Edição 141

 

Embed or link this publication

Description

9° SALÃO ITINERANTE DE CAMPINA GRANDE

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4

Editorial ALTA EXPECTATIVA PARA 2018! A primeira edição de 2018 da Anfamoto em revista está cheia de novidades. A edição circulará no 9º Salão Itinerante das Motopeças, que acontece em 23 e 24 de fevereiro em Campina Grande – PB. O Itinerante da Anfamoto, como é conhecido, tem como objetivo reunir as empresas locais e empresas de todo o país e levar aos profissionais e empresários da região escolhida, oportunidades de negócios, lançamentos, novas tecnologias e informação. O Salão é voltado exclusivamente para negócios, dessa forma o publico é altamente qualificado e compradores encontram vendedores. A realização do Salão trará um grande incremento de vendas para o setor no 1º semestre, bem como manteremos o segmento aquecido o ano todo, já que no 2º semestre acontecerá o X Salão Nacional e Internacional das Motopeças, de 15 a 18 de agosto de 2018 no Expo Center Norte em São Paulo – SP. E por falar em mercado a produção de motocicletas fechou 2017 com certa estabilidade e projeta um crescimento de 5,9% para 2018, nada mal para um ano de eleições presidenciais e copa do mundo. O associado em destaque dessa edição é a Alba Moto que é referência na fabricação de vestuário impermeável para motociclistas. No espaço Anfamoto conheça a nova diretoria da entidade eleita para o triênio 2018-2020, e traz também uma importante novidade para o setor que é o lançamento da Bolsa de Empregos da Anfamoto, projeto pioneiro no segmento, que é dirigido ao RH de empresas do segmento. Essa ferramenta permitirá que empresas busquem profissionais inserindo vagas e que profissionais candidatem-se diretamente as vagas disponíveis. Ainda nessa edição no especial setorial fazemos a nossa tradicional matéria com os presidentes de diversas entidades de setores representativos para a economia nacional. A fala é praticamente unanime a expectativa é quanto a adoção de medidas econômicas, as reformas políticas e estruturais e quem será o novo presidente do Brasil. Bem como a perspectiva de crescimento se mantem conservadora. Contudo o ano de 2017 foi difícil, mas superou as expectativas, que são altas também para 2018. Na seção sua moto em detalhes daremos dicas importantes para pilotar na chuva, todo cuidado é pouco. O caderno Duas Rodas traz as novidades do segmento e fique por dentro das noticias que foram destaque no período. Nessa edição temos o catálogo de expositores do 9º Salão Itinerante de Campina Grande. Boa leitura. Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças Presidente: Orlando Cesar Leone 1º Vice Presidente: 2º Vice Presidente: Tesoureiros: Valdenir dos Santos Galvão Valério Valente Divino Jorge da Silva Amarildo Severino Fernandes Conselho Deliberativo - Presidente : Gianfranco Menna Zezze Membros do Conselho Deliberativo: Carlos Alberto Fiorotti Hélio Tenório da Silva Waldemar Ivo de Medeiros Suplentes do Conselho Deliberativo: Carlos Manoel Jr. Celso Pedro Franciosi Mônica Orlando de Oliveira Membros do Conselho Fiscal: Sandra Brandani Picinato José Jacob Fernandes José Mauricio Felipe Suplentes do Conselho Fiscal: Alexandre Saba José Jacob Fernandes Sandra Brandani Picinato Coordenadores de Setoriais: Fabricante: Freios: Escapamentos: Capacetes: Edilson Tenório da Silva Valério Valente Anfamoto Carlos Manoel Jr. Coordenação Editorial: Fabia Helena Allegrini Pereira Editor responsável: Jacylete Abreu – MTB 825-CE Serviços Gráficos: Gráfica Nywgraf Editor de Arte: Luis Fernando L. Corrêa Secretaria: Patricia Sartori Coordenação de Eventos: Equipe Anfamoto ANFAMOTO em Revista: Equipe Anfamoto Assessora da Presidência: Fabia Helena Allegrini Pereira PUBLICIDADE & COMERCIAL EDIÇÃO 141 - JAN/FEV 2018 A responsabilidade sobre opiniões e fatos presentes nos artigos assinados na “ANFAMOTO em Revista” é exclusiva de seus autores, não exprimindo necessariamente o pensamento desta publicação nem a posição da ANFAMOTO. Número de Registro: 823713350 Av. Nove de Julho, 3229 Cjtos 208/209/210 Jardim Paulista CEP 01407-000 - São Paulo-SP PABX: (11) 3052-2002 - Fax: (11) 3885-7637 E-mail: anfamoto@anfamoto.com.br - Site: www.anfamoto.org

