Retendo a Cabeça

 

Embed or link this publication

Description

Seu significado e evidências

Popular Pages


p. 1

Retendo a Cabeça Seu significado e evidências ROMEU BORNELLI

[close]

p. 2



[close]

p. 3

ROMEU BORNELLI

[close]

p. 4

RETENDO A CABEÇA SEU SIGNIFICADO E EVIDÊNCIAS Copyright © Editora Restauração www.editorarestauracao.com.br Mensagens gravadas: www.sopalavra.org Transcrição: João Alfredo F. Barros Revisão: Paulo César de Oliveira Diagramação e capa: Rita Motta – Editora Tribo da Ilha

[close]

p. 5

Sumário Preâmbulo.....................................................................9 capítulo 1 Não nos Distrairmos de Cristo.................................. 21 A primeira evidência...........................................22 Contemplando a Majestade de Cristo.................29 A Glória de Cristo................................................ 31 As Aflições de Cristo............................................33 capítulo 2 Sendo Liderados pelo Espírito Santo – Parte 1.......39 A segunda evidência............................................ 41 O senhorio de Cristo por meio do Espírito Santo....45 Jesus, um homem cheio do Espírito Santo........49 O ministério do Espírito Santo........................... 57 capítulo 3 Sendo Liderados pelo Espírito Santo – Parte 2.......63 O Espírito de habitação.......................................64 O resultado da habitação do Espírito.................66

[close]

p. 6

A liderança do Espírito....................................... 67 A provisão do Espírito........................................70 A direção do Espírito.......................................... 75 Os relacionamentos no Espírito na vida da Igreja.............................................................. 76 capítulo 4 Tendo a Mente de Cristo............................................ 81 A terceira evidência.............................................84 Esvaziar-se de si mesmo.....................................86 O coração dividido..............................................89 A mente de Cristo em Timóteo e Epafrodito......89 capítulo 5 Andai em Amor..........................................................97 A quarta evidência..............................................99 Conhecidos pelo amor que temos uns pelos outros................................................................ 104 Como andar em amor....................................... 107 capítulo 6 Retendo a Cabeça......................................................113 A quinta evidência..............................................114 O Cabeça sobre todas as coisas..........................116 O Cabeça que edifica..........................................119 O Cabeça que salva Seu corpo.......................... 122

[close]

p. 7

Este livro é uma transcrição das mensagens que foram proferidas em Londrina no Paraná em outono de 2011. Foram minimamente editadas de modo a adequá-las à forma literária. Exceto onde indicado, todas as citações bíblicas são da versão de João Ferreira de Almeida, Revisada e Atualizada.

[close]

p. 8



[close]

p. 9

Preâmbulo Colossenses 2.19 – … e não retendo a Cabeça, da qual todo Corpo, suprido e bem vinculado por suas juntas e ligamentos, cresce o crescimento que procede de Deus. De todo esse verso, quero destacar a primeira frase – “… e não retendo a Cabeça” – e procurar, no aspecto positivo do assunto, examinar quais seriam algumas das evidências de uma assembleia que retém a Cabeça. É claro que este é um assunto extenso na Palavra de Deus, e não tenho a pretensão de esgotá-lo neste pouco tempo. Na Escritura existem evidências muito definidas de uma assembleia que retém a Cristo como Cabeça, e precisamos da ajuda do Senhor para podermos examinar algumas delas. Antes de tratar dessas evidências, é preciso fazer um preâmbulo examinando esse verso. Observe que a frase “e não retendo a Cabeça” foi dita em um contexto de advertência. Sabemos que os germes do j9

[close]

p. 10

gnosticismo1, que imperou no final do primeiro século e fluiu no segundo século, estão presentes nas exortações que Paulo fez a essa assembleia para que não se desviasse de Cristo. Quando as advertências são feitas, o verso 19 é como uma coroa, ele é um clímax de tudo o que Paulo vem dizendo. Ele diz que se nós nos distraímos de Cristo, em função de algumas coisas mencionadas no capítulo 2, então o resultado é que não poderíamos retê-lO como Cabeça. E o que é reter a Cabeça? Quais são as evidências de que retemos a Cabeça? Há evidências muito específicas, muito práticas, muito reais. Nós não podemos achar – esse é um risco que corremos – que, porque professamos o Nome do Senhor, todas as coisas entre nós serão automáticas. Esse é um grande risco, uma grande tentação e um grande engano. Por exemplo, nós ouvimos: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles” (Mt 18.20) e aplicamos isso de maneira automática, mas isso não é automático. Porque estarem dois ou três reunidos em Nome de Jesus não significa falarmos: “Oh, Senhor Jesus, Tu és o nosso Senhor”, mas estarmos debaixo da autoridade do nosso Senhor. Se não santificamos a Cristo no nosso coração, então 1.  Movimento religioso herético, de caráter sincrético e esotérico, desenvolvido nos primeiros séculos de nossa era à margem do cristianismo, combinando misticismo e especulação filosófica. A palavra gnosticismo significa qualquer conhecimento místico das verdades divinas e transcendentes que se referem à condição espiritual do ser humano. 10 j Retendo a Cabeça • Seu significado e evidências

