Revista A Voz da Paróquia

 

Embed or link this publication

Description

Noticias da Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso Guaratuba

Popular Pages


p. 1

Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42 Ano Nacional do Laicato Mês de Finados «Eu sou a ressurreição e a vida; quem crer em mim, ainda que esteja morto, viverá» (Jo 11,25) NOVEMBRO - Finados Programa Voz da Paróquia FM 87,9 de segunda a sexta feira das 17:30 as 18:00 hs

[close]

p. 2

E ditorial Novembro NELE A COPIOSA REDENÇÃO A Igreja no dia 02 de novembro faz memó ria de todos os fié is falecidos: o misté rio da morte, a comunhã o solidá ria com os falecidos e a lembrança dos que conviveram conosco, na famıĺ ia ou comunidade. Comemorar os fiéis falecidos é a oportunidade para renovar a fé na ressurreiçã o e acreditar na vida definitiva e eterna. A liturgia pode ajudar, todos que dela participam, a interceder ativa e conscientemente pelos que já partiram. Celebramos no dia 05 a Solenidade de todos os Santos. A santidade é vocaçã o de cada um de nó s. Frequentemente achamos que isso é para alguns somente, que nã o temos condiçã o. Mas é graça para todos. Todos somos chamados à santidade. Sã o Paulo já insistia: “Essa é a vontade de Deus, a vossa santificaçã o” (1 Ts 4,3). Reconhecer que é difı́cil nã o pode nos fazer desistir. “Se outros puderam, posso eu també m” (Santo Agostinho). A Congregaçã o do Santı́ssimo Redentor, ou seja, os Missioná rios Redentoristas, celebra com alegria no dia 09 de novembro a fundaçã o da Congregaçã o no ano de 1732 em Ná poles, Itá lia, por Santo Afonso Maria de Ligó rio. O lema da Congregaçã o é: “Nele a Copiosa Redenção”. Recordamos que, neste mês de novembro o Estado do Paraná celebra a sua Padroeira, Nossa Senhora do Rosá rio do Rocio. O tema da novena em preparaçã o à grande festa é: “Com a Mã e do Rocio, sigamos Jesus Cristo, aprofundando a fé”. E celebramos, neste dia 22, a memó ria de Santa Cecıĺ ia, virgem e má rtir, padroeira da mú sica e do canto sacro. A participaçã o de todos no canto sacro e litú rgico é, sem dú vida, de especial valor celebrativo. Santa Cecı́lia permaneceu cantando os louvores de Deus, mesmo enquanto era submetida ao martıŕ io. Rezemos e demos graças pelas nossas equipes de mú sicas litú rgicas e do canto sacro. No ú ltimo domingo, a Igreja celebra a Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo. Senhor que triunfou sobre o impé rio do pecado e da morte. Ele é o rei dos coraçõ es humanos, que o acolhem e dele se tornam discı́pulos. E, neste ano, por decisã o da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, tem inıć io o Ano do Laicato, em todo o Brasil. O tema é: “Cristãos Leigos e Leigas, sujeitos na Igreja em saída, a serviço do Reino”. E o lema: “Sal da Terra e Luz do Mundo”. Pe. Pedro Hélio de Oliveira, C.Ss.R. Missionário Redentorista Índice 03 Mês de Novembro... 04 Pastoral da Catequese 05 Dia da Bandeira 06 Pastoral da Pessoa Idosa 07 Já Viveu 08 A Igreja Católica despede-se do Ano Mariano 09 Dia Nacional da Consciência Negra 11 Datas e Eventos Paroquiais de Novembro 12 Festa de Nossa Senhora Aparecida 14 Pastoral do Batismo 14 Datas Comemorativas 15 Dia Internacional dos Direitos da Criança 16 Mariologia 17 Pastoral da Comunicação (Pascom) 17 Ano Nacional do Laicato 18 Pastoral da Criança 19 Página Infantil 20 Curiosidades sobre Saúde... 21 Gentileza 22 Os Desafios da Tuberculose Ano IV - Nº 42 - Novembro 2017 02 Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42

