadamente ou academicamente ou profissionalmente não é ler a bíblia com palavra de deus quando você a lê como uma carta de amor é lida assim você a lê como a palavra de deus c h h rowley em the relevance of the bible [a relevância da bíblia p 19 nenhuma compreensão meramente intelectual da bíblia por mais que completa pode possuir todos os seus tesouros ela não despreza tal compreensão pois é essencial para uma compreensão completa mas deve levar a uma compreensão espiritual dos tesouros espirituais deste livro se ela deve ser completa e para essa compreensão espiritual algo mais do que agilidade intelectual é necessário coisas espirituais são discernidas espiritualmente e o estudante da bíblia precisa de uma atitude de receptividade espiritual uma ânsia para encontrar deus para que ele possa render-se a ele se ele deve ir além de seu estudo científico para a herança mais rica deste maior de todos os livros vi o método deste comentário o comentário guia de estudo tem em vista ajudar seus procedimentos interpretativos das seguintes maneiras i um breve esboço histórico introduz cada livro depois que tem concluído o ciclo de leitura n° 3 examine esta informação ii percepções contextuais são encontradas no início de cada capítulo isto lhe ajudará a ver como a unidade literária está estruturada iii no início de cada capítulo ou unidade literária maior as divisões de parágrafo e seus títulos descritivos são fornecidos de várias traduções modernas 1 o texto grego da united bible society quarta edição revisada ubs4 2 a new american standard bible 1995 atualizada nasb 3 a new king james version nkjv 4 a new revised standard version nrsv 5 today s english version tev 6 a bíblia de jerusalém bj divisões de parágrafo não são inspiradas elas devem ser averiguadas do texto comparando várias viii

[close]

p. 13

iv v vi vii traduções modernas a partir de diferentes teorias de tradução de perspectivas teológicas nós podemos analisar a suposta estrutura do pensamento do autor original cada parágrafo tem uma verdade principal isto tem sido chamado a sentença tópica ou idéia principal do texto este pensamento unificador é a chave para interpretação gramatical histórica adequada ninguém nunca deveria interpretar pregar ou ensinar menos do que um parágrafo lembre também que cada parágrafo está relacionado com seus parágrafos circundantes É por isto que um esboço no nível de parágrafo do livro inteiro é tão importante nós devemos ser capazes de seguir o fluxo lógico do assunto sendo dirigido pelo autor original inspirado as observações de bob seguem uma abordagem versículo-por-versículo para interpretação isto nos força a seguir o pensamento do autor original as observações fornecem informação de várias áreas 1 contexto literário 2 percepções históricas culturais 3 informação gramatical 4 estudos de palavra 5 passagens paralelas relevantes em certos pontos do comentário o texto impresso da new american standard version 1995 atualizada será suplementado por traduções de várias outras versões modernas 1 a new king james version nkjv que segue os manuscritos textuais do textus receptus 2 a new revised standard version nrsv que é uma revisao palavra-por-palavra do conselho nacional das igrejas da revised standard version 3 a today s english version tev que é uma tradução dinâmica equivalente da american bible society 4 a bíblia de jerusalém jb que é uma tradução portuguesa baseada numa tradução dinâmica equivalente católica francesa para aqueles que não lêem grego comparar traduções inglesas pode ajudar ao identificar problemas no texto 1 variações de manuscritos 2 significados alternados de palavras 3 textos e estrutura gramaticais difíceis 4 textos ambíguos embora as traduções inglesas não possam resolver estes problemas elas se dirigem a eles como locais para estudo mais profundo e mais meticuloso na conclusão de cada capítulo questões de discussão relevantes são fornecidas que tentam dirigirse às principais questões interpretativas desse capítulo ix

[close]

