Revista Construsul 76

 

Embed or link this publication

Description

O amadurecimento do processo BIM no Brasil garante espaço como um novo paradigma para a construção. A tecnologia torna os projetos mais confiáveis, antecipa definições, centraliza informações e proporciona maior produtividade.

Popular Pages


p. 1

Construsul 76A PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REGIÃO SUL ANO XII | NOVEMBRO E DEZEMBRO | 2018 ESPECIAL BELEZA COM PERSONALIDADE Sejam cleans ou sofisticados, metais e acessórios para banheiros ou cozinhas se destacam pelas variedades de formas, cores e funcionalidades. ATUALIDADES Entidades do setor da construção civil esboçam expectativa positiva de retomada da economia, em especial investimentos em habitação e infraestrutura. A perspectiva visa crescimento, ainda que os empresários tendam aguardar o período de transição do governo para tomada de decisões. TECNOLOGIA Essenciais para todos os tipos de edificações, as portas e janelas avançam no quesito de inovação tecnológica. Tendo como matérias-primas PVC, madeira, alumínio e aço, os produtos destacam as características de estanqueidade, conforto térmico e acústico, segurança, durabilidade e acessibilidade.

[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4

INOVAÇÃO - TECNOLOGIA - LANÇAMENTOS NOS ENCONTRAMOS EM 2019! APOIADORES CONSTRUSUL 2018

[close]

p. 5

Terça a sexta: 13h às 20h

[close]

p. 6

EDITORIAL Por Daniela Manfron Gerente de Comunicação e Marketing Sul Eventos BALANÇO POSITIVO Prestes a encerrar, 2018 talvez fique marcado como o final de um ciclo de retração, onde o setor da construção civil precisou transpor muitos obstáculos. De acordo com o depoimento de representantes das principais entidades do setor, o próximo um ano se configura como um momento de reestruturação do mercado e início de uma reação positiva. Os esforços estão concentrados alavancar resultados, promover inovação e diferenciação, embora os investimentos sigam moderados e os empresários aguardem o novo governo eleito para tomar algumas medidas. O esperado é que a retomada aqueça segmentos de habitação e infraestrutura. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Material de Construção (Abramat), para este ano deve se concretizar o crescimento pretendido de1,5% no faturamento do setor. Dados divulgados no início de novembro pela Pesquisa Tracking mensal da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), apontam que o acumulado do ano foi registrado uma alta de 5% em relação a 2017. Para o ano de 2019, a Anamaco e o setor de material de construção apresentam-se esperançosos, apostando no crescimento de 10% em comparação ao ano de 2018. Na Feira Construsul tivemos um ano especial. A 21ª edição do evento teve sua realização concretizada de forma positiva e otimista. De volta a Porto Alegre, RS, a feira teve foco em negócios e conhecimento, recebendo cerca de 38 mil visitantes em quatro dias. A Revista Construsul chega a sua última edição de 2018 trazendo matéria especial sobre metais e acessórios para banheiros e cozinhas. Essenciais em qualquer projeto, os acabamentos se diferenciam pela beleza e funcionalidades, além de manterem o foco em economia de água. Também apresentamos conteúdo sobre tecnologia de portas e janelas. Tendo como matérias-primas o PVC, madeira, alumínio e aço, os produtos destacam as características de estanqueidade, conforto térmico e acústico,segurança, durabilidade e acessibilidade. Boa leitura e boas festas! Nos encontramos em 2019. 6 REVISTA CONSTRUSUL NOVEMBRO/DEZEMBRO 2018

[close]

p. 7

Seja assinante e receba a publicação oficial da Região Sul na sua casa ou escritório. *Promoção por tempo limitado. Possibilidade de alteração sem aviso prévio. *Publicação bimestral. Assinatura anual compreende no recebimento de um ciclo de seis edições a partir da próxima edição após confirmação de pagamento reAvciesstsaeconstrusul.com.br e seja um assinante Mais informações: assinaturarevista@suleventos.com.br

