Gazeta maio

 

Embed or link this publication

Description

Gazeta maio

Popular Pages


p. 1

Ano XLIII Nº 537 Maio de 2018 SLC Agrícola investe na inclusão digital Recentemente, a SLC Agrícola inaugurou mais três Espaços de Inclusão Digital, desta vez, nas Fazendas Planorte, Parnaíba e Pamplona. O objetivo dessa iniciativa, que teve início em 2017 na Fazenda Palmares, é democratizar o acesso à tecnologia e ao ensino a distância, levando os colaboradores para a era digital e do conhecimento. Os novos espaços atraíram a atenção dos colegas e parecem ter sido muito bem recebidos. “É satisfatório saber que a empresa se preocupa com essa questão. Com a inauguração do espaço, colaborado- res que estudam na modalidade EAD poderão utilizar os equipamentos para otimizar seus estudos. Já os que ainda não têm acesso à informática, passarão a fazer uso efetivo dos recursos tecnológicos”, destacou o monitor de Qualidade da Fazenda Parnaíba, Vagner Santin. O Espaço de Inclusão Digital faz parte do Planejamento Estratégico da área de Recursos Humanos da empresa. A meta é instalar mais 10 espaços ao longo do ano de 2018, contemplando, assim, todas as unidades da SLC Agrícola. Espaços proporcionam acesso ao meio digital... ... para os colaboradores nas suas horas livres Marca Namorado é destaque em pesquisa nacional Marca da SLC Alimentos assumiu o 4º lugar no segmento Arroz, na pesquisa Líderes de Vendas 2018. Página 3 SLC Comercial aposta em formação técnica da equipe O Programa Mentoring Técnico, iniciado em 2015, segue gerando bons resultados. Página 4

[close]

p. 2

O Brasil que eu quero para o futuro Não é novidade que nosso país está enfrentando uma das maiores crises políticas de sua história. Paralelo a isso, ainda sofremos os reflexos de uma retração econômica de nível mundial. Somados, tais fatores trazem desgosto, sofrimento e indignação a grande parte da população brasileira. Neste momento, o que domina as rodas de conversa da população em geral são resultados de julgamentos no Supremo, comentados como se fossem placar de um jogo de futebol. Em meio a este cenário conturbado da nossa nação, uma grande rede de televisão criou uma campanha – em que convida as pessoas a gravarem vídeos, dizendo qual país querem para o futuro – para divulgar esses vídeos nos telejornais. O que quero questionar é: essa realmente é a pergunta certa que deve ser feita aos brasileiros? Naturalmente, temos o hábito de reclamar sobre várias questões que afetam nosso dia a dia, principalmente as que envolvem os poderes públicos. Reclamamos da violência, que está assolando todas as nossas cidades, desde as grandes metrópoles até as pequenas e pacatas cidades do interior, onde nem as propriedades rurais com acessos mais remotos estão seguras. Reclamamos da saúde pública, que cada dia mais parece estar à beira do caos. Reclamamos das condições das rodovias, que prejudicam o escoamento da nossa produção. Reclamamos da situação em que se encontram nossas escolas públicas. E poderíamos citar muitos outros motivos de indignação que diariamente ouvimos e que, em muitos casos, nos vimos reclamando da mesma forma; afinal, é muito fácil e cômodo dizermos que a responsabilidade é somente dos outros. Em meio a todos esses problemas que enfrentamos, temos um ano de eleições presidenciais e, em paralelo a toda essa realidade, uma grande emissora de televisão pergunta à população qual o Brasil que nós brasileiros queremos para o futuro? Considero essa pergunta muito fácil de ser respondida. Todos nós pediremos o fim da corrupção, saúde, educação, segurança pública, escolas, estradas em boas condições, incentivo para a agricultura, incentivo ao MGearrecnotseBDeicvkiseiornal da SLC Comercial esporte, à arte e por aí vai; ou seja, todos nós sabemos o que queremos e o que deve ser feito. Agora, a principal pergunta que devemos fazer é: o que eu estou fazendo para o futuro do Brasil? Será que estou agindo como um cidadão que contribui para o desenvolvimento do Brasil, ou apenas estou me juntando ao coro dos pessimistas de plantão, que parecem estar desejando o caos para terem motivos de reclamar ainda mais? Podemos começar pela ação de cidadania que devemos ter em outubro, votando de forma consciente em pessoas éticas, honestas e que trabalhem para o crescimento do Brasil. Devemos agir de forma correta no trabalho e na vida social. Temos de trabalhar unidos, em prol do avanço de nossas empresas, pois, em um momento em que se incita, de forma equivocada, que trabalhadores e empresários estão em lados opostos, quem mais tem a perder se isso acontecer é o Brasil e, é claro, todos os brasileiros – pois se não trabalharmos unidos, jamais iremos superar esse momento difícil da nossa nação. Não quero de nenhuma forma isentar os erros cometidos por nossos governantes, muito pelo contrário, pois no momento em que a maioria da população agir com ética e respeito ao seu semelhante, isso irá se refletir no poder público e, assim, conseguiremos criar o Brasil que queremos para o futuro. Precisamos enfrentar esses momentos difíceis com sabedoria, pois, se concordarmos que não temos participação na mudança, podemos, ao invés de ajudar nosso país, estarmos simplesmente dizendo o que quereremos para o futuro, sem fazer a nossa parte para que o verdadeiro progresso, o verdadeiro desenvolvimento e o futuro que queremos aconteça. Vamos nos unir e trabalhar cada dia mais em prol do país que merecemos.

