Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

Nordeste ANO XXII - 2017 - Edição 183 - R$ 8,00 - www. revistafacil.net O Brasil acredita em Papai Noel Verão 2018: calor será mais intenso Fabiana Karla De Pernambuco para as telas de cinema FÁCIL | Lazer e Negócios NE 1

[close]

p. 2

invictoalize.com Invicto cuida bem das suas roupas para você cuidar do que realmente importa. Para uma rotina cheia, nada melhor do que buscar praticidade na hora de lavar roupas. Com Invicto, você tem. É praticidade e qualidade para cuidar das suas roupas, mas com o mesmo carinho com que você cuida de você e da sua família. /ASAindustria /industriaasa www.asanet.com.br 2 FÁCI L | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 3

Expediente Presidente Fernando La Greca Diretor Comercial Manoel Marques Diretora de Negócios Nilza Guerra Diretora de Produção Ana La Greca Editor de Turismo Luiz Felipe Moura Colaboradores de Fotos Evaldo Parreira Ivaldo Régis Roberto Souza Colaboradores Ana Paula Silva Carla Aymar Dr. Carlos Bayma Gilson B. Feitosa Horácio Abiahy Yluska Regina Quesado de Almeida Jaymar chedid Jefferson Victor José Artur Paes Vieira de Melo Leandro Ricardo Roberta Monteiro Silvio Romero Rogério Almeida Colaborador São Paulo Renato Cury Fone: 11 2864.1636 Administração Rua D. Maria Vieira, 88-E - Ilha do Retiro Recife-PE - CEP 50830-020 Tel. 55 81 3039.0594 | 3039.0595 Redação Tel. 55 81 3039.0595 redacao@revistafacil.net Comercial Tel. 55 81 3039.0594 comercial@revistafacil.net Assinaturas Tel. 55 81 3039.0594 Auditada por Baker Tilly Brasil Ceará Sucursal Fortaleza Diretor Mario Pinho Rua Coronel Manuel Albano, 900, torre V, Sl. 405 Maraponga - Fortaleza - CE Tel. 85 32 98 1506 | 85 98856 5149 OI 85 99764 4290 TIM | 11 96031 2011 OI/SP Brasília | Rio de Janeiro | São Paulo Linkey Representações e Publicidades Ltda. (61) 3202-4710/ 61 9 8289-1188 linda@linkey.com.br Contato São Paulo: Maria Marquezini (11) 99701-5278 | 97284-1919 98288-1919 mmarquezini@linkey.com.br A Fácil Lazer e Negócios Nordeste é uma publicação da EBI - Editora Brasileira de Imprensa Ltda Opinião dos colunistas não reflete necessariamente a opinião da Revista. Proibida a reprodução total ou parcial de matérias ou fotos sem a autorização da Revista. Capa: Foto: Pino Gomes Stylist: Rapha Brick Maquiagem: Theodoro Jr 4Varão 2018 24Gastronomia Sumário Capa 04 Varão 2018 08 Idéias e Desafios 12 FácilNews 14 Brechós 16 Viver melhor 18 Coluna/CE 20 Ponto de vista 22 Coluna Abrajet/PE 23 Gastronomia 24 Buffet Arte Viva 26 Internacional 28 Coluna PB 30 28 Internacional Edição 183 | Ano XXII | Dezembro 2017 www.revistafacil.net | FÁCILTV - www.faciltv.tv /FacilRevista /RevistaFacil /RevistaFacilNE App applink.com.br/revista_facil FÁCIL | Lazer e Negócios NE 3

