Jornal Sinaerj

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Sinaerj

Popular Pages


p. 1

Sindicato dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro JORNAL virtual do ADMINISTRADOR Ano 2 - Nº 4 Agosto e Setembro de 2017 Administração é para Administrador Página 4 Projeto pede a revogação da Reforma Trabalhista Foi protocolado pelo senador Paulo Paim (PT-RS) o projeto de lei que revoga a Reforma Trabalhista (Lei 13.467/2017), sancionada pelo Presidente Michel Temer, no dia 13 de junho. A proposta ainda precisa ser lida em Plenário para receber numeração e começar a tramitar nas comissões do Senado, mas o projeto é o pontapé na luta em defesa dos direitos dos trabalhadores. Segundo o senador, a proposta visa recuperar os danos que a lei pode ocasionar a classe trabalhadora, visto que, a reforma oferece inúmeros dispositivos inconstitucionais que buscam acabar com a relação entre empregado e empregador, bem como restringir dezenas de direitos individuais e sociais trabalhistas. A intenção da proposta é revogar a Reforma antes que ela entre em vigor, que deve acontecer em cerca de quatro meses. Essa chamada reforma, na verdade, é ape- nas uma forma de violar às normas internacionais do direito e as relações de trabalho, dificultando a vida dos trabalhadores e precarizando ainda mais as condições trabalhistas. Dentre os pontos mais prejudiciais estão: jornada intermitente, trabalho de grávidas em ambientes insalubres, jornada de 12 horas de trabalho, retirada da exigência de sindicatos na homologação de rescisão de contrato, entre outros. Para a Presidente do Sinaerj, Dirce Beltrão, essa proposta poderá evitar mais perdas de direitos que esse governo arbitrário está querendo arrancar dos trabalhadores. “Precisamos agora, mais do que nunca, nos unir, para que esse projeto possa tramitar e ser votado no Senado”, afirma Dirce. Salário mínimo de Administrador poderá ser de R$ 5.500,00 O Joio do Brasil (Pág. 2) Congresso Administrar acontece no Ceará em novembro administradores.org.br administradores-rj.blogspot.com facebook.com/adm.sinaerj administradores.tv.br instagram.com/sinaerj.adm Página 3

[close]

