Revista-Comercio-Industria-Setembro-2017

 

Embed or link this publication

Description

Revista-Comercio-Industria-Setembro-2017

Popular Pages


p. 1

1|

[close]

p. 2

www.clubenauticoararaquara.com 23 de setembro. Informações: (16) 3303-2360. O Clube Náutico presenteia Araraquara com uma grande festa. Decoração especial apresentando os 200 anos de história da Morada do Sol. Palco do Estacionamento – Banda Lady Lux Salão do Restaurante – New Sound Show Band Tenda Eletrônica – Banda Embalaê Tenda Eletrônica – DJ Montanari |2

[close]

p. 3

3|

[close]

p. 4

ÍNDICE EDIÇÃO N°146 - SETEMBRO /2017 CAPA Educação com qualidade ECONOMIA A feira de 2018 HOMENAGEM COMÉRCIO Nosso respeito, comandante A tradição da Rede Cristal 180 Liceu Monteiro Lobato inaugura sua nova Brinquedoteca em um projeto que acompanha as tendências da Educação. 12 Damiano Neto garante a realização do evento no ano que vem; lojistas e ambulantes avaliam participação. 19 34 Conheça a história de Fernando Rocha, o araraquarense que lutou na 2ª Guerra Mundial como piloto do “Senta a Pua”. Sônia Maria Flório Corvello narra a brilhante trajetória da Rede Cristal na cidade, hoje com duas padarias e um mercado CIESP 08| Evento chamado Acelera Startup ocorre, em Araraquara, nos dias 28 e 29 de setembro. Sincomercio 24 | Primeiro semestre fecha com balanço positivo, aponta estudo da associação. Araraquara, 200 Anos 28| Painel discutiu, no CEAR, as questões da nossa segurança pública e sistema viário. A qualidade musical dos Seresteiros Sindicato Rural 37| Sindicato Rural, Senar e Itesp fecham os detalhes da Feira do Produtor Rural em outubro. Mais leitos SUS O notável Grupo Seresteiros foi uma das grandes atrações da Seresta A Caminho do Sol com repertório bem eclético, diferente do habitual. O show teve a participação da Família Pires: Kris, Luciana, Monika, Maurício e Guga, acompanhada pelos amigos Franco Lorenzon (baixo), Luciano Pedro Antonio (teclado) e Claudinho Pesse (sopro), músicos com trabalho bastante reconhecido e valorizado na cidade e região. Vale destacar que o Grupo Seresteiros nasceu em 2000, fazendo serenata nas janelas e jardins das casas ou dos apartamentos, prestando homenagens com músicas românticas, o que o levou a se tornar referência no seu estilo musical. O Grupo Seresteiros foi o primeiro a ser formado em nossa cidade dentro da originalidade musical dos velhos tempos das retretas e das noites românticas em que os casais se encantavam com o luar A ampliação do número de leitos hospitalares com atendimento SUS na Santa Casa de Araraquara, passando de 108 para 126 leitos, visa diminuir o tempo de espera de Edison Rodrigues internações na cidade para usuários do Sistema Único de Saúde. A informação é de Edison Rodrigues, coordenador de Saúde Especializada, que concedeu entrevista ao programa ‘Canal Direto com a Prefeitura’, na TV Web Participativa, via Facebook da Prefeitura. |4

[close]

