Boletim das Bibliotecas Escolares - 1.º período 2017/18

 

Embed or link this publication

Description

Notícias das Bibliotecas

Popular Pages


p. 1

Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira Boletim das Bibliotecas Escolares Ano letivo 2017/2018 Outubro NESTA EDIÇÃO: Atividades das Bibliotecas Escolares do 1º Ciclo e Ensino Pré-escolar Atividades da Biblioteca Escolar da Escola Básica e Secundária Mês Internacional das Bibliotecas Escolares Novidades em livro e DVD Sugestões de leitura 2 2 3 3 4 De quantas cores se matiza o Fado! Nem sempre o homem ri, nem sempre chora, Mal com bem, bem com mal é temperado. Bocage Editorial O documento Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, publicado em julho deste ano, assume-se como uma espécie de bússola que orienta todos os que, de forma direta ou indireta, acompanham as crianças e jovens no seu percurso educativo. De base humanista, os valores e princípios aí definidos apontam para a necessidade de educar os jovens de hoje a saberem viver consigo próprios e com os outros, a refletirem criticamente sobre o que aprendem, estando conscientes de que a incerteza e a mudança são constantes no mundo atual e requerem uma aprendizagem constante também. Neste sentido, torna-se pertinente desenvolver competências consideradas necessárias para este “admirável mundo novo”, onde diariamente somos confrontados com novas descobertas, novas possibilidades de fazer as coisas, nova informação que pode não ser verdadeira, novas ideias que podem entorpecer os nossos princípios. Devido à facilidade e velocidade com que acedemos à informação (à boa e à má informação), é cada vez mais necessário preparar os jovens para saberem ler criticamente o que se passa no mundo que os rodeia, quererem inter- vir nesse mundo e fazêlo de forma ética. Desenvolver um perfil deste género, que encara o ser humano como um ser global, para cuja formação concorrem todas as áreas, sem exceção, exige que a Esco- la continue a fazer o que sempre lhe coube como tarefa – ensinar, transmitir conhecimento sobre as diferentes áreas do saber – mas muito mais: que crie curiosidade nos jovens, que os prepare para quererem continuar a saber outras coisas para além das que aprendem na sala de aula, que os ensine a distinguir o “trigo do joio”, no fundo, que desenvolva conhecimentos, capacidades e atitudes que permitam aos jovens ser ativos, responsáveis e conscientes na forma como põem as suas aprendizagens aos serviço do mundo em que vivem. Torna-se, pois, necessário que numa Escola a quem cabe este papel se alargue e diversifique o leque de práticas pedagógicas e didáticas que contribuirão, num contexto de flexibilidade curricular, para o desenvolvimento do perfil preconizado. Desenhar situações de aprendizagem que prevejam a realização de pequenos projetos de investigação, o uso de recursos variados e em diferentes formatos, o recurso à tecnologia, a opção pelo trabalho de grupo, a realização de experiências, a resolução de problemas de âmbitos diferentes, entre outros, é o caminho apontado pelo documento. A biblioteca escolar, apetrechada de recursos físicos e em linha, deve continuar a ser, nas escolas do século XXI, um recurso a rentabilizar e, através da ação dos recursos humanos que a gerem e que com ela colaboram, um espaço de aprendizagem por excelência. Raquel Ramos Coordenadora Interconcelhia das Bibliotecas Escolares

[close]

p. 2

Atividades das Bibliotecas Escolares do 1º ciclo e ensino pré-escolar  Visita guiada à Biblioteca Escolar aos alunos do 1.º ano;  “Workshop de outono”;  Conto: “O nabo gigante”;  Comemoração do Dia Mundial da Alimentação;  Comemoração do Dia da Biblioteca Escolar sob o tema “Ligando comunidades e culturas”;  “Halloween”: workshop” – ateliê de construção de enfeites;  Comemoração do “Dia do não fumador”;  Trabalho de pesquisa subordinado ao tema “Milagre de Ourique”;  Comemoração do Dia Mundial da Luta contra a SIDA;  Leitura encenada de “Vamos contar um segredo”;  Workshop de Natal;  Feira do Livro;  Apresentação do filme “Os Smurfs – Um conto de Natal”;  Exposição de ilustrações do livro “Histórias da AJUDARIS’ 16”. Atividades da Biblioteca Escolar da Escola Básica e Secundária  Visita guiada à Biblioteca Escolar aos alunos do 5.º ano;  “Workshop de outono”;  Workshop de escrita criativa;  Comemoração do Dia Mundial da Alimentação;  Encontro com a escritora Raquel Ramos;  Comemoração do Dia da Biblioteca Escolar sob o tema “Ligando comunidades e culturas”;  “Halloween”: workshop” – ateliê de construção de enfeites;  Comemoração do “Dia do não fumador”;  Encontro com a escritora Maria José Areal;  Workshop - Ação de exploração temática, a partir do espetáculo “O assassinato de Macário”;  Comemoração do Dia Mundial da Luta contra a SIDA; Página 2 Você pode descobrir mais sobre uma pessoa numa brincadeira do que num ano de conversa. Platão BOLETIM DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES

