Revista ACIJA Edição Março/ Abril e Maio de 2018.

 

Embed or link this publication

Description

Revista ACIJA Edição Março/ Abril e Maio de 2018.

Popular Pages


p. 1

Edição MAR/ABR/MAIO de 2018 • www.acija.com.br Confira a entrevista com o Superintendente de Jacarepaguá, Flávio Caland Rios D`Or: medicina de excelência e apoio à comunidade

[close]

p. 2



[close]

p. 3

Palavra do Presidente Esperança num novo tempo Os tempos estão difíceis no Rio de Janeiro. A população está insegura com a violência exacerbada. A intervenção federal no nosso Estado já é uma realidade. Forças Armadas estão nas ruas para tentar estrangular o crime organizado, fechando as rotas de entradas de armas e drogas com Exército, Marinha e Aeronáutica. Além de coibir a ação de criminosos nas ruas da nossa cidade. Essa intervenção se fez necessária devido ao caos instalado no Rio. Ainda há muita incerteza se realmente será notório um resultado no dia a dia da população. Uma resposta positiva, com certeza, dependerá de muitos fatores: da atuação com inteligência em operações, da orientação dos militares junto à comunidade, do alinhamento “fino” entre as FA, PM e Polícia Civil, visando sempre o bem estar do carioca, sem excessos. Nós da Acija, estamos esperançosos e confiantes . Os resultados positivos não serão facilmente alcançados, muito menos com a rapidez desejada. Afinal, queremos que o Rio de Janeiro volte ao seu grande título: de ser a Cidade Maravilhosa! Abraços e obrigado! José Nelson Carrozino Filho 3

[close]

p. 4

PALAVRA DO PRESIDENTE 03Esperança num novo tempo ENTREVISTA 08O ano de melhorias para Jacarepaguá COACH 12Qual é mesmo a minha identidade profissional? MARKETING DIGITAL 14Mesmo que você não queria, o Facebook sabe tudo sobre você Sumário 05 ACONTECEU O que aconteceu na Associação 10 CAPA Rios D’Or: medicina de excelência e apoio à comunidade 13 LIDERANÇA Como liderar equipes multidisciplinares? 16 MERCADO IMOBILIÁRIO Residencial em Jacarepaguá foi desenvolvido em parceria com os moradores Expediente Estr. do Gabinal, 313 – Loja 270A / Rio Shopping Tel: (21) 2445-4474 www.acija.org.br Presidente José Nelson Carrozzino Filho Vice-Presidentes Arlindo Barreiro Pires Marcio Brazil Lenz Cesar Carlos Felipe Andrade de Carvalho Paulo Antonio Carrilho Valente Edison Parente da Rocha Martins Neto Beneméritos Walter Eduardo Teixeira Machado Carlos Carvalho João da Silva Carvalho Avelino Antunes Fernando Jorge Fragata de Morais Costa Albano dos Santos Parente Aldair Gomes de Oliveira Diretor Secretário Antonio Carlos da Fonseca Teixeira Diretor Financeiro Marcio Antunes Monteiro Diretor Tesoureiro Paulo Roberto Pellegrino Diretor Social Artur Froes Moura Diretor Jurídico Marcos Cailleaux Cezar Diretor de Patrimônio Robson Campos da Silva Conselho Fiscal Manuel da Mota Luis Alexandre Igayara Roque Z Roberto Vieira Geraldo Costa Aragão Vera Lúcia Baldner Fernandes Vitor Jorge Marques Tintim REVISTA ACIJA Edição e Diagramação Agência Mais Resultado Edição Agência Mais Resultado Redação e Revisão Agência Mais Resultado Diagramacão/ Finalização Agência Mais Resultado Tratamento de Imagens Agência Mais Resultado Foto Capa Rios DO`r Sugestão: atendimento@agenciamaisresultado. com.br Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem autorização prévia. Todas as informações são de responsabilidade dos respectivos autores.

