Indico N45

 

Embed or link this publication

Description

Revista Indico N45

Popular Pages


p. 1

ESPECIAL SPECIAL Até sempre António Pinto de Abreu! Godspeed António Pinto de Abreu! PREMIUM PREMIUM QUELIMANE Uma alameda de palmar com bicicletas dentro A palm tree avenue with bicycles inside ALTITUDE ALTITUDE SULEIMAN CASSAMO Um engenheiro apaixonado pelas letras An engineer in love with letters REVISTA DE BORDO DA LAM LAM’S INFLIGHT MAGAZINE ESTE EXEMPLAR É SEU YOUR FREE COPY . SET OUT SEP OCT . SÉRIE IV . Nº 45 . 2017

[close]

p. 2



[close]

p. 3

ÍNDICE CONTENTS 10 ESPECIAL SPECIAL Até sempre António Pinto de Abreu! Godspeed António Pinto de Abreu! 20 PREMIUM PREMIUM quelimane Uma alameda de palmar com bicicletas dentro A palm tree avenue with bicycles inside 28 EVASÃO ESCAPE lodge nascer do sol As casas que transformam vidas nascer do sol lodge Houses that transform lives 32 OUTRAS PARAGENS OTHER STOPS parque nacional de chitwan Uma ode aos elefantes chitwan national park An ode to elephants 38 GASTRONOMIA GASTRONOMY 54 CULTURA CULTURE 72 PRIMEIRA FILA FIRST ROW tablet comunitário Expandir o saber tecnológico community tablet Expanding the technological know-how 28 76 TERRA LAND ong estamos Há vinte anos a dar o melhor às comunidades de Niassa ngo estamos Twenty years giving the best to the communities of Niassa 80 CLASSES CLASSES casa do gaiato Uma lição de cidadania casa do gaiato A lesson in citizenship 84 GPS GPS Mel de Moçambique chega à Europa Honey from Mozambique arrives in Europe 88 ROLAR TAXIING Um tear feito de sonhos Wood art 32 94 LOUNGE LOUNGE mia couto convida… Jaime Muguambe Jr. mia couto invites... Jaime Muguambe Jr. 97 MUNDO LAM LAM’S WORLD 88 ESPECIAL SPECIAL Até sempre António Pinto de Abreu! Godspeed António Pinto de Abreu! PREMIUM PREMIUM QUELIMANE Uma alameda de palmar com bicicletas dentro A palm tree avenue with bicycles inside ALTITUDE ALTITUDE SULEIMAN CASSAMO Um engenheiro apaixonado pelas letras An engineer in love with letters REVISTA DE BORDO DA LAM LAM’S INFLIGHT MAGAZINE ESTE EXEMPLAR É SEU YOUR FREE COPY . SET OUT SEP OCT . SÉRIE IV . Nº 45 . 2017 CAPA_teste.indd 1 CAPA xx COVER Vasco Célio 18/08/17 19:56 PROPRIEDADE xx PUBLISHER LAM - Linhas Aéreas de Moçambique SA; www.lam.co.mz; www.facebook.com/VOELAMM; Call Center: +258 21 468 800 Série xx Series IV, nº 44 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA LAM xx LAM’S BOARD OF DIRECTORS Dr. António Pinto de Abreu (Presidente do Conselho de Administração Chairman of the Board) Dr. António Pinto (Presidente da Comissão Executiva Chief Executive Officer) Dr. Hélder Júlio da Silva Fumo (Administrador do Pelouro Financeiro Chief Financial Officer) Eng.º Carlos Vasco Sitoe (Administrador do Pelouro Técnico Operacional Chief Technical & Operational Officer) Eng.º Faizal Abdulgafar Sacugy (Administrador do Pelouro Comercial e Sistemas de Informação Chief Commercial and Information Technology Officer) Prof. Dr. Manuel Renato Matusse (Administrador Não-Executivo Non-Executive Board Member) Dr. Paulo Guilherme Mingot Negrão (Administrador Não-Executivo Non-Executive Board Member) EDITOR EXECUTIVO xx EXECUTIVE EDITOR Frederico Jamisse COLABORADORES xx CONTRIBUTORS Adelino Timóteo; Amâncio Miguel; Alda Costa; Cristina Freire; Custódio Mugabe; Francisco Manjate; Francisco Noa; Gil Filipe; Guilherme Mussane; José Machicane; Jorge Ferrão; Kaysa Johnsson; Laurindos Macuácua; Luís Loforte; Madyo Couto; Mia Couto; Magda Arvelos; Paola Rolletta; Pedro Cativelos; Rui Trindade; Sangare Okapi; Sónia Sultuane; Susana Gonçalves e Ungulani Ba Ka Khosa FOTÓGRAFOS xx PHOTOGRAPHERS Alexandre Marques; Acamo Maquinasse; Benoit Marquet; Chico Carneiro; Dudu Mogne; Filipe Branquinho; Jay Garrido; João Costa (Funcho); Koos van der Lende; Mauro Pinto; Madyo Couto; Mário Macilau; Mauro Vombe; Ouri Pota; Pedro Sá da Bandeira; Piotr Naskrecki; Ricardo Franco; Ricardo Pinto Jorge; Ricardo Rangel; Tito Calado; Tomás Cumbana; Vasco Célio e Yassmin Forte TRADUÇÃO xx TRANSLATION David Miranda, Pangeia - Serviços de Tradução DESIGN Executive Moçambique PRODUÇÃO GRÁFICA xx GRAPHIC PRODUCTION Iona - Comunicação e Marketing, Lda (Grupo Executive) PUBLICIDADE xx ADVERTISING Departamento Comercial xx Commercial Department Ana Antunes (Moçambique Mozambique) ana.antunes@executive-mozambique.com; iona@iona.pt/contacto@iona.pt (Portugal) ADMINISTRAÇÃO, REDACÇÃO E PUBLICIDADE xx ADMINISTRATION, EDITION AND ADVERTISING Executive Moçambique; Rua do Telégrafo, nº 109 – Sala 6, Bairro Polana Cimento, Maputo – Moçambique; Tel.: +258 21 485 652; Telm.: +258 84 311 9150; geral@executive-mozambique.com DELEGAÇÃO EM LISBOA xx LISBON OFFICE Rua Filipe Folque, nº 10 J – 2º drtº, 1050-113 Lisboa; Tel.: +351 213 813 566; Fax: +351 213 813 569; iona@iona.pt IMPRESSÃO E ACABAMENTO xx PRINTING AND FINISHING MINERVA PRINT - MAPUTO - MOÇAMBIQUE Maputo - Mozambique TIRAGEM xx PRINT RUN: 15.000 exemplares 15.000 copies NÚMERO DE REGISTO xx REGISTRATION NUMBER: 08/GABINFO-DEC/2006 3