p. 5

FALECIMENTO O adeus a Clara Pechmann CRÔNICA Essa tal velocidade... 36 60 Araraquara perde a professora Clara Pechmann Mendonça, militante da causa dos aidéticos na Morada do Sol. Saudades do Antonio Cândido, o “Negão”, personagem do motociclismo da cidade. Crônica de Benedito Salvador Carlos. Canasol 48| Associação esteve representada pelo presidente Luís Henrique em diversos eventos do Agronegócio. Social 68| Maribel Santos apresenta a cobertura dos mais concorridos eventos sociais da cidade Educação lançou concurso A Secretaria da Educação lançou em agosto o concurso “Araraquara 200 Anos: Prazer em (re) conhecê-la”, que irá receber trabalhos dos alunos das escolas municipais, estaduais e particulares sobre seus conhecimentos em relação a Araraquara. O aluno deve apresentar seu olhar sobre a cidade, com base no processo de investigação, utilizando-se de diferentes meios: fontes bibliográficas, oralidade, recursos audiovisuais, observação dos espaços e paisagens. Os trabalhos serão desenvolvidos até Prefeito Edinho no evento o dia 22 de setembro e entregues nas escolas entre os dias 25 e 27. Os resultados serão divulgados em 9 de outubro e, dois dias depois, haverá a premiação. O prefeito Edinho Silva disse que após o término do concurso, em outubro, as contribuições dos alunos serão publicadas em um livro para serem consultadas daqui a 10, 20, 30 anos. Para a diretora regional de ensino, Maria José Záccaro, o concurso “instiga o conhecimento e a curiosidade”. “Podem contar com a Diretoria Regional de Ensino e com as escolas estaduais sempre. Que nós, educadores, façamos a diferença na vida dessas crianças”, opinou. A Revista Comércio, Indústria e Agronegócio deu sua contribuição aos 200 anos publicando desenhos de crianças do Lar Escola Redenção. DA REDAÇÃO por: Sônia Maria Marques Jovem na política: a caça se volta contra o caçador Em agosto a Unesp recebeu o Programa de Educação Tutorial (PET), com o objetivo de discutir a participação dos jovens na política. O PET é desenvolvido por grupos de estudantes, com tutoria de um docente, organizados a partir de formações em nível de graduação nas Instituições de Ensino Superior do país orientados pelo princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão e da educação tutorial. O grupo PET, uma vez criado, mantém suas atividades por tempo indeterminado. No entanto, os seus membros possuem um tempo máximo de vínculo: ao bolsista de graduação é permitida a permanência até a conclusão da sua graduação e, ao tutor, por um período de, no máximo, seis anos. Dar ao jovem o caminho correto para fazer política é indispensável justamente no momento em que a política tem levado o país ao fundo do poço. Curioso é que o presidente Michel Temer quando presidente da Câmara dos Deputados disse: “É comum ouvir que o Brasil precisa promover ampla renovação política. A premissa sobre a qual se apoia esta meta, é a de que convivemos com velhos costumes e métodos, alguns deles datados dos tempos iniciais da colonização. Estamos todos de acordo: mudar é preciso. Ocorre que nenhuma transformação, para obter níveis razoáveis de institucionalização, pode ser realizada da noite para o dia. A mudança na política demanda tempo e reflexão. Portanto, para que o processo político brasileiro comece a receber oxigênio, é necessário que plantemos as sementes. E as sementes estão nos jovens”. Quem diria, hein presidente! Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni Supervisora Editorial: Sônia Marques Editor: Matheus Vieira (MTB 67.923/SP) Diretor Comercial: Humberto Perez Depto. Comercial: Gian Roberto, Silmara Zanardi, Heloísa Nascimento, Anderson Rovina Design: Bete Campos Tiragem: 5 mil exemplares Impressão: Grafinew - (16) 3322-6131 A Revista Comércio, Indústria e Agronegócio é distribuida gratuitamente em Araraquara e região * COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: (16) 3336 4433 Rua Tupi, 245 - Centro Araraquara/SP - CEP: 14801-307 marzo@marzo.com.br 5|

[close]

p. 6

|6

[close]

p. 7

7|

[close]

p. 8

|8

[close]

