Gazeta Valeparaibana

 

Embed or link this publication

Description

Junho de 2018

Popular Pages


p. 1

Ano XI - Edição 127 - Junho 2018 Distribuição Gratuita A greve legítima dos Caminhonei- O QUE É PODER EXECUTIVO? ros, que paralisou o País nos últimos 7 dias, expôs a - verdadeira face obscura – de alguns de muitos brasileiros, que se escondiam sob o manto da moralidade. Certamente o termo Poder Executivo é bastante ouvido por todos os cidadãos, principalmente quando vem associado ao Legislativo e Judiciário. A grande questão é saber o que significa, na práti- Filas quilométricas mostra o deses- ca, tal termo. Afinal, o que faz o Poder pero dos brasileiros, para abastece- Executivo? Quais são as suas atribuições? Quem compõe tal po- rem os seus veículos nos postos de combustíveis no Brasil inteiro. der? Página 3 Página 5 NESTA EDIÇÃO Dia 05 - Dia nacional da Reciclagem; - Dia da Ecologia; - Dia Mundial do Meio Ambiente; Dia 08 - DIA DOS OCEANOS Monarquia ou República nos dias atuais? O príncipe Harry do Reino Unido e Meghan Markle se casaram no sábado, dia 19 de maio de 2018. O casamento foi no Castelo de Windsor. Muita gente pelo mundo gosta de testemunhar casamentos das realezas. Muita gente tem simpatia pela Monarquia. Inclusive aqui no Brasil, há gente que prefere a volta da Monarquia. No entanto, o apoio à Monarquia não é unanimidade. Afinal, qual é a melhor forma de governo? A República não é mais democrática, portanto, mais legítima? O povo eleger o seu chefe de Estado? Página 7 CULTURAonline BRASIL - A boa música Brasileira - Cultura - Educação - Cidadania - Palestras Gaia, nossa mãe terra Para os antigos gregos, GAIA era a deusa mãe do planeta que habitamos. Poucas histórias têm sido tão apaixonantes como aquela que pode ser narra- da a partir da complexa cadeia evolutiva desde a origem do planeta Terra até o surgimento da vida, do homo sapiens e da civilização humana. Nessa pers- pectiva, a Terra pode ser vista na ótica de GAIA, ou seja, um organismo vivo e dinâmico tanto na imensidão dos bilhões de anos passados, quanto no pre- sente. Página 8 Baixe o aplicativo www.culturaonlinebr.org A CRISE HUMANITÁRIA DOS REFUGIADOS Os refugiados são um grupo específico de imigrantes e têm essa denominação por conta de uma convenção feita em 1951 que trouxe regulamentação aos diferentes tipos de imigrantes. Refugiado é uma pessoa que sai de seu país por conta de “fundados temores de perseguição por motivos de raça,. Página 10

[close]

p. 2

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 2 Relações interpessoais e suas dificuldades A Misantropia ou Antropofobia, é a antipatia geral para com a humanidade e a sociedade. É um assunto bastante discutido na área de Psicologia, atualmente. É considerado um transtorno. Os misantropos são pessoas que apresentam constantes mudanças de humor, costumam se isolar da comunidade. São pessoas solitárias, reservadas e amarguradas. Há muita gente que não chega ao nível da Misantropia, porém, mesmo tendo amigos, um relacionamento social normal, reclama de tudo e de todos, nunca fica satisfeita. Pessoas muito magoadas, rancorosas, se sentem vítimas, acusam os outros por qualquer detalhe, pegam no pé das outras pessoas implacavelmente, jamais passam um só dia sem perceber algum problema ou defeito em algo. Vivem reclamando do pai, da mãe, do irmão, da irmã, do filho, da filha, do cachorro de estimação, dos vizinhos, da comida, do amigo ou da amiga, pessoas negativas que reclamam demais. Caro leitor, cara leitora! Você conhece alguém assim? O que está acontecendo com o mundo? Muita gente no mundo está com dificuldade de relacionamento. Talvez o fenômeno seja antigo. E como solucionar esse tipo de problema? É difícil mas, é possível! Primeiramente, as pessoas que têm esses tipos de comportamento têm que aprender a discernir as coisas, a forma de se comportar e de tratar as outras pessoas. Aprender a ser exigente quanto aos direitos sem ser rude, sem brutalidade. Muita gente não sabe exigir sem tratar mal aos outros, sem fazer ameaças e ofensas. Muita gente não sabe argumentar educadamente, gentilmente, sem gritar com ou insultar as outras pessoas. E, também não sabe o que realmente é direito delas e o que não é, além de criar muitas expectativas sobre outras pessoas e se decepcionam muito depois. Outro aspecto, muita gente não sabe ser competitiva sem tratar o concorrente como seu inimigo pessoal, como uma ameaça direta à sua pessoa. Não tem o discernimento das coisas e das situações. Quem faz o outro competir conosco é o sistema, é a forma como a sociedade funciona. O que as pessoas querem é sobreviver num mercado onde não há espaço para todos, muitos são excluídos. E para complementar o agravo, muita gente não consegue tolerar a diversidade, não consegue tolerar opiniões diferentes das suas, gostos diferentes dos seus, crenças diferentes das suas, vê-se por aí nas redes sociais os trolls e os haters, e gente que não se importa de constranger as outras pessoas. Aí, se torna uma tortura viver em sociedade. O que as pessoas podem fazer a respeito? Procurar ouvir as outras pessoas com mais atenção, ser mais tolerantes e compreensivas, ter mais empatia, ser mais humildes e reconhecer erros seus, ser mais respeitosas e não constranger as outras pessoas na frente de terceiros. Resumindo, tudo é questão de educação, do tipo de educação que as pessoas recebem. E, união das pessoas para mudar o sistema como o mundo funciona, e não rivalidades entre grupos da sociedade. FASES DA LUA ALGUMAS DATAS COMEMORATIVAS 01 - Semana Mundial do Meio Ambiente 01 - Dia da Imprensa 05 - Dia da Ecologia 05 - Dia Mundial do Meio Ambiente 05 - Dia Nacional da Reciclagem 08 - Dia Mundial dos Oceanos 09 - Dia Nacional de Anchieta 12 - Dia dos Namorados 12 - Dia do Correio Aéreo Nacional 12 - Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil 14 - Dia Mundial do Doador de Sangue 17 - Dia Mundial de Combate à Desertificação 19 - Dia do Cinema Brasileiro 19 - Dia do Migrante 20 - Dia do Refugiado 21 - Dia do Profissional de Mídia 21 - Dia do Intelectual 21 - Início do Inverno 24 - Dia do Caboclo 25 - Dia do Imigrante 26 - Dia do Professor de Geografia 27 - Dia Nacional do Progresso Qual a diferença entre migrante e imigrante? Emigrante e imigrante são antônimos, têm significados opostos. Por exemplo, os italianos, quando saíram da Itália para viver no Brasil, emigraram de seu país e se tornaram imigrantes aqui. O termo "migrante" se refere a quem se desloca de uma re- gião para outra ou de um país para outro. João Paulo E. Barros Reflexão do mês Hoje, no norte da África e no Oriente Médio, a violência tornou-se algo natural, parte indissociável da história, a partir de uma série de guerras civis em curso em países islâmicos. Vivem as consequências da violência, da banalização da vida, a República Centro Africana, a Nigéria, a República Democrática do Congo, o Sudão, o Sudão do Sul, a Eritrea, a Somália, a Etiópia, a Síria, o Iraque e o Afeganistão. Em decorrência das guerras civis existem milhões de pessoas vivendo, como “zumbis”, em campos de refugiados em vários países. São pessoas que perderam tudo e conseguiram, a duras penas, salvar as suas vidas. Para a mudança é preciso que a humanidade viva um processo de mudanças internas, identificado com uma renovação interior de cada pessoa, onde valores como compaixão, cooperação, esperança, ética, fraternidade, igualdade, justiça, paz, perdão, respeito, responsabilidade, sinceridade, solidariedade e tolerância passem a fazer parte das agendas, privadas e públicas, de todos os povos, de todas as nações, de todos os países, de todos os seres humanos. Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 3

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 3 Greve dos caminhoneiros expõe face obscura de muitos brasileiros Pensamentos e Frases Ditos Populares A greve legítima dos Caminhoneiros, que paralisou o cura – de lidade. alguns de País nos últimos 7 muitos brasileiros, que dias, expôs a - verdadeira face obsse escondiam sob o manto da mora- Lágrimas de crocodilo O crocodilo, quando ingere um alimento, faz forte pres- Filas quilométricas mostra o desespero dos brasileiros, para seus veículos nos postos de combustíveis no Brasil inteiro. abastecerem os são contra o céu da boca, comprimindo as glândulas lacrimais. Assim, ele chora enquanto devora a vítima. Daí a expressão significar choro fingido. Cenas como a de um empresário de laticínios, zangado, abrindo as torneiras de seus grandes reservatórios de leite e estragando o para armazenagem – ao invés de doar para pessoas de quem tem um bom. produto por falta de lugar carentes– corta o coração Passar a mão pela cabeça Significa perdoar, e vem do costume judaico de aben- çoar cristãos-novos, passando a mão pela cabeça e A televisão mostra frutas, verduras, gêneros alimentícios, carne e frango sendo despejados no lixo, ao invés de serem doados para quem está passando fome. descendo pela face, enquanto se pronuncia a bênção. O que dizer dos empresários de postos de gasolina, que se aproveitaram da falta do produto, para aumentarem absurdamente os preços e lucrarem com a desgraça alheia? Gatos pingados Esta expressão remonta a uma tortura procedente do Japão que consistia em pingar óleo fervente em cima Os Caminhoneiros estão protestando por um direito justo e legal, que precisou de pessoas ou animais, especialmente gatos. acontecer, para que as camadas abastadas percebessem que ninguém é autossuficiente e vive em casulos protegidos pela força do seu próprio capital, como alguns pensavam. Existem várias narrativas ambientais na Ásia que mostram pessoas com os pés mergulhados num caldeirão de óleo quente. Como o suplício tinha uma assistência Nunca se viu situação semelhante nesse País, onde o egoísmo, foi tão presente ao ponto de descortinar a face oculta daqueles mesmos que protestavam contra a ex-presidente Dilma e ficaram radiantes com a prisão do ex-presidente Lula. reduzida, tal era a crueldade, a expressão “gatos pingados” passou a significar pequena assistência sem entusiasmo ou curiosidade para qualquer evento. O que é senão corrupção, aumentar preço de produtos em meio a desespera- dora falta deles, em pleno estado de greve? Queimar as pestanas Onde está a humanidade dessas pessoas, que esqueceram a solidariedade e o Antes do aparecimento da eletricidade, recorria-se a respeito dentro super-heróis? de um baú velho, escondido, junto com as suas máscaras de uma lamparina ou uma vela para iluminação. A luz era fraca e, por isso, era necessário colocá-las muito perto Quem sabe esses mesmos empresários que gravam vídeos todos os dias, di- do texto quando se pretendia ler o que podia dar num zendo que querem um Brasil assim e alheia à sua, não são os mesmos que dariedade às pessoas? assado, que lutam por uma moralidade foram expostos sonegando amor e soli- momento de descuido queimar as pestanas. razão, aplica-se àqueles que estudam muito. Por essa Hipócritas sem-vergonha! quando sempre pelo egoísmo exacerbado, mente do corpo para dentro. tudo isso passar, estarão marcados para onde o seu bem-estar se faz presente so- Sem papas na língua Significa ser franco, dizer o que sabe, sem rodeios. A expressão vem da frase castelhana “no tener pepitas Miseráveis! preferem jogar no lixo os alimentos, a doar para quem passa por em la lengua”. Pepitas, diminutivo de papas, são partí- privações, fome. com a falta dos projetos sociais da era Dilma-Lula, que os salvava da culas que surgem na língua ma espécie de tumor que de algumas galinhas, é ulhes obstrui o cacarejo. Poucos, muito poucos foram aqueles que doaram leite, aves e ovos, para a po- Quando não há pepitas (papas), a língua fica livre. pulação. Mas certamente, estarão entre os brasileiros de verdade, cuja a sua maior virtude foi e sempre será a solidariedade. A toque de caixa Enquanto isso, o sem-cerimônia Presidente decorativo definitivo Michel Temer, A caixa é o corpo oco do tambor que foi levado para a nem esconde que pretende passar o seu bastão para os militares, que sempre, sempre são chamados para socorrê-lo das pelejas quando não consegue ou não se propõe a resolver por inteiro. a Europa pelos árabes. Como os exercícios militares eram acompanhados pelo som de tambores, dizia-se que os soldados marchavam a toque de cai- Como está a cara daqueles que bateram panelas, fizeram apitaços, apagaram xa. Atualmente, refere-se a uma tarefa que se tem de as luzes e participaram daqueles inesquecíveis Carnavais fora de época da Paulista (com direito a filé, champanhe e transmissão ao vivo pela Rede Globo), vestidos de Patos e papagaios, durante as manifestações contra Dilma em fazer rapidamente, ou mesmo à força. eventualmente a mando de alguém 2015 e 2016? Como está a cara daqueles não fica”? Ou daqueles que outros mais afoitos que gritaram: “Hei Dilma vai disseram: “Pior que se ferrar... e leva o está Lula Fila indiana Tem origem na forma de caminhar dos índios america- com você? nos, que, desse modo, encobriam as pegadas dos que Certamente o seu amor que no chão, muito bem escondidas, no mesmo baú onde guardam ao próximo, expondo a verdadeira face do ódio, a que foram ades- iam na frente. Mês que vem... Tem mais trados pela mídia golpista nacional. O Brasil precisa ter orgulho dos brasileiros, dos trabalhadores, dos empresários Colaboram nesta edição honestos, dos políticos e, sobretudo do seu verdadeiro e característico povo, aquele solidário! - Genha Auga - Leonardo Boff Uma preocupação toma conta: Congresso “ Com Supremo, com tudo”, será que - Mariene Hildebrando - Crla Meireles vão deixar Lula ser candidato e que as eleições sejam por fim diretas e legíti- - João Paulo E. Barros - Mariana Araguaia mas? Ou penduricalhos judiciais de exceção (como de praxe), vão continuar o - Filipe de Sousa - Evanildo da Silveira mantendo preso ilegalmente e, impedi-lo definitivamente concorrer em outubro - Loryel Rocha próximo? - Ricardo Fonseca - Iolanda Valentim - Ricardo Fonseca Autor: Ricardo Fonseca é Publicitário - José Dias Gonçalves - Politize IMPORTANTE Todas as matérias, reportagens, fotos e demais conteúdos são de inteira responsabilidade dos colaboradores que assinam as matérias, podendo seus conteúdos não corresponderem à opinião deste Jornal. A Gazeta Valeparaibana é um jornal mensal gratuito distribuído mensalmente para download na web Diretor, Editor e Jornalista responsável Filipe de Sousa - FENAI 1142/09-J Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 4

