Indico N54

 

Embed or link this publication

Description

Indico N54

Popular Pages


p. 1

RECOLHA PASSENGER PICK UP CANHÚ O sumo que evoca rituais e mitos The juice that evokes rituals and myths OUTRAS PARAGENS OTHER STOPS NÁPOLES No mar de fogo e de água NAPLES In the sea of fire and water ALTITUDE ALTITUDE CARLOS PARADONA “O mundo tem de conhecer a nossa literatura” “The world has to know our literature” REVISTA DE BORDO DA LAM LAM’S INFLIGHT MAGAZINE ESTE EXEMPLAR É SEU YOUR FREE COPY . MAR ABR MAR APR . SÉRIE IV . Nº 54 . 2019

[close]

p. 2



[close]

p. 3

06 HORIZONTES HORIZONS 08 PREMIUM PREMIUM marracuene Berço de ícones e epopeias Birthplace of icons and epic stories 14 EVASÃO ESCAPE meliã maputo sky Dormir, comer e… viver Sleep, eat and... live 20 OUTRAS PARAGENS OTHER STOPS nápoles No mar de fogo e de água naples In the sea of fire and water 26 GASTRONOMIA GASTRONOMY 42 CULTURA CULTURE 54 PRIMEIRA FILA FIRST ROW Um negócio que nasce de um problema A business born out of a problem 08 54 ÍNDICE CONTENTS 58 TERRA LAND makobo Um projecto de transformação A transformation project 62 CLASSES CLASSES Nunca é tarde para aprender It’s never too late to learn 66 GPS GPS agitimo Manter a (verdadeira) História viva Keep the (true) story alive 68 ROLAR TAXIING loja celo Um espaço artístico global A global artistic space 72 LOUNGE LOUNGE mia couto convida… Álvaro Fausto Taruma mia couto invites... Álvaro Fausto Taruma 75 68 MUNDO LAM LAM’S WORLD RECOLHA PASSENGER PICK UP CANHÚ O sumo que evoca rituais e mitos The juice that evokes rituals and myths OUTRAS PARAGENS OTHER STOPS NÁPOLES No mar de fogo e de água NAPLES In the sea of fire and water ALTITUDE ALTITUDE CARLOS PARADONA “O mundo tem de conhecer a nossa literatura” “The world has to know our literature” REVISTA DE BORDO DA LAM LAM’S INFLIGHT MAGAZINE ESTE EXEMPLAR É SEU YOUR FREE COPY . MAR ABR MAR APR . SÉRIE IV . Nº 54 . 2019 CAPA [[COVER augusto santa maria PROPRIEDADE [[PUBLISHER LAM - Linhas Aéreas de Moçambique SA; www.lam.co.mz; www.facebook.com/VOELAMM; Call Center: +258 21 468 800 Série [[Series IV, nº 54 DIRECTOR GERAL DA LAM [[ LAM’S MANAGING DIRECTOR João Carlos Pó Jorge EDITOR EXECUTIVO [[EXECUTIVE EDITOR Frederico Jamisse COLABORADORES [[CONTRIBUTORS Ana Filipa Amaro; Adelino Timóteo; Amâncio Miguel; Alda Costa; Cristina Freire; Custódio Mugabe; Francisco Manjate; Francisco Noa; Gil Filipe; Guilherme Mussane; José Machicane; Jorge Ferrão; Kaysa Johnsson; Laurindos Macuácua; Luís Loforte; Madyo Couto; Mia Couto; Magda Arvelos; Paola Rolletta; Pedro Cativelos; Rui Trindade; Sangare Okapi; Sónia Sultuane; Susana Gonçalves e Ungulani Ba Ka Khosa FOTÓGRAFOS [[PHOTOGRAPHERS Alexandre Marques; Acamo Maquinasse; Benoit Marquet; Chico Carneiro; Dudu Mogne; Filipe Branquinho; Jay Garrido; João Costa (Funcho); Koos van der Lende; Mauro Pinto; Madyo Couto; Mário Macilau; Mauro Vombe; Ouri Pota; Pedro Sá da Bandeira; Piotr Naskrecki; Ricardo Franco; Ricardo Pinto Jorge; Ricardo Rangel; Tito Calado; Tomás Cumbana; Vasco Célio e Yassmin Forte TRADUÇÃO [[TRANSLATION David Miranda, Pangeia - Serviços de Tradução DESIGN Executive Moçambique PRODUÇÃO GRÁFICA [[GRAPHIC PRODUCTION Iona - Comunicação e Marketing, Lda (Grupo Executive) PUBLICIDADE [[ ADVERTISING Departamento Comercial [[ Commercial Department Ana Antunes (Moçambique Mozambique) ana.antunes@executive-mozambique.com; iona@iona.pt/contacto@iona.pt (Portugal) ADMINISTRAÇÃO, REDACÇÃO E PUBLICIDADE [[ADMINISTRATION, EDITION AND ADVERTISING Executive Moçambique; Avenida Salvador Allende, nº 1039 - Bairro Polana Cimento, Maputo – Moçambique; Telm.: +258 84 311 9150; geral@executive-mozambique.com DELEGAÇÃO EM LISBOA [[LISBON OFFICE Rua Poeta Bocage, nº 2 - 1º Escritório D, 1600-233 Lisboa; Tel.: +351 213 813 566; iona@iona. pt IMPRESSÃO E ACABAMENTO [[PRINTING AND FINISHING MINERVA PRINT - MAPUTO - MOÇAMBIQUE Maputo - Mozambique TIRAGEM [[PRINT RUN: 15.000 exemplares 15.000 copies NÚMERO DE REGISTO [[REGISTRATION NUMBER: 08/GABINFO-DEC/2006 3