[close]

p. 8

ÍNÍDINCDIECE Foto: Radiobras/EBC Foto: divulgação Franke Foto: Shuterstock A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) aponta resultados positivos em outubro. Segundo a pesquisa divulgada no início de novembro, o décimo mês obteve um resultado de 4,1% superior no faturamento deflacionado. A entidade reforça que projeção de crescimento prevista continua alinhada para o encerramento de 2018. A novidade da Franke é a cuba Smart que une tecnologia, design e praticidade, com duas cubas maiores integradas por uma menor de apoio. Com acabamento em aço inox escovado o modelo possui borda slim o que aumenta a elegância e o refinamento deixando o produto mais atrativo. Um dos diferenciais é o FastFixing que permite a instalação de forma fácil e rápida com perfeita ergonomia. Entidades do segmento de construção civil, nacionais e regionais esboçam uma retomada na economia e uma perspectiva otimista para o crescimento, apesar de aguardar o período de transição do governo para a tomada de decisão. Cautela, inovação tecnológica, elevação no nível de confiança, redução da instabilidade e investimentos são alguns aspectos pautados para o próximo ano, além de um panorama claro. 8 REVISTA CONSTRUSUL NOVEMBRO/DEZEMBRO 2018 Foto: divulgação Altero Os metais sanitários e acessórios para banheiros e cozinhas apresentam diferentes formatos. Alguns com seguem a linha mais clean, outros são sofisticados e arrojados. A variedade de design, cores e funcionalidades atraem todos os tipos de consumidores e especificadores. Os metais sanitários têm que estar em conformidade com algumas normas técnicas para garantir o padrão de qualidade: ABNT NBR 10281/15 – Torneiras – Requisitos e métodos de ensaio; ABNT NBR 10283/08 – Revestimentos Eletrolíticos de Metais e Plásticos Sanitários entre outros.

[close]

p. 9

Foto: divulgação Volvo Foto: Shutterstock Materiais como PVC, madeira, alumínio e aço compõem as portas e janelas. A escolha para determinados tipos de edificações partem do design, conforto térmico, acústico, segurança, acessibilidade e estanqueidade. Para se diferenciarem em um mercado competitivo, os fabricantes e montadores apostam em quesitos com: atendimento pós-venda e funcionalidade. As esquadrias possuem algumas normativas, variando conforme o material em que é produzida, além de programas de certificação e qualidade, que também garantem a segurança na hora de escolher. O Sinduscon-RS divulgou em novembro o CUB/m² do mês de outubro de 2018, com base na NBR 12.721/2006. Os materiais de construção que mais subiram foram: vidro liso transparente 4mm (4%), bloco de concreto sem função estrutural 19x19x39cm (3,93%), aço CA-50 Ø10mm (3,90%), cimento CP-32 II (1,85%) e esquadria de correr tamanho 2,00x1,40m, em alumínio (1,84%). A Sobratema projeta para 2018, crescimento de 40% na comercialização de máquinas de movimentação de terra. O Estudo Sobratema do Mercado Brasileiro de Equipamentos para Construção afirma que iniciou a recuperação do mercado. Nesse segmento, as vendas de retroescavadeiras devem ter uma expansão de 51% em 2018, chegando a 3,15 mil unidades comercializadas. EXPEDIENTE Foto: divulgação Deceuninck A REVISTA CONSTRUSUL É UMA PUBLICAÇÃO DA SUL EVENTOS Direção Wilson Richter Ricardo Richter Gerência de Comunicação e Marketing e Editora Responsável Daniela Manfron (Mtb/RS 8.889) assistente de jornalismo Aniele Cerutti Departamento ComerCial Regina Manfron Silveira Brasil Eventos PARA ANUNCIAR comercialrevista@suleventos.com.br Fechamento dessa edição 20/11/2018 correspondÊncIa Sul Eventos Rua Miguel Tostes, 823, Bairro Rio Branco, Porto Alegre, RS, CEP 90430-061 Fone: 55 51 3225.0011 www.suleventos.com.br As opiniões, entrevistas, artigos e colunas assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores. PROJETO GRÁFICO E diagramação Pubblicato Editora Ltda. andrea@pubblicato.com.br Fone: 55 51 3013.1330 Diagramação e produção: Vitor Mesquita e Andrea Costa Foto de Capa Shutterstock IMPRESSÃO Gráfica Odisséia participe da próxima edição Para participar da próxima edição da Revista Construsul com sugestões, dúvidas e críticas mande seu email para: jornalismo@suleventos.com.br REVISTA CONSTRUSUL NOVEMBRO/DEZEMBRO 2018 9

