Revista Sindiavipar set/out

 

Embed or link this publication

Description

Planejar para superar

Popular Pages


p. 1

Ano X | Nº 60 | Set/Out 2017 PLANEJAR PARA SUPERAR Versatilidade e estrutura da indústria avícola permitem bons índices mesmo diante de adversidades

[close]

p. 2

Sumário 12 Saúde animal Confira entrevista com o representante da OIE, Luis Barcos, palestrante no V Workshop Sindiavipar 24 Aplafonreçjaamdoento No 1º semestre, avicultura brasileira mostra o motivo de ser um dos principais setores da economia 40 Nova gestão Sindiavipar realizou seu primeiro processo eletivo sob o novo estatuto instituído no início do ano Sindiavipar 04 Observatório 05 Agenda 06 Sindiavipar 08 Radar 10 Na mídia 12 Entrevista 14 Institucional 14 Selo ODS 16 Eleição 18 Sanidade 18 Protetores Hepáticos 20 Quali SV 22 Compartimentação 24 Capa 30 Associados 32 Meio ambiente 32 InPAR 34 Código Florestal 36 Mercado 38 Itaipu (PTI) 40 Capacitação 42 Indústria 44 Evento 46 Notas e Registros 48 Estatística

[close]

p. 3

Diretoria Presidente: Domingos Martins Vice-presidente: Claudio de Oliveira Secretário: Olavio Lepper Tesoureiro: Roberto Pelle Suplentes: Paulo Cesar da Silva, Renato Braga Fortes, Valter Pitol, e Roberto Kaefer Conselheiros fiscais efetivos: Paulo Cesar Massaro Thibes Cordeiro, Dilvo Grolli e Ciliomar Tortola Suplentes: Rogerio Wagner Martini Gonçalves, Sérgio Rodrigo Ruiz Guimarães e Marcos Aparecido Batista Delegados representantes efetivos: Domingos Martins e Claudio de Oliveira Suplentes: Ciliomar Tortola e Paulo Cesar Massaro Thibes Cordeiro Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná Av. Cândido de Abreu, 140 - Salas 303/304 - Curitiba/PR - CEP: 80.530-901 Tel.: 41 3224-8737 | sindiavipar.com.br | sindiavipar@sindiavipar.com.br Fale conosco Se você tem alguma sugestão, crítica, dúvida ou deseja anunciar na Revista Sindiavipar, escreva para nós: revista@sindiavipar.com.br. Expediente Produção Centro de Comunicação centrodecomunicacao.com.br Jornalista responsável Guilherme Vieira (MTB-PR: 1794) Colaboração Brenda Iung, Bruna Robassa, Camila Castro, Gabrielle Sversut, Jonas Filho, Jorge de Sousa, Karina Becker, Laura Espada e Paulinne Giffhorn Design e diagramação Cleber Brito Comunicação e Marketing Mônica Fukuoka Impressão Maxi Gráfica Anuncie na Revista Sindiavipar Mônica Fukuoka Gerente de Comunicação e Marketing marketing@sindiavipar.com.br (41) 3224-8737 Editorial O setor avícola está entre os mais preparados para superar desafios. A qualidade sanitária, a estrutura moderna e a união são algumas das características que permitem esta posição. Toda essa versatilidade, nos capacita, inclusive, para encontrar oportunidades em meio às adversidades, como as vencidas no primeiro semestre do ano. Diante deste cenário, a diversificação de produtos e o amplo trabalho de comunicação do setor abriu portas e auxiliou a reconquistar mercados. Os caminhos adotados pela avicultura paranaense e brasileira, ao longo dos primeiros seis meses do ano, você pode conhecer um pouco mais em nossa matéria de capa deste edição. Na editoria de entrevista, o representante regional da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para as Américas, Luis Barcos, falou sobre o status da saúde e do bem-estar animal no continente, além de conversar sobre a palestra que ministrará no V Workshop Sindiavipar, que acontece nos dias 9 e 10 de novembro em Foz do Iguaçu (PR). Conteúdos sobre tecnologia, mercado, capacitação, evento e meio ambiente estão contemplados nas próximas páginas da Revista Sindiavipar ed. 60. Também separamos um artigo motivacional sobre como fazer a diferença. Um abraço e boa leitura! Foto: Hamilton Zambiancki selo SFC As matérias desta publicação podem ser reproduzidas, desde que citadas as fontes. Domingos Martins Presidente do Sindiavipar Sindiavipar