[close]

p. 4

ÍNDICO MAR. ABR MAR. APR

[close]

p. 5

EDITORIAL EDITORIAL Estimada(o) Passageira(o), Dear Passenger, A sua presença a bordo enche-nos de orgulho e entusiasmo. Agradecemos imenso a sua presença; sabe tão bem. Estamos a estabelecer um padrão de serviços para proporcionar a sua satisfação. Iniciámos um programa de inclusão para garantirmos a acessibilidade dos nossos passageiros com limitações de mobilidade. Estenderemos o programa para as colaboradoras e colaboradores da empresa. Fazemo-lo para ter o privilégio de conviver com todos. Neste contexto, vamos trazer a Maputo Eddie Ndopu, um jovem sul-africano, uma fonte de inspiração e encorajamento. A próxima edição da Índico dará detalhes do evento. A pontualidade é o foco do nosso dia-a-dia. Com níveis próximos dos 90%, ficamos satisfeitos pelos comentários encorajadores que recebemos. Alguns comentários têm recaído sobre o tema “refeições a bordo” e, por isso, iniciámos um processo de concepção de novos menus, onde a gastronomia e os ingredientes moçambicanos serão incluídos. Até o sumo é cá da terra. Aqui, também no espírito de inclusão, não vamos esquecer a opção vegetariana. Brevemente, daremos a possibilidade de, no seu telemóvel ou tablet, aceder a um bouquet de programas, vídeos e jornais, em cruzeiro. Fazemo-lo para dar ao passageiro o melhor conforto e entretenimento. Para servir melhor os destinos no centro e norte, expandimos a rede de vôos oferecendo mais ligações interprovinciais e regionais directas. Oferecemos também tarifas acessíveis dentro da rede da Turkish Airline, a companhia com mais destinos do mundo. Com isto, e comprometidos em continuar a ouvir e a trabalhar para melhorar continuamente, esperamos vê-la(o)s brevemente a bordo. Your presence on board fills us with pride and excitement. Thank you very much for your presence. It’s wonderful. We are setting up a standard of services to aid your satisfaction. We have started an inclusion program to ensure accessibility to our passengers with limited mobility. We will extend the program to the company’s collaborators and employees. We do it to have the privilege of welcoming everyone. In this context, we will bring to Maputo Eddie Ndopu, a young South African, a source of inspiration and encouragement. Índico’s next edition will present details of the event. Punctuality is the focus of our day-to-day life. With levels close to 90%, we are pleased with the encouraging comments we have been receiving. Some comments have been made on the subject of “meals on board”, and so we have started a process of designing new menus, where Mozambican cuisine and ingredients will be included. Even the juice is local. Here, also in the spirit of inclusion, let’s not forget the vegetarian option. Soon, you’ll be able to access a set of programs, videos and newspapers on your phone or tablet. We do this to give the passenger the best comfort and entertainment possible. To better serve destinations in the center and north, we expanded the flight network by offering more direct interprovincial and regional connections. We also offer affordable rates within the Turkish Airline network, the company with more destinations in the world. With this, and committed to continue listening and working to always improve, we hope to see you on board soon. Uma excelente viagem e boa estadia. An excellent trip and a good stay. 5 EDITORIAL EDITORIAL JOÃO CARLOS PÓ JORGE DIRECTOR GERAL DA LAM LAM’S MANAGING DIRECTOR

