Revista Planeta Kids edição 32

 

Embed or link this publication

Description

Planeta Kids é um veículo de comunicação de Belo Horizonte e região impresso e digital. São 18 mil revistas impressas e 113 mil revistas enviadas por email marketing Online. Que visa satisfazer com grande eficiência as necessidades dos pais e educadores

Popular Pages


p. 1

Dezembro/Janeiro/Fevereiro 2017/2018 | Edição 32

[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4

ÍNDICE 14 24 30 8 Então é Natal 10 Laboratório inteligência de vida 12 Pensar tamém se aprende 14 Amizade entre pais e filhos. Quais são os limites? 16 2º Concurso de redação e desenho 20 Práticas meditativas de atenção plena no ambiente escolar, em tempos frenéticos 22 A união faz a força contra retrocessos 23 Criança boca suja: o que fazer? 24 Como incluir os filhos nas atividades domésticas? 26 Pais que não educam seus filhos são excluídos de convivência social 28 Excesso de agasalho nos bebês pode ser prejudicial 29 A influência familiar, na vida escolar dos filhos, é maior do que a própria escola 30 A valorização das diferenças físicas individuais da criança desde a educação infantil e como isso pode beneficiar a autoestima,segurança e desenvolvimento do indivíduo Capa: Vencedores do 2º Concurso de Redação e Desenho. (Da esquerda para direita.) -Samuel Lucas Alves de Paula - Sofia Silveira Prates -Maria Eduarda de Campos Machado -Pietro Storck Santana - Ana Sophia Hollebar de Andrade Athayde - Sofia Coelho Andrade Expediente Dezembro, Janeiro, Fevereiro 2017/2018 ANO 9 - Edição 32 Diretor: Leonardo de Paula Editora: Ana Paula Meireles Assessora Jurídica: Carolina Benetti Jornalismo: Luciana de Freitas e Flávia Penido Revisão de Texto: Cecilia Euterpe Design e Diagramação: Dircelan Souza e Mateus Pegoraro Web Designer: Construsite Brasil Colunistas: Guiomar de Grammont, Emiro Barbini, Cida Lopes, José Donizetti dos Santos, Denise Campos Duarte. Periodicidade: Trimestral Tiragem: 18 mil exemplares Os anúncios e informações publicadas são de inteira responsabilidade de seus autores. É permitida a reprodução total ou parcial do conteúdo desta revista, com prévia autorização. revistaplanetakids.com.br contato@revistaplanetakids.com.br Para anunciar e assinar ligue: (31) 3568.5001 RETIRE SUA REVISTA NOS NOSSOS PONTOS DE DISTRIBUIÇÃO: Shoppings Del Rey, Cidade, Boulevard, BH, Pátio Savassi, Loja Savassi, Paragem, Minas, Itaú Power, Estação, Big Shopping, Via Shopping, Betim Shopping. Blitz em escolas, parques, praças, clubes e eventos. Acompanhe nosso Facebook e saiba onde acontecerão as blitz. Escolas particulares atraves do SINEP-MG (Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais) NOVO SITE! WWW.REVISTAPLANETAKIDS.COM.BR CURTA nossa FAN PAGE no /revistaplanetakids @planetakiids Veja as edições on-line revistaplanetakids.com.br

[close]

p. 5

A brincadeira não para nem na hora de comer. Férias com descanso para os pais e curtição para os pequenos é no Espaço Kids do Baby Beef. Monitores à disposição, brinquedos interativos, cineminha, videogames e piscina de bolinhas. Crianças de 0 a 5 anos não pagam o rodízio. Crianças de 6 a 9 anos pagam metade do valor. É necessária a apresentação de documento oficial com foto. A partir de 10 anos, todos pagam integralmente. A casa oferece cerca de 30 cortes de carnes e um buffet completo com saladas, massas, pratos quentes, culinária japonesa e árabe. Av. Cristiano Machado, 4000 babybeefbh.com.br 5revistaplanetakids.com.br