[close]

p. 4

Capa Texto Silvio Romero / Fotos Divulgação Fabiana Karla Dos palcos Pernambucanos para as telas de cinema! C omo será o dia a dia de uma atriz, ou posso dizer uma multi-artista! Pois ela canta, dança, dubla, toca instrumento, escreve. Já foi indicada para um grande premio mundial, o Emmy, recentemente abril o Xuchá em Recife, foi indicada como melhor atriz em programa de TV, e atualmente está com novo projeto, o LVM-Lucicleide Vai para Marte, um longa que foi rodado em Recife, Rio de Janeiro e Orlando. Ela nasceu em 30 de outubro de 1975, comemorou a pouco tempo mais uma primavera, é uma mãe dedica e meiga, profissional competente e hoje além de apadrinhar ONGs, levanta a bandeira da solidariedade, é contra fome, já foi garota propaganda de várias campanhas entre elas contra o câncer. Fabiana Karla começou a atuar aos 14 anos em peças amadoras e aos 16 já era atriz profissional. Começou a ter sucesso com personagens cômicos em novelas e programas da Rede Globo. Seu primeiro filme foi “A Máquina” (2005). Já foi Indicada como Melhor Atriz Coadjuvante por “O Palhaço” (2011), no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. 4 FÁCI L | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 5

Filme Lucicreide vai para Marte / Foto divulgação Um dos momentos inesquecíveis para atriz e sua carreira foi a noite de gala, no red carpet do Emmy Internacional, realizado em Nova York. Além da dramaturgia, os brasileiros concorrem na categoria comédia, com o novo Zorra. A atriz foi uma das representantes do programa. Cerca de quinze mil pessoas marcaram o Xuchá em Recife, tanto para rainha como para seus súditos, com uma frase marcante a atriz Fabiana Karla marcou o evento: ¨Não veio a Andrea sorvetão, mas veio a paquita bolo de rolo¨. Ela não podia perder o momento e levar o publico as gargalhadas. A atriz, comediante, escritora e cantora Fabiana Karla assumiu a liderança do ranking do PopStar exibido em um domingo especifico. O que falar de sua participação FÁCIL | Lazer e Negócios NE 5

[close]

p. 6

no programa Pop Star! Ela não se classificou entre os 06 finalistas para grande final, seu repertorio foi marcante, os nordestinos vibravam a cada apresentação, não ganhou o prêmio, mas ganhou os aplausos do seu publico e o reconhecimento profissional como uma diva completa das artes. O cinema nacional está ingressando com tudo no Nordeste do Brasil e este lugar incrível está virando cenário natural para os queridinhos do Áudio Visual. Com muito orgulho e satisfação, a atriz pernambucana Fabiana Karla vem trazendo sua arretada personagem Lucicreide, uma empregada que fez maior sucesso na telinha. “Lucicreide vai para Marte” conta a história de Lucicreide, personagem estrelado por Fabiana desde o “Zorra Total” (Globo). Sem entender a dimensão de uma viagem espacial, Lucicreide acredita participar de uma missão que levará o primeiro homem ao planeta vermelho e é escrita pelo filho de seus patrões, Tavinho. Ele lembra que seu pai estava selecionando uma pessoa para integrar um treinamento que levaria um brasileiro ou brasileira para Marte. Assim, Lucicreide acredita que estaria deixando os seus filhos felizes e embarca nesta aventura. Ser ator ou atriz nos dias de hoje não é algo fácil, a concorrência na carreira é fortíssima. Milhares de jovens e adultos fazem todos os anos seleções de atores e atrizes, porém poucos chegam realmente a fazer sucesso na televisão, cinema, teatro ou publicidade. Passar por barreiras e dificuldades fazem parte do contexto, ou melhor, do ser atriz. Ser criativa, inovadora, talentosa, respeitar a cima de tudo, acreditar em si e no seu potencial... Assim definimos a profissional Fabiana Karla! 6 FÁCI L | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 7

