Maio/2017

 

Embed or link this publication

Description

Maio/2017

Popular Pages


p. 1

O LÍDERRevista Ano 045 | Edição 1695 | Maio de 2017 Órgão oficial da Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e Prestadora de Serviços de Barra Mansa www.aciapbm.com.br NOVA DIRETORIA, NOVOS DESAFIOS PÁGINAS 06 E 07

[close]

p. 2

Expediente Diretoria Executiva – Membros efetivos - Presidente: Denyse Singulani Ribeiro de Sousa - 1º Vice-presidente: Flávio Lourenço Brandão - 2ª Vice-presidente: Fernanda de Almeida Fonseca Moyses - 1º Secretário: Manoel dos Santos Duarte - 2º Secretário: Vivaldo Cotrim Moreira Ramos - 1º Tesoureiro: Francisco Ronaldo Vieira - 2º Tesoureiro: Leandro Amaral de Albuquerque - Vice-presidente Comercial: Eros dos Santos - Vice-presidente Industrial: Alexandre Cosendey Rezende - Vice-presidente Agropastoril: José de Alencar Ávila - Vice-presidente de Prest. de Serviços: Vinícius de Azevedo Silva - Diretor Tributário e Fiscal: Gabriel Amorim Camargo - Diretor de Patrimônio: Carlos Magno Gomes Araújo - Diretor Social: Bruno Paciello Sobrinho - Diretor de Associados: Elemir Vieira de Almeida Suplentes Matheus Gattás Alves da Silva | Nanci Cristina Batista | Ana Maria Ihano | Jânio César Viana | Tânia Santos Conselho Superior - Presidente: José Francisco de Souza Medeiros - Vice-presidente: Hilton Alexandre Alves da Silva - Secretário: Arivaldo Corrêa Mattos - Membros efetivos: Abílio Fabiano Rezende Pedra | Alfredo José Godoy Macedo | Benedito D’Arc Breves Rímulo | Carla Caravieri | Cláudio Marini | Edvaldo Xavier de Carvalho | Elias Nagib Felix | Fernando Simões | Francisco José de Oliveira Rezende | José Marciano de Oliveira | Marcos Aurélio Carvalho | Michel Melhim Gattás | Oswaldo Judice de Moraes | Paulo Fernando Monteiro Pinto | Venâncio Ferreira Dias Expediente O Líder – Órgão oficial da Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e Prestadora de Serviços de Barra Mansa (ACIAP BM) | RJ. Registrado no Cartório de Títulos e Documentos sob o n° 18. Fundado em 1971, pelo presidente Lino Raphael Berindelli e pelos jornalistas José Lourenço e José de Oliveira Produção e programação visual: Dupla Criativa - www.duplacriativa.com.br Editora: Flávia Resende (MTB 26.200 | RJ) Redação: Av. Domingos Mariano, 196, Centro, Barra Mansa (RJ) Tel: (24) 3323-4861 Impressão: Gráfica Drumond www.aciapbm.com.br comercial@aciapbm.com.br facebook.com/aciapbm ÍNDICE Página 03 Palavra do Presidente Página 04 Agricultura familiar e produção de leite são excluídos do FEEF Página 05 Em defesa do agronegócio Página 06 ACIAP Barra Mansa tem nova diretoria Página 07 ACIAP Barra Mansa tem nova diretoria Página 08 Con ra os convênios da ACIAP BM Página 09 Convênio com Universidade Estácio de Sá Página 10 MEI deve entregar DASN até o nal de maio Página 11 Obra de readequação ferroviária é pauta de reunião do CODEC BM e MPF Página 12 - Espaço CDL - Espaço Sicomércio Página 13 Artigo: Uma nova norma da qualidade Página 14 Comércio aberto em Corpus Christi Página 15 Dez dicas para atender bem 02 Revista O Líder

[close]