[close]

p. 4



[close]

p. 5

Estimado Cliente Amigo, Bem-vindo a bordo da LAM, a Companhia Moçambicana! Dear Customer and Friend, Welcome aboard LAM, the Mozambican Company! Partilhamos consigo os resultados de acções visando a optimização contínua da operação de voos nesta sua e nossa Companhia de Bandeira, onde efectivámos recentemente a contratação de novos pilotos e a especialização de mais comandantes moçambicanos, aumentando a disponibilidade de tripulações para as aeronaves DAH-8 Q400. Paralelamente, decorre a formação de novos comandantes e co-pilotos para o Embraer 190, num ciclo de reforço do quadro técnico e específico do nosso core business, que inclui a integração na Companhia de alunos pilotos da Força Aérea, cedidos no âmbito do Memorando de entendimento existente entre a LAM e o Ministério da Defesa. Na mesma perspectiva, está em curso a contratação de novos técnicos nacionais de engenharia e manutenção de aeronaves que foram apurados num concurso público. A esta optimização do quadro de pessoal, juntamos a concretização de um quesito importante no compromisso com o estimado passageiro, traduzido no estabelecimento de um horário de voos previamente disponibilizado ao público e que vigora até dia 31 de Outubro de 2017. Este cometimento resulta da profunda introspecção da LAM enquanto veículo de Unidade Nacional, valorizando as contribuições, opiniões, sugestões e comentários do mercado, em relação aos factores críticos de sucesso da operação de voos e providência de outros serviços da nossa cadeia de valores. Por isso, apresentaremos brevemente outras realizações cujo horizonte é proporcionar mais conforto e comodidade ao estimado Cliente, com o objectivo de tornar ainda mais agradável a experiência de voar a bordo das nossas aeronaves. We share with you the results of actions aimed at the continuous optimization of the flight operations in your and our Flag Carrier, where we have recently hired new pilots and proceeded to specialize more Mozambican captains, increasing the availability of crews for the multiple DAH-8 Q400 aircraft. In parallel, the training of new captains and co-pilots for the Embraer 190, in a reinforcement cycle of the technical and specialized staff of our core business, which includes the integration in the Company of Air Force student pilots, assigned under the current Memorandum of Understanding between LAM and the Ministry of Defense. With the same perspective, the hiring of new Mozambican aircraft engineering and maintenance technicians is under way, who have been hired through a public recruitment effort. To this optimization of the staff, we have added the achievement of an important matter in our commitment to our esteemed passengers, translated into the establishment of a flight schedule previously made available to the public and which runs until 31 October, 2017. This commitment results from LAM’s deep introspection as a vehicle of National Unity, valuing the contributions, opinions, suggestions and comments of the market players, in terms of the critical success factors of flight operations and the provision of other services in our value chain. Therefore, we will soon present other achievements whose ultimate goal is to provide more comfort and convenience to our esteemed Customer, in order to make the experience of flying aboard our aircraft even more enjoyable. Votos de boa viagem! We wish you a good flight! 5 EDITORIAL EDITORIAL EDITORIAL EDITORIAL ANTÓNIO PINTO PRESIDENTE DA COMISSÃO EXECUTIVA DA LAM LAM’S CHIEF EXECUTIVE OFFICER

[close]

p. 6

ÍNDICO SET. OUT SEP. OCT DIA DA PAZ MOÇAMBICANA MOZAMBICAN PEACE DAY O dia 4 de Outubro é uma data especial para os moçambicanos. É o dia em que se celebra a Paz no país, conquistada em 1992. Depois de uma guerra civil que durou 16 anos, envolvendo a Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique) e a Renamo (Resistência Nacional de Moçambique), sob facilitação da Itália, foi assinado, em Roma, o Acordo Geral de Paz, que pôs fim à guerra civil. Armando Guebuza (Frelimo) e Raúl Domingos (Renamo) encabeçaram as conversações que culminaram com a assinatura e o aperto de mão entre Joaquim Chissano (então Presidente da Frelimo) e Afonso Dhlakama (Presidente da Renamo). Pelo significado e pela importância da data, foi instituído feriado nacional. 4 October is a special date for Mozambicans. It is the day in which Peace is celebrated throughout the country, achieved in 1992. After a civil war which lasted 16 years, involving Frelimo (Liberation Front of Mozambique) and Renamo (National Resistance of Mozambique), facilitated by Italy, the General Peace Agreement was signed in Rome, which ended the civil war. Armando Guebuza (Frelimo) and Raúl Domingos (Renamo) led the talks that culminated in the signing and a handshake between Joaquim Chissano (then President of Frelimo) and Afonso Dhlakama (President of Renamo). Due to the significance and importance of the date, a national holiday was instituted. 6 MOÇAMBIQUE É TRICAMPEÃO MUNDIAL DE SALTO À CORDA MOZAMBIQUE IS THREE-TIME JUMP ROPE WORLD CHAMPION A Selecção moçambicana de Salto à Corda – modalidade desportiva denominada Rope Skipping – sagrou-se pela terceira vez consecutiva, campeã mundial. A conquista foi alcançada nos Estados Unidos da América, país onde decorreu o evento. Os cinco jovens atletas Elvis, Edilson, José, Zefanias e Ricardo foram os representantes do país. The Mozambican jump rope national team - a sport also known as rope skipping - became world champion for the third consecutive time. The achievement took place in the United States of America. The five young athletes, Elvis, Edilson, José, Zefanias and Ricardo were the country’s representatives.

