Jornal Sindserv de Londrina

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Sindserv de Londrina - Edição de Set/Out de 2017

Popular Pages


p. 1

JORNAL SINDSERV O JORNAL DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL DE LONDRINA GESTÃO SINDSERV PARA TODOS LONDRINA SETEMBRO /OUTUBRO 2017 Filiado à: FILIE-SE E APROVEITE NOSSOS BENEFÍCIOS FACEBOOK: sindservlondrina SITE: http://sindserv-ld.com.br/ E-MAIL: sindserv@sindserv-ld.com.br VEREADOR AMAURI CARDOSO (PSDB), PRESIDE UMA REUNIÃO PÚBLICA SOBRE A OBESIDADE INFANTIL NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE LONDRINA. pág.6 SINDSERV SE REÚNE COM PREFEITO PARA DISCUTIR A PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DE 2017 Na oportunidade assuntos como o processo de escolha de gestores das unidades escolares, PCCS da Guarda Municipal e as promoções por competências e habilidades também foram abordados. pág.3 SERVIDORES CONSTROEM CARROCERIA DE CAMINHÃO PARADO DESDE 2016 pág.6 SINDSERV PARTICIPA DO 1º FÓRUM DE CONTROLE SOCIAL REALIZADO PELO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PARANÁ. pág.8 POLÊMICA NAS ELEIÇÕES PARA DIRETORES ESCOLARES DE 2018 pág.8 SINDSERV SAÚDE Nosso sindicato trabalha com muita seriedade, em busca sempre do melhor para o trabalhador e seus familiares. h t t p : //s i n d s e r v - l d . c o m . b r / convenios-e-medicos CINATEC SORTEIA UMA BOLSA DE ESTUDOS PARA OS SERVIDORES FILIADOS pág 11 e 12 REDES SOCIAIS FOI O TEMA DAS OLT´S DO MÊS DE AGOSTO. Corregedor do Município palestrou sobre como o Servidor deve se portar ao usar as mídias sociais pág. 4 e 5

[close]

p. 2

2 SINDSERV EDITORIAL SETEMBRO/OUTUBRO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina OLÁ AMIGO SERVIDOR, OLÁ AMIGA SERVIDORA Estamos vivendo em mundo tecnológico onde qualquer informação está há apenas um clique de você. Redes sociais hoje são a grande sacada de empresas, órgãos públicos e entidades de se relacionarem com seu público alvo. Essa “falsa” intimidade acaba gerando uma sensação em algumas pessoas de que tem a liberdade de falarem o que querem e como querem, não se importando com as consequências desses atos. Democracia é a liberdade de expressão para que exponhamos nossas opiniões sem que soframos censura. Mas o que tem acontecido não é democrático. As pessoas estão usando desse direito, para agredir os outros, e, muitas vezes, algumas agressões acontecem de forma gratuita e sem fundamento. Você pode sim, expor sua opinião, todavia sem agredir ou denegrir o outro. A internet não te dá o anonimato para estimular qualquer tipo de prática agressiva. Já temos precedentes jurídicos onde os crimes oriundos de ofensas praticados em redes sociais tem sido duramente combatidos e condenados. Mídia Social não é “terra de ninguém”, falta de respeito não é democracia, agressão não é liberdade de expressão. Temos que nos responsabilizar pelos nossos atos e nos conscientizar que o respeito deve acontecer em qualquer lugar. Por isso, convidamos o Corregedor do Município para palestrar sobre os impactos das redes sociais na vida do Servidor, para que saibamos os nossos limites nesse universo tecnológico. Consciência é a palavra chave para quem usa desses artifícios para tornar público seus pensamentos. “Pensemos assim, não farei com o outro aquilo que não gostaria que fizesse comigo”. Marcelo Urbaneja Presidente do Sindserv SINDSERV - Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Londrina EXPEDIENTE SINDSERV - Rua Bélgica nº 821 - Jardim Igapó Fone: (43) 3372-1257 no horário das 8h às 17:30h Site: www.sindserv-ld.com.br E-mail: sindserv@sindserv-ld.com.br Jornalista: Priscila Bays Criação, Diagramação e Arte: Alfredo Bela Impressão: Grafinorte Tiragem: 6.500 DIRETORIA EXECUTIVA Presidente Marcelo Urbaneja Dir. Sec. Geral Fábio Vinicius Molin Dir. Sec. de Finanças e Adm. Marco A. Modesto Dir. Sec. Ação Social Leonildo Guergolet Dir. Sec. Comunicação Julio Cezar Gomes Dir. Sec. Form. e Pol. Sind. Edson AP. Pedroso Dir. Sec. Pol. Cultural Regina D. Fanti Silva Dir. Sec. Saúde e Cd. Trab. Erika Otaguiri Dir. Sec. Ass. Jur. e Econ. Pilar N. A. Soldorio Conselho Fiscal José Lino Conselho Fiscal Dalvo Zani Conselho Fiscal Luis Carlos Alves HORÁRIO DE ATENDIMENTO SINDSERV - Rua Bélgica nº 821 - Jardim Igapó Fone: (43) 3372-1257 no horário das 8h às 17:30h Site: www.sindserv-ld.com.br E-mail: sindserv@sindserv-ld.com.br RESERVA DOS ESPAÇOS DE LAZER As agendas para reserva dos espaços é aberta todo dia 15 de cada mês. (exceto os eventos constantes no regulamennto) ATENDIMENTO JURÍDICO Todo Servidor sindicalizado ao Sindserv temdireito ao atendimento jurídico gratuíto para causas trabalhistas e previdenciárias. Basta telefonar no sindicato e agendar seu atendimento de segunda à sexta.

