Manual de Saidas Profissionais de Direito e Criminologia

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

manual de saídas profissionais direito e criminologia gabinete de inserÇÃo na vida activa iuris fdup junior faculdade de direito da universidade do porto junho 2010

[close]

p. 2

manual de saÍdas profissionais direito e criminologia 2 gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 nota introdutória iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600 sempre tendo em conta que a procura e escolha do primeiro emprego é um dos maiores desafios com que se deparam os recém licenciados conscientes do desafio que é a transição ensino superior/vida activa e da multiplicidade de saídas profissionais que o nosso curso comporta explanam-se aqui algumas saídas profissionais das licenciaturas ministradas na faculdade de direito da universidade do porto surge neste contexto esta edição feita destinada aos alunos que concluirão a sua licenciatura ao abrigo do processo de bolonha e que pretende ser um guião não apenas das candidaturas e respectivos processos mas de toda uma ponderação e reflexão rasgando horizontes

[close]

p. 3

3 manual de saÍdas profissionais direito e criminologia Índice sobre a inserção no mercado de trabalho algumas dicas 4 gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 1 2 a carta de apresentação 4 curriculum vitae 9 parte i as saídas profissionais do direito 12 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 advocacia 13 carreira académica 16 conservadores e notários 17 consultoria fiscal 21 diplomacia 22 entidades reguladoras 24 instituições e organismos da união europeia 30 inspector criminal 33 julgados de paz 36 carreiras em organizações internacionais 37 mediadores de conflitos 39 magistratura 42 revisores oficiais de contas 49 solicitadoria 53 formação complementar ministrada pela fdup 55 parte ii as saídas profissionais da criminologia 56 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 forças policiais 57 sistema prisional 64 serviço de reinserção social 67 centros educativos para menores delinquentes 68 centros de protecção de crianças e jovens 68 centros de acolhimento e de assistência a vítimas 68 centros e projectos de prevenção e tratamento da toxicodependência 70 autarquias 75 projectos de investigação científica 78 ensino da criminologia 83 recursos da fdup para a integração na vida activa 86 iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600

[close]

p. 4

manual de saÍdas profissionais direito e criminologia 4 sobre a inserção no mercado de trabalho algumas dicas o acesso ao mercado de trabalho nos dias de hoje pauta-se por uma acérrima gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 competitividade e a exigência incontornável de competências transversais relacionadas com a comunicação trabalho em equipa gestão do tempo entre outras que devem ser potenciadas ao longo dos anos de frequência universitária no intuito de facilitar a entrada na vida activa as competências adquiridas ao longo dos anos de formação escolar e universitária bem como as adquiridas em contextos não formais actividades extra-curriculares experiências profissionais são demonstradas aos potenciais empregadores mediante a apresentação de um curriculum vitae e uma carta de apresentação apresentamos de seguida quanto a estes iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600 documentos algumas informações e sugestões 1 a carta de apresentação a carta de apresentação tem como objectivo apresentar os motivos de candidatura bem como suscitar o interesse da entidade empregadora sendo desta forma um elemento essencial á candidatura de emprego anexando-se ao curriculum vitae devendo por isso ser simples clara e pertinente a carta de apresentação deve ser dirigida a alguém em particular não havendo essa possibilidade poderá ser endereçada a um título ou ao departamento de recursos humanos nunca ocupe mais de uma página para escrever a carta de apresentação breve explicação do que oferece e quer sem esquecer que a carta de apresentação deve estar de acordo com o que a empresa procura use a carta de apresentação para convencer para persuadir o leitor que é o candidato mais adequado para a posição que está apto para aquelas funções use frases curtas concisas mas com um léxico rico não escreva mais de quatro ou cinco parágrafos evite expressões muito formais e factos a carta de apresentação é uma medida do que quer obter não use cópias de cartas de apresentação ou parágrafos previamente utilizados para outros processos de recrutamento escreva uma carta diferente para cada empregador.