[close]

p. 5



[close]

p. 6

Sumário Palavra do Presidente Recomeçar 8 Mercado Produção de Motocicletas Fecha o Ano com Estabilidade e Projeta Crescimento de 5,9% para 2018 10 Associado em Destaque Se não for Alba, vaza! 12 Capa 26 Campina Grande sediará o 9º Salão Itinerante das Motopeças - Catálogo do Expositor Sua Moto em Detalhe: Espaço Anfamoto Anfamoto elege diretoria para triênio 2018-2020 Está no ar a bolsa de empregos da Anfamoto 14 Capa Campina Grande sediará o 9º Salão Itinerante das Motopeças - Catálogo do Expositor 26 Sua Moto em Detalhe: Época de chuva, como escolher a melhor vestimenta para usar nesses dias 74 Caderno Duas Rodas Novidades do setor e lançamentos 76 Notícias 73 - Dicas & Lançamentos 82 - Lista de associados 82 74 Época de chuva, como escolher a melhor vestimenta para usar nesses dias Caderno Duas Rodas 76 Novidades do setor e lançamentos

[close]

p. 7



[close]

p. 8

Orlando Leone Presidente Recomeçar Acredito que 2018 será definitivamente um ano de renovação. Na Anfamoto temos muito trabalho pela frente, muitas ações e perspectivas. Em dezembro de 2017 foram realizadas eleições para o triênio 2018-2020 e estou iniciando minha quinta gestão à frente da entidade. Mais um grande desafio para essa diretoria que assume esse triênio, que com certeza vem motivada e imbuída do mesmo ideal: o crescimento e a representatividade do setor de motopeças. Estamos unidos numa força tarefa junto com os associados para que possamos defender nosso segmento e levá-lo a patamares merecidos. Agradeço imensamente à diretoria que me acompanhou no último triênio. Passamos os últimos dois anos e meio, pelo menos, falando e vivendo uma dura recessão. Aos poucos a economia brasileira vem dando sinais de que está conseguindo se recuperar. Isso não quer dizer que de uma hora para outra voltaremos a ter índices satisfatórios e um crescimento expressivo. Saímos da UTI e estamos em recuperação. Porém, nós empresários, não enxergamos ainda as soluções para problemas fundamentais, como o de baixo crescimento por exemplo. Há anos que o crescimento fica abaixo do esperado ou nem dá sinais. Vivemos um período de estagnação. Se por um lado os índices de inflação foram reduzidos, por outro a taxa de juros ainda é muito alta. Enquanto alguns setores ainda estão em queda, outros dão sinais de recuperação, embora o número de desempregados ainda gire em tor- no da cada dos 14 milhões. Frente a tantas notícias controversas o que esperar de 2018? Apesar de todas as promessas de reformas, crescimento e melhorias, enfrentaremos concorrentes pesados: a copa do mundo e as eleições, esse último evento traz com ele muitas incertezas e também uma certa influência na economia. O PIB tem previsão de crescimento de 2,70% essa previsão foi ampliada pelo governo nas últimas semanas de dezembro. É necessário que o câmbio se mantenha competitivo, para que possamos ter um mínimo de previsibilidade. Todo esse otimismo no crescimento do Brasil, apesar dos desafios, devemos traduzir em ações e proposições. No setor de Motopeças esperamos um crescimento conservador, porém 2018 já desenha perspectivas para um planejamento em longo prazo. No balanço do ano de 2017 nossos associados apontam que foi de muito trabalho e boas oportunidades e que 2018 não deve ser diferente. O segmento se mantem aquecido, embora o fechamento do ano no setor de duas rodas ainda não tenha sido dos melhores. E para colaborar cada vez mais com o crescimento do País e do setor, a Anfamoto já começou o ano com várias iniciativas positivas, uma delas foi o lançamento da Bolsa de Empregos da Anfamoto que permitira que empresas do setor busquem profissionais que estão disponíveis no mercado. Outra iniciativa é a realização em fevereiro do 9º Salão Itinerante das Motopeças em Campina Grande – PB é a primeira vez que realizaremos o evento nessa cidade e pretendemos manter o calendário permanente no primeiro semestre nos próximos anos. A adesão do setor foi muito positiva o que nos mostra que estamos no caminho certo. Realizaremos também no mês de agosto o X Salão Nacional e Internacional das Motopeças, no Expo Center Norte, em São Paulo – SP, que já tem mais de 80% das áreas vendidas. Essas ações visam estimular comercialmente o setor e fomentar negócios no 1º e 2º semestre. Não posso deixar de mencionar um problema que vem preocupando o setor, especialmente o mercado de reposição, que é o processo de certificação de coroa, corrente, pinhão e escapamentos que está em andamento no INMETRO. A Anfamoto emitiu aos seus associados um comunicado com esclarecimentos a respeito e informa ao mercado que está tomando todas as providências necessárias para a resolução da situação. Em excelente 2018 com muito sucesso em todas as suas atividades! Boa leitura e forte abraço, Orlando Cesar Leone Presidente Agenda Novembro 10/11 – Reunião Administrativa 21/11 – Reunião INMETRO Dezembro 08/12 – Reunião Administrativa 19/12 – Eleições Janeiro 12/01 – Reunião Administrativa 31/01 – Reunião MDIC |||| 08 | ANFAMOTO em Revista | Edição 141

