METALMORFOSE-87

 
no ad

Embed or link this publication

Description

JORNAL DOS TRABALHADORES METALÚRGICOS DE SANTA CATARINA

Popular Pages


p. 1

.:VERSÃO ONLINE:. NOVEMBRO/DEZEMBRO/2017 - Edição 87 SSIINNTTIIMMEESSCC Informativo do Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas, Material Elétrico e Informática de Santa Catarina P3 Classe Trabalhadora começa a experimentar o mais cruel golpe aplicado na organizaçãoIlustração/Web: https://ocafezinho.com/2017/07/12/as-mudancas-nas-leis-trabalhistas-segundo-grande-midia/ trabalhista, ou seja, a sonhada - pelos patrões - desestruturação das entidades sindicais, de defesa dos trabalhadores, e o fim da Consolidação das Leis do Trabalho - a CLT. Destacamos, nesta edição, um dos pontos relevantes deste golpe, promovido pelo governo e o Congresso Nacional: o patrão demite o empregado, sem precisar do sindicato para homologar sua rescisão. A pergunta que não quer calar, é “quem vai defender o trabalhador nesta hora difícil?” P2 P3 P4 P4 Qualificação do Governo Federal emprega só 10% dos alunos! Tv alemã denuncia que há trabalho escravo no Brasil Cuidado com o que falam: déficit na Previdência é conversa de sonegador! Multa tem que ser maior pra quem não recolhe o nosso FGTS

[close]

p. 2

SINTIMESC - 2 NOVEMBRO/DEZEMBRO/2017 - Edição 87 SETOR PODE BENEFICIAR EMPREGOS Descontos para quem trocar motores elétricos As indústrias, empresas de comércio e serviços, instituições públicas, condomínios e produtores rurais com Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) podem se inscrever para a troca de motores elétricos por outros mais eficientes com desconto de até 40%. O projeto, chamado Bônus Eficiente Linha Motores, é uma parceria das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) com a empresa WEG. A Celesc vai investir R$ 6,5 milhões no projeto. A troca será realizada para motores trifásicos de 1 a 250 cv ou monofásicos de 1 a 15 cv; com 2, 4, 6 e 8 polos, fabricados até 2009 e que operem, no mínimo, 2.640 horas por ano. A iniciativa pode gerar mais empregos, uma vez que o setor vai exigir uma demanda adicional na fabricação de unidades geradoras. PERGUNTA: Tenho mais de 50 anos e com a nova lei também poderei dividir as férias? RESPOSTA: Sim, com a reforma trabalhista o empregado dessa faixa etária poderá dividir em até três vezes o período de férias, negociando o período com a empresa. A reforma não faz exceções da idade. OLFHIQDOUEE! PROGRAMA FURADO Qualificação do governo emprega só 10% dos alunos! Controladoria-Geral da União identificou fragilidades nos cursos oferecidos pelo Ministério do Trabalho com recursos do FAT, e uma baixa efetividade na absorção pelo mercado de trabalho. Os programas de qualificação profissional só conseguiram empregar, até agora, um em cada dez beneficiados. O Ministério do Trabalho é criticado no relatório da AGU pela morosidade e pela baixa efetividade nas fiscalizações. Há ainda hoje tomadas de contas em aberto, mesmo em convênios já encerrados. O Codefat aprovou em abril um orçamento do fundo para 2018 de R$ 73,2 milhões para a qualificação profissional de 187,1 mil trabalhadores no País.

[close]