p. 2

Agosto e Setembro de 2017 Jornal do Administrador Presidenta: Dirce Beltrão Vice-Presidente: Luis Antonio Domingues Correia Diretor Financeiro: Reinaldo Antonio da Silva Diretor Administrativo: Julio Reis Relações Trab. Intersindicais: Jair Carvalho Diretor de Políticas Setoriais de Administração: Luiz Lobato Diretor Comunicação Social: Reginaldo Oliveira Dir. Rel. Corporativas Emprego e Renda: Dejalmar Pinho Diretores Adjuntos Antônio Marcos Carlos José Manhães Carlos Sansone Dácio Antonio (Licenciado) Edson Machado Heldon Barbosa Luiz Fernando Luiz S. Freitas Pedro Paulo Leite Reimont Otoni Conselheiros Fiscais Efetivos Cleres Maciel Azeredo Márcia Tavares Orlando d’Almeida Conselheiros Fiscais Suplentes Aldilene Sousa Fernanda Spinelli Tauil Lucas Guimarães SEDE DO SINAERJ Av. 13 de Maio, 13/8° andar, Centro, Rio de Janeiro, RJ CEP: 20031-901 Tels.: (21) 2262-3090 e 2532-2387 Subsede Sul Fluminense: Rua Quarenta, 8/1.302, Vila Santa Cecília, Volta Redonda, RJ, CEP: 27260-200 Subsede Norte Fluminense: Rua Oliveira Botelho, 244/302, Centro, Campos, RJ, CEP: 28010-320 Tel.: (22) 99983-0027 Subsede Região Serrana: Rua Lúcio Meira,330/304, Centro, Teresópolis, RJ, CEP: 25953-007 Site: www.administradores.org.br ADM TV: www.administradores.tv.br E-mail: sinaerj@administradores.org.br Blog: www.administradores-rj.blogspot.com Twitter: www.twitter.com/sinaerj Facebook: www.facebook.com/sinaerj JORNAL DO ADMINISTRADOR Conselho Editorial: Diretoria do Sindicato Assessoria de Comunicação Convictiva Comunicação Rua Gildásio Amado, 55, Sala 2005, Barra da Tijuca, RJ. Tel.: (21) 3549-3633 Tiragem: 10 mil exemplares 2 Joio do Brasil Desde o início do planejamento do golpe dado na presidente Dilma Rousseff – que culminou em seu impeachment – o Brasil vem degringolando. A crise política e econômica instaurada no país se transformou em um grande caos e um infinito pacote de incertezas para todos os brasileiros. O triste, mas verdadeiro exemplo é o desemprego, que só faz aumentar as dificuldades e perspectivas dos trabalhadores, sejam eles Administradores ou não. Porém, essa situação não é de toda surpreendente. Ela sempre foi previsível. Tanto é verdade que logo nos primeiros meses do Michel Temer na Presidência da República, foi fácil perceber que o que teríamos pela frente era muito pior do que imaginávamos. De maneira proeminente e veloz o governo Temer foi sugerindo e aprovando medidas escabrosas contra os trabalhadores, como foram os casos da já aprovada Lei da “Terceirização” e “Reforma Trabalhista”, além do dilacerante projeto de “Reforma da Previdência”, que segue no Senado. Mas para a surpresa de muitos – não de todos – explodiu no Brasil as delações da JBS. Nelas, os criminosos irmãos Batista fizeram a República estremecer de verdade ao expor imoralidades e ilegalidades do Presidente Michel Temer, de ministros, de deputados, procuradores, juízes e também do Senador Aécio Neves, até então presidente do PSDB, partido que contribuiu e apoiou o golpe contra a Dilma. O fato de Temer ter na calada da noite recebido no Palácio Jaburu empresário envolvido na Lava-Jato, já faz dele um chefe de Estado com práticas imorais. Ao se permitir conversar sobre temas ilícitos, ele deixa cair a máscara e se apresenta como um real indecoroso. Nós sempre soubemos que a legitimidade do governo Temer é irreal e também repudiada por nós do Sindicato, principalmente, por ter a sua presidência sido parida em decorrência de golpe. Contudo, o que mais nos aflige é que mesmo vindo à tona a incapacidade e envolvimento de Temer com as mais diversas falcatruas, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara rejeitou o parecer que pedia a admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer, dando assim fim ao prosseguimento a acusação do presidente pelo crime de corrupção passiva perante o Supremo Tribunal Federal (STF). É vergonhoso ver essa ligação entre gente graúda que comanda nosso país com empresas e setores privados e públicos fraudulentos e corruptos passando impunes, sem que nada possamos fazer. Eles são o joio do país. O Brasil, o nosso povo, os trabalhadores e as famílias brasileiras não merecem e não mais suportam essa dilacerante e vexaminosa situação. Precisamos cessar essa podridão. Temos que buscar novos rumos e horizontes. Desta forma, o Sinaerj – Sindicado dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro, vem novamente expor sua indignação e repúdio os constantes e incessantes ataques desse governo arbitrário e desonesto com a população e trabalhadores brasileiros, além de reiterarmos nossa posição em continuar lutando contra os desmandos e sucateamentos dos direitos da classe trabalhadora. Vamos juntos buscar e construir um Brasil melhor, mais justo, mais fraterno, mais moral e mais ético. Nós somos o Brasil, eles o joio. Sinaerj assina ACT com a INB O Sindicato dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro (Sinaerj), representado por sua Presidente, Dirce Beltrão, junto com os representantes da Intersindical (QUIMSULF, SINDIMINA-RJ, METABASE, SINDMINE, SENGE-RJ, SINDECON-RJ, SINSERJ), participaram no dia 1° de junho, da assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT 2016/2017) da Indústrias Nucleares do Brasil (INB), na sede da empresa, no Centro do Rio de Janeiro. Com a firma do ACT, os funcionários da INB garantiram reajuste salarial de 7%, sendo os pagamentos com data retroativa a novembro de 2016 pagos em junho, adiantamento de 50% do 13º, adicional por tempo de serviço até o limite de 35%, adicional de periculosidade aos trabalhadores que operam em áreas de risco, manutenção das conquistas, entre outros pontos. Eletrobras pode vender seus ativos A Eletrobras informou, através do seu Presidente, Wilson Ferreira Pinto Junior, que planeja se desfazer, ainda este ano, de todos os ativos que apresentam baixos retornos ou em Sociedades de Propósito Específico - SPE’s. A empresa, inclusive já está recebendo e analisando propostas do setor privado. Para o Sinaerj, a ação da Eletrobras tem como ponto principal a iniciação do processo de privatização da estatal, que poderá promover retrocessos e retirada de direitos dos trabalhadores e brasileiros. “A estatal é um dos maiores indutores de crescimento e desenvolvimento econômico do Brasil, não podemos deixar que ações inconsequentes da presidência da Eletrobras promovam um desmonte na empresa, prejudicando não somente seus empregados, mas também o nosso país”, afirma o Diretor do Sinaerj, Dejalmar Pinho. Siga o Sindicato no Twitter: www.twitter.com/sinaerj