FÁCIL | Lazer e Negócios NE 7

[close]

p. 8

Verão Texto: Jefferson Victor / Fotos: Divulgação e Google Verão 2018: Calor será 23% mais intenso do que em 2017 Os cuidados com a saúde terão que ser redobrados durante esse período Praia, piscina e férias.. O verão começa oficialmente em dezembro, e traz com ele o sol escaldante e as altas temperaturas que podem causar sérias complicações à saúde como desidratação, queimaduras e envelhecimento precoce, além de provocar o câncer de pele. De acordo com os meteorologistas, a previsão para o verão de 2018 é de 23% de calor mais intenso do que o ano de 2017. Por isso, é preciso que os cuidados com a pele sejam redobrados para evitar os efeitos nocivos dos raios solares, tidos como uma das causas principais do aumento nos índices de tumores de pele entre a população brasileira. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Brasil registrará até o final de 2017 cerca de 180 mil novos casos de câncer de pele - o que corresponde a 30% de todos os tumores malignos no país. Os melanócitos e queratinócitos (células da pele) são os principais envolvidos no processo de foto proteção, e quando expostos ao sol podem aumentar em número e tamanho. O câncer de pele ocorre quando há um crescimento excessivo dessas células, podendo ser distinguidas em melanoma e não melanoma. De acordo com a médica Daniela Pezzutti, oncologista do Centro Paulista de Oncologia (CPO), em geral, as pessoas tendem a relacionar o câncer de pele exclusivamente ao melanoma. Contudo, 95% dos casos de tumores cutâneos identificados no Brasil são classificados como não melanoma, um índice que está diretamente relacionado à constante exposição à radiação ultravioleta (UV) do sol. Por isso, é preciso estar atento aos sinais de alerta. “Geralmente, os principais sintomas de câncer não melanoma são lesões cutâneas com crescimento rápido, com sangramento, ulcerações que não cicatrizam, seguidas de coceira e dor”, explica a especialista. 8 FÁCI L | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 9

Use o protetor solar a cada exposição ao sol nodular rosa com aspecto peroláceo na pele exposta do rosto, pescoço e couro cabeludo. Já o carcinoma espinocelular, mais comuns em homens, segundo a médica, é formado de um nódulo que cresce rapidamente e com ulceração (ferida) de difícil cicatrização. “Tanto o carcinoma basocelular quanto o espinocelular ocorrem pela alta exposição dos raios solares e devem ser prevenidos com protetor solar e consultas frequentes com dermatologista”, diz. O câncer de pele melanoma é o mais agressivo. São geralmente os casos que iniciam com o aparecimento de pintas escuras na pele, que apresentam modificações ao longo do tempo. As alterações a serem avaliadas como suspeitas são o chamado “ABCD”, que significa Assimetria, Bordas irregulares, Cor e Diâmetro. “A doença é de fácil diagnóstico quando existe uma avaliação prévia das pintas”, finaliza a oncologista. É recomendável a extração destas lesões por especialista habilitado, para a adequada abordagem das margens ao redor das mesmas. Posteriormente, dependendo do estágio da doença, pode ser necessária a realização de tratamento complementar. Daniela destaca que a quimioterapia ou a radioterapia são raramente necessárias visto que, se houver diagnóstico precoce, a cirurgia pode resolver na maioria dos casos. Para pessoas que costumam ficar expostas ao sol, é preciso reforçar o uso do protetor solar diariamente, principalmente no rosto. Se a exposição aos raios solares for maior, como na praia ou piscina, por exemplo, é importante abusar do protetor no corpo todo, usar chapéus e evitar horários em que a incidência solar esteja mais forte. “Pessoas de pele clara, cabelos claros Uma das principais indicações é manter a hidratação em dia A estação mais quente do ano demanda cuidados com a pele e a saúde, com hábitos que devem ser adotados não apenas nos momentos de exposição ao sol, mas e sardas são mais propensas a desenvolver o câncer de pele», alerta Daniela. A idade, segundo ela, é um fator que também deve ser considerado, pois quanto mais tempo de exposição da pele ao sol, mais envelhecida ela fica, aumentando também diariamente. Danielle Aquino, dermatologista do Instituto Aliança Oncologia, enfatiza que os cuidados diários com a pele são fundamentais em todas as épocas do ano, porém, a possibilidade de surgimento do câncer não melanoma. A água é uma das opções para hidratar o corpo A avaliação frequente de um dermatologista para acompanhamento das lesões cutâneas é essencial. A análise da mudança nas características destas lesões é de extrema importância para um diagnóstico precoce. O dermatologista tem o papel de orientar uma proteção adequada para evitar os possíveis riscos que os raios solares de verão podem causar na pele. Diferentes tipos de câncer de pele O câncer de pele não melanoma pode ser classificado em carcinoma basocelular, que é o tipo mais frequente, em que o crescimento normalmente é mais lento. O diagnóstico se dá usualmente por um aparecimento de uma lesão FÁCIL | Lazer e Negócios NE 9

