Agrupamento de Escolas de Nun-Alvares

 

Embed or link this publication

Description

Agrupamento de Escolas de Nun-Alvares

Popular Pages


p. 1

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE NUN’ÁLVARES «Esta Escola é melhor, porque nós estamos cá» Junho 2017 . Edição nº 04 . Ano 2017 Feira da Páscoa P. 3 0,50 Notícias CLUBES e PROJETOS Ciência por Miúdos... Miúdos a descobrir Ciência P. 3 Ser Livre a Ler Clube SAC P.4 P.12 Trabalho em Red P. 5 P.14P.14 Aventura na Cidade com a Turma do 7ºC Semana Aberta EB/JI Quinta Nossa Senhora de Colóquio - Mais Biblioteca, Mais Sucesso Escolar Monte de Sião P. 6 Biblioteca Escolar To r r e d a Marinha, Monte Sião e Quinta de São João. P. 7 BE Prof. Luís Guedes P. 16 P. 11 Icontagiar Saúde P.17 Conferência Interescolar “17 Ações pelo MEU Mundo” Iniciação à Programação no Primeiro Ciclo P. 8 P.14 P.15 P.18 P. 11

[close]

p. 2

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.2 Celebrar os desafios ganhos - de cada um e de todos nós! Temos pouco hábito de celebrar as coisas positivas que acontecem - a nós e aos outros. A existência de dificuldades não retira motivos à celebração. Os desafios ganhos merecem ser anunciados e partilhados, por cada um e por todos; na escola, principalmente. Dessa celebração partilhada podemos esperar mais vontade e motivação coletiva. O ano letivo foi repleto de desafios – muitos deles, certamente, só puderam ser ganhos pela colaboração, resiliência e ambição de fazer melhor e de alcançar objetivos comuns. Desafios dos alunos, dos professores dos assistentes e técnicos, dos pais e famílias que souberam “puxar uns pelos outros” sempre que foi preciso. Dos pequenos aos grandes desafios, dos mais simples aos mais exigentes, a celebração é devida porque não fazemos as coisas apenas por ser nossa obrigação – fazemo-las porque nos tornam mais capazes, mais fortes e mais felizes. A todos. Foi assim o ano de 2016/2017, nas atividades realizadas e partilhadas por pequenos e grandes nas datas comemorativas, nas iniciativas que decidimos promover, no final de cada período, nos dias diferentes, nas visitas e passeios, nos jogos, nos concursos e torneios, nas experiências, no dia do agrupamento, nos arraiais, nas festas ou no baile de finalistas. Celebremos sempre porque ousamos ganhar desafios! A Diretora Maria Paula Coito Ficha Técnica Agrupamento de Escolas de Nun´Álvares Escola Sede: Escola Básica de Nun´Álvares Rua Paulo da Gama - Cavaquinhas Código Postal: 2840-250 SEIXAL Telefone: 212210207 Fax: 212210135 E-mail Geral: direcao@aenunalvares.edu.pt Redação Docentes do Agrupamento de Escolas de Nun’ Álvares Sumário Impressão Ciências por Miúdos / Olimpíadas da Matemática Ser Livre/SAC Trabalho em Rede EB Quinta Nossa Senhora de Monte Sião DGE Biblioteca Escolar da Torre, Monte e na Quinta Núcleo de Intervenção na Comunidade Educativa Semana Aberta Biblioteca Escolar Prof. Luís Guedes Contagiar Saúde CPI (Clube de Programação do Primeiro Ciclo) Iniciação à Programação no Primeiro Ciclo Feiras e Comemorações NEE Dia do Agrupamento 3 4 5 6 8 9 11 14 15 17 18 19 20 21 22 Edição Prof. Mónica Cardeira Coordenação Prof. Mónica Cardeira Prof. Jorge Cunha Colaboração Docentes do Agrupamento de Escolas de Nun’ Álvares Docentes Bibliotecárias Equipa NICE

[close]