[close]

p. 3

SLC Agrícola promove Workshop de Transição Aconteceu na matriz e nas Fazendas Paiaguás e Pioneira o Worskshop de Transição, com o tema “Gestão da Mudança e Conflito”. Ministrado pelo consultor, Ricardo Farah, o objetivo do Workshop foi fortalecer o Pro- jeto Mais Agro, apresentando os aspectos da mudança, conflitos, emoções, promover discussões e reflexões sobre o papel individual, o cenário no processo de mu- dança e como gerar mudanças de comportamento. Na matriz, participaram os coordenadores, geren- tes, usuários-chave do Projeto Mais Agro e equipe de TI envolvida. Nas fazendas, participaram o gerente, coordenadores, trainees, potenciais e mestre de obras. Até o mês de julho, o Workshop percorrerá todas as fazendas da SLC Agrícola. SLC Agrícola - Matriz Fazenda Paiaguás Fazenda Pioneira Marca Namorado é destaque em pesquisa nacional A marca Namorado, da SLC Alimentos, assumiu o 4º lugar do ranking de vendas no segmento Arroz, na pesquisa Líderes de Vendas 2018, da revista SuperHiper. No ano passado, a marca ocupava a 5ª colocação. A pesquisa, elaborada pela Nielsen, apresenta uma análise de 150 categorias de produtos de alto giro, por faturamento, no autosserviço. Todas as categorias são comercializadas em lojas com pre- dominância de cinco ou mais check-outs, que totalizam faturamento de 72% do autosserviço nacional. Esse resultado reflete todo o empenho e dedicação da equipe SLC Alimentos e o crescimento da marca Namorado. Parabéns a todos! Expediente GAZETA VERDE é uma publicação mensal da SLC Participações S.A. | Rua Bernardo Pires, 128/5º andar | Porto Alegre/RS Fone: (51) 3230.7700 | Fax: (51) 3230.7717 | E-mail: gazetaverde@slc.com.br Comitê Editorial: Airton Luiz Fleck, Álvaro Luiz Dilli Gonçalves, Daiane Silva, Débora Braga, Jorge Luiz Silva Logemann e Rosileni Segatto. Execução: Assessoria de Comunicação - Grupo SLC | Fone: (51) 3230.7708 | Jornalista Responsável: Débora Braga (MTb 12.225) Maio de 2018 

[close]