[close]

p. 10

Comer frutas hidrata e contribui na elasticidade da pele a estação de calor requer ainda mais atenção. Uma das principais indicações é manter a hidratação da pele em dia. “O momento ideal para aplicar hidratante corporal é após o banho. É a hora certa para o creme ser absorvido pela pele”, ensina a dermatologista. Banhos com água muito quente podem causar o ressecamento da pele. Entre as orientações estão beber de dois a três litros de água por dia e manter uma dieta equilibrada. “A alimentação deve ser rica em frutas, saladas e comidas leves, dispensando gorduras e frituras o máximo que puder. Tudo isso reflete na saúde da pele. Tome bastante líquido para hidratar-se, pelo menos 2 litros por dia, afinal, no verão, sentimos muito calor, transpiramos mais e precisamos repor os líquidos perdidos”, aponta Danielle. Para aliviar o calor, sempre dar preferência para água de coco e sucos com frutas naturais. Durante os dias quentes deve-se evitar exposições solares prolongadas, principalmente entre as 10h e 16h, lembrando da variação do horário de verão. O protetor deve ter Fator de Proteção Solar (FPS) acima de 30 e ser reaplicado de quatro em quatro horas. Em casos de contato com a água, suor, piscina ou mar, a reaplicação deve ser feita em intervalos menores. O produto deve ser aplicado em todas as partes do corpo que estiverem expostas ao sol. Verduras tambem faz parte da lista A dermatologista explica que a diferença do bloqueador solar para o corpo e para o rosto está na cosmética do produto. “O protetor para o corpo normalmente é mais oleoso e encorpado, para ser mais fácil de espalhar; enquanto o para o rosto é mais sequinho para diminuir a propensão à acne, oleosidade e dermatite seborreica -inflamação na pele que causa principalmente escamação e vermelhidão em algumas áreas da face”, considera. importante evitar exposições excessivas ao sol para não desenvolver insolações. Caso já tenha acontecido, a orientação é beber bastante líquido. “Deve-se beber muita água, a hidratação é extremamente importante na recuperação. Além disso, a região queimada deve ser bem hidratada”, aconselha Danielle. A dermatologista lembra ainda que durante o banho os sabonetes hidratantes são os mais indicados. Produtos com aloe vera na composição podem auxiliar no alívio do ardor. Cuidado com as Crianças Apesar de ter a estrutura igual à dos adultos, com a mesma quantidade de camadas, a pele das crianças é bem mais fina e, consequentemente, muito mais sensível. Além disso, 10 FÁCI L | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 11

durante o primeiro ano de vida, a produção de melanina, substância que absorve a luz e protege a derme da ação da radiação, não é plena. “Por isso, crianças pequenas não têm condições físicas de ficar expostas ao sol por períodos que não sejam curtíssimos. Como os filtros solares não são recomendados até os 6 meses de idade, até lá o ideal é manter o bebê na sombra, com chapéu de abas largas para proteger completamente a região delicada das orelhas e da nuca”, recomenda Danielle. O melhor horário para exposição solar é até as 10h, e após as 15h. Toda criança precisa de proteção solar, e é importante checar a indicação de idade de cada protetor solar para saber se o fator é indicado para o pequeno. Outra regra importante é reaplicar o protetor a cada duas horas. Caso a exposição errada ao sol acontecer e ocasionar bolhas ou vermelhidão não aplique nenhum remédio ou pomada, não fure essas bolhas e procure um médico imediatamente. Crianças com menos de seis meses não devem ser expostas ao sol. O objetivo é a diversão. O verão está aí para todos aproveitarem junto com a família, mas todo o cuidado é pouco. Cuidado com as crianças à exposição ao sol FÁCIL | Lazer e Negócios NE 11

