FUGA_REVISTA_Final

 

Embed or link this publication

Description

Revista Cultura, de Jovens para Jovens!

Popular Pages


p. 1

edição especial de lançamento as melhores fugas entrevista exclusiva com rita redshoes hostels de portugal festivais de verão e ainda fingertips o alfaiate lisboeta festivais de verão gente que foge histórias de quem vive o sonho longe da realidade

[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4

fuga música rita os redshoes 6 festivais 12 fingertips 14 banda revelação 15 fugitivos os gente que foge 17 alfaiate lisboeta 30 literatura cinema os sugestão 21 top5 21 os sugestão 22 os top5 22 saída de emergência os agenda 33 fugas paralelas oscrónica 31 fugas hostels de portugal 24 os

[close]

p. 5

fuga editorial os diretora andreia nunes diretora adjunta marina ricardo chefe de redação diana familiar jornalistas andreia nunes marina ricardo diana familiar a fuga pretende ser uma revista de jovens para jovens de e sobre eles do cineasta ao fotógrafo passando pelo músico escritor ou bloguer o dia-adia de quem projeta o seu mundo à medida dos seus sonhos não deixem de nos enviar as vossas críticas e sugestões para a nossa página na internet ou para o e-mail oficial a vossa contribuição é essencial bem-vindos ao mundo da fuga diretora de marketing tânia rei paginação e gráfica marina ricardo fotografia clarisse lopes realofficemj@gmail.com fuga_revista@hotmail.com http fuga_revista.blogs.sapo.pt/

[close]

p. 6

música rita redshoes a menina dos sapatos vermelhos nascida como rita pereira rapidamente percebeu que o seu destino teria de cruzar os palcos menina dos sete instrumentos e dotada de uma voz espantosa rita calçou os sapatos vermelhos e dá cartas no mundo da música podemos agora vê-la por todo o país com a digressão the other woman texto marina ricardo fuga como foi passar de rita pereira a rita redshoes rita redshoes na verdade eu não separo as coisas assim sou inteira graças a deus a questão é que no palco e para a minha carreira adotei este nome que tem diretamente a ver com o meu universo criativo musical e não só mas somos a mesma não me revejo no jekyll and hyde como foram estas experiências rr nunca me desiludi com a música pelo contrário a música foi sempre a minha salvação a psicologia aparece por curiosidade por ter feito uma psicoterapia e ter achado o processo muito interessante talvez um dia consiga juntar as duas coisas num projeto mas nunca foi minha intenção deixar a música para vir a ser psicóloga f estudaste música e psicologia desiludiste-te com a primeira e f que herança recebeu a rita redshoes dos atomic bees reencontraste-te com a segunda 6

[close]

p. 7

nunca me desiludi com a música pelo contrário a música foi sempre a minha salvação

[close]

p. 8

f onde vais buscar a inspiração para as tuas músicas rr À vida às pessoas aos livros aos filmes pintura e à própria música f sentes que te expressas melhor em inglês ou português rr até agora em inglês mas na verdade acho que me expresso melhor quando consigo dizer o que realmente quero dizer ou interpreto palavras de outros seja em que língua for quando acredito no que estou a dizer aí é que soa mesmo bem f quando começaste no mundo da música alguma vez pensaste em alcançar este patamar de sucesso rr não sei ou seja eu sonhava dar muitos concertos e chegar às pessoas mas num sonho as coisas são sempre postas de forma diferente na verdade e no real nunca pensei que houvesse em portugal tanta gente disponível para ouvir a minha música e acho que é mais isso o sucesso não me interessa por si interessa-me que esse sucesso seja fruto de uma troca real entre a minha música e as pessoas 8

[close]

p. 9

rr eu descobri-me nos atomic bees enquanto música e cantora e descobri a minha vontade de tocar com outras pessoas e partilhar música num palco comunicar dessa forma com o mundo portanto eu diria que sem os atomic bees nunca teria seguido sequer uma carreira musical foi um enorme prazer trabalhar com o david e viver inúmeras situações que mais tarde experienciei em nome próprio mas que foram encaradas e vividas com um conhecimento prévio por ter passado por elas no projeto do david ganhei muitas ferramentas f o que têm os teus álbuns de ti f trabalhaste também com de rita pereira david fonseca essa experiência rr os meus álbuns têm aquilo que ajudou a definir melhor o que sou e que vou vivendo e como disse atrás nada é separável querias de rita redshoes rr creio que sim aprendi muitas coisas que me servem hoje de f És bastante ligada às redes sociais exemplo e de experiência.

[close]

p. 10

nas redes sociais trabalho de uma forma mais pessoal e com uma comunicação mais direta 10

[close]

p. 11

sentes que assim estás mais perto dos teus fãs rr sim as redes sociais têm esse poder aproximar as pessoas do nosso trabalho de uma forma mais pessoal e com uma comunicação mais direta muitas vezes aconteceu no final encontrar pessoas muito emocionadas com algumas das versões não há elogio melhor f para além da música quais são as tuas fugas da realidade rr hum gosto de fazer colagens f ­ terminaste recentemente a de fotografar andar de bicicleta tua digressão the other conduzir e dormir women como reagiu o público a este teu novo espetáculo rr o público reagiu muito bem foi muito emocionante ver a cada concerto que as pessoas se ligavam a ele às canções às interpretações.