p. 3

SINTIMESC - 3 NOVEMBRO/DEZEMBRO/2017 - Edição 87 ESCRAVIDÃO “MODERNA” TV alemã liga ursinhos da Haribo a trabalho escravo no Brasil O mundo civilizado está de olho nas condições de trabalho cruéis imposta ao trabalhador no Brasil. Um documentário na televisão da Alemanha denuncia os graves problemas na cadeia de produção das famosas balas de goma “gummibärchen”: escravidão moderna na colheita de folhas de carnaúba no Nordeste brasileiro. A fabricante de balas alemã Haribo foi posta na defensiva nesta semana por um documentário da emissora pública alemã ARD que denunciou condições precárias na produção de ingredientes dos famosos gummibärchen CTLDRAEASLBSUAETLOH!AhDoORmA olPorgaazTçRoAãBRpAEoLFaHOdIRrSMTaaAA rescisão independe do Aviso Prévio A partir da entrada em vigor da nova lei, independentemente se o aviso prévio for trabalhado ou indenizado, o prazo para homologação (entrega ao empregado de documentos que comprovem a comunicação da extinção contratual), bem como para pagamento dos valores devidos na rescisão contratual, será de 10 (dez) dias contados a partir do término do contrato. Na reforma trabalhista, aprovada pelo Congresso Nacional, dispensa que a homologação da rescisão de contrato seja feita junto ao Sindicato da categoria. Portanto, independentemente, se o empregado tem ou não mais de um ano de vínculo empregatício, a formalização do desligamento devera ser realizada na própria empresa. GOVERNO OFICIALIZA TRABALHO ESCRAVO Portaria é criticada até pela OEA! Depois da Reforma Trabalhista, mais arapucas contra o trabalhador, agora na área das condições desumanas de trabalho. Até os integrantes da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) criticam a portaria do governo federal que alterou as regras de fiscalização do trabalho escravo. A comissão se reuniu no Uruguai e, segundo alguns dos integrantes, a portaria pode violar um acordo assinado pelo Brasil em 2003, no qual o país se comprometeu a fortalecer a legislação de combate ao trabalho escravo. Durante o encontro, o relator da comissão para o Brasil, James Cavallaro, afirmou que há um “choque preocupante” entre a portaria e a legislação nacional de combate ao trabalho escravo. A portaria mudou o conceito de trabalho escravo e alterou as regras de divulgação da chamada “lista suja”. O Ministério do Trabalho diz que a portaria dará “segurança jurídica à atuação do Estado”

[close]

p. 4

SINTIMESC - 4 NOVEMBRO/DEZEMBRO/2017 - Edição 87 EMPRESAS DEVEM R$ 450 BILHÕES AOS COFRES PÚBLICOS Déficit da Previdência é conversa de sonegador! Essa é uma das conclusões da CPI do Senado Federal que investiga a situação do sistema previdenciário brasileiro. O relatório da comissão, com mais de 250 páginas. A explicação mais evidente é a sonegação do sertor privado. As empresas devem R$ 450 bilhões à Previdência, aponta relatório final dos senadores. O texto de 253 páginas aponta erros na proposta de reforma apresentada pelo go- verno federal; sugere emendas à Constituição e projetos de lei; além de indicar uma série de providências a serem tomadas para o equilíbrio do sistema previdenciário brasileiro, como mecanismos de combate às fraudes, mais rigor na cobrança dos grandes devedores e o fim do desvio de recursos para outros setores. O relatório alega haver inconsistência de dados e de informações anunciadas que “dese- nham um futuro aterrorizante e totalmente inverossímil”, com o intuito de acabar com a previdência pública e criar um campo para atuação das empresas privadas. Candidíase: mais comum do que se imagina A candidíase é uma infecção causada pelo crescimento excessivo do fungo chamado Cândida. Aparece quando existe um enfraquecimento do sistema imune. Pode surgir em homens ou mulheres e o tratamento é feito com pomadas ou remédios. Pode causar coceira e inchaço na região genital, dor, queimação ao urinar e desconforto. Este tipo de fungo vive no organismo humano, mas o sistema imune é capaz de evitar a sua proliferação. A candidíase tam- bém pode estar ligada à alimentação desregulada e intolerância à lactose, por exemplo. Qualquer sintoma procurar um médico especialista. FGTS Multa maior para sonegadores! A Câmara dos Deputados analisa a elevação da multa para o empregador que não depositar na conta vinculada do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) os recursos a que o trabalhador tem direito. Segundo o Projeto de Lei 7586/17, as multas serão de R$ 100 a R$ 300 por trabalhador prejudicado, para a empresa que omitir as informações sobre a conta vinculada ou apresentar informações erradas. A multa será maior para quem não depositar mensalmente o valor, que deixar de computar parcela componente da remuneração ou que deixar de efetuar o depósito após notificação. O projeto tramita em caráter conclusivo em quatro comissões da Câmara dos Deputados Federais, em Brasília.  METALMORFOSE é uma publicação do SINTIMESC - Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas, Material Elétrico e Informática de Santa Catarina.  Redação: Rua Nunes Machado, 94 5º andar - CEP 88010-460 - Centro, Florianópolis/SC.  Fone: (48) 3222-2498  Site: www.sintimesc.com.br  Email: sintimesc@sintimesc.com.br  Produção da Assessoria de Imprensa do SINTIMESC  Jornalista responsável: Marcelo Fernandes Corrêa - DRT/SC 4.173 JP. SE PRECISAR É SÓ LIGAR PARA O SINDICATO: (48) 3222-2498 ou (48) 3222-0911

[close]

Comments

no comments yet