[close]

p. 4

Observatório Feira ANUTEC INTERNACIONAL FOODTEC ­BRAZIL é uma feira de fornecedores da indústria alimentícia voltada para o setor de processamento, ingredientes, embalagens, segurança alimentar, serviços e soluções, com foco nas indústrias de proteína animal. O evento já tem data marcada para 2018. De 07 a 09 de agosto, das 13 às 20 horas, na Expo Trade Convention Center, em Curitiba (PR). A edição de 2018 conta com duas novidades, a primeira é a mudança de endereço para um local de exposição de 9.237 m². E a segunda, é o lançamento do Ingredients Loung, espaço exclusivo para o setor de ingredientes. Fab Lab O Diretor Executivo do Sindiavipar, Icaro F­ iechter participou da inauguração do Fab Lab – Fabrication Laboratory - no dia 31 de julho, na unidade CIC da Fiep. O espaço é um laboratório de fabricação digital em que estudantes, educadores, empresas e profissionais especialistas podem adquirir conhecimentos, trocar experiências e transformar suas ideias em realidade, desde o conceito até o protótipo. Os equipamentos, ferramentas e expertise disponíveis focam na resolução de problemas, desenvolvimento do pensamento crítico, inovação e criatividade. Os Fab Labs estão disseminados por vários países, no total são 1.164 no mundo e 40 no Brasil. Vacinação Foi solicitado pela Secretaria da Agricultura e Abastecimento (Seab) e a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) uma auditoria ao Ministério da Agricultura para atestar o estado como área livre da febre aftosa. Segundo o secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, o esperado é fazer uma última campanha de vacinação contra a febre aftosa em maio de 2018. O objetivo é alcançar mercados mais disputados e valiosos que provocará uma transformação no setor produtivo de proteínas animais no Paraná. Parabéns, Veterinário No dia 09 de setembro é comemorado o dia do médico veterinário. Esta data celebra a ação dos profissionais responsáveis por cuidar da saúde e bem-estar dos animais. A dedicação e o empenho do médico veterinário são essenciais para garantir um bom trabalho no setor e manter o status sanitário que a avicultura brasileira alcançou. Por isso, os nossos parabéns e muito obrigado a todos os veterinários. 4 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 5

Exportações de milho Alta no PIB De acordo com o instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Produto Interno Bruto (PIB) Agropecuário deverá ter um crescimento de 10,9% em 2017. Segundo o estudo, o setor agropecuário se caracteriza por um alto nível de encadeamento com outros setores produtivos. O Indicador Ipea de PIB Agropecuário apontou uma alta de 13,5% acumulada no ano até o mês de junho, com destaque para a lavoura, que cresceu 19,2% no período. Atingindo 2,3 milhões de toneladas em julho, os embarques de milho do Brasil tiveram um incremento de 122,2% em relação ao mesmo mês em 2016, no período foram exportadas 1 milhão de toneladas. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI). Curso FACTA - Abate Data 9 de novembro de 2017 Local Foz do Iguaçu (PR) Realização Facta Telefone (19) 3243-6555 Site facta.org.br/agenda-avicola V Workshop Sindiavipar Data 9 e 10 de novembro de 2017 Local Foz do Iguaçu (PR) Realização Sindiavipar Telefone (41) 3224-8737 Site sindiavipar.com.br ANUTEC BRAZIL 2018 Data 07 a 09 de agosto de 2018 Local Curitiba - PR Realização Koelnmesse  Telefone (11) 3874-0030 Site anutecbrazil.com.br Sindiavipar sindiavipar.com.br 5

[close]

p. 6

Associe-se! Porque juntos somos mais fortes! SIAVS Dos dias 28 a 31 de agosto, o Sindiavipar participou da Feira SIAVS em São Paulo - SP, para divulgar o V Workshop Sindiavipar, o evento contou com a  participação de agroindústrias produtoras de aves, ovos e carne suína, casas genéticas, empresas de equipamentos, fornecedores de insumos, logística, laboratórios, certificadoras e outros segmentos da cadeia de proteína animal, além da vinda de compradores internacionais. InPAR e Sindiavipar No dia 20 de julho, na sede do Sindiavipar, foi realizada uma reunião com Icaro Fiechter, Mônica Fukuoka e Simone Marques (INPAR), abordando os aspectos administrativos para participação dos associados do Sindiavipar no INPAR. Foi elaborado um comunicado aos participantes sobre a importância e o modo de atuação do Instituto. Mais informações: sindiavipar.com.br | (41) 3224-8737 6 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 7