[close]

p. 3

Mês de Novembro... NOVEMBRO é mês dedicado à s almas do Purgató rio. O Dia de Finados, no dia 2 de Novembro, é dedicado à s oraçõ es por todos os fiéis falecidos. O Papa Paulo VI, na “Constituiçã o das Indulgências”, de 1967, estabeleceu indulgê ncias parciais e plená rias pelas almas do purgató rio, e determinou a semana de 1 a 8 de novembro como a semana das almas, em que podemos lucrar indulgê ncias plená rias a elas mediante uma visita ao cemité rio para rezar por elas, tendo se confessado, comungado e rezado pelo Papa (Pai Nosso, Ave Maria, Gló ria ao Pai). As almas, por elas mesmas nã o podem conseguir sua purificaçã o; dependem de nossas oraçõ es, missas, esmolas, penitências, etc., por elas. Autor: Canção Nova Aconteceu... ... Na Perpétuo Socorro. Restauraçã o do sino, patrimô nio histó rico está na pá gina 65 do livro Nossa Senhora do Bom Sucesso do Padre Ademar Maia. Os ferros de sustentaçã o estavam corroıd́ os. Formaçã o de brigadista de incêndio da comunidade Nossa Senhora do Perpé tuo Socorro Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42 03

[close]

p. 4

Pastoral da Catequese Crisma na Matriz Celebraçã o do Sacramento da Crisma, 82 crismandos da Paró quia Nossa Senhora do Bom Sucesso e das Comunidades de Guaratuba Quais são as diferenças entre os vários tipos de esquadrias? Esquadria é o nome que se dá , em um projeto ou obra, à s janelas, portas, portõ es, venezianas e demais aberturas dessa natureza. Esse é um dos itens mais importantes de uma obra, e muitas vezes figura entre os mais custosos, geralmente variando de 9 a 18% do total de uma construçã o de alto padrã o. Existe uma infinidade de tipos de esquadrias para sua obra. E um passo muito importante escolher corretamente, nã o apenas por questõ es estéticas, mas també m por desempenho. Podemos pensar nas esquadrias divididas em dois grandes grupos – as esquadrias prontas, que sã o adquiridas em lojas de varejo, em medidas padrã o pré-determinadas, e as esquadrias feitas sob medida para a obra, realizadas sob encomenda, conforme o pro- jeto. As esquadrias de quase todas as espé cies e materiais existem dentro dessas duas grandes subdivisõ es – as prontas e as feitas sob medida. Guaratuba tem referência em esquadrias de alumínio e vidros temperados, conheça o pessoal carismático da Blumenal Esquadrias de Alumínio fale com o Zélio no 3442-6245 04 Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42

[close]

