MundoCoop_49

 

Embed or link this publication

Description

a revista do cooperativismo brasileiro

Popular Pages


p. 1

a revista de gestÃo finanÇas pessoas e marketing do cooperativismo 49 ano 10 cresce e gestÃo a competência na gestão por competências aparece ramo crédito se fortalece e atrai todas as atenções pessoas previdência nas cooperativas finanÇas crowdfunding a internet como ferramenta de captação de recursos 1 mundocoop

[close]

p. 2

2 mundocoop

[close]

p. 3

3 mundocoop

[close]

p. 4

expediente a revista de gestÃo finanÇas pessoas e marketing do cooperativismo diretoria douglas alves ferreira luis cláudio g.f silva redação editora katia penteado mtb 11.682/sp redacao@mundocoop.com.br arte diretor de arte douglas alves ferreira assistente de arte fábio aguilar da silva revista@mundocoop.com.br publicidade diretor comercial luis cláudio g.f silva assistente comercial henrique p gouveia comercial@mundocoop.com.br controle e operações natália gomes impressão referência gráfica tiragem 15 mil exemplares fotos istock photo a revista mundocoop é uma publicação da hl/mais editorial ltda rua atílio piffer 271 conj 62 casa verde 02516-000 são paulo/sp telefone 11 4323-2881 www.mundocoop.com.br os artigos assinados são de responsabilidade dos autores as opiniões emitidas pelos entrevistados não refletem o pensamento da coordenação dessa publicação assinaturas r 95,00 6 edições assinatura@mundocoop.com.br 8 grande força no desenvolvimento da comunidade atividade em crescimento constante cooperativismo precisa de políticas públicas para continuar processo ascendente 4 mundocoop entrevista ivar pavan

[close]

p. 5

cooperativas de crédito se projetam no cenário nacional legislação ampliação dos serviços prestados e conscientização do diferencial são as causas ges tÃo 18 26 30 34 grandes decisões a competência na gestão por competências finanÇas plano de negócio crowdfunding a internet como ferramenta de captação de recursos marketing 22 12 brasil cooperativo 16 mundocoop 37 estante 38 ponto de vista 5 mundocoop na prática a realidade do mundo virtual pessoas por dentro da lei previdência nas cooperativas sumário

[close]

p. 6

a força vem q ao leitor do interior uando se pensa no cooperativismo em seus princípios e na forma como evolui fica patente que é um movimento que se desenvolve em função da força que vem de seus membros essa constatação relaciona-se ao cumprimento de no mínimo quatro dos sete princípios cooperativos gestão democrática participação econômica dos membros intercooperação e interesse pela comunidade nesta edição as duas principais matérias estão focadas nesse conceito mas a edição atende a todos os sete princípios como você verá o cooperativismo de crédito que vem merecendo atenção crescente das autoridades e se destaca como a quarta maior rede de atendimento do sistema financeiro brasileiro é o tema de capa a expectativa de um dos principais sistemas nacionais e a posição da cooperativa de crédito pioneira são colocadas ao lado das posições do órgão regulador traçando um perfil da atividade cooperativista do ramo crédito o primeiro em número de associados entrevista traz ivar pavan secretário de desenvolvimento rural pesca e cooperativismo do estado do rio grande do sul e atual presidente do conselho estadual de cooperativismo cecoop daquele estado falando com exclusividade sobre a atividade desse conselho criado em 2003 defende a criação de políticas públicas para o cooperativismo continuar seu processo ascendente para que o desenvolvimento se perpetue cada vez mais é buscada mesmo no cooperativismo a profissionalização do grupo gestor dentre as teorias no campo da gestão uma tendência que ganha espaço é a gestão por competências que promove mudança significativa na forma de seleção e de avaliação da equipe também inovadora é a forma de financiamento coletivo que oficializa o popular fazer uma vaquinha conhecida como crowdfunding nada mais é do que a captação de recursos via internet o tema é tratado em finanças e pode auxiliar as cooperativas principalmente as de pequeno porte a concretizar projetos a internet está cada vez mais presente na vida de todos tornando praticamente impossível às cooperativas não participarem da rede em marketing especialistas falam sobre a dicotomia entre benefícios e problemas causados pela exposição via mídias sociais e cooperativas narram suas experiências no mundo virtual com o desenvolvimento do setor cooperativista que em 2011 gerou quase 300 mil empregos diretos cresce a curiosidade sobre as diferenças entre as empresas privadas e as cooperativas no que diz respeito aos benefícios e à legislação nesta edição mundocoop traz informações sobre legislação previdenciária e recursos humanos confira em pessoas estágios de profissionalização em qual a sua cooperativa está essa pergunta é respondida pelo consultor josé carlos ignácio em ponto de vista dicas de leitura e notícias do ambiente cooperativo nacional e internacional também fazem parte desta edição da mundocoop boa leitura izilda frança katia penteado editora redacao@mundocoop.com.br 6 mundocoop