[close]

p. 3

Jornal do Administrador Agosto e Setembro de 2017 Sinaerj repudia RN 512 do CFA que afeta Administradores O Sindicato dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro (Sinaerj) vem a público contestar e demonstrar seu repúdio a aprovação da Resolução Normativa nº 512, por parte do plenário do CFA (Conselho Federal de Administração), que autoriza os profissionais de qualquer área, que sejam mestres ou doutores, a obterem registro de Administrador nos CRA’s. A medida foi aprovada em reunião plenária do Conselho, realizada em 8 de junho, no Acre. A decisão vai de encontro aos objetivos dos conselhos regionais da categoria, onde destaca-se a fiscalização do exercício da profissão de Administrador e a defesa do mercado de trabalho para os Administradores. Isso porque, com a aprovação do normativo, profissionais de outras áreas poderão ocupar vagas que antes eram exclusivas da categoria Administradora, ampliando a concorrência e afetando os profissionais formados em Administração e os estudantes da área. Em função das futuras perdas aos Administradores devido à concorrência desleal e por se tratar de uma resolução que vai contra a lei 4.769/1965, que enfatiza que o exercício da Administração é privado aos bacharéis na área, o Sindicato dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro (Sinaerj), como um legítimo defensor dos Administradores, se posiciona contrário a decisão do CFA e vem à público divulgar o abaixo-assinado manifestando repúdio contra tal ação, bem como mobilizando a categoria em todo o Brasil. Administrador mostre sua insatisfação, assine o abaixo assinado no site do Sinaerj: www.administradores.org.br ou em: www. change.org e buscar por RN 512. “Além de ser desrespeitosa contra os Administradores, a aprovação do normativo 512 vai de encontro aos objetivos dos Conselhos Regionais da categoria, onde destaca-se a fiscalização do exercício da profissão e a defesa do mercado de trabalho para os Administradores”, afirma a Presidente do Sinaerj, Dirce Beltrão. Diretor do Sinaerj pede a revogação da RN 512 Em repúdio a Resolução Normativa (RN 512), aprovada pelo plenário do CFA (Conselho Federal de Administração), que permite a profissionais de qualquer área, que sejam mestres ou doutores, a obterem registro de Administrador nos Conselhos Regionais de Administração (CRA´s), o Diretor do Sinaerj, Edson Machado, gravou um vídeo no qual fala sobre os malefícios da decisão. De acordo com o Diretor do Sinaerj, a resolução permite a legalidade de uma prática que, até então era proibida, que é a de que um profissional de outra área exerça a profissão de Administrador. “Essa prática é nociva para a categoria Administradora, pois restringe o mercado de trabalho”, destaca Edson. O Administrador também afirma que a decisão do CFA foi tomada sem nenhuma consulta aos Administradores. “ Queremos que o Conselho Federal de Administração (CFA) revogue essa resolução que foi tomada sem discussão, sem levar em consideração o que os Administradores pensam”, finaliza o Diretor do Sinaerj. Congresso Administrar 2017 acontecerá em novembro, no Ceará O maior evento de Administração de Empresas do Brasil já tem data marcada para acontecer, dias 17 e 18 de novembro, no Centro de Eventos Ceará, em Fortaleza. Em sua 8ª edição, o Congresso Administrar promete apresentar o cenário brasileiro na área de Administração de Empresas com a realidade vivida entre os profissionais dentro das organizações. Com o tema central “O Poder de uma Gestão Eficiente dentro das Organizações”, o evento contará com a participação de empresários e especialistas em diversas áreas administrativas que visam contribuir para discussão do tema, fomentando e aprofundando o conhecimento teórico e prático dos participantes. Entre os palestrantes confirmados estão: Augusto Cury, Martha Gabriel, Daniel Godri, Geraldo Rufino e outros. As inscrições para o Congresso podem ser realizadas pelo site do evento em: http://congressoadministrar.com.br. Amazonas registra primeiro mestre sem bacharelado O CRA do Amazonas, autorizado pela Resolução Normativa 512 do CFA, oficializou a entrega do primeiro registro profissional em Administração a um mestre sem graduação em Administração. Para tanto, bastou o engenheiro Olavo Celso Tapajós Silva apresentar certificação de mestrado em Administração. Aprovada em junho, no plenário do Conselho Federal de Administração (CFA), a Resolução Norma- tiva 512 autoriza os profissionais de qualquer área que sejam mestres ou doutores a obterem registro de Administrador nos CRA’s. A decisão afeta a classe Administradora e vai de encontro aos objetivos dos Conselhos. Acesse nosso canal de vídeos: www.administradores.tv.br 3