p. 9

EDITORIAL por: Ivan Roberto Peroni Sempre valeu a pena acreditar na cidade, nos seus valores, na sua gente Em 2005, quando criamos a Revista Comércio, Indústria e Agronegócio, o fizemos de maneira convicta de que estaríamos prestando um serviço à comunidade, mas defendendo dentro do perfil editorial a história empreendedora de Araraquara. Passados 12 anos, mensalmente ela é distribuída gratuitamente na primeira semana de cada mês e além de ser uma referência para o jornalismo regional, a nossa revista - dentro da sua simplicidade - jamais procurou ser a maior, porém, tem lutado para ser a melhor e se ela tem hoje essa chancela, é graças ao incondicional apoio de uma cidade que amamos e por quem haveremos de defender sempre, tornando-a o prolongamento dos nossos lares. Em seus principais segmentos econômicos, Araraquara tem a representá-la inúmeras instituições. Ignorar que cada setor necessita do amparo classista é desprezar o bem da atividade, é caminhar pelas raias da individualidade e principalmente estar afastado do contexto que o mundo atual prega, o associativismo, como forma de garantir a integração e a disposição de se pleitear o fortalecimento econômico da cidade. O mundo da crítica hoje não faz mais parte das ambições de outrora e a vida tem nos ensinado de maneira comedida a contribuir na construção de uma cidade melhor, criando formas para que tenhamos assegurado um presente que gere empregos, um futuro que dê luz à juventude e que os idosos tenham respeitada a sua velhice. Acredito que por ser pequena ainda, Araraquara mantém a retórica, ou melhor, a arte de bem dizer, que devemos ajudar uns aos outros, devemos viver para a felicidade do próximo – não para o seu desconfor- to ou uma vida miserável. Ajudar pois, na construção da cidade dos nossos sonhos, tem sido o tema da nossa revista e ao encontrar o apoio de parceiros como o Sincomercio, Ciesp, Canasol e Sindicato Rural, compreendemos que o objetivo de uma Araraquara com qualidade de vida, não está apenas em nós; está em todos que amam verdadeiramente esta cidade e que por ela caminham traçando planos que possam nos conduzir ao cumprimento deste ideal. E sabendo da importância do papel que desempenham na vida econômica de Araraquara, cumprimentamos Antonio Deliza Neto, Ademir Ramos da Silva, Luís Henrique Scabello de Oliveira e Nicolau de Souza Freitas, presidentes das entidades acima citadas por terem em suas mãos a prerrogativa do trabalho, do desprendimento que visa motivar seus segmentos gerando empregos e possilitando que a população tenha aspirações de uma cidade socialmente equilibrada. Cada qual, naturalmente, está consciente da sua missão e a tem cumprido de maneira digna, honrada e respeitosa, um dos motivos para a formação no começo do ano do nosso Fórum de Desenvolvimento Econômico mantido pela RCIA. A volta da FACIRA que está inserida no contexto econômico da cidade, abriu os nossos olhos para 2018 e louve-se aqui a ousadia do prefeito Edinho, do vice Damiano e do empresário Vitor César Moura em resgatá-la, atitude que só merece elogios, ainda que tenham encontrado tempestades pelo caminho. Não vamos entrar no mérito do índice de aprovação; compete a cada um o entendimento sobre o que a cidade tem para mostrar e a disponibilidade de um tempo maior para organizá-la. Se a nossa revista tem essa visão sobre a economia e o desenvolvimento da cidade, é justo que assuma também a postura de incentivá-los a pensar grande, pois o comércio, a indústria e o agronegócio precisam mostrar sua importância na vida das pessoas que aqui vivem. 9|

[close]

p. 10

Com um moderno projeto de arquitetura, unindo tecnologia e funcionalidade aos recursos tradicionais, os alunos da Educação Infantil do Liceu Monteiro Lobato ganham ambiente novo de primeiro mundo, reforçando a inserção da escola entre as melhores do Brasil REPORTAGEM DE CAPA Crianças descobrem um mundo novo no Liceu Monteiro Lobato Ao celebrar seus 21 anos de atividades, o Liceu Monteiro Lobato investe na criação de uma funcional Brinquedoteca, convidando a arquiteta Dagmar Bizzinotto para desenvolver um projeto que remeterá ao futuro, o conceito de uma escola que acompanha as tendências mais avançadas da Educação em nosso país. Ao inaugurar sua brinquedoteca no dia 15 de setembro, o Liceu Monteiro Lobato estará abrindo suas portas para dar continuidade ao trabalho estabelecido há 21 anos, quando adotou o Sistema Positivo de Ensino para formatar sua base educacional. O projeto arquitetônico que conta com assinatura da renomada arquiteta Dagmar Bizzinotto, mostra um espaço aproximado de 400m², como resultado do investimento realizado pela escola visando proporcionar situações mais lúdicas nos primeiros passos da criança, na iniciação educacional. “A Educação Infantil é algo má- gico, único e essencial na vida do homem; que “canta” e “encanta” a quem a ela tem acesso. É satisfatório e gratificante acompanhar o desenvolvimento das crianças durante essa etapa de suas vidas”, comenta a coordenadora pedagógica Maria Callegari. Além do ambiente criado com desenhos que colocam em evidência o meio ambiente e a necessidade da sua preservação, busca cores que despertam o interesse da criança pelo aprendizado. Promove ainda, uma mescla de dia e noite onde um céu estrelado, estrategicamente situado na imensa sala, está rodeado por armários coloridos. Para a diretora Eliane Barros, o projeto acompanha a evolução do ensino, a modernidade educacional e desperta o sentimento da criança para o encaminhamento vocacional: “É relevante a percepção da capaci- O trenzinho da alegria faz ponto de parada na Estação do Saber |10