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 4 Direitos Humanos e o meio ambiente como forma de progredirmos, utilizando os recursos naturais de for- ma equilibrada. É sabido que só isso não é o suficiente. Ações con- Dia 05 de junho é o dia mundial do meio ambiente. Um dia para lembrarmos como estamos tratando o lugar que habitamos. O meio ambiente sendo o lugar onde nos encontramos deve ser nossa juntas entre governos e população, instituições e todo tipo de ajuda disponível e voltada para um meio ambiente sadio, se faz necessário para preservar a vida no planeta. A conscientização das pesso- preocupação constante. Preservar os recursos naturais é garantir o nosso futuro e os de nossos filhos netos, e todas as gerações futu- as é fundamental para que isso aconteça. Pequenos atos no nosso cotidiano já fazem a diferença. Temos que ter claro que violando ras. Esse preceito está garantido no nosso Direito Constitucional. um direito ambiental, estamos violando direitos humanos também. Os direitos de terceira geração estão consagrados pelos princípios A utilização racional e cuidadosa dos recursos naturais é que irá da Solidariedade ou Fraternidade. Entram aí os interesses coletivos nos garantir qualidade de vida. Como direito fundamental consagra- e difusos. São direitos que tratam do meio – ambiente, da paz, do do no art. 5º da Constituição Federal ele é um direito irrevogável, progresso da humanidade, cooperação entre os países, da autode- do qual a sociedade não pode prescindir, sob pena de colocar em terminação dos povos e outros. Alguns desses princípios estão em risco a própria sobrevivência. nossa Constituição federal. Se esses direitos estão baseados no O direito a um meio ambiente saudável é um direito de tríplice di- princípio da solidariedade, deduzimos que eles transpassam os limites do individualismo, se pensa no bem estar de uma sociedade. mensão, quais sejam: Individual, social e intergeracional. O individual diz respeito a termos assegurados o direito a uma vida sadia, A ideia de solidariedade ultrapassa as fronteiras, é global, se prioriza o bem comum, os interesses da humanidade. Por serem direitos viver com qualidade. mais recentes, eles estão em convenções e pactos internacionais e O social, pois é um bem difuso e coletivo, de todos. Segundo Paulo não na Declaração Universal dos Direitos Humanos. São eles: Affonso Leme Machado “Os bens que integram o meio ambiente planetário, como a água, o ar e o solo, devem satisfazer as neces- Direito a qualidade de vida, a um meio ambiente cuidado e preservado, à proteção dos recursos naturais, hídricos, a qualidade sidades comuns de todos os habitantes da Terra”. do ar que respiramos, a tudo que envolve a ecologia. A proteção É Intergeracional (entre gerações), cabe a geração atual a defesa e ou a degradação do meio ambiente afeta a todos, uma vez que es- a preservação do meio ambiente para as futuras gerações, deve se se é um bem jurídico que pertence a todos nós. A nossa Constitui- colocar em prática a solidariedade com os que virão depois. Deve- ção Federal destaca no seu art. 225: Todos têm direito ao meio mos utilizar com sabedoria os recursos sem, no entanto esgotá-los, ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo pois a vida no planeta depende somente de nós. Promover a convi- e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público vência harmônica entre a humanidade e a natureza é dever de to- e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as pre- dos. Adotar um modelo econômico que não agrida o meio ambien- sentes e futuras gerações. É um direito fundamental e está direta- te, que diminua o consumo, e que nos faça cidadãos mais críticos e mente ligado a dignidade humana. A Conferência das Nações Uni- conscientes do nosso papel enquanto indivíduo e enquanto ser que das sobre o Meio Ambiente ressaltou que “Os seres humanos es- vive em sociedade e, portanto também tem o dever de agir coletiva- tão no centro das preocupações com o desenvolvimento sustentá- mente. vel. Têm direito a uma vida saudável e produtiva, em harmonia com Mariene Hildebrando a natureza” especialista em Direitos Humanos. Cabe a todos nós o dever de fiscalizar, de cuidar e defender o e-mail.marihfreitas@hotmail.com meio ambiente. Devemos apostar no desenvolvimento sustentável Imprensa é a designação coletiva dos veículos de comunicação que gócio rentável e qualidade de informação, no século XX continua- exercem o Jornalismo e outras funções de comunicação informativa - em ram aparecer novas empresas. contraste com a comunicação puramente propagandística ou de entreteni- Em 1915 foi fundada a agência de notícias Transocean, para infor- mento. mar o resultado dos combates na frente de batalha da 1ª Guerra Evolução da Imprensa Mundial. O século XIX foi para os líderes políticos a época do aproveitamen- O (DPA) Deutsche Presse - Agentur é uma associação que surgiu to da imprensa escrita para mobilizar a população, afim desta aderir em 1949, formada por três agências Alemãs que se uniram, reduà ideologia dos seus programas. Procuravam assim mobilizar as zindo os custos das notícias de informação. massas, para aumentar o número de aderentes, tornando-se assim Novas Tecnologias de Comunicação cada vez mais fortes, em relação ao poder político. Samuel Morse descobriu o telégrafo no século XIX. Revolucionou a O jornalismo, como negócio lucrativo, foi descoberto pelos empre- transmissão da informação de notícias à distância, e, em 1858, a sários no século XIX. Em 1833 foi fundado o primeiro jornal popu- agência Associated Press envia a primeira comunicação transatlânlar, com muita publicidade dos produtos fabricados pelas empre- tica. sas. Durante a Guerra Civil dos Estados Unidos da América, os Repór- No Brasil a imprensa surgiu em 1808 com os jornais, o Correio Bra- teres enviavam as notícias para as redacções dos jornais através ziliense e a Gazeta do Rio de Janeiro. desta nova tecnologia. O primeiro jornal do Japão, O Notícias Diárias de Yokohama, apa- A descoberta da Rádio foi fulcral, porque veio actualizar os ouvintes receu em 1871, acompanhando a industrialização do Ocidente. A de toda a informação das notícias. As primeiras emissoras de rádio influência do jornalismo na população japonesa, colocou o país na apareceram na década de 1920. vanguarda do índice de circulação de jornais per capita em todo o Televisão teve início com as primeiras transmissões, em 1930, nos Mundo. Estados Unidos da América. No entanto, só chegou a Portugal na As agências de notícias são empresas que recolhem informações década de 1950. Esta nova tecnologia revolucionou todo o Mundo para vender à imprensa escrita. A primeira agência surgiu em 1835, pela informação das notícias e pelas imagens que apresentava em a atual Agence France-Presse. tempo real. Em 1848, os jornais de Nova York procuraram reduzir os custos A Internet é a nova tecnologia da moda. Qualquer cidadão pode das empresas com as notícias, a solução foi formar a agência As- consultá-la para procurar nos mais variados motores de busca todo sociated Press. o tipo de notícias e outras informações de todo o Mundo. A agência Reuters foi fundada em 1851, e a agência United Press A grande revolução dos meios de comunicação permitiu- International surgiu em 1892. nos criar um mundo global, onde todos passaram a poder Assim terminou o século XIX, com grande evolução no Mundo da partilhar o conhecimento, sendo acessível a todos e não a um comunicação e informação da imprensa escrita. grupo privilegiado. Em virtude dos bons resultados das agências de notícias, como ne- José Dias Gonçalves Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 5