[close]

p. 11

não podemos nos reunir em Seu Nome. Podemos falar isso, mas não podemos ter a realidade disso. É como se usássemos o nome de alguém para comprar alguma coisa sem que ele nos tenha autorizado a fazer isso. Estaríamos usurpando o nome dessa pessoa. Assim é com relação ao Nome do nosso Senhor. Então, reunirmo-nos em Nome do nosso Senhor não é algo automático. E como nós nos enganamos nesse assunto. Nós invocamos Seu Nome, fazemos as nossas coisas, damos lugar ao que somos, servimos a Deus na energia da carne e invocamos e falamos Seu Nome. Esse é um grande risco que todos nós corremos como assembleias do Senhor. Continuando a analisar esse verso, algumas traduções dizem: “e não ligado à Cabeça”. Outra diz: “ignorando a Cabeça”, também no sentido negativo. E há uma que coloca de uma maneira bem significativa: “e não glorificando a Cabeça”. Por que não glorificando a Cabeça? Porque o grande tema de Colossenses é a glória de Cristo. Sabemos que Romanos, de uma maneira tão especial, enfatiza a glória do evangelho; Colossenses, de uma forma tão especial, a glória de Cristo; Efésios, de um modo tão especial, a glória da Igreja; Hebreus, de um jeito tão especial, a glória da carreira cristã. Esses quatro livros são fundamentais para o nosso entendimento da “economia” ou “dispensação” de Deus no Novo Testamento. E a ideia de não glorificar a Cabeça é abordada no texto, em primeiro lugar, de maneira negativa, e vamos Romeu Bornelli j 11

[close]

p. 12

vê-la sob o aspecto positivo. O que é reter a Cabeça? Isto é necessário para que tenhamos um crescimento harmônico, ordenado. Essa é a primeira frase importante nesse verso: não retendo; ignorando; não glorificando a Cabeça; ou não ligado à Cabeça. A segunda frase desse verso é: “… da qual todo o Corpo, suprido e bem vinculado por suas juntas e ligamentos…”. Aqui, a ideia de reter a Cabeça é tanto pessoal quanto corporativa. Por que sabemos que é pessoal? Nos versos 16 e 18 encontramos a palavra “ninguém”, e ela não é corporativa, é pessoal. “Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados… ninguém se faça árbitro contra vós outros…”. E quando Paulo entra nessa linha de raciocínio, ele diz que quem faz isso – veja o final do verso 18 – tem uma mente carnal e não retém a Cabeça. Então está muito evidente que o reter a Cabeça diz respeito ao aspecto pessoal. Você e eu, como pessoa, podemos não reter a Cabeça quando não santificamos a Cristo no nosso coração. Professamos o Nome d’Ele, mas nem todo aquele que diz “Senhor, Senhor” entrará no reino dos céus. Sabemos que na dispensação de Deus o pessoal e o corporativo não podem ser separados. O corporativo toca diretamente o pessoal e o pessoal toca diretamente o corporativo. Nunca perca isso de vista. Paulo é muito cuidadoso quando fala sobre isso. Quando ele vai falar a respeito da questão corporativa, ele diz: “… vós sois Corpo de Cristo” (1 Co 12.27). Isso é corporativo, porque 1 Coríntios 12 é corporativo. “Porque, assim como o 12 j Retendo a Cabeça • Seu significado e evidências