[close]

p. 5

Aconteceu 11º ENCONTRO DE RH A ACIJA realizou em fevereiro, o 11º Encontro do Comitê de RH, no qual tivemos um Workshop com os palestrantes Rafael Palma e Solange Wittmann. A palestra com o tema “Qualidade de Vida e Transtorno de Controle de Impulso” foi ministrada com atividades dinâmicas durante o encontro. As reuniões do Comitê de RH, que acontecem mensalmente, foram reformuladas com o principal objetivo de fornecer integração, recursos e ferramentas de apoio aos RHs das empresas associadas à ACIJA, para o desenvolvimento de pessoas e o desenvolvimento de negócios das empresas participantes. Reunião do Grupo PAM/Segurança na ACIJA A primeira reunião ordinária do ano de 2018 do Grupo PAM/Segurança aconteceu no final de fevereiro, no auditório da ACIJA. Tivemos a presença do Ten. Cel Rogério Figueredo do 18° BPM, o Delegado Titular da 32ª DP, Drº Rodolfo Waldeck, a Delegada Titular da DEAM, Drª Viviane Costa, o Comandante Marcelo dos Santos da 7ª IGM e Nida Rego da Superintendência de Jacarepaguá. Também participaram do encontro empresas associadas. Foram tratados assuntos relacionados à segurança em Jacarepaguá. A proposta exposta seria trabalhar de forma integrada, com ações conjuntas, promoven- do estratégias para melhorias na região e no entorno das empresas associadas. Reunião da DIRETORIA ACIJA - 23 de Fevereiro Em fevereiro, ocorreu nas dependências da ACIJA a primeira Reunião de Diretoria do ano de 2018, presidida pelo presidente da entidade, José Nelson Carrozzino Filho. Na ocasião, foram tratados assuntos relacionados à gestão, planos de crescimento, melhorias para associados, novas metas para o crescimento do quadro associativo, realização de novos eventos e reativação dos comitês e seus respectivos gestores. Além da presença do presidente, contamos com a participação de alguns diretores da associação. 5

[close]

p. 6

ADVOCACIA EMPRESARIAL Atendimento personalizado nas áreas trabalhista, cível e consumidor, tanto na defesa em demandas judiciais, quanto em questões relativas a consultoria ou assessoria preventiva. Escritório de advocacia com ampla experiência em assessoria jurídica para empresas do ramo da engenharia, construção civil, etc. Contratos personalizados para cada necessidade específica. Alexandre Lima de Almeida OAB/RJ 88.813 A A L M E I DA ADVOCACI (21) 2423-0028 alexandrelimadealmeida@gmail.com Av. Geremário Dantas 800, sala 633 Jacarepaguá - RJ | CEP 22.743-010 Ed. Primus O ces

[close]

p. 7

História À ACIJA FUNDAÇÃO: FINAL DE 1959 – INÍCIO DE 1960 JACAREPAGUÁ , em tupi-guarani significa: “lagoa rasa dos jacarés’’ Jacarepaguá era uma extensa área rural com predomínio de residências, sítios, fazendas e numerosos hospitais, como o Curupaity, Juliano Moreira, Cardoso Fontes e alguns outros para tratamento de tuberculose. Outra característica, era o pequeno número de acessos a outras regiões da nossa cidade. A indústria farmacêutica estava dando seus primeiros passos na região. Neste período, Hélio Vianna Carneiro, presidente da “SWING Indústria e Comércio”, do ramo de perfumaria, localizada à Rua Barão, 1317, promovia reuniões com empresários e comerciantes dos nossos diversos bairros com o objetivo de fundar a ACIJA. Hoje, neste local encontra-se a sede do Supremo Conselho de Maçonaria do Brasil. A) Núcleo da Praça Seca: Helio Vianna Carneiro, Miguel Archanjo de Oliveira (farmácia), Antonio Correia (padaria), Expedito da Silva Perez (sapataria da praça), Lourival Saísse (corretor), José Lucas (Óticas Marly), Efraim Moisés (Cine Ipiranga) e Dulcídio Barbosa Leite (consultório médico). B) Núcleo Taquara: Assad Oazen (farmácia), Francisco Parente (contador) e Waldir Moura (advogado). C) Núcleo do Tanque: Carlos Domingues (floricultura). D) Núcleo da Freguesia: Jairo da Costa Pinto (farmácia). Quando fundado a ACIJA , foi eleita a primeira diretoria: • Presidente – Lourival Saísse • Secretário – Hélio Vianna Carneiro • Tesoureiro – Miguel Arcanjo de Oliveira Logo nos primeiros meses, o presidente Lourival Saísse faleceu e foi substituído por Expedito da Silva Perez, que a dirigiu por um extenso período e a ACIJA se expandiu rapidamente. Poucos anos depois, a sede foi transferida para uma loja no conjunto do IPASE , na Rua Candido Benício. Esses foram os primeiros passos da ACIJA, que guardo na memória Dulcídio Barbosa Leite Médico Pediatra 7

