Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

AMI 7299 www.avozdeloule.com assine “A Voz de Loulé” online! Siga-nos no /A Voz de Loulé e no Desde 1952 ISSN - 2182-0104 1,00 Euro (c/ IVA) ANO 66º - N.º 1903 11 de janeiro de 2019 Diretora: Nathalie Dias | Rua 1.º de Dezembro, nº 26B 8100-615 Loulé | GPS: N 37º8’13’’ W 8º1’22’’ | Email: geral@avozdeloule.com | Telf. 289 463 054 | Quinzenal Infraquinta, E.M. é líder nacional no indicador de água não faturada pelo terceiro ano consecutivo Pág. 7 Garvetur | Enolagest celebra o futuro…com responsabilidade social Pág. 2 Hélder Pereira recebeu prémio «PROFESSOR DO ANO» DISTINGUIDO PELA CASA DAS CIÊNCIAS, LECIONA NA SECUNDÁRIA DE LOULÉ Autarquia de Loulé atribui 900 mil euros às IPSS do concelho Pág. 5 Colégio Internacional de Vilamoura entrega 7.000 euros a cinco causas solidárias Pág. 12 REQUALIFICAÇÃO URBANA Especialidades: Implantologia EM VILAMOURA Ortodontia Cirurgia Geral Dentisteria Estética Oclusão e ATM Odontopediatria Periodontia Endodontia Higiene Oral Prótese Removível Prótese Fixa Branqueamento Dr.ª Vânia Marques Médica Dentista email:espaco.fluor@gmail.com tel: 289 053 153 - 913 236 864 Loulé Pág. 8 QUERENÇA VAI TER PERCURSO ECO-BOTÂNICO MANUEL GOMES GUERREIRO Pág. 6

[close]

p. 2

2 A VOZ DE LOULÉ Garvetur | Enolagest celebra o futuro…com responsabilidade social 11 de janeiro 2019 Centenas de sorrisos e muitas gargalhadas animaram a Festa de Natal da Garvetur | Enolagest, que este ano teve como ‘estrelas’ os filhos dos colaboradores das empresas participadas do Grupo Enolagest, do qual a Garvetur é a empresa âncora. Um dos momentos marcantes foi a entrega aos pequenos participantes de um presente especial, o peluche ONV (Operação Nariz Vermelho) que conforta outros meninos que se encontram hospitalizados. “Celebramos o futuro com a nova geração, sem esquecer que nesta festa natalícia era também importante estar ao lado e apoiar a Instituição Particular de Solidariedade Social que ao longo do ano leva os Drs. Palhaços e momentos de alegria às crianças hospitalizadas”, salientou na ocasião o CEO da Garvetur. Para Reinaldo Teixeira justifica-se que “a alegria do Natal esteja de mãos dadas com a responsabilidade social”. Por isso, “ao adquirirmos um presente para os filhos dos nossos colaboradores, tivemos igualmente a intenção de contribuir para este programa de intervenção nos serviços pediátricos dos hospitais”, cujo objetivo é levar alegria à criança hospitalizada. A Festa de Natal “Garvetur | Enolagest celebra o futuro” decorreu no Restaurante Soul Food & Dance, em Vilamoura, e reuniu mais de uma centena de crianças e os seus pais, que tiveram ainda o ensejo de confraternizar com os colegas, num momento simbólico de partilha do bolo-rei e decoração da árvore de Natal, com os desejos das equipas para 2019. Nesta data, em que a família assume um especial relevo, pretendemos que este seja um momento inesquecível para os mais novos, mas também “uma oportunidade de confraternização para os adultos, para celebrar os resultados positivos obtidos em 2018, que alcançámos graças ao esforço de todos os colaboradores”, justificou Reinaldo Teixeira. O empresário defende que é importante “passar o testemunho e os ensinamentos aos mais novos e criar empresas capazes de prosseguir, para além de nós”. Cimentado na experiência da Garvetur, no mercado desde 1983, o Grupo Enolagest, criado em 2001, lançou no mercado uma solução de gestão integrada, inédita no setor, com todas as empresas do grupo a contribuir para a cadeia de valor do imobiliário, do turismo e da hotelaria. Desde a prestação de consultoria e a presença em todo o parque imobiliário de investimento através da mediação, compra, venda, construção e reabilitação de imóveis, passando pelos serviços na hotelaria, manutenção, reparação e decoração de interiores e espaços exteriores, gestão de imóveis, área seguros e consultoria financeira, aluguer e venda de automóveis e a lavandaria industrial. Mais recentemente, o grupo apostou também na área da educação. V MONSTRARE MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA SOCIAL VOLTA A DEBATER PROBLEMAS ATUAIS De 16 a 20 janeiro, Loulé recebe mais uma edição da MONSTRARE – Mostra Internacional de Cinema Social, evento que alia à sétima arte o debate sobre as temáticas e problemáticas sociais. Neste quinta mostra, o evento decorre entre o Claustro do Convento do Espírito Santo e o Cine-Teatro Louletano, com a projeção de curtas e longas metragens e momentos de debate com o público, em torno dos temas apresentados. Este ano, uma das novidades será a realização de um workshop.

[close]

p. 3

11 de janeiro 2019 Estatuto Editorial A Voz de Loulé é um jornal de informação, independente dos poderes político e económico, cuja linha editorial é orientada por critérios de rigor e seriedade, sem qualquer dependência de ordem ideológica, política ou económica. A Voz de Loulé defende um jornalismo de qualidade, com profundo sentido deontológico, baseado no rigor e na isenção, e recusa o sensacionalismo, a perseguição pessoal, o boato e a calúnia. A Voz de Loulé é um jornal destinado à comunidade de todos os concelhos da região do Algarve, assim como a emigrantes espalhados pelos quatro cantos do mundo, mantendo informados os algarvios que trabalham e vivem longe da Pátria. A Voz de Loulé é responsável unicamente perante os leitores, com os quais mantém uma relação de permanente diálogo e abertura. Cria espaços apropriados para expressão de opiniões. A Voz de Loulé defende que uma opinião pública informada e esclarecida é essencial a uma sociedade democrática e aberta, e entende contribuir para o aprofundamento da democracia no País através da prática de um jornalismo exigente, crítico, objectivo e plural. A Voz de Loulé entende contribuir para uma cultura que valorize a liberdade enquanto valor absoluto e incontornável, o pluralismo político e de ideias, a tolerância, a democracia, o Estado de Direito e o primado da lei. A Voz de Loulé denuncia a prática de actos que ponham em causa a liberdade, o pluralismo, a tolerância política e o Estado de Direito, e a boa governação do País. A Voz de Loulé participa e contribui para o debate das grandes questões nacionais, com plena autonomia, na perspectiva de construção de uma sociedade aberta e interveniente, obedecendo apenas ao propósito de bem informar e esclarecer a opinião pública e os cidadãos. A Voz de Loulé estabelece como únicos limites à sua intervenção, aqueles que são impostos pela lei, pela deontologia jornalística, pela ética profissional, bem como pelo espaço privado dos cidadãos. Que neste ano haja a continuidade dos desejos de Paz e Prosperidade. Feliz Ano 2019! Margarida Correia U Presidente nião de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim 3 A VOZ DE LOULÉ Diálogo com… ELSA PIRES Por motivo do convite realizado pela Chiado Editora à escritora Louletana Elsa Pires, onde será apresentada uma coletânea de micro narrativas ficcionais de vários autores, quis saber um pouco mais. Fugindo um pouco do convencional, decidi reproduzir aqui um diálogo que tive com a Elsa Pires, escritora do livro “Uma noite em Madrid”. Estava eu preparada para gravar telefonicamente uma entrevista dentro dos padrões mais conhecidos, mas com a Elsa a conversa é sempre tão fluida e informal que preferi transcrever (só a parte que interessa) para não perder a essência, a surpresa e a emotividade da conversa. ND- O que tens para nos contar de novo, desde o lançamento do teu primeiro livro? EP- Aconteceu uma coisa muito engraçada e ao mesmo tempo inesperada. Recebi um email da Chiado Editora a pedir para participar com um texto, com no máximo 280 carateres, de uma micro narrativa ficcional e que se fosse selecionado, seria publicado ao lado de muitos autores portugueses na primeira coletânea do género em Portugal. ND- Boa… e pelos vistos, concorreste e ganhaste? EP- Ahahaha , não foi assim tão simples, até porque lendo os exemplos que me foram dados, presumi que eram um género de sms e enviei uns que tinha escrito. Dia 27 estava em Lisboa a almoçar num restaurante muito simpático, o Páteo de Ourique quando li um email da Editora em que dizia que o que eu tinha enviado não se enquadrava no que pretendiam e com outros exemplos de histórias de amor curtas e muito melosas. ND- Depois de ler uma noite em Madrid, não me parece que seja muito o teu género… EP- Pois não, nada mesmo, mas aí é que está, como se diz, o não é seguro, por isso e pelo sim pelo não, agarrei num guardanapo, e tentei. Brinquei até com o casal dono do restaurante, dizendo que não iria certamente a lado nenhum, transcrevi para o email e enviei. ND – Já estou a imaginar … E conseguiste escrever uma micronarrativa melosa? EP- Claro que não, o que escrevi foi uma narrativa igual a mim mesma. E… sabes?! então não é que fui selecionada? (Risos). Desta vez estou a sentir-me mesmo uma grande escritora. ND- E qual a previsão do lançamento dessa coletânea? EP- É já dia 19 de janeiro no ALTIS GRAND HOTEL às 15.30h. E eu lá estarei no meio de autores portugueses para o lançamento desta primeira coletânea em que farei parte, não é maravilhoso? Oh Pá, ultimamente a minha vida tem sido maravilhosa e o meu percurso como escritora….só posso dizer que tem sido fantástico… ND- Já agora e quando poderemos ler essa narrativa? EP- Tens que esperar….só depois dessa data, até lá é segredo mas posso dizer que tem muito a haver com o livro que estou agora a escrever… ND- Bom já percebi que vamos ter motivo de conversa para breve…

