Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

revista do seconci-sp edição digital • janeiro | fevereiro | março 2018 Ishikawa anuncia diretrizes de sua gestão Hospitais são acreditados com Excelência pág. 14 Seconci-SP assume AME São Vicente pág. 13 Prêmio Seconci-SP 2018 é lançado. Participe! pág. 9

[close]

p. 2

Valorização! O Prêmio Seconci-SP de Saúde e Segurança do Trabalho valoriza essas melhores práticas nos canteiros de obra em todo Estado de São Paulo, e vai premiar obras residenciais, comerciais, industriais, esportivas, portuárias, aeroportuárias, educacionais, hospitalares e obras de arte (pontes e viadutos). Categorias Controle de Perigos e Riscos no Canteiro Controle da Saúde no Canteiro Gerenciamento Ambiental do Entorno da Obra Regionalização A divisão do Estado em 7 diferentes regiões tem o objetivo de incentivar a participação das pequenas e médias construtoras de cada região. 21 3 4 7 6 5 www.premioseconci-sp.com.br ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO PARCERIA Juntos para fortalecer a Construção APOIO INSTITUCIONAL APOIO DE MÍDIA

[close]

p. 3

Editorial Um trimestre de realizações Haruo Ishikawa Presidente do Seconci-SP Neste primeiro trimestre de 2018, tivemos a satisfação de lançar a 5ª Edição do Prêmio Seconci-SP de Saúde e Segurança do Trabalho, para reconhecer e divulgar as melhores práticas em SST das construtoras paulistas nas obras de edificações e de arte. O intuito é destacar as empresas que vão além do exigido pela legislação e inovam na prevenção de doenças ocupacionais e acidentes nos canteiros de obra. Com isso, esperamos mais uma vez cumprir nossa missão de motivar a construção civil para o tema relevante da segurança do trabalhador ligada à produtividade da empresa. A premiação está aberta a todas as empresas do setor. Participe! Na atuação do Seconci-SP como Organização Social de Saúde, recebemos do governo estadual a responsabilidade de administrar o AME Mais (Ambulatório Médico de Especialidades) de São Vicente, em evento com a participação dos então governador Geraldo Alckmin e vice-governador Márcio França. Tanto neste evento como em visita posterior ao AME Barradas por ocasião do Mutirão da Catarata, Alckmin manifestou aprovação à atuação do Seconci-SP na administração de unidades de saúde da rede pública. Também tivemos a satisfação de realizar a formatura de mais 45 médicos especialistas que fizeram sua residência nos hospitais de Itapecerica da Serra, Cotia, Vila Alpina e Sapopemba, administrados pela entidade. Outra unidade gerenciada pelo Seconci-SP, o Centro de Atenção Psicossocial Adulto Vila Matilde, conquistou o Selo de Acessibilidade outorgado pela presidente da Comissão Permanente de Acessibilidade da Prefeitura de São Paulo, Silvia Cambiaghi. Estas e outras realizações estão entre os temas desta edição. Boa leitura!

[close]

p. 4

Seconci-SP faz exames médicos anuais As empresas devem estar atentas e revisar seus PCMSOs - Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional, que dispõem sobre os exames ocupacionais obrigatórios em cinco situações: na contratação; na demissão; em caso de mudança de função; no retorno ao trabalho após afastamento por um período superior a 15 dias; e periodicamente. “Trabalhadores com menos de 18 e mais de 45 anos precisam realizar os exames anualmente. Para as demais idades, o prazo é a cada dois anos, mas no Seconci-SP realizamos preventivamente a cada 12 meses porque consideramos 24 meses um intervalo muito longo ”, comenta o gerente de Medicina Ocupacional, Douglas de Freitas Queiroz. Já para pessoas que manuseiam materiais químicos, como pintores, por exemplo, o prazo cai para 6 meses. Queiroz ressalta que é preciso dar mais um passo. “Além de prevenir situações que levem o funcionário a adoecer no ambiente laboral, as empresas precisam promover programas de qualidade de vida para seus trabalhadores identificarem e tratarem doenças que, mesmo não tendo relação com sua atividade, podem torná-los inaptos, como diabetes e hipertensão arterial”, recomenda. EXPEDIENTE CONSELHO DELIBERATIVO A Revista do Seconci-SP é uma publicação digital trimestral Presidente: Haruo Ishikawa Vice-Presidente: Maristela Alves Lima Honda PRODUÇÃO 2º Vice-Presidente: Sergio Porto Setor de Comunicação e Marketing Coordenador Geral: Nabil Cury Jornalistas: Fátima Cardoso e Rafael Marko Conselheiros: Antonio Carlos Salgueiro de Araujo, Cesar Scatena, José Antonio Marcondes Cesar, José Pedro dos Santos, Luiz Carlos Veloso, Roberto José Edição de Arte: Karen Grimello Falcão Bauer, Sergio Tiaki Watanabe e Yves Mifano 4 Edição Digital: Lilian Rodrigues Fotografia: Wagner Pinheiro Superintendente Geral: Fernando Costa