[close]

p. 6

ÍNDICO MAR. ABR MAR. APR ANO EDUARDO MONDLANE YEAR OF EDUARDO MONDLANE O ano 2019 foi decretado pelo presidente da República, Filipe Nyusi, como o “Ano Eduardo Mondlane”. Eduardo Chivambo Mondlane, nascido a 20 de Junho de 1920, em Manjacaze, na província de Gaza, foi o fundador e primeiro presidente do partido Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique). Impulsionador da Unidade Nacional, foi assassinado com uma carta bomba no seu escritório em Dar Es Salaam, na Tanzânia, no dia 3 de Fevereiro de 1969. Passam agora 50 anos da sua morte e para celebrar essa data estão programadas várias actividades ao longo do ano, como palestras, seminários e festivais, com destaque para as visitas a lugares históricos, como o Museu Aberto Nwadjahane, a cerca de 60 quilómetros de Xai-Xai, onde está preservada a história da vida e obra de Eduardo Mondlane, o Arquitecto da Unidade Nacional, como ficou conhecido. The year 2019 was decreed by the President of the Republic, Filipe Nyusi, as the “Year of Eduardo Mondlane”. Eduardo Chivambo Mondlane, born on 20 June 1920 in Manjacaze, Gaza Province, was the founder and first president of the Frelimo (Liberation Front of Mozambique) party. Promoter of National Unity, he was assassinated with a letter bomb in his office in Dar Es Salaam, Tanzania, on 3 February, 1969. It is now 50 years since his death and to celebrate this date, several activities are planned throughout the year, such as lectures, seminars and festivals, with special emphasis on visits to historical sites such as the Nwadjahane Open Museum, about 60 kilometers from Xai-Xai, where the history of the life and work of Eduardo Mondlane, the Architect of National Unity, as he’s known, is preserved. DIA DO CD CD DAY Jovens apreciadores de música criaram, em Maputo, no Beer Garden, uma iniciativa chamada “Dia do CD”. A ideia consiste na venda, aos domingos, de discos originais de vários músicos moçambicanos, africanos, europeus, asiáticos, entre outros. Cada Domingo é dedicado a um músico, que está presente no local a dar autógrafos aos que compram o seu disco. Young lovers of music established in Maputo, in the Beer Garden, an initiative entitled “CD Day”. The idea consists in the sale, on Sundays, of original discs by several Mozambican, African, European and Asian musicians, among others. Each Sunday is dedicated to a musician, who is present at the venue giving autographs to those who buy his or her album. CLUBE DO LIVRO BOOK CLUB O professor e crítico literário Nataniel Ngomane, em conjunto com um grupo de jovens, criou recentemente um clube do livro em Maputo. A ideia consiste em juntar crianças, jovens e adultos, uma vez por semana, em espaços abertos, para lerem juntos os mais diversos livros. Além da leitura, os participantes do clube do livro podem trocar obras e partilhar experiências. O clube do livro já tem cerca de 30 membros e colabora com dois clubes idênticos no Brasil. Professor and literary critic Nataniel Ngomane, together with a group of young people, recently established a book club in Maputo. The idea is to gather children, young people and adults once a week, in open venues, to read books together. In addition to reading, book club participants can exchange works and share experiences. The book club already has about 30 members and collaborates with two identical clubs in Brazil. DANÇA XIGUBO AJUDA A PRESERVAR O AMBIENTE XIGUBO DANCE HELPS PRESERVE THE ENVIRONMENT O grupo Chiguto, do distrito de Matutuine, composto por mais de 25 jovens, está a sensibilizar as populações circunvizinhas da Reserva Especial de Maputo para a necessidade de se preservar o meio ambiente e evitar a caça furtiva. Para tal, escolheram a coreografia da dança Xigubo – uma dança de guerreiros na qual estes pretendem mostrar a sua força física e os valores da sociedade e que é dançada sobretudo no sul de Moçambique – como forma de passar essa mensagem ambiental. The Chiguto group, from the Matutuine district, made up of more than 25 young people, is raising the awareness of the surrounding populations of the Maputo Special Reserve regarding the need to preserve the environment and prevent poaching. For that, they chose the choreography of the Xigubo dance - a warrior dance in which they intend to show their physical strength and societal values, which is performed mainly in southern Mozambique - as a way of conveying this environmental message. 6