p. 14

introduÇÃo a hebreus declaraÇÃo crucial de abertura enquanto eu tenho estudado esse livro ele tem se tornado cada vez mais óbvio que minha teologia tem sido moldada pela de paulo É muito difícil para mim permitir que a pluralidade dos outros autores do nt apresente seus pensamentos inspirados porque tenho a tendência de colocá-los em categorias paulinas isso é particularmente evidente na ênfase de hebreus em continuar na fé no livro de hebreus fé não é uma posição forense justificação pela fé mas uma vida fiel até o fim capítulos 11-12 eu receio que muitas das questões com que eu luto em hebreus nunca teriam sido feitas por seu autor nem pedro nem tiago hebreus é um documento ocasional como todos os livros do nt devo deixar o autor falar mesmo quando ele/ela me deixa desconfortável mesmo quando ele/ela não usa minhas categorias queridas ou mesmo interrompe radicalmente essas categorias eu não me atrevo a substituir minha teologia sistemática pela mensagem de um autor inspirado do nt eu prefiro me arrepender de meu dogmatismo teológico e viver dentro de uma tensão do nt que eu não compreendo plenamente ou gosto eu receio que eu veja o nt através do filtro de uma rede convencionalista evangélica moderna eu quero afirmar promessas bíblicas promessas do amor provisão e poder protetor de deus contudo eu estou tão convencido pelos avisos e ordens fortes dos autores do nt eu preciso desesperadamente ouvir hebreus mas é tão doloroso eu quero explicar completamente a tensão eu suponho na realidade que eu quero afirmar uma salvação gratuita e uma vida cristã que custa tudo mas onde eu estabeleço o limite quando o ideal não é encontrado a comunhão eterna com deus é uma resposta de fé inicial ou resposta de fé contínua hebreus afirma claramente a ordem de uma resposta de fé contínua a vida cristã é vista do fim não do começo isto não é considerado implicar uma salvação orientada por obras mas uma confirmação orientada por obras fé é a evidência não o mecanismo que é a graça os crentes não são salvos por obras mas para obras obras não são o meio de salvação mas o resultado da salvação semelhança com cristo piedosa fiel diária não é algo que nós fazemos mas quem nós somos nele se não há vida de fé transformada e sendo transformada não há nenhuma evidência de salvação nenhuma segurança para o crente só deus conhece o coração e as circunstâncias certeza é considerada ser uma companheira numa vida de fé não uma afirmação teológica inicial desprovida de evidência de estilo de vida minha oração é que permitiremos que este autor inspirado do nt fale claramente e não relegar hebreus a uma nota de rodapé teológica numa rede teológica sistemática seja ela calvinista ou arminiana discernimentos de abertura a este livro usa textos do at interpretados pela hermenêutica rabínica para comunicar sua mensagem a fim de compreender a intenção do autor original esse livro deve ser interpretado à luz do judaísmo rabínico do primeiro século não do pensamento ocidental moderno b este livro começa como um sermão sem saudação ou cumprimento típico e termina como uma carta conclusão paulina típica do capítulo 13 É possivelmente uma homilia de sinagoga transformada numa carta o autor chama seu livro uma palavra de exortação em 13.22 esta mesma frase é também usada em atos 13.15 de um sermão c este é um comentário perspicaz do novo pacto sobre o pacto mosaico 1 uma visão autoritativa do at 2 uma comparação do novo e antigo pactos 3 o único livro nt que chama jesus nosso sumo sacerdote 1

[close]

p. 15

d este livro está cheio de avisos contra cair retroceder cf 10.38 ou retornar ao judaísmo i.e capítulos 2,4,5,6,10,12 cf no easy salvation [sem salvação fácil de r c glaze jr publicado por insight press e embora seja uma generalização extrema é útil ver paulo com sua ênfase na salvação como uma obra acabada do deus soberano i.e justificação pela fé afirmar a segurança como uma fé inicial i.e romanos 4 pedro tiago e as cartas de i e ii joão enfatizam as responsabilidades contínuas do novo pacto e afirmam que a segurança é diária confirmada por uma vida transformada e sendo transformada o autor de hebreus enfatizando uma vida de fidelidade cf capítulo 11 afirma a segurança a partir de uma perspectiva de fim de vida o modo de pensar racional ocidental moderno tem a tendência de polarizar estas perspectivas enquanto que os escritores do nt por um divino autor i.e o espírito querem sustentá-las em tensão e afirmar todas três certeza nunca é a meta mas a conseqüência de uma fé ativa nas promessas de deus autoria i embora a autoria de hebreus esteja em disputa várias obras gnósticas primitivas i.e evangelho da verdade evangelho de filipe e o apócrifo de joão citam-no várias vezes o que mostra que era considerado parte dos escritos autoritativos cristãos antes do segundo século cf the nag hammadi gnostic texts and the bible [os textos gnósticos de nag hammadi e a bíblia de andrea helmbold p 91 a igreja oriental alexandria egito aceitaram a autoria de paulo como é visto pelo seu listar hebreus nos escritos de paulo nos manuscritos do papiro primitivo p46 esse manuscrito é chamado os papiros beatty chester e foi copiado no fim do segundo século ele coloca hebreus depois de romanos alguns líderes alexandrinos reconheceram os problemas literários relacionados com a autoria de paulo 1 clemente de alexandria 150-215 a.d citado por eusébio diz que paulo escreveu-o em hebraico e lucas traduziu-o para o grego 2 orígenes 185-253 a.d afirmou que os pensamentos são de paulo mas foi escrito por um seguidor mais recente tal como lucas ou clemente de roma este livro é omitido da lista das cartas de paulo adotada pela igreja ocidental chamada o fragmento muratoriano uma lista dos livros canônicos do nt de roma mais aproximadamente 180-200 a.d o que sabemos sobre o autor 1 ele foi aparentemente um cristão judeu da segunda geração 2.3 2 ele cita da tradução grega do at chamada septuaginta 3 ele usa procedimentos do antigo tabernáculo e não rituais em curso do templo 4 ele escreve usando gramática e sintaxe grega clássica este livro não é platônico sua orientação é o at não filo esse livro é anônimo mas o autor era bem conhecido para os destinatários cf 6.9,10 10.34 13.7,9 por que há dúvidas sobre a autoria de paulo 1 o estilo é tão diferente exceto capítulo13 dos outros escritos de paulo 2 o vocabulário é diferente 3 há diferenças sutis no uso e ênfase de palavra e frase 4 quando paulo chama seus amigos e cooperadores irmão o nome da pessoa sempre vem primeiro cf rm 16.23 i co 1.1 16.12 ii co 1.1 2.13 fp 2.25 mas 13.23 tem o irmão timóteo teorias da autoria ii iii iv v vi vii 2

[close]

Comments

no comments yet