[close]

p. 11

Atividades voltadas para o meio ambiente dade de aprendizado das crianças, facilitada pela sua inteligência, receptividade e afeto. Uma educação de qualidade, devidamente adequada ao desenvolvimento cognitivo, motor, social, proporciona excelentes resultados quando vivenciada por essas crianças ansiosas em conquistar o mundo”. Quando questionada sobre a razão do Liceu Monteiro Lobato em investir tanto na preparação da Educação Infantil, Eliane Barros, é precisa na resposta: “A Ciência nos mostra que o período que vai da gestação ao sexto ano de vida é o mais importante na organização da bases das competências e habilidades desenvolvidas ao longo da existência humana. Mais do que isso: os estudos revelam que brincadeiras, artes, leitura, escrita, música, relações afetivas e sociais e outras ações, resultam em ótimas experiências adquiridas pelas crianças. Outro aspecto ressaltado pelo diretor administrativo Daniel Barros, faz sentido dentro do processo de escolarização: “Uma criança que tenha desde a base uma educação infantil pautada por esses cuidados obterá um melhor enquadramento na grade curricular estabelecida pelo Positivo, hoje, o melhor e mais avançado método de ensino do país”. Por essa razão é que a Educação Infantil no Liceu Monteiro Lobato baseia-se em uma rotina pré-estabelecida, visando a descoberta dos valores morais, da partilha, solidariedade, responsabilidade, direitos e deveres. São nas pequenas atitudes que se formam grandes cidadãos. Todo programa de ensino é ministrado por professoras acompanhadas de monitoras MATRÍCULAS PARA 2018 A escola está disponibilizando 100 novas vagas para 2018, com condições muito especiais, no 1º ano do Ensino Fundamental e na Educação Infantil, para crianças até 6 anos de idade. CONVÊNIOS O Liceu Monteiro Lobato mantém convênios com diversas empresas e instituições, garantindo assim descontos nas mensalidades. Os atuais convênios são: ACIA, APAS, ADCE, Embraer, Nestlé, Heineken, Let´s, Morada Transportes, Sicoob Coopara, Rumo ALL, Viação Cometa, S2it e Big Dutchman. Lousa digital com software específico para o Infantil Mesa de trabalho coletivo Promover a integração entre as crianças e despertar em cada uma delas o sentimento de companheirismo, faz parte do programa educacional do Liceu Monteiro Lobato, entendendo que esta é uma forma de conscientizar os alunos para o fortalecimento da união ainda na educação infantil SERVIÇO Liceu Monteiro Lobato Rua Profª Adélia Izique, 420 Bairro: São Geraldo Telefone: (16) 3335 1911 11|

[close]

p. 12

ESPECIAL NEGÓCIOS E ENTRETENIMENTO Em entrevista exclusiva à Revista Comércio, Indústria e Agronegócio, o vice-prefeito Damiano Barbiero Neto faz um balanço da edição deste ano e garante a realização da feira no ano que vem. FACIRA renasce das cinzas e já se prepara para a versão 2018 Entrada principal da feira com intenso movimento durante os seis dias de realização tendo uma estimativa de público de 200 mil pessoas. Embora ela estivesse cercada de problemas, desde a demora na liberação do nome até as questões consideradas políticas, há que se comemorar sua volta; a realização por mais simples que tenha sido, significa que Araraquara não pode silenciar e deve ter coragem de mostrar que é possível torná-la grande para divulgar as riquezas do seu campo industrial, comercial e agronegócio. O bicentenário de Araraquara ficou marcado pelo retorno da Feira Agro Comercial e Industrial da Região de Araraquara (FACIRA), com seus tradicionais estands de negócios, além do entretenimento com shows gratuitos, praça de alimentação e parque de diversões. Em conversa com Damiano Barbiero Neto, vice-prefeito da cidade e Secretario do Trabalho e Desenvolvimento Econômico, nossa reporta- gem apurou que a edição do ano que vem a feira está na pauta e mais do que confirmada. “Já estamos trabalhando na FACIRA de 2018. Este ano ficou marcado por ser um recomeço. Na próxima, queremos ampliar todo o projeto, melhorando alguns pontos para torná-la ainda mais especial”, confirma. Sobre a edição deste ano, Damiano confessou estar satisfeito com o número de empresas participantes. Damiano Barbiero Neto em entrevista na redação da RCIA Mesmo ciente de que o espaço máximo de participantes não foi ocupado, ele avalia o montante como positivo. “Muitos lojistas vieram falar comigo sobre a boa recepção do público e dos negócios realizados durante o período”, conta. Dentro da programação musical, o vice-prefeito destaca os shows do cantor Daniel e o concerto do maestro João Carlos Martins. “Ambas as atrações tiveram casa cheia, o que mostrou que as atrações eram direcionadas para toda a família, não apenas para este ou aquele público”, analisa. Realizada entre 17 e 22 de agosto, estima-se que a FACIRA 2017 teve um público aproximado de 200 mil pessoas, contando com 60 estandes entre empresas e exposições de entidades e associações. Os dados são da Prefeitura via Secretaria de Comunicação. CONTINUA NAS PÁGINAS SEGUINTES |12

