Os primeiros 100 News da Reserva Rio das Furnas - Primeira Parte

 

Embed or link this publication

Description

Os primeiros News da Reserva foram pensados para serem impressos em papel, isso em 2006. Por isso o formato A4 desta primeira parte.

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

r eservawwwriodasfurnasprimavera riodasfurnas o r g 2 0 0 6 b r news a fêmea choca enquanto o macho guarda o espaço aéreo circundante o menor colibri do planeta calliphlox amethystina o popular estrelinha o menor da espécie construiu seu ninho próximo à nossa casa com duas gramas e meia 7,5cm de fêmea e 8,6 de macho é um dedão voador o macho é inconfundível pela cauda bifurcada que abre e fecha feito tesoura e pelo grande babador ver melhoametista a fêmea tem cauda curta não bifurcada e ponta esbranquiçada na parte traseira no baixo flanco tem uma mácula branca de cada lado observável em vôo ou em seus movimentos inquietos quando pousado aliás o bichinho não pára é mestre em vôos ascendentes e à ré bota 2 ovos alongados a forma lembra a do ovo do jacaré que proporcionalmente ao tamanho das aves é enorme sua corte é fantástica o macho descreve uma parábola tal qual um enorme sorriso acima da fêmea que acompanha seus movimentos do meio da arena além de tudo ele solta uns estalidos de tanto em tanto só para impressionar este ninho foi descoberto na copa de uma antiga pereira que não dá mais pêras e está carregada de musgos e líquens procurados pelos colibris para camuflagem É tão minúsculo que só pôde ser avistado graças ao zumbido que emite durante o vôo semelhante a um besouro só que ainda mais agudo lembrando uma roçadeira com fio de nylon muito longe depois de um bom tempo observando idas e vindas da ave é que foi possível enchergar como num passe de mágica a minúscula e perfeita obra a fêmea constrói o ninho e cuida do choco sai de vez em quando para lamber seiva das árvores e de tempos em tempos pousa num galho próximo a observar o movimento ataca impiedosamente todos os invasores do seu espaço e certa feita perseguiu um jacu isso mesmo um monstruoso jacu que cruzou sobre nossas cabeças e foi parar no cedro espantado com o ínfimo valentão que lhe rondava a cabeçorra e pasme o jacu ficou bem quietinho.

[close]

p. 3

r eservawwwriodasfurnasprimavera riodasfurnas o r g 2 0 0 6 b r news cada aluno teve um tratamento especial pois as composições dos posteres foram extraídas das entrevistas a reserva na escola dia de festa em são leonardo depois de algumas semanas de expectativa o material foi fixado na parede da escola recém reformada uma escola multiseriada com crianças de 6 a 12 anos são doze posteres 30x45cm individuais agrupados os irmãos que ficarão expostos até a criança terminar a quarta série após cada um leva o seu para casa a sugestão de fazer este trabalho partiu da visita de alguns pais na reserva coordenadores da app que queriam dar um presente de final de ano para seus filhos e gostariam que fosse uma fotografia a gente não quer só comida né então associamos o trabalho que já fazemos há dois anos com as crianças doação de caderninhos de campo com fotos de aves projeção de slides conversas saída de campo e entrevistas e apresentamos a idéia dos posteres com fotos da reserva no dia da entrega falamos sobre os locais fotografados um pouco de geologia fauna flora e depois pedimos para cada um desenhar ou escrever o que quisessem sobre o trabalho no seu caderninho de campo a galera curtiu bastante inclusive os pais sexta-feira 27 de outubro fizemos uma apresentação para a secretária de educação tânia sua secretária valneide e mais alguns convidados de alfredo wagner a idéia foi trazê-los para conhecer a reforma da escolinha fazer um bate-papo com a comunidade enfim aproximá-los da aldeia a valneide foi umas das professoras desta escolinha e teve ótimas recordações com as mamães suas alunas em tempos idos no final a tânia sugeriu que os posteres fossem apresentados na próxima reunião de professores para estimularem novas atividades extracurriculares na rede de ensino.