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 5 Importante estabelecer uma diferenciação Quanto aos Ministros e Secretários entre as três esferas de poder, para que (estaduais e municipais), que igualmente possa ficar mais concreta a distinção entre compõem o Poder Executivo, não são esco- elas. Sendo assim, cabe ao Legislativo criar lhidos em um processo eleitoral, mas são as leis, tendo como base também a relevân- indicados pelo presidente, governadores e cia pública, já que os representantes diretos prefeitos, respectivamente, e permanecem do povo estão ocupando cadeiras no Con- durante o período do mandato, caso seja da gresso e no Senado. Quanto ao Judiciário, vontade de quem os indicou. sua função torna-se julgar de acordo com as 5) QUEM PODE CONCORRER A UM CAR- leis, assim como ser protetor e intérprete GO NO EXECUTIVO? O QUE É PODER EXECUTIVO? Certamente o termo Poder Executivo é bastante ouvido por todos os cidadãos, principalmente quando vem associado ao Legislativo e Judiciário. A grande questão é saber o que significa, na prática, tal termo. Afinal, o que faz o Poder Executivo? Quais são as suas atribuições? Quem compõe tal poder? destas. E finalmente o Executivo, que põe em prática a teoria do legislador, além de estar sob o julgamento do magistrado, completando a teoria da separação dos poderes que, apesar de independentes, permanecem intimamente interligados. 3) COMO SE DIVIDE O PODER EXECUTIVO? Os cargos do Executivo são: 1 (um) presidente, 27 (vinte e sete) governadores, 5.570 (cinco mil quinhentos e setenta) prefeitos. Dobra-se os números ao contabilizar os vices. Ao todo, são 11.196 (onze mil cento e noventa e seis) representantes do Poder Executivo. E quem pode se candidatar? Qualquer cida- Vamos entender a disposição e a influência O Poder Executivo se divide em três níveis dão, desde que cumpra determinados requi- do Poder Executivo na política brasileira. de governo: sitos para ser elegível. Essas regras diferem 1) O QUE É PODER EXECUTIVO? Nível municipal: os prefeitos são os respon- um pouco entre os cargos das três esferas sáveis finais, juntamente com os vice- (federal, estadual e municipal). Confira abai- Segundo o próprio termo, é o poder que e- prefeitos; xo! xecuta. É a parte dos três poderes que põe em prática assuntos previamente delibera- Nível estadual e Distrito Federal: os gover- 6) QUEM NÃO PODE CONCORRER A UM dos pelo Legislativo, logo, por aqueles que legislam e criam as leis. Atua com a privilé- nadores lideram governadores; o Executivo com os vice- CARGO NO EXECUTIVO? Assim como existem os requisitos para ele- gio de representar os cidadãos, de modo a Nível federal: e, por fim, a União, onde te- gibilidade, há os que impedem, invalidam a tirar do papel os direitos e deveres e fazê- mos o presidente como representante máxi- participação do indivíduo nas eleições, a fim los ser cumpridos. mo do Poder Executivo, junto do vice- de manter a integridade do processo. Para tal, o Poder Executivo é dotado de po- presidente. Primeiramente, não podem se eleger os a- deres, como o hierárquico, disciplinar, regu- Não podemos esquecer dos agentes públi- nalfabetos e os inalistáveis. Os inalistáveis lamentar e de polícia, além de princípios que cos que integram as secretarias (municipais dividem-se nos estrangeiros e conscritos – devem reger suas atividades, como legalida- e estaduais) e os ministérios (federais). Es- aqueles que estão prestando o serviço mili- de, impessoalidade, moralidade, publicidade sas pessoas amparam as decisões dos ges- tar obrigatório. e eficiência. tores, de modo a auxiliar com conhecimento Assim sendo, são inelegíveis, logo, não po- Eis o tirar a Poder lei da Executivo, o encarregado de abstração e dar a ela caráter especializado no campo de atuação. Os ministérios são divididos em 23 pastas, duas dem disputar o pleito aqueles drarem nestes requisitos: que se enqua- prático e funcional a serviço da população. secretarias e quatro órgãos com equivalên- Critério familiar: o cônjuge e os parentes 2) QUAL A FUNÇÃO DO PODER EXECUTIVO? Primordialmente, suas funções são: administrar interesses do povo, governar segundo relevância pública, fazer serem efetivas as leis, e dividir entre os três níveis de governo a gestão administrativa em educação, saúde, segurança, mobilidade urbana, entre outras áreas. É interessante perceber que algumas atribuições serão mais destinadas cia de ministério, cada uma responsável por uma área específica, sendo os Ministros indicados pelo presidente a cada mandato. As secretarias municipais e estaduais também funcionam da mesma forma, embora apresentem mudanças de acordo com a cidade e o estado. 4) QUAL A FORMA DE INGRESSO NO PODER EXECUTIVO? Os membros do Poder Executivo são eleitos consanguíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, do presidente, governador, prefeito ou de quem os haja substituído dentro de seis meses anteriores ao pleito, salvo se já titular de mandato eletivo e candidato à reeleição. São eles: pai, mãe, filho(s), irmão (s), avós, neto(s), sogra, sogro, genro, nora, padrasto, madrasta, enteado(s), cunhado(s) e avós do(a) cônjuge. Lei da Ficha Limpa: aqueles que incorrerem a um dos entes da federação, seja a União, por meio do voto, no sistema majoritário. Is- em alguma conduta presente na referida Lei os estados ou os municípios. to significa que o candidato que obtiver o Complementar 135 de 2010; No caso do nível federal de governo, a figura do(a) presidente da República representa o Brasil perante o cenário internacional, assim como delibera sobre políticas de nível nacional, regidas pela Constituição Federal. Quanto ao nível estadual, os governadores estarão encarregados de administrar o res- maior número de votos, no mínimo 50%, de forma simples, vence a eleição. Do contrário, inicia-se o segundo turno com os dois mais bem votados, de forma a conseguir o objetivo de metade dos votos mais um. Mas há uma ressalva nas eleições para prefeito: nas cidades abaixo de 200.000 (duzentos mil) habitantes, vencerá quem obter o maior Contas Rejeitadas pelo TCU ou Legislativo: de forma que a negação do balanço dos gastos inviabilize uma nova candidatura, por mais que o Supremo Tribunal Federal tenha decidido, em 2016, que apenas o Legislativo pode barrar elegibilidade de candidato por rejeição de contas; pectivo estado, com políticas voltadas so- número de votos válidos, independentemen- Violação da Constituição Federal, Estadual mente para sua porção territorial, sob o am- te da porcentagem alcançada. ou Lei Orgânica: quando os gestores agem paro da sua Constituição Estadual. E por fim, representando o nível mais basilar e de fato próximo da população, as prefeituras, possuindo cada município sua Lei Orgânica, Após a eleição, o mandato do cargo é de 4 anos, sendo possível a gestão por mais 4 anos em caso de reeleição, para um único período subsequente. Assim, são permitidos em divergência com as normas constitucionais, sendo passíveis de impedimento por conta de suas condutas avessas ao interesse público. ainda submissa à Constituição Estadual e, somente 8 anos consecutivos de exercício posteriormente, à Federal. no Poder Executivo. Fonte: politize.com.br Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 6

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 6 “Não te abras com teu amigo. HOMENAGEM PÓSTUMA Que ele um outro amigo tem. E o amigo do teu amigo. Possui amigos também” - Mário Quintana - A MORTE ESTÁ COLHENDO NOSSOS ESCRITORES, DECEPÇÃO Nem tudo na vida será como gostaria que fosse, no entanto, faz parte se decepcionar. É como se fosse um exercício para lidar com os riscos de uma espera. Se viver na ilusão de que o desfecho do que foi planejado atenderá sua expectativa, um lado dessa história não será das melhores, mas, se esperar sem tanta esperança, mesmo que o pior aconteça, irá doer menos sua decepção. NOSSOS JORNALISTAS E ARTISTAS, UM DIA APÓS O OUTRO... O TEMPO ESTÁ DANDO A ELES, UM FINAL PERFEITO E CERTO. UM LUGAR MAIS ÚTIL, O problema é que nunca se está preparado para isso e, são construídos rótulos e valores para as pessoas com quem se lida pautando carinho e amor sem pensar que ninguém é igual ao outro e muito menos igual a você por isso, quando não atendem ao que foi esperado, as pessoas se ferem e tornam-se retalhos daquelas a quem tanto se dedicaram e acreditaram. ONDE AINDA HÁ OBSERVADORES DE PÁSSAROS, A MELODIA DAS FLORES E APRECIADORES DE POESIAS. Entregar-se, doar-se, abrir seu espírito a alguém e ser traído traz o auto embaraço, a vergonha, o choro, a raiva e faz sentir-se mal aquele que foi traído e a terrível dor da decepção se instala imbuída de revolta e tristeza. Para libertar-se dessa dor que se assemelha a quem se recolhe pelo luto, vale liberarse desses sentimentos e chorar e superar essa fase que certamente passará. Conversar com quem tiver empatia, desconectar-se da raiva, ouvir e ser racional até equilibrar -se novamente e focar seu olhar no que lhe for positivo, pois, com certeza dali um ano, essa crise não terá a menor importância. Por pior que seja, tenha gratidão porque o que faz mal engatilha emoções que te farão dar passos para a melhora e para um aprendizado que lhe colocará estável e fortalecido. Respirar fundo, rever as dores pelas quais passou te fará diferente e perceberá que esses pontos se repetirão, mas você saberá identifica-los e saberá lidar de forma madura tratando de afastar-se de quem não lhe serve sem se culpar, mantendo seus planos cuidando mais de si e sem desviar-se do percurso a que se propôs e sem sofrer por não se envolver a ajudar pessoas que não lhe darão o final que esperava. NÃO VAMOS PERTURBÁ-LOS COM MÓRBIDO LUTO, MAS SIM BAIXAR O NÍVEL DE NOSSAS AFLIÇÕES, PARA QUE SIGAM LIVRES, SEM OS IMPULSOS DA VIDA. APENAS OS DEIXEMOS IR, DESCANSAR DE CHORAR E NA LEVEZA DO INVISÍVEL ENTRE AS FLORES E O VENTO QUE A ALMA DE CADA UM SE VÁ. LIBERTOS DOS MOMENTOS SOMBRIOS, Talvez as pessoas que costumam decepcionar os outros não sofram e nem se amargurem como aqueles que sofreram pela decepção e, ainda camuflarão sua raiva, quando forem abandonadas ocupando-se com tarefas inúteis, supérfluas que sempre invalidaram sua existência e promoverão fofocas que poderão lhe envolver porque não são felizes e não terão mais sua atenção e dedicação. Essas pessoas quando deixam de chamar a atenção, envolvem pessoas interessantes em boatos e comentários acreditando que isso a tornará mais próxima daquelas que dizem admirar, mas que na verdade invejam. Acreditam que saber demais do outro a fará mais popular, crescerão os olhos naquele que não lhe dá a atenção que gostaria e a atingirá da pior maneira possível, geralmente pelas costas. Essas pessoas não suportam muita coisa nos outros, inclusive a felicidade delas. NUM LAMPEJO DE LUZ AGARREM-SE COM TUDO, NO FRENESI DO SILÊNCIO DE TUDO, CORAÇÕES MORTOS SEJAM GUIADOS PARA O QUE LHES ESTIVER RESERVADO E ASSIM, POSSAM DECIFRAR COM TODAS AS GLÓRIAS, O ENIGMA DESSA NOVA HISTÓRIA. Aprenda que lidar com o sofrimento de pessoas fracas, pessoas sem ética, que tem paixões erradas, que não assumem seus erros e acham-se sempre injustiçadas, te convencerão de que são invejadas e poderão te expor ao perigo, te decepcionar. Feito isso, viram as costas e dormem tranquilamente enquanto você sucumbirá. Genha Auga Não se desespere por perder um “amigo” assim, não será fácil ver quem você tanto ajudou e acreditou sem nenhuma razão aparente lhe deixou nessa situação. Apenas encare isso como uma bênção porque na verdade você terá se libertado de um fardo, a crise passará e terá aprendido. Enquanto isso, ela encontrará outra vítima. Genha Auga Jornalista MTB: 15.320 E é assim que a gente vai vivendo, sabe? Errando pra aprender. Se decepcionando pra se proteger. Se machucando pra crescer. Chorando pra sorrir. A gente cai uma vez, pra aprender a se levantar em outra. No fim, tudo que for bom, verdadeiro, tudo o que realmente nos fizer bem, permanece. Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 7