[close]

p. 9



[close]

p. 10

Mercado Produção de Motocicletas Fecha o Ano com Estabilidade e Projeta Crescimento de 5,9% para 2018 Segundo dados da Fenbrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, durante o ano de 2017 foram emplacadas 851.211 motocicletas, resultado 14,71% inferior ao do mesmo período de 2016. Em dezembro passado foram licenciadas 77.458 unidades, o que representou um crescimento de 18,62% na comparação com novembro. Esse resultado revela que a queda nas vendas de motos parece ter diminuído. A entidade projeta um crescimento de 6,5% nas vendas para 2018, chegado a mais de 906 mil motos licenciadas neste ano. Já segundo a Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, as fabricantes de motocicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) apresentaram estabilidade nos volumes de produção de 2017 em relação ao ano anterior. Foram fabricadas 882.876 motocicletas nos 12 meses do ano, enquanto em 2016 foram fabricadas 887.653 unidades, uma diferença de apenas 0,5%. A estimativa do setor é de crescimento de 5,9% no volume a ser produzido em 2018. A produção de motocicletas no último mês de 2017 chegou a 69.008 unidades, representando um aumento de 110,3% em comparação com o mesmo período do ano anterior, quando foram fabricadas 32.814 unidades. Em relação a novembro (83.106 unidades), no entanto, houve um recuo de 17%. Os sinais de evolução nos negócios do setor são percebidos desde o último trimestre de 2017, quando foram produzidas 230.784 motocicletas, correspondendo a um crescimento de 32,1% sobre o volume de igual período de 2016 (174.654 unidades). As vendas realizadas no atacado – para as concessionárias – no   Produção Atacado Varejo Exportação PROJEÇÃO 2017 2016 2017 887.653 885.000 858.120 813.000 899.793 847.000 59.022 83,000 Qtde +2.347 -46.120 -52.793 +23.978 Var % -0,3% - 5,4% -5,9% +40,6%   Produção Atacado Varejo Exportação PROJEÇÃO 2018 2017 2018 890.000 935.000 813.000 850.000 847.000 865.000 83.000 85.000 |||| 10 | ANFAMOTO em Revista | Edição 141 Qtde +45.000 +37.000 +18.000 +2.000 Var % +5,1% +4,6% +2,1% +2,4% Fonte: Abraciclo / Associado acumulado de 2017 totalizaram 814.573 unidades, uma queda de 5,1% na comparação com igual período de 2016 (858.120). Apesar disso, o repasse às lojas em dezembro (68.534) aumentou 22% na confrontação com o mesmo mês do ano anterior (56.155). No entanto, o 12º mês de 2017 recuou 6,2% em comparação com o número de unidades repassadas às lojas em novembro: 68.534 unidades contra 73.069, respectivamente. Dados da Abraciclo mostram também que houve um recorde histórico de vendas de Scooters em 2017. Com 53.284 unidades vendidas até novembro, o nicho supera os números de 2014: 42.491 unidades, que era o maior volume desde então. A expectativa é que este segmento feche este ano com 58.600 unidades, o que significa alta de 57,1% na comparação com o ano passado que foi 37.293 unidades. As exportações tiveram alta expressiva de 38,6% em 2017 (81.789) na comparação com os doze meses de 2016 (59.022). Na análise isolada de dezembro (7.107) foi calculado um avanço de 11% sobre o mesmo mês em 2016, período em que foram exportadas 6.402 motocicletas. No entanto, na confrontação com novembro (7.677) houve uma queda de 7,4%. A Argentina foi o principal destino das motocicletas embarcadas para outros países em 2017, com 56.847 unidades. Em seguida aparecem Colômbia (7.767) e Estados Unidos (5.129 unidades).