p. 3

PALAVRA DA PRESIDENTE Antes de mais nada, agradeço a Deus pela oportunidade e aos associados, diretores e membros do Conselho Superior pela confiança. Estou muito feliz e honrada em assumir a presidência desta Casa. A ACIAP BM é a mais antiga e tradicional entidade da cidade e terá minha dedicação para garantir, cada vez mais, seu fortalecimento. Quando fui convidada há cinco anos para fazer parte da diretoria, não tinha noção de quantos trabalhos são desenvolvidos aqui na Casa e de quanto a diretoria está envolvida em assuntos importantíssimos para o crescimento de Barra Mansa. Não imaginava que meu envolvimento nos grupos de trabalho iria ser tão efetivo. Mas percebi que na ACIAP conseguimos exercer de fato nosso papel de cidadão, buscando melhorias, desenvolvimento e mais oportunidades para a cidade. Então, ficou fácil se envolver nos trabalhos. A nova diretoria tem uma missão muito difícil pela frente, pois os presidentes que me antecederam tiveram um papel expressivo em promover mudanças internas que trouxeram inúmeras melhorias. Além de continuar o trabalho para melhorar nossa estrutura interna, meu compromisso é ampliar os serviços aos associados, garantindo cada vez mais benefícios. Também vamos continuar a trabalhar em conjunto com outras entidades empresariais da cidade, para fortalecer os segmentos que representamos. Inicio meu mandato com o desejo de que cada associado seja um membro atuante desta Casa, trazendo suas demandas e participando dos debates promovidos. Se tornar um associado ativo irá contribuir não só para o fortalecimento do seu negócio como também para o crescimento de nossa cidade. Desejamos uma Barra Mansa melhor para todos e contamos com você, associado, para conseguir este objetivo. Boa leitura! Denyse Singulani Presidente Pequenos negócios asseguram geração de empregos no Brasil As micro e pequenas empresas foram as responsáveis por 92% das vagas de trabalho criadas no mês de abril. Do total de 59,8 mil novos empregos, 54,9 mil foram oriundos desse segmento de empresas. O número é mais de 20 vezes superior ao das médias e grandes, que incorporaram aos seus quadros 2.594 funcionários. Os dados são do levantamento feito mensalmente pelo Sebrae com base nos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Os pequenos negócios têm sido os responsáveis pela manutenção de empregos no Brasil desde o início do ano. No primeiro quadrimestre de 2017, as micro e pequenas empresas aumentaram seus quadros de funcionários em 104,6 mil, enquanto que as médias e grandes apresentaram um saldo negativo de 129,4 mil. No mês passado, os pequenos negócios apresentaram saldo positivo em todos os setores. Quem mais gerou vagas foram as empresas do setor Serviços, com a criação de 30,2 mil postos de trabalho. Em segundo lugar ficou a Agropecuária, com a geração de 7 mil novas vagas de emprego. Já os pequenos negócios que atuam no Comércio geraram 6,9 mil novas vagas de empregos, enquanto os da Indústria registraram criação de 4,3 mil empregos. Revista O Líder 03

[close]

p. 4

ESPAÇO CAMPO Agricultura familiar e produção de leite e derivados são excluídos do FEEF Divulgação O texto aprovado também retirou hortigranjeiros, bares e restaurantes e varejistas de automóveis. Indústrias que faturam até R$ 100 milhões por ano também foram excluídas do FEEF. Os deputados também fixaram a validade do Fundo em dezembro de 2018, quando termina o atual governo. "O FEEF foi pensado para arrecadar até R$ 3 bilhões por ano, dos quais 95% virão das grandes indústrias. O faturamento anual máximo de R$ 100 milhões preserva indústrias de pequeno e médio porte e os empregos que elas geram, principalmente no interior do estado”, argumentou Albertassi. Os deputados estaduais aprovaram em sessão na ALERJ, no dia 10 de maio, o projeto de lei 2.726/17 que exclui a indústria leiteira e agricultura familiar do recolhimento de 10% do Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (FEEF). De autoria do deputado estadual Edson Albertassi, o projeto de lei atendeu ao clamor de cooperativas, indústrias de laticínios e agricultores que foram incluídos no Fundo no ano passado. "As empresas beneficiadas com incentivos fiscais deveriam depositar, mensalmente, em favor do fundo, 10% sobre o valor da diferença entre o imposto calculado com e sem utilização de benefício fiscal. Isso inviabilizaria o funcionamento de diversas empresas e colocaria o setor leiteiro e a agricultura familiar do estado do Rio em grave situação”, explicou José Alencar, vice-presidente agropastoril da ACIAP BM. No entanto, a emenda que permitiria às empresas que agora estão excluídas do FEEF requerer o que já pagaram desde a entrada em vigor do Fundo, foi rejeitada. Caberá à Secretaria Estadual de Fazenda decidir se as empresas devem ou não ser ressarcidas retroativamente. “A ACIAP BM vai procurar a secretaria de Fazenda para solicitar esse ressarcimento”, afirmou José Alencar. Segundo estudo do Sindicato das Indústrias de Laticínios (Sindlat), o estado do Rio tem mais de 15 mil produtores e 100 empresas, que geram 45 mil empregos. A cadeia láctea tem faturamento anual de cerca de R$ 2 bilhões ao ano, sendo o segundo setor mais importante da indústria alimentícia do estado. “A retirada da indústria leiteira do FEEF foi muito importante, mas precisamos que o governo estadual reconheça a importância de implementar estratégias e ações para desenvolver e fomentar a cadeia láctea no estado”, defendeu o diretor. 04 Revista O Líder 3325-8000