[close]

p. 5

5 manual de saÍdas profissionais direito e criminologia escreva uma carta de apresentação orientada para a empresa seja flexível e esteja aberto a aprender e a trabalhar em equipa na carta de apresentação indique claramente o que lhe atrai no emprego a que se candidata e porque razão quer ali trabalhar não escreva uma carta demasiado longa e detalhada seja conciso objectivo e destaque as suas qualidades refira as áreas profissionais que mais lhe interessam ou nas quais se especializou gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 como escrever uma carta de apresentação parágrafo 1 apresentação e explicação dos objectivos da carta parágrafo 2 qual o porquê do interesse na empresa para a qual escreve o sector e a posição em particular parágrafo 3 qual o potencial contributo a oferecer à empresa referindo aptidões e capacidades que pode usar para executar com sucesso as funções da posição a que se candidata a ordem dos parágrafos 2 e 3 pode variar· parágrafo 4 convite à entrevista sendo criativo ao terminar a carta e evitando utilizar a expressão espero pelo seu contacto a despedida deverá ser cordial incluindo no final o nome completo e assinatura iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600

[close]

p. 6

manual de saÍdas profissionais direito e criminologia 6 exemplo 1 direcção pessoal exmo senhor director direcção do destinatário porto 5 de fevereiro de 2010 exmo senhor a director a gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 acabo de me licenciar em na faculdade de da universidade do porto no momento procuro um espaço de trabalho onde possa desenvolver e aprofundar a formação já iniciada no curso mencionado razão pela qual me candidato a uma possível vaga na instituição que v ex.ª dirige gostaria de poder prestar outras informações que penso serem relevantes para a minha iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600 candidatura subscrevo-me com a mais elevada consideração assinatura nome

[close]

p. 7

7 manual de saÍdas profissionais direito e criminologia exemplo 2 exmo senhor director direcção do destinatário direcção pessoal gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 porto 5 de fevereiro de 2010 gostaria de apresentar a minha candidatura ao lugar de que a vossa empresa anunciou no edição do dia de último junto incluo o meu curriculum vitae apresentando em pormenor a minha formação escolar bem como a experiência prática adquirida durante os estágios que efectuei apreciaria muito que me dispensasse alguns minutos do seu tempo para aprofundar melhor as razões da minha candidatura na esperança de que v exa irá atender o meu pedido queira aceitar os meus melhores cumprimentos assinatura nome iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600

[close]

p. 8

manual de saÍdas profissionais direito e criminologia 8 exemplo 3 nome morada completa gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 exmo sr director do departamento de recursos humanos morada completa porto 5 de fevereiro de 2010-02-10 em resposta ao vosso anúncio publicado no jornal no dia 1 de fevereiro de 2010 com a refª nº apresento a minha candidatura para a função de chamo-me e sou licenciada em pela faculdade de da universidade de saliento como experiência profissional um estágio na empresa e funções de exercidas durante dois anos na área de no que respeita á formação complementar participei nos seguintes cursos junto envio o curriculum vitae para vossa apreciação e encontro-me disponível para prestar esclarecimentos mais aprofundados acerca da minha experiência na expectativa de corresponder ao perfil pretendido agradeço desde já a atenção dispensada subscrevo-me reiterando os melhores cumprimentos nome assinatura iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600

[close]

p. 9

9 manual de saÍdas profissionais direito e criminologia 2 curriculum vitae o curriculum vitae cv constitui o cartão-de-visita perante os potenciais empregadores sendo deste modo a forma de candidatura mais frequente no curriculum vitae está presente o resumo dos dados pessoais as habilitações literárias as formações a experiência profissional bem como outras actividades desenvolvidas quando se procura emprego o currículo vitae é um documento essencial e desde modo a sua elaboração deve constituir uma preocupação para o candidato tendo em conta que na maioria dos casos é através do curriculum vitae que se estabelece o primeiro contacto com as entidades empregadoras este deve ser elaborado de forma a captar a sua atenção e possibilitar uma entrevista gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 o que deve conter um curriculum vitae dados pessoais identificação nome completo data de nascimento morada telemóvel e-mail nacionalidade estado civil formação académica/habilitações literárias habilitações literárias ­ nível máximo de escolaridade data de conclusão e media obtida se favorável outra formação por exemplo pós ­ graduação mesmo que ainda esteja a frequentar experiência profissional ­ tempo que permaneceu na função mês/ano nome da empresa ou organização designação da função actividades e responsabilidades inerentes à função estágios realizados iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600