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 7 Qual é a prioridade nos investimentos dos governos? Monarquia ou República nos dias atuais? No dia 06 de maio de 2018, foi publicada uma reportagem no site O príncipe Harry do Reino Unido e Meghan Markle se casaram no da BBC Brasil sobre o exército da Alemanha ter equipamentos ob- sábado, dia 19 de maio de 2018. O casamento foi no Castelo de soletos e insuficientes. Hoje, a Alemanha é a quarta maior econo- Windsor. Muita gente pelo mundo gosta de testemunhar casamen- mia do mundo, o país mais poderoso e influente da União Europeia. tos das realezas. Muita gente tem simpatia pela Monarquia. Inclusi- Sua indústria tem tecnologia muito avançada. ve aqui no Brasil, há gente que prefere a volta da Monarquia. No A guerra, nos filmes, seriados de TV, desenhos animados, livros e entanto, o apoio à Monarquia não é unanimidade. histórias em quadrinhos, parece divertida. Mas, na vida real, a guer- Afinal, qual é a melhor forma de governo? A República não é mais ra é horrível e abominável. Devem as nações resolver as suas di- democrática, portanto, mais legítima? O povo eleger o seu chefe de vergências através de guerras e batalhas? Por que não por meios Estado? Depende do entendimento de cada pessoa, segundo o li- civilizados como a diplomacia e tribunais internacionais? Há pesso- vre arbítrio, sobre a Democracia Representativa. É o Império do vo- as em posição de poder no mundo que se recusam a abrir mão da to ou o Império da lei? O que é mais importante para o cidadão co- guerra como meio de alcançar os seus objetivos. mum? Escolher diretamente a pessoa que vai governar e/ou repre- A Alemanha, aparentemente, aprendeu realmente com os erros da sentar a nação diante do mundo, ou ter a garantia de que os seus II Guerra Mundial. Parece ter se tornado avessa ao militarismo. Os direitos sociais e individuais vão ser respeitados por quem governa, governos alemães ocidentais pós-guerra e da Alemanha reunifica- por quem julga e por quem legisla? Ou mesmo poder participar do da pós-guerra fria preferiram gastar o dinheiro com educação esco- processo legislativo e da gestão pública junto com os mandatários lar, segurança pública, saúde, infraestrutura, pesquisas científicas, eleitos? o essencial para o bem-estar da sua população. É claro que não é Se o Brasil restaurasse a sua Monarquia hoje, um dos Bragança bom para nós sermos ingênuos! Um investimento básico nas forças voltasse ao trono do país, referente aos demais políticos, aos depu- armadas dos países é necessário e indispensável. Mas não a ponto tados federais, aos senadores, governadores, prefeitos, deputados de sacrificar o bem-estar da população e entrar numa mentista, ameaçando o sossego dos outros países. corrida arma- estaduais e vereadores, seriam essas mesmas pessoas? No caso do sim, adiantaria muita coisa restaurar a Monarquia se for para os Citando o economista irlandês Marc Morgan Milá, discípulo do fran- mesmos permanecerem? Entre os quinze países classificados co- cês Thomas Piketty, também economista, “a desigualdade no Brasil mo mais desenvolvidos socialmente, nove são monarquias parla- e no mundo é uma escolha política”. É claro que os recursos natu- mentaristas e só um é república presidencialista. Pode-se entender rais do planeta têm limite, não são inesgotáveis, é necessária res- com isso, que o diferencial mesmo é o Parlamentarismo, que é ponsabilidade ecológica, mas as mazelas das nações não são só mais sofisticado, mais aprimorado que o Presidencialismo, e não o por escassez de recursos. Faz quanto tempo da África e o Haiti recebem ajuda da ONU, do que países como os Banco Mundial e ou- chefe de Estado ser um Monarca ou um Presidente. Mas a Monar- tras instituições internacionais para combater a fome e a miséria? E quia certamente não impede o progresso e o desenvolvimento de as mazelas persistem, nunca são solucionadas definitivamente. E um país e dos seus habitantes. Depende mais de quem está no por que? O problema das mazelas da humanidade é, na realidade, Parlamento e no Governo, dos seus ideais, das suas crenças. E problema moral de gente que está na posição de poder nos países, também, do tipo de educação escolar de base que os habitantes do gente que é maquiavélica. A Terra ainda tem recursos o suficiente país recebem, do tipo de mentalidade que predomina na sociedade para a humanidade viver bem, e o ser humano foi abençoado com civil do país. É o que acontece com o Reino Unido, com a Noruega, inteligência, com capacidade de aprimorar as tecnologias. Mas de- a Dinamarca, a Suécia, e o Japão. Um Parlamento que realmente vido a interesses políticos, econômicos e financeiros, bilhões de se- defenda a sociedade civil faz muita diferença, assim como uma so- res humanos são prejudicados, assim como o próprio meio- ciedade civil mais interessada em participar, em se informar, em ambiente. estar a par do que acontece na política e no governo. Eleitores que A pergunta principal é, quando as pessoas poderosas dentre a hu- tomam cuidado de não eleger qualquer um para deputado, senador manidade vão adquirir consciência? Quando o mundo vai compre- ou vereador, antes presta bem atenção nos candidatos. ender que são possíveis alternativas à versão selvagem do capita- Na República, não é o Presidente que faz tudo acontecer, há diver- lismo? Que as elites não precisam perder a sua opulência para que sos cargos políticos, o Presidente é um só e não pode fazer de tu- os menos favorecidos e o meio ambiente não sejam tão prejudica- do, não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo, o Con- dos assim? gresso Nacional tem um gigantesco peso no que acontece com a João Paulo E. Barros nação. João Paulo E. Barros Colonização da América (resumo) Os espanhóis foram, sem dúvida, os colonizadores mais atuantes. Ao final do século XVIII, eles haviam estabelecido colônias nas regiões Em 1492, ano da própria descoberta da América, foi estabelecida a primeira colônia permanente na ilha de Hispaniola, por Cristóvão Colombo, onde atualmente estão as cidades de San Francisco, Cidade do México e Los Angeles, além de Buenos Aires e Lima. o descobridor. Muitos metais nobres foram enviados das terras americanas para a Espa- Em poucas décadas muitas outras colônias foram estabelecidas, se espalhando pelas ilhas do Caribe e ainda pela Flórida e pelo Peru. Pouco depois Portugal estabeleceu colônia no Brasil, assim como a Inglaterra colonizou as Honduras Britânicas (atual Belize) e a Jamaica. nha, extraídos das minas americanas. Ao contrário das colônias britânicas, que eram governadas por poderes representativos locais desde o princípio, as colônias espanholas eram governadas a partir de Madri. A Igreja Católica Romana desempenhou uma importante influência na colonização da América. A ocupação holandesa se fez presente na Guiana e ainda em Curaçau, enquanto os franceses tomaram posse do Haiti, de Guadalupe e da Martinica. A união do Novo e do Velho Mundo foi responsável por uma mudança radical nos destinos da história de ambos. Havia muitas catedrais católicas que foram construídas nas diversas regiões da América Latina. Tal fato auxiliou na criação de influências locais por parte da instituição religiosa. Os objetivos da própria Companhia de Jesus, em sua criação, eram a expansão da fé (e da ideologia) cristã a- O potencial de recursos naturais americanos alterou significativamente os través da catequização e doutrinação religiosa dos nativos. quadros econômicos da Europa. As doenças físicas do Velho Mundo foram um dos fatores responsáveis pela dizimação da população americana nativa. Por outro lado, os conquistadores europeus tornaram-se os senhores das terras que outrora eram de posse dos povos Astecas, dos O cumprimento de tais objetivos acarretava na expansão dos domínios da igreja pelas colônias, além de facilitar as relações de dominação entre o povo católico colonizador e o povo “gentio” colonizado. Maias além de outros povos nativos. Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 8

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 8 zadas pela ONU nunca chegavam a uma o ser humano”(Macondo Libri 2015, p. 31). convergência. Somente na COP21 de Paris, Num outro texto, escrito em 1936, quando realizada de 30 de novembro a 13 de de- era correspondente do “Paris Soir”, durante zembro de 2015 se chegou, pela primeira a guerra da Espanha, leva como título “É vez, a um consenso mínimo, assumido por preciso dar um sentido à vida”. Aí retoma o todos: evitar que o aquecimento ultrapasse tema da vida do espírito. Aí afirma:”o ser hu- os 2 graus Celsius. Lamentavelmente essa mano não se realiza senão junto com outros decisão não é vinculante. Quem quiser pode seres humanos, no amor e na amizade; no segui-la mas não existe nenhuma obrigatori- entanto, os seres humanos não se unem a- edade, como o mostrou o Congresso norte- penas se aproximando uns dos outros, mas americano que vetou as medidas ecológicas se fundindo na mesma divindade. Num mun- do Presidente Obama. Agora o Presidente do feito deserto, temos sede de encontrar Donald Trump as nega rotundamente como companheiros com os quais co-dividimos o algo sem sentido e enganoso. pão”(Macondo Libri p.20). No final da “Carta Está ficando cada vez mais claro que a do General “X” conclui: “Como temos neces- questão é antes ética do que científica. Vale sidade de um Deus”(op.cit. p.36). Uma ética para a Mãe Terra dizer, a qualidade de nossas relações para Efetivamente, só a vida do espírito confere com a natureza e para com a Casa Comum plenitude ao ser humano. Ela representa um É um fato cientificamente reconhecido hoje não eram e não são adequadas, antes, são belo sinônimo para espiritualidade, não raro que as mudanças climáticas, cuja expressão destrutivas. identificada ou confundida com religiosida- maior se dá pelo aquecimento global é de Citando o Papa Francisco em sua inspirado- de. A vida do espírito é mais, é um dado ori- natureza antropogênica, num grau de certe- ra encíclica Laudato Si: sobre o cuidado da ginário e antropológico como a inteligência za de 95%. Quer dizer, possui sua gênese Casa Comum” (2015): “Nunca maltratamos e a vontade, algo que pertence à nossa pro- num tipo de comportamento humano violen- e ferimos a nossa Casa Comum como nos fundidade essencial. to face à natureza. últimos dois séculos... Essas situações pro- Sabemos cuidar da vida do corpo, hoje uma Este comportamento não está de sintonia vocam os gemidos da irmã Terra, que se u- verdadeira cultura com tantas academias de com os ciclos e ritmos da natureza. O ser nem aos gemidos dos abandonados do ginástica. Os psicanalistas de várias tendên- humano não se adapta à natureza mas a mundo, com um lamento que reclama de cias nos ajudam a cuidar da vida da psiqué, coage a se adaptar a ele e a seus interes- nós outro rumo”(n.53). para levarmos uma vida com relativo equilí- ses. O interesse maior que domina já há sé- Precisamos, urgentemente, de uma ética brio, sem neuroses e depressões. culos se concentra na acumulação de rique- regeneradora da Terra. Esta deve devolver- Mas na nossa cultura, praticamente, esque- za e de benefícios para a vida humana, a lhe a vitalidade vulnerada afim de que pos- cemos de cultivar a vida do espírito que é partir da exploração sistemática dos bens e sa continuar a nos presentear com tudo o nossa dimensão radical, onde se albergam serviços naturais e de muitos povos, especi- que sempre nos presenteou. Será uma ética as grandes perguntas, se aninham os so- almente, dos indígenas. do cuidado, do respeito a seus ritmos e da nhos mais ousados e se elaboram as utopi- Os países que hegemonizam este proces- responsabilidade coletiva. as mais generosas. A vida do espírito se ali- so não deram a devida importância aos limi- Mas não é suficiente uma ética da Terra. menta de bens não tangíveis como é o a- tes do sistema-Terra. Precisamos fazê-la acompanhar por uma mor, a amizade, a convivência amiga com Continuam submetendo a natureza e a Ter- espiritualidade. Ela lança suas raízes na ra- os outros, a compaixão, o cuidado e a aber- ra a uma verdadeira guerra, sabendo que zão cordial e sensível. De lá nos vem a pai- tura ao infinito. Sem a vida do espírito diva- serão vencidos. xão pelo cuidado e um compromisso sério gamos por aí, sem um sentido que nos ori- de amor, de responsabilidade e de compai- ente e que torna a vida apetecida e agrade- A forma como a Mãe Terra demonstra a xão para com a Casa Comum, como aliás cida. pressão sobre seus limites intransponíveis é pelos eventos extremos (prolongadas estiagens de um lado e enchentes devastadoras vem bem expresso no final bispo de Roma, Francisco. da encíclica do Uma ética da Terra não se sustenta sozinha por muito tempo sem esse supplément de outro, nevascas sem precedentes por u- O conhecido e sempre apreciado Antoine de d’ame que é a vida do espírito. Ele nos faz ma parte e ondas de calor insuportáveis por Saint-Exupéry, num texto póstumo, escrito sentir parte da Mãe Terra a quem devemos outra parte). em 1943, Carta ao General “X” afirma com amar e cuidar. Face a tais eventos, a Terra se tornou o claro objeto da preocupação humana. As muitas COPs (Conferência das Partes), organi- grande ênfase: ”Não há senão um problema, somente um: redescobrir que há uma vida do espírito que é ainda mais alta que a vida da inteligência, a única que pode satisfazer Leonardo Boff é articulista do JB online e autor de Ética e Espiritualidade: como cuidar da Casa Comum, Vozes 2017. Gaia, nossa mãe terra a partir dos conceitos da geologia, ecologia, e do ponto de vista o- cultista, redimensiona a relação da humanidade com a natureza, Para os antigos gregos, GAIA era a deusa mãe do planeta que ha- mostrando-nos a finitude e a fragilidade dos recursos naturais. bitamos. Poucas histórias têm sido tão apaixonantes como aquela Mesmo porque, as grandes transformações do meio ambiente, pro- que pode ser narrada a partir da complexa cadeia evolutiva desde duzidas pelos complexos aparatos industriais-tecnológicos das me- a origem do planeta Terra até o surgimento da vida, do homo sapi- galópoles deste fim de século, colocaram sérias interrogações a ens e da civilização humana. Nessa perspectiva, a Terra pode ser tradicional visão baconiana de que o homem pode dominar a natu- vista na ótica de GAIA, ou seja, um organismo vivo e dinâmico tan- reza de modo inexorável. to na imensidão dos bilhões de anos passados, quanto no presen- te. O novo cidadão coloca-se, então, frente a uma nova necessidade: a de conhecer o mundo em que vive como condição intrínseca para Essa nova concepção de mundo, emergente apenas neste século o desenvolvimento de sua própria cidadania. Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 9