[close]

p. 4

4 A VOZ DE LOULÉ 11 de janeiro 2019 JSD Quarteira entregou mais uma vez roupa e brinquedos a IPSS da Freguesia Em 2019 temos de melhorar O balanço de um ano só pode considerar-se útil quando simultaneamente se apontam os objetivos em que nos iremos empenhar no ano que se inicia. E estes objetivos dependem do propósito e do rumo que escolhemos seguir, de acordo com as nossas decisões e convicções. Sem dúvida, o ano de 2019 será de grande exigência e importa olhar para a realidade, a nossa e a dos nossos vizinhos e conterrâneos e a realidade da nossa região, com a intenção de identificar os aspetos positivos e negativos do ano que passou de forma a podermos traçar metas e objetivos que nos permitam alcançar mais sucessos. Porém, olhar a realidade não significa ceder ao canto da sereia ou aos discursos que nos vendem um paraíso que afinal não existe. Erguer uma perspetiva construtiva sobre a nossa realidade não dispensa um olhar crítico, acompanhado pela ambição que em 2019 temos de melhorar. Em termos gerais, 2018 foi um ano em que tivemos menos saúde, menos segurança, pior educação, menos acessibilidades, com o Estado a falhar e sem criar as condições favoráveis, no que diz respeito às infraestruturas, que justificam a governação e que os cidadãos exigem. Tomando como exemplo o nosso Algarve, sabemos que não haverá Hospital Central, com mais um adiamento que se apresenta incompreensível por parte do Governo socialista que fez desta infraestrutura, uma das promessas da sua legislatura. E em 2018, as queixas dos utentes e dos profissionais de saúde em relação às condições do centro hospitalar algarvio não pararam de aumentar. Em termos de insegurança, sabemos como falhou o combate ao incêndio de Monchique e como continua a falhar o apoio às populações, em especial àqueles que são mais desfavorecidos. O estado lastimoso da ferrovia, com supressões de carreiras quase diárias e atrasos inconcebíveis numa região turística, torna as acessibilidades mais difíceis. E será necessário falar no adiamento das obras na EN 125, pelo qual pagamos um preço altíssimo, primeiro em vidas devido aos acidentes já que a estrada voltou a constar na lista das mais mortíferas, com cinco pontos negros identificados onde se acumulam os acidentes com vítimas? A questão das portagens da Via do Infante agrava ainda mais toda a situação. Dez das 12 tarifas que sofreram aumentos em 2018 são aplicadas nos troços localizados entre Monte Gordo e Boliqueime. Recorde-se a propósito as propostas apresentadas pelo PSD na Assembleia da República que foram sistematicamente reprovadas. Na educação, falha o Estado ao não permitir aos estudantes matriculados na Universidade do Algarve o acesso a apoios de que beneficiam noutras regiões e falha o Governo no constante conflito com os professores, que tem vindo a prejudicar os alunos e as suas famílias, não cumprindo o Governo as promessas que fez. Aguarda-se agora que o veto do Presidente da República à legislação aprovada permita que o próximo ano letivo seja mais tranquilo. A propósito da educação, é com orgulho que felicito Hélder Pereira, vencedor do prémio “Professor do Ano”. Docente da Escola Secundária de Loulé desde 2003, é professor de Biologia e Geologia, onde coordena e dinamiza as atividades do Clube das Ciências da Terra e do Espaço, tendo com os seus alunos em diversos concursos e feiras de ciência, tanto a nível nacional como internacional. A distinção é atribuída anualmente pela Comissão Editorial da Casa das Ciências, que reconhece o trabalho docente na escola e na partilha das suas experiências com toda a comunidade docente. Hélder Pereira é licenciado pela Universidade do Algarve em Ensino de Biologia e Geologia e mestre pela UAlg em Gestão e Conservação da Natureza. Em 2018, entre os acontecimentos sobre os quais devemos refletir conta-se a taxa turística que será aplicada em 2019, isto apesar da ameaça real do Brexit, já que o Algarve tem vindo a perder turistas britânicos desde o referendo em junho de 2016 que ditou a saída do Reino Unido da União Europeia. Isto porque o ano de 2019 acarreta um intenso programa eleitoral pelo que, enquanto partido na oposição, (a nível nacional e a nível do nosso concelho), o PSD tem a responsabilidade de dar um contributo com propostas sérias para que os portugueses, os algarvios e os louletanos tenham uma vida melhor. Acredito que a democracia precisa de oposição e de alternância governativa, para se consolidar e afastar soluções populistas, pelo que considero essencial que aproveitemos o calendário eleitoral para debater argumentos fundamentados, afastando a chicana política vazia de conteúdo. Em 2019 temos de melhorar e estão todos convocados para realizar um esforço comum, de forma a atingirmos o objetivo que mais importa a uma comunidade: um vida melhor e mais feliz. A Juventude Social-Democrata de Quarteira entregou no passado dia 22 de dezembro, roupas e brinquedos recolhidos na 8ª Recolha Anual de Roupa e Brinquedos ao Refeitório Social do Centro Paroquial de Quarteira, IPSS. “Esta ação está na génese da estrutura desde a sua reativação e não abdicamos de a realizar todos os anos porque consiste numa ação que para além de unir as pessoas, promove a solidariedade entre todos e os gestos de afeto para com o próximo, e nisso sentimo-nos felizes por contribuir com sucesso para essa missão.” Refere, em comunicado, o Presidente da estrutura. Em comunicado, a JSD Quarteira «agradece, de forma especial, a todos aqueles que todos os anos contribuem para o contínuo sucesso desta iniciativa e à Câmara Municipal de Loulé e Junta de Freguesia de Quarteira, pela disponibilidade do espaço físico onde foi realizada a recolha dos bens. A JSD deseja através deste meio, a todos os Quarteirenses um Feliz Ano de 2019 repleto de muitos sucessos.

[close]

p. 5

11 de janeiro 2019 AUTARQUIA DE LOULÉ ATRIBUI 900 MIL EUROS ÀS IPSS DO CONCELHO 5 A VOZ DE LOULÉ Poesia Isidoro Cavaco Poeta Local isidorocavaco@gmail.com ANO NOVO Vamos todos festejar O ano que vai começar, Pedindo em prioridade: Saúde, amor e dinheiro, A paz para o mundo inteiro, Bem-estar e f'licidade. A Câmara Municipal de Loulé celebrou no dia 13 de dezembro, Contratos-Programa de Apoio ao Desenvolvimento Social do Concelho. Assim, 29 entidades que trabalham em matéria de desenvolvimento social, onde se destacam as instituições particulares de solidariedade social, associações sociais e uma organização não governamental, receberam um montante global de 900 mil euros como forma de apoio financeiro para o desenvolvimento das respostas/atividades sociais a cargo da instituição, manutenção e conservação dos edifícios, bem como para o apetrechamento de materiais e equipamentos. Vítor Aleixo, presidente do executivo, sublinhou a importância deste momento para a comunidade e para os utentes das instituições sociais em termos do trabalho social que é realizado. “Trabalhamos todos para que Loulé seja um município com políticas sociais que acontecem de há anos a esta parte com êxito, envolvem muitas instituições, cobrem muitas pessoas, e graças a isso é que podemos levar à prática os valores da solidariedade e da atenção com o outro, sobretudo quando o outro se encontra numa situação de fragilidade”, considerou o autarca. Para o edil, este momento realça bem a “importância estratégica que o Município de Loulé dá ao trabalho social que é feito através da rede de IPSS”. Refira-se que foram englobadas por esta iniciativa a ASMAL – Associação de Saúde Mental do Algarve, Associação Social para o Progresso e Bem-Estar da Freguesia de Benafim, Associação de Bem-Estar dos Amigos de Querença, Associação Esperança e Paz, Associação Humanitária de Doentes de Parkinson e Alzheimer, Associação Pró-Beneficência e Progresso de Alte, Associação Social e Cultural da Tôr, ASCA - Associação Social e Cultural de Almancil, Casa da Primeira Infância de Loulé, Casa do Povo do Ameixial, Centro de Animação e Apoio Comunitário da Freguesia de Alte, Centro de Apoio à Criança de Quarteira, Centro Paroquial de Quarteira, Colégio Origami CRL, DOINA – Associação de Imigrantes Romenos e Moldavos do Algarve, Existir – Associação para Intervenção e Reabilitação de Populações Deficientes e Desfavorecidas, Fundação António Aleixo, Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Faro/Loulé, Instituição de Solidariedade Social da Serra do Caldeirão, Liga dos Combatentes – Núcleo de Loulé, MAPS – Movimento de Apoio à Problemática da Sida, NT Social – Cooperativa de Solidariedade de Loulé CRL., Nova Terra – Cooperativa de Habitação Económica de Loulé CRL, Santa Casa da Misericórdia de Boliqueime, Santa Casa da Misericórdia de Loulé, Grupo de Amigos de Salir, UNIR – Associação dos Doentes Mentais, Família e Amigos do Algarve, Centro Social e Comunitário de Vale Silves e Associação Juvenil Akredita em Ti. Vamos hoje todos brindar E em união festejar. E pedir ao Ano Novo, Que nos dê no dia-a-dia, Prosperidade e alegria, Tudo de bom para o povo. É triste a recordação Deste ano de ilusão, Que felizmente acabou, Por ter sido tão ruim, Desde o princípio ao fim, Nem saudades nos deixou. Peço a Deus que o Ano Novo Traga f´licidade ao povo E acabe as desilusões. Vamos então festejar, Pedindo p'ra nos livrar Desta seita de aldrabões. Que venha alguém com cariz P´ra melhorar o país, É esta a fé que nos move. P'ras tristezas esquecer, Vamos com fé receber Este 2019. Casa V4 em Salir (Nave do Barão) R/C e 1º andar, com 4 quartos e 3 casas de banho, em bom estado pronta a habitar. Com anexos contíguos, para utilização de uma segunda cozinha e forno a lenha. Água canalizada e eletricidade. Terreno para horta, cisterna, e furo. Garagem com espaço para adega e alpendre. Situada na Aldeia da Nave do Barão, em zona tranquila. 285.000 euros CE: D Telm: 966 063 542 AMI 7299 www.goldenhouseimoveis.pt

