35 Edição

 

Embed or link this publication

Description

35 Edição do Jornal comunitário O Samburá

Popular Pages


p. 1

o samburÁ barra de caravelas bahia ano iii ediÇÃo nÚmero 35 tiragem 2.000 exemplares jornalosambura@gmail.com mensal período março/abril 2012 durante o mês de abril foram realizados alguns encontros para criar o acordo de pesca na reserva extrativista do cassurubá o objetivo era construir as regras da pesca junto com os pescadores que são os principais conhecedores e envolvidos com a questão leia nas pÁginas 4 e 5 artesanato local em homenagem ao dia do artesão que foi comemorado no dia 19 de março o jornal o samburá irá trazer a partir desta edição uma série de entrevistas sobre os artesãos de nossa comunidade confira na página 7 tirinha ecolÓgica barco titan gravaÇoes do canal multishow ampliaÇÃo do parque de abrolhos cinema na barra rio caravelas e muito mais

[close]

p. 2

o samburá editorial caravelas e a pesca do camarão a pesca do camarão no município de caravelas emprega centenas de pescadores e é uma das principais atividades econômicas nesta região o início da atividade se deu por volta de 1970 com os arrastos próximos à costa a frota está estimada em 120 embarcações são embarcações pequenas com 5 a 8 metros de comprimento e motor entre 10 a 30 hp destas todas utilizam o arrasto simples com apenas 1 rede enquanto a profundidade de arrasto varia de 3 até 20 metros por dia conseguem fazer de 2 a 4 arrastos que demoram cerca de 2 a 3 horas cada o dia do pescador começa cedo cada barco com 1 ou até 3 pescadores sai do porto entre 2 e 5 da manhã e retornam cerca de 10 a 12 horas depois realizam em média 20 viagens ao mês a produção desembarca em barra de caravelas caravelas e ponta de areia e é consumida nos próprio município ou no seu entorno porém é enviada também para salvador ilhéus espírito santo minas gerais e rio de janeiro do produto pescado metade vai para o dono do barco para cobrir despesas de manutenção e a outra parte fica com os pescadores apesar de todo o potencial ainda vemos muitos jovens reclamando por falta de trabalho talvez falte à sociedade aprender a tirar dessa atividade um meio alternativo onde não precise necessariamente o jovem sair pro alto mar para viver da pesca mas possam desenvolver projetos inovadores como o reaproveitamento de resíduos artesanato com escamas e couro de peixe conserto e fabricação de redes reforma de barcos destinação correta do lixo entre tantos outros É urgente deixar de tratar o pescador como incapaz ou apenas como fonte de dados de pesquisa isso não é correto é importante ver a pesca com outros olhos mostrando a classe com respeito e valorizando o suor no rosto de todos isso o jornal o samburá nestes quase 3 anos de existência vem buscando mostrar outros parceiros como o icmbio através da reserva extrativista do cassurubá também tem agido nesta linha um exemplo recente foram as reuniões sobre o acordo de pesca saiba mais nas páginas 4 e 5 mas ainda queremos mais pois instituições e projetos que têm como foco o pescador artesanal não faltam na região o que está falhando é a comunicação de seus resultados e o envolvimento mais próximo com as comunidades para não apenas ouvir o que o pescador está dizendo mas de fato escutar há uma diferença grande pesca do camarão no fim da primeira etapa do defeso em 2011 tirinha ecolÓgica florinha coelho página 2 o samburá

[close]