p. 3

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.3 Departamento de Matemática e Ciências Experimentais é assim! Só quando todos manipulam, todos têm a possibilidade de desenvolver a técnica e as capacidades. As No dia 7 de março de atividades experimentais que 2017 decorreram várias foram propostas incluíram atividades dinamizadas o b r i g a t o r i a m e n t e u m a pelos grupos de Matemática e Ciências Naturais dos 2º e 3ºCiclos e TIC. Foram vários os alunos que participaram nas atividades deste dia, assim como encarregados de educação e familiares dos alunos. O nosso Muito Obrigado a todos! Agradecimentos especiais para a Professora Dulce Costa e os seus alunos e à Porto Editora que facultaram os prémios atribuídos nas várias atividades. Campeonato SuperTmatik – Cálculo Mental planificação à priori, com o paralelismo entre conteúdos abordados nos currículos destas faixas etárias, que não se esgotaram no experimentalismo das ciências físicas e naturais e que articularam obrigatoriamente noções de matemática, lateralidade, motricidade fina e noção do meio que os rodeia, entre outros. Algumas técnicas base, que em alunos mais crescidos não se colocam, tiveram de previamente ser bem pensadas C o n c u r s o d a C a m i s o l a e articuladas entre a equipa de alusiva à Matemática docentes do 3º ciclo que promoveu e dinamizou as atividades e a equipa de educadores e professores do 1º ciclo, que aderiram ao projeto. A manipulação e a aplicação de Grupo Disciplinar de técnicas em crianças e alunos Matemática que não sabem ler ou contar, poderiam ser encaradas como Ciência por Miúdos... formas de impedimento… para Miúdos a descobrir nós foram apenas formas Ciência diferentes de resolver o T problema. em sido um bom desafio colocar crianças e alunos tão novos a trabalhar O trabalho deste ano despertou a curiosidade não só dos alunos com variáveis ambientais, a e dos educadores/professoras, registar aquilo que se observa e despertou igualmente a atenção a interpretar os dados que se dos pais que semanalmente, obtêm… o ensino experimental foram desafiados pelos seus filhos a repetirem as atividades em casa. Assim e correspondendo ao seu pedido, junto das educadoras Nélia Seco e Anabela Henrique, foi realizada uma aula aberta para os pais, na E.B. Monte Sião, em que foram os “pequenos cientistas” os dinamizadores da atividade. Na ocasião, os pais presentes foram investigadores, pois tiveram o desafio de experimentar a resistência de diferentes materiais – como construir uma estrutura 3D apenas com gomas e esparguete? Este projeto, desenhado e aplicado a 2 anos, foi considerado pelos intervenientes, como uma boa prática, pelo que desafiámo-nos a ir mais longe e a apresentar o nosso trabalho fora muros do agrupamento. Assim, fomos selecionados para apresentar o trabalho realizado, em dois encontros/ seminários distintos; Um deles a título regional, que ocorreu a 20 de maio na Escola Secundária do Pinhal Novo, o outro, com uma dimensão nacional, que irá ocorrer a 4 de julho, na Escola Superior de Educação de Lisboa, onde se debaterá a importância da Matemática e das Ciências Experimentais. Um agradecimento especial às educadoras e às auxiliares de cada uma das salas, às professoras do 1º ciclo, aos pais, mas acima de tudo aos nossos “alunos cientistas”, que nos mostraram uma maneira diferente de ver e fazer ciência experimental! Professores Pedro Pereira e Cláudia Simões

[close]

p. 4

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.4 Ser Livre a Ler Tal como partilhámos na última edição do jornal foi a partir do gosto pela leitura da aluna Celine Andrade (9ºA) e de uma pequena ideia que a equipa do NICE já tinha em mãos, desenrolou-se um fio condutor através da leitura de histórias de alunos do 2º e 3º ciclo para alunos do pré-escolar e 1º ciclo da EB/JI Nun´Álvares. Acreditamos que dar voz ao texto escrito permite a intergeracionalidade entre ciclos de uma forma natural, saudável e divertida, bem como estimular a reflexão conjunta sobre temas e ideias entre os alunos independentemente das idades ou ciclos. No 2º período continuámos a nossa leitura e fomos acolhidos pelo 4ºA com a Professora Sandra Clube SAC: Saber, Agir e Conhecer Durante o 2º e o 3º período a equipa técnica do NICE continuou a dinamizar o Clube SAC (Saber, Agir e Conhecer) com os alunos do 5º ano. Através de desafios semanais de crescente complexidade propostos aos alunos, esta atividade teve como objetivo principal o desenvolvimento das suas competências pessoais e sociais, promovendo o autoconhecimento, a autoestima, a capacidade de reflexão, a expressão emocional e a comunicação, permitindo uma melhoria no relacionamento interpessoal, na gestão de conflitos entre pares e na resolução de problemas. Ao longo deste ano letivo participaram no Clube SAC 21 alunos do 5º ano, divididos em 4 pequenos grupos, e foram realizadas 78 sessões de 50 minutos, à 4ª feira, 5ª feira e 6ª feira. Esta atividade destaca-se pela sua natureza preventiva e por uma metodologia de trabalho positiva, lúdica e dinamizada em grupos de pequena dimensão. Todas as semanas, os alunos do Clube foram desafiados a resolver uma tarefa em equipa, que se foi complexificando à medida que as Varandas (“Um livro para todos os dias” de Isabel Minhós Martins), pela Unidade de multideficiência do 1º ciclo com as Professoras Amélia Vitorino e Paula Lino (“Cucuuu Pedrito” de Beatrice Potter), pela turma A do pré-escolar com a Educadora Rita Conceição (“Eva” de Margarida Botelho), pelo 2ºA com a Professora Graça Alibhai (“Eu Acredito” de David Machado), pelo 2ºB com a Prof. Mariana Bonecas (“O Livro Sem Bonecos” de B. J. Novak), e pela Unidade de multideficiência do 2º e 3º ciclo com as professores Dulcídia Teixeira e Engrácia Serra (“A primavera da borboleta branca” de Raquel Martins). Para o próximo ano letivo desejamos alargar este projeto e enriquecê-lo com mais alunos voluntários para dar vida às palavras. Parabéns aos alunos que deram o seu tempo livre para ler: Celine Andrade (9ºA) e Pedro Gomes (9ºB). Não se esqueçam: sejam livres a ler! Equipa NICE sessões se iam desenrolando. Os alunos participantes avaliaram positivamente a atividade, considerando que foi benéfica para a sua autoconfiança e para o seu autoconhecimento, favorecendo o seu relacionamento com os colegas. A maioria dos alunos disse que no próximo ano letivo gostaria de participar novamente nesta atividade. Força SAC! Temos novos desafios à vossa espera. Equipa NICE