[close]

p. 5

Fique atento aos cuidados com os rins Onefrologista do Seconci-SP, Paulo Sérgio Rovai, alerta que o mau funcionamento dos rins é indício de uma das doenças que atingem um em cada dez brasileiros. No país, mais de 120 mil fazem diálise. O especialista explica que os rins possuem três funções principais: filtrar o sangue; eliminar toxinas, excesso de água e sais, e produzir hormônios. “O desenvolvimento de patologias renais tende a ser lento e, na maioria dos casos, silencioso”, ressalta. Segundo Rovai, os sintomas de doença renal costumam ser anemia, pressão alta, inchaço, perda do apetite e cansaço. A hipertensão é responsável por 35% dos casos das ocorrências, e o diabetes, por 30% dos pacientes que chegam a fazer diálise. O médico destaca que a doença é progressiva, tornando-se mais grave se não houver os cuidados necessários. Os ti- pos mais comuns de doenças dos rins são: perda progressiva da função renal, infecção urinária, cistos e cálculos renais, tumor ou câncer de rim. Para tratar ou prevenir, deve-se di- minuir o consumo de sal, usar antibióticos e anti-inflamatórios apenas sob prescrição médica, evitar o tabagismo e praticar ativi- dades físicas. Pessoas sadias devem tomar 2 litros de água por dia. Quanto antes o tratamento começar, maiores serão as chances de preservar a função do órgão. O diagnóstico é feito por exames simples, de urina e creatinina, que podem ser realizados no Seconci-SP. 5

[close]

p. 6

A importância do papel do fonoaudiólogo O fonoaudiólogo é o profissional responsável pela promoção da saúde, prevenção, avaliação, diagnóstico, orientação e terapia dos distúrbios da linguagem humana, através da audição, fala e escrita. A fonoaudióloga do Seconci-SP, Adriana Abrahão Ribeiro (CRFa2ª 5502), explica que apesar de ser uma área relativamente recente, com regulamentação da profissão em 1981, este é um segmento que se desenvolveu e expandiu muito nos últimos anos no País. Ela explica que a fonoaudiologia atua sempre em conjunto com outras áreas médicas, como otorrinolaringologia, neurologia, geriatria, pediatria, medicina ocupacional e ortodontia. A especialista enfatiza que é comum ouvir relato de trabalhadores que não conseguem galgar postos mais altos em suas empresas em virtude de dificuldades na fala, como a gagueira. “Este tipo de situação é mais comum do que imaginamos e muitas pessoas não procuram ajuda por falta de conhecimento ou vergonha. No Seconci-SP, contamos com um corpo clínico completo que pode ajudar o paciente a identificar a origem do problema dele e tratá-lo. Com o tratamento adequado, geralmente, as pessoas 6 conseguem levar uma vida normal e vencer barreiras profissionais e de comportamento”.