p. 4

SLC Comercial aposta na formação técnica da equipe O Programa de Mentoring Técnico, cujo obje- tivo é acelerar o processo de aprendizagem dos auxiliares do departamento de Serviços, segue na SLC Comercial. O projeto piloto começou em 2015 na matriz e, em 2016, foi ampliado para as demais unidades da empresa. A dinâmica do Programa sempre envolve o Tupanciretã/RS Santo Ângelo/RS mentor (professor responsável por multiplicar o conhecimento), o mentorado (aluno em aprendi- zagem), além dos gestores da área e gerentes do Desenvolvimento Humano e Organizacional e do departamento de Pós-Venda. Em 2017, os mentores foram: Antonio Mar- tins, de Tupanciretã/RS; Antonio Toniolo e Elvio Schmidt, de Santo Ângelo/RS; Aragani Freitas, de Horizontina/RS Cruz Alta/RS Cruz Alta/RS; Luan Forster, de Horizontina/RS; de Santo Ângelo/RS; Luis Marques, de Cruz Alta/RS; e Ricardo Steinke, de Ijuí/RS. E os mentorados foram: e Alessandro Fernandes e Juliano Hoffmann, de Ho- Juliano Santos, de Tupanciretã/RS; Fernando Bueno, rizontina/RS. Encontro reúne trainees na Fazenda Pamplona Alunos universitários conhecem trator John Deere Entre os dias 3 e 5 de abril, foi realizado na Fazenda Pamplona mais um módulo do Programa de Formação de Trainees da SLC Agrícola. O módulo foi conduzido pela gerente de RH, Déa Machado; pelos coordenadores de RH, Deise Schmidt e Marcelo Francisco; pela analista de Treinamento e Desenvolvimento, Ângela Borges; e pela analista de Administração de Pessoal, Fabiane Silva. A unidade da SLC Comercial de Três Passos/RS, por meio do consultor estratégico de Negócios, Edivan Deutner, contribuiu com a disciplina sobre Máquinas Agrícolas do curso de Agronomia da UERGS - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Os alunos tiveram a oportunidade de conhecer o trator 5075E, através de demonstração estática sobre o funcionamento do equipamento. Trainees participaram do módulo Gestão de Pessoas  Ano XLIII | Nº 537 Jovens puderam ver de perto o equipamento

[close]

p. 5

SLC Agrícola recebe visita do Grupo Bom Futuro Nos dias 22 e 23 de março, as Fazendas Pano- rama e Palmares receberam a visita do Grupo Bom Futuro, através do seu sócio-fundador, Elusmar Maggi Scheffer; do diretor técnico, Inácio Modesto; e mais seis gestores do grupo. A comitiva fez bench- marking das prá- ticas de operação nas culturas de algodão e de soja da SLC Agrícola. Os gerentes Leonardo Celini, Valdenir Mene- zes e Anderson Pletsch recebe- ram os visitantes. O Grupo Bom Fu- Comitiva em visita à Fazenda Planeste... turo cultiva atualmente mais de 520 mil hectares de terras entre culturas de 1ª e 2ª safras, distribuídas em aproximadamente 110 fazendas agrupadas em 37 unidades centralizadoras, localizadas no estado do Mato Grosso. ... e à Fazenda Palmares SLC Comercial alinha processos de Vendas SLC Agrícola apoia Projeto Educando pelo Esporte A SLC Comercial recebeu, em abril, a visita do time de OFP (Order Fulfillment & Process) da John Deere para realizar um trabalho chamado de Dealer Skills Improvement (Melhoria das Habilidades do Conces- sionário). O time da fábrica interagiu com o time da SLC, mapeando todo o processo de planejamento de inventário do concessionário, identificando as forta- lezas e as fraquezas e, para finalizar, sugeriu me- lhorias em algumas etapas do processo. Participaram do trabalho a gerente de Vendas da SLC Comercial, Lidiane Antonow; a analista de Vendas, Narjara Zim- mermann; e o gestor de Planejamento e Experiência do Cliente, Eugênio Fronza. Através da Lei do Esporte, a SLC Agrícola é apoiadora do Projeto Educando pelo Esporte, realizado pela ACM - Associação Cristã de Moços do Rio Grande dos Sul na Vila Cruzeiro, em Porto Alegre/RS. A iniciativa proporciona a crianças e adolescentes diversas oficinas esportivas. O lançamento do projeto ocorreu em março e contou com a presença do exjogador Dunga. A colega Adélia Boucinha (abaixo) representou a empresa durante o evento. Equipe mapeou processos da área Lançamento do projeto ocorreu em Porto Alegre/RS Maio de 2018 

[close]