[close]

p. 5

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.5 Trabalho em Rede Aventura na Cidade com a Turma do 7ºC A Associação ARISCOInstituição para a promoção social e da saúde cria e desenvolve projetos com a metodologia de ação-reflexão e com recurso a instrumentos de natureza lúdica-pedagógica. A “Aventura na Cidade” é uma experiência de grupo conduzida por um mestre de jogo e na qual a aventura decorre numa sala, colorida pela imaginação de cada um. Na cidade imaginária existem inúmeros locais de referência (biblioteca; hospital; casa abandonada; câmara municipal; praia do farol; etc.), onde será possível obter enigmas que ajudam o grupo a descobrir uma pessoa/local/objeto desaparecido. Para conquistar as pistas cada grupo é desafiado a resolver situações-problema, definidas em função do local e dos objetivos da aplicação do jogo. No âmbito da parceria entre Associação ARISCO e a Câmara Municipal do Seixal, o Agrupamento de Escolas de Nun´Álvares foi novamente desafiado a participar na aplicação da “Aventura na Cidade” através do convite da Dra. Sandra Cunha do Departamento de Desenvolvimento Social e Desporto. A fase de preparação implicou a seleção do grupo-alvo do projeto, que após algumas sessões de trabalho com os docentes Ana Laranjeira e Pedro Pereira, o 7º C foi a turma escolhida para acolher este projeto. A equipa dos mestres de jogo foi constituída pela equipa técnica do agrupamento: Cláudia Loureiro, Manuel Firmo, Patrícia Martins. A aplicação da aventura na cidade decorreu ao longo do 3º período e foi concebida à luz de uma missão atribuída à turma: apoiar um projeto social da comunidade. Ao longo de 5 sessões a turma recebeu vários desafios e gradualmente foi alcançando pistas que orientavam para a especificidade da missão: apoiar um grupo de cidadãos a desenvolver uma atividade familiar de natureza recreativa. No dia 30 de maio os alunos do 7ºC organizaram uma angariação de fundos através da venda de bolos caseiros e salgados, e no dia 8 de junho doaram o valor angariado através de uma visita ao Centro Comunitário Várias Culturas Uma Só Vida (valência do Centro Paroquial de Bem-Estar Social de Arrentela). Nessa visita foram acolhidos pela coordenadora do centro (Natércia Pedro) e técnicos da equipa (Lara Martinho, Iolanda Bernardes, Fátima Decolores) que apresentaram o trabalho desenvolvido na comunidade, bem como puderam conhecer alguns cidadãos do grupo que estavam a apoiar e realizar um workshop criativo através do qual o grupo produz artesanato solidário. Como resultado do bom trabalho realizado, no dia 16 de junho a turma do 7ºC visitou os serviços centrais da Câmara Municipal do Seixal e foi recebida pelo Presidente da Câmara (Joaquim Santos) e pela Vereadora da Educação, Juventude e Modernização Administrativa (Vanessa Silva) que congratularam o apoio que os alunos investiram numa causa social e comunitária. Fonte no site oficial da Associação ARISCO: http://www.arisco-ipss.org/

[close]

p. 6

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.6 EB Quinta Nossa Senhora de Monte Sião No dia 8 de março, recebemos na nossa sala, a mascote do nosso manual de matemática “O Dragão dos Números”. Foi muito divertido, cantámos e dançámos com ele!!! aprende e no dia 28 de abril jogámos ao “Ludo Gigante”. feijoeiros. As nossas experiências EB/JI Q.N.S. Monte Sião 2ºA JI - Sala Azul N Jós fizemos várias experiências na sala e na horta. Na sala á há muito tempo que as crianças da sala Azul do Monte Sião, conheciam descobrimos as características a a constituição do seu d e a l g u n s m a t e r i a i s . corpo… pelo menos, as partes Verificámos que os materiais que se conseguem ver… p o d e m s e r f l e x í v e i s , Sabiam também contar e resistentes, solúveis em água, a g r u p a r o s d i f e r e n t e s transparentes e combustíveis. elementos do corpo e jogavam muitas vezes ao “jogo dos pares”, dizendo a seguinte cantilena, tendo cada um que acrescentar um elemento correspondente ao número… E como não há Páscoa sem “Caça aos Ovos”, no dia 3 de abril foi dia de diversão! Também realizámos uma experiência com o ar. Conseguimos encher um balão sem o soprar. Primeiro, investigaram… por fim, puseram mãos à obra e usando novas técnicas de expressão plástica… A brincar também se Na horta utilizámos sementes e pequenas plantas. Elas cresceram. Agora temos morangos, alfaces, alho francês e

[close]

p. 7

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.7 EB Quinta Nossa Senhora de Monte Sião … mostrararam o que aprenderam! fevereiro de 2017, Educadora Anabela Henrique Ciclo de vida da Borboleta transformados em BORBOLETAS brancas!! Contou-nos como tudo aconteceu: - Os bichos cresceram e ficaram gordos - Deixaram de comer e colaram-se nas paredes e tampa da caixa - Cada um, com a boca fiz o casulo e ficou fechado lá dentro - Depois, fez um buraquinho no casulo e quando saiu, tinha-se transformado em Borboleta - As asas estavam molhadas e depois secaram. A Avó do Dinis teve uma grande ideia!! Ofereceu-nos uma caixa cheia de Bichos de Seda!!! - UUHH!! São lagartas!! - Disse a Leonor - Ah não são nada! Não vês que têm abril de 2017, Sala Azul, Monte Sião, Educadora Anabela risquinhas! – respondeu logo o Dinis Então o Dinis passou a explicar… - Estes bichos, nasceram há pouco tempo! Só podem comer estas folhas de amoreira - Temos que os limpar, todos os dias! E assim foi,todos os dias, durante a reunião da manhã, os responsáveis, cuidaram dos bichinhos, que iam comendo e crescendo… abril de 2017, Sala Azul, Monte Sião, Educadora Anabela Visita deEstudo No passado dia 24 de maio de 2017, aturma A do segundo ano da E.B. Monte Sião realizou uma visita de estudo à Kidzania. Durante a Páscoa, o Dinis levou-os para casa da avó… Ela ofereceu-os ao Gabriel que gosta muuuuuiiiitoooo de animais… Quando voltámos da Páscoa… Que grande surpresa!! O Gabriel trouxe-nos os bichinhos