p. 5

Dia da Bandeira No dia 19 de novembro comemora-se o Dia da Bandeira do Brasil, essa comemoraçã o passou a fazer parte da histó ria do paıś apó s a Proclamaçã o da Repú blica, no ano de 1889. Com o fim do perıó do Imperial (1822-1889), a bandeira que representava o impé rio foi substituıd́ a. A substituiçã o da bandeira imperial por uma bandeira republicana representa as mudanças que o Brasil passava naquele momento: mudanças na forma de governo e de governar, do regime imperial para uma repú blica federativa. Alé m disso, a nova bandeira representava a simbologia que estava agregada ao regime republicano, como a ideia de um Estado-naçã o, o patriotismo e o surgimento do sentimento nacionalista. Características A Bandeira Nacional, um dos principais sıḿ bolos do Brasil, reú ne uma série de detalhes obrigató rios que devem ser obedecidos, de Dia 19 de Novembro acordo a com a legislaçã o. O tamanho, a precisã o nas cores, a disposiçã o das estrelas que representam os estados e da faixa central devem ser seguidos à risca, assim como a forma como ela é homenageada e guardada. O dia 19 de novembro foi instituıd́ o Dia da Bandeira em 1889, logo apó s a Proclamaçã o da Repú blica. No ensino fundamental, sã o obrigató rias as aulas sobre os sıḿ bolos nacionais: a Bandeira Nacional, o Hino Nacional, as Armas Nacionais e o Selo Nacional. Cor em homenagem a Nossa Senhora Lema positivista "Ordem e Progresso" Cor da casa real de Bragança; alusão ao mar Cor da casa real dos Habsburgo; alusão ao sol e às riquezas mineiras Cor em referência aos desejos de paz Configuração do céu do Rio de Janeiro no dia da Proclamação da República Fonte: brasil.gov.br Hino à Bandeira Nacional Salve lindo pendã o da esperança! Salve sıḿ bolo augusto da paz! Tua nobre presença à lembrança A grandeza da Pá tria nos traz. Contemplando o teu vulto sagrado, Compreendemos o nosso dever, E o Brasil por seus filhos amado, poderoso e feliz há de ser! Recebe o afeto que se encerra em nosso peito juvenil, Querido sı́mbolo da terra, Da amada terra do Brasil! Recebe o afeto que se encerra Em nosso peito juvenil, Querido sı́mbolo da terra, Da amada terra do Brasil! Em teu seio formoso retratas Este céu de purıś simo azul, A verdura sem par destas matas, E o esplendor do Cruzeiro do Sul. Sobre a imensa Naçã o Brasileira, Nos momentos de festa ou de dor, Paira sempre sagrada bandeira Pavilhã o da justiça e do amor! Recebe o afeto que se encerra Em nosso peito juvenil, Querido sı́mbolo da terra, Da amada terra do Brasil! Recebe o afeto que se encerra Em nosso peito juvenil, Querido sı́mbolo da terra, Da amada terra do Brasil! Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42 05

[close]

p. 6

Pastoral da Pessoa Idosa Novembro Azul Pastoral da PessoaIdosa CNBB “Dai ao nosso coração sabedoria” (SL 90) E hora dos homens procurarem uma UBS e realizar os exames preventivos. Todo o ser humano para se manter saudá vel, precisa se movimentar, fazer exercıć ios. Atividades fı́sicas regulares, alimentaçã o saudá vel... garantem uma qualidade de vida. As pessoas que mantém um estilo de vida ativo e há bitos saudáveis previne ou retarda o aparecimento de determinadas alteraçõ es do organismo. Francisco de Assis Gonçalves. Coordenador da Comunidade São Luís Gonzaga Aconteceu... Missa da catequese e Dizimo Mirim no Dia da criança, a alegria do padre Pedro com os catequizandos. 06 Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42

[close]

p. 7

Já Viveu “Comemoramos 80 anos de papai. Que festa! Extraordiná ria festa!”. Saıd́ as dos quatro cantos do Brasil: trê s viagens de aviã o, duas de ô nibus, oito de carro. E nos reencontramos junto a nosso pai. Fui o ú nico a nã o sair de casa, pois papai morava comigo. As expressõ es mais comuns: “Nossa! Como papai ficou velho! E você também!” Estávamos em 61 pessoas, juntando filhos, noras genros, netos e bisnetos. Papai, soberanamente lú cido, assim se pronunciou: “Ao longo da vida, sua mã e e eu plantamos sementes, alimentamos e incentivamos cada um a partir da busca da frutificaçã o. Grandiosa frutificaçã o, belamente colorida: alemã es, italianos, japoneses...loiras e morenas... e até lustrosos “. Foi uma carta assim que Denis (nome fictıć io) me escreveu: Pacheco também escreveu: “Estamos envelhecendo. Isso é um processo natural. E uma lei do universo (Termodianâ mica) que diz: A energia de um corpo tende a se degenerar e com isso a desordem do sistema aumenta. Tudo que foi composto será decomposto, tudo que foi construıd́ o será destruıd́ o. Tudo foi feito para acabar. Nó s também. Com o tempo os membros se enfraquecem, os sentidos se embotam”. Já dizia Freud: “A morte é o alvo de tudo que vive”. De nada adianta que nos preocupemos. E assim mesmo. VIVA! Faça apenas isso. Preocupe-se com um dia de cada vez. Ficar velho e cheio de rugas é natural. Nã o queira ser jovem novamente. Já viveu esta fase. Reconcilie com a situaçã o e permita que o passado se torne passado. O futuro é o tempo que nos resta: finito, porém incerto. Esse é o prérequisito da felicidade, que ainda pode estar a nosso alcance. VIVER hoje, apenas aguardar o amanhã . Deus queira! A flor da idade ficou no pó da estrada. Entã o para que me preocupar? Fazendo isso, ganharei qualidade de vida. Texto retirado do livro Viver Bem a Terceira idade Antonio Mucelin Convite Noite de Autó grafos O escritor Antonio Mucelin, estará recebendo amigos e comunidade para a noite de autó grafos do livro “Viver Bem a Terceira idade”, dia 10 de novembro, as 19:00 hs no Restaurante Ratatui em Guaratuba. O convite se estende a toda a comunidade em especial os participantes de grupos e da Terceira Idade. Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 38 07