[close]

p. 5

ESPAÇO CAMPO Divulgação Em defesa do agronegócio A ACIAP Barra Mansa reconhece a importância do setor agropecuário na economia local. Por isso, a entidade apoia eventos e ações que beneficiam os produtores rurais, como torneios leiteiros, feiras, exposições, programas de recuperação de estradas vicinais e campanhas de vacinação de animais. O setor também tem reconhecimento no ‘Prêmio Melhores do Ano’. “Buscamos sempre trazer melhorias a cidade e para os setores que representamos. Na agropecuária, nossos esforços são voltados para ações de apoio ao produtor que levam ao crescimento da sua atividade”, comentou José Alencar, vice-presidente agropastoril da entidade. Nos últimos anos, a ACIAP BM apoiou a realização dos torneios leiteiros nos distritos. “Patrocinamos os troféus de algumas edições e estivemos presentes em feiras de genética e outros eventos, como o Dia de Campo organizado pela Emater”, lembrou Alencar. Ele também destaca a intervenção da Casa junto ao poder público para garantir melhorias em estradas, na comunicação e na distribuição de energia. “Nos mobilizamos junto ao governo do estado, prefeitura, concessionárias de telefonia e distribuidoras de energia para melhorar o dia a dia no campo. Lutamos para que as estradas vicinais tenham manutenção e que os produtores e suas famílias não sofram com falta de energia e telefonia. Também atuamos junto a bancos e instituições de pesquisa para facilitar o acesso ao crédito e a novas tecnologias. A Casa oferece ainda diversos serviços e produtos aos associados, estimulando o crescimento contínuo e sustentável. Estamos ao lado dos produtores”, finalizou Alencar. Revista O Líder 05

[close]

p. 6

POR DENTRO F.Alves ACIAP Barra Mansa A ACIAP Barra Mansa realizou no dia 27 de abril, eleição de sua nova diretoria. A nova presidente da entidade é a comerciante Denyse Singulani, de 59 anos. Ela assume a vaga ocupada durante dois anos por Rafael Milton Teixeira Júnior e é a segunda mulher, em 84 anos da entidade, a assumir a presidência. A assembleia geral ordinária foi conduzida pelo presidente do Conselho Superior, José Francisco Medeiros. Os associados presentes aprovaram o relatório de atividades, as contas do período 2015/2017 e, em seguida, por aclamação, elegeram a chapa encabeçada por Denyse. "O grande legado do Rafael foi, sem dúvidas, promover ainda mais a união das entidades em prol de Barra Mansa. Tenho certeza de que a Denyse, ao lado de sua diretoria, vai manter essa união, trazendo ainda mais conquistas para a cidade e os associados", afirmou José Francisco. Em sua fala, Rafael agradeceu aos diretores que o ajudaram na condução da Casa. "Sempre quando saímos de algum cargo, fica a sensação de que poderíamos ter feito mais. No entanto, ao ver o relatório de atividades do mandato, tive a certeza que conseguimos colocar em prática inúmeros projetos. Agradeço a todos os diretores que estiveram ao meu lado nesses últimos dois anos”, disse Rafael, elogiando a nova presidente eleita. “Denyse tem garra, é empreendedora e ama Barra Mansa. Tenho certeza que ela vai conduzir com muito empenho a Casa, sempre na defesa das classes empresariais que representamos", frisou. te 06 Revista O Líder

[close]