[close]

p. 3

SETEMBRO/OUTUBRO 3SINDSERV REUNIÃO COM PREFEITO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina SINDSERV SE REÚNE COM PREFEITO PARA DISCUTIR A PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DE 2017 Na oportunidade assuntos como o processo de escolha de gestores das unidades escolares, PCCS da Guarda Municipal e as promoções por competências e habilidades também foram abordados. Reportagem: Priscila Bays Crédito fotos: Priscila Bays Na última sexta-feira 01/09, o Presidente do Sindserv Marcelo Urbaneja e a Diretoria do Sindicato reuniramse com o Prefeito Marcelo Belinati para cobrar os encaminhamentos da pauta de reivindicações de 2017 entre outros assuntos. retroativos, com base no fechamento das contas públicas ao final do ano. O Sindicato também inteirou ao prefeito seu posicionamento contrário ao critério estabelecido pela Fábio Molin, Marcelo Urbaneja e Marcelo Belinati Diretores do Sindserv Pilar, Edson, Erika, Fábio, Julio, Leonildo, Regina, Modesto e o presidente Marcelo Urbaneja em reunião com Prefeito Marcelo Belinati comissão de Estudo para Discussão e Implementação do Processo de Escolha de Gestores das Unidades Escolares Públicas Municipais. No decreto enviado ao Prefeito para Entre os itens discutidos estão a efetivação do PCCS da Guarda Municipal, o aumento do teto ou zeramento da fila para o pagamento da Licença Prêmio, a solicitação do ponto facultativo para o dia 08/09 e a concretização das Promoções por Competências e Habilidades da Saúde e do Magistério. Presidente do Sindserv Marcelo Urbaneja e o Prefeito Marcelo Belinati Presidente do Sindserv Marcelo Urbaneja e o Prefeito Marcelo Belinati Sobre a reposição da Inflação. O Sindserv aguardará o pagamento de 5,44% com início no mês de outubro para dar continuidade aos estudos da devolução dos valores assinatura e publicação, institui-se uma banca arguidora na eleição de diretores como pré-requisito. Durante mais de 3 horas, a equipe do Sindicato debateu e cobrou todos os itens da pauta, além de melhores condições de trabalho em diversos setores públicos. O Prefeito se prontificou a trazer soluções para as demandas na próxima reunião.