[close]

p. 8

A Igreja Católica despede-se do Ano Mariano Foi em momento ú nico vivido por brasileiros e devotos da Mã e Aparecida por isso digno de homenagens e comemoraçõ es a nossa Rainha. Na imagem de Nossa Senhora Aparecida “há algo de perene para se aprender”. “Deus ofereceu ao Brasil a sua própria Mãe” (Papa Francisco) A Conferê ncia Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, em comemoraçã o aos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, nas águas do rio Paraıb́ a do Sul, instituiu o Ano Nacional Mariano, a iniciar-se aos 12 de outubro de 2016, concluindo-se aos 11 de outubro de 2017, para celebrar, fazer memó ria e agradecer. Os 300 anos de Nossa Senhora Aparecida mobilizou o Brasil e as comunidades brasileiras pelo mundo, em celebraçõ es especiais de vá rias espé cies, que homenagearam e comemoraram o tricentená rio do encontro da imagem. A Mã e Aparecida foi enredo de escola de samba, tema de exposiçõ es e esculturas, reportagens especiais e documentá rios, motivou procissõ es e coroaçõ es nas diversas arquidioceses, paró quias e comunidades que levam o seu nome, além de muitas outras manifestaçõ es da devoçã o do povo brasileiro. Dentro das comemoraçõ es dos 300 anos, a catedral de Sã o Pedro em Roma homenageou a Mã e Aparecida com um câ ntico dedicado a ela em uma celebraçã o especial. O Coral Unicanto de Londrina participou da celebraçã o e entregou ao reverendıś simo Pe. Wendel Perre uma imagem de Aparecida, enviada pelo Arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes. No Nordeste, os 300 anos de Aparecida foi homenageado na quadrilha no mê s de junho, durante as tradicionais festas de Sã o Joã o. O grupo Santa Fé com 178 integrantes, foi o campeã o do grupo especial em Maceió , com o enredo. Considerada a segunda maior celebraçã o do Brasil em homenagem a Padroeira dos Brasileiros, a Arquidiocese de Nossa Senhora Aparecida em Passo Fundo no estado do Rio Grande do Sul, realiza a 37 anos uma romaria de sete quilô metros, arrastando uma multidã o pelas ruas reunindo cerca de 150 mil romeiros. Autor: cnbb.com Espaço Kids 08 Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42