p. 3

o samburá o que estÁ acontecendo por aqui barra de caravelas se transforma em cenário para o canal multishow a cidade de caravelas tem uma forte herança histórica construída desde o descobrimento do brasil o que está ilustrado nas ruas estreitas e nos casarões registros da época colonial a cidade já foi também um dos maiores berços da economia baiana quando tínhamos a antiga ferrovia bahia minas o porto no distrito de ponta de areia foi importantíssimo para o transporte de mercadoria para outros estados do país além disso respiramos natureza nas belas praias do grauçá do kitongo de yemanjá na ilha do pontal do sul no arquipélago dos abrolhos nos manguezais e em toda região ribeirinha há muitos anos tudo isso vem atraindo vários canais de televisão para nossa cidade porém o que não se mostra é o que é feito para que essas televisões venham até a nossa cidade e levem suas imagens para o brasil e o mundo a maioria dos programas exige da prefeitura municipal instituições e comerciantes locais uma contrapartida como hospedagem alimentação e outras coisas que ficam acordadas entre os produtores das tvs e os articuladores locais mesmo antes da equipe chegar aqui já está tudo acertado e novamente temos outro programa de tv passando por aqui dessa vez com uma proposta diferente um programa da tv por assinatura o programa malicia do canal multishow durante 1 mês fani ex-bbb caren souza casa bonita multishow e graciella carvalho vice miss bumbum 2011 estão aqui interpretando mulheres que botam o pé na estrada e viajam de barco sem destino pelo país até aí tudo bem mas o programa tem um público especifico é voltado para maiores de 18 anos a coisa é tão picante que os produtores não conseguiram fazer nenhum tipo de filmagem no parque marinho dos abrolhos nem na área da resex mas em compensação estão filmando livremente nas ruas da nossa comunidade da barra e nas redondezas com total apoio da prefeitura municipal queremos deixar claro que não temos qualquer tipo de objeção ao trabalho desenvolvido por estes profissionais mas precisamos chamar atenção para o mal estar instalado a maioria das cenas gravadas diariamente nas ruas nas praias e em bares locais são bem sensuais o que têm atraído um grupo grande de moradores para assistirem às gravações a maioria deste públi co está sendo formado por crianças e jovens e já rendeu inúmeras manifestações da população contrária ao modo como vêm sendo conduzidas as atividades falta transparência falta informação e principalmente falta respeito à comunidade que não foi informada em nenhum momento sobre o que está sendo produzido aqui e principalmente qual o retorno que a comunidade terá com isso mais uma vez acreditamos que as equipes levam embora boas imagens mas não deixam nada além de lembranças a prefeitura municipal através de suas secretarias precisa tomar consciência que nossa comunidade tem muito mais a oferecer do que belos cenários mas faltam oportunidades de formação e falta respeito nós não queremos ser apenas figurantes e espectadores mas queremos ser sujeitos das ações e poder definir quais são as imagens de nossa cidade que queremos que sejam veiculadas na mídia nacional queremos também contar a nossa história a história dos pescadores e pescadoras artesanais precisamos mostrar o grande potencial humano e cultural da nossa comunidade mais uma ossada humana é encontrada em barra de caravelas a ossada foi encontrada por populares no sábado 28/04 numa mata próximo à nossa comunidade como havia alguns pertences no local cogita-se que seja de rosenita reis cajá moradora da barra desaparecida desde janeiro deste ano a ossada foi removida para o iml em itamaraju para identificação as causas da morte também ainda são desconhecidas fonte teixeira news o samburá cinema de maio até setembro todas as terças feiras haverá exibição de filmes na sede da filarmônica lira imaculada conceição a atividade é uma parceria entre e flic a fundação ralile e a votorantim página 3

[close]

p. 4

o samburá resex do cassurubá constrói durante o mês de abril foram realizados encontros para criar o acordo de pesca na reserva extrativista do cassurubá o objetivo era construir as regras da pesca junto com os pescadores que são os principais conhecedores e envolvidos com a questão estas normas são necessárias para se evitar que ocorram conflitos entre os pescadores e também pensando em diminuir ou mesmo banir atividades que comprometem a disponibilidade de pescado peixe e camarão na região no futuro na primeira fase foram realizadas rodas de conversa com cada grupo de pescador separadamente caravelas nova viçosa alcobaça e barra velha neste momento foram feitas atividades visando conhecer a pesca em cada localidade dificuldades e problemas foram levantados e foram propostas possíveis soluções na assembleia final pescadores das quatro localidades foram reunidos para debater regras os problemas surgidos nas oficinas individuais foram apresentados e debatidos o acordo de pesca foi pré-estabelecido da seguinte forma limitar a 30 panos de rede tainheira por barco tainheira deverão ter malha de 35mm ou maior nylon 40 os pescadores que já possuem redes com menos de 35 mm terão prazo até 31/12/2014 para substituição das redes quando houver barco baloando as redes tainheiras só poderão ser colocadas a fio d água se não tiver barco baloando as redes poderão ser colocadas atravessadas proibir a pesca com tainheira no período do defeso do camarão essa norma foi para evitar que camarão vg seja capturado em período de defeso proibir redar no sequeiro balão no parcel proibida a pesca com rede feiticeira no parcel proibir a pesca com barcos que usam dois balões ao mesmo tempo criar Área de exclusão de 500m da linha da praia que vai da ponta do catoeiro até a barra de nova viçosa para a pesca com barcos motorizados definir tamanhos mínimos para a captura no mergulho dos seguintes peixes badejo 63 cm garoupa 39 cm dentão 34 cm guaiuba ou cioba 22 cm ariocó griacó 19 cm catuá 13 cm o samburá página 4