[close]

p. 8

Entrevista O ano de MELHORIAS para Jacarepaguá Flávio Caland, superintendente de Jacarepaguá, desde o início de 2017, quando o bairro da Zona Oeste do Rio ganhou uma superintendência exclusiva por conta do seu crescimento, faz uma avaliação do trabalho realizado no Jacarepaguá cresceu muito devido ao boom imobiliário. O ano de 2017 foi difícil, mas mesmo com limitações conseguimos trabalhar bastante. Foi o ano de arrumar a casa e entender as demandas. Acredito que 2018 será um ano efetivo dentro das comunidades, melhorando os serviços e a assistência, é outra meta. Porém, sei que a violência nos impede, mas faremos o possível. O foco do momento no Rio é a ano passado e conta as novidades para este ano. Aos 41 anos, Flávio já foi subsecretário de Esportes, administrador regional de bairros da Zona Norte e foi candidato a vereador em 2016. Neste primeiro ano no cargo, qual o balanço você faz do trabalho na superintendência? - Nosso papel na Superintendência de Jacarepaguá é a mediação da população com os órgãos responsáveis, somos o facilitador. melhor. Quais as prioridades para 2018? - Uma das minhas metas é melhorar o ordenamento urbano, principalmente Freguesia e Taquara. Devido ao desemprego que só cresce no país, os chefes de família estão em busca do seu sustento e, com isso, aumentou muito o número de vendedores informais nas ruas. Retomar as obras que ficaram paradas e, principalmente fazer um trabalho Segurança. Como estão atuando com esse assunto? - Estamos trabalhando em total sinergia com o comando do 18° BPM. Eles são altamente qualificados, trabalham com estratégia e são nossos parceiros em tudo. Nossa relação é excelente. Sabemos que a área de Jacarepaguá é uma das mais sensíveis frente à segurança, devido à Cidade de Deus e à Praça Seca. Mas estamos tentando ao máximo realizar 8

[close]

p. 9

Entrevista um trabalho consistente. Com a Intervenção Federal, nossa meta será levar mais serviços públicos à comunidade. A área de Jacarepaguá sofreu demais com as chuvas em fevereiro. Como foi o trabalho? - Coloquei à disposição o meu número pessoal e foram cerca de 400 mensagens e, respondi à todas. Achei que era minha obrigação. Eu e minha equipe ajudamos ao máximo fazendo o intermédio com os órgãos responsáveis. A Superintendência foi posto de recebimento de doações para comunidade do Rio das Pedras. Recebemos muitas contribuições da população e empresas. Ainda estamos recebendo doações, caso queiram ajudar, peço enviar mensagem no (21) 99900-1111 ou deixar na Superintendência, na Estrada do Gabinal 313, no RioShopping. E o que estão estudando para projetos futuros? - Meu maior desejo é que trouxessem os projetos como o Centro Presente ou Rio Mais Seguro para Jacarepaguá. Fiz esse pedido ao prefeito, mas sei que não é tão simples, porque precisamos de verba para mantê-lo atuante. Seria muito legal a união dos empresários de Jacarepaguá, e me coloco à disposição para conversar sobre essa pauta. Um grande sonho é o metrô chegar à Jacarepaguá. Sei que é um custo muito alto e alguns anos para a conclusão. Rio Mais Seguro e metrô, seria o casamento ideal. 9