[close]

p. 8

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.8 VI Encontro Micro-Rede de Técnicos Escolas TEIP Estiveram presentes 13 técnicos do Agrup. de Escolas Pedro Eanes Lobato (Amora), Agrup. de Escolas Vale da Amoreira (Baixa da Banheira), Agrup. de Escolas Baixa da Banheira, Agrup. de Escolas Trafaria, Agrup. de Escolas Ordem de Santiago (Setúbal), Agrup. de Escolas José Saramago (Poceirão). O tema escolhido para o encontro inscreveu-se no eixo de ação dos técnicos especializados na escolas TEIP: a prevenção do abandono e absentismo escolar e indisciplina, e por isso a prevenção constitui a principal dimensão na qual se propôs investir uma maior reflexão partilhada. O roteiro ao longo do encontro foi desenhando o seguinte caminho: a. Partilha de lógicas de prevenção associadas à diversidade de atividades/projetos dinamizados em cada agrupamento; b. Realização de um jogo de Boccia entre os técnicos e os alunos da UMD do 1º, 2º e 3º ciclo (Professoras Amélia Vitorino, Paula Lino, Dulcídia Teixeira, Engrácia Serra); c. Degustação de doces realizados pelos alunos com currículo específico individual na disciplina “Atividades da vida diária” (Prof. Rita Melo); d. Realização de uma tertúlia dinamizada por docentes (Antónia Milheiras e Graça Coelhas), pelo mediador EPIS (José Lopes) e a responsável pela equipa das assistentes operacionais (Anabela Costa); e. Visita a alguns espaços da escola sede; f. Duas alunas do 9º ano (Celine Andrade e Janice Benji) leram uma história de forma a ilustrar o trabalho que é desenvolvido pelos voluntários da leitura no projeto “Ser Livre a Ler”; g. O s t é c n i c o s participaram na sessão do grupo de teatro de 4ª feira e na sessão do NAV3.0, e conversaram com os alunos sobre as suas motivações e experiências nas respetivas atividades; h. Reflexão final partilhada sobre a diversidade da prevenção em contexto escolar: saber ouvir e ver o outro, inteligência emocional, afeto, prevenção enquanto princípio da escola, acreditar que se é capaz, comunicação-empatiavalorização, educação para a cidadania, persistência, educação não-formal, apostar e melhorar as relações. Ideias/Palavras-chave que resultaram do encontro: a importância de ter experiências, ocupação através de tarefas ativas, agilidade nos processos, valorização do papel dos assistentes operacionais, as expectativas contam, o envolvimento dos diferentes atores, comunicação de proximidade, trabalhar na transição de ciclos, valorizar as histórias de vida, utilização de novas metodologias. Visita da Direção Geral da Educação (DGE) e da Agência para o Desenvolvimento e Coesão(AD&C)-11 maio 2017 No âmbito da visita da DGE e da AD&C ao nosso agrupamento a direção desafiou a equipa técnica do NICE a apresentar o seu plano de ação e a destacar algumas atividades que desenvolve na comunidade educativa.

[close]

p. 9

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.9 A Biblioteca Escolar na Torre, no Monte e na Quinta O Pré- Escolar Na Mundet Com O Ratinho da Cortiça Um ratinho mágico e outras personagens de um teatro de fantoches andaram à solta na antiga fábrica Mundet, no decorrer do 2º período, ajudando os alunos das 3 salas do pré- escolar da EB Quinta de S. João a descobrirem de onde vem, como se trabalha e para que serve a cortiça. Numa parceria com a RBE, através dos workshops desenvolvidos a EB Quinta de S. João e na EB da Torre da Marinha, alunos do 1º e dos 4ºs anos ficaram a saber que, para além do plástico ter um conjunto vastíssimo de utilizações, de ser um material útil, duradouro e versátil, contribuindo para o bemestar do homem, o seu uso descontrolado tem impactos muito negativos no planeta, nomeadamente nos oceanos. Através das atividades que realizaram ficaram sensibilizados para esta problemática e que perceberam que é urgente mudar comportamentos e atitudes. alunos de todas as turmas do 3º ano do agrupamento, para além da colaboração de pais e de EE. Todos os que participaram estiveram de parabéns, mas foi a turma do 3º A da EB Quinta de São João que recebeu os três primeiros lugares no concurso, levando para casa cada um deles um cheque FNAC. Decorreu na EB Quinta Nossa Srª do Monte Sião uma iniciativa levada a cabo pela Pordata- Kids e destinada aos alunos do 3º ano da escola e do 4 º da escola da Torre da Marinha. Estes alunos ficaram a saber que é importante haver Estatísticas, e que é um assunto que também os deve interessar. Tiveram a oportunidade de explorar a cidade Pordata, que contempla temas como: o ambiente, a ciência e a Plasticiologia Marinha O Oceanário de Lisboa pretende contribuir para elevar a literacia dos oceanos, em Portugal, promovendo o conhecimento dos oceanos e a vontade de contribuir para a sua conservação, tendo como base os valores da sustentabilidade e da necessidade de proteger a biodiversidade marinha. Semana da Leitura “ O Prazer de Ler” Fo r a m m u i t a s a s atividades desenvolvidas nas três bibliotecas que incluíram: leitura, escrita, ciências experimentais, a internet segura, com o tema “Clica em Segurança”, feira do livro, e deu-se continuidade a alguns projetos já iniciados. Um dos pontos altos desta semana foi a grande final do concurso de leitura, que decorreu na BE da escola sede, com a participação de tecnologia, a saúde e a educação entre outros e ainda exploraram o “Sabias que…” com curiosidades estatísticas sobre a sociedade, um estimulo para o interesse por saber mais. Seixal, Marés de Leitura Decorreu, no dia 30 de março, a primeira MARCHA de leitura, que envolveu turmas das diversas escolas do concelho, desde o 1º ciclo ao ensino secundário.