[close]

p. 12

Idéias e desafios Por José Artur Paes Vieira de Melo O BRASIL ACREDITA EM PAPAI NOEL Sabemos que a revista Seleções de Reader’s Digest que circula há 95 anos nos Estados Unidos e há 75 anos no Brasil, tem bastante autoridade para afirmar em uma de suas seções que “Rir é o Melhor Remédio”. Como o País de Cabral está adoentado por tantas falcatruas e enrolações, resolvemos focar esta matéria no nosso otimismo e no humor levado a sério. No Brasil, a coisa está tão gaiata que o Cabral, acima citado, era o “descobridor português”, porém apostamos que 99,999% dos leitores entenderam como sendo o ex-Governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, condenado na Lava Jato. Apesar dos pesares, vamos mostrar que o mote “O Brasil acredita em Papai Noel” é sobremodo adequado para a época das festividades do Natal, pois a data da descoberta do Brasil é tão fantasiosa quanto a existência do Bom Velhinho. Senão, vejamos: Segundo informa o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o tribunal francês de Bayone no processo contra os crimes do navio La Pélerine, indica que a Ilha de Itamaracá já era ocupada por portugueses em 1491. Segundo o que por lá se registra, os portugueses até já tinham casas de taipa naquela ilha em 1498. A lista dos que aqui aportaram antes de Cabral vai mais longe. Duarte Pacheco Pereira, navegador português, aqui esteve no mesmo ano de 1498, a mando do Rei Dom Manuel I. O Américo Vespúcio, italiano, demorou um pouco mais, porém aqui esteve em 1499. E, consoante aprendemos no ensino médio, os espanhóis Vicente Pinzón junto com seu primo, Diego de Lepe, também perambularam pela costa brasileira em 1500, alguns meses antes de Cabral. Por fim, como se a gaiatice da época não bastasse, os nomes que concorreram para batizar as novas terras tinham como símbolo o Papagaio – um piadista militante por excelência, cujas cores das penas foram copiadas para compor a nossa bandeira. São inúmeros os indícios da influência desse bicho gaiato nos símbolos brasileiros, enquanto as autoridades portuguesas decidiam com que nome batizariam a terra teoricamente descoberta por Cabral. Essa disputa ficou entre “Brasil” e “Terra Papagalli”. E se este último tivesse vencido a briga, nós hoje seríamos chamados, oficialmente, de “papagaienses”, ou “papagaianos”. Isto não acontecendo, só vejo reafirmada a crença de que Deus é brasileiro, como atestado no filme em formato de comédia, dirigido por Cacá Diegues em 2003. E aonde fui buscar essas definições “papagaienses” e “papagaianos”? Em um texto escrito por Roberto Pompeu de Toledo, a quem agradecemos. Porém a arte de transformar tragédia em sorrisos é bem típica do brasileiro, notadamente quando faz estripulias com os patrícios que inventaram o Brasil, misturando realidade com tragédia, inventando o assim chamado “tragicômico”, ou seja, algo que seria trágico, se não fosse cômico. E vice-versa. Sendo objetivo direto, olhem só a história dessa sogra portuguesa: Ela