p. 7

a tem nova diretoria "Ingressei na ACIAP BM em 2013, pois sempre tive o desejo de participar e contribuir para o crescimento do nosso município. Agradeço ao Conselho Superior e aos associados a oportunidade e a confiança depositadas em mim e na minha diretoria. Herdo uma entidade organizada e cada vez mais participativa. Acredito que temos potencial humano para dar continuidade e realizar um excelente trabalho”, afirmou a nova presidente, que fica no cargo até 2019. Sobre seus planos a frente da entidade, Denyse garantiu que dará continuidade aos projetos desenvolvidos na gestão anterior e à parceria com outras entidades empresariais, com atenção especial ao desenvolvimento econômico do município. CONFIRA A NOVA DIRETORIA ELEITA PARA O BIÊNIO 2017/2019 “Vamos, cada vez mais, atuar para promover o desenvolvimento econômico de Barra Mansa. Precisamos acreditar em nossa cidade e estimular seu crescimento", argumentou. A cerimônia de posse da nova diretoria será agendada em breve. PRESIDENTE: Denyse Singulani Ribeiro de Sousa 1º VICE-PRESIDENTE: Flávio Lourenço Brandão 2ª VICE-PRESIDENTE: Fernanda de Almeida Fonseca Moyses 1º SECRETÁRIO: Manoel dos Santos Duarte 2º SECRETÁRIO: Vivaldo Cotrim Moreira Ramos 1º TESOUREIRO: Francisco Ronaldo Vieira 2º TESOUREIRO: Leandro Amaral de Albuquerque VICE-PRESIDENTE COMERCIAL: Eros dos Santos VICE-PRESIDENTE INDUSTRIAL: Alexandre Cosendey Rezende VICE-PRESIDENTE AGROPASTORIL: José de Alencar de Ávila VICE-PRESIDENTE DE PREST. DE SERVIÇOS: Vinícius de Azevedo Silva DIRETOR TRIBUTÁRIO E FISCAL: Gabriel Amorim Camargo DIRETOR DE PATRIMÔNIO: Carlos Magno Gomes Araújo DIRETOR SOCIAL: Bruno Paciello Sobrinho DIRETOR DE ASSOCIADOS: Elemir Vieira de Almeida DIRETORES ADJUNTOS: Matheus Gattás Alves da Silva | Nanci Cristina Batista | Ana Maria Ihano | Jânio César Viana | Tânia Santos Kiss Motel Suítes com sauna, hidro e piscina Suítes com sauna, hidro e piscina Dutra, km 269, Monte Cristo - Barra Mansa (24) 3323-7878 07 Revista O Líder

[close]

p. 8

CONVÊNIOS Conheça as empresas conveniadas e as vantagens em ser um associado da ACIAP Barra Mansa. - Unimed: descontos diferenciados nos planos de saúde para associados - Psicologia: desconto de 45% nos atendimentos com a profissional Karolina Menezes - Semart: condições especiais para associados da ACIAP BM - Uniodonto: planos com preços diferenciados para empresas e pessoas físicas associadas. Saúde Educação & Lazer - Creche Escola Favo de Mel: desconto de 10% nas mensalidades - People Formação Completa: desconto de 25% nas mensalidades - CIEE: Desconto de 25% na contribuição institucional por estagiário - Sesi/Senai: Desconto de 10% nos serviços médicos, odontológicos e educacionais e 30% nas mensalidades do Sesi Clube - CCAA: Descontos de 20% nas mensalidades de cursos de idiomas - Aldeia das Águas Park Resort: descontos e condições diferenciadas para associados, seus funcionários e dependentes. Consulte tabela na secretaria da ACIAP BM - Studio de Danças Junior Cordeiro: desconto de até 30% nas aulas de dança. - Inspire-se: descontos de 20% nas inscrições em todos os cursos livres de Gestão, Oratória e Segurança do Trabalho - UniFOA: descontos nas mensalidades de cursos de graduação, pós-graduação e de extensão - FASF: desconto de 20% nas mensalidades de cursos de graduação, superiores e tecnologia e pós-graduação - ICT: desc. de 20% nas mensalidades das turmas de Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), Ensino Médio + Téc. e cursos técnicos subsequentes - Academia da Criança: desconto de 20% nas mensalidades das turmas de Educação Infantil e Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) - Excellence Instituto de Oratória e Coaching: descontos variam de 10% a 30% para cursos e palestras em grupo ou individuais. - Univ. Estácio de Sá: desconto de 35% nos cursos de graduação e 20% nos cursos de pós-graduação. Consultoria - Top Júnior (UBM): convênio de cooperação para elaboração de projetos nas áreas comercial, industrial e de serviços. Desconto de 50% de desconto na hora de consultoria e isenção da taxa de visita à empresa. - Clínica Empresarial com José Antônio Toral: o consultor oferece orientações gratuitas sobre gestão empresarial, organizacional, treinamentos, coaching, recursos humanos, segurança do trabalho e outros temas. Seguros - Agência Dupla Criativa: desconto de 10% nos serviços de comunicação oferecidos pela agência. Consulte em www.duplacriativa.com.br 08 Revista O Líder - VR Seguros: desconto de até 20% em diversos tipos de seguros Comunicação