[close]

p. 6

6 A VOZ DE LOULÉ 11 de janeiro 2019 QUERENÇA VAI TER PERCURSO ECO-BOTÂNICO MANUEL GOMES GUERREIRO Numa clara aposta na valorização do património natural, a aldeia de Querença, em pleno interior do Concelho de Loulé, verá nascer em breve o Percurso EcoBotânico Manuel Gomes Guerreiro. Esta iniciativa, que é também uma homenagem a este ilustre louletano, surge no âmbito do protocolo celebrado esta manhã entre a Câmara Municipal de Loulé e a Fundação Manuel Viegas Guerreiro, e tem em vista a implantação de um percurso num espaço disponibilizado pela Fundação, tendo em conta o seu interesse científico e o seu carácter único no Algarve. É também esta entidade que ficará responsável pela execução do projeto. Considerando que 2018 foi proclamado o Ano Europeu do Património Cultural, esta iniciativa representa, segundo os signatários do protocolo, “uma inovadora e importante forma de preservação do património natural, precisamente numa região portuguesa onde a diversidade e os endemismos atingem níveis notáveis, mas também de preservação do património cultural já que a relação entre as populações e a natureza se exprime também neste projeto” Assim, prevê-se que este Percurso possa potenciar o futuro itinerário turísticocultural da região e criar em Querença um novo espaço de conhecimento (junto de investigadores, escolas ou público em geral), debate e sensibilização ambiental. O Percurso Eco-Botânico Manuel Gomes Guerreiro nasce da candidatura conjunta da Autarquia e Fundação ao Programa CRESC Algarve 2020. O valor global está orçado em mais de 200 mil euros, sendo que a Autarquia dará um cofinanciamento de cerca de 62 mil euros, correspondente a 30% do investimento total. Para o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, “além da home- nagem a uma das mais notáveis figuras do Concelho de Loulé, com um percurso profissional marcado pelo ensino e também pelo conhecimento e defesa na área ambiental, é de realçar neste projeto a preocupação com a sustentabilidade, desenvolvimento e valorização de um território marcado pela desertificação, mas com um potencial enorme”. Manuel Gomes Guerreiro nasceu em Querença (Loulé), a 20 de janeiro de 1919. Após terminar o ensino secundário no Liceu João de Deus, em Faro, ingressou no Instituto Superior de Agronomia, licenciando-se em Engenharia Florestal e, no prosseguimento da carreira universitária, doutorou-se em Ciências Florestais. A genética, os estudos ambientais, a floresta e as ciências ecológicas mereceram um especial interesse por parte deste algarvio. Foi Diretor do Instituto de Investigação Científica de Moçambique e trabalhou na docência, durante nove anos, na Universidade de Luanda, participando, mais tarde na criação das Universidades de Évora, Nova de Lisboa e do Algarve. Ficará para sempre, ligado à Ualg já que foi o Presidente da Comissão Instaladora da Ualg e o seu primeiro Reitor. A nível político exerceu, após o 25 de Abril, as funções de Secretário de Estado do Ambiente. Manuel Gomes Guerreiro, uma das mais destacadas figuras do Algarve do século XX, não só como cidadão e cientista, viria a falecer a 10 de abril de 2000. LOULÉ FEZ BALANÇO DOS INCÊNDIOS RURAIS EM 2019 A Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (CMDFCI) de Loulé reuniu no Auditório do Convento Espírito Santo, em Loulé, tendo como principal assunto a análise e balanço da época dos incêndios rurais no Concelho no ano de 2018. A reunião foi presidida pelo autarca, Vítor Aleixo, tendo sido realizadas várias apresentações sobre o trabalho desenvolvido ao nível municipal, desde a fase de planeamento, sensibilização e informação pública, prevenção, vigilância e combate. Além dos elementos que constituem a CMDFCI foi também convidada a estar presente a Comissão Municipal de Proteção Civil, as entidades que integram as Reuniões Operacionais Defesa da Floresta Contra Incêndios (realizadas durante o período critico) e o Comandante Operacional Distrital da Proteção Civil, Vítor Vaz Pinto. As apresentações estiveram a cargo do Serviço Municipal de Proteção Civil, da Associação de Produtores Florestais da Serra do Caldeirão, da Guarda Nacional Republicana e dos Bombeiros de Loulé, tendo sido o balanço deste ano considerado positivo, no entender dos presentes, tendo em conta os resultados obtidos, ainda que provisórios, - área ardida 42,2 hectares - e ações e projetos desenvolvidos no corrente ano. Foi ainda abordado neste fórum o plano estratégico de ação previsto para o ano 2019, referindo-se as intervenções em rede primária e as candidaturas que o Município irá operacionalizar, no âmbito da prevenção aos incêndios rurais. De acordo com o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, no Algarve o Concelho de Loulé é o município que tem o maior número (141) de aldeias e aglomerados integrados nas 4 freguesias do interior: Alte (33), Ameixial (16), Salir (54) e União de Freguesias Querença, Tôr, Benafim (38) consideradas com o primeiro grau de prioridade no âmbito Defesa da Floresta Contra Incêndios. Tem sido apanágio da Câmara Municipal de Loulé, a cada ano que passa, melhorar e aumentar os seus vetores de atuação no que concerne à estratégia preventiva relativamente à defesa de pessoas e bens em área florestal, para que em cada época de incêndios rurais seja reforçado o dispositivo de vigilância e combate, tal como aumentada a resiliência das comunidades do Concelho ao flagelo que são os incêndios florestais.

[close]

p. 7

11 de janeiro 2019 7 A VOZ DE LOULÉ Vítor Rodrigues é o novo presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro Vítor Rodrigues é o novo presidente da direção nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), para o triénio 2019/2021. Vítor Rodrigues é licenciado em Medicina e Doutorado em Saúde Pública. Atualmente, é Professor Associado da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, nas áreas pedagógicas da Medicina Preventiva, Epidemiologia e Economia da Saúde, sendo Diretor do Instituto de Higiene e Medicina Social daquela Faculdade. Na LPCC, e desde 1975, tem exercido atividades sobretudo na área da educação para a saúde e do rastreio do cancro da mama. Tem integrado diferentes direções regionais do Núcleo do Centro e nacionais. Infraquinta, E.M. é líder nacional no indicador de água não faturada pelo terceiro ano consecutivo Foi divulgado, pela ERSAR, no final do mês de dezembro de 2018, o Relatório Anual dos Serviços de Águas e Resíduos em Portugal (RASARP) onde são avaliados os serviços prestados pelas entidades gestoras. Segundo os resultados deste relatório, relativos ao ano de 2017, a Infraquinta lidera, novamente, no indicador de água não faturada com um rácio de 5,1%. Já em novembro de 2018 a Infraquinta havia sido distinguida com o Selo de Qualidade da Água para Consumo Humano, atribuído também pela ERSAR. Estes resultados, demonstram o trabalho realizado pela Infraquinta no âmbito da gestão eficiente do recurso água, só possível através da eficaz implementação do seu plano estratégico de responsabilida- de ambiental, integrado na Es- tratégica Municipal de Adapta- ção ás Alterações Climática (EMAAC) do Município de Loulé, do qual este recurso é um dos eixos estratégicos. Que o As perdas de água constituem uma das principais fontes Novo Ano de ineficiência das entidades gestoras de abastecimento de traga muitas Alegrias, água, e por este facto, a Infraquinta tem implementado ao longo dos anos, uma série Sucesso e de processos e procedimentos, que resultaram na liderança na Prosperidade a componente da água não faturada. Destes procedimen- todos vós. tos destaca-se a implementação do Plano de Segurança da Água, a primeira Feliz Ano 2019! entidade gestora em baixa, a nível nacional, com a Deodato João Certificação Produto Água, a criação de 23 zonas de medi- Presidente da ção e controlo (ZMC´s) ativas e Junta de Freguesia monitorizadas diariamente, o Plano de Gestão de Perdas de Salir Água e Energia (2013/2020), a implementação de um procedimento de substituição de contadores dentro do limite legal, o Plano Tático de Gestão Patrimonial de Infraestruturas e todo um sistema monitorizado em tempo real. Opinião João Bombarda Advogado Estagiário no escritório da Quinta do Lago joao.bombarda@martinezechevarria.com O polémico artigo 13.º A mais recente proposta de diretiva comunitária sobre os Direitos de Autor para o Mercado Único Digital foi votada e aprovada no passado mês de setembro. Nesta nova legislação está incluído o polémico artigo 13.º. No fundo o que esta norma pretende é regulamentar a maneira como os conteúdos protegidos com direitos de autor são tratados na internet. O Parlamento Europeu afirma que esta nova proposta da Comissão Europeia visa garantir que artistas, nomeadamente músicos, intérpretes e argumentistas, bem como editores de imprensa e jornalistas, sejam remunerados pelo seu trabalho quando este é utilizado por plataformas digitais de partilha. Esta norma implicará para os prestadores de serviços da sociedade de informação e partilha, a obrigação de cooperar ativamente com os titulares dos direitos protegidos, através de acordos prévios, adotando assim medidas para assegurar o cumprimento dos acordos celebrados com os titulares de tais direitos relativa à utilização das suas obras ou outro material protegido nas suas plataformas. Hoje, estas plataformas já oferecem mecanismos de controlo dos conteúdos partilhados, de forma a proteger os direitos de autor, no entanto, as consequências pela sua violação recaem somente no utilizador que violou essas regras. A implementação desta nova legislação alterará o paradigma atual, passando a responsabilizar as próprias plataformas por tal violação. Assim, o que os mais céticos afirmam é que o prestador do serviço, por não ter meios técnicos para controlar todos os conteúdos ao segundo, terá inevitavelmente que bloquear o conteúdo à priori, até que possa verificar que não viola nenhum dos direitos protegidos, salvaguardando desta forma a sua posição e evitando futuras ações judiciais. Apenas o tempo ditará a aplicação desta norma, uma vez que a respetiva diretiva enfrentará a sua votação final em janeiro de 2019.