[close]

p. 10

MOVIMENTO Varejo de material de construção deve fechar o ano com alta de 9% As lojas de material de construção representam o terceiro maior segmento do varejo ampliado. Mesmo com um cenário econômico incerto, especialistas estão mais otimistas para esse ano. Segundo o Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar), a categoria estima um aumento de 2,21% em novembro, em relação ao mesmo período do ano passado. “Esperamos fechar o ano com um resultado favorável, mas podemos notar alguns fatores responsáveis por frear o aquecimento do mercado de construção, como o crescimento lento da renda”, avalia o diretor executivo do Ibevar, Nuno Fouto. Segundo associações do segmento, este ano, o varejo de material de construção apresentou uma alta de 7%, até o momento, e estima fechar o ano com 9%, no total. Um dos pontos que contribuem para esse resultado é o déficit do mercado imobiliário. Para Fouto, existem ofertas, mas também uma relativa dificuldade de vendas. “Isso possibilita o desenvolvimento do segmento, pois como as pessoas optam por não trocar o imóvel em decorrência dessa crise, elas precisam fazer a manutenção e muitas ainda fazem adaptações e reformas no geral para deixar o ambiente de sua preferência”, completa. Índice Nacional da Construção Civil varia 0,43% em outubro O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentou variação de 0,43% em outubro, caindo 0,02 ponto percentual em relação à taxa do mês anterior (0,45%). Os últimos doze meses foram para 4,61%, resultado acima dos 4,33% registrados nos doze meses anteriores. No ano, o acumulado ficou em 3,93%. O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em setembro fechou em R$ 1.103,98, em outubro subiu para R$ 1.108,75, sendo R$ 574,70 relativos aos materiais e R$ 534,05 à mão de obra. A parcela dos materiais registrou variação de 0,69%, próxima da apre- sentada no mês anterior (0,68%). Já em relação a outubro de 2017 (0,20%), o índice apresentou aumento significativo. Quanto à parcela da mão de obra, com variação de 0,16%, foi observada uma queda em relação ao mês anterior de 0,04 ponto percentual (0,20%) e uma alta, na mesma medida, em relação a outubro de 2017 (0,12%). De janeiro a outubro, os acumulados são 5,45% (materiais) e 2,36% (mão de obra), sendo que em doze meses ficaram em 6,30% (materiais) e 2,83% (mão de obra). As taxas de variação por região em outubro são: 1,83% (região Norte) 0,41% (Nordeste), 0,06% (Sudeste), 0,26% (Sul) e 1,01% (Centro-Oeste). 10 REVISTA CONSTRUSUL NOVEMBRO/DEZEMBRO 2018 Índice Abramat aponta resultados positivos em outubro de 2018 A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção, Abramat, divulgou no início de novembro, a edição de seu índice de outubro. O destaque da pesquisa é o registro de crescimento no faturamento da indústria de materiais de construção em outubro em todas as comparações, ainda que em relação ao mês anterior a alta aferida seja mínima. Comparado a outubro/2017, o décimo mês do ano apontou resultado 4,1% superior no faturamento deflacionado. A comparação com setembro desse mesmo ano registra alta de 0,1%. “Considerando os resultados acumulados pelo setor até outubro, a previsão para um encerramento do ano permanece alinhada com a projeção realizada que indicava crescimento de 1,5% em relação a 2017. Confirmada tal projeção, 2018 ficará marcado como um ano de recuperação para a indústria de materiais de construção, criando as bases para um crescimento maior em 2019”, afirma o presidente da associação, Rodrigo Navarro. Nos últimos 12 meses (set/17 a out/18), comparados ao mesmo período do ano anterior, o estudo demonstra alta de 2,3% no faturamento das associadas, enquanto que no acumulado do ano (jan/18 a out/18) o crescimento em relação ao mesmo período de 2017 é de 1,6%. Com ambos os segmentos de produtos contribuindo para o crescimento do faturamento do setor, os materiais de base apontam alta de 4,9% em relação ao mesmo mês em 2017 e variação negativa de -0,2% em relação ao mês anterior. Os materiais de acabamento, por outro lado, indicaram aumento de 3,0% em relação a setembro de 2017 e crescimento de 0,3% em relação ao mês anterior. O emprego na indústria de materiais de construção seguiu sua tendência de queda. De janeiro até outubro de 2018 o número de vagas de emprego do setor reduziu -0,7% em relação ao mesmo período de 2017.