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana meu pai que, sempre que podia me comprava coisas: chocolates, doces e bibelozinhos que me alegravam e compensavam os momentos e noites de solidão. Página 9 Meu marido me levava ao parque de diversões quando o dinheiro dava e eu subia e descia na roda gigante quan- tas vezes eu quisesse, ele deixava. A mãe dele achava que me mimava mui- Anaïs Nin: “Me nego a viver em um mundo UM GRANDE AMOR to, mas talvez achasse importante isso ordinário como uma mulher ordinária. A esta- por eu ser bem mais nova e ter casa- belecer relações ordinárias. Necessito o êx- Partes de um grande amor que vivi. do tão cedo, praticamente não tivera tase. Não me adaptarei ao mundo. Me adap- Eu tinha cabelos lisos, olhos escu- infância e, além disso, ele nunca me to a mim mesma”. ros e ainda era uma menina. Vivia na- comprava presentes... *** quela casa de um quarto e cozinha em Os vizinhos sempre falavam de Carlos Drummond de Andrade: “Não preci- um cortiço, pequena, mas aconche- coisas que eu não acreditava: ter cui- so de dez mandamentos para viver, me bas- gante, havia apenas um banheiro que dado com outras mulheres para não ta um: não interferir na vida dos outros”. servia a todos, mas o meu banho era separar a gente, - Por que alguém iria especial, principalmente nos dias de nos separar? Sabia que eu era amada, *** frio, quando meu querido marido, ar- muito amada - Por que eu iria preocu- David Bowie: “Sempre tive uma necessida- rumava uma bacia no chão da cozinha par-me à toa? Essas coisas de fato eu de repulsiva de ser algo mais que humano. com água quente e me banhava dei- não entendia, nem ligava. Me sentia pequeno como humano, e pensei xando-me cheirosa e pronta para o a- ‘que se dane: quero ser super-humano’.” mor. Até que uma noite, chegou cansado e abatido, foi nossa última conver- *** Entendíamo-nos bem! Ao cair da sa... Pablo Picasso: “Eu gostaria de viver como tarde, ficávamos quase sempre na varanda conversando. Ele tragando um No banho, na cozinha, quando me pobre, mas com muito dinheiro”. cigarro sem filtro, sentado na cadeira contou que eu não seria sua para *** de balanço, cabelos já grisalhos sem- sempre como imaginava e que na hora Woody Allen: “Você pode viver até os cem pre bem penteados. Contava-me his- certa entenderia, falava muito aflito e anos se abandonar todas as coisas que fa- tórias de sua meninice, aventuras e às apressado, pediu para eu não dizer zem com que você queira viver até os cem vezes sobre seu trabalho. Eu adorava! nada dessa conversa a ninguém, con- anos”. tou o que era preciso e pediu-me que Éramos felizes, mas, parecia que viví- o perdoasse, deu-me um beijo prolon- *** amos a dois, separadamente. Não me gado, despediu-se e foi para a cama... Rachel de Queiroz: “Vida é uma tarefa que lembro de um passeio longo, poucas vezes jantávamos tranquilos e juntos. Eu tinha dezoito anos, ele qua- Eu cuidava da casa, fazia comida e, renta e seis e nessa noite, dormimos não se divide com ninguém”. *** pela falta de dinheiro, comíamos qua- bem abraçadinhos, nem fizemos amor, George Lord Byron: “É mais fácil morrer se sempre pão molhado no feijão, ar- há tempos isso nem mais acontecia e por uma mulher do que viver com ela”. gh! Ele trabalhava num restaurante, nem precisava, tanto que eu o amava. *** esperava ansiosa pelo dia que trazia No dia seguinte, na cama, estava sobras da cozinha, principalmente com ar sereno e com um semblante quando era bife com batatas cozidas e de quem dormiu bem, mas não levan- assadas ou, purê com arroz branco e tou para trabalhar. Ayrton Senna: “Mulheres – com elas uma encrenca, mas sem elas não se pode viver”. *** soltinho. Acordei. Ele não... Christopher Isherwood: “A vida não é tão Mas também brigávamos muito, Estava morto! ruim assim, desde que você tenha sorte, sa- brigávamos num dia e a paz voltava, Hoje, passado quase cinquenta úde e pouca imaginação”. já no outro a guerra recomeçava. Ele anos, escrevo a primeira e única carta *** bebia, geralmente chegava embriaga- sobre meu ex-amor. do e nem sei como tudo começava, Vejo-me com o peso da idade, apenas que não me afetava, não me cansada e doente, mas sobrevivente Joaquim Nabuco: “A vida mais desejável é a que não causa inveja, nem compaixão”. faltava o básico, nem mesmo carinho, dos sofrimentos da vida, salva pelas Charles Chaplin: “A vida é maravilhosa se independentemente das brigas. Não eternas lembranças que guardei dele não se tem medo dela”. saberia quanto, mas sei que nos amá- em meu coração. Nessa carta, quero *** vamos muito, ao nosso modo. registrar um próximo encontro, nunca houve uma despedida porque esperei Charles Chaplin: “A vida é uma peça de te- Às vezes saia e me deixava só, eu pelo momento que nos aproximaria de atro que não permite ensaios. Por isso, can- dormia na casa da mãe dele, odiava, novo. te, chore, dance, ria e viva intensamente, an- chorava muito, jamais gostei de ficar Estou indo, me espere com o mesmo tes que a cortina se feche e a peça termine naquela casa, sem saber por onde ele amor e agora pra sempre... sem aplausos”. andava, me sentia desprotegida, ca- *** rente e perdidamente apaixonada.·. Gostava mesmo era de ficar grudada Genha Auga Jornalista MTB: 15.320 Mês que vem... Tem mais! nele, só o trocava para passear com Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 10

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 10 essa travessia, os refugiados se colocam em Refugiados: O termo se aplica a todas as alto risco, tamanho o desespero de sair de pessoas que fogem de seu país de origem seus países. alegando “fundados temores de perseguição Para a Europa, as travessias são normal- por motivos de raça, religião, nacionalidade, mente feitas em embarcações de estrutura grupo social ou opiniões políticas”, em situa- precária e com preços superinflados. Alguns ções nas quais “não possa ou não queira refugiados vendem todos os seus bens e regressar”. Solicitar abrigo como refugiado utilizam todo o dinheiro para pagar pela via- pode ser burocrático, pois a pessoa deve se gem. Segundo a Organização Internacional dirigir ao órgão que concede esse “título” a para as Migrações, morreram ou desapare- ela quando chega no país. Se aceito o pedi- ceram 3.771 pessoas nessas travessias no do, a pessoa não pode ser devolvida ou ex- A CRISE HUMANITÁRIA DOS ano de 2015. Só na primeira semana de traditada ao seu país de origem, seguindo a REFUGIADOS 2016, 409 pessoas morreram nessa mesma regra de non-refoulement, e não pode deixar Os refugiados são um grupo específico de situação. o país no qual solicitou o refúgio durante to- imigrantes e têm essa denominação por conta de uma convenção feita em 1951 que trouxe regulamentação aos diferentes tipos de imigrantes. Refugiado é uma pessoa que sai de seu país por conta de “fundados temores de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opi- Aprenda mais: tudo sobre a União Europeia! Apesar de a crise dos refugiados ter atingido a Europa com força neste ano, a maior parte das pessoas que fugiram da guerra na Síria dirigiu-se principalmente para cinco países do o tempo em que seu pedido estiver sendo analisado. Quando existem países em guerra e o número de refugiados cresce muito, um país que tem condições de abrigar grande número de refugiados pode estender a todos os civis advindos daquele Estado a concessão do refúgio. niões políticas”, em situações nas quais “não possa ou não queira regressar”. A ONU considera esta a pior crise humanitária do século. Em 2015, o grupo de pessoas que se deslocou de seus países fugindo de perseguições políticas e guerras chegou a 65,3 milhões – não em trânsito no momento, mas que passaram por essa situação desde que esses números são compilados. O número registrou alta de 9,7% na comparação do Oriente Médio: Turquia, Líbano, Jordânia, Iraque e Egito. Estes receberam pelo menos 4,3 milhões de pessoas desde o início da crise. Essas nações concentram 95% dos refugiados sírios e demandam muito mais assistência dos serviços públicos do que em países europeus – apesar de, nesse continente, a discussão sobre receber ou não os refugiados causar muito mais polêmica e hostilidade do que no Oriente Médio. Asilados: O termo “asilado” é historicamente utilizado para determinar o abrigo concedido a pessoas que sofriam algum tipo de perseguição. Nos anos 60 e 70 na América Latina, foi muito utilizado juridicamente por conta dos vários regimes ditatoriais que perseguiam civis – e esses pediam asilo em outros países. Segundo o Jornal Nexo: “enquanto a concessão do refúgio depende de um trâmite técnico num órgão colegiado, com 2014, depois de uma estabilidade entre 1996 e 2011. A origem da maior parte dos refugiados é a África ou o Oriente Médio. Eles fogem por conta de conflitos internos, guerras, perseguições políticas, ações de grupos terroristas e violência aos direitos humanos. Metade do fluxo anual de refugiados são sírios, devido à fuga da guerra civil em que o país está desde 2011. A CRISE DOS REFUGIADOS E A Por serem países mais próximos à Síria, os países árabes são os principais destinos de populações refugiadas. Porém, eles têm pouca ou nenhuma estrutura para receber tantas pessoas num intervalo tão curto de tempo. Há dificuldades em conceder quesitos básicos, como alimentação, educação para as crianças e abrigo. Por esse motivo, alguns desses Estados até impuseram regras para receber refugiados. Conheça a situação dos principais destinos de refugiados: o asilo pode ser concedido por arbítrio exclusivo do presidente da República, sem que seja necessário nenhum embasamento de ordem estritamente legal. É, portanto, uma ferramenta política.” Migrante: O termo “migrante” é muito mais abrangente do que “asilado” ou “refugiado”; na verdade, esses dois pertencem à categoria “migrante”. É utilizado para classificar toda pessoa em trânsito, que emigra (sai) de seu país de origem e, quando chega a seu destino, é chamada de imigrante (entra). E- GUERRA CIVIL NA SÍRIA Líbano: o total de sírios refugiados no Líba- xistem as ondas de imigração, que levam Como já foi mencionado, metade do fluxo no superou 1 milhão de pessoas, o que e- pessoas a abandonar seus países, normal- anual de refugiados são sírios, devido à fuga quivale a 25% da população do país. Por mente em busca de melhores condições de da guerra civil em que o país está desde esse motivo, entraram em vigor em 2015 no- vida, de locais com uma economia mais es- 2011. De acordo com dados de 2016 da O- vas exigências para os estrangeiros que tável – foi o que aconteceu no início do sé- NU, 13,5 milhões de sírios dependem de as- chegam, como pagamento de uma taxa para culo XX no Brasil, com a chegada de italia- sistência humanitária, o equivalente a ¾ da obtenção de autorização de permanência – nos, alemães, japoneses e vários outros imi- população do país. Além disso… válida por no máximo um ano. grantes que chegaram aqui com a esperan- - 70% dessa população não tem acesso à Jordânia: segundo o rei Abdullah Ibn Al- ça de conseguir empregos e elevar sua qua- água potável; Hussein, a Jordânia está “em ponto de ebuli- lidade de vida. - 1 em cada 3 pessoas não se alimenta com ção”, já que os sírios refugiados equivalem a A ANTI-IMIGRAÇÃO EUROPEIA o básico da nutrição necessária; 20% da população jordaniana, e o país não A União Europeia é um bloco de países em - Mais de escola; 2 milhões de crianças não vão à tem condições de assegurar cos aos que chegam. serviços públi- que imperam algumas regras – que não se aplicam a todos eles, mas à maioria. Algu- - 1 em cada 5 pessoas vive em situação de pobreza. ROTAS TRAÇADAS DURANTE A CRISE DOS REFUGIADOS Turquia: A Turquia tornou-se o principal destino dos refugiados – mais de 2 milhões de sírios cruzaram a fronteira entre os dois países. Por causa da grande demanda, disponibiliza mais de 20 campos de refugiados, mas dessas regras entraram em discussão com o agravamento da crise dos refugiados, como a livre circulação de pessoas e de mercadorias. As regras de concessão de asilo político também estão em debate, pois o Devido a este panorama que se construiu mas os abrigos são insuficientes para aten- asilo deve ser feito no país em que o mi- nos últimos anos, principalmente em decor- der a todos os migrantes sírios, e muitos de- grante entra no bloco e, por isso, coloca rência da Primavera Árabe, vários países ao les estão sem nenhuma assistência. pressão nos países das fronteiras que mais redor do mundo, principalmente na Europa e Europa: A situação da Turquia preocupa a recebem refugiados, como Hungria, Grécia e na Ásia, têm se preparado para abrigar refu- União Europeia (UE), pois a maioria dos re- Itália. giados. A prioridade é diminuir o sofrimento dessas populações e proporcionar auxílio adequado quando eles imigram para tal país. fugiados que chega ao país tem como destino final nações europeias como Alemanha e Áustria. Por isso, os líderes da UE fecharam um acordo em novembro com a Turquia pa- Países como Alemanha e Suécia têm aceitado abrigar refugiados com mais liberdade e menos restrições. Porém, alguns países impõem mais restrições a essas pessoas. Os países que mais servem como porta de ra o país melhorar as condições dos abrigos entrada de refugiados na Europa são Grécia e ampliar a permissão de trabalho aos sírios. e Itália, ambos adentráveis pelo Mar Egeu e REFUGIADOS, ASILADOS E IMIGRAN- Mediterrâneo, respectivamente. Para fazer TES: QUAL A DIFERENÇA? Carla Meireles Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 11