[close]

p. 7

Como prevenir e tratar a tuberculose A pneumologista do Seconci-SP, Marice Ashidani, explica que a tuberculose é uma doença provocada pelo Bacilo de Koch e que geralmente acomete os pulmões, mas também pode afetar outros órgãos. “A transmissão ocorre pelo ar, a partir da inalação de secreções respiratórias de indivíduos contaminados”, diz. Os sintomas mais comuns são tosse persistente por mais de três semanas, febre baixa, emagrecimento progressivo, fraqueza e suor noturno. É muito importante que a pessoa procure atendimento caso tenha algum desses sintomas. O diagnóstico é feito por exames de escarro e raio-X de tórax, entre outros, e o Seconci-SP dispõe de toda a estrutura para realizá-los de forma precisa. “Uma vez confirmada a doença, plenamente curável, o paciente será direcionado para tratamento de no mínimo seis meses. É imprescindível que seja feito com rigor e até o fim, para evitar recaídas, que criam resistência aos remédios”, alerta a pneumologista. no mundo 10 1 milhões casos milhão mortes no brasil 80.000 4.500 casos mortes Dados de 2015 da Organização Mundial de Saúde (OMS). 7

[close]

p. 8

ead Iepac atuará no ensino à distância O Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana (Iepac), do Seconci-SP, deverá ampliar em 2018 suas ações de ensino à distância (EAD) de âmbito corporativo, assim como as vinculadas aos estudos e pesquisas referentes aos projetos institucionais. Segundo a superintendente do Iepac, Norma Araujo, um dos focos é a formação dos preceptores (tutores) dos médicos que realizam a sua residência nos hospitais administrados pelo Seconci-SP. Outra iniciativa é direcionada aos profissionais da área da saúde que pretendem desenvolver pesquisas nas unidades administradas pelo Seconci-SP. A nova ferramenta implementada pelo Iepac trará também cursos direcionados às 8 empresas parceiras da entidade, referentes à inclusão segura de pessoas com deficiência (PCDs) na construção civil. Outra vertente do Instituto será a atualização da série histórica de pesquisas sobre os motivos de afastamento dos trabalhadores da construção civil, bem como os de atendimento na Unidade Central do Seconci-SP. “Vale destacar também a criação do Grupo de Trabalho de construtoras que, por iniciativa da Gerência de Relacionamento com o Mercado e sob coordenação do Iepac, irá construir indicadores relacionando acidentes de trabalho e seu custo com a lucratividade e produtividade da empresa”, afirma a superintendente.

[close]

p. 9

Participe do 5º Prêmio Seconci-SP Desde 15 de março estão abertas as inscrições para o 5º Prêmio Seconci-SP de Saúde e Segurança do Trabalho. O workshop de lançamento da premiação reuniu mais de 80 pessoas, em 13 de março, no Teatro “Darci Pinto Gonçalves”, no Seconci-SP. A premiação, em parceria com o SindusCon-SP, tem como objetivo destacar e divulgar as práticas bem-sucedidas implantadas em canteiros de obra na área de saúde e segurança do trabalho. As empresas da construção civil, contribuintes ou não ao Seconci-SP, têm até 15 de junho de 2018 para inscrever seus cases de sucesso. A cerimônia de entrega será em 7 de novembro. Para participar, a empresa precisa ter canteiros de obra localizados no Estado de São Paulo, de edificações (residenciais, comerciais, industriais, esportivas, portuárias, aeroportuárias, educacionais e hospitalares) ou de obras de arte (pontes e viadutos). A premiação é dividida em três categorias: Controle de Perigos e Riscos no Canteiro, Controle da Saúde no Canteiro, e Gerenciamento Ambiental do Entorno da Obra. Serão concedidas também duas premiações especiais, para o Trabalhador ou Trabalhadora Modelo, e para a Personalidade do Ano, destinada a uma pessoa com grande representatividade na área. Visando incentivar a participação de empresas de todos os portes, o Estado foi dividido em 7 regiões, portanto os cases inscritos concorrerão somente com projetos de sua região. Informações e inscrições: www.premioseconci-sp.com.br 9

[close]

