Edição Número 26

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

o samburá barra de caravelas-caravelas-ba tiragem 1.000 exemplares ano ii edição nº 26 maio/junho do ano de 2011 aroeira movimenta o mercado nacional e internacional stá terminando mais uma vez a época da colheita da aroeira e apesar desta frutinha ter muita importância no mercado nacional e internacional muita gente desconhece sua utilização só aqui na barra em 2009 foram coletados mais de 20 mil quilos a maioria vendida para a agro rosa empresa exportadora localizada em são mateus no espírito santo a colheita movimenta cerca de 100 mil reais todo ano só aqui na barra comunidade responsável pela comercialização de uma média de 20 mil quilos a agro rosa tem pontos de apoio para compra e armazenamento da aroeira em várias localidades como prado ponta de areia barra e também em outros estados como rio de janeiro e espírito santo o técnico da empresa jailson barbosa conta que a empresa exporta de 800 a mil toneladas de sementes de aroeira por ano principalmente para frança itália e estados unidos o quilo da aroeira é comprado por 2 reais dos fornecedores e depois de beneficiado chega a valer de 8 a 10 dólares no mercado internacional muito valorizada pelos estrangeiros aqui no brasil esta semente é pouco utilizada como pimenta Árvore nativa a aroeira tem muitos nomes como aroeira-vermelha aroeira-mansa aroeirinha aroeira-pimenteira e pimentarosa seu nome mais famoso uma curiosidade é que apesar de popularizada com o nome de pimenta pelos franceses a espécie não é uma pimenta mas da família da manga e do caju por isso as sementinhas não ardem têm somente o sabor que é muito próximo ao da pimenta-do-reino a coleta da aroeira é manual principalmente em áreas de restinga do litoral brasileiro na bahia que chega a fornecer 200 toneladas todos os anos mais de 90 da atividade é extrativista uma ótima fonte de renda para jovens e pessoas desempregadas que colhem o fruto e vendem para empresas que fazem o beneficiamento e a venda as melhores sementes mais vermelhas e redondas vão ser exportadas e utilizadas na culinária o que sobra fica no brasil para ser utilizada na fabricação de cosméticos e remédios a planta fornece ainda madeira boa para moirões e lenha e sua casca é usada na medicina popular do nordeste como cicatrizante anti-inflamatório e analgésico na conversa com os repórteres do samburá o técnico da empresa chamou a atenção para a questão dos atravessadores que vêm principalmente de alcobaça e prado e compram a aroeira fora da época pagam pouco e colocam no mercado um produto com baixa qualidade cadastrada no ibama a atividade exige que várias regras sejam seguidas para manter a sustentabilidade da produção como respeitar a alimentação dos pássaros e a brotação natural evitando arrancar pés inteiros ou fazer cortes que prejudiquem as plantas afinal o ano que vem tem mais e nos dias 26/27/28 de junho tríduo de são pedro na comunidade nossa senhora da conceição em barra de caravelas a missa em honra ao padroeiro dos pescadores será realizada no dia 29/06 participe da tradicional procissão marítima em ao padroeiro dos pecadores festa de são pedro

[close]

