Boletim Cristo Rei - Ano II - 16

 

Embed or link this publication

Description

Boletim mensal da Paróquia

Popular Pages


p. 1

BOLETIM Ano II – Edição 16 Outubro/2017 Nesta Edição: 2 Nossa Paróquia - Coordenação da equipe de solidariedade - Iniciação Cristã na Cristo Rei 3 Acontece - Assembleia Pastoral na Arquidiocese - Crisma na Paróquia Calendário Paroquial 4 Vida Cristã - Modelo de Paróquia - Líderes religiosos contra o racismo Mensagem do Papa Palavra do Pároco Em comunhão com toda a Arquidiocese de Campinas, a Paróquia Cristo Rei está buscando dar prioridade à reflexão sobre Iniciação Cristã, ou seja, batismo, crisma e eucaristia. Esse assunto está ligado ao Planejamento Pastoral da Arquidiocese que vem sendo implantado e atualizado desde 2015. A Assembleia Arquidiocesana assumiu de forma integral o Objetivo e as Diretrizes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil para a evangelização 2015-2019. O Planejamento Pastoral Participativo visa ser um caminho para orientar a ação missionária de toda a Igreja de Campinas. É fruto da precisão e do ordenamento do processo de vivência numa comunidade cristã e do testemunho que seus membros são chamados a dar. Ele foi elaborado “com os pés no chão, os olhos no horizonte e as mãos na massa. Os pés no chão nos fazem sentir e presenciar a realidade; os olhos no horizonte são os olhos da fé e os ouvidos do coração que nos indicam pontos de luz e motivação para uma renovada pastoral; as mãos na massa foram articuladas em três grandes eixos, interligados entre si: Uma Igreja que acolhe, uma Igreja que se Renova e uma Igreja de Serviço Solidário”. Somos uma Igreja em contínuo processo de conversão. Uma Igreja “em saída” que se esforça por superar uma pastoral de conservação e manutenção para assumir uma pastoral decididamente missionária, numa atitude de conversão pastoral. Nossa Paróquia Cristo Rei já vem trabalhando pastoralmente esse tema dando passos largos. Descobrimos que há uma necessidade de acompanhamento pessoal e comunitário dos processos de crescimento. Esse caminho exige paciência, perseverança, respeito ao outro e abertura ao Espírito Santo, pois, é Ele a Alma da Igreja, quem realmente promove a mudança. A marca de nossa Igreja é a missão. O Documento de Aparecida nos convoca a assumirmos, todos, ser discípulo missionário numa Igreja em Estado Permanente de Missão. Agora entramos no estudo de uma urgência do Plano Pastoral: “Igreja, Casa da Iniciação Cristã”. Essa Iniciação não se esgota na preparação aos sacramentos. A Catequese continua. Fundamenta-se na centralidade do Querigma, primeiro anúncio da fé. A Assembleia Arquidiocesana, com certeza, nos dará orientações práticas e concretas de como dar um encaminhamento à ação missionária, evangelizadora e catequética. Esperamos os resultados após as Assembleias dos dia 30 de setembro e 7 de outubro. Cônego Luiz Carlos F. Magalhães

[close]