[close]

p. 8

Radar Foto: Agrostock Nos últimos tempos, o setor de proteína animal apresentou um crescimento 40% acima da própria média do agronegócio mundial. Os indicadores positivos foram determinantes para o desenvolvimento de diversos polos de produção pelo Brasil Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA Temos orgulho de falar sobre a qualidade do que produzimos aqui (Brasil) e falar que tudo é feito com respeito ao meio ambiente e com responsabilidade social Eumar Novacki, Secretário Executivo do Mapa Os agricultores contribuem para a produção da riqueza do Paraná. Nada mais inteligente do que estimular, apoiar e dar melhor condição de trabalho aos agricultores, para fortalecer cada vez mais a economia, principalmente no interior do Estado Beto Richa, governador do Paraná 8 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 9



[close]

p. 10

Na mídia Rreecceoirtdaes em Ao todo, mais de 100 notícias referentes ao setor avícola paranaense foram divulgadas N o primeiro semestre d e 2017, a av icul t ura paranaense bateu o seu recorde em receitas de exportação. Segundo dados da Se cret aria de Comércio Ex terior (Se cex), v inculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indúst ria e Comércio Exterior (MDIC), foram US$ 1.253.939.226 r e cebid o s n o s primeiros seis meses do ano. O número representa um aumento de aproximadamente 8,6% em comparação ao mesm o p er ío d o d e 2016. O balanço foi destaque nos meses de julho e agosto na imprensa local e especializada. Ao todo, mais de 100 notícias referentes ao setor avícola paranaense foram divulgadas, somando um retorno de mídia espontânea de aproximadamente R$ 500 mil reais. O tema foi assunto na Agência Estadual de Notícias (AEN), e ganhou espaço em Retorno de mídia - Julho R3ev9is%ta J1o4rn%al O4n7li%ne jornais como Folha de Cianorte, Diário do Noroeste, Diário do Sudoeste, Tribuna do Vale, Jornal Oeste, O Paraná e Jornal de Beltrão. Além de ganhar destaque nos sites: G1 Paraná, O Presen- 10 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 11

te Rural, Negócios da Terra e CGN Notícias. Produção O ritmo de produção segue estável. Segundo o presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), Domingos Martins, a avicultura do estado “está gradualmente voltando ao seu ritmo de produção. Até o final do ano os números irão se ajustar e iremos buscar atingir nossas metas de crescimento. A qualidade sanitária, a estrutura moderna e a união entre setores são os diferenciais que colocam nossa avicultura nessa posição de destaque". Workshop Sindiavipar O V Workshop S­ indiavipar: avicultura do Brasil para o mundo, que será realizado nos dias 9 e 10 de novembro, em Foz do Iguaçu (PR), também repercutiu na imprensa do setor. O evento foi tema de coluna da FACTA na Revista Feed & Food. O encontro ainda esteve nas páginas da revista AviSite. Segundo a gerente de comunicação e marketing do Sindiavipar, Mônica Fukuoka, "o Workshop busca apresentar soluções para todos os elos da cadeia produtiva, com discussões relevantes e programações paralelas de interesse do setor. Dessa forma, a avicultura se torna cada vez mais atualizada e versátil para os desafios que enfrenta diariamente", explica. Sindiavipar Retorno de mídia - Agosto TV 65% J1o3rn%al O2n2li%ne sindiavipar.com.br 11

[close]

p. 12

Entrevista AAmfoérrçiacadsas Mesmo com desafios, região tem se destacado no controle de enfermidades; tema será discutido durante o V Workshop Sindiavipar OBrasil é o segundo maior produtor da proteína de frango e o aumento do nível de produtividade se deve principalmente às normas sanitárias, ao incremento de novas tecnologias e ao melhoramento genético das aves, que auxiliam no controle e combate de possíveis enfermidades. Essa realidade é também vista em outros países das Américas, que mesmo diante de desafios, têm investido cada vez mais em ferramentas para manter o ­bem­-­estar animal. Sobre o tema, o representante regional da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para as Américas, Luis Barcos, conversou com a Revista Sindiavipar. Qual é a avaliação da saúde e bem-estar animal nas Américas? A nível regional e no que se refere a sanidade animal, as Américas se mostram muito ativas para erradicar diversas enfermidades do continente, colaborando com a OIE em notificações através do WAHIS (World Animal Health Information Database System) para auxiliar no controle de surtos. Isso demonstra o alto grau de compromisso que têm os serviços veterinários dos países da região na luta contra as enfermidades. Em relação ao bem-estar animal, muito se tem feito, mas ainda temos um caminho a percorrer. Desde que a OIE estabeleceu normas referentes ao bem-estar animal, os países das Américas têm se mobilizado. Assim, foi desenvolvida uma estratégia regional e agora estamos em uma etapa de desenvolver um plano de trabalho para que essa estratégia seja difundida e aplicada. Quais são as principais tendências e desafios em relação à saúde animal? Um tema importante no âmbito da saúde animal, em um mundo globalizado no qual vivemos hoje, é a inter-relação que deve haver com a saúde humana, animal e os demais ecossistemas. Já não se pode falar desses três pontos separados, pois eles estão relacionados e juntos devem seguir a visão de uma saúde. O principal desafio neste momento é a crescente aparição de casos de resistência aos antimicrobianos tanto nos humanos quanto nos animais. A OIE assumiu um compromisso mundial junto à Organização Mundial da Saúde (OMS) e à Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) no qual as organizações se comprometem a trabalhar em conjunto contra essa ameaça. Quais serão os principais pontos discutidos na sua palestra “OIE: Sanidade Avícola” no V Workshop Sindiavipar? Serão abordados temas relativos a influência aviária e ao ­bem-estar animal desde a visão regional, fazendo referência às normas recomendadas pela OIE. Nesse cenário, será importante compartilhar conceitos sobre zonificação, compartimentação e biossegurança como estratégias que permitem garantir um comércio seguro de animais e de produtos de origem animal. Também teremos um espaço para discutir a resistência aos antimicrobianos. 12 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 13