[close]

p. 4

4 SINDSERV OLT’s SETEMBRO/OUTUBRO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina REDES SOCIAIS FOI O TEMA DAS OLT´S DO MÊS DE AGOSTO. Corregedor do Município palestrou sobre como o Servidor deve se portar ao usar as mídias sociais Reportagem: Priscila Bays Crédito fotos: Alfredo Bela Cada dia mais o acesso à internet está inserido na vida dos brasileiros, a rapidez com que se consegue disseminar uma informação é tamanha que, uma vez na rede, dificilmente conseguirá ser apagada. Por conta disso o número de pessoas que sofrem com cyber Bullying tem aumentado sistematicamente. A internet já não é mais terra de ninguém e o mau uso dessa ferramenta pode gerar punições severas. Por isso o SINDSERV convidou o corregedor geral do Município de Londrina e Servidor Corregedor Geral do Município de Londrina Alexandre Alberto Trannin de carreira, Alexandre Alberto Trannin, para palestrar sobre esse assunto com os representantes dos locais de trabalho da Saúde e da Educação. A Palestra contou com a participação de 160 representantes e repetiu o sucesso de 2016, quando foi ministrada para os 450 agentes comunitários de saúde e agentes de combate à endemias. Veja abaixo as principais dúvidas dos Servidores. O uso das redes sociais em horário de trabalho é proibido? Corregedor: Nos computadores dos serviços públicos as mídias sociais são bloqueadas e a liberação depende de solicitação expressa da chefia. Contudo, hoje em dia a maioria das pessoas tem acesso a essas mídias através do celular, mas o uso em horário de trabalho, para fins particulares, é proibido pelas normas estatutárias. É comum nos depararmos com situações em que são criadosgruposdetrabalhonoWhatsApp ou mesmo em outras mídias. Nesses casos, esses grupos devem restringirse ao conteúdo do trabalho e a conversa deve ser coloquial e polida, tomando o cuidado para não proferir ou propalar comentários ofensivos que denigram a imagem de algum colega de trabalho, da chefia, da Administração ou até mesmo dos munícipes usuários dos serviços públicos. As novas tecnologias que permitem a rapidez na comunicação e no envio de informações devem ser usadas a favor da eficiência no serviço público, nunca para fins particulares ou interesses pessoais. Existe algum processo administrativo dentro da corregedoria de Londrina, que é ligado as mídias sociais? Corregedor: Sim, há investigações em andamento, mas também já houve aplicação de penalidade a Servidores que utilizaram indevidamente as redes sociais, sendo que as punições foram aplicadas em razão de comentários ofensivos que feriram a honra e a imagem de particulares e de Servidores Públicos. Você acredita que hoje com muito mais acesso à internet essas denúncias aumentaram? Corregedor: As denúncias relacionadas a comentários ofensivos propalados em Facebook e WhatsApp aumentaram consideravelmente. No caso de WhatsApp há situações em que os servidores proferem expressões profundamente pejorativas e ofensivas em relação aos demais colegas de trabalho, produzindo uma prova Ao fundo os diretores do Sindserv Erika, Julio e Pedrozo acompanham a palestra objetiva contra si. Há casos também em que o Servidor conversa com o particular pelo WhatsApp e não toma o devido cuidado com as expressões que utiliza, possibilitando que o particular formalize denúncia na Corregedoria. Quais penas administrativas já foram aplicadas? Corregedor: Nos casos em que a conduta do servidor estava relacionada a proferir comentários ofensivos em redes sociais, foi aplicada penalidade de suspensão. A penalidade pode variar de 01 a 30 dias, então houve Servidor punido com 01 dia e Servidor com 30 dias, isso a partir de um critério de proporcionalidade segundo a gravidade da conduta. A suspensão é a pior das hipóteses? O servidor já foi exonerado por conta de um comentário em rede social? Corregedor: Hoje ainda não tivemos caso de demissão, mas não é impossível. Para acontecer uma demissão teria que caracterizar uma má conduta e um mau procedimento, então, se for um comentário extremamente ofensivo ou que se refira à condutas criminosas graves, como racismo, discriminação, preconceito, por exemplo, o Servidor pode ser, em tese, demitido, mas isso tem que ser avaliado no caso concreto. Comentários no WhatsApp, Facebook (“inbox” –mensagem particular de uma pessoa para outra), e-mail, pode ser usado como prova para incriminar ou absolver um Servidor? Corregedor: Sim, as mensagens trocadas por e-mail ou WhatsApp podem ser utilizadas como prova, desde que não caracterize prova ilícita, ou seja, obtida de forma ilegal, como por exemplo, por meio da violação do sigilo da correspondência. Mas se a pessoa X enviou essa mensagem para uma determinada pessoa Servidores Municipais atentos à palestra Y e a pessoa Y que espalhou a mensagem como é o procedimento? Corregedor: Nós teríamos duas situações: A pessoa X seria responsabilizada por ter escrito uma mensagem ofensiva à honra ou à imagem de alguém, e a pessoa Y seria responsabilizada por ter propalado o conteúdo ofensivo, cada uma delas responderia no limite de sua responsabilidade. O Prefeito usa as redes sociais para expressar seu trabalho, você acha que ele não incentiva os Servidores a usar também? Corregedor: O uso das redes sociais é um mecanismo eficiente de comunicação, o que não pode ser tolerado é o mau uso da rede social. Desta forma, a utilização das redes sociais pelo Prefeito serve como modelo da boa prática da utilização das redes sociais. Estas ferramentas possibilitam que a informação alcance número grande de pessoas de forma rápida, permitem que o cidadão tenha um canal de acesso