[close]

p. 11

|||| 12 | ANFAMOTO em Revista | Edição 123

[close]

p. 12

Associado em destaque Se não for Alba, vaza! Desde 1973 no ramo de confecção, a Alba Moto começou produzindo bolsas, guarda-sóis, capas de chuva e jaquetas. A empresa já nasceu com a vocação para a fabricação de impermeáveis. Apostando no segmento de duas rodas, hoje, é referência em vestuário e acessórios impermeáveis para motociclistas e mantém uma parceria sólida e uma relação próxima com seus clientes. Sejam eles empresas, motoboys, motociclistas, pois sabem que todos buscam um material que ofereça conforto, qualidade e segurança. A Alba fabrica diversos equipamentos para motociclistas como capa de chuva, mochilas, luvas, sobre botas, coletes de segurança, blusões e capas para motocicletas. Ocupando uma área de 3000m2, a empresa atualmente possui cerca de 200 colaboradores, número que pode chegar a 500 quando há alta demanda. Toda a produção é baseada na costura convencional e solda eletrônica. A empresa exporta atualmente para a América Latina, atividade essa que representa 10% nas vendas. Acreditamos no crescimento do mercado. A crise será vencida aos poucos e nossa visão de futuro é otimista. “Estamos projetando aumento das vendas e consequentemente na produção, gerando assim mais contratações”, comenta Luiz Antonio Orlando – Diretor. A Alba tem como visão de futuro ser uma organização sólida, ágil, flexível, atuante em vários segmentos, sintonizada com seu tempo, que desempenha seu papel com responsabili- dade social, ambiental e cultural e como consequência tenha sua marca reconhecida no Brasil e na América do Sul. Também dentro de seus valores a Alba aposta na inovação, incentiva a criatividade, abre espaço para o aprendizado individual e coletivo e para o exercício da liderança, buscando de forma permanente o desenvolvimento contínuo dos produtos, processo e das pessoas. Perseveramos na busca do novo e encaramos o erro como parte da descoberta e do aprendizado. A meta da Alba é a qualidade. “Buscamos a excelência em todos os nossos processos, nos relacionamentos internos e externos, com foco no sucesso do cliente”, finaliza Luiz Antonio. Fone: (19) 3272-9821 alba@alba.com.br www.albamoto.com.br |||| 12 | ANFAMOTO em Revista | Edição 141

[close]

p. 13



[close]