p. 2

PG 2 Boletim - Paróquia C r i s t o R e i Nossa Paróquia COORDENAÇÃO DA EQUIPE DE SOLIDARIEDADE Neste final de setembro de 2017, assumiram a coordenação da Equipe de Solidariedade, Marisa Domingues Frois Rossi, Maria Isabel S. Schirato e Vera Lúcia Chiminazzo, respectivamente, coordenadora, Vice e secretária. Dentro dos objetivos estabelecidos pela Paróquia, essa Equipe busca ter uma presença profética e transformadora na sociedade, realizando o serviço de visita, acompanhamento e partilha de bens espirituais e materiais junto a entidades, famílias e pessoas carentes. São assistidas mensalmente o Cepromm, no Jardim Itatinga, Comunidade S. Maria Eufrásia, na Cidade Singer, Lar Campinense, no Jardim Eulina, e Centro Social Bertoni, Jardim Aurélia, Mulheres do Presídio, Pastoral dos Enfermos, Grupo de Costura, da Escola de Cadetes, Bibliotecas Comunitárias e Cestas Básicas para 06 Famílias carentes. O trabalho é imenso porque muitas são as doações para a Paróquia, graças à generosidade do Povo que oferece roupas, calçados, brinquedos, alimentos, em mais de 2.900 unidades por mês. Mensalmente são vendidos pão de mel e salgados feitos pelo Cepromm, assim como retirados os cupons fiscais de casas comerciais para digitação e levantamento de recursos. A Comunidade agradece sempre a participação desses voluntários nesse trabalho difícil e evangélico, assim como a generosidade do povo, especialmente da Missa das Crianças. Além de tudo isso, contamos com o recolhimento de lacres, esponjas e óleo de cozinha para reciclagem. Todo o material arrecadado, as reuniões e o serviço de separação, contagem e distribuição de doações está centralizado na Casa de Belém, um imóvel que fica em frente à Casa Paroquial, alugado para acolher as Equipes de Solidariedade, Teatro e Pastoral dos Enfermos. INICIAÇÃO CRISTÃ NA CRISTO REI Atendendo ao pedido da Coordenação Pastoral da Arquidiocese de Campinas, o Conselho de Pastoral fez um Diagnóstico da Realidade sobre a Iniciação Cristã, em nossa Paróquia, levantando três (3) desafios considerados os mais relevantes: ou seja, dificuldades que impedem a ação pastoral, quanto à transmissão da fé. (1) Falta de formação e capacitação dos agentes de pastoral (2) Formato e estratégias de transmissão da fé não estimulantes (3) Ausência de espírito e de sentido de comunidade. Causas das dificuldades 1- Falta de formação e capacitação dos agentes de pastoral – contentam-se com a forma tradicional do “ensino”, ao invés de buscar novos recursos, estratégias e orientações pedagógicas e metodológicas. O Catequista tem sido um professor que sabe, e ensina quem não sabe. Ele precisa ser um facilitador dos processos de evolução da religiosidade pessoal. A Formação Permanente não ajuda o Catequista a se desenvolver nas três dimensões: o ser (amadurecimento pessoal), o saber (conhecimento da mensagem e do destinatário) e o saber fazer (adequada pedagogia da fé). 2- Formato e estratégias não estimulantes - agentes usam linguagem inadequada, não exploram os recursos da tecnologia, não levam em conta o seu destinatário, no contexto social em que vive, mas se restringem a apresentar um conjunto de doutrinas e normas morais para “saber” – impedindo que o ouvinte possa “saborear”. O Catequista não usa uma adequada pedagogia da fé, fiel à mensagem e à pessoa. 3- Ausência de espírito e de sentido de comunidade – o planejamento pastoral não tenta superar o individualismo do mundo moderno para entender a pastoral como um todo. Não busca superar a separatividade que entende o mundo, a sociedade e as pessoas, divididas e separadas em departamentos estanques. O modelo de paróquia, hoje, é uma instituição inadequada para os nossos tempos de urbanização crescente e de secularização. A meta do planejamento deve ser a comunidade: é na comunidade que o cristão vive, aprofunda e celebra sua fé, e responde ao chamado de Cristo de ir para o mundo para anunciá-lo e testemunhá-lo. A fé não é mais fruto da herança familiar, mas consequência de convicções construídas a partir da vivência em comunidade. Criou-se um cultura católica de apenas frequentar a Igreja, receber seus benefícios e usá-la para receber os sacramentos.