[close]

p. 8

8 A VOZ DE LOULÉ 11 de janeiro 2019 Hélder Pereira recebeu prémio «PROFESSOR DO ANO» DISTINGUIDO PELA CASA DAS CIÊNCIAS, LECIONA NA SECUNDÁRIA DE LOULÉ Hélder José Rodrigues Pereira, docente da Escola Secundária de Loulé, foi distinguido no dia 17 de dezembro, com o Prémio de «Professor do Ano 2018» da Casa das Ciências pela Fundação Belmiro de Azevedo (projeto associado à iniciativa EDULOG da Fundação Belmiro de Azevedo). A sessão de atribuição do galardão decorreu no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões a que se associou o presidente da Autarquia Vítor Aleixo que quis com a sua presença sublinhar a importância estratégica de que se reveste o ensino para o atual executivo camarário. “Professor do Ano” é a distinção atribuída pela primeira vez pela Comissão da Casa das Ciências a um professor em reconhecimento do seu mérito como docente do ensino básico ou secundário das ciências e da sua disponibilidade de partilhar a sua experiência com os colegas. Para Vítor Aleixo, esta distinção não deixa de ser também o reconhecimento da boa qualidade do ensino nas escolas do concelho de Loulé em particular no domínio das ciências exatas, o que é sempre de enaltecer e aplaudir. “A Educação tem sido uma prioridade nas políticas da Câmara Municipal de Loulé e, nesse sentido, temos dado total apoio à comunidade educativa e aos projetos que os nossos estabelecimentos de ensino desenvolvem. Congratulo-me com o prémio atribuído ao professor Hélder Pereira pelo papel interventivo e estimulante que tem tido em matéria do ensino científico”, considera o presidente da Câmara Municipal de Loulé. Recorde-se que a Escola Secundária de Loulé volta a ver um dos seus professores distinguidos no contexto nacional, depois de, em 2010, Alexandre Costa (na altura diretor deste estabelecimento de ensino) ter recebido da parte do Ministério da Educação, o Prémio Nacional de Professor. Quem é o professor distinguido? Natural de Lisboa, onde nasceu em 1974, Hélder Pereira fixou-se no Algarve em 1992, onde concluiu a licenciatura em Ensino de Biologia e Geologia e o mestrado em Gestão e Conservação da Natureza (especialização em Património Geológico) na Universidade do Algarve, respetivamente em 1997 e 2004. É professor de Biologia e Geologia na Escola Secundária de Loulé desde 2003, onde coordena e dinamiza as atividades do Clube das Ciências da Terra e do Espaço. Tem participado com os seus alunos em diversos concursos, congressos e feiras de ciência, tanto a nível nacional como internacional, tendo os trabalhos apresentados sido galardoados com vários prémios. Em 2005, foi um dos membros fundadores da Associação para a Defesa e Divulgação do Património Geológico do Alentejo e do Algarve. Entre 2008 e 2013 participou, como educador e comunicador de ciência, em várias missões oceanográficas, tanto a nível nacional como internacional. De entre estas missões, destaca-se o período de dois meses passados a bordo do navio JOIDES Resolution quando serviu como Education Officer, durante a Expedição 339 da Integrated Ocean Drilling Program (IODP). É autor e coautor de vários artigos científicos publicados em várias revistas nacionais e internacionais, sendo de destacar o trabalho ‘Onset of Mediterranean outflow into the North Atlantic’, publicado em 2014, na prestigiada revista Science. É ainda autor e coautor de vários trabalhos na área do ensino, da divulgação e da promoção das ciências, destacando-se o livro “Histórias gravadas nas rochas – Guia de campo: à descoberta das rochas e fósseis em Loulé”. Com o objetivo de promover o ensino experimental das ciências tem, desde o ano 2000, dinamizado ações de formação para professores e desenvolvido diversos materiais didáticos (alguns dos quais partilhados através da “Casa das Ciências”), baseados na utilização de dados científicos reais na sala de aula. Enquanto docente da Escola Secundária de Loulé, tem ainda participado e coordenado diversos projetos nacionais e internacionais (Comenius, Erasmus+, Ciência Viva no Verão, entre outros). É coordenador do projeto UNESCO na Escola Secundária de Loulé desde setembro de 2018. É membro do Committee on Education da European Geosciences Union (EGU) desde outubro de 2018.

[close]

p. 9

11 de janeiro 2019 9 A VOZ DE LOULÉ Pub. Pub.

[close]

p. 10

10 A VOZ DE LOULÉ 11 de janeiro 2019 Delegação Regional do Algarve CONSULTÓRIO DO CONSUMIDOR/DECO «As faturas em papel vão acabar?» A DECO INFORMA... No final de 2018 o Conselho de Ministros aprovou uma alteração à regulamentação das obrigações relativas ao processamento de faturas o que cria condições para que estes documentos deixem de ser obrigatoriamente impresso pelos comerciantes. Assim, a partir deste novo ano de 2019 os comerciantes podem ser dispensados de fornecer faturas em papel aos clientes, embora continuem obrigados a comunicar as transações à Autoridade Tributária. HOMENAGEM DA ORDEM DOS ENGENHEIROS A JOAQUIM LAGINHA SERAFIM A Ordem dos Engenheiros comemorou no Porto, no passado dia 24 de novembro, o Dia Nacional do Engenheiro de 2018. Foram agraciados pelos relevantes serviços prestados na profissão ao longo das suas carreiras quatro Engenhei- ros entre eles, o louletano Engenheiro Joaquim Laginha Serafim, a quem foi atribuída a Medalha de Ouro da Ordem dos Engenheiros, a título póstumo. A família esteve representada pela filha, Eng.ª Margari- da Laginha Serafim, pelo neto mais novo Eng.º Gonçalo Laginha Serafim San-Payo e pela sobrinha Dra. Maria He- lena Baptista. A cerimónia foi acompanhada por um eleva- do número de Engenheiros de muitas especialidades e foi conduzida pelo Bastonário da Ordem, Eng.º Carlos Minei- ro Aires. A vasta obra nacional e internacional que o Eng.º Joa- quim Laginha Serafim deixou espalhada por todos os Con- tinentes foi realçada e enaltecida por muitos que com ele trabalharam e que o recordaram pelas suas qualidades ci- entíficas, técnicas, de docente e, ainda, pela marcante personalidade. Apesar de já terem decorrido 24 anos sobre a sua morte a Homenagem prestada reavivou a sua memó- ria que foi especialmente exaltada pela filha quando rece- beu a Medalha e o Diploma que lhe foi entregue pelo Bastonário da Ordem dos Engenheiros. Foto: Eng.ª Margarida Laginha Serafim, recebeu a medalha de ouro das mãos do Bastonário da Por:Maria Helena Baptista e Margarida Laginha Serafim Ordem, Eng.º Carlos Mineiro Aires Ainda há muito a alinhar do ponto de vista técnico, mas está já determinado que, concretamente, podem deixar de emitir faturas em papel as empresas que tenham programa informático certificado e as transmitam em tempo real ao fisco. O registo da compra segue diretamente para o portal das Finanças, onde o contribuinte poderá consultá-lo. Assim sendo, o consumidor apenas receberá aquele comprovativo de pagamento, em papel ou via e-mail, se o solicitar expressamente. A DECO defende que o contribuinte nunca deve perder o acesso à fatura em papel, porque sem este comprovativo físico fica dependente da seriedade do comerciante. Ou seja, sem o papel, o contribuinte não só não pode declarar a despesa no efatura se o comerciante não o fizer, como não pode provar uma eventual divergência no valor. Também na medida em que fisco pode efetuar novas liquidações de imposto até um prazo de 4 anos, seria desejável manter as faturas em papel. O nosso conselho mantém-se: guarde os comprovativos das suas despesas com implicações no IRS durante um prazo de quatro anos. No entanto, se constatar que estão devidamente inscritas no seu e-fatura e que aquele comerciante é sempre cumpridor, talvez não haja a necessidade de pedir ou de guardar a fatura. CONTACTOS DECO: deco.algarve@deco.pt | Tel. 289 863 103 | Fax. 289 863 108 | www.deco.proteste.pt Delegação Regional do Algarve Rua Dr. Coelho de Carvalho, nº1 C, 8000-322 Faro “A Voz de Loulé” - Loulé - 1903 - 2019-01-11 Rugby Clube de Loulé Assembleia Geral Ordinária Ao abrigo de disposto no ponto 9.2.2 do Regulamento Geral Interno (R.G.I.), e no âmbito da minha competência, venho para os devidos efeitos, convocar uma Assembleia Geral Ordinária do Rugby Clube de Loulé, a ter lugar no dia 11 de Fevereiro do ano de 2019, pelas 20.30 horas, na sede do clube, sita no Anfiteatro António Aleixo, Parque Municipal, em Loulé, com a seguinte ordem de trabalhos. (crf. Ponto 9.2.8.1 R.G.I.): 1. Informações; 2. Apresentação e aprovação do Orçamento do ano 2019 Mais informo, que caso não se encontre constituído o número legal de sócios presentes, a referida Assembleia Geral Ordinária, funcionará em segunda convocatória pelas 21.00 horas do mesmo dia, hora e local, mencionados em epígrafe, com qualquer número de sócios, nos termos do preceituado no ponto 9.2.9 do Regulamento Geral Interno. Loulé, 04 de janeiro de 2019 Presidente da Mesa da Assembleia Geral “A Voz de Loulé” - Loulé - 1903 - 2019-01-11 CARTÓRIO NOTARIAL DE LOULÉ NOTÁRIA MANUELA MARIA PALMA NOBRE SEMEDO TENAZINHA Certifico, para efeitos de publicação, nos termos do disposto no artigo 100.º número 1 do Código do Notariado, que foi exarada hoje, neste Cartório, no livro número duzentos e cinquenta, de notas para escrituras diversas, de folhas sessenta e sete, a folhas sessenta e oito, verso, uma escritura de Justificação, em que CLOTILDE LOPES COELHO, divorciada, natural da freguesia de São Sebastião, concelho de Loulé, residente no sítio das Benfarras, freguesia de Boliqueime, concelho de Loulé, contribuinte fiscal número 103 850 449, declarou: Que é dona e legítima possuidora, com exclusão de outrem, do seguinte prédio: Misto, situado em Serro do Moinho, Vale Judeu, freguesia de São Sebastião, concelho de Loulé, composto por morada de casas com seis compartimentos e uma dependência, destinada a habitação, e por terra de cultura e pastagem com árvores, com a área total de sete mil novecentos e seis metros quadrados, a confrontar do norte e sul com caminho, do nascente com Vivaldo Pontes Bárbara e do poente com Maria Rodrigues Brazão e outro, inscrito na respetiva matriz, a parte urbana sob o artigo 2583, na proporção de metade em nome da justificante e a restante metade em nome de José Coelho, e a parte rústica sob o artigo 10026, em nome da ora justificante, com o valor patrimonial tributário da parte urbana de 52 240,00 euros, a que atribui igual valor, e a parte rústica com o valor patrimonial tributário de 23,96 euros, a que atribui igual valor, sendo o valor patrimonial tributário global de 52 263,96 euros, igual ao valor que lhe atribui. Omisso na Conservatória do Registo Predial de Loulé. Que não possui quaisquer outros prédios rústicos, aptos para cultura, contíguos ao prédio acima identificado. Que adquiriu o prédio misto acima identificado, em data imprecisa, mas que sabe ter sido por volta do ano de mil novecentos e setenta e nove, à data separada judicialmente de pessoas e bens, por doação feita por José Jesus Coelho que também usava só José Coelho, divorciado, residente que foi no sitio de Vale Judeu, freguesia de São Sebastião, concelho de Loulé, atualmente já falecido, por contrato meramente verbal e nunca reduzido a escritura pública. Que a posse sobre o identificado prédio misto, tem sido exercida desde o referido ano de mil novecentos e setenta e nove, portanto há mais de vinte anos, pela ora justificante, habitando a parte urbana do prédio, cultivando, lavrando a terra e colhendo os frutos da parte rústica, no gozo pleno das utilidades por ele proporcionada, com ânimo de quem exercita direito próprio, sendo reconhecida como sua dona por toda a gente, fazendo-o de boa fé por ignorar lesar direito alheio, pacificamente porque sem violência, contínua e publicamente, à vista e com conhecimento de toda a gente e sem oposição de ninguém. Que dadas as enunciadas características de tal posse, adquiriu o identificado prédio misto por usucapião, título este que, por natureza, não é susceptível de ser comprovado pelos meios normais. Cartório Notarial em Loulé, da Notária Manuela Maria Palma Nobre Semedo Tenazinha, sete de dezembro de dois mil e dezoito. A Notária, Manuela Maria Palma Nobre Semedo Tenazinha Registada sob o n.° PA 2932/2018 Fatura n.° N 2959/2018