p. 14

Espaço Anfamoto Anfamoto elege diretoria para triênio 2018-2020 Em 19 de dezembro a ANFAMOTO elegeu sua diretoria para o triênio 2018-2020. Orlando Leone continuará na presidência nos próximos três anos, eleito para representar a entidade a partir 19 de janeiro de 2018. A Diretoria, Conselhos Deliberativo e Fiscal é composta por dezoito empresas associadas. E de acordo com Orlando Leone, “os desafios para 2018 serão grandes, já que o crescimento esperado para 2017 não foi muito além do previsto”. Em 2018 teremos da realização do X Salão das Motopeças e do 9º Salão Itinerante em Campina Grande, o que certamente incrementará as vendas e impulsionará o crescimento dos setor, mas teremos pela frente eleições presidenciais e a copa do mundo. Leone complementa que “continuaremos engajados em promover melhorias constantes para o segmento. Em 2018 vamos nos focar em ampliar a regionalização da ANFAMOTO, apresentar propostas aos órgãos governamentais visando a desoneração de impostos, buscar condições de financiamento para o segmento, bem como fortalecer as alianças estratégicas feitas durante 2017 com o objetivo de promover o crescimento e a representatividade do setor de Motopeças”. O presidente da Anfamoto ainda acrescenta, “Reforço sempre o convite a todos os associados para que participem ativamente da vida da associação e as empresas do setor que ainda não são associadas que venham fazer parte do quadro de associados da Anfamoto para que possamos ter um setor cada vez mais forte, unido e representativo”. Esse é o terceiro mandato consecutivo de Leone à frente da diretoria da entidade. Orlando Leone fez um agradecimento especial à diretoria anterior pelo apoio e dedicação prestados à entidade. Conheça a Diretoria: Presidente – Orlando Cesar Leone 1º Vice Presidente – Valdenir dos Santos Galvão 2º Vice Presidente – Valério Valente 1º Tesoureiro: Divino Jorge da Silva 2º Tesoureiro: Amarildo Severino Fernandes Presidente do Conselho Deliberativo: Gianfranco Menna Zezze Membros do Conselho Deliberativo: Carlos Alberto Fiorotti Hélio Tenório da Silva Waldemar Ivo de Medeiros Suplentes do Conselho Deliberativo: Carlos Manoel Jr. Celso Pedro Franciosi Mônica Orlando de Oliveira Membros do Conselho Fiscal: Antonio Rubens Teixeira Filho Giancarlo Vancini José Mauricio Felipe Suplentes do Conselho Fiscal: Alexandre Saba José Jacob Fernandes Sandra Brandani Picinato |||| 14 | ANFAMOTO em Revista | Edição 141

[close]

p. 15

Está no ar bolsa de empregos da Anfamoto Em projeto pioneiro é lançada primeira bolsa de empregos do segmento de Motopeças Anunciamos o lançamento da Bolsa de Empregos da ANFAMOTO, que é um portal de empregos dirigido ao RH de empresas do segmento de motopeças, acessórios, vestuário, duas rodas e afins. Sua criação tornou-se necessária uma vez que o mercado vem tornando-se cada vez mais competitivo e seletivo. Essa ferramenta permitirá que empresas busquem profissionais inserindo vagas e que profissionais candidatem-se diretamente às vagas disponíveis. A ANFAMOTO decidiu criar a Bolsa de Empregos a partir do grande fluxo que chegava à entidade de solicitações dos associados procurando profissionais bem como profissionais buscando colocação no segmento. Outro ponto sempre comentado entre os associados é sobre a dificuldade de se encontrar mão de obra qualificada e que atenda às novas necessidades do setor. Além dessa dificuldade, percebemos que no setor não existe um serviço assim. Além do cadastro e busca de vagas, numa segunda etapa do processo teremos também uma definição da estrutura de cargos e salários no segmento. “Com essa ferramenta o associado vai poder publicar suas vagas disponíveis, encontrando o perfil mais adequado e com as habilidades específicas que deseja. É um serviço pioneiro, exclusivo para o segmento de motopeças”, ressalta Orlando Leone – presidente da ANFAMOTO. Voltado tanto para empresas como para profissionais, a Bolsa de Empregos da ANFAMOTO, em um primeiro momento disponibilizará as vagas e depois o cadastramento dos currí- culos. Os candidatos poderão encaminhar seus currículos diretamente para as vagas cadastradas. Poderão disponibilizar suas vagas as empresas associadas à ANFAMOTO e as não associadas, que quiserem disponibilizar vagas ou acessar os currículos deverão pagar uma taxa semestral. No portal também trará dicas de como montar um currículo, artigos sobre RH, informações do que o mercado está pedindo e sobre como o profissional pode proceder para se qualificar melhor, atendendo assim às exigências do setor. A Bolsa de Empregos da ANFAMOTO está disponível no endereço www.anfamoto. org/bolsadeempregos

[close]

Comments

no comments yet