[close]

p. 3

ANO LETIVO 2017/2018 Página 3 Mês Internacional das Bibliotecas Escolares Outubro é o mês das Bibliotecas Escolares. Para 2017, o Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares estabe- lece 23 de outubro como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal. O tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para este ano, é "Ligando comunidades e culturas". As Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira associaram-se às comemorações e, com o talento do nosso colega Eurico Conde, elaboraram o cartaz que expomos e que está magnífico. Este ano, o concurso de ideias "Ligando comunidades e culturas" é a iniciativa da RBE para assinalar o MIBE. O seu objetivo principal é fomentar um debate em torno do tema. Desse debate surgirão as ideias-chave e as estratégias para que a Biblioteca se apresente como o lugar onde se ligam comunidades e culturas. NOVIDADES EM LIVRO E DVD O acervo das Bibliotecas Escolares foi enriquecido com as seguintes obras literárias:  O ano da morte de Ri- cardo Reis - José Saramago;  O paraíso são os outros - Valter Hugo Mãe;  Escrito na água - Paula Hawkins;  A rapariga no gelo - Robert Bryndza;  A história do mundo para pessoas com pressa - Emma Marriott;  A sociedade dos sonhadores involuntários - José Eduardo Agualusa;  O deslumbre de Cecília Fluss - João Tordo;  O meu amor existe Diário - Margarida Rebelo Pinto;  Estrangeiras - José Luís Peixoto;  Peregrinação - Fernão Mendes Pinto;  Depois de morrer aconteceram-me muitas coisas Ricardo Adolfo;  História trágicomarítima - António Sérgio. Também já se podem ver os seguintes filmes:  Milagre no rio Hudson  Chocolate  O fundador  I am not your negro  Kong, a Ilha da Caveira  Patriots day  Infiltrado  Os piores anos da minha vida. Brevemente haverá mais novidades! Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos. Bob Marley

[close]

p. 4

Boletim das Bibliotecas Escolares Estamos na web: Becerveira.blogspot.com AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VILA NOVA DE CERVEIRA Rua das Cortes 4920-211 Vila Nova de Cerveira Telefone 251 795 324 Mail: becerveira@gmail.com. Sugestões de leitura O Deslumbre de Cecilia Fluss de João Tordo Sinopse: Aos catorze anos, Matias Fluss é um adolescente preocupado com três coisas: o sexo, um tio enlouquecido e as fábulas budistas. Vive com a mãe e a irmã mais velha, Cecilia, numa espécie de ninho onde lambe as feridas da juventude: a primeira paixão, as dúvidas existenciais, os conflitos de afirmação. Sempre que sente o copo a transbordar, refugia-se na cabana isolada do tio Elias. Cedo, contudo, a inocência lhe será arrancada. Ao virar da esquina, encontra-se o golpe mais duro da sua vida: o desaparecimento súbito de Cecilia que, afundada numa paixão por um homem desconhecido, é vista pela última vez a saltar de uma ponte. Muito mais tarde, Matias será obrigado a revisitar a dor, quando a sua pacata vida de professor universitário é interrompida por uma carta vinda das sombras do passado, lançando a suspeita sobre o que aconteceu realmente à sua irmã — sem saber ainda que regressar ao passado poderá significar, também, resgatar-se a si mesmo. No final desta «trilogia dos lugares sem nome», iniciada com O luto de Elias Gro, João Tordo explora, através de personagens únicas e universais, numa geografia singular, os temas da memória e do afecto, do amor e da desolação, da vida terrena e espiritual, procurando aquilo que com mais força nos liga aos outros e a nós próprios. O meu amor existe Diário História trágico-marítima de Margarida Rebelo Pinto Sinopse: As histórias e os momentos de uma paixão inesquecível são partilhados neste livro de forma emotiva e confessional. Nestas páginas, a autora regressa ao registo diarístico, usado nos bestsellers O Dia em que Te Esqueci e Diário da Tua Ausência, numa sequência de registos que entrelaçam prosa e poesia. de António Sérgio Metas Curriculares de Português Leitura obrigatória para o 10.º ano de escolaridade. História Trágico-Marítima Porque nem só de glória e sucesso viveu o povo português durante os Descobrimentos e para que os Portugueses de hoje não esqueçam, António Sérgio retoma e adapta cinco relatos verídicos de naufrágios no caminho para a Índia, no século XVI. De extraordinário e marcante não terão tanto as histórias das tempestades, acidentes e doenças, mas a realidade crua de atos (des)humanos cometidos em momentos de luta pela sobrevivência, o que faz desta obra uma narrativa verdadeiramente antiépica.

[close]

Comments

no comments yet