[close]

p. 5

SETEMBRO/OUTUBRO 5SINDSERV OLT’s http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina Diretores do Sindserv Leonildo, Gazolli, Julio, Pedrozo e Emerson acompanhando a palestra ao Prefeito, sem entraves, enfim, viabilizam até mesmo a transparência. A utilização de redes sociais pelo Prefeito deve incentivar o Servidor a fazê-lo também de forma responsável, a fim de facilitar e otimizar a boa prática da prestação do serviço público, o que significa dizer, então, que jamais se deve utilizar as redes sociais, em horário de trabalho, para fins particulares. As escolas públicas municipais possuem páginas no Facebook, que é uma ferramenta de comunicação com os pais dos alunos, ambiente onde se publicam também os eventos escolares. O cuidado que é necessário neste caso é quanto à publicação de fotos dos alunos, não sendo recomendado que as escolas publiquem fotos individuais dos alunos, no máximo foto de um evento, sem individualizar o aluno. Existe algum programa sobre os direitos e os deveres do Servidor e como se portar na vida pública? Não só nas redes sociais, mas de um modo geral? Corregedor: O Agente público é o canal de comunicação do particular com a Administração Pública. Nesse sentido, a Secretaria de Recursos Humanos tem um programa que busca integrar o Servidor que recém ingressa no serviço público, a partir de palestras proferidas por diversas áreas da Administração, inclusive com a participação da Corregedoria, oportunidade em que buscamos orientar o Servidor quanto aos seus Diretora do Sindserv Simone Lopes e Servidorers acompanhando a palestra deveres, às proibições e àquilo que se espera do Servidor no cumprimento das funções do seu cargo. Da mesma forma ele é orientado quanto aos seus direitos e ao funcionamento geral da estrutura organizacional do Poder Executivo Municipal. Ao longo do ano a Corregedoria participa de diversas práticas organizadas pelos órgãos e entes da Administração Municipal, e também pelo Sindicato, visando capacitar o Servidor, principalmente no que se refere ao cumprimento das normas estatutárias e à educação do Servidor sobre questões afetas à moralidade Administrativa. Nós vemos Servidores estressados por causa do grande número de atendimento que os mesmos fazem, seja em escolas, saúde, obras ou administração, as contratações não são suficientes e a infraestrutura dos locais que trabalham são em sua maioria precárias. Você acha que o Servidor entra na Prefeitura sabendo de todas essas dificuldades que ele vai ter que enfrentar? Corregedor: O Servidor, ao ingressar no Serviço Público, não sabe qual a realidade prática do dia a dia que irá enfrentar, às vezes alguns até tenham esse conhecimento, mas são exceção. A Corregedoria, ao investigar determinada denúncia, avalia se a suposta irregularidade ocorreu em razão de elementos externos à vontade do Servidor, como excesso de trabalho, estrutura deficitária, ou seja, circunstâncias que estão relacionadas a supostas irregularidades que podem até mesmo levar à escusa da conduta irregular, sempre avaliando caso a caso, não bastando meras alegações, os fatos são efetivamente averiguados e comprovados. Diretores do Sindserv Modesto e Simone acompanhando a palestra