p. 6

Coordenadores de fazendas participam de capacitação No dia 17 de abril, ocorreu na Fazenda Pamplona o treinamento de Cotton Picker, com a equipe da John Deere. A capacitação foi ministrada por Helton Silva, da John Deere, e contou com a presença dos coordenadores de Manutenção das Fazendas Planeste, Parnaíba, Panorama, Palmares, Paladino, Planalto e Pamplona, além dos coordenadores de Lavoura e mecânicos. Foram abordados temas como segurança na operação, manutenções e contaminantes. Fazenda Parceiro realiza treinamentos internos Capacitação para a equipe de colheita de grãos... Colegas atentos ao treinamento ... e para os membros da Cipa Em março, a Fazenda Parceiro realizou um treinamento para os colaboradores envolvidos na colheita de grãos da safra 2017/2018. A capacitação foi conduzida pelos coordenadores Castelar Baierle e Tiago Zorzi, que trataram sobre segurança, senso de dono, uso obrigatório dos EPIs, entre outros. No mesmo mês, ocorreu o treinamento dos novos Cipeiros da gestão 2018/2019, com o objetivo de orientar os colaboradores sobre a importância do uso dos EPIs. SLC Comercial revisa projeto da “Máquina Parada” No dia 17 de abril, esteve na SLC Comercial uma comitiva da John Deere, composta por Lia Schwarz, Matheus Heck e Eder Neumann, a fim de revisar o status do projeto piloto da “Máquina Parada”. Participaram deste trabalho os gestores de serviços de Ijuí/RS, Vinicius Jung; e o de Horizontina/RS, Iago Sehen. Além do trabalho interno, também foi feita visita a um cliente da matriz que teve caso de máquina parada recentemente. Assim, foi possível fazer um comparativo do antes e depois da implantação do novo processo. Durante a visita, o gerente de Planejamento e Experiência do Cliente, Eugênio Fronza, apresentou a visão do negócio da empresa para os próximos cinco anos.  Ano XLIII | Nº 537 Grupo revisou andamento do projeto

[close]

p. 7

Colegas da SLC Alimentos treinam para classificar arroz Nos dias 22 e 23 de fevereiro, aconteceu o treinamento de Classificação de Arroz em Casca, Beneficiado Polido e Parboilizado, realizado pelo Sindapel - Sindicato da Indústria do Arroz de Pelotas/RS. A unidade da SLC Alimentos de Capão do Leão/RS participou do evento com as colaboradoras do Recebimento de Matéria-Prima, Débora Moraes e Mariléia Kohler. Agora, ambas poderão dividir experiências com as demais indústrias locais e também adquirir novos conhecimentos. Projeto Mais Agro avança na SLC Agrícola Colegas foram capacitadas Presidente visita o projeto semanalmente Semanalmente, o diretor-presidente da SLC Agrícola, Aurélio Pavinato, sponsor do Projeto Mais Agro, e o diretor de TI, Ângelo Castiglia, visitam a equipe para obter um status do andamento do projeto. No dia 13 de abril, a visita ocorreu com a presença da equipe da área Fiscal e do gerente do projeto, Augustinho Zimmermann, que apresentou os principais pontos referentes ao andamento dos processos. Gestores da Fazenda Panorama em Hora do SQP Semanalmente, os gestores da Fazenda Panorama promovem a Hora do SQP (Segurança, Qualidade e Produtividade). O objetivo é fazer observações e abordagens positivas voltadas à reflexão dos desvios e aos benefícios das práticas seguras. Hora da Segurança reúne colegas da Pioneira A Fazenda Pioneira realizou, no dia 5 de abril, a Hora da Segurança no setor de Manutenção. O momento foi conduzido pelo coordenador José Korbus, com a participação do borracheiro, Jailson, e do torneiro mecânico, André. A equipe discutiu ações que buscam atingir o acidente zero. Gestores reunidos na Hora do SQP Equipe discutiu ações para o acidente zero Maio de 2018 

[close]