[close]

p. 9

Dia Nacional da Consciência Negra O dia 20 de novembro faz mençã o à consciência negra, a fim de ressaltar as dificuldades que os negros passam há sé culos. A escolha da data foi em homenagem a Zumbi, o ú ltimo lı́der do Quilombo dos Palmares, em consequê ncia de sua morte. Zumbi foi morto por ser traıd́ o por Antô nio Soares, um de seus capitã es. A localizaçã o do quilombo ficava onde é hoje o estado de Alagoas, na Serra da Barriga. O Quilombo dos Palmares foi levantado para abrigar escravos fugitivos, pois muitos nã o suportavam viver tendo que aguentar maus tratos e castigos de seus feitores, como permanecerem amarrados aos troncos, sob sol ou chuva, sem á gua e sofrendo com açoites e chicotadas. O local abrigou uma populaçã o de mais de vinte mil habitantes. Ao longo da histó ria, os negros nã o foram tratados com respeito, passando por grandes 20 de novembro sofrimentos. Pelo contrá rio, foram escravizados para prestar serviços pesados aos homens brancos, tendo que viver em condiçõ es desumanas, amontoados dentro de senzalas. O dia da consciê ncia negra surgiu para lembrar o quanto os negros sofreram, desde a colonizaçã o do Brasil, suas lutas, suas conquistas. Mas também serve para homenagear à queles que lutaram pelos direitos da raça e seus principais feitos. Ser humano é não ter preconceito 20 de novembro Dia Nacional da Consciência Negra Autor: Jussara Barros Espaço Kids Pinte a cena e circule o que o negro africano acrescentou à cultura brasileira. SAMBA BERIMBAU CAPOEIRA COCADA FEIJOADA TELEVISÃO Pinte as flechas em que as pessoas têm direitos independente da raça. IGUALDADE RESPEITO EDUCAÇÃO LIBERDADE SAÚDE VOTAR Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42 09

[close]

p. 10

Missas com Bênção do Santíssimo 1ª Quarta-feira do Mês: Nossa Senhora do Perpé tuo Socorro 1ª Quinta-feira do Mês: Bênçã o da Saú de - Traga remé dios, receitas, roupas (Matriz) 2ª Quinta-feira do Mês: Bênçã o das Chaves da Casa, dos Carros, das Motos, da Bicicletas (Matriz) 3ª Quinta-feira do Mês: Bênçã o dos Alimentos - Traga alimentos para serem abençoados, e um quilo de alimento para partilhar com os pobres (Matriz) 4ª Quinta-feira do Mês: Bênçã o dos Trabalhadores e dos Desempregados (Matriz) 5ª Quinta-feira do Mês: Bênçã o dos Artigos Religiosos, Aguas (Matriz) HORÁRIO DAS MISSAS/NOVENAS HORÁRIOS DE ATENDIMENTOS E ASSESSORIAS DAS Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso (Missionários Redentoristas) COMUNIDADES E PASTORAIS DOS COMUNIDADE DIA HORA CELEBRAÇÃO MISSIONÁRIOS REDENTORISTAS EM GUARATUBA quarta quinta 19h30 19h30 Missa/Novena Missa COMUNIDADE PASTORAIS, GRUPOS DIAS DE PLANTÃO Pe. Roque Sutil Gabriel, C.Ss.R. N.S. Bom Sucesso Matriz sexta 19h30 sábado somente na temporada 19h30 domingo 10h00 domingo 19h30 Missa Missa Missa Missa - Matriz N. Sra. Bom Sucesso (Centro) - Santo Antonio - Catequese; Liturgia e - quarta e sábado Canto; - Juventude; Coroinhas - P. Humanizante 4º domingo 10h00 Missa/Batizados (Coroados) N. S. Perpétuo Socorro Brejatuba quarta domingo 3º domingo 1ª sexta 19h30 08h00 08h00 07h30 N. S. Navegantes Barra do Saí quarta sábado 1ª sábado 18h00 19h30 19h30 N. S. Aparecida Caieiras quarta sábado 3º sábado 19h30 19h30 19h30 Santo Antonio Coroados quarta domingo 1º domingo 19h30 08h00 08h00 São Luiz Gonzaga Nereidas quarta domingo 2º domingo 19h30 10h00 10h00 São Joaquim Cubatão 1º , 2º e 3º domingo 10h00 N. S. Aparecida Banaze 1º , 2º e 3º domingo 08h30 Missa/Novena Missa Missa/Batizados Missa Sagrado Cor. Jesus Novena Missa Missa/Batizados Novena Missa Missa/Batizados Novena Missa Missa/Batizados Novena Missa Missa/Batizados Missa Missa - São Joaquim (Cubatão) Pe. Pedro Hélio de Oliveira C.Ss.R - N. Sra. Aparecida (Caieiras) - N. Sra. navegantes (Barra do Saí) - P.P.I.; Criança; Dízimo; R.C.C.; - Leigos - segunda e sexta Pe. Donald R. Roth C.Ss.R. - N. Sra. Perpétuo Socorro (Brejatuba) - São Luiz Gonzaga (Nereidas) - N. Sra. Aparecida (banaze) - Ministros; Batismo; Familiar - Social - terça e quinta Comunhão, Participação e Missão São Luís de Franca Padroeiro de Guaratuba N. Sra. Fátima Riozinho 1ª e última quinta 19h00 Missa Obs.: Última segunda-feira do mês, não há atendimento, encontro dos padres. 10 Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42