[close]

p. 11

11 de janeiro 2019 11 A VOZ DE LOULÉ Genealogia Águas do Algarve recebeu Prémio alusivo ao Plano de Eficiência e de Produção de Energia (PEPE) A gestão da energia é uma das prioridades estratégicas do Grupo AdP - Águas de Portugal, no quadro da promoção de níveis de eficiência que garantam a ecoeficiência e a sustentabilidade das operações de abastecimen- to de água e de saneamento de águas residuais. Com mais de 50% dos custos operacionais a respeitar a consumos de eletricidade, constituiu-se um Comité de Energia, participado por todas as empresas do Grupo, que desenvolveu um plano de gestão de energia tendo como pressupostos a maximização do aproveitamen- to energético dos ativos e recursos endógenos e a racionalização dos consumos. O PEPE inte- gra um conjunto de metas e objetivos para o pe- ríodo 2017-2020, cuja implementação permitirá ao Grupo AdP melhorar o seu desempenho energético. Neste âmbito, no passado dia 14 de novem- bro, no decurso das IX Jornadas de Engenharia que decorreram em Lisboa, a Águas do Algarve, representada pela Administradora Isabel Soares e pelo Gestor de Energia Francisco Vilanova, re- cebeu o prémio PEPE referente ao período 2017/ 2018, numa cerimónia de entrega dos prémios que foi presidida por João Nuno Mendes, presi- dente do Conselho de Administração da Águas de Portugal, SGPS, SA. Este prémio visa destacar as empresas que atingiram um grau de cumprimento do PEPE em 30 de junho de 2018, igual ou superior ao previsto no plano inicial, as- sim como também as em- presas que imprimiram uma dinâmica de implementação Que neste ano os superior a 10% no último semestre do período. corações sejam Com a atribuição deste prémio foi dado relevo ao tra- preenchidos com balho que, no âmbito da eficiência energética e produ- amor, gratidão e ção própria de energia, vem sendo desenvolvido pela esperança. Águas do Algarve, o que muito nos honra e incentiva para continuarmos a fazer Feliz Ano 2019! cada vez mais e melhor. Manuel da Silva Costa Eng.º Agrónomo mscosta2000@hotmail.com Teixeira O 1º Teixeira foi Hermígio Mendes, Rico-homem de D. Sancho I, esteve na conquista de Sevilha (1248) e foi senhor de Sequeiros, Gestaçô e Teixeira (teixo). Foi casado com Maria Pais, filha Pedro de Novais e de Maria Soares Velho, com geração… Do Rico-Homem Mem Viegas e de Tereja Peres (filha de Pedro “Pai" Viegas) nasceu Hermígio Mendes. Egas Fafes de Lanhoso teve de Urraca Mendes (filha de Mem Viegas de Sousa), Mem Viegas. Egas recebeu armas (fig. brasão) dadas pelo Rei de Jerusalém, D. Balduino II (1118-31) e foi Rico-Homem de D. Afonso Henriques, entrou na batalha Ourique (1139) e "fez muito bem em Randufe" (Livro Velho, 1270). Fafes Luz teve de Dordia Viegas (filha de Egas Pais de Penagate) Egas Fafes. Foi Alferes do Conde D. Henrique de Portucal, entre 1110 e 1115. Lucídio Godins, referenciado em 1109, seria o pai de Fafes Luz (1712TD02P000079039.pdf). Godinho Fafes e Guiomar Mendes (filha de Ourigo da Nóbrega) foram pais de Lucídio. Godinho, referenciado em 1085, edificou e coutou Fontarcada. Fáfila Sarracins de Lanhoso, com Ouroana Mendes (filha de Mendo Alan de Bragança) foram pais de Godinho. Fáfila, Conde e Rico-Homem, pereceu em 1071 na batalha de Águas de Maia (1671) contra o Rei D. Garcia II da Galiza. Sarracino Fafes teve de Goda Moniz (filha de Mónio "Velho“ Viegas de Ribadouro), Fáfila e faleceu antes de 1079. Fáfila Lucides, referenciado em 1095, foi pai de Sarracino. Lucídio Alvites, referenciado entre 926 e 968, casado com Ximena, foi pai de Fáfila. Alvito Lucides, casado com Munia Dias (filha de Diogo Fernandes), foi pai de Lucídio, referenciado em 915 e falecido em 973. Lucídio Vimaranes e Gudilona (filha do Conde de Coimbra Hermenegildo Guterres) foram pais de Alvito. Lucídio, referenciado em 887, faleceu em 922. Foi Conde e provisor de Dume. Vímara ou Wigmar Peres, 1º Conde e Presor de Portucale (868), pai de Lucídio, faleceu em 873. Joham Teixeira e Luís Teixeira constam nas Actas de Vereação de Loulé, em 1492, como Doutores e Chanceleres-Mores dos Reinos de D. João II... José Fernando Carrusca Presidente da Junta de Freguesia Ameixial