p. 8

Ivanor Pedro Daronco “A SLC Agrícola é uma empresa com enorme potencial” Ivanor começou como operador de máquinas agrícolas Natural de Catuípe/RS, Ivanor Pedro Daronco atualmente reside em Tangará da Serra/MT e trabalha como motorista na Fazenda Paiaguás. Ele é casado com Ludmilla e tem dois filhos: Wilian, de 22 anos; e Isadora, de oito. Vida em família O ensino e, acima de tudo, a honestidade são os principais valores a serem transmitidos na criação dos filhos. Para o colega, a família ideal “se mantém unida em todos os momentos, respeitando uns aos outros, com muito companheirismo”, destaca. O nascimento dos filhos, o primeiro aniversário da caçula e a formatura da esposa foram momentos especiais na vida de Ivanor. Nas férias, eles costumam viajar a Humaitá/RS para rever a família e os amigos. O colega conta que não pratica esportes, mas que cuida da saúde evitando frituras e dando prioridade a frutas e verduras. Torcedor do Grêmio, nas horas de folga, ele não dispensa uma partida de sinuca e uma cerveja com os amigos. Aliás, assar um belo churrasco entre amigos é outro programa de que Ivanor gosta e, se for ao som de músicas gaúchas e sertanejas, suas favoritas, melhor ainda. Ele sonha em conhecer melhor o Brasil, “o interior, suas praias, cachoeiras e culturas diferentes, para depois o exterior”, conta. Cuidar do futuro dos filhos e dar a eles bons estudos são os objetivos de vida do colega, que acredita que menos corrupção e 8 Ano XLIII | Nº 537 Objetivo de vida do colega é cuidar do futuro dos filhos mais respeito entre as pessoas sejam os ingredientes fundamentais para se fazer um mundo melhor. Se tivesse direito a três desejos, eles seriam: “Poder morar mais perto dos meus familiares, viajar para a praia de avião para conhecer o Nordeste e cursar o ensino superior”, enumera. Quase 18 anos de SLC Ivanor ingressou na SLC Agrícola em agosto de 2000. “Comecei como operador de máquinas agrícolas e, hoje, exerço o cargo de motorista”, conta. Segundo ele, respeito, bom humor e boa comunicação são essenciais para se dar bem com os colegas. Já o trabalho em equipe significa “trabalhar em harmonia, com honestidade e sinceridade uns com os outros”, afirma. Ele vê a SLC Agrícola como uma empresa com enorme potencial. “Com ela consegui conquistar minha casa, meu carro e dar sustento à minha família”, orgulha-se. Seu desejo profissional é “continuar desempenhando o meu trabalho com seriedade e profissionalismo”, conclui.

[close]

p. 9

Robson Samir Reckziegel “A SLC Comercial é uma empresa comprometida” Robson Samir Reckziegel é nascido em Horizontina/RS, mas mora em Cruz Alta/RS, onde trabalha na SLC Comercial como técnico mecânico. Ele começou a trabalhar na Macagnan em fevereiro de 2007 e, em 2010, passou a integrar a SLC. Dedicação e Crescimento Ele começou como trainee e, após um ano, passou a técnico mecânico. “O departamento de Serviços é muito dinâmico, o que proporciona muita movimentação e adaptação constante à exigência do cliente”, explica. Para manter o bom relacionamento com os colegas, Robson diz acreditar na filosofia da cooperação. “Vejo que, quando a cooperação deixa de ser algo tácito, torna-se parte do DNA profissional, que involuntariamente se dissemina entre todos que estão ao seu redor”, comenta. Para ele, o trabalho em equipe significa gratidão. “Percebo o quanto cada colega influência – positivamente ou negativamente – para que eu aprenda melhor sobre mim mesmo”, diz. Para o colega, a SLC Comercial é uma empresa comprometida em ter um diferencial no meio em que está inserida, dando oportunidade aos seus colaboradores de crescerem junto com a empresa. “Para mim é uma referência, pois tudo o que conquistei foi por intermédio da equipe que lá se encontra”, destaca. Sua ambição profissional é trabalhar com ética e honra “para alcançar uma posição respeitada e de mérito na empresa”, almeja. Família e Sonhos Robson é casado com Emanuelle, e eles têm uma filhinha: a Betina, de dois anos. Na educação da pequena, ele quer ensinar a compreensão do respeito, da família, da responsabilidade para o meio em que vive, com amor ao próximo. O processo de recuperação do pai e o nascimento da filha foram os momentos mais especiais da vida do colega. A prática de esportes, se- Momentos em família gundo ele, tem o objetivo maior de integração entre os colegas. “Até porque como jogador, sou um bom técnico mecânico”, diverte-se. Ele admite que a alimentação é um ponto a melhorar. “Como um bom apreciador de um suculento churrasco, adoro comidas com bastante carnes, massas, queijos, sempre acompanhado de uma boa bebida”, revela. O colega também conta que a vaidade é um ponto forte, que completa a sua autoestima. “Gosto de estar bem apresentado, com roupas atuais e perfumes importados”, afirma, “mesmo sabendo que a questão beleza é um tabu entre os colegas técnicos mecânicos”, brinca. Nas horas de folga, ele conta que costuma aproveitar os lugares que o remetem à infância. “Adoro a cidade em que me criei, São Valério do Sul; fujo com minha família pra lá sempre que posso”, conta. Gremista, o colega aprecia a boa música nativista, mas também diz que não tem preconceito com outros ritmos. A Alemanha seria o destino da viagem dos sonhos, “pois minhas origens estão na cultura alemã”, justifica. O sonho de consumo é ter uma casa espaçosa, com todo o conforto para sua família. Já seus três maiores desejos são: “Compreensão, oportunidade e sucesso”, finaliza. Para se dar bem com todos: cooperação Maio de 2018 