[close]

p. 10

junho 2017 Pág.8 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.10 A Biblioteca Escolar na Torre, no Monte e na Quinta Com o contributo da RBE, da Biblioteca Municipal e da CMS e a Escola Segura, os cerca de 500 alunos, percorreram nessa manhã a marginal do Seixal, com partida desde a escola Paulo da Gama até à BM. Ao longo desta Marcha, de forma muito natural, divertida e entusiasta, foram lidos diversos tipos de textos de variadíssimos autores. Os alunos da turma do 4º ano d a To r r e d a M a r i n h a participou com o poema “Meninos de todas as cores” de Luísa Ducla Soares. Foi sem dúvida um momento único para todos os alunos que revelaram, através das suas leitura, o valor e a importância das bibliotecas e da leitura, para o seu desenvolvimento e para a sua formação. ”Uma Aventura Nas Férias Da Páscoa” Este é o título da obra que os alunos dos 3ºs anos das três escolas leram e que lhes tem proporcionado muitas aventuras. É um projeto anual desenvolvido em parceria com o Ecomuseu do Seixal e a Biblioteca Municipal. Este período, estes alunos vivenciaram as aventuras dos personagens da história, pela sua chegada ao Moinho de Maré de Corroios. A atividade foi uma experiência de canoagem, bem pertinho do Moinho. Mesmo com um pouco de frio, a alegria e a animação foi uma constante nos seus rostos, por vivenciarem uma experiência única, para muitos deles. Será já no dia 9 de junho, no Fórum do Seixal, na presença das escritoras Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada que a obra será dramatizada por todos os alunos das doze turmas envolvidas no projeto. Literacias Andarilhas Projeto PEM D ecorreu no dia 24 de maio, na Quinta da Fidalga o projeto “Literacias Andarilhas”, coma participação das turmas dos 3ºs e dos 4ºs anos das três escolas. Envolveu uma parceria com diversas entidades e instituições do nosso concelho, desde a CMS, a União da Juntas de Freguesia de Seixal, Arrentela e Paio Pires, a Biblioteca Municipal do Seixal, o IFCT, a AURPITM, a Escola de Música do Pólo do Conservatório Nacional, pais e encarregados de educação e auxiliares da ação educativa. Num espaço tão aprazível, como é a Quinta da Fidalga, foi possível, com o acompanhamento das professoras titulares de turma, proporcionar aos nossos alunos momentos de aprendizagem diversificados, desenvolver as suas capacidades expressivas e criativas, através da música, da representação teatral, do circo, da expressão plástica e física, da escrita, da pintura e da audição de histórias, numa permanente interação entre pares e entre todos os dinamizadores de cada uma das estações. Dia dos Pais Decorreu no passado dia 27 de maio a comemoração do “DIA DOS PAIS” na EB da Torre da Marinha. A BE esteve presente através de uma apresentação musical que contou com os alunos da turma do 4º ano. Textos Elaborados pela professora Mª José Leal

[close]