p. 10

Seconci-SP forma 45 médicos especialistas Em cerimônia que lotou o teatro da entidade, o Seconci-SP sediou em 23 de fevereiro a solenidade de formatura de 45 médicos especialistas formados nos hospitais que administra na rede pública estadual de saúde: Itapecerica da Serra, Vila Alpina, Cotia e Sapopemba. O presidente do Seconci-SP, Haruo Ishikawa, historiou a trajetória da entidade desde a fundação até seu ingresso na administração de unidades da rede pública. Ele destacou o fato de esses hospitais terem conquistado a acreditação Nível 3, a mais alta, da Organização Nacional de Acreditação (ONA), atestando a excelência no atendimento à população. “Agora vocês levarão essa qualidade para a vida profissional de vocês”, afirmou, ao congratular-se com os formandos. Vagas para Residência Médica 10 Este ano, o Seconci-SP ofereceu 57 vagas para os seus Programas de Residência Médica, em 10 especialidades distribuídas entre quatro dos hospitais públicos administrados pela entidade no Estado (Itapecerica da Serra, Vila Alpina, Cotia e Sapopemba). A superintendente do Iepac (Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana) do Seconci-SP, Norma Araujo, que coordena essa área, lembra que o Seconci-SP dispõe de Programa de Residência Médica desde 2008, com o Hospital Estadual Vila Alpina sendo o primeiro credenciado pelo Ministério da Educação. Atualmente, 120 médicos participam dessa formação de especialistas.

[close]

p. 11

Ishikawa anuncia diretrizes de sua gestão Ante a perspectiva de retomada gradual do emprego em 2018 e o ingresso de novos trabalhadores na construção, o presidente do Seconci-SP, Haruo Ishikawa, em entrevista ao site da entidade, traçou as diretrizes de sua gestão, iniciada em 2 de janeiro. “O papel do Seconci-SP será o de colaborar com as empresas para uma absorção segura desses novos trabalhadores, sem prejuízo dos cuidados com os que já estão empregados”. Com relação às empresas terceirizadas, o Seconci-SP trabalhará para conscientizá-las de que têm os mesmos deveres e direitos de suas contratantes, em relação à saúde e à segurança do trabalho de seus colaboradores. “Devemos atentar para isso não apenas por ser uma exigência legal, mas por fazer parte do escopo de responsa- bilidade social do Seconci-SP”. Outra novidade será o desenvolvimento de um estudo com a participação de diversas construtoras, coordenado pela Gerência de Relacionamento com o Mercado e pelo Iepac (Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana) do Seconci-SP, para a criação de indicadores sobre segurança do trabalho na construção. O Iepac também ampliará o uso da nova plataforma de Ensino à Distância. Nas unidades de saúde pública sob administração do Seconci-SP, será mantida a meta de “oferecer permanentemente um atendimento de excelência aos usuários. E iremos assumir a administração do AME São Vicente”, informou. Para ler a íntegra da entrevista, acesse: www.seconci-sp.org.br. 11

[close]

p. 12

Uip, Alckmin e Quintaes conversam com paciente no AME Barradas Alckmin visita e elogia AME administrado pelo Seconci-SP Os então governador Geraldo Alckmin e o secretário de Estado da Saúde, David Uip, visitaram o Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Barradas, administrado pelo Seconci-SP, no dia 9 de março, por ocasião do Mutirão da Catarata. O presidente da entidade, Haruo Ishikawa, foi representado pelo superintendente do AME, Paulo Quintaes. Até o final de março, foram realizados cerca de 6 mil procedimentos, em 34 AMEs no Estado, o que representou um aumento de 50% na produção de rotina. “A ação evidencia e reforça o perfil de alta resolutividade dos AMEs. O Barradas, por exemplo, tem 100% de aprovação e, desde 2010, quando iniciou as atividades, realizou 9.891 cirurgias oftalmológicas”, destacou Alckmin. AME Barradas lança aplicativo próprio O AME Barradas lançou um aplicativo que traz uma série de facilidades aos seus usuários. Segundo o superintendente do ambulatório, Paulo Quintaes, o app permite solicitar agendamento de consulta ou exame para pedidos do AME, visualizar e imprimir laudos. O aplicativo ainda informa os exames, especialidades de consultas, serviços odontológicos, procedimentos terapêuticos e tipos de cirurgias realizados no AME. Possibilita ao paciente enviar mensagens ao ambulatório. E traz informações sobre sua es- 12 trutura, localização e o transporte gratuito dispo-