[close]

p. 10

Páscoa Solidária A SLC Comercial, com o apoio dos colaboradores de todas as unidades, realizou a campanha Páscoa Solidária. Foram arrecadados doces, alimentos e materiais de limpeza, doados para entidades assistenciais dos municípios onde a empresa atua. Confira as ações: Doações de Páscoa Em clima de Páscoa, os voluntários da matriz da SLC Agrícola realizaram uma campanha de arrecadação de materiais escolares para o Abrigo João Paulo II, localizado em Porto Alegre/RS. Foram arrecadados 912 itens como cadernos, canetas, estojo, massa de modelar etc. Já na Fazenda Parnaguá, os voluntários visitaram uma escola municipal e entregaram caixas de bombom. Colegas do GAS doaram kits escolares em Porto Alegre/RS... ... e caixas de bombom na escola municipal da comunidade da Paiaguás (informações sociais) 15 ANOS Quadro Funcional Março/2018 Empresa SLC Agrícola SLC Alimentos SLC Comercial Nº de funcionários 3.274 573 231 Vilson Batista Martins Valdevino de Souza Marcelo Peglow Fazenda Pioneira/MT Fazenda Planalto/MS Fazenda Pamplona/GO 10 ANOS Emerson Irme Barbieri Carlos Alberto Basso Mário Gonçalves João da Silva Neto João Francisco de Souza Fazenda Planorte/MT SLC Alimentos - Jandira/SP Fazenda Planalto/MS Fazenda Planeste/MA Fazenda Planorte/MT SLC Participações Fundação SLC TOTAL 47 3 4.128 Márcio Santos da Silva SLC Alimentos - C. do Leão/RS Jesuilson Farias Fazenda Piratini/BA Márcio José da Silveira SLC Agrícola - Matriz Wanderley do Nascimento Fazenda Planeste/MA Averiano dos Santos Fazenda Planeste/MA 10 Ano XLIII | Nº 5357ANOS Marcella Melo Langortt SLC Agrícola - Matriz 6/5/2003 13/5/2003 26/5/2003 2/5/2008 5/5/2008 6/5/2008 12/5/2008 15/5/2008 16/5/2008 19/5/2008 19/5/2008 19/5/2008 21/5/2008 2/5/2013 Tempo de Empresa Maio/2018 Alexandre Ribeiro SLC Alimentos - C. do Leão/RS Hudson Wallas Miranda Fazenda Perdizes/MT Abraão de Cerqueira Fazenda Parceiro/BA Sinobilino Melo Badu Fazenda Parceiro/BA Felipe da Silva Corrêa SLC Alimentos - C. do Leão/RS Antônio Cavedon SLC Agrícola - Matriz José Laurindo Filho Fazenda Perdizes/MT Welbert Araújo Sousa Fazenda Planorte/MT José de Araújo Sousa Fazenda Parnaíba/MA José Luis Lopes Fazenda Parnaíba/MA Sebastião Rosa da Silva Fazenda Parnaguá/PI Francimário de Sousa Fazenda Parnaíba/MA Maurício Portanova SLC Agrícola - Matriz Osmar Jandrey Abe Fazenda Perdizes/MT Roniel de Sousa Borges Fazenda Parnaíba/MA Edilson dos Reis Fazenda Parnaíba/MA 6/5/2013 8/5/2013 9/5/2013 9/5/2013 13/5/2013 14/5/2013 14/5/2013 16/5/2013 17/5/2013 17/5/2013 18/5/2013 20/5/2013 20/5/2013 20/5/2013 20/5/2013 21/5/2013