[close]

p. 4

Agosto e Setembro de 2017 Jornal do Administrador A importância dos sindicatos no momento atual Os sindicatos, guerreiros e atuantes na luta por conquistas e manutenção dos direitos dos trabalhadores, bem como das categorias que representam, vêm, ao longo dos anos, sofrendo diversos ataques por parte daqueles que não simpatizam com a ideia de melhorar a vida do trabalhador. Os ataques aos sindicatos estão ocorrendo no momento atual e os duros golpes estão vindo diretamente do governo de Michel Temer e suas reformas que pretendem acabar com a representatividade desses antigos guerreiros. Os sindicatos são entidades que regem uma classe ou grupo profissional, que têm a função de buscar a defesa dos direitos e garantias dos trabalhadores, além de lutar por melhores condições de trabalho, salários dignos e o bem-estar do empregado. Uma das conquistas obtidas pelo que hoje se tornou um movimento foi a liberdade para a formação e legalização dos sindicatos, a famosa Liberdade Sindical. Sem o sindicato, uma categoria fica sem o seu escudo de proteção e seus direitos trabalhistas passam a ser ameaçados. O Sindicato dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro, Sinaerj, levanta a bandeira pelos sindicatos brasileiros e sua importância nos dias de hoje. Mais do que nunca os sindicatos são necessários por serem legítimos defensores dos trabalhadores que estão passando por tórridos momentos e iminentes ameaças de cortes de direitos essenciais. Foi com muita luta que chegamos onde estamos, precisamos unificar nossa batalha em proteção ao que é de direito do trabalhador. Adm. Reginaldo Oliveira Diretor de Comunicação Salário base dos Administradores Portaria estimula pode ser de R$ 5.500,00 desemprego e serviço precário à população Os Administradores obtiveram uma grande vitória. A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, da Câmara dos Deputados, aprovou o substitutivo deputado Bebeto (PSB-BA), relator do Projeto de Lei 6954/10, do ex-deputado Sandro Mabel, que fixa o piso salarial do Administrador em R$ 5.500,00. O projeto original previa o piso salarial de R$ 1.484,58, enquanto a proposição da PL 8247/2014, da deputada Flávia Moraes, que foi apensada ao documento, sugeria o piso nacional do Administrador de R$ 4.500. Contudo, o relator do projeto considerou o valor “ultrapassado” e aprovou a indicação para que os Administradores passem a ter salário de R$ 5.500,00. O projeto será agora analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Segundo o documento, o valor será reajustado no mês de publicação da lei, e também anualmente, caso seja definitivamente aprovado. O Sinaerj acredita que o valor aprovado pela Comissão é uma remuneração razoável. Vale lembrar que o Piso Salarial Nacional para categoria Administradora é uma das árduas bandeiras levantadas pelo Sindicato nos últimos anos. Não foram poucas as reuniões, encontros e audiências na busca do êxito. Exemplo disso, foi a participação do vice-presidente do Sinaerj, Luis Antônio Correia, na audiência pública realizada pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, no ano 2013, em Brasília, com o propósito de obter esclarecimentos e consideração sobre a questão do piso nacional pelas entidades representativas da categoria Administradora, que inclui Confederações, Federações e Sindicatos. Vale também destacar que os Administradores no Estado do Rio de Janeiro têm assegurado desde 2010, a conquista histórica de um salário mínimo base, obtido graças à atuação incisiva e firme do Sinaerj sobre os parlamentares fluminenses. A Diretoria do Sinaerj saúda a classe por mais essa parcial vitória, reafirmando seu propósito de continuar na luta em defesa dos direitos e em busca de melhores condições de trabalho e salários para a categoria. Como se não bastasse a aprovação da Lei da Terceirização para as atividades-fim, a Reforma Trabalhista e o projeto de reforma da Previdência, o governo federal publicou agora duas novas portarias que propiciarão o aumento do desemprego no país e estimularão um atendimento precário de serviços à população. Os absurdos documentos fixam o tamanho máximo do quadro de funcionários para empresas que fizeram Planos de Desligamento Voluntário (PDVs), ou seja, estatais ou empresas mistas como o Banco do Brasil e a Infraero, não poderão repor os trabalhadores que foram desligados pelo PADV. Uma ação infundada que provocará a precarização dos serviços prestados população, bem como sobrecarga de trabalho dos empregados que continuarem nas empresas. De acordo com o secretário, serão 30 mil funcionários desligados nas estatais que estão com o programa (PADV) em andamento, entre elas o Banco do Brasil, Caixa, Correios, Infraero, Conab e CPRM (Serviço Geológico do Brasil) e outras cinco menores que ainda devem desenvolver o plano. Ou seja, em pouco tempo, serão cerca de 32 mil vagas de empregos que deixarão de existir e a mesma quantidade de pessoas desempregadas. Lástimável. 4 Sinaerj - Av. 13 de Maio, 13 - 8º andar, Centro, Rio de Janeiro / RJ - CEP 20003-900

[close]

Comments

no comments yet