[close]

p. 7



[close]

p. 8

ÍNDICO SET. OUT SEP. OCT HÉLIO FILIMONE RETRATA “CASO DIANA” EM LIVRO HÉLIO FILIMONE PORTRAYS THE “DIANA CASE” IN A BOOK O jornalista moçambicano Hélio Filimone lançou, recentemente, o livro “Caso Diana e o tráfico de pessoas em Moçambique”. A obra retrata o mediático “Caso Diana”, a jovem que traficava menores de Moçambique para a África do Sul. Quando descoberta, em 2008, Aldina Hermenegildo dos Santos (Diana) foi julgada e condenada, em 2011, a prisão perpétua na África do Sul. Este foi um dos grandes casos de justiça que o jornalista Hélio Filimone acompanhou e que deixa agora as suas memórias inscritas nas mais de 400 páginas deste livro, assim como as de outras experiências marcantes da sua vida profissional. Mozambican journalist Hélio Filimone recently launched the book “Caso Diana e o tráfico de pessoas em Moçambique” (The Diana case and people trafficking in Mozambique, in English). The book portrays the mediatic “Diana Case”, the young woman who trafficked minors from Mozambique to South Africa. When discovered in 2008, Aldina Hermenegildo dos Santos (Diana) was tried and sentenced in 2011 to life imprisonment in South Africa. This was one of the great cases of justice that the journalist Hélio Filimone accompanied and who now leaves his memoirs inscribed in the more than 400 pages of this book, as well as those of other striking experiences in his professional life. ESTE FOI UM DOS GRANDES CASOS DE JUSTIÇA QUE O JORNALISTA HÉLIO FILIMONE ACOMPANHOU. THIS WAS ONE OF THE GREAT CASES OF JUSTICE THAT THE JOURNALIST HÉLIO FILIMONE ACCOMPANIED. DIA MUNDIAL DO TURISMO WORLD TOURISM DAY A Organização das Nações Unidas proclamou 2017 como o “Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento” em reconhecimento do grande potencial da indústria do turismo – que responde a cerca de 10% da actividade económica mundial – para contribuir para a luta contra a pobreza e promover a compreensão mútua e o diálogo intercultural. Assim, dia 27 de Setembro, data anual em que se comemora o Dia Mundial do Turismo, serão conhecidos os resultados de várias iniciativas tomadas ao longo do ano para fortalecer a dinâmica positiva entre o património e o turismo. The United Nations has proclaimed 2017 as the “International Year of Sustainable Tourism for Development”, in recognition of the great potential of the tourism industry - accounting for around 10% of the world’s economic activity - in contributing to the fight against poverty and promoting mutual understanding and intercultural dialogue. Subsequently, 27 September, the annual date in which World Tourism Day is celebrated, the results of several initiatives held throughout the year to strengthen the positive interaction between heritage and tourism will be known. 8

[close]

p. 9



[close]