[close]

p. 10

Capa RIOS D’OR: Medicina de excelência e apoio à comunidade Há 10 anos na Rede D’Or e há oito meses na direção geral do Hospital Rios D’Or, a médica endocrinologista Andréa Caltabiano Parise Fontes está abrindo um canal direto com a população de Jacarepaguá. A unidade da região quer participar ativamente da prevenção de doenças. Com isso, convida aos moradores e empresas a entrarem em contato com o hospital. O objetivo é promover palestras gratuitas sobre saúde. “Teremos um enorme prazer em participar. Saúde não é ausência de doença. Prevenir é sempre a melhor solução,” afirma a diretora, acrescentando: “Estou muito feliz porque esse hospital tem uma característica intimista, um hospital de bairro”. Casada, mãe de 2 filhos, 3 irmãos (nenhum deles médico), Andréa apaixonou-se pela medicina por causa do seu avô, que trabalha como cirurgião. Sua principal brincadeira quando criança era colocar curativos em bonecas e medicá-las. Aos 12 anos, viu sua primeira cirurgia e, depois disso, teve a certeza de que sua vocação era mesmo para a Medicina. Na Rede D’Or seu foco sempre foi a Gestão, primeiro na unidade de Bangu, em seguida na da Barra até chegar à direção geral do Rios D’Or, que foi inaugurado em 2009 com um prédio principal para atender o público adulto de Jacarepaguá. Ela explica que foi identificada a necessidade de uma atendimento pediátrico na região, foi quando inauguraram o novo bloco voltado apenas para a Pediatria, em 2010. “O modelo de negócios do Rios D’Or é voltado para o atendimento à toda família”, ressalta. Para atender à necessidade da população de Jacarepaguá, o atendimento ambulatorial foi inaugurado. E a demanda foi tão positiva, que as obras para dobrar a capaci- 10

[close]

p. 11

Capa dade dos atendimentos e implantar novas tecnologias associadas já estão quase concluídas. O Rios D’Or é um hospital completo e com padrão internacional, certificado pela Joint Commission International, o que assegura que a unidade mantém alta qualidade e segurança nos cuidados com os pacientes. Os serviços são integrados como emergência, consultórios, exames e cirurgias, também conta com emergência de otorrinolaringologia e serviço ortopédico 24h com diversas especialistas. AÇÕES COM OS PACIENTES Uma vez por semana, o violinista Hugo Antunes encanta os pacientes pelos corredores do hospital. O músico toca enquanto os familiares abrem as portas dos quartos e os pacientes se enchem de alegria e sorrisos. Leitos/quartos adulto e infantil; Leitos: 134 Operacionais Adulto: 97 Pediatra: 21 Atendimento na emergência adulto e infantil em 2017 Emergência Adulto: 17.100 Emergência Pediátrica: 34.877 Cirurgias realizadas em 2017: 3922 com seu bem-estar mental e emocional. E também incentivar a leitura e contribuir com a humanização do ambiente hospitalar. às Famílias de Crianças com Autismo. O cronograma está sendo finalizado e será amplamente divulgado. PENSANDO NA POPULAÇÃO O Rios D’Or busca, além de uma excelência em atendimento médico, atuar no apoio à população de Jacarepaguá. O hospital desenvolve um trabalho de apoio e orien- SERVIÇO Para informações sobre os projetos do Hospital Rios D’Or, basta entrar em contato através dos telefones: (21) 2448-3646 / 24483549; ou pelo email:marketing@riosdor.com.br “Esse é um projeto emocionante. Estamos sempre em busca do bem estar dos nossos pacientes”, conta a Andréa. E o violinista não toca somente para os pacientes, mas para os colaboradores: médicos, enfermeiros, faz visitas às instalações administrativas, refeitório e etc, alegrando com a música o dia de trabalho. Há ainda os contadores de história e visitas de personagens para as crianças. A finalidade é de levar a eles, além de companhia e alegria, cultura, entretenimento e informação de maneira a contribuir tação às famílias e aos cuidadores de pessoas com Alzheimer. É um programa gratuito e com encontros mensais, no auditório do hospital. “Esses projetos são excelentes para levar informação e compartilhar experiências. Olhar para o lado e perceber que não está sozinho naquele problema, é um conforto”, explica orgulhosa a diretora. Nessa mesma linha, o hospital irá lançar ainda neste primeiro semestre um programa de Apoio 11 Adréa Fontes, diretora geral do Hospital Rios D’Or