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 11 RECICLAGEM O que é e qual a importância nicos. O destino de todo esse lixo (inclusive o Como reciclar? industrial) também consistia em um grande pro- blema, tanto que até a metade do século, EUA e Existem várias formas de destinar seu lixo para A reciclagem, Europa jogavam grande parte do lixo coletado reciclagem. Em princípio, se um produto for reci- assim como o nos mares, rios e áreas limítrofes. clável (veja como saber), basta descartá-lo de tratamento dado ao lixo, é Contudo, até aquele momento, o mundo nunca havia produzido tanto em todos os aspectos i- forma correta nos cestos apropriados. Porém, nem todos os bairros, condomínios e casas pos- mais antiga do que se pensa. Entenda o que magináveis. A Revolução Industrial trouxe consigo novos patamares de produção e, a partir desse momento histórico, a situação do descarte se suem serviço de coleta seletiva e muitas vezes o descarte pode ser feito por meio de postos independentes (veja como localizar postos de reci- é e qual a im- tornou algo mais complexo e preocupante. Se clagem próximos à sua residência). Em outras portância prática da antes o lixo era constituído apenas de material orgânico, agora ele tem características diversas: ocasiões, a prefeitura desse serviço. municipal se encarrega Reciclagem é o pode ser eletrônico, radioativo, industrial, quími- Também é importante dizer que o avanço tecno- processo em que há a transformação do resíduo co, entre outros. lógico pode fazer com que um item que atual- sólido que não seria aproveitado, com mudan- Com isso, surgiu a necessidade de pensar em mente não é reciclável, torne-se reciclável no ças em seus estados físico, físico-químico ou alternativas que não fossem simplesmente esto- futuro. biológico, de modo a atribuir características ao car todo esse lixo em aterros ou descartá-lo de Cores da coleta seletiva: reciclagem e seus sig- resíduo para que este se torne novamente maté- forma irregular no ambiente, já que a maior parte nificados ria-prima ou produto, segundo a Política Nacio- do "lixo moderno" demora muito mais tempo pa- Para os que já são recicláveis, é preciso ter al- nal de Resíduos Sólidos (PNRS). ra se desintegrar naturalmente. Assim, a recicla- guns cuidados especiais antes de enviá-los para Ela faz parte dos três "R's" ou "erres": recicla- gem assumiu um papel importante diante de tal coleta seletiva. Veja alguns exemplos: gem, reutilização e redução. Como a reciclagem necessidade. Plástico consiste em reprocessar um item, ela é diferente A questão da reutilização também não é nova. O da reutilização (em que há apenas a utilização uso da matéria orgânica como adubo, por exem- Consiste em transformar os plásticos (tanto os do item para outra função) e da redução (que plo, é uma tradição que se perpetua por séculos oriundos de sobra industrial - sobras virgens do consiste em diminuir o consumo de determina- - além da possibilidade de enterrar seus resí- processo produtivo - quanto os descartados pós- dos produtos). duos orgânicos para enriquecer a terra, hoje consumo - materiais recuperados no lixo por Mas essa "definição fria", apesar de importante, também se usa a técnica da compostagem. meio da coleta seletiva) em pequenos grânulos, que podem ser utilizados na produção de novos não nos leva à origem da história nem ajuda a O que é reciclagem materiais, como sacos de lixo, pisos, manguei- entender qual a importância da reciclagem. Além Entender o que é reciclagem é simples: trata-se ras, embalagens não alimentícias, peças de au- de se perguntar "o que é reciclagem”, você já de pegar algo que não tem mais utilidade e tomóveis etc. imaginou “como surgiu” a prática de reciclar as coisas? Vamos começar da origem: o lixo. Mas transformá-lo novamente em matéria-prima para que se forme um item igual ou sem relação com Papel antes, dê uma olhada no vídeo exclusivo do ca- o anterior. Isso é feito de várias maneiras e ve- A grande quantidade de papel que é consumida nal do Portal eCycle no YouTube - aproveite inscreva-se para acompanhar os lançamentos: e mos o resultado desse processo no nosso cotidiano. no mundo causa graves problemas ambientais, como o desmatamento de florestas. Para conter Qual a origem da reciclagem esse problema, uma das soluções é a reciclaEsse é o caso de alguns bens de consumo, co- gem, que reaproveita o papel usado para produ- Desde que o mundo é mundo, o lixo existe. Os mo latas de alumínio, papel de escritório e reci- zir outro novo em folha; a reciclagem é simples e nômades já descartavam os restos dos animais pientes de plástico. Esses materiais são recicla- barata. que caçavam e, à medida em que o homem foi dos em grandes quantidades. Aliás, a recicla- ficando mais “civilizado”, a quantidade de lixo gem desse tipo de material era comum no início Caixas de leite produzida por ele também aumentou. do século XX, quando muitos produtos eram A maioria das embalagens longa vida é feita a De acordo com um estudo da Universidade Es- reutilizados devido às crises econômicas (como partir de uma mistura de materiais com proprie- tadual do Rio de Janeiro (UERJ), as civilizações a de 1929) e às guerras mundiais. Na década de dades diversas. Mesmo assim, é possível reciclá antigas (como os hindus) já dispunham de siste- 1940, produtos como o náilon, a borracha, papel -las. É importante descartar os materiais reciclá- ma de esgoto, além de pavimentação nas ruas. e muitos metais eram racionados e reciclados, veis limpos, para não ocorrer a proliferação de Os israelitas, por exemplo, possuíam regras ex- para ajudar a suportar o esforço da Segunda doenças, odores, bem como para evitar a conta- plícitas de como descartar seus excrementos e Guerra Mundial (1939-1944). minação de itens recicláveis que estejam no os restos dos animais sacrificados, bem como Após esse período de recessão, países como os mesmo local, pois caso ocorra a contaminação, os cadáveres e o lixo produzido no reino. EUA viveram momentos de grande prosperidade a reciclagem dos materiais contaminados fica Na Idade Média, sabe-se que várias cidades ita- econômica que impulsionaram uma cultura de mais difícil. lianas tinham normas para a destinação de obje- consumo e desperdício. No caso da Europa – Caixas de pizza tos e carcaças de animais, assim como a eliminação de águas paradas e a proibição de lixo e fezes nas ruas. que ficou praticamente destruída após a guerra –, a implantação do Plano Marshall (que estabelecia ajuda de 17 bilhões de dólares dada pelos EUA a países devastados pela guerra) ajudou a Óleo e gordura da pizza dificultam processo de reciclagem do papelão das caixas. Mas há alternativas, como criar outras embalagens ou sepa- Foi também na Idade Média que surgiram os reconstrução econômica de nações como Ingla- rar as partes da caixa que não foram mancha- primeiros serviços de coleta de lixo. Inicialmente, terra, França, Alemanha e Itália. das pela gordura, como a superfície, e enviar estes eram prestados por particulares, mas para coleta seletiva. quando fracassavam, optava-se pelo serviço público – que era exercido pelos carrascos da cida- Dessa forma, tanto Estados Unidos íses da Europa viveriam anos de como os pacolaboração Pneus de e seus auxiliares, tendo muitas vezes a ajuda comercial que trariam novamente êxito econômi- Não são tóxicos, mas causam problemas. Ape- das prostitutas. co, contribuindo muito para uma sequência de sar de não serem compostos de materiais tão décadas de abundância na fabricação de bens nocivos a ponto de prejudicarem o meio ambien- Porém, na segunda metade do século XIX, com de consumo. Sendo assim, foi só nos anos 1970 te, os pneus descartados de forma errada contri- a Revolução Industrial, houve um aumento signi- que a reciclagem voltou a fazer parte das dis- buem para a proliferação de doenças, como a ficativo na produção de lixo, causando graves cussões sociais, destacando-se a criação do Dia dengue. Além disso, somente no Brasil, 45 mi- impactos sanitários. Foi necessário programar da Terra - iniciada pelo senador estadunidense lhões de pneus são produzidos por ano e muitos novas medidas para amenizar a complicada situ- Gaylord Nelson, ativista ambiental, para a cria- pneus acabam jogados em rios, o que aumenta ação dos bairros operários e também dos bair- ção de uma agenda ambiental. a calha dos mesmos, podendo causar transbor- ros nobres. Atualmente, o termo reciclagem faz parte do co- damentos. reutilizam de outras formas. No século XX, a questão do lixo já não girava tidiano de milhões de pessoas ao redor do pla- em torno apenas do descarte de materiais orgâ- neta, inclusive no Brasil. CONTINUA NA PÁGINA SEGUINTE Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 12

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 13 Muitos deles podem ser comparados com traba- A partir dos 14, o trabalho é legalizado se a pes- lho escravo, onde as condições são extrema- soa estiver na condição de aprendiz. mente inapropriadas e precárias e onde, muitas Entre os 16 e 18 anos, a lei brasileira permite as vezes, o trabalho é forçado. atividades laborais, desde que sejam realizadas Vale ressaltar que o trabalho infantil doméstico é no período entre as 06h as 22h. também um agravante. Muitas crianças, sobretudo as meninas, são forçadas a trabalharem Trabalho Infantil no Brasil em casa durante horas diárias. Um dos grandes problemas sociais que afetam O que é o Trabalho Infantil? nosso país é o trabalho infantil. Segundo estatísSegundo dados do Relatório Brasil Livre de Tra- ticas do PNAD (2007), 1,2 milhões de crianças balho Infantil (2013) da ONG Repórter Brasil, estão trabalhando na faixa etária de 5 a 13 aestima-se que cerca de 258 mil crianças e ado- nos. lescentes entre 10 e 17 anos trabalham em ca- sas de famílias. Desse número, 94% são do se- Infelizmente, esses dados mostram a crua reali- O trabalho infantil é uma forma de trabalho que xo feminino. dade do País. É comum ver nas ruas diversas envolve a exploração de mão-de-obra das crian- crianças trabalhando nos semáforos, trens, etc. ças e dos adolescentes. Além de gerar diversos De acordo com a Organização Internacional do problemas sociais, ele afeta diretamente os en- Trabalho (OIT), cerca de 15,5 milhões de pesso- Elas deixam de frequentar a escola por razões volvidos. as com menos de 18 anos exercem atividades que estão associadas a diversos problemas so- domésticas. ciais, como a desestruturação familiar, a falta de Causas do Trabalho Infantil: renda, abandono, entre outros. Há ainda os casos de abuso sexual por parte da - Pobreza e baixa renda própria família. Em muitos países do mundo, Muitas delas trabalham no campo e desde cedo - Baixa escolaridade dos pais diversas crianças são forçadas a se prostituírem não recebem remuneração. Nesses casos, a - Grande quantidade de filhos desde cedo. fiscalização torna-se uma tarefa difícil. - Má qualidade da educação - Busca de mão-de-obra barata - Falta de mão-de-obra e de fiscalização Legislação Atualmente, diversos programas trabalham em prol da melhoria desse panorama, do qual mereCada país do mundo possui uma legislação que ce destaque o Peti (Programa de Erradicação ao determina a idade mínima para adentrar ao mer- Trabalho Infantil). cado de trabalho. Nas leis também é posto o Consequências do Trabalho Infantil: que é considerado como exploração de mão-de- No Brasil, o Nordeste é a região que mais apre- obra infantil. senta a exploração laboral infantil. Cerca de 5- - Afeta o desenvolvimento da criança e/ou ado- 0% trabalham em fazendas e sítios. Vale notar lescente Geralmente, a partir de 16 anos a pessoa está que as crianças negras são o maior alvo do tra- - O indivíduo perde a infância apta para trabalhar. No entanto, em diversos balho infantil no País. países, considerados menos favorecidos, a lei - Gera diversos problemas sociais permite trabalhar a partir dos 14 anos. Trabalho Infantil no Mundo - Provoca doenças e problemas psicológicos Segundo o artigo 7.º da Convenção n.º 138 da A UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a - Induz ao baixo rendimento e abandono escolar - Causa despreparo para o mercado de trabalho Organização Internacional do Trabalho (OIT): Infância, em inglês United Nations Children's Fund) é um órgão responsável por defender os A legislação nacional poderá permitir o emprego direitos das crianças no mundo. ou trabalho de pessoas de treze a quinze anos Tipos de Trabalho Infantil: de idade, em trabalhos leves, com a condição Esse órgão foi fundado em 1946 e desde então Existem diversas maneiras de explorar a mão- de que estes: tem contribuído para ações que incluem o de- de-obra infantil, sendo que as mais comuns são a) não sejam suscetíveis de prejudicar a saúde senvolvimento e os direitos das crianças. os trabalhos em: ou o desenvolvimento dos referidos menores; e De acordo com a ONU (Organização das Na- - Casas de família - Campo (sítios e fazendas) - Minas, canaviais e fábricas - Narcotráfico - Prostituição e pornografia de menores Tráfico de pessoas ções Unidas), atualmente existem mais de 7 bib) não sejam de tal natureza que possam preju- lhões de crianças no mundo que estão incluídas dicar sua frequência escolar, sua participação na lista do trabalho infantil. em programas de orientação ou formação profissionais, aprovados pela autoridade competente, No mundo, a prática de uso de mão de obra inou o aproveitamento do ensino que recebem. fantil é mais comum em países subdesenvolvi- dos, sobretudo dos continentes africano, ameriNo Brasil, o trabalho infantil é considerado ilegal cano e asiático. para crianças e adolescentes entre 5 e 13 anos. Fonte: todamateria.com.br estrutura do sistema econômico da época. do trabalho. Os escravos, os quais, juridicamente, eram con- Por isso, todas as formas de trabalho análogo à siderados objeto de direito, trabalhavam nas ta- condição de escravo devem ser combatidas com refas braçais mais árduas, as quais não eram vigor pelo Estado e por toda a sociedade. consideradas dignificantes ao cidadão livre. O presente estudo tem como objetivo analisar, O chamado "trabalho análogo à condição de es- em termos jurídicos, os aspectos de maior rele- cravo", verificado no presente, apresenta dife- vância, envolvendo o trabalho análogo à condi- As formas de exploração trabalho humano evo- renças em face da escravidão acima indicada. ção de escravo, bem como a amplitude do seu luíram da escravidão, passando pela servidão e Esta existiu, em nosso país, até a época do Bra- conceito, abrangendo o trabalho forçado e o tra- corporações de ofício, surgindo a relação de emprego, principalmente com o advento da Re- sil Império, tendo a Lei Áurea, de 13 de maio de 1888, decretado a abolição da escravatura. balho degradante. volução Industrial. Além disso, merece destaque a Proposta de E- De todo modo, ambas as situações afrontam a menda à Constituição sobre expropriação de Na Grécia, Roma e Egito da Antiguidade, o regi- dignidade da pessoa humana, estando em total propriedades rurais e urbanas onde for localizame da escravidão era a principal forma de explo- desacordo com o princípio de valorização social da a exploração de trabalho escravo. ração do trabalho humano, estando inserido na Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 13