[close]

p. 6

6revistaplanetakids.com.br

[close]

p. 7



[close]

p. 8

PORTA VOZ DA EDUCAÇÃO! TRANSFORMANDO A HUMANIDADE ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO. Então é Natal... Todos os anos nos assustamos com a velocidade com que a data se aproxima. Indiscutível, creio. Aproxima-se então, o período de balanço íntimo. Momentos de reflexão acerca de erros, acertos, ganhos e perdas, afinal, na vida, nada está pronto e acabado, nada é imutável e permanente e, surpresas agradáveis ou não, são constantes. Fato é que, aprendemos sempre! Um dos maiores ensinamentos : O Resgate de valores é emergencial! Organizando as ideias para elaborar o Projeto Natal Solidário, discutimos algumas ações que promoveriam, de fato, mudanças íntimas, trazendo o retorno primordial : A Paz! Dentre elas: - Ir à creches ou asilos para conversar e brincar com crianças e/ou idosos; - Contar histórias em asilos, ou hospitais (com a criança, se possível); - Promover o Natal em alguma Instituição carente; - Doar cestas básicas; - E, favorecer a rica oportunidade de fortalecer o entrosamento e a união entre membros de uma mesma família. Diante dessa última proposta, ouvi da minha sócia: Mas, essa tarefa é muito fácil! Imagino que não teremos relatos nesse aspecto. Mas Deus é tão maravilhoso, que me presenteou com uma situação exatamente como a descrita. Ouvir em reunião, relatos tão íntimos e até então contidos, provavelmente há anos, é motivo de orgulho e de extrema responsabilidade! O diálogo iniciou a partir de reflexões frente a atitudes comportamentais da nossa aluna, de 5 anos. Postura autoritária, de exclusão com os amigos e dificuldades frente ao cumprimento de regras, foram os assuntos centrais da reunião. Com extrema sinceridade e humildade, ouvi: Não me ensinaram a ser Mãe! Dediquei a minha vida até aqui à minha carreira porque quis provar para a minha família que eu venceria. O meu marido também tem o mesmo perfil. Nossa filha tem de tudo material que se possa imaginar, mas não temos tempo uns para os outros. Nossa casa é enorme, mas não temos amigos e não convivemos com os nossos familiares, faz tempo!!... E aí... Um anjinho soprou nos meus ouvidos e eu cumpri o que me foi, nesse Natal, solicitado (eu acho!!) Que tal você convidar seus pais e irmãos para um chá, tentar colocar os assuntos em dia e perceber se as relações favorecem em abraço coletivo, regado a uma oração do fundo da alma? A família é o berço das relações humanas!!... Nunca, em 32 anos de profissão, me emocionei com relatos tão fortes! Existem membros de uma mesma família que não se falam, não se tocam, não se olham. E o que é o Natal?!... Ficou o dever de casa para a Querida Mamãe, que emocionada disse estar leve e decidida: Vou optar por ser Mãe! Vou me dedicar a resgatar o que perdi até aqui, e quanto aos presentes natalinos, que eu consiga compartilhar com os meus entes, familiares, o que sei que lhes falta e receber o que me falta. Nossa filha aprenderá a conviver, com qualidade é o que mais desejo. Pois bem... Quem sabe, Numa próxima oportunidade conto os resultados desse projeto em especial. E fica a dica: Beije, abrace, compartilhe sorrisos e até choros, com aqueles que estão pertinho de você, ou do seu coração. E nunca nos esqueçamos que há tempo de mudar para que a vida fique mais leve!!... Felizes dias para todos nós!!... Feliz Natal e que em 2018 tenhamos muitas oportunidades para nos solidarizarmos!!... Denise Campos Duarte Diretora Pedagógica Sócia Proprietária do Centro Educacional Iza Rizzotti Construindo as bases do saber. O CEIR possui um quadro de funcionários altamente qualificados e tem espaços adequados para cada faixa etária dos 4 meses aos 5 anos. Funciona das 7:00 às 18:00, atendendo às necessidades das famílias parceiras. Visite-nos e faça a escolha certa! Opte por uma Escola Humanista, que ensina Ética, Moral e Valores, no dia a dia, para a vida, para o mundo... centroeducacionalizarizzotti@yahoo.com.br (31) 3441-5142 | (31) 3347-5142 Rua Jornalista Waldir Lau, 421, Bairro Itapoã, Belo Horizonte – MG www.ceir.com.br 8 revistaplanetakids.com.br

[close]

p. 9

O caminho mais seguro para uma educação de qualidade Antes de fazer a matrícula, exija o selo escola legal A escola que detém o selo possui ética, con ança e qualidade. Con ra as escolas certi cadas no site: www.escolalegal.org.br