[close]

p. 11

movimento Infraero implanta tecnologia bim no aeroporto de Londrina A Infraero iniciou a utilização da metodologia BIM em seus processos. O projeto-piloto, denominado de Aeroporto Digital, está sendo implantado no Aeroporto de Londrina, PR, e servirá de modelo para os demais terminais da Rede, além de ser referência para os aeroportos concedidos pelo país. BIM (do inglês Building Information Modeling), ou Modelagem da Informação da Construção, é um conjunto de tecnologias e processos integrados, que permite a criação, a utilização e a atualização de modelos digitais de uma construção, de modo colaborativo, de forma a servir a todos os participantes do empreendimento durante todo o ciclo de vida do ativo. O projeto piloto Aeroporto Digital consiste num ambiente comum de dados em modelo digital 3D de todo o Aeroporto de Londrina, que incluem dados do sítio aeroportuário e das edificações e que são acessíveis por aplicativos dentro de uma plataforma única de informações. A iniciativa conta ainda com a integração do modelo BIM com o Sistema de Informações Geográficas (SIG), desenvolvido em uma base de integração para compartilhar dados dinamicamente e permitir a compreensão de todo o aeroporto por todas as partes relacionadas, eliminando dados redundantes e melhorando eficiência operacional. Nela, a representação do mundo real em ambiente 3D que reúne dados sobre todas as instalações do sítio aeroportuário, deverá permitir, futuramente, a integração com dados do próprio município. O projeto prevê uma economia anual de até R$ 540 mil para o aeroporto através da diminuição dos custos de cadastramento, projeto e manutenção, do aprimoramento da operação aeroportuária, da gestão de informações e do aumento da rentabilidade comercial, além da diminuição de paradas de equipamentos e agilidade em processos fundiários que terão os cálculos efetuados após a conclusão do projeto. A metodologia vai integrar as várias áreas do Aeroporto de Londrina, contribuindo para uma modelagem de edificações e de infraestrutura com dados únicos e centralizados, em que será possível fazer de forma mais eficiente novos estudos de ampliação aeroportuária, pesquisas de demanda, capacidade e fluxos de passageiros, bem como servir de repositório central de mapas, infraestruturas, edificações, sistemas prediais, dados de gerenciamento de instalações, entre outros. Para o desenvolvimento do projeto, foram definidas três fases: plano de Gerenciamento do Projeto, modelagem 3D do sítio aeroportuário de Londrina e plataforma de Integração Aeroportuária. No acompanhamento das atividades, há uma equipe técnica especializada composta por profissionais de diversas áreas da Infraero, de várias regiões do Brasil, entre eles arquitetos, engenheiros (civis, eletricistas, eletrônicos, mecânicos, cartógrafos), analistas de sistemas, especialista em navegação aérea, técnicos em edificações e desenhistas. Foto: divulgação REVISTA CONSTRUSUL NOVEMBRO/DEZEMBRO 2018 11

[close]

p. 12

empresas e produtos Biancogres apresenta novidades para varanda e área externa Entre os mais recentes lançamentos da Biancogres destacamse modelos de porcelanatos versáteis para compor o ambiente das áreas externas e varandas fechadas. O Thimos Caramello (26x106cm) que pode figurar tanto em piso quanto em paredes. A harmonia entre cor, relevo e textura reproduz com fidelidade as texturas e o visual da madeira natural, este porcelanato pode até desenhar um deck para a piscina. O modelo Chicago Grigio (53x106cm) traz a modernidade e a rusticidade do concreto deixando o ambiente mais atual. Também conhecido no Brasil como marmorite. Já o Terrazzo Veneziano (53x106cm) é um material com identidade própria que, após algumas décadas em desuso, voltou a ser tendência. Os porcelanatos Pietra Lavica (53x106cm) e Cemento Vecchio também são novidades. O visual interessante do porcelanato Pietra Lavica é resultado de pesquisas em torno das rochas de lava enquanto que a aparência levemente desgastada traz personalidade ao revestimento Cemento Vechio. Hoje, uma das grandes tendências no universo da decoração é expor as marcas do tempo nos materiais, então o visual antiguinho do acabamento não poderia ser mais atual. 12 REVISTA CONSTRUSUL NOVEMBRO/DEZEMBRO 2018 Foto: divulgação Foto: divulgação Black+Decker aposta em lavadora de alta pressão com bomba de alumínio A economia de água é um assunto de extrema relevância, afinal, cada vez mais, as pessoas buscam forma de realizar atividades que consumam o mínimo possível do recurso. Uma solução é a nova Lavadora de alta pressão Black+Decker PW1370TDL indicada para uso em janelas, garagens, veículos, áreas externas, piscinas e varandas. Com tecnologia que proporciona alta performance no trabalho, responsável por uma economia de até 80% de água, o modelo possui filtro transparente externo que protege o motor contra sujeiras capazes de danificar o produto, e rodas que facilitam o transporte. Além disso, para garantir a durabilidade e maior vida útil do equipamento, a lavadora da Black+Decker conta com uma bomba de alumínio, responsável por tornar o produto mais resistente e também minimizar a necessidade de manutenções. A lavadora ainda possui o Sistema Auto Stop, que possibilita o desligamento automático, e acompanha engate para a mangueira, filtro transparente, pistola, mangueira e lança turbo com bico ajustável.