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 12 -se de reaproveitamento. COMPOSTAGEM Podemos observar esse processo em situações Como é feita a compostagem? que esbanjam criatividade, comoreaproveitar A compostagem do lixo acontece em fases, sen- geladeiras como bibliotecas. do elas muito distintas umas das outras. Upcycle: o que é e exemplos Fases da compostagem A tendência do upcycling também vem sendo abraçada pelas indústrias da moda e da decora- 1ª) Fase mesofílica: ção. Nessa fase, fungos e bactérias mesófilas (ativas Qual a importância da reciclagem? a temperaturas próximas da temperatura ambi- ente), que começam a se proliferar assim que a Lâmpadas fluorescentes Hoje em dia, com o aumento crescente na pro- matéria orgânica é aglomerada na composteira, Mercúrio e chumbo são metais que estão dentro da lâmpada e podem prejudicar nossa saúde, portanto é importante tomar cuidado ao descartá -las. Outra medida é assegurar que as lâmpadas não sejam enviadas para aterros comuns. Por isso, consultar os postos de reciclagem adequados é essencial. dução de resíduos e no lixo oceânico, areciclagem é de extrema importância. Muitos países já tem essa preocupação, apoiam programas ambientais e, consequentemente, de reciclagem. No Brasil, de acordo com a associação sem fins lucrativos Cempre (Compromisso Empresarial paraReciclagem), o faturamento das cooperativas de catadores tem sido crescente nos últimos são de extrema importância para decomposição do lixo orgânico. Eles vão metabolizar principalmente os nutrientes mais facilmente encontrados, ou seja, as moléculas mais simples. As temperaturas são moderadas nesta fase (cerca de 40°C) e ele tem duração de aproximadamente de 15 dias. Lixo eletrônico anos e houve ganhos de produtividade, mas ain- Composteira doméstica: a solução para o lixo Conserte, doe, reutilize ou recicle, mas não jo- da há muito por fazer. orgânico de casa gue seus eletrônicos no lixo comum, pois eles 25 milhões de toneladas de lixo vão para os o- O que é lixo orgânico e como fazer sua recicla- possuem vários componentes e substâncias que ceanos todo ano gem em casa podem causar doenças, como cádmio, chumbo Um dos próximos passos para manter esse pro- O que fazer com restos de alimentos? e mercúrio. Sendo assim, o melhor que você pode fazer é procurar postos de reciclagem para eletrônicos (acesse a sessão específica para busca de postos do eCycle) ou tentar devolver os produtos para os fabricantes, que ficarão res- gresso é a formalização da atividade desempenhada pelos catadores. Além disso, muitos municípios brasileiros ainda não contam com um serviço de coleta seletiva. 2ª) Fase termofílica: É a fase mais longa da compostagem,e pode se estender por até dois meses, dependendo das características do material que está sendo com- ponsáveis a dar uma destinação correta a partir Apesar de conhecermos a importância da reci- postado. Nessa fase, entram em cena os fungos da lei de resíduos sólidos. clagem, ainda são poucos os resíduos coletados e bactérias denominados de termofilicos ou ter- Amianto e reciclados no Brasil. Há uma defasagem de mófilos, que são capazes de sobreviver a teminfraestrutura para coleta e processamento e peraturas entre 65°C e 70°C, à influência da A recomendação é de que o amianto seja des- faltam políticas públicas que incentivem maior disponibilidade de oxigênio - promovida cartado juntamente com resíduos tóxicos, em a logística reversa e aredução de embalagens pelo revolvimento da pilha inicial. A degradação aterros especializados. O amianto é um material desnecessárias por parte de empresas, por e- das moléculas mais complexas e a alta tempera- perigoso e que não tem como ser reutilizado ou xemplo. tura ajudam na eliminação de agentes patóge- reciclado. Mesmo que você saiba que um item pode ser nos. As alternativas para descartar de forma consci- reciclável (por conta das informações da emba- 3ª) Fase da maturação: ente e sustentável todo o tipo de lixo estão disponíveis no Portal eCycle. Não deixe de consultar a Seção Recicle Tudo para ficar por dentro de tudo que pode ser reciclado e como fazer isso! O upcycle Assim como a reciclagem, a prática de upcycling também consiste em dar uma nova utilidade a algo que foi descartado, porém, com lagem), isso não significa que ele será efetivamente reciclado. Portanto, é muito importante reduzir sua quantidade de resíduos - a compostagem doméstica é essencial para isso em termos de resíduos orgânicos; quanto aos recicláveis, a mudança de hábitos é fundamental. Sempre que puder, evite embalagens ou use produtos com a embalagem reutilizada - se não for possível, procure pelo menos por embalagens recicladas e/ou recicláveis. A última fase do processo de compostagem, e que pode durar até dois meses. Nessa fase há a diminuição da atividade microbiana, juntamente com as quedas de gradativas de temperatura (até se aproximar da temperatura ambiente) e acidez, antes observada no composto. É um período de estabilização que produz um composto maturado. A maturidade do composto ocorre quando a decomposição microbiológica se completa e a matéria orgânica é transformada a diferença de não usar energia para transfor- É muito importante participar e apoiar ideias ver- em húmus, livre de toxicidade, metais pesados e mar o objeto em matéria-prima. Ou seja, é ainda des que ajudem a disseminar o conceito patógenos. mais ecológico, pois dispensa a energia gasta de reciclagem no Brasil e no mundo. na atividade industrial. Em outras palavras, trata Fonte: ecycle.com.br Sacolas de supermercado unindo, mais triste ainda é saber que o pro- causado correspondem a 27% do lixo blema de plásticos é comum em todo o mar. A vida animal também é bastante afetada, plástico encontrado nos oceanos Segundo o PNUMA, Programa Ambiental não sendo difícil encontrar relatos de anidas Nações Unidas, 90% de todos os detri- mais mortos por asfixia ou lesões internas tos dos oceanos são compostos por plásti- provocadas pela ingestão destes e outros Garrafas PET, papel filme, sacolas, copos e co. Além disso, existem 46.000 fragmentos polímeros. Segundo o PNUMA, este materi- embalagens de plástico são utensílios que de plástico em cada 2,5 quilômetros quadra- al é responsável pela morte de mais de um propiciam praticidade e conforto no dia a di- dos da superfície destes ambientes, sendo a milhão de aves marinhas todos os anos. Sa- a, em todo o mundo, já que são duráveis e maioria oriunda de terra firme, e 27% consti- bendo que muitos animais marinhos fazem resistentes à degradação. Entretanto, se a- tuídos de sacolas de supermercado. Para parte da alimentação humana, vale a pena nalisarmos o custo ambiental destas vanta- acrescentar, estudos comprovam que para saber que estamos ingerindo quantidades gens, perceberemos que vale a pena repen- cada quilo de algas marinhas e plâncton en- significativas de toxinas. Aliás, você sabia sar nossos hábitos. contrado nos oceanos, há pelo menos seis que muitos mariscos usam fragmentos de Há mais de vinte anos, um grupo de pesqui- quilos de plástico. Considerando estes orga- plástico para construírem suas moradias? sadores analisa o comportamento de duas nismos como os principais responsáveis pe- imensas ilhas de plástico, uma formada no la oxigenação do planeta e alimentação de Mariana Araguaia Oceano Pacífico e outra, no Atlântico Norte. cadeias alimentares, não é nada otimista Graduada em Biologia Além da constatação de que estas estão se perceber os problemas que o plástico tem Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 14