chega à casa da nora e encontra o filho saindo com as malas, furioso. - O que aconteceu, ó, Manuel? - Pois aconteceu o seguinte, minha mãe! - Fui viajar e mandei um telegrama para a Maria Isabel avisando que voltaria hoje. Chego em casa e o que eu encontro? Ela com um sujeito, o Joaquim; os dois nus na nossa cama...! É o fim, estou a ir embora para sempre! - Calma, pede Dona Maria. Deve haver algo errado nessa história, a Maria Isabel jamais faria uma bobagem dessas! Espere um pouco que vou verificar o que se passou. Momentos depois, Dona Maria volta sorridente: - Não disse que havia um equívoco, meu filho? A Maria Isabel não recebeu o seu telegrama... E agora, consubstanciando o que já foi escrito até o momento, ou seja, que “O Brasil acredita em Papai Noel”, lembramos a célebre frase atribuída ao Presidente da França, Charles de Gaulle: “Le Brésil n’est pas un pays serieux“, ou seja, “O Brasil não é um país sério. Mas, contudo, todavia, faz-se necessário esclarecer de uma vez por todas que não foi o Presidente De Gaulle quem fez tal afirmação, mas um embaixador brasileiro em Paris que ao final de um debate sobre captura de lagostas e, ante uma acusação de invasão do nosso território pela França, encerrou o diálogo desmentindo a falta de humor do País do Faz de Conta, o Brasil. E um dos nossos escribas – José Artur Paes – que trabalhou numa empresa de pesca e exportação de lagosta, assistiu preocupado essa disputa ferrenha entre o nosso país e a França, apelidada pela imprensa internacional como “Guerra da Lagosta” – muito embora saibamos que todos os tiros só foram disparados via microfones, em forma de argumentos denunciantes do mal comportamento mútuo ante uma questão básica, indagada pela imprensa francesa: a lagosta nada, ou anda? Se nadasse, na ocasião da captura estaria em águas internacionais e o Brasil não poderia reclamar da pesca. Se andasse, estaria percorrendo território brasileiro, posto que o fundo do mar pertence ao país cujas fronteiras abarcassem aquela área do oceano, e não poderia ser capturada pelos franceses. E, obviamente, cada um defendia a tese que lhe favorecesse mais: a França que elas nadavam e podiam ser consideradas peixes, sujeitas a serem capturadas pelos pescadores de todo o mundo. Foi quando um almirante brasileiro contra-argumentou, associando esse incoerente raciocínio aos cangurus, pois se eles pulavam imensas áreas, estavam a voar e deveriam ser considerados “aves”? Venceu a discursão. Ante a fragilidade do argumento francês, veio-nos à mente outra célebre frase atribuída ao grande estadista português, Antônio de Oliveira Salazar – mas que não temos provas que assim foi – quando este afirmou: “Quem não tem competência não se estabelece”. E como dissemos que o humor a tudo resolve, encerremos com uma filosofada do Barão de Itararé, personagem criado por Apparício Torelly: à O Brasil é feito por nós... Só falta agora desatar os nós. 12 FÁCI L | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 13