[close]

p. 13

PARA SEMPRE Alguns momentos históricos também ficaram eternizados durante a FACIRA 2017. O primeiro deles foi o lançamento do selo especial dos Correios em homenagem aos 200 anos de Araraquara. Segundo o presidente Guilherme Campos, presente à cerimônia, o selo fará parte do Arquivo Filatélico da empresa. “Qualquer pessoa no mundo poderá recebê-lo. A tiragem é de aproxidamente 180 mil unidades”, pontuou. Ernesto Lia apresenta sua obra para autoridades políticas de Araraquara O prefeito Edinho Silva recebeu o selo diretamente de representantes dos Correios O material comemorativo é composto pela foto de Guilherme Bonini (da Rua Voluntários da Pátria, a Rua 5) e a marca dos 200 Anos de Araraquara, de autoria do designer gráfico Eduardo Rodrigues da Silva, ambos vencedores do Concurso “Araraquara 200 Anos”. Outro detalhe que emocionou a todos, foi a entrega de um quadro do pintor araraquarense Ernesto Lia às mãos do prefeito Edinho Silva. Nele, o artista de renome internacional faz sua homenagem ao bicentenário da Morada do Sol. A obra ficará exposta dentro da Prefeitura, em local a definir. Vale lembrar que Lia, hoje com 87 anos, teve nos últimos meses sérios problemas de saúde. A pintura da tela focando o bicentenário da cidade é um prêmio a quem participou da nossa história. 13|

[close]

p. 14

O COMERCIANTE FALA Segundo avaliação de lojistas, participação na FACIRA foi positiva Empresas de diferentes ramos marcaram presença visando bons negócios e maior exposição ao grande público. Se fora do Cear o entretenimento das famílias era preenchido com gastronomia, parque de diversões e música, dentro do Pavilhão, as pessoas tiveram contato com empresas que resolveram expor sua marca e dispostas a fazer boas vendas. Por exemplo, o conceituado Atacadão da Construção anunciou, em seu mega estande, um grande investimento em Araraquara para 2018: a inauguração de sua primeira unidade na cidade, localizada na Rua Napoleão Selmi Dei, ao lado do Portobello Shop. A loja já tem duas em Américo Brasiliense. O anúncio foi feito por Tamires e Larissa Brizolari. A expectativa é que o empreendimento gere cerca de 50 novos empregos diretos. “Estamos muito felizes. É uma notícia maravilhosa”, afirmou Tamires que segue brilhantemente os passos do pai Amilton Brizolari, que transfere para a filha seu poder visionário. Público durante o feriado de aniversário em uns dos corredores internos do Cear A Unimed Araraquara também esteve presente na feira, com um luxuoso e amplo espaço. Para Rodrigo Marine, gestor de mercado de intercâmbio, a participação no evento contribuiu muito para a exposição da marca, divulgação de serviços, além do fomento de novos clientes e parcerias com outras empresas de nossa cidade. “O retorno da feira justamente nos 200 anos da cidade - criou um marco para que novos em- preendimentos sejam alavancados no futuro”, pontua. Carlos Figueroa, do departamento de marketing do Supermercado 14, disse à reportagem que o movimento no espaço de sua empresa foi intenso, muito por conta das degustações gratuitas promovidas diariamente, como forma de atrair as pessoas. “Acho que a FACIRA deste ano foi um recomeço importante. Queremos participar em 2018”. O luxuoso estande na Unimed chamou atenção de quem caminhou pela feira; exposição direta foi o grande objetivo da empresa O Atacadão da Construção anunciou, durante a feira, que abrirá uma unidade na cidade, gerando cerca de 50 empregos diretos |14

[close]

p. 15

O Galpão Estofados também chamou atenção dos visitantes com um estande grande e colorido. “A FACIRA fortalece a economia do município e funciona como uma vitrine para exposição dos produtos. Logo, não poderíamos ficar de fora. Fizemos ótimas vendas, tanto aqui, quanto na loja. Muita gente foi daqui pra lá. Foi interessante”, completa o proprietário Guilherme Claudino. Alarm System Galpão Estofados Supermercado 14 de forma festiva mostrou sua expansão na cidade Cervejaria Ópera já faz parte da vida dos araraquarenses 15|

[close]

Comments

no comments yet