p. 10

ÍNDICO SET. OUT SEP. OCT ATÉ SEMPRE ANTÓNIO PINTO DE ABREU! GODSPEED ANTÓNIO PINTO DE ABREU! TEXTO TEXT: FREDERICO JAMISSE FOTO PHOTO: JAY GARRIDO Os homens partem, mas os seus feitos perduram para a eternidade. Servem de luz, como guião para os que em busca do modelo de vida, seguem as peugadas dos que deixam obras. É o caso de António Pinto de Abreu, um economista, desportista, professor, actor, escritor e, sobretudo, um dirigente que soube ser e estar. Depois de muito adoecer e de tanto lutar contra a morte, esta o encontrou de surpresa no dia 2 de Agosto de 2017. Era o fim da trajectória de um homem lutador e exemplar. António Pinto de Abreu nasceu na cidade de Chimoio, província de Manica, a 21 de Março de 1965, e ainda muito jovem foi admitido no quadro do pessoal do Banco de Moçambique, a 08 de Setembro de 1982, na cidade de Maputo, como estagiário no Serviço de Crédito, com o nível de escolaridade de 9ª Classe, concluído nas então escolas moçambicanas em Cuba. Como técnico, concluiu a 11ª Classe, em 1984, ingressando na Universidade Eduardo Mondlane para se graduar em Economia, no ano de 1990, e, em 1998, concluiu com distinção o mestrado em Economia Financeira pela Universidade de Londres. Na sua trajectória no Banco de Moçambique, dois anos depois da sua admissão, em 1984, foi enquadrado na função de Escriturário de 3ª na Direcção de Formação. Em 1987 foi classificado como Técnico Básico de 1ª e, no mesmo ano, passou para Técnico Médio de Men leave, but their deeds are everlasting. They serve as a light, as a guide for those who, when seeking a model life, follow the steps of those who leave work done. This is the case of António Pinto de Abreu, an economist, sportsman, teacher, actor, writer and, above all, a leader who knew how to be. After a long bout of illness and an enduring fight against death, this one met him by surprise on 2 August, 2017. It was the end of the trajectory of a ferocious and exemplary man. António Pinto de Abreu was born in Chimoio, Manica province, on 21 March, 1965, and when still very young he was admitted at the Bank of Mozambique on 8 September, 1982, in Maputo, as a trainee in the Credit Service department, with the 9th grade level of education completed in the then Mozambican schools in Cuba. As a technician, he completed the 11th grade in 1984, joining the Eduardo Mondlane University to graduate in Economics in 1990, and in 1998, he completed his master’s degree in Financial Economics from the University of London. During his career at the Banco de Moçambique, two years after his admission in 1984, he was placed in the position of Clerk 3rd Class, in the Training Department. In 1987, he was promoted to Basic Technician 1st Class, and in that same year, he moved on to Me- 10

[close]

p. 11

ESPECIAL SPECIAL “Os homens partem, mas os seus feitos perduram para a eternidade. Men leave, but their deeds are everlasting. “ 11

[close]

p. 12

ÍNDICO SET. OUT SEP. OCT Ainda muito jovem foi admitido no quadro do pessoal do Banco de Moçambique. Still a very young man, he was admitted to the staff of the Bank of Mozambique. 