[close]

p. 9

POR DENTRO ACIAP BM rma convênio com Universidade Estácio de Sá Empresas associadas à ACIAP Barra Mansa, seus funcionários e dependentes diretos já podem utilizar o convênio que a entidade firmou com a Universidade Estácio de Sá. Os descontos chegam a 35% nos cursos de graduação e 20% nos cursos de pós-graduação. O benefício é válido para todas as 90 unidades da universidade no país. Avaliados pelo Ministério da Educação com excelentes conceitos, os cursos da Estácio de Sá são nas áreas de Ciências Exatas, Biológicas e Humanas, com graduação tradicional ou tecnológica, e cursos de pós-graduação lato sensu nas modalidades presencial e ensino à distância. Na região, a instituição tem campus em Resende e um polo em Volta Redonda, que oferecem os cursos presenciais e à distância de Administração, Direito, Enfermagem, Engenharia de Produção, Gestão de Produção Industrial, Gestão de Recursos Humanos, Logística, Psicologia, entre outros. “Nosso objetivo com mais esse convênio na área educacional é facilitar o acesso ao diploma de curso superior, visando a capacitação da mão de obra e o crescimento profissional dos funcionários e dependentes das empresas associadas”, destacou Elemir Almeida, diretora de associados da ACIAP BM. O acesso ao desconto é bem simples. Após procurar a universidade e escolher o curso desejado, o interessado deve comparecer à sede da ACIAP BM e solicitar uma declaração de associativismo, que será protocolada junto ao processo de matrícula do aluno justificando o abatimento no valor da mensalidade. Para mais informações, basta entrar em contato com a consultora da Estácio de Sá, Rayza Cardoso, no telefone (24) 98172-1958. Revista O Líder 09

[close]

p. 10

ECONOMIA MEI DEVE ENTREGAR DASN ATÉ O FINAL DE MAIO Termina no dia 31 de maio o prazo para a entrega da Declaração Anual do Simples Nacional (DASN/SIMEI) para o Microempreendedor Individual (MEI). O envio da declaração de faturamento é uma das obrigações e responsabilidades do MEI, que deve enviar as informações anualmente para a Receita Federal. A declaração deve ser feita, exclusivamente, pela internet, por meio do Portal do Empreendedor. Na DASN, o MEI deve informar o faturamento bruto do ano anterior, ou seja, o valor total das vendas de mercadoria e prestação de serviço (em dinheiro, cheque e cartão) em 2016, sem dedução de nenhuma despesa. “O empreendedor deverá enviar os faturamentos declarados nos Relatórios Mensais de Faturamento, que também são uma obrigação do MEI”, explicou a contadora Ana Lúcia Novaes. Os empreendedores que não entregarem a DASN até às 23h59 do dia 31 de maio, serão penalizados com multa de no mínimo R$ 50. O MEI ainda pode ficar em dia com a Receita, enviando as declarações de faturamento de outros anos que estiverem em atraso. “Caso o empreendedor esteja há mais de dois anos consecutivos sem pagar a Guia de Recolhimento Mensal (DAS) e ainda sem fazer a DASN, poderá perder o CNPJ”, alerta a contadora. O MEI que ainda possui alguma dúvida sobre como fazer a declaração pode buscar mais informações, gratuitamente, com analistas do Sebrae RJ. Em Barra Mansa, o atendimento é feito todas às terças-feiras, na sede da ACIAP BM, mediante agendamento no telefone (24) 3347-3481. OFICINAS GRATUITAS Em junho, o Sebrae RJ e a ACIAP BM promovem duas oficinas gratuitas voltadas para microempreendedores individuais. No dia 21 de junho, o tema é formação de preço. Já no dia 22 de junho será abordado controle financeiro. As oficinas acontecem de 18h às 20h, no auditório da ACIAP BM, no Centro. Os interessados podem se inscrever no email jcosta@rj.sebrae.com.br ou no telefone (24) 3347-3481. 10 Revista O Líder

[close]