[close]

p. 6

6 SINDSERV ESCOLAS MUNICIPAIS SETEMBRO/OUTUBRO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina SERVIDORES CONSTROEM CARROCERIA DE CAMINHÃO PARADO DESDE 2016 Além da carroceria, servidores já montaram uma carroceria e construirão um orquidário. Reportagem: Priscila Bays Crédito fotos: Alfredo Bela Três Servidores de setores diferentes, mas com um dom em comum: a marcenaria, estão tirando diversos projetos do papel, usando madeiras abandonadas que seriam descartadas. Tudo começou quando o servidor Serzio Dirlei Salvador construiu o primeiro pergolado dentro de um cemitério na região de Londrina. Dali não parou mais. ACESF e Secretaria de Educação uniram forças para criar novos projetos ligados às madeiras de peroba rosa que estavam jogadas no IBC da Prefeitura. “Me sinto muito satisfeito vendo que o projeto não parou no pergolado, estamos continuando, assim que terminar o caminhão começaremos um orquidário” finalizou Serzio. Agora o mais novo desafio desses talentosos Servidores é a construção da carroceria de um caminhão que estava parado desde a Administração passada. A compra desse tipo de carroceria ficaria em torno de 20 mil reais, economia mais do que bem-vinda já que a Prefeitura, desde o ano passado, tem trabalhado seu orçamento de forma contingenciada. Emilio Angelo Valotto, servidor público há 38 anos, sempre se dedicou aos serviços manuais com esmero na secretaria de Educação. Seu Emilio aprendeu com outro Servidor, hoje já aposentado, a fazer carrocerias e plataformas de esteiras em madeira e viu com essa proposta mais uma maneira de desempenhar seu papel. “ É um trabalho muito bonito e gratificante, totalmente artesanal. Somos três trabalhando, um ajudando o outro a fazer um trabalho de qualidade”. Disse Valloto. Assim que terminarem a carroceria, os Servidores Serzio Dirlei, Emilio Angelo Valotto e Jaime Alves construirão o primeiro orquidário dentro de uma escola pública no Município. O projeto está previsto para começar na última quinzena do mês de setembro. O Sindserv gostaria de parabenizar esses Servidores pelo seu ótimo trabalho e desempenho além das suas atribuições cotidianas. Todo o investimento feito no Servidor público é revertido em melhorias para seu Município. O Servidor quando chamado, mostra seu valor. Carroceria sendo reformada Emilio Angelo Valotto nos ajustes finais. Emilio Angelo Valotto nos ajustes finais. VEREADOR AMAURI CARDOSO (PSDB), PRESIDE UMA REUNIÃO PÚBLICA SOBRE A OBESIDADE INFANTIL NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE LONDRINA. No dia 28 de junho de 2017, a Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Câmara Municipal de Londrina, presidida pelo Vereador Amauri Cardoso (PSDB), realizou uma Reunião Pública para tratar sobre a obesidade infantil nas Escolas Municipais de Londrina. Na oportunidade, foi formada uma Comissão de Combate à Obesidade Infantil para analisar a situação e propor melhorias. O grupo é constituído por Servidores da Secretaria Municipal de Educação, CEFE da UEL, nutricionistas do NASF, servidores da Secretaria Municipal de Saúde, Assistência Social e Agricultura. Nesta sexta (15/09), o grupo de trabalho se reuniu, na Sala de Reuniões da Câmara, com o vereador Amauri Cardoso (PSDB) para decidir alguns encaminhamentos. Participaram da reunião o Prof. Helio Serassuelo Júnior (CEFE/UEL), Luciane Antonietti (Nutricionista/NASF 8), Mayara Saito (SME), Lilian Mara Consolin Poli de Castro (Enfermeira/DAPS), Ivana Paula Furlan Rodolpho (SMS), Prof. Junior Cesar Dias de Jesus (SME), Vânia Cristina Rossini de Matos (SME) e Renata Freitas Abreu (SME). Na reunião, foi analisado o relatório de Avaliação Antropométrica de 2016 das Escolas Municipais, realizado pela Secretaria Municipal de Educação, bem como o relatório do primeiro semestre deste ano. Como encaminhamento ficou decidido que será realizada a Semana da Saúde na Escola Municipal Prof. Moacyr Teixeira, do Conj. Violim, com a atuação de toda a rede (saúde, educação, assistência social e agricultura). Esse será a primeira ação desenvolvida por esta Comissão de Combate à Obesidade Infantil. Serzio Dirlei, Emilio Angelo Valotto e Jaime Alves Vereador Amauri Cardoso presidindo a reunião Vereador Amauri Cardoso presidindo a reunião