[close]

p. 10

manual de saÍdas profissionais direito e criminologia 10 se nunca trabalhou trabalhos de verão estágios referências ­ nome da pessoa cargo contacto actualizado confirmar antes de as citar formação profissional e formação complementar designação do curso entidade promotora data de realização e carga horária conhecimento de línguas gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 conhecimentos de informática dados adicionais outras actividades referência à carta de condução interesses e actividades de tempos livres informações pessoais voluntariado iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600 ligação com associações clubes desportivos características do curriculum vitae o curriculum vitae deve ser escrito a computador evite os manuscritos utilize papel branco organize a informação de modo coerente destacando cada uma das secções adequadamente deixe espaços em branco entre cada secção pode utilizar marcas para o tornar mais destacado envie originais e não fotocopias É proibido apresentar manchas vincos ou dobras não deve ultrapassar as três páginas o curriculum vitae deve ser simples e elegante evite assim a sobrecarga não utilize mais de três tipos de letra não abuse do sublinhado do negrito e das maiúsculas um curriculum vitae mais original ou mais colorido deve ser utilizado para as funções relacionadas com design publicidade e marketing o curriculum vitae deve ser remetido com uma carta de apresentação não envie com o curriculum vitae outros documentos por exemplo diplomas certificados cartão de visita poderá mostra-los na entrevista utilize um vocabulário simples e claro;

[close]

p. 11

11 manual de saÍdas profissionais direito e criminologia utilize verbos de acção no sujeito indeterminado por exemplo alcançar realizar iniciar seja objectivo e sucinto motive a curiosidade para ser convidado para a entrevista onde poderá complementar a informação gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 escreva parágrafos curtos não cometa erros ortográficos ou gramaticais adeqúe o seu currículo vitae à empresa a que se candidata seja honesto e verídico não perca muito tempo a explicar as suas actividades extra profissionais utilize sempre a mesma forma para as datas para evitar confusões relativas às diversas experiências e à sua ordem cronológica não refira os motivos da sua saída de empregos anteriores aborde esta temática na entrevista relativamente a cada uma das suas experiências profissionais mencione a empresa a respectiva actividade as suas funções e as responsabilidades do seu cargo faça referência a factos precisos como por exemplo geri uma empresa de vinte pessoas aumentei as vendas em 10 sendo importante indicar os números e as percentagens indique resultados objectivos atingidos não se limite a evidenciar as suas funções do dia-a-dia é importante que saliente o que mudou para melhor desde que assumiu o cargo em questão não faça juízos de valor em relação a si e ou acerca dos seus anteriores empregadores inicie pelo seu actual emprego e retroceda por ordem cronológica não utilize siglas sem especificar o que significam por exemplo coloque entre parênteses deve incluir todos os aspectos que considera relevantes para demonstrar o seu perfil pessoal e as suas capacidades profissionais iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600

[close]

p. 12

gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600 parte i as saídas profissionais do direito manual de saÍdas profissionais direito e criminologia 12

[close]

p. 13

13 manual de saÍdas profissionais direito e criminologia 1 advocacia gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 advocacia é por excelência a área que os licenciados de direito tendem a seguir os advogados colaboram na administração da justiça competindo-lhes de forma exclusiva e com as excepções previstas na lei exercer o patrocínio das partes dar pareceres aconselhar e orientar no que diz respeito a litígios o exercício da advocacia exige que os licenciados em direito cujo plano de curso seja posterior ao decreto-lei nº 74/2000 que devem comprovar aquando da inscrição se inscrevam na ordem dos advogados necessitando realizar um estágio de 24 meses período no qual são designados advogados estagiários o estágio tem por objectivo ministrar ao advogado estagiário formação adequada ao exercício da actividade profissional de modo que a possa desempenhar de forma competente e responsável designadamente nas suas vertente técnica e deontológica estágio o estágio destina-se a habilitar e certificar publicamente que o candidato licenciado em direito obteve formação técnico-profissional e deontológica adequada ao início da actividade e cumpriu com os demais requisitos impostos pelo presente estatuto e regulamentos para a aquisição do título de advogado inscrição a inscrição dos advogados estagiários obedece às disposições do estatuto da ordem dos advogados e do regulamento de inscrição de advogados e advogados estagiários requisitos a inscrição denominada de preparatória para os licenciados que terminaram a sua licenciatura no regime pós-bolonha deverá ser antecedida pela realização de um exame de acesso ao estágio organizado pela cna a inscrição preparatória para a iniciação do curso de estágio é deliberada pelo conselho distrital e os requerimentos a apresentar pelos advogados estagiários deverão dar entrada até 15 dias antes do inicio do curso de estágio iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600