[close]

p. 11

Datas e Eventos Paroquiais de Novembro HORA SANTA COM JESUS Local: Matriz Nossa Sra. do Bom Sucesso Data: 03/11 Horário: 18:30h. Toda primeira sexta feira de cada mê s. Participe conosco! MISSA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PARA OS TRABALHADORES E COMERCIANTES DE GUARATUBA Local: Sorveteria Big Center (Av. 29 de Abril) Horário: 7h30 Data: 03/11 Toda primeira sexta feira de cada mê s. SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS HORA SANTA Data: 03/11 Toda primeira sexta feira do mê s As 15h junto com o Terço da Misericó rdia. HORA SANTA COM JESUS Local: N. Sra. do Perpé tuo Socorro (Brejatuba) Data: 03/11 Horário: 17:30h. Participe conosco! INFORMAÇÕES NA SECRETARIA PAROQUIAL Curso de Pais e Padrinhos Sempre no primeiro sá bado de cada mês das 13h30 à s 17h30 nos meses de março a dezembro, exceto julho, janeiro e fevereiro. Inscriçõ es durante a semana na Secretaria Paroquial ROMARIA PARA FESTA NO SANTUÁRIO DO ROCIO EM PARANAGUA/PR Dia: 13.11, segunda DIA DE AÇÃO DE GRAÇAS Celebração Dia: 23.11 à s 19h30 Local: Matriz ASSEMBLÉIA PAROQUIAL 2017 Dia: 18.11 à s 14h30 Local: Matriz CURSO DE NOIVOS Dia: 26.11 das 14h – 17h Local: Matriz. Inscriçõ es: Secretaria Paroquial até dois dias antes da data marcada. Visite o site da Paróquia - ww.paroquiaguaratuba.com.br "os nossos irmãos e irmãs que nos precederam nesta vida, encontram-se hoje na presença do Senhor pela graça de Jesus Cristo." Papa Francisco Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42 11

[close]

p. 12

Festa de Nossa Senhora Aparecida Dia 12 de Outubro 12 Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42

[close]

p. 13

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós Programa Voz da Paróquia Radio Alternativa FM 87,9 Segunda a sexta das 17:30 as 18:00hs Missas das 10:00hs de domingo da Igreja Matriz transmitida pela Radio Alternativa FM 87,9 e também pelo site da paróquia. Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 38 13

[close]