[close]

p. 12

12 A VOZ DE LOULÉ Naturalmente M.ª José Dias Instruída em Alimentação Saudável mj_naturalmente@sapo.pt Tarte de Legumes de inverno Ingredientes - 300 g de massa folhada (congelada) - 1 Cebola - 1 Beringela grande - 2 Tomates maduros - Azeite - Sal - Pimenta - 1 Dente de alho - 1 Lata de anchovas - 1 Ramo de orégãos - 1 Ramo de manjericão - 1 Ovo 11 de janeiro 2019 Criada parceria entre a Águas do Algarve e a ACTA Uma torneira na testa A valorização dos recursos naturais, e do bem insubstituível que é a água, é para a Águas do Algarve uma frente, não de batalha, mas de muito investimento. A ver pelos comportamentos humanos tidos no dia-a-dia com o ambiente, os quais estão longe de serem os melhores, consideramos fundamental manter o investimento em parcerias profícuas que apoiam e dinamizam a valorização da natureza, da preservação da água, do Planeta, e da vida humana. É o caso presente desta 19ª produção do VATE, com o Projeto “Uma Torneira na Testa” sendo para nós motivo de muito orgulho a realização desta parceria, com a ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve. Uma torneira na testa» tem como público preferencial os mais jovens, tendo a duração de 30 minutos, é um divertido diálogo entre duas personagens, apelando à importância da educação ambiental e do uso consciente da água. Sinopse “Imaginem um mundo sem água, sem o som dos animais, sem o som dos rios, sem o cheiro das flores… um mundo seco, completamente seco”. Este é o sonho do Sr. Desperdício que, através de um plano maquiavélico, pretende acabar com toda a água do planeta. O feitiço volta-se contra o feiticeiro e este acaba por perceber que a água é para poupar e sem ela não se pode viver. “Uma Torneira na Testa” é um divertido diálogo entre duas personagens, apelando à importância da educação ambiental e do uso António Eusébio, Luis Vicente e Teresa Fernandes consciente da água. Colégio Internacional de Vilamoura entrega 7.000 euros a cinco causas solidárias Preparação Deixe a massa folhada descongelar. Descasque a cebola e a beringela. Retire a pele aos tomates e corte os legumes todos em rodelas. Polvilhe as rodelas de beringela com sal e deixe assim alguns minutos. Passe-as em seguida por água fria e enxugue. Disponha as rodelas de legumes alternadas, numa frigideira ou wook. Tempere com sal e pimenta e polvilhe com o dente de alho, descascado e picado. Regue com o azeite, tape e leve a cozer por cerca de 25 minutos sem mexer muito para não desfazer as fatias de legumes. Entretanto divida a massa folhada em duas porções e estenda uma delas numa placa com cerca de 22 cm de diâmetro e 5 mm de espessura. Apare com uma faca a massa que sobra. Forre com esta placa uma forma de tarte com cerca de 18 cm de diâmetro. Estenda a outra parte da massa numa placa com 7 a 8 mm de espessura e corte um círculo com cerca de 18 cm de diâmetro. Coloque as placas de massa no frigorífico enquanto os legumes estão a cozer. Retire os legumes do lume Acenda o forno a 200º C. Coloque os legumes assados na tarteira e disponha por cima os filetes de anchova e as ervas picadas. Cubra com o disco de massa, fechando bem as bordas. Pincele com ovo batido e leve ao forno cerca de 20 a 25 minutos. Sirva morno em fatias. Pode acompanhar com uma salada de alface ou cenoura ralada. O Colégio Internacional de Vilamoura entregou a um conjunto de cinco causas solidárias o montante de sete mil euros no Concerto de Natal, que decorreu no Casino de Vilamoura na passada semana e que encerra o 1.º Período Escolar. Este valor foi reunido por toda a comunidade escolar, através da Christmas Fair, decorrida em finais de novembro, e das muitas bancas organizadas por diversas turmas de ambos os currículos ao longo do 1.º Período. Numa festa que reúne toda a comunidade, Cidália Ferreira Bicho, Diretora Pedagógica do CIV, e Bruno Nande, Principal dos Estudos Ingleses, entregaram este montante ao Refeitório Social de Quarteira (2.500 euros); a Miriam – a pequena lutadora; à Causa Simão; a Mariana – Ajudem a Mariana! (1.000 euros cada) e ao Projeto Big Hand (apoio a cinco crianças), o valor de 1.500 euros. Respeitar o outro, sensibilizar para a diferença e ser solidário são alguns dos valores para os quais o Colégio Internacional de Vilamoura tenta, desde cedo, estimular os seus alunos. A promoção dos valores humanistas farão sempre parte de um aluno completo, comprometido com a comunidade que o rodeia e feliz com a felicidade que está na sua mão proporcionar aos outros.

[close]

p. 13

11 de janeiro 2019 Previsões 2019 Maria Helena 13 A VOZ DE LOULÉ Carneiro Em 2019 os nativos do signo Carneiro vão estar sob a influência da carta de Tarot a Justiça, o que significa que qualquer assunto pendente na justiça terá um desfecho justo. Os nativos deste signo têm todas as possibilidades de recolher as recompensas do seu empenho em qualquer setor das suas vidas. Esta carta também aconselha a ser imparcial na forma como julgam os outros e emitem opiniões. Amor: Vai espalhar boa energia e alegria, no entanto, corre o risco de prejudicar a sua união se não fizer concessões ou se não moderar a sua impulsividade. Saúde: Asaúde poderá entrar num período de tensão. Não se preocupe, não será nada sério. Basicamente, precisa de descansar e relaxar mais. Evite discutir por causa de assuntos sem grande importância. Dinheiro: Domine as suas dúvidas e tenha em mente os seus objetivos profissionais. Se sentir que merece uma promoção ou um aumento no ordenado, fale sobre o assunto com o seu chefe. Conselho para 2019: Atitudes imprudentes deixam-no mais exposto a frustrações. Pratique a paciência. Touro Em 2019 os nativos do signo Touro estarão sob a influência da carta de Tarot o Diabo, o que significa que devem ser cuidadosos com as suas atitudes e pensamentos. Esta carta alerta para o perigo de, ao agirem por impulso, tomarem decisões que podem revelar-se desastrosas. Em 2019, os nativos deste signo devem estar mais voltados para si e evitar dar demasiada confiança a pessoas que não conhecem bem. Amor: É um bom momento para casar, “juntar os trapinhos” ou comprar uma casa. Se está solteiro, os relacionamentos superficiais e de curta duração não lhe interessam. Saúde: Se o desânimo lhe bater à porta, não fique ansioso, passe alguns momentos num passeio num jardim ou num lugar onde a energia da terra seja forte. Dinheiro: Cuidado com os gastos financeiros. Está na hora de começar a amealhar com os olhos postos no futuro. Conselho para 2019: Atenção aos contratos. Leia muito bem todas as cláusulas. Gémeos Em 2019 os nativos do signo Gémeos recebem a influência da carta de Tarot a Temperança o que significa que irão viver um período bastante harmonioso. No que respeita às metas que traçaram, é necessário que tenham plena consciência daquilo que desejam conquistar e dos passos necessários para o alcançar. O equilíbrio é fundamental para o sucesso e, nesta fase a paciência poderá ser posta à prova. Antes de qualquer reação, devem analisar bem a situação porque as coisas nem sempre são o que parecem. Amor: Se está descomprometido irá conhecer alguém especial.Aproveite para tomar decisões importantes no que toca ao amor. Saúde: Deve continuar a promover uma alimentação saudável. Vigie a coluna, os joelhos e os ossos e modere a carga de exercícios físicos. Dinheiro: É a altura indicada para lidar com possíveis problemas com o seu chefe ou superior. As viagens também estarão favorecidas neste período, assim como a ascensão profissional. Conselho para 2019: Consolide as amizades e os vínculos sociais, desligando-se de quem não lhe dá apoio e optando por quem lhe concede ajuda. Caranguejo Em 2019 os nativos do signo Caranguejo vão estar sob a proteção especial da carta de Tarot o Imperador, o que significa que irão concretizar alguns planos que estavam guardados na gaveta há já algum tempo por falta de coragem e de iniciativa. Os nativos deste signo, conseguirão distinguir claramente o que devem ou não fazer para não sabotarem a sua motivação. Está na hora de fazer um esforço para superarem os receios que sempre os impediram de arriscar em algo diferente. Amor: Os astros estarão muito românticos e encorajam-no a oficializar a sua união. Se está solteiro, seja ativo, saia de casa, vá ver o mundo, frequente novos ambientes e apaixone-se. Saúde: A saúde precisará de mais cuidados. Descanse e relaxe mais para conseguir maximizar a energia. Dinheiro: Projetos estagnados há muito tempo vão finalmente começar a ser implementados. Conselho para 2019: Cuidado com os investimentos e os novos projetos. Planifique com antecedência. Leão Em 2019 os nativos do signo Leão vão estar sob a influência da carta de Tarot a Papisa que adverte para a necessidade de seguirem a sua intuição e de estarem atentos aos acontecimentos à sua volta. Os nativos do signo Leão devem procurar ser mais sensíveis e abordar as situações de forma calma e prudente. Amor: Domine a impaciência e acalme a sua sede de viver intensamente se quiser manter a cumplicidade com o seu par. Ame-o e demonstre-lhe os seus sentimentos. Saúde: Não há nada a registar. Tudo vai manter-se dentro do normal. Dinheiro: Estará mais voltado para o estudo e para o conhecimento aprofundado de determinados assuntos, com o intuito de aperfeiçoar as suas competências. Conselho para 2019: Evite reagir por impulso e procure ser mais compreensivo e tolerante. Virgem Em 2019 os nativos do signo Virgem vão receber a proteção da carta de Tarot o Louco, o que significa que irão estar mais abertos a novas aventuras, abraçando novos projetos e aventurando-se por caminhos nunca experimentados. Apesar desta carta não representar a estabilidade, por outro lado, favorece os riscos, as viagens e as novidades. Amor: Poderá sentir-se dividido entre a necessidade de viver um romance descontraído e a necessidade de liberdade. Saúde: A saúde precisará de mais cuidado. Faça uma alimentação saudável e corte com hábitos nocivos ao organismo. Dinheiro: No setor profissional, prepare-se para uma viragem, um novo começo. Está na hora de abraçar novos desafios e experimentar domínios onde antes não arriscou aventurar-se. Conselho para 2019: Mantenha o equilíbrio entre as suas obrigações para com os outros e as suas necessidades. Balança No ano de 2019 os nativos do signo Balança gozam da proteção especial da carta de Tarot a Imperatriz. Estão criadas as condições para alcançarem o sucesso e conquistarem todas as metas que fazem parte dos seus planos. Terão perfeita noção daquilo que desejam, pois, para chegar onde se encontram, ultrapassaram diversos obstáculos. Amor: Conte com harmonia e momentos de felicidade no que respeita aos assuntos do coração. Saúde: A sua saúde vai ser determinada pelo seu estado de espírito e pelo seu humor. Dinheiro: Conte com algumas incertezas na hierarquia da empresa à qual você pertence. Também haverá mudanças no próprio local de trabalho. Conselho para 2019: A nível financeiro, aja com cautela. Escorpião Sob a influência da carta de Tarot o Papa, os nativos do signo Escorpião, em 2019, irão estar bem preparados para ultrapassar situações complicadas. Passar por estas situações é fundamental para o desenvolvimento interior e para treinar determinadas competências que virão a revelar-se muito úteis, deixando-os mais confiantes.Ao sentiremse mais fortes para fazer frente aos obstáculos, não há nada que os impeça de ir em busca dos seus sonhos. Amor: O seu parceiro provavelmente vai aspirar a mais liberdade e confiança, por isso ofereça-lhe as duas coisas sem criticá-lo. Saúde: A harmonia familiar será muito importante, pois os problemas familiares podem ter um impacto sobre sua saúde. Dinheiro: Cultive as habilidades sociais, alcance as suas metas através da cooperação e do consenso em vez de tentar agir de forma autónoma e individualista. Conselho para 2019: Deve ter cuidado e aconselhar-se convenientemente antes de fazer investimentos. Sagitário No ano de 2019 os nativos do signo Sagitário estão sob a influência da carta de Tarot os Enamorados, o que significa que terão de tomar algumas decisões importantes, pois vão encontrar-se perante situações que exigem uma escolha e uma tomada de posição. Amor: Poderá ver-se perante dois pretendentes e terá de fazer uma escolha. Esta carta também aconselha calma e prudência, para saber escolher. Saúde: Razoável. Ainda assim, não custa evitar atividades arriscadas e stressantes. Dinheiro: No setor profissional, poderá receber uma nova proposta. Pode, também, receber dinheiro proveniente de duas fontes distintas: dois empregos ou uma herança. Conselho para 2019: Possíveis conflitos com o seu amor e os amigos que, estando acostumados à sua jovialidade e otimismo, não entenderão a sua reserva. Capricórnio Sob a proteção da carta de Tarot a Força, os nativos do signo Capricórnio serão capazes de enfrentar qualquer situação e de ultrapassar qualquer obstáculo. Contudo, há que saber dosear a força, pois as situações devem resolver-se com estratégia e diálogo. A força, se for mal-usada, pode levar à perda de oportunidades. Amor: Se for comprometido, terá a oportunidade de fortalecer os seus laços com o seu companheiro; se for solteiro, vai deixar de o ser. Saúde: Programe uma agenda tranquila e estabeleça prioridades. Se fizer isso, descobrirá que tem toda a energia de que precisa para fazer o que é importante na sua vida. Dinheiro: A nível profissional, faça sempre um bom planeamento dos projetos que tem sob a sua responsabilidade. Conselho para 2019: Haverá oportunidades interessantes de crescimento no trabalho, mas para isso não pode ter medo de se envolver em atividades totalmente diferentes das habituais. Aquário Sob a influência da carta de Tarot a Sol, os nativos do signo Aquário em 2019 vão ter a estabilidade de que necessitam para criar bases sólidas para alcançar as metas a que se propuserem logo no início do ano. Este período de tempo será particularmente feliz, pois estes nativos poderão desfrutar em pleno da harmonia afetiva que vai dominar a vida amorosa e familiar. Terá também boas hipóteses de concretização no domínio profissional e financeiro. Amor: Cuide do seu parceiro, mantenha o diálogo aberto e mostre que a evolução da vossa união ainda lhe interessa. Saúde: A sua aparência vai brilhar. Os excessos serão o único perigo para a sua saúde. Dinheiro: Este período é poderoso e benéfico ao início de novos projetos ou empreendimentos. Conselho para 2019: Você é idealista e deve esforçar-se para não se deixar levar por cada nova ideia e desistir de alguns projetos antes de os terminar. Peixes A carta de Tarot o Carro vai influenciar o ano de 2019 dos nativos do signo de Peixes, o que significa que durante este período há boas perspetivas de evolução a todos os níveis. Devem saber muito bem aquilo que querem, sem se deixarem influenciar por opiniões alheias. Podem sentir alguma instabilidade, mas se não deixarem que as dúvidas reprimam as suas ações, conseguirão dar passos muito importantes para o seu futuro. Amor: Caso esteja à procura da sua cara metade, o amor virá até si e, para poder recebê-lo, terá que deixar a sua zona de conforto. Seria uma pena deixá-lo passar. Saúde: Reduza o ritmo das suas atividades. Dinheiro: Este é o momento de levar a vida como gosta, de assumir responsabilidade pela sua vida e felicidade e de mostrar as ideias que tem em mente aos seus superiores. Conselho para 2019: Os estudos estarão em alta, bem como as profissões ligadas à cura. Recicle os seus conhecimentos.