[close]

p. 4

r eservawwwriodasfurnasprimavera riodasfurnas o r g 2 0 0 6 b r news philodrias arnaldoii é a parelheira-do-mato que ninguém de são leonardo conhece a volta da rara serpente já vai para um ano que o tobias está pesquisando serpentes na reserva é o seu tcc/ufsc semana passada ele esteve por aqui e durante dois dias as cobras se esconderam talvez do frio que chegou repentinamente depois de alguns dias de calor o clima está doido é a frase mais repetida pelos agricultores ultimamente sêco no mesmo dia chove e abre o sol com temperatura lá nos 26 28 logo cai para 7 fecha o céu e dá-lhe garoa para acabar o dia com ventos alheios os animais de sangue frio saem da toca e claro não sabem porque o calor chama pra fora e o frio empurra para dentro com diferença de poucas horas desse jeito ninguém apareceu durante a última visita do tobias nem o tal do sapo-boi uma espécie gigante introduzida por criadores que se espalhou rapidamente por seu tamanho avantajado e por comer cobras e todos os outros sapos nesse vai-e-vem a philó apelido da nossa estudada havia desaparecido há alguns meses e a gente pensava que não voltaria tão cedo mas eis que apareceu do lado do rancho no dia 24 de outubro quando a temperatura estava nos 21 graus o tobias fala sempre é assim é só eu virar as costas e as cobras aparecem novamente

[close]

p. 5

r eservawwwriodasfurnasprimavera riodasfurnas o r g 2 0 0 6 b r news cerdocyon thous mede de 92 a 1,20cm e pesa entre 5 e 8kg anda solitário e gosta de comer frutos insetos répteis aves e mamíferos aprecia ovos procura abrigar-se em tocas de outros animais fendas e ocos de árvore possui hábitos noturnos mas às vezes é visto em atividade durante o dia adapta-se ao cativeiro comum em território catarinense uma graxaim no quintal hoje saí com a camera na mão a fim de capturar uma nova espécie pensava em um pássaro botei a 300mm colete bateria extra repelente o banquinho mais o livro que a car men lúcia gerlach traduziu de balzac seráfita primeiro fui até o refúgio da mariamole armei banquinho abri o livro e aguardei os acontecimentos depois de algum tempo me chamou a atenção as texturas da água contra a luz e a ventania que mexia com tudo ficou frio era vento sul assim resolvi mudar de lugar subi a trilha da gunnera quando estava a caminho do retiro da bracaatinga ouvi uma ave diferente que tentei imitar até achei que iria ter uma aproximação porém silenciou e sumiu ouvi os tangarásdançadores e depois de algum tempo e páginas voltei pra casa já era meio-dia e almoçamos uma torta deliciosa conversa vai conversa vem estamos na janela da cozinha e passa lentamente tal qual um cachorro doméstico a graxaim da foto acima corro pra pegar o equipamento e dá-lhe clic a bichinha deu a volta em casa foi na composteira achou uma meia laranja com um pedacinho e se pôs a comer tranquila depois saiu para o lado do arroio subiu a trilha do açude e tchau ainda tentei seguila mas que esperança nem sinal foi um presente do sábado 11 de novembro de sol e céu azul.

[close]

p. 6

r eservawwwriodasfurnasprimavera riodasfurnas o r g 2 0 0 6 b r news olha só quem veio visitar a capororoca abrir a janela e dar de cara com uma cena dessas é no mínimo estupefaciente pois vamos lá depois de dois dias de chuva benta com as cachoeiras surgindo novamente junto do ar úmido canoro o céu continua forrado este tucano já visita a capororoca há dias sempre solitário como que guardando o segredo dos frutos para si pois os de sua espécie cantam ao longe e não se aproximam este compartilha a fartura de frutos com sabiás tiaschicas chopins tico-ticos saíras quetes tendo momentos em que a árvore parece o ponto de encontro da passarada da reserva o que posso dizer plantem capororocas dúzias delas depois de fartar-se desta o nosso amigo voou para trás de casa fui atrás para ver e surpresa estava junto de uns jacús comendo frutos de uma canela-papagaio mas a ceia não durou muito pois os jacús escandalosos que são à minha aproximação embora lenta e camuflada começaram a latir e bufar e todo mundo voou para outra árvore É só me afastar e eles retornam a rapanea ferruginea pertence a família das myrsinaceae tem de 6 a 12m com tronco de 30-40cm de diâmetro folhas coriáceas ferrugino-tomentosas na face inferior ocorre em todo brasil em quase todas as formações vegetais perenifólia seletiva higrófita e pioneira floresce em maio-junho e os frutos amadurecem em outubro-dezembro temos registro de florescimento e frutificação em duas vezes no mesmo ano!