[close]

p. 3

Boletim - Paróquia C r i s t o R e i PG 3 Acontece ASSEMBLEIA PASTORAL NA ARQUIDIOCESE Calendário Paroquial Conforme orientação dos Bispos do Brasil, todas as dioceses estão trabalhando o tema da Iniciação Cristã, ou seja, sacramentos do batismo, crisma e eucaristia. Novidades podem vir por aí. A Arquidiocese programou para os dias 30 de setembro e 07 de outubro, a Assembleia Arquidiocesana. As pré-assembleias realizadas, nas Foranias, durante o mês de setembro, pontuaram aspectos da Memória do Plano de Pastoral, e fizeram um Diagnóstico da Realidade com o levantamento dos desafios e dificuldades para a Transmissão da Fé. Toda essa contribuição será, agora, levada para a Assembleia, que fará propostas de ações para que, no próximo ano, as Comunidades, Paróquias, Comissões, Equipes, Movimentos e Organismos da Arquidiocese continuem fazendo seu trabalho de evangelização, mas tendo como atenção especial a Transmissão da Fé e da Vida Cristã. CRISMA NA PARÓQUIA No dia 7 de outubro, Dom Airton José virá presidir a Missa para a Administração do Sacramento da Crisma para 27 Jovens que participaram de Encontros de Preparação durante um ano e meio. Foram 06 os catequistas que acompanharam o crescimento da Fé e engajamento eclesial desses Jovens. O conteúdo foi inspirado numa temática que inclui o Anúncio e Conhecimento de Jesus Cristo, Igreja, Reconciliação, Sacramentos, Espírito Santo, tendo como pano de fundo assuntos ligados à realidade da Juventude, engajamento pastoral e presença do leigo no mundo. Além dos temas abordados, em Encontros dominicais, várias atividades de grupo e de contato com a realidade do povo, hoje, foram desenvolvidas: visitaram uma clínica de idosos, fizeram um Retiro Espiritual, mantiveram um contato com o Grupo de Jovens da Paróquia, “Uma Gota no Oceano”, e um Encontrão para rever toda a caminhada desses dois anos e meio de convivência. Com o Grupo de Jovens se pensou na continuidade de participação dos crismandos em sua formação. Como preparação para receber o Sacramento, os Jovens buscaram na Confissão Individual uma revisão de vida pessoal, familiar e escolar. Uma particularidade foi a participação de uma Jovem atleta, Ana Clara, que iniciou os Encontros de Preparação na Paróquia Cristo Rei, continuou em outra cidade, na Arquidiocese do Rio de Janeiro, e voltou para concluir na Paróquia. Apesar de suas viagens, perseverou na sua preparação, sendo agora transferida para a Paróquia N. Senhora das Graças a fim de receber o Sacramento da Crisma, pois, dia 7 estará na Argentina, competindo. Infelizmente o sacramento da Confirmação é muitas vezes compreendido, na teoria e na prática, como um ato isolado, desligado da participação na vida da comunidade, dos outros sacramentos e da formação permanente, necessária para todo aquele que deseja realmente ser e viver como discípulo missionário. Precisamos superar essa fragmentação em todos os níveis da educação, da formação e da vida em sociedade. Por isso, buscamos novas estratégias e metodologia, levando em conta o uso da tecnologia. Batismo - 9h00 01 Vendas Pão de Mel e Salgados Final das Missas 04 Missa dos Enfermos - 17h00 05 Hora Santa - Adoração Sacramento - 19h45 ao Santíssimo Missa do Sagrado Coração de Jesus 06 - 17h00 Encontro de formação - Contad. História - 15h30 07 Crisma Tirinhas Alimentos - Solidariedade Encontro Jovens - 17h00 08 Tirinhas Alimentos - Solidariedade 10 Reunião Mensal CONSEG - 19h00 NOSSA SENHORA APARECIDA 12 FERIADO 14 Não haverá Catequese 15 Não haverá Catequese 19 Reunião Pascom - 19h00 Festa das Crianças - 15h30 21 Preparação Batismo - 16h00 Ofertas da Partilha Batismo - 9h00 22 Encontro Jovens (Adoração) - 16h00 Ofertas da Partilha 25 Confraternização futebol - 18h00 Missa casais aniversariantes - 19h00 Retiro dos Jovens (Externa) 28 Passeio com Catequese as crianças e pais da Vendas Pão de Mel e Salgados Solidariedade Retiro dos Jovens (Externa) 29 Vendas Pão de Mel e Salgados Solidariedade Eventos, notícias, fotos Acesse nosso site www.paroquiacristorei.com.br