[close]

p. 7



[close]

p. 8

ÍNDICO MAR. ABR MAR. APR MARRACUENE BERÇO DE ÍCONES E EPOPEIAS BIRTHPLACE OF ICONS AND EPIC STORIES TEXTO TEXT: JOSÉ MACHICANE FOTO PHOTO: JAY GARRIDO 8 Quando se fala de Marracuene, o último distrito à entrada da capital moçambicana pela Estrada Nacional Número 1, a principal do país, saltam à tona grandes ícones e acontecimentos deste território africano. Ali nasceu o maior pintor que Moçambique alguma vez produziu, o grande Malangatana. Em Matalane, localidade natal do símbolo das ar- When it comes to Marracuene, the last district at the entrance of the Mozambican capital, along National Road 1, the country’s main road, great icons and events of this African territory emerge. It was there that was born the greatest painter that Mozambique

[close]

p. 9

PREMIUM PREMIUM tes plásticas nacionais, a sensivelmente 16 quilómetros do centro da capital, a sua casa é uma espécie de museu, e está também erguido o Centro Cultural de Matalane, onde pode ser vista parte da sua produção artística sob várias técnicas. Marracuene é igualmente berço de Dilon Ndjindji (91 anos), o mais representativo cantor ainda vivo da Marrabenta, a emblemática dança do sul do país. É ele próprio que mantém a faúlha da saudável e polémica reivindicação de ser o “fundador” do inebriante ritmo – a Marrabenta. A enorme contribuição que deu no engrandecimento daquela dança torna a sua casa numa paragem obrigatória para autênticas prelecções sobre “o movimento Marrabenta”, bem na berma da Estrada Nacional Número 1, meio quilómetro após o cruzamento que vai dar à vila-sede de Marracuene. Nesta localidade nasceram igualmente os artistas plásticos Mankeu, Umbelino , Shikani e o dramaturgo e primeiro escritor negro de obra teatral moçambicana, Lindo Hlongo. ever produced, the great Malangatana. In Matalane, hometown of the national plastic arts symbol, approximately 16 kilometers from the center of the capital, his house is a kind of museum, and there is also the Cultural Center of Matalane, where part of his artistic production, using several techniques, can be seen. Marracuene is also the birthplace of Dilon Ndjindji, 91, the most representative living marrabenta singer, the emblematic dance of southern Mozambique. It is he himself who maintains the flurry of the healthy and controversial claim to be the “founder” of the heady rhythm - the marrabenta. The enormous contribution he gave to the promotion of that dance makes his home a must for authentic lectures on “the marrabenta movement”, right by National Road 1, half a kilometer after the crossing that leads to the village of Marracuene. In this locality were also born the plastic artists Mankeu, Umbelino and Pais Shikani or the first black Mozambican playwright, Lindo Hlongo. 9 1 As árvores emprestam uma paisagem natural a Marracuene. The trees lend a natural environment to Marracuene. 2 As muitas praias virgens e de águas limpas faz de Marracuene um destino turístico de excelência. The many pristine, clear-watered beaches have turned Marracuene into a toplevel tourist destination.