[close]

p. 14

manual de saÍdas profissionais direito e criminologia 14 o estágio é composto por duas fases a fase da formação inicial e a fase da formação complementar fase da formação inicial gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 a fase de formação inicial tem a duração mínima de 6 meses e destina-se a fornecer aos estagiários os conhecimentos técnico-profissionais e deontológicos fundamentais e a habilitálos para a prática de actos próprios de profissão de competência limitada e tutelada após aprovação nas respectivas provas de aferição daqueles conhecimentos nesta fase serão ministradas aulas de deontologia profissional e organização judiciária prática processual civil e prática processual penal iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600 no final da fase de formação inicial o advogado estagiário inscrito no curso de estágio será submetido à prova de aferição constituída por três testes destinada a avaliar a aquisição de conhecimentos sobre as matérias de deontologia profissional e organização judiciária prática processual civil e prática processual penal fase da formação complementar a fase de formação complementar tem a duração de 18 meses e visa o desenvolvimento e aprofundamento das exigências práticas da profissão intensificando o contacto pessoal do advogado estagiário com o funcionamento dos escritórios de advocacia dos tribunais das repartições e outros serviços relacionados com o exercício da actividade profissional assim como o aprofundamento dos conhecimentos técnicos e apuramento da consciência deontológica mediante a frequência de acções de formação temática e participação no regime do acesso ao direito e à justiça no quadro legal vigente constituem deveres específicos dos advogados estagiários na fase de formação complementar o cumprimento das seguintes obrigações a participar nos processos judiciais que lhe forem confiados no quadro legal e

[close]

p. 15

15 manual de saÍdas profissionais direito e criminologia regulamentar vigente e solicitar ao patrono apoio no patrocínio dos respectivos processos b participar no sistema de acesso ao direito e aos tribunais na modalidade prevista na alínea gabinete de inserção na vida activa da fdup |giva@direito.up.pt 222041670 e do n.º1 do artigo 18.º da portaria n.º 10/2008 de 3 de janeiro com a redacção que lhe foi introduzida pela portaria n.º 210/2008 de 29 de fevereiro quando para tal seja nomeado c a realização de 15 intervenções em procedimentos judiciais peças articuladas e a alegações de facto ou direito bem como os actos praticados em audiências presididas por magistrados no mesmo ou em vários processos independentemente de instância ou jurisdição seja em regime de mandato seja por substabelecimento no âmbito do sistema de acesso ao direito e aos tribunais comprovadas por meio idóneo preferencialmente sobre matérias diversificadas entre si d a apresentação de relatório final da sua autoria referente a todas as suas actividades de estágio exame final o exame final de avaliação e agregação é composto de uma prova escrita e de uma prova oral e corresponde à verificação da capacidade técnica e cientifica do advogado estagiário bem como da aferição da sua preparação deontológica para o exercício da actividade profissional de advocacia com inerente atribuição do título de advogado informação final terminado o estágio o estagiário passa a advogado tendo 15 dias para requerer a sua inscrição na ordem dos advogados ao fim dos 3 primeiros anos de inscrição o advogado terá de efectuar o pagamento de uma quota mensal fixada pelo conselho geral da ordem para mais desenvolvimentos consultar www.oa.pt iuris fdup júnior faculdade de direito da up 222041600

[close]

Comments

no comments yet