[close]

p. 4

PG 4 Boletim - Paróquia C r i s t o R e i Vida Cristã MODELO DE PARÓQUIA Padre Tiago Freitas, da Diocese de Braga, defendeu tese mostrando que “o atual modelo de paróquia não serve às necessidades de hoje. O “modelo tridentino de paróquia”, diz ele era um modelo excelente para aquela altura e deu resposta às necessidades de então. O contexto cultural era muito mais homogêneo do que o de hoje. Era uma sociedade tipicamente de campesinato, isto é, de aldeia, uma sociedade estática. Não era relevante a questão da mobilidade de transportes, da mobilidade de comunicação, e por aí adiante. Vivia segundo o imaginário de um padre para uma paróquia e para um povo. O contexto cultural de hoje é diferente e sua chave de leitura é a mobilidade: cultural, social e religiosa. Em minha tese apresento a paróquia alicerçada em quatro pilares: hospitalidade, gestação, comunicação e memória” Padre Tiago recebeu nota máxima na Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma. LÍDERES RELIGIOSOS CONTRA O RACISMO Com a memória do “Eu tenho um sonho”, de Martin Luther King, mais de mil líderes religiosos marcharam, em Washington, pelos Direitos civis e contra o Governo de Donald Trump. Religiosos de todo o país e de diferentes confissões religiosas uniram-se na marcha dos mil Ministros pela Justiça. Falou um dos oradores: “Por que estamos aqui? Estamos aqui para que o país saiba que não toleraremos o fanatismo. O Presidente pediu unidade e vamos mostrar unidade. A pergunta é ‘de que lado está o presidente?’ Mensagem do Papa O Papa Francisco e o Patriarca Ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu I, manifestaram-se preocupados com as “consequências trágicas” do desrespeito pela natureza, numa mensagem publicada no Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, no dia 1º. De setembro. Ambos apelaram à criação de consensos para que se encontrem soluções para sanar a Terra “ferida”, e assim cuidar “das necessidades de quem está marginalizado”, que é quem mais sente o impacto das alterações climáticas. “É muito encorajador que a preocupação com o futuro do nosso planeta seja partilhada pelas Igrejas e comunidades cristãs, em conjunto com outras religiões. De fato, nos últimos anos, foram empreendidas muitas iniciativas por autoridades religiosas e organizações para sensibilizar mais a opinião pública sobre os perigos da exploração irresponsável do planeta. A III Assembleia Ecumênica Europeia (Sibiu, 2007) propôs que se celebrasse um «Tempo em prol da Criação», no mês de setembro. A partir de então aquela iniciativa, com o apoio do Conselho Mundial das Igrejas, inspirou muitas atividades ecumênicas em várias partes do mundo: iniciativas que promovem a justiça ambiental, a solicitude pelos pobres e o serviço responsável à sociedade. Cristãos ou não, pessoas de fé e de boa vontade, devemos estar unidos manifestando misericórdia para com a nossa casa comum – a terra – e valorizar plenamente o mundo em que vivemos como lugar de partilha e comunhão”. Boletim da Paróquia Cristo Rei Distribuição gratuita  Period.: mensal  Tiragem: 600 exemplares Respons.: Pe. Luiz Carlos F. Magalhães - fogodaterra@terra.com.br Projeto gráfico e diagramação: PASCOM (Pastoral da Comunicação) Paróquia Cristo Rei Rua Elisiário Pires de Camargo, 210 Jd. Chapadão  Campinas, SP  CEP 13070-099 Tel: (19) 3242-0500  secretariacristorei@terra.com.br

[close]

Comments

no comments yet