[close]

p. 10

ÍNDICO MAR. ABR MAR. APR 1 Antes de se chegar à praia, a paisagem oferecida pelo sinuoso trajecto é ele próprio arrebatador. Pequenas florestas de árvores nativas a flanquear o caminho são um regalo para a vista. Before reaching the beach, the landscape offered by the winding path is in itself breathtaking. Small forests of native trees flanking the path are a treat for the eyes. AS FESTAS DE FEVEREIRO Todos os anos, no dia 2 de Fevereiro, Marracuene acolhe um dos mais significativos festivais de evocação da resistência épica dos moçambicanos contra a dominação europeia, o secular “Gwaza Muthini”, cujo palco é precisamente a vila-sede do distrito. O viço épico de Marracuene está também na emblemática igreja Metodista, que instalou no seu templo, em Ricatla, a cerca de 15 quilómetros de Maputo, um centro educativo que forjou a consciência nacionalista de muitos dos alunos que por ali passaram. A cerimónia solene do início do consumo do canhú, a bebida tradicional mais conhecida do sul de Moçambique, acontece também em Marracuene que, em Fevereiro, conhece autênticas romarias de gente que se quer deliciar com o sumo do canhoeiro. Mais perto da costa, e a sul do rio Incomáti, depois de um percurso que tem de ser necessariamente feito de carro, devido ao solo abundantemente arenoso, está a praia da Macaneta, uma das mais virgens de Moçambique. Localizada a 40 quilómetros de Maputo, agora chega-se ao local atravessando uma ponte, recentemente construída, com cerca de 1 quilómetro, que veio acabar com o tormento da travessia por batelão. Foi precisamente o facto de o atravessamento ter de ser feito em circunstâncias relativamente adversas que as praias de Macaneta mantiveram a THE FEBRUARY FESTIVALS Every year, on 2 February, Marracuene hosts one of the most significant festivals of evocation of the epic resistance of Mozambicans against European domination, the secular Gwaza Muthini, whose stage is precisely the district’s capital. Marracuene’s epic curriculum also includes the emblematic Methodist church, which established in his temple in Ricatla, about 15 kilometers from Maputo, an educational center that forged the nationalist consciousness of many of the students who passed through it. The solemn ceremony of the beginning of the consumption of canhú, the best known traditional drink of southern Mozambique, also happens in Marracuene, which in February witnesses authentic pilgrimages of people who want to delight in the juice of the marula fruit. Closer to shore, and south of the Komati river, after a stretch that must necessarily be made by car due to the abundantly sandy soil, is Macaneta Beach, one of the most pristine beaches in Mozambique. Located 40 kilometers from Maputo, one can now reach the location by crossing a newly built bridge, about 1 kilometer long, which ended the torment of the barge crossing. It was precisely the fact that the crossing had to be made in relatively adverse circumstances that led the beaches of Macaneta to maintain the 10