p. 11

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.11 N.I.C.E. - Núcleo de Intervenção na Comunidade Educativa Semana Aberta O Agrupamento de Escolas de Nun´Álvares dinamizou a terceira edição da Semana Aberta Nun´Álvares, através da apresentação antecipada da escola aos futuros alunos do 2º Ciclo. Ao longo de três dias foram realizadas visitas guiadas e interativas aos diferentes espaços e serviços escolares, bem como simuladas aulas de algumas disciplinas que os alunos vão ter no próximo ano letivo. Este acolhimento, de natureza preventiva, permite familiarizar os alunos com a dinâmica de funcionamento da nova escola; promover a sua integração gradual na entrada num novo contexto escolar e impulsionar um contacto inicial com os futuros pares e atores educativos. No dia 8 de Maio foram acolhidas as turmas do 4ºA (Prof. Ilda Candeias) e do 4ºB (Prof. Inês Lopo) da EB/JI de Nun´Álvares; no dia 9 de Maio foram acolhidas as turmas do 4ºA (Prof. Gilda Batista), do 4ºB (Prof. Manuela Castelo) e do 4ºC (Prof. Sónia Hermenegildo) da EB/JI da Qta. S. João; e no dia 17 de Maio foram acolhidas as turmas 4ºA (Prof. Ana Amaro) da EB/JI Monte Sião e do 4ºA (Prof. Prof. Olga Correia) da EB da Torre da Marinha. O acolhimento inicial foi realizado pela direção do agrupamento e contou com a presença de 137 alunos, 7 professores do 1º ciclo, 7 representantes dos encarregados de educação das turmas finalistas, 3 diretores de turma que partilharam a especificidade do seu papel (Carina Silva, Graça Coelhas e Alexandre Lourenço), uma assistente operacional que apresentou as suas funções no espaço escolar (Anabela Costa); 7 docentes que dinamizaram as aulas simuladas (Graça Coelhas/PORTUGUÊS; Lina Guerra/HGP; Cláudia Estanislau/ED.MUSICAL; Dulce Costa/EV; António Costa/ED.FIS; Carla Gonçalves/EV; Pedro Pereira/CIÊNCIAS; a professora Eulália Reis que acolheu e apresentou a BE-CRE, e 7 alunos do NAV.3 que apresentaram e explicaram informação diversa sobre a escola e realizaram as visitas guiadas (Filipe Silva, Tiago Borges, Beatriz Piça, Celine Andrade, Janice Benji, Demba Culubali, Manuela Serban). Foi a participação de todos estes elementos que permitiram realizar uma semana aberta de qualidade para os nossos alunos. Obrigado a cada um pelo trabalho desenvolvido e boa entrada no novo ciclo para os nossos finalistas! Nun’álvares a Mudar (NAV.3) O grupo realizou este ano pela primeira vez o “ To r n e i o d e Matraquilhos”, dirigido aos alunos do 2º e 3º ciclo de escolaridade. O torneio foi realizado em duas fases, a 1ª no dia 26 de abril e a 2ª no dia 10 de maio. Inscreveram-se 29 equipas, a dupla vencedora era formada pelos alunos Ruben Fernandes e Ricardo Marques da turma VOC 1 A. Os alunos organizaram também a 2º edição do concurso “Há Talento na Nun'Álvares”. Este ano letivo as inscrições estiveram abertas a todos os alunos do agrupamento e no total participaram 41 alunos (16 alunos da EB/JI Qtª S. João, 16 alunos da EB/JI Nun'Álvares e 9 alunos da EB Nun'Álvares). As atuações dos alunos passaram pelo teatro, canto, dança e por tocar instrumentos. O concurso foi realizado em duas fases: na primeira fase foram realizadas as audições (3 de maio, 17 de maio e 7 de junho) e na 2ª fase a final, que foi inserida na 2ª edição do “Festival Arte e Cultura”, que se realizou no dia 16 de junho no auditório da escola sede do agrupamento. Os vencedores das diferentes categorias foram: Canto (Mª Silva 1ºA/QSJ; Jéssica Grilo 6ºD); Dança (Valeria Hrynchuk e Carlos Saldanha do 5ºA); Teatro (Afonso Mendes, Marta Costa, Letícia Goncalves e Cláudia Toste do 4ºB/QSJ); Instrumento (David Marques e Manuel Ramos do 5ºE, Iúri Mata 7ºC). Agradecemos a participação de todos os envolvidos na atividade (professores e alunos), em especial ao professor Alexandre Lourenço por ter aceite o convite para fazer parte do júri juntamente com os alunos do NAV.3. Para além destas duas atividades os alunos do grupo NAV.3 também apoiaram a equipa técnica NICE na dinamização e execução de outras atividades, nomeadamente:

[close]

p. 12

Pág.13 junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.12 N.I.C.E. - Núcleo de Intervenção na Comunidade Educativa o “Feira da Páscoa” (30 de março) o “Feira do Dia da Mãe” (4 de maio) o 3ª Edição da “Feira da Família” (15 de maio) o Dia do Agrupamento (13 de junho) ! Apoio na apresentação das peças finais, inseridas na 2ª edição do “Festival Arte e Cultura” do Grupo de Teatro AENA, “A Caixinha de Música”, “A Gata Borralheira” e o “Hotel Transilvânia”. O grupo apresentou uma proposta para o Orçamento Participativo das Escolas, iniciativa que se realizou pela primeira vez este ano letivo e teve como público-alvo os alunos do 3º ciclo e secundário. Os principais objetivos foram contribuir para as comemorações do Dia do Estudante e estimular a participação cívica e democrática dos estudantes. A proposta apresentada denominava-se “Nun'Álvares Relax”, e consistia na criação de uma área de lazer para os alunos na sala do aluno na escola sede. A votação decorreu no dia 24 de março e a proposta do NAV.3 foi a vencedora com 32% dos votos. Os alunos que fizeram parte do grupo NAV.3 este ano letivo são: Alexandre Soares (7ºA), Beatriz Gonçalves (7ºC), Filipe Silva (7ºC), Tiago Borges (7ºC), Celine Andrade (9ºA), Demba Culubali (9ºA), Janice Benji (9ºA) e Manuela Serban (9ºB). Obrigado a todos estes alunos pela sua disponibilidade e envolvimento no trabalho que desenvolveram e que permitiu dar vida ao lema do nosso agrupamento: “esta escola é melhor porque estamos cá!” II Festival de Arte e Cultura A importância das experiências culturais e artísticas aliada à valorização das competências criativas dos alunos dão o mote para mais uma edição do Festival de Arte e Cultura do AENA. Nos dias 13, 14 e 16 de Junho o festival desafiou vários alunos a apresentar os seus trabalhos artísticos. O grupo de teatro apresentou a peça “A Caixinha de Música” (participação de 14 alunos); a peça “A Gata Borralheira” (participação de 15 alunos) e a peça “Hotel Transylvania” (participação de 13 alunos). No dia 16 junho foi realizada a final do “Há talento na Nun´Álvares” na qual participaram 21 alunos através de 13 atuações de canto, dança, teatro e instrumento musical. Grupo de Teatro AENA Neste balanço final de atividades, queremos relembrar que este foi o terceiro ano letivo consecutivo do grupo de teatro do AENA, que contou com a participação de 67 alunos divididos em três subgrupos (às 4ª feiras das 14h25 às 16h20 funcionaram dois grupos, e às 5 ª feiras das 14h25 às 15h20 funcionou outro grupo com a participação da Professora Andreia Carvalheiro, que pelo segundo ano letivo integrou a equipa desta atividade). No total foram realizadas 88 sessões com o grupo de teatro que proporcionaram exercícios de improvisação, de expressão corporal e vocal, de criação de personagens, de produção de breves textos cénicos, de leitura encenada, visualização de vários vídeos de trabalhos artísticos nacionais e internacionais, workshops com convidados e ensaios das diferentes peças apresentadas ao longo do ano. Os primeiros projetos artísticos dos três grupos realizaram-se nos dias 14 e 15 de dezembro de 2016, inseridos nas comemorações de Natal do AENA, com o tema “O Natal vai ao Teatro”. Os projetos de final de ano foram apresentados no âmbito do II Festival de Arte e Cultura do agrupamento, com a seguinte organização: ! “A Caixinha de Música” – peça adaptada de um texto escrito pelos alunos Mariana Oliveira e Pedro Beda do grupo de teatro do ano letivo 2015/2016 e apresentada no dia do agrupamento (13 Junho) pelos alunos: Carolina Sousa (6º D), Cátia Morais (7º B), Inês Ribeiro (5º C), Joana Ribeiro (6ºF), Maria Eduarda Ferreira (5º F), Mariana Oliveira (6ºE), Raissa Marins (6ºE), Rafaela Loureiro (6ºE), Rúben Vieira (6º E), Rui João (7ºB), Sandro Ferreira (7ºB), Sara Lúcio (6º E), Vanessa Reis (6º E), Vitória Costa (6º E).