[close]

p. 14

14 A VOZ DE LOULÉ 11 de janeiro 2019 Necrologia SALIR Morreu antigo governante e comissário das comemorações dos Descobrimentos Romero Magalhães MARIA RODRIGUES VALENTE 10/03/1926 24/12/2017 MISSA 1.º Ano de Saudade MANUEL PALMEIRA GRAÇA 14/02/1927 – 23/11/2013 MISSA 5.º Ano de Saudade Filhos, nora, e restante família vêm por este meio, participar a todas as pessoas amigas e conhecidas que, no próximo dia 13 de janeiro, pelas 12h00, será realizada Missa, na Igreja de Salir, assinalando o aniversário de falecimento dos entes queridos. Desde já agradecem a todas as pessoas que se dignem comparecer a tão piedoso ato. ALMANCIL FELISMINA PINTO NUNES 83 Anos AGRADECIMENTO Irmã e restante família agradecem a todos quantos acompanharam a sua ente querida até à sua última morada, ou que de outro modo manifestaram o seu pesar. Para todos a nossa gratidão. Agência Funerária João & Vítor Tel. 800 209 254 LOULÉ MARIA ZÉLIA PINTO CARRUSCA PIRES 83 Anos AGRADECIMENTO Filha, Genro e Netos Paula e Miguel, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que com a sua presença testemunharam a sua amizade, acompanhando a sua ente querida até à sua última morada ou de qualquer outro modo manifestaram sentimento de pesar pelo doloroso acontecimento. Para todos a nossa gratidão. Agência Funerária João & Vítor Tel. 800 209 254 - Faleceu no dia 26 de novembro de 2018, com 83 anos, Felismina Pinto Nunes, residente em Almancil. O antigo comissário-geral da Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses (1999-2002) e ex-secretário de Estado da Orientação Pedagógica Joaquim Romero Magalhães morreu no dia 24 de dezembro de 2018, em Coimbra, aos 76 anos de idade. O também presidente do Conselho Diretivo da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC), durante oito anos, nas décadas de 80 e 90 do século passado, e secretário de Estado da Orientação Pedagógica em governos liderados por Mário Soares (1976-1978) morreu no dia 24 de dezembro, na cidade onde residia, disse à agência Lusa a diretora da FEUC, Teresa Pedroso de Lima. Natural de Loulé (distrito de Faro), onde nasceu em 1942, Joaquim Romero Magalhães foi distinguido, em 12 de dezembro deste ano, pela Universidade do Algarve, que lhe atribuiu o título de ‘doutor honoris causa’. Romero Magalhães, que viveu em Loulé e Faro até aos 17 anos, licenciou-se em história pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, em 1967, foi docente do ensino liceal e professor catedrático da FEUC, onde se doutorou. Foi também professor convidado da École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris, da Universidade de São Paulo e da Yale University, e sócio correspondente estrangeiro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, de acordo com a sua biografia, na página da Universidade de Coimbra na internet. Enquanto estudante em Coimbra, Romero Magalhães foi presidente da Associação Académica de Coimbra e do Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra, em 1964 e 1963, respetivamente. Deputado à Assembleia Constituinte da República Portuguesa, eleito pelo PS, em 1975 e 1976, Joaquim Romero Magalhães foi autor de uma vasta obra, tendo coordenado o volume “Alvorecer da modernidade”, da História de Portugal dirigida por José Mattoso, e publicado obras como “Vem aí a República! 1906-1910” ou “O Algarve económico durante o século XVI”, que lançou já em dezembro do ano 2018. - Com 84 anos, faleceu no dia 12 de dezembro, Maria Clotilde João, residente em Quarteira. - Faleceu no dia 12 de dezembro, com 90 anos, Maria Francisca Anastácio, residente em Quarteira. - Com 71 anos, faleceu no dia 13 de dezembro, Maria Júlia Chaparro Gomes Martins, residente em Quarteira. - Faleceu no dia 19 de dezembro, com 97 anos, Isabel Maria, residente em Loulé. - Com 85 anos, faleceu no dia 20 de dezembro, António Rosa da Luz, residente na Bordeira. - Faleceu no dia 22 de dezembro, com 58 anos, Maria Filomena Gonçalves Fernandes Costa, residente em Loulé. - Com 66 anos, faleceu no dia 24 de dezembro, João António Soares Rodrigues dos Santos, residente em Loulé. - Faleceu no dia 25 de dezembro, com 71 anos, Feliciano da Luz Sousa, residente em Loulé. - Com 88 anos, faleceu no dia 27 de dezembro, Maria d’ Assunção Mendes Filipe, residente em Loulé. - Faleceu no dia 28 de dezembro, com 89 anos, Maria do Carmo Isabel Luís, residente em Salir. - Com 83 anos, faleceu no dia 29 de dezembro, Maria Zélia Pinto Carrusca Pires, residente em Loulé. - Faleceu no dia 29 de dezembro, com 78 anos, Manuel Casimiro Neto, residente em Quarteira. - Com 80 anos, faleceu no dia 31 de dezembro, Maria Irene Santos Guerreiro, residente em Benafim. Estes funerais foram realizados pela Agência Funerária João & Vítor Tel. 800 209 254 Funerais Agência Funerária Trasladações de todo o tipo para o País e Estrangeiro José Rosa & Filhos, Lda ARTIGOS FÚNEBRES E RELIGIOSOS Tratamos de toda a documentação Número Grátis 800 222 000 Tel. 289 462 271 Fax 289 416 845 965 805 506 -968 033 276 Praça D. Afonso III, 21 e 23 8100 LOULÉ FERREIRAS / ALBUFEIRA - 289 548 039 ALGOZ - Tel./Fax 282 575 572 - 966 340 239 - 964 283 736 AGÊNCIA FUNERÁRIAGIL BARRETO, Unip, Lda Av. Marçal Pacheco, 112 Telf. 289 462 946 Telf./Fax 289 414 269 8100 - 505 LOULÉ Urb. Carreira de Tiro, Bl.I Praceta Salgueiro Maia Tel. 289 118 521 8000 - 189 FARO E-mail: agenciafungilbarret@sapo.pt Site: www.agenciafungilbarreto.pt 289 462 946 - 289 118 521 (24 HR.)