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 14 DESERTIFICAÇÃO NO MUNDO E NO BRASIL chover menos, mas quando isso ocorrer as precipitações serão mais fortes. "São justamente as condições que, aliadas à ação do O uso inadequado de práticas agrícolas em solos frágeis gera homem, aceleram o processo de desertificação", diz. "Por isso, a desertificação tendência é de agravamento desse quadro." O tema não tem tanto destaque nas páginas dos jornais e nos pro- gramas de TV quanto o aquecimento global, mas aos poucos o fe- As causas do fenômeno são várias. Entre elas, o uso inadequado nômeno da desertificação vem recebendo a atenção que merece das terras é uma das principais. "Normalmente, a falta de planejade ambientalistas, pesquisadores e governos do mundo todo. Não mento na ocupação do solo conduz à sobrecarga do meio ambien- sem razão. A cada ano, segundo a Organização das Nações Uni- te, levando à degradação da terra e de outros recursos naturais, das (ONU), 6 milhões de hectares de terras (ou 60 mil km², área como a água e as florestas", explica o engenheiro agrônomo Luciaque equivale a duas vezes a da Bélgica) se tornam improdutivos e no Accioly, da Embrapa Solos de Recife, uma unidade da Empresa caminham para se transformar em deserto. Por isso, já existe con- Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Segundo ele, no nordeste, o senso em nível internacional de que esse é o maior problema eco- uso para fins de agricultura e pecuária da região do semiárido ocor- nômico, social e ambiental em várias regiões do mundo. re, na grande maioria dos casos, sem a utilização de tecnologias que reduzem, substancialmente, a perda de terras aráveis. "Dessa Os números justificam essa idéia. A degradação afeta 33% da su- forma, as pastagens em geral têm mais gado do que poderiam su- perfície terrestre, atingindo cerca de 2,6 bilhões de pessoas. Parti- portar, levando ao sobrepastoreio, que prejudica o local", diz. cularmente na região subsaariana, na África, de 20% a 50% das terras estão degradadas, prejudicando mais de 200 milhões de pes- Além disso, algumas culturas, como algodão e milho, têm sido imsoas. A situação também é grave na Ásia e na América Latina, so- plantadas com o emprego de métodos que agravam o problema. mando mais de 516 milhões de hectares. Como resultado desse "Práticas como a irrigação, que têm um elevado custo para o agri- processo, há perdas anuais de 24 bilhões de toneladas da camada cultor ou para o governo e que podem representar uma saída para arável, o que influi negativamente na produção agrícola e no desen- a produção agrícola no nordeste, são utilizadas de forma inadequa- volvimento sustentável. Em todo o mundo, a extensão territorial on- da, gerando a salinização de terras agricultáveis, que é, também, de ocorrem secas aumentou mais de 50% durante o século 20 uma das causas da desertificação", alerta Lima. "O custo de recu- peração de áreas com altos teores de salinidade pode ser maior do No Brasil, os dados também impressionam. As áreas suscetíveis à que o da irrigação. Portanto, uma vez salinizadas, essas terras são desertificação (ASD) no país estão localizadas no nordeste e em abandonadas." uma pequena parte do sudeste, onde se encontram espaços climaticamente caracterizados como semiáridos e subúmidos secos. No Para o geógrafo João Osvaldo Rodrigues Nunes, do Departamento total, elas somam cerca de 1,13 milhão de km², dos quais 710 mil de Geografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia, km² (62,8 %) são caracterizados como semiáridos e 420 mil km² do campus de Presidente Prudente da Universidade Estadual Pau(37,2 %) como subúmidos secos. Essas áreas se espalham por lista (Unesp), essa situação decorre da ação humana sobre as pai1.201 municípios dos estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Nor- sagens com tendência a virar deserto. "A partir desse aspecto, que te, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e norte de Minas serve de catalisador do processo, podem-se destacar algumas cau- Gerais. sas específicas", explica. "Entre elas, a implantação inapropriada de técnicas de uso intensivo de implementos agrícolas, com base Dentro dessas áreas há outras em que a situação é mais grave. na monocultura, sobre ambientes ecologicamente frágeis; ativida- São os chamados núcleos de desertificação, onde o processo está des de mineração intensiva sem técnicas de controle das drena- bem mais adiantado. Existem quatro locais no Brasil classificados gens superficiais com excessivo revolvimento das coberturas; o uso como tal: Seridó, no Rio Grande do Norte, na divisa com a Paraíba, intensivo de solos com textura arenosa em ambientes semiáridos; e com 2,3 mil km², Irauçuba, no Ceará, com 4 mil km², Gilbués, no a redução da biomassa por meio do desmatamento em cabeceiras Piauí, com 6,1 mil km², e Cabrobó, em Pernambuco, com 5,9 mil de drenagem e matas ciliares, em áreas de preservação permanen- km². Segundo José Roberto Lima, coordenador do Programa de te." Ação Nacional de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efei- tos da Seca (PAN-Brasil), do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Solo pobre há outros que caminham para o mesmo destino, por exemplo no A desertificação não é o único processo, no entanto, que torna im- Cariri da Paraíba, no sertão da Bahia e em Canindé, no Ceará. produtivas vastas áreas. Existem grandes espaços aparentemente O problema não se restringe a esses lugares, no entanto. Aos pou- sem sinal de vida ou água, mas que não se enquadram na categoricos, ele avança para o entorno das regiões semi-áridas e subúmi- a de deserto. São os chamados areais ou regiões de arenização, das secas, compreendendo uma superfície de mais 207 mil km², que no Brasil aparecem no Rio Grande do Sul e na região centrodistribuídos ao longo de 281 municípios. Somando com as ASD, oeste. Sua origem remonta a 200 milhões de anos, quando a maior são cerca de 1,34 milhão de km², ou 15,72% do território nacional, parte do centro-sul brasileiro era um imenso deserto. Hoje, essa que correm o risco de se transformar em deserto. É um espaço on- área é conhecida geologicamente como formação Botucatu – um de, em 2000, viviam 31,6 milhões de habitantes, ou 19% da popula- solo pobre, com muita areia em sua composição. ção brasileira. A diferença básica entre os dois fenômenos está na quantidade de Apesar de receber a designação de ASD, esses locais têm caracte- chuva que o local recebe. A primeira conferência das Nações Uni- rísticas peculiares em relação a outras áreas do planeta com o das destinada a discutir o assunto, realizada em 1977 em Nairóbi, mesmo quadro. Em termos relativos, seu índice de chuvas e densi- no Quênia, definiu a desertificação como "diminuição ou destruição dade demográfica são maiores. Além disso, seu espaço abriga um do potencial biológico da terra que poderá desembocar, em definiti- bioma único no mundo, a caatinga. vo, em condições do tipo deserto". De acordo com a geógrafa Dirce Suertegaray, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Aquecimento global (UFRGS), o território gaúcho não é uma região afetada por isso. Para piorar a situação, o efeito estufa, que vem se acentuando nos "Ele está localizado numa região de clima subtropical, com precipi- últimos anos, deverá agravar o processo nas próximas décadas. tação média anual de 1,4 mil milímetros", explica. "Assim, está fora Segundo o meteorologista Carlos Nobre, do Instituto Nacional de da zona onde o clima é o motivo principal da degradação. Pesquisas Espaciais (Inpe), o aquecimento global vai tornar as secas e as chuvas mais intensas nas regiões semi-áridas. Isto é, vai CONTINUA NA PRÓXIMA PÁGINA Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

p. 15

Junho de 2018 Gazeta Valeparaibana Página 15 CONTINUAÇÃO DA PÁGINA ANTERIOR cação (UNCCD, na sigla em inglês), concluídas em 17 de junho de 1994, data que se transformou no dia mundial de luta contra esse Por isso, os areais, no Brasil, são denominados área de atenção problema. A convenção é um instrumento de acordo internacional especial." ratificado por diversos países, que estabelece as diretrizes de ação, Dirce sabe do que está falando. Há mais de dez anos ela estuda a na luta para reverter a situação. Trata-se, atualmente, da maior re- questão e recentemente organizou e publicou, com colegas, o Atlas ferência para planejar quaisquer iniciativas de controle ou combate da Arenização – Sudoeste do Rio Grande do Sul. Nele, ela mostra ao fenômeno. que hoje o problema atinge dez municípios daquela região, em tor- A UNCCD está em vigor desde 26 de dezembro de 1996 e já foi no de Alegrete, Quaraí e São Borja, totalizando uma área de 36,7 assinada por 190 países. O Brasil a ratificou em 12 de junho de km² já arenizados e mais 1,6 km² que segue o mesmo caminho. 1997 e, como signatário, obrigou-se a elaborar um plano de ação Dirce também demonstra que o fenômeno é mais antigo do que se nacional para amenizar ou resolver o problema – compromisso que imagina. "Povos caçadores-coletores já conviviam com ele há sécu- levou à criação do PAN-Brasil. los", diz. "Mas isso foi agravado pelo uso inadequado do solo, prin- cipalmente pelo cultivo da soja." Esse programa foi lançado na Conferência Sul-Americana sobre o Combate à Desertificação, realizada em agosto de 2004 em Forta- Essa é, aliás, a causa da arenização que ocorre em algumas regi- leza. Na mesma ocasião, Brasil, Argentina, Peru, Venezuela, Chile, ões do cerrado, principalmente em Goiás. Segundo o professor Ar- República Dominicana e Honduras se comprometeram a unir esfor- chimedes Perez Filho, da Universidade Estadual de Campinas ços para reduzir os impactos econômicos, sociais e ambientais da (Unicamp), a retirada da vegetação nativa e a introdução da cultura desertificação na América Latina e no Caribe. da soja, após a utilização do cerrado pela pecuária, vem provocan- Segundo José Roberto Lima, que coordenou a elaboração do PAN- do o assoreamento de rios, como o Araguaia, principalmente nas cabeceiras dos afluentes que o formam, e intensificando a erosão Brasil, participaram desse trabalho, além de representantes ministeriais, cerca de 400 organizações, envolvendo diversos atores so- de grandes áreas, um fenômeno que tem acompanhado o processo ciais com experiência nas ASD, num total de 1,3 mil pessoas. de arenização. São enormes manchas expostas, oriundas da for- mação Botucatu, constituídas de areia (grãos de quartzo) e locali- Ações integradas zadas em diversas áreas do território brasileiro. A ação dos ventos Entre as medidas já implementadas, podem-se citar o programa de sobre a superfície e a criação extensiva de gado aceleram esse construção de cisternas, que é anterior ao PAN-Brasil mas foi incor- processo, tornando o solo improdutivo e degradado. Pode ser o porado a ele, a divulgação de técnicas adequadas para conserva- prenúncio de futuros desertos. ção do terreno e cursos para a formação de agentes multiplicado- Tragédia na África res que atuem no combate à desertificação. Segundo Lima, cerca de 500 pessoas já foram treinadas na região do semi-árido, com Por ser mais globalizada e se manifestar em maior escala, a deser- essa finalidade. tificação vem chamando mais a atenção do que a arenização. Um marco desse fenômeno, que despertou a atenção mundial para a Ainda de acordo com Lima, as próximas ações do PAN-Brasil, em gravidade da situação, foi a tragédia ocorrida na região do Sahel – parceria com o Ministério da Integração Nacional, tratarão da segu- uma extensa faixa de terra que corta vários países da África no rança hídrica nas ASD. "Serão construídas barragens e promovido sentido leste-oeste, ao sul do Saara –, entre 1968 e 1973, quando o treinamento de comunidades, nos moldes do Programa de Recur- morreram cerca de 500 mil pessoas por causa de uma grande se- sos Hídricos e Recuperação de Solos Degradados (Prodam), de- ca. Foi a partir daí que a comunidade internacional começou de fato senvolvido pelo Ceará", explica. a se mobilizar para combater o problema. Quanto aos recursos para colocar em prática as ações previstas, A preocupação científica com a questão, no entanto, é um pouco Lima diz que eles serão mais bem definidos no Plano Plurianual mais antiga. Ela começou a vir à tona na década de 1930, quando 2008-2011 do governo federal. Segundo seus cálculos, serão neuma seca de três anos no meio-oeste americano, agravada pela cessários R$ 2 bilhões por ano, até 2020, para recuperar as áreas degradação da terra, deu início a uma série de pesquisas acadêmi- que apresentam risco de se transformar em deserto. Em termos cas voltadas ao conhecimento dos processos que levam à forma- mundiais, a UNCCD estima que deveriam ser investidos US$ 22 ção de desertos. A consciência de sua gravidade, no entanto, só bilhões anuais durante 20 anos, o que totaliza US$ 440 bilhões surgiu mesmo com a tragédia do Sahel. A partir da Conferência das nesse período. Pode parecer muito, mas corresponde a pouco mais Nações Unidas sobre Ambiente Humano, realizada em 1972 em da metade do prejuízo que a desertificação já causa no mundo hoEstocolmo, o caso começou a ser de fato debatido nos fóruns inter- je, que é de US$ 42 bilhões anuais – em outras palavras, US$ 840 nacionais. Em 1977, na Conferência sobre Desertificação ocorrida bilhões em 20 anos. em Nairóbi, foi discutida a necessidade de adotar uma política es- Esse valor excede em muito o que efetivamente vem sendo aplica- pecífica para as regiões semi-áridas do mundo, tanto por suas ca- do. No caso do Brasil, para este ano, o programa do governo fede- racterísticas ambientais como pela situação geral das populações. ral conta com apenas R$ 12 milhões no orçamento destinados a Nada foi posto em prática, entretanto, nos anos seguintes. Por isso, essa finalidade. diante do fracasso dos programas internacionais, ficou evidente a Embora o número de ações seja pequeno, devido à escassez de necessidade de criação de uma convenção mundial, com o objetivo recursos, Lima garante que o PAN-Brasil já tem resultados a apre- de conseguir maior comprometimento das nações, principalmente sentar. "Nos últimos dois anos foram reduzidos sensivelmente os as mais ricas. Isso foi debatido na Conferência das Nações Unidas índices de avanço das áreas degradadas, que chegaram a ser de sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, no Rio de Janeiro, em 3% ao ano", diz. "Aos poucos, vêm sendo desenvolvidos estudos e 1992, a Eco 92. ações que estão ajudando a mudar a realidade nas localidades a- Em janeiro do ano seguinte foram iniciadas as discussões para a tingidas pelo problema." criação da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertifi- Evanildo da Silveira Informar para educar - Educar para formar - Formar para transformar

[close]

Comments

no comments yet