[close]

p. 13

Corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, constituem um só Corpo, assim também com respeito a Cristo” (1 Co 12.12). Especialmente a partir desse verso, ele entra em toda essa questão corporativa, e no verso 27 chega a esta conclusão: “Ora, vós sois o Corpo de Cristo”, porque essa é a ênfase. E em seguida diz: “… e, individualmente…”. Quando ele está falando sobre o Corpo de Cristo, não deixa a questão da individualidade de lado. Ele falou do Corpo e do indivíduo, mas agora traz o indivíduo para o Corpo e diz: “… e, individualmente…”. O que nós somos individualmente? Ele poderia dizer: “Individualmente nós somos indivíduos”, mas diz: “… e, individualmente, membros desse Corpo”. Não é maravilhoso o cuidado do Espírito de Deus? Você percebe a harmonia divina que existe aí? Por um lado, não perdemos o que podemos chamar de individualidade, isso nunca será perdido, nem quando estivermos face a face com nosso Senhor. Nós não seremos imersos numa massa amorfa de adoradores, porque em Apocalipse 22.4 diz que teremos escrito na nossa fronte – e fronte é algo individual – o Nome d’Ele. Ou seja, a nossa individualidade nunca será perdida. Por outro lado, todo o trabalho do Espírito Santo é para que nós percamos o nosso individualismo, não nossa individualidade. Por isso Paulo menciona a individualidade, mas mostra que ela funciona de maneira corporativa. Não é uma individualidade que funciona de maneira isolada. Quão precioso é para nós compreendermos, vivermos e praticarmos isso. Romeu Bornelli j 13

[close]

p. 14

Então, reter a Cabeça é, em primeiro lugar, pessoal. Cada um de nós pode perder a realidade de estar encabeçado pelo próprio Cristo, ou seja, santificando a Cristo em seu coração, aprendendo a responder ao Cabeça. Mas esse é só um lado da verdade. A próxima frase diz: “… da qual todo o Corpo, suprido e bem vinculado por suas juntas e ligamentos…”. O que Paulo está enfatizado nessa frase? Que reter a Cabeça é uma questão corporativa. Atente para essa combinação importante. Está muito claro que é uma questão individual, por causa da palavra “ninguém”, e está muito claro que é uma questão corporativa, por causa do Corpo, que é mencionado logo em seguida ao Cabeça. Quem está suprido e vinculado pelos ligamentos? O Corpo. Então, a questão corporativa foi imediatamente trazida. Se esse Corpo não está bem suprido pelas juntas e pelos ligamentos, ele não poderá receber suprimento da Cabeça, porque são as juntas e ligamentos que irão supri-lo. Aqui vemos essa combinação tão divina entre o pessoal e o corporativo. Creio que é bem mais interessante usarmos “pessoal” em vez de “individual”, embora este não seja errado. Mas penso que “pessoal e corporativo” é uma combinação bem mais harmônica. Outra versão usa os termos “provido” e “organizado”. A primeira palavra nós gostamos muito, mas quanto à outra carecemos de melhor entendimento. Por quê? Porque, graças ao Senhor, nós temos recebido entendimento de Sua parte, pelas Escrituras e pelo Espírito, de que o Corpo de Cristo não é uma organização, mas um 14 j Retendo a Cabeça • Seu significado e evidências

[close]

p. 15

organismo vivo. Precisamos nos desintoxicar do aspecto negativo do significado de “organização” e olhar como a Bíblia o usa, porque essa é uma das ideias contidas no texto. “… todo o Corpo, provido e organizado…” Olhe para o seu Corpo. Ele é desorganizado? Não, é muito organizado. Só que ele está respondendo a uma organização que vem de onde? Da vida. É porque há vida no Corpo que ele é harmônico. É ajustado, é organizado. Mas quando a organização impera sobre a vida, ela mata a vida, porque ela é uma organização de fora para dentro e não de dentro para fora. A organização de Deus é de dentro para fora. A vida se organiza, a vida é harmônica. A vida flui de maneira organizada. O apóstolo Paulo é muito claro a esse respeito. Quando ele orou por aquela assembleia tão desorganizada – no sentido de vida – de Corinto, disse assim: “Porque Deus não é de confusão, e sim de paz” (1 Co 14.33), mostrando que a operação de Deus é em harmonia. “Tratando-se de profetas, falem apenas dois ou três, e os outros julguem. Se, porém, vier revelação a outrem que esteja assentado, cale-se o primeiro” (1 Co 14.29-30). Isso não é organização? Só que é a organização do Espírito, é a liderança do Espírito. É a organização da vida. Então vamos tomar cuidado com a maneira com que usamos as palavras, para não jogar no lixo aquilo que depois vamos ter de reciclar. Vamos trazê-las de volta para o lugar adequado e correto, como Deus as usa. O Corpo é suprido e organizado, é suprido e bem vinculado, pelas suas juntas e pelos seus ligamentos Romeu Bornelli j 15

[close]

Comments

no comments yet