3ª, afecto à Direcção de Relações Internacionais. Em 1989, passou de Técnico Médio de 3ª para Técnico Médio de 1ª, na Direcção de Estudos Económicos, onde, devido ao seu desempenho profissional, foi nomeado, em Março de 1992, Chefe de Divisão. Em Julho do mesmo ano foi classificado Economista “B”, tendo passado para Economista “A” em Dezembro do mesmo ano (1992). As suas imensas qualidades técnico-profissionais fizeram com que, em Abril de 1994, fosse nomeado Assessor do Governador do Banco de Moçambique e, em Agosto de 1995, Director do Departamento de Estudos Económicos e Estatística. Em Fevereiro de 1996, foi nomeado Administrador, cargo que exerceu até Dezembro de 2010, quando foi nomeado Vice-Governador do Banco de Moçambique. António Pinto de Abreu, seja na qualidade de Vice-Governador, Administrador, Assessor do Governador ou de Director e técnico do Banco de Moçambique, deu o seu contributo meritório para que fosse estabelecida a Lei Orgânica do Banco Central da República de Moçambique, até à sua passagem para a reforma, no dia 10 de Fevereiro de 2016, quando contava com 50 anos, 10 meses e 20 dias de idade, e 33 anos e cinco meses de serviço. Além de um brilhante economista do Banco de Moçambique, António Pinto de Abreu preocupou-se sempre em transmitir os seus conhecimentos a outros colegas, tanto no banco como na academia, tendo colaborado como Professor de diferentes disciplinas na Universidade Eduardo Mondlane, no então ISPU e noutros centros de pesquisa avançada. Depois da reforma no Banco de Moçambique, a António Pinto de Abreu foi confiada outra missão: a de ser o Presidente do Conselho de Administração da Linhas Aéreas de Moçambique, por eleição na Assembleia Geral, realizada no dia 8 de Fevereiro de 2016, cargo para o qual tomou posse no dia 15 de Fevereiro do mesmo ano. dium Technician 3rd Class, assigned to the Directorate of International Relations. In 1989, he moved from Medium Technician 3rd Class to Medium Technician 1st Class, at the Economic Studies Department, where, due to his professional performance, in March 1992, he was appointed Head of Division. In July of that same year, he was promoted to Economist Class “B”, moving on to Economist Class “A” in December (1992). His immense technical and professional qualities led him to be appointed Advisor to the Governor of the Bank of Mozambique in April 1994 and, in August 1995, Director of the Department of Economic and Statistical Studies. In February 1996, he was appointed Director, a position he held until December 2010, when he was appointed Deputy Governor of the Bank of Mozambique. António Pinto de Abreu, whether as Deputy Governor, Director, Advisor to the Governor or technician of the Bank of Mozambique, made his meritorious contribution to establish the Organic Law of the Central Bank of the Republic of Mozambique until his retirement, on 10 February, 2016, when he had performed 50 years, 10 months and 20 days of age, and 33 years and five months of service. In addition to being a brilliant economist at the Bank of Mozambique, António Pinto de Abreu was always concerned with passing on his knowledge to other colleagues, both at the bank and in classrooms, having collaborated as Professor of several different subjects at the Eduardo Mondlane University, at the then ISPU, and other advanced research centers. After his retirement from the Bank of Mozambique, António Pinto de Abreu was entrusted with another mission: to be the Chairman of the Board of Directors of the Mozambican Airlines, by election at the General Meeting held on 8 February, 2016, a position where he took office on 15 February of that same year. Foi-lhe confiada outra missão: a de ser o Presidente do Conselho de Administração da Linhas Aéreas de Moçambique. He was entrusted with another mission: to be the Chairman of the Board of Directors of the Mozambican Airlines. 12