[close]

p. 7

SETEMBRO/OUTUBRO 7SINDSERV PUBLICIDADE http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina

[close]

p. 8

8 SINDSERV EDUCAÇÃO SETEMBRO/OUTUBRO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina POLÊMICA NAS ELEIÇÕES PARA DIRETORES ESCOLARES DE 2018 Comissão permanente inclui banca arguidora como pré requisito ao candidato Reportagem: Priscila Bays No dia sete de dezembro acontecerá a consulta da comunidade escolar (eleição) para a escolha do gestor das escolas e CMEI´s de 2018. Pela primeira vez os candidatos à vaga terão que passar, como pré-requisito, por uma banca arguidora formada por professores universitários que avaliarão a capacidade do concorrente a continuar a disputa da vaga na escola que lhe interessa. A determinação para esse novo requisito veio da Comissão Permanente de Estudo para Discussão e Implementação do Processo de Escolha dos Gestores das Unidades Escolares Públicas Municipais de Londrina, que tem se reunido desde maio para propor alterações ao decreto, discutir e analisar os critérios da consulta à comunidade escolar e análise da documentação dos candidatos. A comissão é formada por 13 segmentos: Cmel ( Vera Lucia Pereira da Silva Moura), CACS/FUNDEB (Maria Cristina Villa), SINDSERV (Regina Dirce), Diretor de Escola (Ivanete da Silva Teixeira), Diretor de Cmei (Gisele Daniel da Silva Cardoso), Coordenador pedagógico Escolar (Erica Suarte Ferracini), Coordenador Pedagógico de Cmei (Maxima Luci de Souza Gregio), Professor de Escola (Leodimar Romam de Oliveira), Professor de Cmei (Luciane Bitencourt Alves Macedo), Técnico de Gestão Escolar (Bruna Suelen Zanlorenzi de Assunção), Técnico de Gestão de CMEI (Lea Tatiane Glienke Gruener), Pais de Escola e Cmei(Eliane Apª Gelamao Rua), Secretaria Municipal de Educação - SME - (Mariangela de Souza Prata Bianchini, Ludmila Dimitrovicht de Medeiros, Adriana Haruyoshi Biason, Narcimélia Garcia de Scarinci, Silvana Apª Bigatão Gionco, Vania Cristina Rossini de Matos). O SINDSERV se mostrou contrário a criação da Banca por entender que a mesma é subjetiva e não mede a capacidade dos concorrentes “ Nós do Sindicato, acreditamos que essa banca poderá tirar candidatos com grande competência por conta de uma avaliação subjetiva do participante. Acreditamos que quem deve fornecer a capacitação deste candidato é a SME com a escola de gestores, pós-eleição” afirmaram os diretores da Educação do SINDSERV. Para se candidatar a vaga de Gestor de Escola era necessário apresentar um plano de trabalho, ter no mínimo 4 anos de rede pública Municipal e ser graduadoe ter o curso de “Escola de Gestores”. Agora além destas exigências, foi acrescida a banca arguidora. Durante a reunião com o Prefeito no mês de agosto, essa questão foi apresentada para o Prefeito Marcelo Belinati, que ficou de analisar a posição do Sindicato antes de assinar o decreto, mas de antemão já havia se posicionado favorável à banca. Para o Prefeito, além da banca, outros critérios para avaliar os candidatos deveriam ser acrescentados. O Presidente do Sindserv Marcelo Urbaneja informou na oportunidade que poderá entrar com ações judiciais, caso os candidatos se sintam prejudicados por conta da mesa examinadora. O decreto regularizando a eleição, da maneira como foi proposta pela comissão permanente, foi publicado no dia 30 agosto e a consulta da comunidade escolar para a escolha do gestor da escola deverá ocorrer no início de dezembro. SINDSERV PARTICIPA DO 1º FÓRUM DE CONTROLE SOCIAL REALIZADO PELO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PARANÁ O Fórum deverá acontecer em outros quatro municípios do estado paranaense. Reportagem: Priscila Bays Crédito fotos: Alfredo Bela A Escola de Gestão Pública do Tribunal de Contas do Estado, realizou no dia 29/08, o primeiro Fórum de Controle Social visando preparar melhor servidores, conselhos municipais, movimentos sociais e sociedade civil na fiscalização do dinheiro público. Os diretores do SINDSERV e conselheiros do Conselho Municipal de Transparência e Controle Social Fabio Molin, Pilar Soldorio, Erika Otaguiri, Marco Modesto e Edson Pedrozo, participaram do dia intenso de palestras. Temas como fiscalização de contratos, gestão de pessoas, orçamento público e ouvidoria do TCE-PR, foram ministrados. Os próximos fóruns acontecerão nos dias 19 de setembro em Ponta Grossa, 31 de outubro em Cascavel, 29 de novembro em Maringá, finalizando seu circuito no início de dezembro em Curitiba. Servidores acompanhando a palestra Diretor do Sindserv Edson Pedrozo marcou presença no forum Diretores do Sindserv Pilar, Erika, Fábio Molin, Servidores acompanhando a palestra Modesto e a jornalista do Sindicato Priscila acompanham a palestra