[close]

p. 11

(fundação SLC) A atividade física e a idade Você sabia que para cada faixa etária há uma recomendação de atividade física? Os benefícios de manter o corpo em movimento vão além de eliminar peso. Nadar, correr ou caminhar é saudável para a mente, o corpo, o coração e demais órgãos. Para cada etapa da nossa vida, há um tipo de recomendação. Mas, independentemente disso, antes de iniciar qualquer atividade é importante procurar o médico, que poderá indicar os exercícios mais recomendados de acordo com a sua saúde. Crianças e adolescentes: De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), crianças e adolescentes dos cinco aos 17 anos devem participar de brincadeiras, jogos, esportes e educação física que envolvam recreação e locomoção. É desejável que a duração das atividades físicas seja de pelo menos 60 minutos por dia, ou de três a cinco horas por semana. Elas podem ser moderadas ou mais intensas. Adultos e idosos: Para a faixa etária dos 18 aos 64 anos, a OMS recomenda 150 minutos de atividade moderada por semana ou 75 minutos de atividade intensa. Entre as alternativas estão caminhar, pedalar, fazer serviços domésticos, praticar jogos e esportes. A partir dos 65 anos, a OMS recomenda a atividade física moderada, de preferência em grupo e, no mínimo, três dias por semana. A intensidade vai depender das condições físicas e da mobilidade de cada um. Em geral, são suficientes 150 minutos de atividade moderada ou 75 minutos de atividade intensa por semana. Fonte: Unimed RS (www.unimed.coop.br) (fazendo a diferença) SLC Alimentos aposta na multiplicação do conhecimento Em março, dando sequência a um projeto que teve início no segundo semestre de 2017 na matriz e na unidade de Capão do Leão/RS da SLC Alimentos, foram realizadas capacitações por multiplicadores internos. Naquele mês, os multiplicadores foram o coordenador Contábil da matriz, Douglas Santos; e líder da Indústria, Greice Neitzel. Nas duas capacitações, foram abordados diferentes temas, mas que fazem parte do dia a dia da empresa: treinamento de Excel e de Segurança de Alimentos, levando aos funcionários assuntos de interesse de sua rotina, além de promover um espaço de integração entre as áreas. Ambos obtiveram 100% de aproveitamento na avaliação de resultado, além de terem deixado a sensação de ter sido pouco o tempo para tão vastos assuntos. Mas o que realmente mais animou os grupos foi a oportunidade de receberem a capacitação através de colegas. Muitos participantes mencionaram o quanto os multiplicadores apresentaram de conhecimento e de capacidade didática, tornando ainda mais rica a experiência. Ação na matriz, em Porto Alegre/RS... ... e em Capão do Leão/RS Maio de 2018 11

[close]

p. 12

(conheça a empresa) SLC Agrícola promove XXIII SAPT e VI Encontro de Mecanização O SAPT (Seminário de Avaliação e Planejamento Técnico) é realizado anualmente pela SLC Agrícola há 23 anos. É uma forma de trocar informações técnicas e promover o desenvolvimento das lideranças técnicas da empresa. As novidades da edição deste ano, que ocorrerá entre 15 e 17 de maio, na Fazenda Palmares, são as novas ferra- Evento promove o desenvolvimento das lideranças técnicas da empresa mentas de agricultura digital, focadas em monitoramento e aplicação, bem como, a utili- tante para aproximar ainda mais o setor produtivo zação racional e sustentável. Também será abordado de seus consumidores, fazendo com que estes coo manejo filotécnico para a melhoria da eficiência do nheçam profundamente o que está sendo produzido, uso de fertilizantes, especificamente, do nitrogênio. seu consumo e uso dos produtos”, destacou João. E Conforme o gerente de Planejamento Agrícola acrescentou: “Espera-se que esta edição traga muita e Pesquisa, João Vanin, o negócio agrícola evoluiu troca de informações, padronização e uso das tecnomuito para o uso de tecnologias que visam a uma logias de forma sustentável para as novas tendências agricultura mais sustentável. “Esse evento é impor- do negócio agrícola”, almeja. Equipe comemora 365 dias sem acidentes com afastamento na Algodoeira da Planorte Curso de Boas Práticas de Fabricação na Fazenda Paladino Colegas da SLC têm grupo de corrida sFoejsatanadeFaeznecnedrraaPmaemnptolodnaacolheita de CmoaletrgizasdaceSlLeCbrAagrarímcoalaP..á. scoa na ... na Fazenda Paladino, ... ... na Fazenda Pamplona, ... ... na Fazenda Pioneira ... ... e na Fazenda Planorte “Meu Pé de Bem-Estar”na Fazenda Pamplona SLC Comercial recebe a visita de Eduardo Fanslau, da Fiergs Membros e Kewpie CdoarspevmispitraemsasaMPaitisaugiu&ásCo 12 AnoQXuLIeII r| Npºa5r3t7icipar? Envie suas fotos para o e-mail gazetaverde@slc.com.br

[close]

Comments

no comments yet