[close]

p. 10

LABORATÓRIO INTELIGÊNCIA DE VIDA O Coleguium possui um programa que estimula o desenvolvimento de habilidades socioemocionais e conta com atividades especializadas, livros e até produções audiovisuais próprias. OLaboratório Inteligência de Vida (LIV) surgiu da necessidade de ensinar os alunos a lidar com emoções, interagir com pessoas diferentes, trabalhar em equipe, ter iniciativa, entre outras características fundamentais não aprendidas em aulas convencionais. O objetivo é desenvolver as habilidades socioemocionais nos alunos - agora contempladas pela Base Nacional Curricular -, e prepará-los para um futuro, no qual apenas o conhecimento acadêmico não basta para alçar voos mais altos. Ao longo do programa, o aluno tem contato com conceitos e atividades que estimulam a proatividade, perseverança, pensamento crítico, comunicação, criatividade e colaboração. As aulas desenvolvem também a empatia e curiosidade de cada criança. Por meio de livros, atividades e até séries audiovisuais de produção própria, o Laboratório direciona os estudantes para um futuro de ideias fartas e respeito ao próximo. EXEMPLOS PRÁTICOS Alfabetização emocional Nos três primeiros anos do Ensino Fundamental, os alunos entram em contato com o mundo das emoções e sentimentos. O que é raiva? E tristeza? O que fazer quando me sinto assim? Como o meu corpo reage na presença dessas emoções? Autoconhecimento, autocontrole, e relacionamento, competências 10 revistaplanetakids.com.br imprescindíveis para crianças nessa idade, serão trabalhadas de forma lúdica e engajadora. O objetivo, portanto, é criar um espaço que permita aos alunos falarem sobre as suas emoções - e entender que o caminho não é evitá-las, mas saber lidar com elas. Inteligência de Vida Como o LIV consegue aflorar cada uma das seis habilidades supracitadas? Por meio de hábitos: três para cada habilidade, em um total de 18 ao longo de todo o currículo. A Perseverança, por exemplo, é ensinada a partir dos hábitos da Linha de Chegada (compreender os objetivos que se quer alcançar); do Construtor (planejamento e autocontrole); e do Otimista (encarar frustrações como oportunidade e acertos como motivação). Durante o programa no Ensino Fundamental, o professor sugere que a turma realize uma atividade com Histórias de Superação. Por fim, o professor explica que as discussões acerca de superação são permeadas pelo hábito do otimista: superarse é enxergar os momentos de frustração como oportunidades de ir além. O aluno consegue perceber não só os obstáculos que teve de enfrentar, mas também a forma pela qual teve que adaptar atitudes e planejamento. Isso torna-se foco motivador para novas histórias. por daniele passagli Diretora Pedagógica do Coleguium Rede de Ensino

[close]

p. 11

Arthur Andrade Reis | Infantil 5 11revistaplanetakids.com.br

[close]

p. 12

Pensar também se aprende S abe quando estamos diante de uma dificuldade e, por não conseguirmos mudar a situação, estouramos sem pensar, ou nos paralisamos e até nos deprimimos? E aí, só nos resta questionar: Por que perdi a cabeça? Por que não contei até 10, 100 ou até 1000? Ou Por que tive tanto medo? E assim vamos nos virando no dia a dia, repetindo reações e ações que gostaríamos de ter evitado. Mas fica a pergunta no ar: Como outras pessoas conseguem reagir de forma mais adequada diante de uma situação que para nós seria incontrolável? Porque são privilegiadas pela sorte, ou têm “sangue de barata” e não ligam para nada? PENSAR BEM PARA VIVER MELHOR Mesmo sem percebermos, as nossas emoções são originadas de um pensamento. Pensamento este, tão rápido que nos passa despercebido. Mas, independentemente de não serem conscientes, mesmo assim, eles se tornam verdade para nós. Porém, nem sempre o que pensamos é verdadeiro. Isso explica a razão de as pessoas terem pensamentos diferentes diante de uma mesma situação. Cada um pensa, sente e age distintamente dependendo do modo como interpreta a experiência vivida. Portanto, se a interpretação é subjetiva, ela faz parte, é consequência, da visão que temos das coisas. Mas, e se a nossa visão estiver distorcida? A nossa emoção e o nosso comportamento também estarão comprometidos. Portanto! Qual a importância de pensarmos no que pensamos? 12 revistaplanetakids.com.br