p. 14

Pastoral do Batismo Curso de Batismo Aconteceu em outubro o curso de Batismo para pais e padrinhos. As inscriçõ es para participar do pró ximo curso sã o realizadas na secretaria da Matriz Nossa Senhora do Bom Sucesso. Datas Comemorativas Dia 01 - Dia de todos os Santos Dia 02 - Dia de Finados Dia 03 - Dia do Cabeleireiro Dia 03 - Instituiçã o do Direito Voto da Mulher (1930) Dia 04 - Dia do Inventor Dia 05 - Dia da Ciência e Cultura Dia 05 - Dia do Cinema Brasileiro Dia 05 - Dia do Radio Amador e Técnico em Eletrô nica Dia 05 - Dia Nacional do Designer Dia 07 - Dia do Radialista Dia 08 - Dia Mundial do Urbanismo Dia 08 - Dia do Radiologista Dia 09 - Dia do Hoteleiro Dia 10 - Dia do Trigo Dia 11 - Dia do Soldado Desconhecido Dia 12 - Dia do Diretor da Escola Dia 12 - Dia do Supermercado Dia 14 - Dia Nacional da Alfabetizaçã o Dia 15 - Proclamaçã o da Repú blica Dia 15 - Nossa Senhora do Rocio Dia 16 - Semana da Mú sica Dia 17 - Dia da Criatividade Dia 18 - Dia do Conselheiro Tutelar Dia 19 - Dia da Bandeira Dia 20 - Dia do Auditor Interno Dia 20 - Dia Nascional da Consciência Negra Dia 20 - Dia da Esteticista Dia 20 - Dia do Biomédico Dia 21 - Dia da Homeopatia Dia 21 - Dia das Saudaçõ es Dia 22 - Dia do Mú sico Dia 25 - Dia Nacional do Doador de Sangue Dia 27 - Dia do Técnico da Segurança do Trabalho Dia 28 - Dia Mundial de Açã o de Graças 14 Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42

[close]

p. 15

Dia Internacional dos Direitos da Criança 20 de Novembro Assunto de gente grande para gente pequena Turminha do MPF Nó s temos muitos direitos e deveres e existem algumas leis que tratam só disso, como, por exemplo, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a Convençã o sobre os direitos da criança, aprovada pela Organizaçã o das Naçõ es Unidas (ONU). Vejamos alguns dos direitos da criança: • ter uma educaçã o de boa qualidade; • ter acesso à cultura e aos meios de comuni- caçã o e informaçã o; • poder brincar com outras crianças da nossa idade; • nã o ser obrigado a trabalhar como adulto; • ter uma boa alimentaçã o que dê ao nosso organismo todos os nutrientes que precisamos para crescer com saú de e energia; • receber assistê ncia mé dica gratuita nos hospitais pú blicos sempre que precisarmos de atendimento; • ser livre para ir e vir, conviver em sociedade e expressar nossas ideias e sentimentos; • ter a proteçã o de uma famıĺ ia que nos ame, seja ela natural ou adotiva, ou de um lar oferecido pelo Estado se, por infelicidade, perdermos os nossos pais e parentes mais pró ximos; • nã o sofrer agressõ es fıś icas ou psicoló gicas por parte daqueles que sã o encarregados da nossa proteçã o e educaçã o ou de qualquer outro adulto; Enfim, temos direito a uma vida digna, saudá vel e feliz. Quanto aos nossos deveres, eles precisam começar pelo respeito ao direito das pessoas com quem convivemos, pois só assim poderemos esperar que elas também nos respeitem. Outro dever nosso é estudar e nos preparar para a vida adulta, quando a sociedade exigirá de nó s uma série de responsabilidades que nã o temos hoje, enquanto somos crianças. Por exemplo, trabalhar para criar e educar nossos pró prios filhos ou para ser capaz de votar, com discernimento, nos melhores representantes para governar nossas cidades e nosso paıś . Temos també m o dever de respeitar as pessoas que sã o ou pensam diferente de nó s. MPF significa Ministé rio Pú blico Federal. O MPF defende os direitos das pessoas, protege a natureza, cuida das nossas cidades hıś tó ricas, da nossa cultura, dos direitos dos ıń dios, das eleiçõ es... Aniversariantes do mês de Novembro A você dizimista, o nosso reconhecimento pela participaçã o consciente e generosa. Deus te abençoe! Pastoral do Dıź imo Feliz Aniversário Revista Voz da Paróquia | Comunhão, Participação e Missão |Ano IV | Novembro 2017 | Nº 42 1505

[close]

Comments

no comments yet