[close]

p. 11

limpidez das suas águas, tal como a natureza as legou. Antes de se chegar à praia, a paisagem oferecida pelo sinuoso trajecto é ele próprio arrebatador. Pequenas florestas de árvores nativas a flanquear o caminho são um regalo para a vista. Predominam as massaleiras e as sycad trees, uma espécie de palmeiras de pequeno tamanho que nascem fechadas e vão-se abrindo em forma de feixe à medida que crescem. O FUTURO INDUSTRIAL O troço de Marracuene ao longo da Estrada Nacional Número 1, a rodovia que liga as três regiões de Moçambique, é uma viagem sobre a história do tecido industrial de Moçambique. Nesse trajecto, foram erguidos, ainda no tempo colonial, importantes empreendimentos do limpidity of its waters, as nature had bequeathed them. Before reaching the beach, the landscape offered by the winding path is in itself breathtaking. Small forests of native trees flanking the path are a treat for the eyes. The landscape is dominated by spiny orange and cycad trees, a species of small palm trees that are born closed and open as they grow. THE INDUSTRIAL FUTURE The section of Marracuene along National Road 1, the road linking the three regions of Mozambique, is a journey on the history of the industrial fabric of Mozambique. On this route, important projects of the country’s industrial park were erected, still in colonial time, that were among the largest in Africa. These are units that may justify a PREMIUM PREMIUM

[close]

p. 12

ÍNDICO MAR. ABR MAR. APR 2 O troço de Marracuene ao longo da Estrada Nacional Número 1, a rodovia que liga as três regiões de Moçambique, é uma viagem sobre a história do tecido industrial de Moçambique. The section of Marracuene along National Road 1, the road linking the three regions of Mozambique, is a journey on the history of the industrial fabric of Mozambique. parque industrial do país, que chegaram a estar entre os maiores de África. São unidades que podem justificar uma visita para uma compreensão sobre o gigante industrial que Moçambique já foi. Da vila-sede de Marracuene, através da mesma estrada, chega-se aos canaviais da Maragra e de Incomáti, que estão entre os maiores da África Austral. São uma deliciosa escala para quem quer conhecer um dos mais importantes motores da economia de Moçambique: a indústria açucareira. Atrás da água do rio Incomáti, que domina os vales de Marracuene, e do açúcar das duas fábricas da região, acaba de se instalar no distrito a multinacional cervejeira Heineken, que vai produzir ali as suas famosas marcas internacionais. A gigante moçambicana do ramo, Cervejas de Moçambique – CDM, também seguiu o mesmo caminho e está a erguer uma nova fábrica na mesma zona. Um cenário que poderá definir o futuro de Marracuene e do país. visit to understand the industrial giant that Mozambique once was. From the village of Marracuene, through the same road, one arrives at the sugarcane plantations of Maragra and Incomati, which are among the largest in Southern Africa. They are a delicious stopover for those who want to know one of the most important engines of Mozambique’s economy: the sugar industry. Behind the waters of the Komati river, which dominates the valleys of Marracuene, and the sugar of the two factories of the region, the multinational brewery Heineken has just settled in the district, which will produce there its famous international brands. The Mozambican giant of the sector, Cervejas de Moçambique - CDM, also followed the same path and is erecting a new factory in the same area. A scenario that could define the future of Marracuene and the country. 12 ▶ COMO IR HOW TO GO Há muitas opções de transporte público entre a capital moçambicana e o distrito de Marracuene. No entanto, da vila até à praia da Macaneta é aconselhável ir de carro. There are many public transportation options between the Mozambican capital and the district of Marracuene. However, from the village to Macaneta beach it is advisable to go by car. ▶ ONDE COMER WHERE TO EAT Há restaurantes que são referência na confecção de pratos típicos da gastronomia moçambicana, assim como de produtos do mar. São os casos do Cycad Beach Lodge, do Lugar do Mar, do Pole Hotel ou do Restaurante Macaneta. There are restaurants which are a reference in the cooking of typical Mozambican dishes, as well as seafood. Some examples are the Cycad Beach Lodge, the Lugar do Mar, the Pole Hotel or the Macaneta Restaurant. ▶ ONDE DORMIR WHERE TO SLEEP A zona da praia de Macaneta tem inúmeras opções: o Cycad Beach Lodge; o Marracuene Lodge; o Lugar do Mar; ou o Lodge Quinta do Lourenço. Mas também pode optar pelo Pole Hotel, localizado junto à estrada. Macaneta’s beach area has numerous options: the Cycad Beach Lodge; the Marracuene Lodge; the Lugar do Mar; or the Quinta do Lourenço Lodge. But you can also opt for the Pole Hotel, located by the road. ▶ O QUE FAZER WHAT TO DO A pequena floresta que ladeia o trajecto que vai dar à praia de Macaneta é propícia para camping. A praia favorece a prática de diversos desportos aquáticos, como surf e pesca desportiva. Não deixe de visitar o Centro Cultural de Matalane, do famoso artista plástico Malangatana. The small forest that lines the path that leads to Macaneta beach is suitable for camping. The beach promotes several water sports such as surfing and sport fishing. Be sure to visit the Cultural Center of Matalane, from the famous artist Malangatana.