[close]

p. 13

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.13 N.I.C.E. - Núcleo de Intervenção na Comunidade Educativa ! Agrupamento (13 Junho) pelos alunos: Carolina Sousa (6º D), Cátia Morais (7º B), Inês Ribeiro (5º C), Joana Ribeiro (6ºF), Maria Eduarda Ferreira (5º F), Mariana Oliveira (6ºE), Raissa Marins (6ºE), Rafaela Loureiro (6ºE), Rúben Vieira (6º E), Rui João (7ºB), Sandro Ferreira (7ºB), Sara Lúcio (6º E), Vanessa Reis (6º E), Vitória Costa (6º E). ! “A Gata Borralheira” – peça adaptada do conto dos Irmãos Grimm e apresentada no dia 14 de Junho pelos alunos: André Ershov (5ºD), André Martins (5ºD), Beatriz Saraiva (5ºF), Daniel Fernandes (5ºD), Fábio Silva (5ºF), Lara Pina (5ºB), Leandro Fonseca (5ºF), Levi Camacho (5ºF), Liane Fernandes (5ºB), Marta Ribeiro (5ºB), Martim Almeida (5ºE), Rodrigo Ventura (5ºD), Sara Ezequiel (5ºF), Tónia Furtado (5ºD). !“Hotel Transylvania” – peça adaptada do filme de animação e apresentada no dia 14 de Junho pelos alunos: Beatriz Ferreira (5ºA), Carlos Saldanha (5ºA), Carolina Silva (6ºF), Celine Andrade (9ºA), Cristiano Teixeira (5ºG), Demba Culumbali (9ºA), Filomena Assunção (5ºG), Henrique Ferreira (5ºG), Inês Esteves (5ºG), Irina Tomás (5ºG), Janice Benji (9ºA), Joana Raimundo (5ºG), Rodrigo Pais (5ºG). A equipa técnica do NICE atribuiu um certificado personalizado a cada aluno destacando os projetos apresentados, e com o objetivo de valorizar o percurso desenvolvido. Por tudo isto, congratulamos com muita felicidade a participação e dedicação de todos os alunos que ao longo do ano letivo deram vida a este grupo, e que contribuíram para reforçar a importância das experiências artísticas e culturais na escola. Viva o Grupo de Teatro do AENA! MASCOTE DO SÉC.XXI Já está escolhida a nova mascote do agrupamento! Das várias mascotes realizadas pelos alunos, foram selecionadas 9 para a votação final. O processo de votação da nova mascote teve início no final do 2º período e terminou no 3º período. Os resultados da votação foram divulgados no Dia do Agrupamento, no total votaram 913 alunos (do 1º ao 9º ano de escolaridade) das seis escolas do agrupamento. A mascote vencedora, com 273 votos, foi realizada pela aluna Ana Morgado da turma 6ºC. Agradecemos a participação de todos os envolvidos na atividade (professores e alunos), em especial às professoras Carla Gonçalves e Filomena Almeida por terem aceite o desafio de colaborar na dinamização desta atividade, e à professora Dulce Costa que irá dar vida à mascote. ANUÁRIO “ESTA ESCOLA SOMOS NÓS!” A identidade e o sentido de pertença constituem os principais motivos da realização do anuário “Esta Escola Somos Nós!”, que torna possível a elaboração de um álbum de memórias de todos os que dão vida ao nosso agrupamento. Este ano letivo participaram 1103 alunos das 57 turmas do pré-escolar ao 9º ano, e que permitiram a inauguração de uma exposição na escola sede no dia do agrupamento. A equipa do NICE encontra-se atualmente a preparar a 2ª fase do anuário através do registo fotográfico de todos os docentes, assistentes operacionais e encarregados de educação das associações de pais.