p. 11

CIDADE Divulgação OBRA DE READEQUAÇÃO FERROVIÁRIA É PAUTA DE REUNIÃO DO CODEC BM E MPF No dia 10 de maio, os membros do CODEC BM (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Barra Mansa) se reuniram com o procurador do MPF (Ministério Público Federal), Júlio José Araújo Júnior, na sede do órgão, em Volta Redonda. O tema central do encontro foi a desapropriação de um terreno localizado da Rua Ary Fontenelle, no bairro Estamparia, para abrigar as novas residências das famílias que serão reassentadas para continuidade das obras de readequação ferroviária. A presidente da ACIAP BM, Denyse Singulani, e o diretor Manoel Duarte, representaram a entidade no encontro. O objetivo do CODEC BM foi apresentar ao procurador algumas alternativas para que a realocação dos moradores – que hoje ocupam imóveis às margens da linha férrea – seja feita em outra área e não no terreno da Rua Ary Fontenelle. Segundo o Conselho, o local proposto para a construção das novas residências está em vistas de receber um empreendimento comercial de grande porte, que vai gerar empregos e renda para o município. O presidente do CODEC BM, Arivaldo Corrêa Mattos, ressaltou que o interesse do Conselho é alinhar o direito à moradia digna das dezessete famílias que serão reassentadas e o desenvolvimento econômico de Barra Mansa. “O terreno da Rua Ary Fontenelle será destinado à construção de um supermercado, oferecendo os serviços de atacado e varejo. A população e a cidade ganharão muito com este novo empreendimento, que poderá gerar até 150 empregos e incrementar a arrecadação municipal. É preciso resgatar o interesse pelo investimento do setor privado no município. Existem diversos terrenos em ótimas localizações que poderão servir para realocar essas famílias, com dignidade e qualidade de moradia. Na nossa visão, o desenvolvimento econômico é um instrumento importante para o desenvolvimento social”, afirmou Arivaldo. Em seguida, os conselheiros entregaram ao procurador um levantamento com algumas opções de terrenos para abrigar as famílias reassentadas. O material apresentou valores e medidas de imóveis compatíveis com a necessidade apurada pelo MPF, em bairros como Estamparia, Ano Bom, Saudade, Colônia Santo Antônio, Boa Sorte e Santa Clara. Uma planta com modelo de casas geminadas também foi apresentada ao procurador. Segundo o conselheiro Felipe Queiroz, a conclusão das obras de readequação ferroviária é essencial para o desenvolvimento do município. “Toda a sociedade possui uma ânsia em ver essa obra concluída. O que vemos agora é uma ruína na entrada da cidade que não leva a lugar nenhum”, comentou. O procurador do MPF se posicionou favorável à proposta de mudança do terreno desde que sejam cumpridas as recomendações contidas no TAC (Termo de Ajuste de Conduta) sobre o reassentamento, indenização e compra assistida. O documento foi assinado pela prefeitura e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) junto ao MPF em 2016. “Sugerimos que o CODEC BM leve essa proposta para debate com a prefeitura e que alinhe as posições e compromissos de cada envolvido antes de abrir o diálogo com os moradores. Cabe destacar que são somente as famílias que decidirão sobre a mudança do local e não o DNIT, MPF ou prefeitura”, explicou Júlio. “Vamos nos reunir com o prefeito Rodrigo Drable para apresentar nossas propostas e pedir o engajamento da prefeitura para solucionar essa questão da desapropriação do terreno para abrigar as famílias. Vamos trazer o resultado dessa discussão ao MPF para alinhamento e aprofundamento das questões. Agradecemos a receptividade do procurador, pois a reunião foi muito positiva”, finalizou Arivaldo. 11 Revista O Líder

[close]

p. 12

ESPAÇO SICOMÉRCIO CAMPANHAS DE FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO AOS SÁBADOS Representantes do Sicomércio, CDL e ACIAP de Barra Mansa se reuniram no dia 20 de abril, na sede do Sindicato do Comércio Varejista, para discutir o calendário de campanhas de funcionamento do comércio aos sábados em horário estendido. Desde o ano passado, as entidades decidiram desenvolver esse calendário como forma de aquecer as vendas aos sábados no período da tarde. A campanha tem acontecido uma vez por mês, quando as lojas são estimuladas a funcionar até as 18h. “Essa medida tem como objetivo fazer com que os consumidores sem tempo durante a semana possam fazer suas compras no comércio de Barra Mansa aos sábados”, disse o presidente do Sicomércio, Alberto dos Santos Pinto. Durante a reunião também ficou decidido que as entidades realizarão campanhas conjuntas de funcionamento do comércio nos dias de Corpus Christi e da Consciência Negra. “Também fechamos a campanha de divulgação da Black Friday (24/11) e o funcionamento em horário estendido no mês de dezembro, em função do Natal”, comentou Alberto. As campanhas contarão com a distribuição de cartazes para as lojas associadas e divulgação nos meios de comunicação das entidades. ESPAÇO CDL CDL JOVEM PREPARA DIA DA LIBERDADE DE IMPOSTOS Mais uma vez, esse ano no dia primeiro de junho, as CDL’s Jovens e CDL’s de todo o país estarão unidas na luta contra as altas taxas tributárias e impostos no Brasil.O contribuinte brasileiro trabalha até o dia 31 de maio, somente para pagar os tributos (impostos, taxas e contribuições) exigidos pelos governos federal, estadual e municipal. Este ano a campanha traz como tema “Imposto não é Brincadeira”, porém iconizado com a imagem de um dinossauro, que além de ser pré-histórico (remetendo ao pouco avanço do país com uma prática tributária ultrapassada), é um animal feroz e voraz. “O DLI é uma ação que visa conscientizar a sociedade da alta carga tributária e da necessidade de uma aplicação eficiente dos impostos para o desenvolvimento de um futuro melhor”, explica Hellen Lima, presidente da CDL Jovem de Barra Mansa. O grupo pretende mobilizar a sociedade para que juntos possam pressionar as classes políticas e o Estado para a aplicação correta dos impostos em benefício para toda a sociedade, ressaltando a imagem e a força do segmento varejista e dos micro e pequenos empresários. 12 Revista O Líder