p. 2

o samburá aberta a temporada do camarão recebendo um conhecimento sobre o mar o vento o céu e disso a gente não tem como fugir a ação predatória nos ambientes marinhos e o aumento da quantidade de embarcações têm dificultado um pouco a vida desses homens do mar e é fácil ouvir depoimentos que contam que antes a oferta de peixes e mariscos era muito maior que hoje em dia há 30 anos era fácil tirar do mar o sustento da família hoje a dedicação tem que ser muito maior o camarão vem pequeno às vezes não compensa a saída diz rildo exatamente para evitar a escassez do camarão nos mares nordestinos é que foi criado o defeso do camarão que é a época quando fica proibida a sua captura este tempo é necessário para recuperar os estoques quando a temporada abre os pescadores encontram camarões grandes e podem melhorar a sua renda com a venda com a abertura da temporada do camarão no dia 15 de maio no entanto os pescadores da barra puderam constatar dois fatores preocupantes o primeiro foi o tamanho do camarão encontrado ainda muito pequeno dificultando assim sua comercialização o segundo foi o aumento da quantidade diária de camarão capturado que lotou depressa os estoques dos frigoríficos que pararam temporariamente de comprar o produto sem ter pra quem vender os pescadores foram obrigados a ficar no porto ficam algumas perguntas será que o período do defeso do camarão é suficiente para melhorar sua qualidade e quantidade ou está na hora dos especialistas e autoridades estudarem melhor este caso e propor novos mecanismos e políticas públicas para melhorar a vida do pescador e a conservação do meio ambiente texto de edvaldo e adriene a pesca de camarão sempre foi a principal fonte de renda na comunidade da barra o que leva centenas de pais de família a buscar através dessa atividade seu meio de subsistência tem pescador que tem barco próprio mas tem também aqueles que pescam no barco de outros quando o tempo está ruim permanecem em terra cuidando das embarcações ou da rede alguns ainda têm um pedaço de roça pra mandioca feijão coco da bahia além de todas as dificuldades encontradas no dia a dia a maioria desses homens gosta do que faz como confirma rildo chaves morador da barra e pescador desde os 10 anos de idade a pescaria faz parte da cultura do povo daqui vai passando de pai pra filho porque a gente vai rapidinhas resex do cassurubá definiu seu conselho deliberativo a criação da reserva extrativista do cassurubá em 2009 foi um fato histórico para toda a região do extremo sul da bahia em especial para os extrativistas que tiveram seu território garantido mais uma etapa deste processo aconteceu no dia 05/06 com a reunião final para definição da composição do seu conselho deliberativo mesmo com o forte vento sul estiveram presentes cerca de 200 pessoas no evento que foi realizado no porto da tapera local no interior da resex tradicionalmente utilizado beneficiários e outros moradores da região página 2 filarmônica lira imaculada conceição recebe apoio depois de algum tempo sem receber atenção dos governos municipal e estadual a filarmônica lira imaculada conceição voltou a receber a merecida atenção nos últimos meses através de parceira com o governo estadual a flic recebeu a doação de uniformes para a banda e instrumentos novos como tuba trompete saxofone e trombone o maestro sr manoel também foi prestigiado através de um convênio assinado com a prefeitura municipal para pagamento de seus serviços o que deixou todos aliviados pois esta era uma solicitação antiga da comunidade o samburá noticias completas no blog jornalcomunitarioosambura.blogspot.com mais um passo para cultura em caravelas em maio de 2011 aconteceu o fórum de cultura de caravelas a idéia de se fazer o fórum era abrir discussões sobre o trato de diversas áreas da cultura e formar o conselho municipal de cultura 4º festival anual da canção estudantil laércio freitas de oliveira que cursa o 2º ano do ensino médio no colégio polivalente de caravelas ficou com o primeiro lugar da primeira fase do face.

[close]

p. 3

o samburá casal de jardineiro chegam a tirar um salário mínimo por mês isso quando encontram bastante serviço o meu maior sonho é ter um trabalho com carteira assinada com salário fixo em minha carteira disse nelito dias além de exercer a função de jardineira noelia é cabeleireira profissional especializada em cabelos­ afros profissão que trouxe de salvador-ba a sua terra natal noelia como muitas mo rado ras da barra é uma mulher guerreira que luta sem medir esforços para ajudar sua família perguntamos a noelia se ela se envergonha em exercer essa função a resposta foi eu não me prostituo não me envolvo com drogas às vezes somos humilhados mais tenho que ajudar meu marido a ganhar o pão de cada dia apesar de tudo amo o que faço falou ela uma historia bonita onde duas pessoas vivem com dignidade os desafios de sua profissão mas o que ficou marcado é a união desse casal que apesar dos altos e baixos mostram amar o que fazem e vivem felizes e honestamente por edvaldo souza igreja realiza feijoada dos namorados a economia brasileira passou por uma série de transformações principalmente no que diz respeito ao mercado de trabalho hoje muitas pessoas podem contar com uma melhor qualidade de vida por ter o seu trabalho de carteira assinada paralelo a isso cresce também o mercado de trabalho informal em todo o país na barra têm muitos profissionais que desenvolvem suas atividades informais hoje em especial vamos falar do casal que sobrevive fazendo limpeza em quintais chácaras lotes e sítios nelito dias barbosa e noelia mangano barreto a onze anos exercendo a função de jardineiros com carga horária de 10 a12 h diária de trabalho eles cobram 25 reais por dia para limpeza de um quintal o conselho pastoral comunitário da igreja nossa senhora imaculada conceição da comunidade da barra promoveu no dia 12/06/11 uma feijoada para comemorar o dia dos namorados o objetivo era arrecadar fundos para a obra de reforma da igreja o evento contou com a presença de um grande número de pessoas na maioria casais que curtiram o repertório todo especial de denison borges houve ainda sorteio de brindes premiando o casal mais romântico a coordenadora da pastoral do dízimo da comunidade e supervisora das cozinheiras maria de lourdes inácio contou que foi preparado feijoada para mais de duzentas pessoas a satisfação foi muito grande em participar contribuindo com meus serviços em prol da igreja a minha maior alegria é saber que as pessoas gostaram da feijoada e da festa que preparamos disse mais detalhes do evento no blog jornalcomunitarioosambura.blogspot.com 6 º encontro das marisqueiras no dia 05/06 aconteceu na sede da colônia z-25 no distrito de ponta de areia o 6º encontro das marisqueiras de caravelas como só é permitido à presença das mulheres pescadoras e marisqueiras o dia foi totalmente delas que puderam discutir tanto assuntos pessoais como os relacionados à profissão aproveitando o dia do meio ambiente a secretária da colônia z-25 e idealizadora desse encontro dilce fernandes falou sobre a questão da necessária conscientização e atenção para com o meio ambiente de onde os pescadores e pescadoras artesanais e marisqueiras retiram deu sustento foram discutidos outros temas como a questão do desvio de função das pescadoras podendo perder totalmente seus direitos como também invalidar suas carteiras foi pedido ainda que as mulheres incentivem seus maridos a participar de eventos como eventos religiosos trezenas novenas e festa de s pedro enfeitando seus barcos para a saída da procissão marítima foi apresentada a prestação de contas do dinheiro dos pescadores arrecadado no defeso do mês de maio e o dinheiro doado pelas marisqueiras para a realização do evento essa prestação de contas está disponível no mural na sede da colônia z-25 houve sorteios e distribuição de lembrancinhas gostaria de agradecer a todas as marisqueiras sem elas a realização do evento não teria acontecido aos comerciantes da barra ponta de arreia e caravelas à nona que tem sido a extensão do meu braço na barra à téia que é outra extensão do meu braço em caravelas às meninas que estão sempre aqui comigo dinha e rosinha à empresa myrá e júlio ex-presidente da colônia que sempre nos apoia disse a secretária o samburá página 3