[close]

p. 5

o samburá regras para acordo de pesca o acordo de pesca é o conjunto de normas elaboradas pelos próprios pescadores para garantir a manutenção das espécies e a sustentabilidade da atividade pesqueira e agora agora o acordo deve passar pelo conselho deliberativo da resex do cassurubá que encaminhará para a análise da coordenação em brasília e caso não tenha nada que fere a legislação será publicado e valerá como norma na região mas como saber se está dando certo outro passo muito importante é o monitoramento novamente os pescadores terão papel fundamental que será auxiliar na verificação se as regras acordadas estão sendo cumpridas e se está tendo resultado na disponibilidade de pescado ou na diminuição da ocorrência de conflitos por exemplo nas próximas edições informaremos sobre o andamento do processo e detalhamento das normas criadas aguardem o samburá página 5

[close]

p. 6

o samburá o que estÁ acontecendo por aÍ avaliação dos rios do brasil mostra que rio caravelas precisa de atenção nenhum rio analisado foi considerado bom ou ótimo 25 foram considerados ruins a organização não-governamental sos mata atlântica avaliou a qualidade da água de 49 rios córregos ribeirões represas lagos e açudes de 11 estados brasileiros entre janeiro de 2011 e março de 2012 o resultado é um alerta para autoridades e também para a população É preciso mudar de comportamento e adotar atitudes capazes de mudar este quadro disse malu ribeiro coordenadora do programa rede das Águas da sos mata atlântica entre os critérios analisados estão a presença de espuma e lixo existência de peixes larvas vermes e características como temperatura turbidez odor e contaminação a melhor qualidade de água foi verificada na bica da marina em angra dos reis rj e a pior ocorreu no rio criciúma em santa catarina o rio caravelas ficou na frente do rio pardo de canavieiras mas ainda atrás de outros rios da região como o rio jucuruçu de prado e do rio doce de linhares no espírito santo barco titan pega fogo e afunda no rio caravelas mente toda a embarcação a equipe da apecatu expedições teve pouco tempo para salvar o que era possível pois rapidamente a embarcação foi tomada pelas chamas até que afundou no rio caravelas ninguém se machucou e não houveram vítimas o titan operou por mais de 20 anos transportando mergulhadores na costa brasileira santos angra e abrolhos laila proprietária da apecatu disse que vão esperar a perícia para poder levantar o barco e ver o que pode ser recuperado ela contou ainda que caso não tenha como recuperar vamos levar o barco para um lugar onde ele possa ser afundado e visitado pelos mergulhadores fonte scubanotícias o barco titan da apecatu expedições pegou fogo na noite do dia 30 de abril quando estava ancorado no cais municipal de caravelas os relatos contam que por volta das 22 horas começou a sair fumaça da casa de máquinas atingindo rapida foto proa do titan no fundo do rio caravelas sttr de caravelas e fetag bahia negociam e conquistam maior reajuste salarial do estado na área rural 14,13 a mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras das atividades da madeira do reflorestamento silvicultura plantio e tratos culturais e a firmeza das suas entidades representativas a federação dos trabalhadores na agricultura no estado da bahia e o sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras rurais de caravelas durante o período das negociações garantiram a conquista do maior reajuste salarial do estado na página 6 área rural o acordo coletivo de trabalho 2012/2013 fixa o piso salarial em r 891,00 um reajuste de 14,13 pois o salário anterior era de r 781,00 outros ganhos são cesta básica alimentar no valor de r 95,00 fornecimento de 04 uniformes por ano sem ônus para os trabalhadores e fornecimento de garrafas térmicas fonte izaias marcelino presidente do sttr de caravelas o samburá

[close]