[close]

p. 7

r eservawwwriodasfurnasdeabril riodasfurnas o r g 2 0 0 7 b r news pa ndaou pe rereca há seres ameaçados de extinção há os menos e há os mais quem pensa em proteger só os bonitinhos esquecendo a frágil perereca só porque pula nas costas fria escondidinha num canto do banheiro pode estar cometendo um erro fatal um dos problemas que as listas vermelhas podem apresentar é o foco excessivo em espécies carismáticas É claro que animais bonitinhos como o panda ou o mico-leão-dourado chamam a atenção do público e ajudam a desencadear ações de proteção à natureza o difícil e essencial é deixar claro que isso não é o mais importante mesmo que o homem não existisse ou não causasse nenhum impacto sobre a terra será que o panda continuaria a existir daqui a vários milênios ninguém sabe assim como se desconhece que espécies surgirão no futuro embora seja notório o efeito deletério do homem sobre diversas populações naturais extinções e surgimento de novas espécies fazem parte do processo evolutivo independentemente da influência humana por isso o destino de um organismo específico não deve ser o foco principal das ações de conservação o grande esforço dos conservacionistas deve ser a preservação de processos ecológicos e evolutivos que determinaram a biodiversidade atual e determinarão aquela que virá na floresta atlântica um dos ecossistemas mais ricos em biodiversidade do mundo mas também um dos mais ameaçados acredita-se que refúgios persistiram ao longo dos tempos e permitiram a sobrevivência e a diversificação das espécies Áreas com alta biodiversidade como o canyon da reserva podem ser resultado de refúgios como a região é rica em sapos rãs e pererecas anfíbios anuros que são relativamente sedentários e sensíveis a alterações ecológicas supõe-se que áreas importantes para esses animais são também essenciais para outras espécies de forma que a sua preservação tem efeito amplo sobre a fauna e a flora fonte ciênciahoje 233/dez.06

[close]

p. 8

r eservawwwriodasevifurnasvorgalbrr riodasfurnas news o teiuaçu tupinambis teguixim é o maior de todos os lagartos ocorre na maior parte da américa do sul desde os andes até às antilhas o desibernado outubro de 2005 quase tropecei num lagarto de dois metros andava a caçar imagens de pássaros olhando para uma enorme araucária quando pressenti algo mais do que grimpa no chão o próximo passo pairava acima do rabo dum lagartão gelei rápido lembrei do zoólogo eurico dos santos que escreveu É um réptil grande robusto e muito ligeiro que se comporta ariscamente em localidades povoadas não permitindo de forma alguma que alguém se aproxime acossado e em apuros fica assaz furioso e defende-se com valentia morde ferozmente mesmo através de uma bota grossa distribuindo violentas chicotadas com a cauda vigorosa e musculosa seu alimento consiste em frutas e toda a espécie de criaturas menores camundongos rãs vermes insetos ovos na estação fria se recolhe à toca vivendo ali uns quatro meses hibernado dizem os colonos chega a roer a própria cauda enfrenta cobras venenosas e cada vez que é picado corre a medicar-se com plantas que a crendice popular trata como antídoto são a raizde-teiú jatropha gossypifolium a carapiá dorstenia brasiliensis e a erva-de-lagarto ou língua-de-teiú casearia acuminata afinal o sáurio estava a meus pés imóvel fosco de argila com seus olhos de fogo ora fitando uma mosca ora eu no primeiro momento após um longo período debaixo da pedra.