[close]

p. 4

aniversÁrio de 2 anos do jornal o samburÁ foi um sucesso simplicidade na verdade é a marca deste jornal já começa pelo o nome samburá pensado estrategicamente para retratar seu povo e sua cultura orgulhe-se você é a cara principal de esse jornal essa é a homenagem do jornal o samburá a todos que recebem este veiculo de informação esse é um mês especial para toda a equipe que compõe este modesto jornal afinal quando iniciamos nossas atividades estávamos entrando em um mar totalmente desconhecido e não sabíamos o que poderíamos encontrar mesmo assim enfrentamos as adversidades com muita determinação acreditamos que o que mais contribuiu para o nosso avanço foi sem dúvida a humildade partimos do principio de que quem não sabe aprende e com muita sede procuramos a fonte e questionamos a todos que poderiam também vir a somar com os seus conhecimentos claro é preciso dizer que o aprendizado continua não somente com os magistrados mas principalmente com você leitor amigo com você que pega pela primeira vez essa edição e também com você critico de plantão que nos ensina apontando os nossos erros como diria o filosofo se alguém não apontar os meus erros sempre vou achar que estou acertando assim com altos e baixos estamos completando mais um ano de existência estamos felizes sim por saber que por traz deste modesto jornal tem pessoas simples porém verdadeiras que acreditam no potencial do homem e quando provocado ele mostra sua capacidade de superação no dia 10 de junho então comemoramos o segundo ano do jornal o samburá junto com a comunidade numa festa bonita na praça da igreja de nossa senhora imaculada conceição a praça foi ornamentada com cartazes da exposição mar em verso cedidos pela secretaria de biodiversidade e florestas do ministério do meio ambiente foi apresentado à comunidade o recém lançado filme itajara e a fantasma do farol produzido pela tv abra os olhos também foram exibidos os filmes não mangue de mim e o vídeo produzido especialmente para o aniversário do nosso jornal onde mostramos um pouco da nossa história e os depoimentos da comunidade É claro que a festa foi muito bonita teve até bolo quentão mas o que os presentes mais gostaram foi mesmo o sorteio de brindes como livros mapas jogos educativos dvds camisas e bonés resultado do apoio de diversos parceiros como o parque nacional marinho dos abrolhos a secretaria municipal de turismo e esportes a ong conservação internacional o instituto baleia jubarte a fundação professor benedito ralile a ong greenpeace a associação de pescadores de rede de arrasto boeira fundo de arraieira de caravelas apesca a tv abra os olhos o movimento arte manha o cineclube caravelas o avenida filmes e a empresa agrorosa edvaldo souza robson falcão girlândia rodrigues arquivos icmbio supervisão adriene coelho antônio emídio edvaldo souza e robson falcão amarina antunes antonio emidio brunel cyd camila cajueiro cida macário corina melgaço ceça de yayá dadá souza honorina ribeiro jadson ruas jose esperidião jorge magalhães jorge oliveira marcia dos santos freitas mª de lourdes p inácio marina portela vanessa santana diagramação robson falcão reportagem adriene coelho edvaldo souza e robson falcão fotos colégio polivalente colônia de pescadores z-25 volney lírio

[close]

Comments

no comments yet