[close]

p. 13

Casalille lança revestimentos acústicos em tecido e papel de parede A Casalille, importadora e distribuidora exclusiva no Brasil da marca francesa Texdecor, do grupo francês de revestimentos e papel de parede Casamance, apresenta ao mercado, novidades em papel de parede e revestimentos acústicos para projetos corporativos e residenciais. Os acústicos da Texdecor possuem performances acústicas com variações de 25% a 30% que permitem lidar efetivamente com os problemas de ressonância comumente encontrados nos diferentes espaços que recebem o público. Estes revestimentos de parede satisfazem as normas técnicas acústicas em vigor e estão de acordo com as normas anti-chamas. A coleção de acústicos da Casalille oferece menor reverberação do som, menor efeito de amplificação sonora, maior clareza e compreensão do que é conversado, menos condensação e isolamento térmico. Pode ser utilizado em áreas comuns como lobbys, corredores, auditórios, salas de cinema, home theater, salas de concertos musicais, restaurantes, bares, casas noturnas e brinquedotecas. Os revestimentos vinílicos da marca francesa também podem ter tratamento antimicrobiano, podendo desta forma serem utilizados em ambientes que requer cuidados sanitários, tais como hospitais, clínicas, consultórios, ambulatórios e afins. Foto: divulgação Cerâmica Atlas Revestimentos geométricos possibilitam criar diferentes sensações De olho nas tendências, a Cerâmica Atlas, empresa do segmento de pastilhas de porcelana e revestimentos, reforça sua linha de pastilhas de porcelana com formato hexagonal, oferecendo as opções: Ártico, Aveiro, Barents e Preto, que abrangem diferentes tonalidades de preto e branco. As pastilhas hexagonais são opções de revestimento para áreas úmidas, pois possuem baixíssima absorção, além de boa durabilidade e fácil limpeza, como destacam os designers de interiores do escritório Icono Projetos e Interiores Paulo Brites e Lome Chung. “É um modelo que cria um efeito bem bonito, sem problemas de emendas. Hoje, vemos o formato hexagonal em diversos ambientes e nós usamos para criar espaços sofisticados ou até mesmo dar aquele toque vintage nos ambientes”, conta Paulo Brites. No projeto do banheiro de um apartamento, o arquiteto Pietro Terlizzi, do escritório Pietro Terlizzi Arquitetura e Design, adotaram pastilhas hexagonais Barents (M6329) em todas as paredes e no piso, criando um grande cubo. “Além de proteger as paredes contra umidade, é um revestimento que dá destaque às faces aplicadas. O contraste entre a cor da pastilha e o rejunte enfatizam os hexágonos realçando ainda mais o revestimento”, conta Pietro. REVISTA CONSTRUSUL NOVEMBRO/DEZEMBRO 2018 13 empresas e produtos Foto: Guilherme Pucci

[close]