[close]

p. 13

ARTIGO Uma nova norma da qualidade A qualidade caminha a passos largos para um novo futuro. Com uma visão mais holística do sistema de gestão da qualidade, a nova versão da norma NBR ISO 9001, lançada em 2015, reforça a mentalidade de risco para evitar que possíveis problemas afetem no futuro as partes interessadas, como empregados, fornecedores, sociedade, reguladores e acionistas. Totalmente reformulada, a norma atendeu inputs e solicitações apresentadas em consultas públicas como a flexibilização das documentações e a adequação de pequenas empresas aos requisitos da norma. Quais foram as principais razões para a mudança? Ser uma norma genérica para aplicação por todos os portes e tipos de organização; possuir foco na gestão efetiva dos processos x geração dos resultados desejados; estabelecer alinhamento com as outras normas de sistemas de gestão como ambiental, de segurança etc; apresentar novas práticas de sistemas de gestão e novas tecnologias; desenvolver conjunto estável de requisitos para a próxima década; aumentar a capacidade da organização em atender aos seus clientes; e aumentar a credibilidade do sistema de gestão da qualidade certificado. O que mudou? Além de determinar que o cliente seja o foco principal, a norma exige que sejam consideradas as partes interessadas e orienta a ter planejamento estratégico para a satisfação de todos. Também oferece texto comum a todas as normas de sistemas de gestão, com linguagem simplificada e revisão dos princípios de gestão da qualidade. Substitui termos como ‘produtos’ por ‘bens e serviços’ e conceitos como ‘ações preventivas’ por ‘gestão de riscos’, assim como suprime a figura do representante da direção pela figura dos donos de processo. A nova versão não demanda quantidade mínima de procedimentos ou exige manual da qualidade, porém o escopo deve ser documentado. Há algumas recomendações para realizar a transição para a nova norma. As organizações devem promover a formação e a sensibilização adequada para todos integrantes da organização, que têm impacto sobre a eficácia da mesma; identificar no sistema de gestão os pontos que precisam ser trabalhados para atender aos novos requisitos – o Gap Analysis pode ser feito internamente ou com apoio de terceiros; elaborar um plano de ação para realizar as alterações necessárias; implementar um plano de ação para o atendimento do sistema de gestão aos novos requisitos; verificar a eficácia das alterações; preparar os auditores; e realizar a auditoria interna e a análise da direção. Lançada em 15 de setembro de 2015, a nova versão encerra em 14 de setembro de 2018 o prazo para a transição. Vale reforçar para não haver dúvidas: todos os certificados novos, emitidos na atual versão, irão expirar no dia 14 de setembro de 2018 e deverão ser revisados para a nova versão. Do contrário, irão se tornar inválidos. As organizações que não fizerem a transição dentro do prazo ainda precisarão percorrer caminho ainda mais longo porque deverão proceder como uma nova certificação, que irá requerer auditorias de estágios 1 e 2. Portanto, mãos à obra! Por Joe Tolezano, coordenador técnico do IQA (Instituto da Qualidade Automotiva) Revista O Líder 13

[close]