[close]

p. 12

Qual é mesmo a minha IDENTIDADE PROFISSIONAL? Coach Repensar os rumos da vida profissional nos dias de hoje, está se tornando uma necessidade cada vez mais presente na vida dos executivos e, muitos encontram nos processos de coaching uma ajuda efetiva nesses momentos de reavaliação. Sucesso e fracasso em nossas vidas estão separados por uma linha tênue, portanto, o entendimento do que esta por trás de uma carreira de sucesso é essencial para garantir que ela aconteça. Entende-se por carreira, a mo- bilidade do indivíduo em diversas atividades profissionais, na qual se pode observar a construção de sua identidade profissional. Ela pode ser descrita como “a coluna vertebral da carreira escolhida”, que permite aos profissionais projetar um futuro, mitigando riscos e acelerando o alcance de metas e bons resultados. Se isso não for feito com seriedade esse objetivo poderá ficar comprometido. A consciência da importância de questionamentos e reflexões, sobre os rumos de sua vida profis- sional versus o alinhamento à sua identidade profissional , possibilita a clareza de que “a empresa é a dona do seu emprego, mas você é o dono da sua carreira”, portanto cabe a nós atender ao chamado da verdadeira vocação e procurar ser fiel aos valores que regem nossas escolhas profissionais. Cris Ortiz Camargo Consultora organizacional coaching.blog.br Alugamos seu Imóvel EM TEMPO RECORDE RAPIDEZ para alugar, ALUGUEL GARANTIDO e a CONFIANÇA que só 40 ANOS DE MERCADO podem oferecer! Assinatura Digital de Contrato Anuncie com quem entende do mercado. Mais de 400 negócios fechados por mês. Venha para a Renascença. Porque fechar com a Renascença? Empresa Tradicional Qualidade de Atendimento Rapidez na Locação 6.000 Novos pretendentes à locação por mês Anúncios em Mídias Sociais WWW.ADMRENASCENCA.COM.BR 12

[close]