p. 14

empresas e produtos Evonik constrói nova fábrica na Alemanha A Evonik investe um valor na casa dos dois dígitos de milhões de euros na construção de uma nova fábrica multifuncional em seu site de Geesthacht, norte da Alemanha, a 30 km da cidade de Hamburgo.As capacidades adicionais a serem criadas serão destinadas à produção de uma variedade de silicones e polímeros terminados em silano que a Evonik comercializa sob os nomes Polymer VS e Polymer ST. Os produtos são usados em várias aplicações, incluindo adesivos para pisos de parquê, adesivos em produtos para o cuidado de ferimentos ou em aplicações de encapsulação no setor eletrônico. “O investimento planejado tem importante significado estratégico na medida em que vai nos ajudar a concentrar ainda mais o nosso foco em especialidades químicas inovadoras”, diz o responsável pela linha de negócios Interface & Performance na Evonik, Dietmar Schaefer. Foto: divulgação O início das atividades da nova planta está programado para o final de 2019. Além da ampliação da capacidade de produção, também será erguida uma unidade para o abastecimento de caminhões-tanque no local. O local possui cerca de 100 colaboradores e irá focar em duas áreas: silicone e nanotecnologia. Os silicones de cura por adição e condensação e também os polímeros terminados em silanos são usados como resinas em adesivos e selantes, produtos eletrônicos e no setor médico. Dentre outras coisas, os nanomateriais baseados em sílica funcionam como aditivos de melhora das propriedades de compósitos de fibra, materiais usados com sucesso nas indústrias automotiva e aeroespacial. 14 DEWALT LANÇA SERRA TICO-TICO DCS331B 20V MAX* ÍON DE LÍTIO A Dewalt apresenta a Serra Tico-Tico DCS331B 20V MAX* Íon de Lítio. Esta serra possui motor robusto com escovas de carvão substituíveis, o que garante a potência da ferramenta. O mecanismo com contrapeso reduz a vibração, oferecendo assim mais comodidade ao usuário. Para esta ferramenta, a empresa pensou nas dificuldades de trabalhadores que atuam nas mais diversas áreas, buscando assim mais versatilidade. É por isso que esta conta com engate rápido de encaixe universal para lâminas de qualquer tipo, assim como a sapata de ajuste rápido com paradas em ângulo 0°, 15°, 30° e 45° para ambos os lados e um soprador de pó ajustável. A Serra Tico-Tico DCS331B também oferece comodidade com sua empunhadura emborrachada e seu interruptor com controle de velocidade variável com trava de segurança. Com um aperto suave e estabilidade no manuseio, ela será a melhor amiga de qualquer profissional. O diferencial é a tecnologia 20V MAX* Íon de Lítio, que combina baterias de íons de lítio com ergonomia superior para criar uma ferramenta mais potente e que dura muito mais. REVISTA CONSTRUSUL NOVEMBRO/DEZEMBRO 2018 Foto: divulgação

[close]

p. 15

Franke apresenta a cuba Smart empresas e produtos Foto: divulgação Em comemoração aos 20 anos da Franke no Brasil, a marca suíça está trazendo diversas novidades recentemente lançadas na Europa. A variedade da linha de cubas e pias que com sua diversidade de opções de design, acabamentos e acessórios fazem dos modelos Franke a solução ideal para tornar os ambientes funcionais e mais incríveis. A novidade da Franke é o modelo Smart que une tecnologia, design e praticidade no dia a dia da cozinha com duas cubas maiores integradas por uma cuba menor de apoio. A Smart pode vir acompanhada com acessórios como cestos e escorredor de aço e tábua de madeira ou sintética, projetadas para garantir maior praticidade e gestão de espaço, proporcionando mais conforto na preparação dos alimentos. Com acabamento em aço inox escovado a cuba Smart possui borda slim o que aumenta a elegância e o refinamento deixando o produto muito mais atrativo. Um dos diferenciais é o FastFixing, sistema exclusivo patenteado pela Franke que permite a instalação de forma fácil e rápida com perfeita ergonomia. Outro destaque da cuba Smart é sua maior profundidade auxiliando no manuseio de utensílios maiores com comodidade. O modelo possui ainda ladrão oculto e furo para instalação de dosador de sabonete líquido ou misturador e vem com válvula 4,5“ com puxador maior para facilitar a remoção da peneira. Graddus apresenta a Linha Trend Os pisos Vinílicos estão sendo cada vez mais utilizados também em ambientes comerciais e corporativos. É importante ficar atento quanto às características e indicações de uso para cada produto, a fim de evitar problemas futuros. As linhas para ambientes comerciais possuem especificações técnicas diferentes para cada tipo de segmento. Geralmente, a capa de uso é mais espessa (acima de 0,30mm) e o PVC mais reforçado, incluindo uma camada de fibra de vidro, que garante maior estabilidade dimensional e dureza para o piso. Além disso, algumas linhas possuem uma camada de PVC estabilizante, não utilizada nos pisos residenciais. A Graddus, com o objetivo de inovar, lança a Linha Trend, desenvolvida especialmente para ambientes de alto fluxo e indicada para comércio em geral, escolas, hospitais, escritórios, academias, restaurantes. Todo o conforto e qualidade do piso vinílico transmitido também para ambientes corporativos. Foto: divulgação REVISTA CONSTRUSUL NOVEMBRO/DEZEMBRO 2018 15

[close]

Comments

no comments yet