[close]

p. 13



[close]

p. 14

TEXTO TEXT: FREDERICO JAMISSE FOTO PHOTO: CEDIDAS PELO HOTEL COURTESY OF THE HOTEL E AND JAY GARRIDO MELIÃ MAPUTO SKY DORMIR, COMER E… VIVER SLEEP, EAT AND... LIVE A baixa da cidade de Maputo mudou de figurino. Já não é a mesma. E os responsáveis por essa transformação são as novas, modernas e imponentes construções. Edifícios que despertam a atenção de qualquer um que por ali passe. Entre estes novos espaços que desenham agora a baixa da cidade está o Hotel Meliã Maputo Sky que se distingue de outros por se encontrar em pleno centro financeiro e empresarial de Maputo, combinando perfeitamente o design com a funcionalidade, e por ter sido pensado para acolher e servir quem chega em negócios ou quem esteja na cidade a passeio. Composto por 172 quartos, o Meliã Maputo Sky oferece uma vista exclusiva sobre a Baía, encantando e correspondendo às expectativas dos visitantes. Dos quartos, 164 pertencem às categorias Meliã, Classic, Deluxe e Premium, distribuídos pelos 15 andares do edifício. Sete são Suites Junior, com vista privilegiada para a Baía ou uma desafogada vista para a cidade, e no 15º piso encontra-se a confortável e espaçosa Suite Presidencial, com uma magnífica paisagem também para a Baía de Maputo. The downtown of Maputo has changed its appearance. It isn’t the same anymore. And the ones responsible for this transformation are the new, modern and imposing buildings. Buildings that attract the attention of anyone who passes by. Among these new spaces that now define downtown is the Meliã Maputo Sky Hotel, which distinguishes itself from others by being in the heart of Maputo’s business and financial center, perfectly combining design with functionality and being thought to welcome and to serve those who arrive for business or tourism. Consisting of 172 rooms, the Meliã Maputo Sky offers an exclusive view over the Bay, delighting and meeting the expectations of visitors. Regarding the rooms, 164 belong to the Meliã, Classic, Deluxe and Premium categories, spread over the building’s 15 floors. Seven are Junior Suites, with a privileged view over the Bay or a breathtaking view over the city, and on the 15th floor is the comfortable and spacious Presidential Suite, with a magnificent view also over the Maputo Bay. 14

[close]

p. 15

EVASÃO ESCAPE No 15º piso encontra-se a confortável e espaçosa Suite Presidencial, com uma magnífica paisagem para a Baía de Maputo. On the 15th floor is the comfortable and spacious Presidential Suite, with a magnificent view over the Maputo Bay. 15

[close]

Comments

no comments yet