FÁCIL | Lazer e Negócios NE 13

[close]

p. 14

FácilNews decorrentes da artrite. Além disso, possui também, propriedades antibacterianas e antifugicidas. No verão, pode ser adicionada a sucos gelados com misturas do hortelã, gengibre, abacaxi, e água de coco”. Do ponto de vista nutricional, as ações benéficas estão muito relacionadas não só à prevenção de doenças cardiovasculares como também ao  sistema imunológico segundo a nutricionista de João Pessoa (PB) Polyana Nunes. “Na fruta estão presentes polifenóis que têm elevada capacidade antioxidante, essas substâncias também estão presentes no açaí, principalmente as antocianinas”, esclarece ela. Além de tudo isso, a pitaya ainda é rica em fibras como lembra a nutricionista do Recife (PE) Carolina Uchoa: “por causa das fibras a fruta ajuda a evitar o pico de glicose e aumenta o tempo de saciedade de quem a consome, sendo assim, é Consenso entre nutricionistas: pitaya faz bem a saúde e ajuda no emagrecimentoá ouviu falar sobre a pitaya ou fruta do dragão? Ela tem uma casca escamosa e por dentro pode Jser cor de rosa ou branca, o seu interior lembra um kiwi por causa das sementinhas pretas. Originária da América Central, já conseguiu se espalhar pelo mundo todo, principalmente no Oriente. Rica em gorduras saudáveis e proteínas, a pitaya auxilia na digestão, no sistema imunológico, na diabetes, no emagrecimento, e é uma excelente fonte de antioxidantes e vitaminas A e C, além de ativar a saúde cardiovascular. Não é a toa que está sendo cada vez mais consumida no Nordeste e em todo o Brasil. Nutricionistas de diversas cidades concordam que a fruta traz vários benefícios à saúde. De acordo com a nutricionista de Natal (RN) Marina Pantoja, por exemplo, a pitaya reduz os níveis de colesterol e a hipertensão. “Essa é uma fruta que ajuda a melhorar, essencialmente a saúde cardíaca, uma vez que diminui os níveis do colesterol ruim, ao mesmo tempo em que melhora os níveis do bom colesterol. A tiramina é outra substância existente na pitaya, e que ajuda no processo de emagrecimento, inibindo o apetite e, sobretudo, o desejo por doces”, explica Pantoja. Já a nutricionista Fábia Nunes, de Campina Grande (PB), lembra que além de beneficiar a saúde, a polpa do fruto pode ser consumida ao natural ou processada como refresco ou frozen: “Este fruto é um rico antiinflamatório. Auxilia nas dores e inchaços das articulações benéfica para pessoas com diabetes ou que querem emagrecer. A alta quantidade de fibras também colabora no combate à constipação e diarréia”. A fruta é a novidade da Açaí Concept que tem oferecido a seus clientes o frozen da pitaya em copos de 150 ml, 200 ml, 300 ml ou 400 ml com diversos acompanhamentos e caldas. Com apenas três anos no mercado, a marca Açaí Concept já conta com mais de 220 franquias em vários estados e se prepara para conquistar o mercado internacional, com planos de abrir 40 unidades no exterior, até o final deste ano. Siga as redes sociais pelo facebook. com/AcaiconceptBR e @acaiconcept, no Instagram. Mais informações estão disponíveis em www.acaiconcept.com ou na Central de Atendimento pelo (82) 3317.9084. 14 FÁCI L | Lazer e Negócios NE

[close]