p. 7

o samburá em homenagem ao dia do artesão que foi comemorado no dia 19 de março o jornal o samburá irá trazer a partir desta edição uma série de entrevistas sobre os artesãos de nossa comunidade confira mãos que transpiram arte os primeiros artesãos surgiram a 6 mil anos antes de cristo quando o homem aprendeu a polir a pedra a fabricar a cerâmica e a tecer fibras animais e vegetais aqui no brasil os indígenas trabalhavam com pintura pigmentos naturais cestaria cerâmica sementes penas e plumas de aves o artesão é aquele que faz um artesanato tradicional ele aprendeu com os pais que aprenderam com os avós e por aí vai geralmente ele é dono das ferramentas e trabalha com a família ou sozinho em sua própria casa realizando todas as etapas da produção desde o preparo da matéria-prima até o acabamento o artesanato faz parte do folclore e revela usos costumes tradições e características de cada região na barra temos várias pessoas que desenvolvem o artesanato são homens e mulheres que trazem consigo este dom especial e utilizam suas mãos para criar com toda perfeição objetos que enchem os olhos daqueles que admiram arte um desses artesãos é antônio elias dos santos também conhecido como antônio marobá ele recebeu nossa reportagem em sua casa e nos mostrou suas criações antônio tem 68 anos e desde criança já trabalha com artesanato segundo ele herdou o talento de seu pai que criava muita coisa juntos faziam samburá abano peneiras com o tempo foi aprimorando e hoje coleciona muito material produzido pelas suas próprias mãos É só eu pensar em algum tipo de objetivo e vou lá e crio o talentoso artista disse que apesar de não ser carpinteiro e não ter as ferramentas necessárias prefere trabalhar com madeira eu utilizo faca facão serrote martelo e prego é com esse material que desenvolvo meu trabalho contou modesto ainda avaliou que algumas de suas criações não têm tanta beleza exatamente por não ter o material ideal por isso que não saem assim tão perfeitas mas continuo criando porque não conseguiria parar as peças do artesão não são comercializadas ele confecciona apenas uma peça de cada modelo que ficam expostas na sala de sua casa para antonio o momento de maior inspiração é quando ele está relaxando e conta Às vezes eu tô deitado aí fico vendo aquelas coisas em pensamento e crio simples assim disse o artista são poucas as vezes que antônio já copiou alguma peça de outro artesão só se for algo muito bonito eu gosto mesmo é de inventar as coisas faço tudo por puro prazer e amor à arte em nossa comunidade existem muitos artistas antonio é apenas um deles muitos outros estão por aí em algum cantinho desenvolvendo criando mesmo sem apoio ou as ferramentas adequadas estão utilizando suas mãos para dar cara ao barro à madeira ao cipó à piaçava no próximo jornal o samburá queremos conhecer mais artistas você conhece alguém então conta pra gente o samburá página 7

[close]

p. 8

vocÊ sabia o icmbio está convidando os órgãos ambientais entidades públicas ongs proprietários de terras representantes dos setores produtivos e a comunidade em geral para participarem das consultas públicas para discussão das propostas da criação da Área de proteção ambiental do banco dos abrolhos da ampliação do parque nacional marinho dos abrolhos da criação do refúgio de vida silvestre baleia jubarte e da criação da reserva de desenvolvimento sustentável foz do rio doce acontecerão reuniões nos municípios de porto seguro caravelas são matheus e linhares aqui o encontro será no dia 17 de maio às 16:00 horas na sede do parque nacional marinho dos abrolhos localizado na praia do kitongo para saber mais visite http www.icmbio.gov.br campanha de apadrinhamento do instituto curupira de apoio e proteÇÃo animal de caravelas o instituto curupira abriga 80 cães e 200 gatos abandonados ou maltratados para que seja dado a esses animais melhores condições de vida está acontecendo uma campanha de apoio todo mundo pode contribuir você escolhe se prefere ajudar um cachorro ou um gatinho se a escolha for cÃo doar 1 saco de ração de 15 kg por mÊs se a escolha for gato doar 1 saco de ração de 8 kg por mÊs para saber mais entre em contato com gal cordeiro pelo telefone 73 8809-8537 todas as coisas da criação são filhos do pai e irmãos do homem deus quer que ajudemos aos animais se necessitam de ajuda toda criatura tem o mesmo direito a ser protegida são francisco de assis amigos do samburÁ amarina antunes antonio emidio camila cajueiro cida macário corina melgaço ceça de yayá dadá souza jose esperidião jorge magalhães jorge oliveira marcia dos santos mª de lourdes p inácio marilene fgueiredo vanessa santana É amigo do samburá quem acredita na força da comunicação de base comunitária obrigado a todos por nos ajudar a produzir e divulgar esse importante veículo de comunicação da comunidade de barra de caravelas o jornal comunitário o samburá surgiu entre um grupo de jovens da pequena comunidade de pescadores e pescadoras artesanais de barra de caravelas em 2009 e hoje tem distribuição gratuita mensal de 2.000 exemplares em toda região de caravelas para saber mais visite o blog http jornalcomunitarioosambura.blogspot.com ou entre em contato jornalosambura@gmail.com diagramaÇÃo robson falcão reportagem adriene coelho e edvaldo souza imagens girlândia rodrigues e arquivos do icmbio supervisÃo antônio emídio colaboradores nesta edição florinha coelho resex do cassurubá caravelasnews sttr de caravelas boletim técnico-científico do cepene v.16.

[close]

Comments

no comments yet