p. 14

CIDADE Divulgação a COMÉRCIO DE BARRA MANSA FUNCIONARÁ NO DIA DE CORPUS CHRISTI Por Chrystine Mello O comércio de Barra Mansa funcionará normalmente no dia 15 de junho. A abertura está prevista na convenção coletiva, que assegura o funcionamento no Dia de Corpus Christi, assim como nos dias de São Jorge, Tiradentes e Consciência Negra. O Sicomércio (Sindicato do Comércio Varejista), ACIAP BM e CDL BM estão realizando novamente este ano uma campanha para divulgar a abertura do comércio e aquecer as vendas neste dia. “Através da união das entidades pretendemos mobilizar os comerciantes para que abram suas lojas neste dia, fortalecendo o comércio de nossa cidade. Temos realizado essas campanhas de abertura nos feriados e o resultado tem sido satisfatório”, frisou o presidente do Sicomércio BM, Alberto dos Santos Pinto, acrescentando que a expectativa é do comércio receber não só os consumidores de Barra Mansa, mas também de outras cidades da região onde o comércio não funcionará no dia 15 de junho. Para o presidente da CDL Barra Mansa, Xisto Neto, o dano que o país sofre por parar diante a intermináveis feriados é incalculável. “Não existe produtividade que resista. Daí a importância de, em união das entidades e empresários, nos mobilizarmos para ações que diminuam esses impactos e façam a economia girar”, ressaltou Xisto. “O comércio é um grande gerador de receitas, empregos e impostos que fazem a economia girar. O número de feriados excessivos causa muitos prejuízos e como Corpus Christi vai cair em uma quinta-feira, o fechamento quebra a sequência de vendas do comércio, e torna a situação pior ainda. A ACIAP BM apoia a abertura das lojas no feriado de Corpus Christi”, completou a presidente da ACIAP BM, Denyse Singulani. “O Sicomércio BM, ACIAP BM e CDL BM estão realizando novamente este ano, campanha para divulgar a abertura do comércio e aquecer as vendas no feriado” Caso optem por abrir suas lojas os comerciantes têm que pagar as horas com o adicional de 100% ou os comerciários compensarem estas horas com a diminuição ou supressão da jornada de trabalho em outros dias da semana ou do mês. SIGA SEMPRE SEGURO Rua 02, 133, Eucaliptal/Conforto - Volta Redonda - RJ (24) 3348-1725 / 7835-2112 / ID 102258*2 levy@camposcaldeira.com.br www.camposcaldeiraseguros.com.br Seguros de automóvel, residencial, empresarial, vida, previdência privada, planos de saúde, consórcios e financiamentos. Curta Campos Caldeira Seguros 14 Revista O Líder

[close]

p. 15

ECONOMIA Dez dicas para atender bem O consumidor nunca deve sair da empresa com a impressão de que foi mal atendido. Isso porque uma pessoa pode contar sua experiência negativa (ou positiva) a diversas outras, que contarão a outras, e assim por diante. A função de atender jamais pode se mostrar rotineira. É um erro sério definir o atendimento ao cliente como trabalho de rotina. Todo cliente exige um tratamento diferenciado, pois cada um tem necessidades diferentes. O importante é fazê-lo se sentir especial. Veja algumas dicas para manter um bom relacionamento com o cliente. Seja consciente e cortês Atenda bem a qualquer pessoa que se dirigir à sua empresa. Para isso, esqueça seus próprios preconceitos. Pare de formar impressões antecipadas e distorcidas dos clientes. Dê as boas-vindas Cumprimente a todos com um sorriso. Esse é um modo de nos mostrarmos agradáveis e receptivos, o que facilita o contato com o cliente. Sempre que possível, chame-o pelo nome, procurando pronunciá-lo corretamente. Aja com rapidez O tempo é um fator importante na hora do atendimento. Geralmente, o cliente quer que sua necessidade seja satisfeita o mais rápido possível. Porém, cuidado para não passar a impressão de que você deseja se ver livre dele rapidamente. Não confunda rapidez com descaso! Preste orientação segura Muitas vezes o cliente fica inibido diante do funcionário, por isso, deixe o consumidor à vontade e lhe preste um atendimento eficiente, orientando-o em sua compra de maneira clara e educada. Atenda de imediato Nunca deixe uma pessoa esperando, principalmente se o serviço que estiver fazendo não tiver relação com o assunto que o cliente irá tratar. Para quem espera, um minuto torna-se uma eternidade. Demonstre boa vontade Mesmo fora de seu setor, cumprimente a todos. Não só os colegas de trabalho, mas também os clientes. A gentileza não precisa se restringir ao setor de atuação, mas pode (e deve) se estender a toda a empresa. Jamais dê ordens Nunca, nunca mesmo, dê uma ordem ao cliente. Ninguém gosta de ouvir algo como “o senhor tem de assinar aqui”. Uma expressão cordial tem mais valor: “por favor, o senhor poderia assinar nesta linha?”. Fale a verdade Nas informações prestadas ao cliente, a verdade é extremamente importante. Mesmo sendo desagradável, é preferível assumir uma falha, a passar ao cliente a impressão de que esconde informações ou omite problemas. Dispense muita atenção ao cliente Faça com que ele se sinta bem-vindo. Trate-o como alguém importante para a empresa. Comentários agradáveis valorizam a relação, mas nunca fale além do necessário, dê tempo para que ele explique o que deseja. Dê atenção às reclamações Fique atento a qualquer reclamação, queixa ou sugestão vinda do cliente e encaminhe-as ao superior imediato para verificação. Revista O Líder 15

[close]

Comments

no comments yet