[close]

p. 13

Por que muitas das nossas reações e comportamentos inadequados, que tiveram consequências negativas e muitas vezes desastrosas, poderiam ter sido evitadas. Porque aprender a “pensar bem”, não é somente a aquisição de mais um conceito, mas é a instrumentalização da nossa maneira de viver. Pensar bem para viver melhor Pais e educadores podem ensinar os filhos e educandos a pensarem de forma reflexiva. Ao possibilitar que eles questionem sobre os próprios pensamentos, estaremos contribuindo para que possam avaliar, refletir e tomar decisões mais eficazes. Poderão, assim, construir relacionamentos, priorizando a responsabilidade o respeito, a tolerância, a solidariedade e a gentileza como valores norteadores de suas relações. A partir desses objetivos eu escrevi dois livros. Sem óculos para ver melhor, complementa o primeiro. Aborda de forma simbólica como alguns erros do nosso modo de pensar determinam a visão que temos em relação a nós mesmos, ao mundo e ao nosso futuro. Sugere ainda que quando refletimos sobre nossos pensamentos distorcidos possibilitando, assim, a sua reestruturação, nossas emoções e comportamentos também podem ser alterados. E isso também faz toda a diferença! Uma “ fórmula”, que não é mágica, mas faz magia. Quem pensa seus males espanta, através de uma história lúdica e consistente, revela o pensamento como determinante de nossas emoções e comportamento. Ou seja, se o nosso pensamento estiver distorcido em relação a uma situação vivida por nós, o nosso modo der ver, sentir e nos comportar também estará comprometido. E isso faz toda a diferença! Cida Lopes Psicóloga, Sexóloga, Educadora Sexual Autora de livros sobre a Sexualidade Humana 13revistaplanetakids.com.br

[close]

p. 14

Amizade entre pais e filhos. Quais são os limites? Arelação entre pais e filhos vem mudando, com o decorrer dos anos. Antigamente, os pais eram a autoridade absoluta dentro da família e não podiam ser questionados ou confrontados sem que um castigo severo aos filhos não fosse aplicado como forma de correção. Hoje em dia, os pais são mais flexíveis, se permitem estarem mais próximos dos filhos e estão mais abertos à liberdade de expressão. Estas mudanças, consequentemente, geraram alterações na visão das crianças e adolescentes, fazendo com que os pais deixassem de ser temidos, para agora, serem respeitados. É preciso levar em consideração que no círculo familiar existe uma hierarquia que deve ser respeitada. Por mais que os pais estejam abertos ao diálogo e sejam flexíveis com os filhos, as funções de liderança e a educação não devem deixar de serem exercidas. Tal relação de amizade é saudável e benéfica até certo ponto, pois é preciso haver limites para que o relacionamento entre pais e filhos não seja prejudicado de forma que o desenvolvimento de comportamento e caráter não sejam confundidos e desviados para outro lado. Pais e filhos têm seus papéis, direitos e deveres de cada um devem estar presentes fazendo-os valer na prática, para que não 14 revistaplanetakids.com.br haja inversão do que cada um representa na vida do outro. Amizade, proximidade e afeto não podem ser confundidos com respeito e autoridade. Os pais devem ser um exemplo a ser seguido a partir dos valores que passam aos filhos, e uma relação de “camaradagem” não ajuda a construir bases para esta estrutura. Impor limites, respeitar os espaços, permitir a descoberta de experiências, compreender as funções, respeitar escolhas e admirar aqueles que são exemplos a serem seguidos é um conjunto de ações que precisa ser regulada com sabedoria no relacionamento de amizade entre pais e filhos. É saudável que haja diálogo, admiração e confiança entre os membros da família, mas não é positivo quando um adolescente, que ainda não possui uma base, deixe de ter um pai e passe a ter mais um amigo. É imprescindível que as fases dos filhos sejam plenamente vividas e com relativa privacidade, e sejam reconhecidos e respeitados os limites do papel de pai/ mãe e do amigo para que a relação só acrescente na vida da família e não a desestruture.

[close]

p. 15

A escola cadastra o cliente e o cartão de crédito, escolhendo o valor da transação e a periodicidade da cobrança. Depois, os pagamentos são realizadas em débito. Vantagens: Garantia de recebimento Reduz a inadimplência Aumenta a fidelidade dos clientes Reduz o cancelamento Sem aluguel de maquininha Reduz o custo de cobrança Otimiza o tempo Comodidade pra você e seu cliente Converse com um de nossos especialistas ou marque uma visita para demonstração. (31) 3332-0875 www.galaxpay.com.br

[close]

Comments

no comments yet