[close]

p. 14

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.14 Semana Aberta Entre outros, participaram alunos e professores Aconteceu durante a Semana Aberta, no dia 9 de maio, o Concurso de Línguas Ma langue au chat, dinamizado pelo grupo de Francês. Participaram alunos de todas as turmas do 3ºciclo. de escolas EPIS de 8 concelhos: Almada, Amadora, Lisboa, Loures, Odivelas, Seixal, Os concorrentes receberam certificados pela sua participação. Aos alunos classificados do 1º ao 3º lugar foram entregues prémios, por ano de escolaridade. Na quarta-feira, dia 26 de abril, a turma B do 9ºano convidou os alunos da Unidade de MultiDeficiência para um momento de partilha e de convívio na BE. Depois de alguns esclarecimentos que satisfizeram a curiosidade dos “anfitriões”, todos deram voz a canções francesas tradicionais. Os alunos da UMD estrearam-se, assim, na língua francesa, de forma divertida. Decorreu entre os dias 2 e 12 de maio o concurso Francofolies, em parceria com a BE, com o intuito de sensibilizar os alunos do 6º ano para a língua francesa. Para tal bastou formar uma equipa até 3 elementos, encontrar um nome francês para aquela e responder a um questionário simples em português. Os vencedores “Les super forts” são: Ilda Pinho, Anastasia Iovu e Laurent Boquet do 6ºF. Parabéns!! Setúbal e Sintra, nos quais se incluíam 5 alunos do 8º ano da Nun'Álvares acompanhados pelo mediador EPIS. Professor José Lopes Dia da Europa O dia da Europa ou dia da União Europeia é uma data comemorativa celebrada anualmente na Europa (ou à União Europeia) no dia 9 de Maio. A data escolhida reflecte o dia 9 de Maio de 1950 em que o estadista francês Robert Schuman avançou com a proposta de uma entidade europeia supranacional. Essa proposta ficou conhecida como a Declaração Schuman e é considerada o embrião da actual União Europeia. Na nossa escola decidimos comemorar esse dia, durante uma semana, com uma exposição de trabalhos realizados pelos alunos, do 7º, 8º e 9ºanos, e uma semana gastronómica na cantina da escola. Alguns alunos do 9º ano participaram, também, na exposição com pequenos trabalhos, em Inglês, sobre a Bulgária e a Roménia. Professoras Mariana Pereira e Salvina Nunes No ano em que se assinalam as celebrações dos 300 anos do Palácio Nacional de Mafra, a Tapada Nacional de Mafra pretende recuperar o ecossistema natural -flora e fauna - equivalente à da época em que o Palácio foi mandado construir por D. João V, em 1717. Professoras Lucinda Azevedo e Paula Barceló.

[close]

p. 15

junho 2017 NOTÍCIAS NUN´ÁLVARES Pág.15 Biblioteca Escolar Professor Luís Guedes Colóquio – Mais Biblioteca, Mais Sucesso Escolar O Agrupamento de Escolas de Nun'Álvares (AENA) promoveu, no dia 5 de abril, o Colóquio “Mais Biblioteca, Mais Sucesso Escolar”. A iniciativa contou com as intervenções do Senhor Secretário de Estado da Educação, Dr. João Costa, da Diretora do AENA, professora Paula Coito, da Coordenadora Nacional da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), Drª. Manuela Pargana Silva, do Coordenador Interconcelhio da RBE, Dr. João Proença, das representantes da Biblioteca Municipal do Seixal, Drª. Cláudia Brites e Drª. Susana, das professoras bibliotecárias do agrupamento, Eulália Reis e Mª José Leal e ainda de um grupo de alunos que animou o Colóquio com as suas declamações. Ao longo da manhã fez-se uma análise da trajetória histórica da biblioteca, demonstrando o seu caráter adaptativo e a forma como foi adquirindo novas características, valências e versatilidade respondendo aos desafios e exigências do currículo, dos utilizadores e das inovações tecnológicas. Sublinhou-se o papel das Bibliotecas Escolares no desenvolvimento do currículo, concebendo-as como instrumentos de acesso à informação, ao conhecimento, à fantasia e à criatividade. Debateu-se o papel do Professor Bibliotecário e o seu imprescindível contributo na promoção das desejadas aprendizagens curriculares. professoras bibliotecárias, referindo-os como bons exemplos de práticas educativas a replicar. O Encerramento esteve a cargo da Drª. Fátima Capelo, perita externa do agrupamento, que sublinhou a importância da literacia no desenvolvimento pessoal e social e o papel crucial das bibliotecas no ensino e na aprendizagem de competências de informação e comunicação. Acreditamos que estamos a trabalhar para o futuro da nossa biblioteca, ampliando as suas funções, fazendo com que deixe de ser um espaço meramente informacional e que se transforme em pólo de recursos que vão para além do seu ambiente físico. Foi assim este Colóquio – uma casa cheia de gente, de ideias, de vontade de fazer melhor. Queremos agradecer a colaboração prestimosa de todos os que ajudaram a pôr de pé esta iniciativa, aos participantes e a todos os que responderam com amabilidade e a sua presença ao nosso convite. Saudar também as nossas professoras bibliotecárias Eulália Reis e Mª José Leal, e todos os que diariamente, com e nas bibliotecas, ajudam a torna-las espaços alternativos e abertos à melhoria das aprendizagens. Professora Paula Coito e Professor Gustavo Évora Pela voz das professoras bibliotecárias, os presentes tiveram oportunidade de conhecer melhor diversas atividades realizadas nas bibliotecas do AENA. O Coordenador Interconcelhio colocou em destaque dinâmicas e projetos do agrupamento, pensados e levados a bom porto pelas

[close]

Comments

no comments yet