p. 13

Como liderar equipes MULTIDISCIPLINARES? Liderança Já podemos adiantar que equipes multidisciplinares são respostas pra lá de eficientes das organizações à complexidade e à instabilidade típicas do mercado atual. Ao permitirem que suas estruturas de trabalho abriguem e correlacionem múltiplos saberes, as empresas se tornam não apenas mais competitivas, mas também potencializam as capacidades e competências de seus colaboradores, contribuindo para aumentar o alcance e a qualidade dos resultados obtidos. Basicamente, uma equipe multidisciplinar é constituída por integrantes de diferentes áreas, mediante a necessidade de cada projeto, de forma a construir uma rede de conhecimento mais ampla, diversa e não hierárquica. Isso significa que não há, a princípio, a preponderância de um saber em relação ao outro, mas sim uma relação de complementariedade. Nesse contexto, profissionais com certas competências preenchem lacunas apresentadas por outros colaboradores, formando uma equipe mais coesa, eclética e preparada para lidar com problemas de naturezas variadas. Como exatamente agem as equipes multidisciplinares? Enquanto as equipes tradicionais costumam responder a uma autoridade central, com estrutura e processo de distribuição de funções mais rígidos, com papéis fixos, os times multidisciplinares são flexíveis e adaptáveis a cada situação. Apresentam, por isso, uma maior capacidade de reação diante de novos desafios. É preciso ressaltar que equipes formadas por competências multidisciplinares são sempre pautadas pelo desenvolvimento humano, tanto que costumam florescer apenas em empresas que priorizam a riqueza de conteúdos e oferecem ambientes de trabalho estimulantes. Dessa forma, os funcionários e colaboradores se sentem motivados a sempre darem o melhor de si mesmos. Por onde começar a lidar com esses times? É preciso muito mais que apenas juntar pessoas talentosas no mesmo local e esperar que elas tragam bons resultados. Na verdade, é fundamental que os profissionais se comuniquem bem e este- jam sintonizados em relação aos objetivos estabelecidos conjuntamente. Com isso, aumenta-se exponencialmente a importância da atuação dos gestores, pois a eles cabe conduzir a melhor interação entre as partes. Não é nada raro observar, por exemplo, uma certa resistência de alguns setores. Com isso em mente, a liderança terá, antes de mais nada, que ganhar o respeito de todos a seu redor. E para gerar empatia e promover um clima de colaboração, o líder deve ser capaz de transitar com segurança por diferentes ambientes, mostrando que entende o valor da contribuição de cada integrante, sem privilegiar um ou outro. Um dos maiores benefícios dessa abordagem para as organizações é o fato de que o conhecimento é convertido em capital verdadeiramente cumulativo, sendo compartilhado entre todos os setores. A lógica é simples: quando os diferentes pontos de vista das equipes multidisciplinares são aplicados ao mesmo problema, as chances de encontrar soluções criativas e inovadoras é bem maior. Fonte:blog.treinamentoomongeeoexecutivo.com/ 13

[close]

p. 14

Marketing Mesmo que você não queira, O FACEBOOK SABE TUDO SOBRE VOCÊ. Pouco a pouco, as mídias tradicionais estão sendo “engolidas” pelas mídias digitais e sociais. Essa migração se deu pela mudança de comportamento do consumidor, que hoje prefere concluir sua atividade totalmente online – muitas vezes com um custo menor – do que ir à uma loja física. Com isso, as estratégias das campanhas migraram para um formato totalmente segmentado, no qual os filtros estão cada vez mais em alta: renda familiar, interesses, estado civil, sexo. Na verdade as possibilidades são infinitas. A questão é a forma como essas informações são coletadas, mesmo que você não tenha as informado para as plataformas digi- tais. Os algoritmos do Facebook, Instagram e Google conseguem identificar através dos cookies armazenados no navegador, quais sites foram mais acessados, se são sites de compras, qual o ticket médio, entre muitas outras informações, assim ele segmenta os anúncios através do padrão de comportamento. Você já deve ter recebido alguma publicidade no celular quando estava próximo a algum estabele- cimento comercial. Essa é outra forma de coleta de informação, através do GPS do próprio celular. Ele identifica onde você frequenta, locais próximos e pessoas ao seu redor. Com esses algoritmos e padrões de comportamento as plataformas podem prever sua próxima compra ou onde irá com seus amigos. Mas, será que esses gigantes agem de modo ilegal? Até que haja uma legislação geral para o tratamento de dados pessoais no Brasil, não. Todas as práticas constam nos termos de uso, aqueles que ninguém lê. Do ponto de vista moral, é de esperar que uma empresa não use uma informação que você explicitamente tenta ocultar de seu perfil. Fique atento! 14

[close]

p. 15



[close]

Comments

no comments yet