[close]

p. 15

11 de janeiro 2019 15 A VOZ DE LOULÉ 1ª Quinzena janeiro Poesia Joaquim Hilário Horóscopo Quinzenal por Maria Helena Carneiro Amor: Pense com calma qual será a melhor atitude a tomar para resolver os seus problemas amorosos. Saúde: Pede cuidados especiais. Dinheiro: Boa altura para se lançar em empreendimentos. Números da Sorte: 1, 18, 22, 40, 44, 48 Pensamento positivo: Eu valorizo os meus amigos. Touro Amor: este será um período de paixão muito intensa. Saúde: Pode sentir-se em baixo de forma. Dinheiro: Deve tomar atenção aos seus compromissos financeiros. Números da Sorte: 3, 11, 19, 25, 29, 30 Pensamento positivo: Estou atento a tudo o que se passa à minha volta. Gémeos Amor: Aproveite para expandir os seus conhecimentos e amizades. Saúde: Período isento de preocupações. Dinheiro: Aproxima-se uma oportunidade interessante que não deve desperdiçar. Números da Sorte: 2, 8, 11, 28, 40, 42 Pensamento positivo: Dedico-me às pessoas que amo. Caranguejo Amor: Poderá sentir alguma dificuldade em estabelecer um verdadeiro contacto emocional com a pessoa que ama. Saúde: O stress acumulado poderá traduzirse em cansaço. Dinheiro: Modere as suas expectativas, os tempos não estão para gastos. Números da Sorte: 19, 26, 30, 32, 36, 39 Pensamento positivo: Eu tenho Fé para ultrapassar todos os momentos. Leão Amor: O seu sucesso dependerá da habilidade em lidar com situações de tensão. Saúde: Dores de cabeça e outros sintomas de mal-estar. Dinheiro: A impulsividade está a ser o seu maior inimigo. Números da Sorte: 5, 9, 17, 33, 42, 47 Pensamento positivo: Tenho cuidado com o que digo e com o que faço para não magoar as pessoas que amo. Virgem Amor: Uma certa tendência para a irritabilidade poderá provocar discussões. Saúde: Tudo deverá permanecer estável. Dinheiro: Tenha cuidado no que diz respeito à assinatura de qualquer tipo de compromisso financeiro. Números da Sorte: 8, 9, 22, 31, 44, 49 Pensamento positivo: Eu sei que mereço ser feliz. Balança Amor: Repense melhor o percurso afetivo que tem com o seu amor. Saúde: Não se preocupe em demasia. Dinheiro: É provável que venha a obter alguns benefícios. Números da Sorte: 7, 19, 23, 42, 43, 48 Pensamento positivo: Eu valorizo os meus amigos. Escorpião Amor: se tem estado só, poderá agora viver um grande amor caso consiga pôr de lado a sua mania de ser perfecionista. Saúde: Seja prudente, não abuse. Dinheiro: Não descure das suas obrigações ou será repreendido. Poderá sofrer de falta de concentração. Números da Sorte: 2, 4, 22, 36, 47, 48 Pensamento positivo: Vivo cada momento com felicidade. Sagitário Amor: Evite os problemas e as discussões, ao contrário do que pensa nunca foi nem será a melhor forma de resolver as questões. Saúde: Terá tendência para o nervosismo. Dinheiro: Evite a dispersão, os tempos não estão bons para gastos. Números da Sorte: 3, 24, 29, 33, 38, 40 Pensamento positivo: A alma não tem idade, jamais envelhece! Capricórnio Amor: Procure estar próximo das pessoas que mais gosta. Não se deixe absorver pelo trabalho. Saúde: Esteja atento a todos os fatores, não arrisque. Dinheiro: Entrará num período favorável à consolidação dos seus objetivos. Números da Sorte: 4, 11, 17, 19, 25, 29 Pensamento positivo: Procuro manter-me sereno e ouvir a voz de Deus! Aquário Amor: dê mais valor ao diálogo na sua relação amorosa. Saúde: tendência para tensão arterial alta. Dinheiro: seja mais diplomático e menos reivindicativo no seu local de trabalho. Números da Sorte: 5, 17, 22, 33, 45, 49 Pensamento positivo: O meu coração está disponível para o Amor. Peixes Amor: Fique atento às queixas da pessoa que tem a seu lado e não seja demasiado sarcástico. Saúde: Escute o seu organismo, ele poderá começar a dar sinais de cansaço. Dinheiro: Trabalhe e confie no seu sucesso. Números da Sorte: 2, 8, 11, 25, 29, 33 Pensamento positivo: Eu venço os meus medos! Palavras Cruzadas N.º 63 in Puz Fases da Lua LUA DIA Lua Nova 6 janeiro Soluções Palavras Cruzadas N.º 62 Quarto 14 Crescente janeiro Sina de mulheres Merece muita consideração com amor e bom respeito, a mulher faz a boa união que todo o casal tem o direito. A vergonha e o respeito Há mulheres que o perdeu, eu acho que não tem jeito mostrar o que Deus lhe deu. Que ganhas mulher perdida com ser assim tão vaidosa, olha que os prazeres da vida não é assim que se goza. Vivesses com outro jeito como outras amigas por aí, ter-te-iam mais respeito não abusavam tanto de ti. Não faças troça daquelas por terem uma vida diferente, olha que há muitas donzelas mudaram suas vidas para sempre. Não te rias com chalaça que essa burla não fica bem, é que por onde ela passa podes tu passar também. É o destino de cada mulher ter esposo, ou companheiro, não ser como outra qualquer que vende seu corpo por dinheiro. Vive e desfruta do teu bom porte da sina que cada mulher tem, as mulheres da pouca sorte nasceram honradas também. Lua Cheia 21 janeiro Quarto 27 Minguante janeiro PSaosnsdaateLmoupléos Sondagens e Captações de Água, Ld.ª Manuel António Guerreiro VENDE-SE PRÉDIO RÚSTICO E URBANO no Sítio Ameijoafras de Cima-Paderne Albufeira 922 284 605 ------------------------------------------------------------------------------- VENDE-SE Honda, 125, ano 2006. 962 922 607 ------------------------------------------------------------------------------- VENDE-SE Reto Escavadora, Massey Ferguson, modelo 750, em bom estado. Telf. 289 413 627 / 968 378 058 ------------------------------------------------------------------------------- www.sondaloule.com Vale da Rosa - Caixa 198 A 8100-331 Loulé Telf.: 289 415 712 Fax: 289 435 034 Tlm: 917 268 792 Email: geral@sondaloule.com FICHA TÉCNICA Propriedade/Editor: Goldenhouse – Med. Imob. Edição e Comércio de Jornais,Lda - Rua 1º de Dezembro nº 26 B · 8100-615 Loulé; NIF. 505 139 260; ISSN – 2182-0104; Inscrição na ERC nº. 119251; Sede, Redacção e Administração: Rua 1º de Dezembro nº 26 B · 8100-615 Loulé; Tel: 289 463 054; Fax: 289 417 150; E-mail: geral@avozdeloule.com; Tiragem por número: 6800 Exemplares; Diretora e Administradora: Nathalie Dias, CPJ Nº TE-808; Grafismo e Paginação: Isaura Inácio; Jornalistas: Nathalie Dias nºTE 808, N.º 9764; Impressão: CORAZE - Edif. Rainha 4.º Piso Esq., 3720-232 Oliveira de Azeméis; E-mail: geral@coraze.com; Distribuição: Portugal, Europa, América do Norte, América do Sul, África, Austrália Quinzenalmente às sextas-feiras MRW, CTT, Iberomail Colunistas: António Grosso Correia, Carlos Cupertino, Carlos Manso, Ciência na Imprensa Regional, DECO, Francisco Bota Inez, Hélio Ramos, Isidoro Cavaco, Ivone Dias Ferreira, João Chagas Aleixo, Joaquim Hilário, Johnson & Johnson LifeScan, Manuel da Silva Costa, Manuel Mendes Farias, Maria das Dores Lopes, Maria João Portela, Maria José Dias, Martins & Echevarria, Mira, Natália Sousa, Neto Gomes, Nuno Vaz Correia, Pedro Pimpão, Quirino Mealha; Sofia Coelho, Tiago Martins. Registado no Ministério da Justiça; (Secretaria Geral sob o n.º 119521); Depósito Legal N.º 108766/97.

[close]

Comments

no comments yet