[close]

p. 9

SETEMBRO/OUTUBRO 9SINDSERV PUBLICIDADE http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina

[close]

p. 10

10 SINDSERV PUBLICIDADE http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina SETEMBRO/OUTUBRO

[close]

p. 11

SETEMBRO/OUTUBRO 11SINDSERV PUBLICIDADE http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina

[close]

p. 12

12 SINDSERV PUBLICIDADE SETEMBRO/OUTUBRO http://sindserv-ld.com.br/ sindservlondrina CINATEC SORTEIA UMA BOLSA DE ESTUDOS PARA OS SERVIDORES FILIADOS REGRAS DO SORTEIO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Art 1° - O sorteio do prêmio será realizado no dia 05 de novembro de 2017 pontualmente às 17h00min. Art 2° - Cada trabalhador filiado participará do sorteio com apenas um cupom. Art 3° - O contemplado da premiação, que não estiver presentes no momento do sorteio, deverá retirar seu prêmio, dentro do prazo de 5 dias, a contar da data do sorteio, na CINATEC LONDRINA localizada R. Rio Grande do Norte, 1082 - Centro, Londrina - PR, 86026-490 Telefone: (43) 3336-0505, munidos de documentos de RG e CPF e Comprovante de Filiação, sob pena de perderem o direto ao prêmio. II - DA PREMIAÇÃO E DA DIVULGAÇÃO DO RESULTADO Art 4° - Serão objetos do sorteio para todos os servidores Públicos municipais de Londrina que estiverem devidamente filiados, caso o servidor não possa fazer o curso o mesmo é extensivo a um dependente. O cupom de sorteio dá o direito ao seguinte prêmio: Uma bolsa de estudos da CINATEC para o curso de ar condicionado inicio 11/11/2017 a 02/12/2017 aos sábados das 09:00 as 12:00 (total 18 horas) ou seja 6 aulas de 3 horas.. Art 5° - A divulgação do ganhador do prêmio será feita após a realização do sorteio e estará disponível na Cinatec Londrina, Na sede do Sindserv, Facebook do Sindserv e Site do Sindserv. Art 6° - O contemplado da premiação, que não estiver presente no momento do sorteio, será comunicado por intermédio dos telefones informados no cupom sorteado. Caso contrário a informação estará disposta na Cinatec Londrina, Na sede do Sindserv, Facebook do Sindserv e Site do Sindserv. III - DA AQUISIÇÃO DO CUPOM Art 7° - O cupom estará disponível no Jornal do Sindserv, que deverá ser devidamente preenchido e depositado em uma urna na Cinatec localizada R. Rio Grande do Norte, 1082 - Centro, Londrina PR, 86026-490 Telefone: (43) 33360505. Art 8° - É de responsabilidade do filiado, o preenchimento correto do cupom (com nome completo, matrícula, endereço, data de nascimento e telefone de contato), e a veracidade das informações, antes de depositá-lo na urna. Art 9° - A urna estará disponível na Cinatec localizada R. Rio Grande do Norte, 1082 - Centro, Londrina PR, 86026-490 Telefone: (43) 33360505, durante todo o período da promoção. IV - DISPOSIÇÕES FINAIS Art 10° - Em caso de invalidação de cupons sorteados, ocorrerá novo sorteio, na mesma data, até que um cupom válido seja contemplado. NOME: ENDEREÇO: TELEFONE: Nº MATRÍCULA: DATA DE NASCIMENTO:

[close]

Comments

no comments yet