[close]

p. 7

o resultado só é bom para a gente quando é bom para a sua empresa e o brasil conheça algumas das grandes operações realizadas em 2011 agronegócios us 20,500,000.00 import finance r 30.000.000,00 soluções de giro us 183,050,000.00 short term pre-export finance us 21,300,000.00 short term pre-export finance us 60,000,000.00 long term pre-export finance us 34,297,000.00 short term pre-export finance us 279,200,000.00 short term pre-export finance r 38.000.000,00 soluções de investimento r 1.400.000.000,00 convir us 29,350,000.00 short term pre-export finance us 66,050,796.66 short term pre-export finance us 43,430,000.00 short term pre-export finance us 25,000,000.00 long term pre-export finance us 36,000,000.00 long term pre-export finance us 55,529,651 28 short term pre-export finance syndicated pre-export finance facility us 90,000,000.00 r 50.000.000,00 soluções de giro soluções de investimento r 30.043.000,00 us 28,583,173.21 short term pre-export finance r 84.000.000,00 capital de giro r 133.000.000,00 capital de giro r 43.499.667,40 capital de giro r 88.500.000,00 capital de giro us 25,161,591.51 short term pre-export finance us 25,000,000.00 long term pre-export finance us 33,131,496.80 pre-export finance us 72,809,675.40 forfait us 30,466,000.00 short term pre-export finance us 21,500,000.00 long term pre-export finance r 200.000.000,00 capital de giro r 300.000.000,00 aquisição de recebíveis us 39,960,000.00 short term pre-export finance us 137,740,355.02 import finance us 113,725,821.63 import finance us 153,413,216.19 short term pre-export finance us 205,000,000.00 us 181,000,000.00 short term pre-export finance r 82.000.000,00 capital de giro r 233.000.000,00 emissão de debêntures us 24,300,000.00 short term pre-export finance us 90,889,586.42 forfait us 46,000,000.00 pre-export finance us 96,250,000.00 short term pre-export finance us 150,000,000.00 long term pre-export finance us 20,000,000.00 capital de giro us 23,644,000.00 short term pre-export finance us 40,710,500.00 short term pre-export finance us 24,270,500.00 short term pre-export finance us 100,000,000.00 long term pre-export finance us 33,045,000.00 short term pre-export finance us 97,000,000.00 short term pre-export finance us 306,629,727.00 short term pre-export finance us 80,850,000.00 short term pre-export finance us 54,009,268.57 short term pre-export finance us 20,000,000.00 capital de giro us 100,000,000.00 capital de giro anúncio de caráter meramente informativo operações realizadas em 2011 short term pre-export finance sac 0800 729 0722 ­ ouvidoria bb 0800 729 5678 ­ deficiente auditivo ou de fala 0800 729 0088 ou acesse bb.com.br/corporate 7 mundocoop

[close]

p. 8

ent revista ivar pavan 8 mundocoop

[close]

p. 9

e ntrevis ta trabalhar em conjunto com o sindicato e organização das cooperativas do rio grande do sul ocergs ­ sistema ocergs-sescoop/rs com a união nacional das cooperativas de agricultura familiar e economia solidária unicafes e com a cooperativa central dos assentamentos do rio grande do sul cogeargs desenvolvendo ações coletivas em benefício dos 2 milhões de associados das cooperativas gaúchas esse é um objetivo do conselho estadual de cooperativismo cecoop do rio grande do sul instituído em 30 de outubro de 2003 e constituído por nove representantes de secretarias do governo estadual e outros nove membros advindos das cooperativas para comentar o papel do conselho a participação do cooperativismo na economia inclusive a significativa representatividade do rio grande do sul no cenário nacional com exportações da ordem de us 104,4 milhões no primeiro trimestre do ano a mundocoop entrevistou ivar pavan secretário de desenvolvimento rural pesca e cooperativismo sdr daquele estado e atual presidente do cecoop ressaltou também a busca de políticas públicas capazes e permitir que o cooperativismo continue sendo uma grande força para o desenvolvimento de toda a sociedade assim como as ações programadas para 2012 grande força colaboração cinira boranga da comunidade quais os planos da atual gestão empossada em outubro de 2011 no rio grande do sul o cecoop está sendo transformado em espaço de debate dos temas relacionados ao cooperativismo assunto que recebe atenção muito especial do governador tarso genro graças a este compromisso do governo foi lançado o programa gaúcho do cooperativismo rural e estamos dialogando com diversos setores para construir políticas públicas para outros grupos de cooperativas a exemplo do que ocorre no mundo o governador por meio do decreto 48.822 também instituiu 2012 como o ano estadual das cooperativas o que deixa clara a importância que seu governo dispensa ao assunto e assim as responsabilidades do conselho se tornam cada vez mais importantes temos certeza de que o cecoop tem um papel fundamental a cumprir no fortalecimento do cooperativismo no estado quais são as principais atividades do cecoop o regimento interno explicita entre suas competências a coordenação de políticas de apoio ao cooperativismo o acompanhamento da elaboração da proposta orçamentária do estado para o cooperativis-mo e autorizar a realização de convênios com organismos públicos ou entidades privadas para a execução de projetos de apoio ao desenvolvimento do sistema cooperativista a isso soma-se ainda o no desenvolvimento 9 mundocoop

[close]

p. 10

assine a mais completa revista de gestão do cooperativismo brasileiro a re v ista de g està o fin a nÇas pes s oa s e ma rke t ing d o co r$95,00 6 edições oper ativ is mo 49 ano 10 cresce e a com gest petên Ão c por co ia na gestã o mpetê ncias previd soas ên coope cia nas rativa s apare ce pes ramo e atra crédito se i toda f s as at ortalece ençõe s cro fina ferram wdfundin nÇ as g enta d e capta a internet co ção d e recu mo rsos m un do co 1 op assinatura@mundocoop.com.br 11 4323-2881 10 mundocoop

[close]

Comments

no comments yet