[close]

p. 13

Alckmin, França e Ishikawa, na visita feita em janeiro Seconci-SP assume AME São Vicente e Alckmin elogia a entidade Os então governador Geraldo Alckmin e o vi- Caio França; do prefeito de São Vicente, Pe- ce-governador Márcio França realizaram uma dro Gouvêa, e do secretário de Saúde de San- visita técnica ao AME Mais (Ambulatório Mé- tos, Fábio Ferraz, entre outras autoridades. dico de Especialidades) de São Vicente, em A unidade, que será referência para a 26 de janeiro, para marcar a passagem desta Baixada Santista, entrará em funcionamento unidade de saúde da rede pública estadual à neste primeiro semestre e contará com 27 esadministração do Seconci-SP. Como fez ao visitar outros AMEs ad- pecialidades médicas e não médicas. As atiministrados pela entidade, Alckmin voltou a vidades serão implantadas gradativamente. elogiá-la. “O Seconci-SP é o Pelé das Orga- Quando estiver em sua plena capacidade, a nizações Sociais de Saúde, está entre as me- produção mensal estimada é de 4,7 mil con- lhores e, por essa razão, ficamos tranquilos sultas médicas, 670 consultas não médicas, em lhes dar mais essa responsabilidade”. 1,3 mil exames diagnósticos e cerca de 400 pro- O presidente da entidade, Haruo Ishi- cedimentos cirúrgicos de baixa e média comple- kawa, acompanhou a visita que também xidade. Com esta unidade, são seis os AMEs ad- contou com a presença do deputado estadual ministrados pelo Seconci-SP no Estado. 13

[close]

p. 14

Hospital de Sapopemba obtém certificado de Excelência O Hospital Estadual de Sapopemba (He- sap), administrado pelo Seconci-SP, obteve em dezembro a acreditação com Excelência Serra, Cotia e Vila Alpina, além do Ambulatório (Nível 3), da Organização Nacional de Acredi- Médico de Especialidades (AME) Barradas. tação (ONA). O Hospital foi auditado pelo Ins- “Ficamos orgulhosos de mais essa conquista, que está perfeitamente de acordo tituto Qualisa de Gestão e junta-se aos outros com a nossa meta de oferecermos um aten- três hospitais sob gestão da entidade igualmen- dimento de qualidade à população”, afirma o te acreditados com Excelência: Itapecerica da presidente do Seconci-SP, Haruo Ishikawa. Seconci-SP prestigia Congresso Jurídico O presidente do Seconci-SP, Haruo Ishi- kawa, participou do Congresso Jurídico que o SindusCon-SP realizou em parceria com esta en- tidade, em 20 de março, no Hotel Caesar Busi- ness Vila Olímpia. Durante todo o dia, o Congresso abordou as aplicações práticas da reforma trabalhista e da legislação federal sobre o espaço urbano, bem como o chamado direito de protocolo no 14 âmbito do município de São Paulo.

[close]

p. 15

Sylvia Jacquet, Silvia Cambiaghi e Carolina Tosetto, na outorga da certificação Unidade de saúde gerenciada pelo Seconci-SP conquista o Selo de Acessibilidade municipal Administrado pelo Seconci-SP, o Centro de Atenção Psicossocial Adulto Vila Matilde (CAPS II), da rede pública municipal de saúde, conquistou em 13 de março o Selo de Acessibilidade outorgado pela Comissão Permanente de Acessibilidade (CPA) da Prefeitura de São Paulo. A entrega do selo foi feita pela presidente da CPA, Silvia Cambiaghi, e por Renata Belluzzo, da Coordenadoria de Políticas e Projetos de Inclusão da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência. A certificação foi recebida por Sylvia Jacquet, superintendente que gerencia o CAPS II e outros serviços municipais de saúde das regiões da Penha e de Ermelino Matarazzo, e pela gerente daquela unidade, Carolina Tosetto. O presidente do Seconci-SP, Haruo Ishikawa, destacou a relevância do Selo. “Toda unidade de saúde precisa atender aos requisitos de acessibilidade e nos sentimos na obrigação de providenciar rampas, sinalização visual, barras nos banheiros e outros itens para cumprir a legislação municipal”. Vacinação contra febre amarela nas unidades da Prefeitura As unidades localizadas nos ter- ritórios Penha e Ermelino Matarazzo, administradas pela Superintendência de Atenção à Saúde (SAS) do Seconci-SP, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, vacinaram em janeiro a popu- lação da região contra a febre ama- rela. Em cada unidade, diariamente, foram aplicadas uma média de mil doses, atendendo à crescente procu- ra pela imunização. 15

[close]

Comments

no comments yet