[close]

p. 13



[close]

p. 14

ÍNDICO SET. OUT SEP. OCT 1 FOI UM HOMEM FELIZ QUE FEZ OUTROS SÊ-LO HE WAS A HAPPY MAN WHO MADE OTHERS HAPPY TEXTO TEXT: GUSTAVO MAVIE, JORNALISTA JOURNALIST FOTO PHOTO: IMAGENS CEDIDAS/DR THIRD-PARTY IMAGES/ COPYRIGHTED O que me consola nesta hora da partida para a eternidade do amigo António de Abreu e, acima de tudo, do colega que usou a palavra escrita e falada para curar os problemas que, amiúde, ou constantemente, afectavam o nosso País, é que ele foi um desses homens que, segundo o humanista norte-americano Robert Green, foi feliz em vida porque fazia outros o serem também. António de Abreu assumia a tese de Nkwame Nkrumah, de que as palavras são mais fortes que as balas. Ele usou as palavras para curar, construir e nunca para destruir ou ofender. Como as usou para nos motivar, inspirar, encorajar e nos fazer felizes através dos seus poe- What comforts me in this hour of departure for eternity of my friend António de Abreu and, above all, of the colleague who used the written and spoken word to cure the problems that often or constantly affected our country, is that he was one of those men who, according to the American humanist Robert Green, was happy in life because he made others happy too. António de Abreu embraced Nkwame Nkrumah’s theory that words are stronger than bullets. He used words to heal, build and never to destroy or offend. He sure used them to motivate, inspire, encourage and make us happy through his poems, just as he also used dance 14

[close]

