Boletim Agroecológico - n.6 - Jun.2018

 

Embed or link this publication

Description

Boletim Agroecológico do Núcleo de Agroecologia Apêtê Caapuã

Popular Pages


p. 1

BOLETIM AGROECOLÓGICO Núcleo de Agroecologia Apêtê-Caapuã NAAC COMPÕE A DELEGAÇÃO PAULISTA NO IV ENCONTRO NACIONAL DE AGROECOLOGIA [Leia mais] No dia 10 de maio de 2018, no último dia da XII Semana da Biologia da Ufscar de Sorocaba, o NAAC teve uma participação especial no encerramento desse evento científico, onde foi realizado uma oficina de plantio de 10 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica em linhas para dar início a uma continuação do “SAF Siliprandi” implantado pelo NAAC no Campus Sorocaba da UFSCar . A oficina foi instruída pelo facilitador Anderson Roberto Razera, agricultor orgânico com mais de 20 anos de experiência e graduando em gestão ambiental. [Leia mais]

[close]

p. 2

ACONTECEU NO CAMPUS: UFSCar contra o aumento do RU Roda de conversa “Soberania alimentar na Universidade - Agricultura Familiar como alternativa ao aumento do RU” Por Clara Moreira Agroecologia e feminismo: Confecção de cartazes Por Pedro Poleti

[close]

p. 3

MÃOS NA TERRA: NAAC NA SEMANA DA BIO Por Raissa Razera O encerramento da XII Semana da Biologia da UFSCar Sorocaba foi marcado pelo plantio de mudas nativas da Mata Atlântica, re- alizado numa parceria da organização do evento com o Núcleo de Agroecologia Apêtê-Caapuã, a fim de concluir os aprendizados com algo prático, de valor intrínseco, que contribuiu para a con- tinuidade do “SAF Siliprandi” já semiestruturado pelo NAAC. A oficina, realizada no dia 10 de maio de 2018, foi instruída pelo “Sabemos que esse é só facilitador Anderson Rober- o começo de muito to Razera, agricultor orgânico trabalho na terra que com mais de 20 anos de expe- há por vir, mas nos riência e graduando em gestão ambiental, que introduziu a sentimos honrados de dinâmica dos sistemas agro- levar um pouco desse florestais, técnicas de plantio. conhecimento para os Estiveram presentes organizadores e inscritos da Semana da Biologia, e membros do NAAC. estudantes de graduação”. “Participar do plantio foi muito enriquecedor, tanto por apren- der as técnicas de plantio como “É muito gratificante participar da construção de uma agrofloresta dentro de uma universidade. É uma iniciativa surpreendente”. por ser uma atividade que traz calma em dias estressantes e rotineiros. Seria bem legal ter mais atividades como essa ao longo do ano. Muito obrigada ao Núcleo de Agroecologia por proporcionar essa experiência que talvez muitos nunca teriam: PLANTAR UMA ÁRVORE”. Anderson Roberto Razera Amanda Pachu Baptista Ferreira, aluna de graduação de ciências biológicas bacharelado na UFSCar de Sorocaba

[close]

p. 4

CELEBRAR É PRECISO: 26 ANOS DO PROJETO DE ASSENTAMENTO IPANEMA Por Adriel Vaz, Camila Lima e Letícia Haiala A luta continua

[close]

p. 5

IV ENA REÚNE NEA’S DE TODO BRASIL PARA DISCUTIR AGROECOLOGIA E DEMOCRACIA Por Érica Monteiro e Fernando Silveira Franco

[close]

p. 6



[close]

p. 7

AGROECOLOGIA CULTURAL CAMINHO AGROECOLÓGICO Por José Erculano Com a agroecologia, acredito vai mudar Zelando por essa terra dos filhos que vão chegar (bis) Cansados de trabalhar do jeito convencional O nosso povo está se unindo pra lutar contra esse mal Faz estudos, faz visitas, e vai se tornando real Com o histórico do passado da cultura anual. Semeando faz barreiras em forma de mutirão Recuperando as espécies, revigorando esse chão Produtos de qualidade. Arroz, milho e feijão Construindo um novo jeito pra futura geração. Adubo verde na terra servindo de cobertura Nosso solo agradece e devolve com fartura Junta o mato com o composto fazendo grande mistura Com o biofertilizante, solo e planta se estruturam Resgate sua semente, deixa a Monsanto de lado Rompendo com a dependência desse modelo atrasado Viva a agroecologia na sua diversidade! Viva o povo unido que luta por liberdade! É DIA DE FEIRA! Por Marcia Mendes TÁ NA ÉPOCA

[close]

p. 8

SEM FEMINISMONÃO HÁ AGROECOLOGIA: O ENA PELAS MÃOS DAS MULHERES Por Larissa Belinazi “As mulheres inventaram a agroecologia, assim como suas mães e avós também a praticavam, sem saber que assim se chamava. Porém, foram as suas resistências que garantiram a diversidade de sementes e práticas que hoje em dia permitem que estejamos aqui, e que de uma forma ou de outra se teriam perdido pela Revolução Verde”.

[close]

p. 9

COM OS PÉS VERMELHOS: IV SEMANA DA AGROECOLOGIA - REDES E RUMOS Por Thamyris Ramos

[close]

p. 10

PARCEIROS AGROECOLÓGICOS: C.E.A.A.B.E. Por Julhana Figueiredo (Juzera)

[close]

p. 11

GOSTOU DO NOSSO BOLETIM? VENHA FAZER PARTE DO NAAC Nosso coletivo é construído pelas mãos de: Apoio:

[close]

Comments

no comments yet