[close]

p. 9

r eservawwwriodasfurnasc arnavalriodasfurnas o r g 0 0 7 b r news um cacheiro vai de lugar em lugar com seus badulaques não para em nenhum e sempre tem novidades pra contar esse aí passou o carnaval na reserva foram dois dias de folia subiu na bracaatinga que fica defronte à janela da cozinha no famoso plasmascreen de um lado para o outro procurou brotos frutos alguma coisa para comer e desistiu descendo com seu andar de bichopreguiça rodeou a casinha e foi experimentando tudo que é árvore move-se lenta e seguramente engraçado pelo chão até parece um pastel esborrachado no plano seu corpo é maleável e perfeito para movimentos na galharia sempre ajudado pelo rabo forte e preênsil tem uma aparência macia aveludada um convite ao contato porém os espinhos não são atirados feito dardos como se pensa apenas saem com facilidade se forem tocados e entram rapidamente na pele pois têm escamas viradas para a base É um bicho manso que descança em ocos de árvore durante o dia pois tem hábito crepuscular e noturno esse cacheiro aí pelo jeito ficou na gandaia a noite toda e resolveu fazer uma boquinha em pleno meio-dia de carnaval vai se arrepiar ouriço-cacheiro coendou insidiosus herbívoro experimenta um broto de capororoca

[close]

p. 10

r eservawwwriodasfurnasaiom riodasfurnas o r g 0 0 7 b r news observar ou ser observado como identificar uma ave a principal parte que você precisa ver para identificar uma ave geralmente está na cabeça procure linhas faixas formato cor do bico e dos olhos pescoço garganta fronte e coroa confira para ver se ela possui desenhos manchas nas asas ou um anel em volta do olho as cores de uma ave podem pregar peças em você e podem parecer diferentes quando ela estiver ao topo de uma árvore ao meio-dia ou ao pôr do sol confira a cor principal de cada parte do seu corpo cabeça dorso asas cauda pernas compare a ave observada com as ilustrações existentes nas pranchas de um guia de campo faça comparações é tão pequena quanto um canário ou grande quanto um pombo um pato ou um peru É gorda ou magra comprida ou curta olhe para cada parte dela suas asas são curtas ou longas largas ou finas curvas ou retas e a sua cauda qual é o seu formato É aforquilhada reta ou curva e as pernas Às vezes apenas a cor das pernas pode ajudá-lo a diferenciar uma espécie da outra observe o comportamento ela está sozinha em par ou em grupo forrageia no solo em arbustos no sub-bosque no estrato intermediário ou na copa do que ela está se alimentando como ela se mantém no poleiro debruçada ou ereta quieta ou irrequieta seu vôo é horizontal direto ou para cima e para baixo como uma montanha-russa ele é batido planado ou a combinação dos dois com a prática você poderá reconhecer muitas espécies de aves pela silhueta delas identificaÇÃo pelos sons observadores experientes podem ver mais aves com os olhos fechados que muitas pessoas com os olhos abertos eles conhecem as vocalizações que uma ave emite É preciso aprender a escutar tente fazer a descrição silábica dele ou associá-lo a uma palavra ou frase assim ficará mais fácil assimilá-lo algumas aves vivem em locais de difícil acesso ou observação nos quais você nunca as poderá ver mas bons observadores podem identificá-las ouvindo suas vocalizações vendo e ouvindo a ave que canta no campo você aprende a associar a ave ao som que ela produz identifique o habitat da ave onde você e a ave estão você e a ave estão numa floresta numa capoeira numa clareira no interior da mata num canyon às margens de um lago ou no meio do rio cada ave gosta de um certo ambiente podemos encontrar aves em quase todos os lugares para tanto mantenha seus olhos abertos e ouvidos atentos assim como observamos as aves elas fazem o mesmo conosco certamente muito antes que possamos perceber.

[close]

Comments

no comments yet