Luis Barcos Representante Regional da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para as Américas Presidente do Serviço Nacional de Qualidade e Segurança Alimentar da Argentina (SENASA) (1997-1999) Médico veterinário formado pela Universidade de Buenos Aires (1983) Secretário Executivo da Câmara Argentina de Biotecnologia da Reprodução e Inseminação Artificial (1983-1985) Vai e volta Mercado Comércio internacional seguro baseado nas normas da OIE. Sanidade Elemento chave para a produção animal, comércio e fornecimento de alimentos seguros aos humanos. Avicultura Atividade que tem alcançado um crescimento exponencial na região nos últimos anos e na qual é importante discutir tanto no setor privado quanto público. Insumos A urgente necessidade de que todos os setores, sobretudo aqueles nos quais existe a produção intensiva, se envolvam e comprometam na luta contra a resistência aos antimicrobianos. A nível regional e no que se refere a sanidade animal, as Américas se mostram muito ativas para erradicar diversas enfermidades do continente Sindiavipar sindiavipar.com.br 13

[close]

p. 14

Institucional Para comemorar Sindiavipar conquista o Selo Sesi ODS 2017, na categoria Terceiro Setor Estadual OSindiavipar conquistou o Selo Sesi ODS 2017 (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), na categoria Terceiro Setor Estadual. A entrega da premiação acontece no dia 17 de outubro, das 9 às 20 horas, durante o Congresso Sesi ODS, que vai reunir os finalistas e também as iniciativas que foram concedidas com o selo. O Sindicato concorreu com o Programa de Comunicação Integrada para o Desenvolvimento Sustentável da Avicultura. Em 2001, o Sindiavipar iniciou um plano de comunicação com o objetivo de incentivar, informar e capacitar o desenvolvimento da avicultura paranaense de maneira sustentável. O serviço de assessoria de imprensa foi contratado inicialmente para levar informação para a sociedade. Conforme foi crescendo a necessidade de comunicação com outros públicos e foram surgindo oportunidades de transmitir as informações em diversos formatos, foram criados: a revista bimestral, site, facebook, workshop, revista online e newsletter diária. Visando reconhecer as boas práticas para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de organizações privadas e públicas de todo o Paraná, o selo Sesi é ofertado pela primeira vez e faz parte da segunda edição do Prêmio Sesi ODS 2017. Para a gerente de comunicação e marketing, Mônica Fukuoka, o resultado é fruto de muito esforço e dedi- Ganhar essa premiação é um reconhecimento do trabalho realizado por profissionais comprometidos Mônica Fukuoka, gerente de comunicação e marketing do Sindiavipar cação “Ganhar essa premiação é um reconhecimento do trabalho realizado por profissionais comprometidos. É com muita honra que o S­ indiavipar recebe o Selo Sesi ODS 2017”. O Prêmio Sesi ODS ocorre nas categorias empresa, indústria, poder público, terceiro setor e instituição de ensino. Foi estabelecido ainda, no setor público as sub-categorias municipal, estadual e federal. Os finalistas foram avaliados por um comitê julgador específico para cada categoria, formado por três especialistas externos ao Sistema Fiep. Para concorrer a premiação, as empresas podiam se inscrever com um projeto ou programa. 14 sindiavipar.com.br Sindiavipar

[close]

p. 15



[close]

Comments

no comments yet