p. 15

ESPECIAL SPECIAL mas, assim como do mesmo modo recorreu à dança e ao teatro para nos alegrar ou ensinar sobre a vida. Com a sua morte teremos mais consciência da validade e importância da sua arte e narrativa. Seremos como aqueles indivíduos que só se dão conta da beleza esplendorosa da luz do sol a partir do momento em que cai a noite e a escuridão cobre tudo e os impede de ver o além. António Pinto de Abreu era um dos que nos desejava o que ele próprio deseja a si mesmo, e sempre que podia ajudava-nos a ter também o que queríamos. Há provas de que não era invejoso e muito menos maldoso, porque era um homem dotado de humanismo e amor para com o próximo. Via-se isso nele à vista desarmada. O seu semblante era uma clara revelação da bondade e do querer fazer bem aos outros. Ele não era só poeta, teve também uma conduta de um poeta assumido. Os verdadeiros poetas são os que lembram os que se deixam dominar pelo poder que estes devem ser mais humanos e piedosos. Quando o poder corrompe, os verdadeiros poetas os limpam. O nosso poeta José Craveirinha é disso exemplo máximo. Por isso, estou convencido que em vida António Pinto de Abreu era um homem feliz, porque fazia os outros o serem também, através dessa sua maneira afável, humilde e humana. Notei isto durante a convivência que tive com ele, principalmente na sua antiga casa, próximo do Museu da Revolução, em Maputo. Ele convidava sempre amigos para com ele debaterem as questões pendentes do nosso País e depois escalpelizava esses debates em artigos, especialmente de índole económica, porque ele era um apaixonado pela economia e usava a palavra escrita para disseminar o seu saber. Ele era um homem de trato simples e humildade, qualidades raras de se encontrar num ser humano. António de Abreu era de um bom carácter. Desenvolveu sempre uma aparência de quem sabia mais do que a sua idade do momento. Do mesmo modo que podia persuadir com a força dos seus argumentos, também se deixava persuadir com os argumentos dos outros. Como ele, conheço muito poucos. E desses poucos, são ainda menos os que ainda estão vivos. Já são uma geração em extinção. António de Abreu foi um dos que ainda muito jovem deu continuidade à “fabricação” de Moçambique iniciada pelo Professor Doutor Eduardo Mondlane e outros “Pais Fundadores” como Samora e, por isso, julgo legítimo concluir que são parte das gerações de ouro que serão evocadas ao longo da nossa História. and theater to lift our spirits or teach us about life. With his death we will be more aware of the validity and importance of his art and narrative. We will be like those individuals who only realize the splendorous beauty of the sunlight from the moment the night falls and the darkness covers everything and prevents them from seeing far away. António Pinto de Abreu was one of those who wanted for us what he himself wanted, and whenever he could he helped us have what we wanted. There is evidence that he was not an envious or malicious man, because he was a man endowed with humanism and love for his neighbor. This was plain to see. His countenance was a clear revelation of goodness and of wanting to do good unto others. He was not only a poet, he also had the conduct of an assumed poet. True poets are those who remember those who allow themselves to be dominated by the power that they must be more human and merciful. When power corrupts, true poets cleanse them. Our poet José Craveirinha is the greatest example of this. That is why I am convinced that in the life of Antonio Pinto de Abreu he was a happy man, because he made others also feel happy through his gentle, humble and humane manner. I noticed this during our coexistence, especially in his old home, near the Museum of the Revolution, in Maputo. He always invited friends to discuss the outstanding issues of our country and then finely analyzed these debates in articles, especially those of economic nature, because he was passionate about economics and used the written word to disseminate his knowledge. He was a simple and humble man, qualities that are rare to find in a human being. António de Abreu had good character. He always developed the appearance of someone who knew more than what was common for his age at the time. In the same way that he could persuade by the force of his arguments, he also allowed himself to be persuaded by the arguments of others. I know very few people like him. And of these few, even fewer are still alive. They are already a generation under threat of extinction. António de Abreu was one of those who, still a very young man, continued the “manufacturing” of Mozambique initiated by Professor Eduardo Mondlane and other “Founding Fathers” like Samora and, therefore, I think it legitimate to conclude that they are part of the golden generations that will be evoked throughout our History. António de Abreu assumia a tese de Nkwame Nkrumah, de que as palavras são mais fortes que as balas. António de Abreu embraced Nkwame Nkrumah’s theory that words are stronger than bullets. 1 António Pinto de Abreu a ensaiar no Teatro Avenida, em 1987, com os colegas do grupo teatral “Motivo”. António Pinto de Abreu rehearsing at Avenida Theater, in 1987, with fellow actors from the “Motivo” theater group. 15

[close]

Comments

no comments yet