p. 15

Desembargador Jefferson Quesado Júnior Homenagem ACâmara Municipal de Fortaleza realizou no dia 14 de dezembro, sessão solene para a outorga da Medalha Boticário Ferreira ao desembargador Jefferson Quesado Júnior. A homenagem foi proposta pelo vereador Ésio Feitosa e aprovado por unanimidade pela Casa Legislativa. O desembargador Jefferson Quesado Júnior é o atual vice presidente do Tribunal Regional do Trabalho- 7ª Região e a homenagem foi um reconhecimento ao seu traballho comprometido com a busca da cidadania plena. Ministério do Turismo lança nova linha de crédito com R$ 450 milhões para obras e compra de equipamentos para o setor Oministro Marx Beltrão lançou no dia sete desse mês, em Maceió, o Novo Fungetur, linha de crédito do Ministério do Turismo com condições diferenciadas para dinamizar o mercado. As micro e pequenas empresas terão prioridades para acessar os R$ 450 milhões disponíveis para construção, reforma, ampliação ou compra de equipamentos turísticos. No novo formato, oito instituições financeiras estarão habilitadas para gerir o recurso. Para Marx Beltrão, os financiamentos com recursos do Novo Fungetur melhoram não só os serviços prestados ao turista, mas também geram oportunidades de novos negócios e, consequentemente, abrem vagas no mercado de trabalho. Sobre o Novo Fungetur – O Fungetur é um fundo especial criado por Lei e vinculado ao MTur. Os financiamentos têm prazo de amortização de até 20 anos com até cinco anos de carência. Os juros são a partir de 5% ao ano somados mais o INPC. A novidade anunciada pelo ministro Marx Beltrão foi o credenciamento de oito instituições financeiras para operação da linha de crédito, o que deve tornar o Fungetur mais competitivo. Brasil é o terceiro país em ranking sobre a preferência pelas publicações impressas P esquisa realizada junto a 1.040 consumidores do Brasil pela Two Sides, organização sem fins lucrativos com atuação em cinco continentes, mostra que os hábitos de leitura dos brasileiros têm sido influenciados pelo avanço das mídias digitais, mas ainda prevalece, de forma acentuada, a preferência pelas publicações impressas em segmentos como o de livros, revistas e faturas. Segundo a pesquisa, o Brasil está em terceiro lugar no ranking de 10 países pesquisados, com maior adesão à impressão em papel. “Essa posição reflete a confiabilidade que os meios impressos têm para os leitores brasileiros”, observa Fabio Arruda Mortara, country manager da TWO Sides no Brasil, ao destacar ainda que o consumidor nacional ainda prioriza as publicações impressas . A enquete, que integra um estudo global da Two Sides nesses países (Austrália, Brasil, França. Alemanha, Itália, Nova Zelândia, África do Sul, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos), mostra que 78% dos consumidores brasileiros preferem o livro impresso, e a maioria raramente lê o livro pelo meio eletrônico, devido ao manuseio mais agradável e confortável do impresso para a leitura. Já 61% têm preferência pelas revistas impressas e 55% preferem receber, em papel, as contas de serviços públicos, de internet, telefonia, carnês de impostos e exames médicos, por considerarem que têm valor de documento, a fim de arquivá-los. No caso dos jornais, 54% dos brasileiros preferem o meio digital, e 71% leem notícias diariamente em dispositivos eletrônicos, resultado este influenciado não só pela possibilidade de atualização instantânea das notícias nas mídias digitais, mas também devido ao fator econômico, pois a pesquisa aponta que receber notícias online gratuitamente é a opção preferida pela maioria. Ainda assim, 60% consideram que o jornal impresso proporciona entendimento mais profundo do conteúdo, e 57% afirmam que este meio tem maior credibilidade, em comparação a apenas 27% das mídias sociais. Por conta disso, a maioria teme que os jornais impressos desapareçam, mesmo com 77% deles prevendo ler mais notícias online no futuro. Ao mesmo tempo em que a leitura de notícias online cresce, a pesquisa revelou a preocupação com a veiculação de fake news, fator que impacta a credibilidade das mídias digitais na opinião de 81% dos entrevistados. Propaganda e promoções Quando se trata de propaganda, a pesquisa da Two Sides mostra que não há uma tendência clara entre preferência dos consumidores por propaganda e comunicação impressas ou digitais, embora haja indicadores pontuais que reforçam a importância da comunicação em papel. Por exemplo, receber malas diretas impressas personalizadas ou folhetos promocionais impressos em suas residências é a opção, respectivamente, de 63% e 58% dos entrevistados. Inclusive, 44% deles afirmam prestar mais atenção às propagandas e malas diretas impressas do que online, e 49% dizem não prestar atenção a e-mail marketing e propagandas online. O índice dos que não confiam em muitas das propagandas online é de 56%, sendo que 46% fazem o possível para bloqueá-las, e 44% não lembram quando clicaram pela última vez, voluntariamente, em um anúncio digital. Sobre a pesquisa A pesquisa da Two Sides foi realizada pela empresa de pesquisa independente Toluna, em junho de 2017, abrangendo 10.700 consumidores em dez países (Austrália, Brasil, França. Alemanha, Itália, Nova Zelândia, África do Sul, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos). No Brasil, foram entrevistadas 1.040 pessoas, das quais 54% na região Sudeste; 55% na faixa etária entre 18 e 34 anos, sendo 52% mulheres e 48% homens. A versão global da pesquisa “Impressão e papel em um mundo digital”, da Two Sides, pode ser acessada em: www.twosides.info/survey2017. FÁCIL | Lazer e Negócios NE 15

[close]

Comments

no comments yet