[close]

p. 12

12

[close]

p. 13

fuga apresenta-te os principais nomes e festivais por terras lusas dá uma fugidinha e ouve boa música vai ano nosso blogue e vê os passatempos!

[close]

p. 14

música fingertips de novo na ribalta desde a saída de zé manel ex-vocalista dos fingertips os portugueses pensaram que seria o fim desta banda portuguesa enganem-se porque eles voltaram com uma nova vocalista e um novo álbum que é de fugir com ele e não parar de ouvir texto diana familiar fuga quando souberam que a joana seria a eleita fingertips quando lançámos o desafio procurávamos uma pessoa que tivesse uma grande paixão pela música e que se quisesse juntar a nós depositando toda a alma e coração neste projeto queríamos sangue fresco alguém que trouxesse novas ideias estivesse disposto a fazer da música a sua vida e se lançasse connosco no grande desafio de percorrer o mundo a mostrar as nossas canções portanto não procurávamos apenas uma grande voz mas alguém que encaixasse perfeitamente no grupo como se procurássemos a peça do puzzle em falta na fase final do desafio partilhámos o estúdio com os 6 finalistas e foi então que a joana se destacou quer ao nível da criatividade das suas potencialidades como cantora e também do espírito de grupo mostrando uma vontade ímpar em querer seguir connosco este caminho foi aí que não tivemos mais dúvidas acerca da nossa escolha f como é estarem de novo presentes no mundo da música e o feedback dos fãs ft É um pouco como nascer de novo temos muito mais alegria em compor e em subir ao palco atualmente e isso reflete-se no nosso trabalho e passa para o nosso público público esse que nos tem dado um feedback muito positivo e que é a cada dia que passa mais numeroso e mais entusiástico É extraordinária a proximidade que mantemos com ele público quer através dos nossos concertos quer das nossas plataformas sociais como o facebook o twitter ou o myspace f podem desvendar os projetos de 2012 ft nós abraçámos 2012 com toda a garra e estamos a percorrer o país de norte a sul e sem esquecer as ilhas com uma tour de lançamento do nosso novo disco 2 esta digressão vai acompanhar-nos até ao final de maio marcando 25 cidades de portugal uma nova canção será a música oficial do eurogym evento que irá decorrer em coimbra no próximo mês de julho e trará até nós jovens ginastas de toda a europa para mais informações fuga-te em www.thefingertips.com e www.facebook.com/fingertips 14

[close]

p. 15

banda revelação uma banda díspar tpo 5 música para o verão 1 os macadame nasceram em coimbra no ano passado e o seu primeiro concerto foi no final de setembro do mesmo ano os elementos da banda portuguesa vânia couto voz alexandre barros guitarra acústica e viola braguesa rui macedo guitarra elétrica paulo yoshida baixo joão fong programação e teclados e henrique patrício vídeo fazem parte do gefac grupo de etnografia e folclore da academia de coimbra fuga porquê o nome macadame macadame o nome da banda foi difícil de encontrar passamos muito tempo a discutir o nome e nada nos soava bem todos os nomes que apareciam eram demasiado ligados a uma certa visão da tradição que a liga à ruralidade e que por isso não refletiam o nosso trabalho entretanto um amigo sugeriu macadame que não é terra nem alcatrão e é como o nosso som nem terra nem alcatrão nem rural nem urbano e ficou f o que vos inspira m as nossas influências são muito diversas aliás quase todos temos projetos paralelos onde trabalhamos outros géneros musicais muito diferentes jazz rock fado etc cada um de nós acaba por trazer um pouco disso para os macadame na verdade o que nos une é o gosto pela música tradicional portuguesa e é nela que fundamos o nosso trabalho f há projetos para 2012 m este ano tivemos o privilégio de ser convidados para trabalhar com a coreógrafa clara andermatt num espetáculo para a capital europeia da cultura onde se tentou cruzar o tradicional e o contemporâneo na música e no movimento este espetáculo teve uma apresentação em maio e volta a acontecer em junho o objetivo principal para este ano é dar a conhecer a nossa música alargar o nosso público e ao mesmo tempo consolidar o trabalho que vimos a fazer f o que mudariam na cultura em portugal m começávamos por voltar a criar o ministério a cultura estar apenas dependente de uma secretaria de estado é uma idiotice e não reconhecer o papel da cultura na sociedade é ser tacanho é não perceber que a cultura é fonte de riqueza e principalmente de capital humano o desinvestimento recorrente na cultura a que temos vindo a assistir compromete o futuro do país enquanto promove o apagamento da nossa identidade somebody that i used to know gotye featuring kimbra 2 payphone maroon 5 featuring wiz khalifa 3 we are young fun featuring janelle monae 4 call me maybe carly rae jepsen 5 wild ones flo rida featuring sia 15

[close]

Comments

no comments yet