Revista Olympico Club - Edição 27

 

Embed or link this publication

Description

Março a Junho de 2016

Popular Pages


p. 1

OLYMCPLICUOB EDIÇÃO Número 27 - MARÇO A JUNHO/2016 - ANO 6 - WWW.OLYMPICO.COM.BR 1

[close]

p. 2

2

[close]

p. 3

3

[close]

p. 4

expediente EXPEDIENTE Projeto gráfico Lúcia Guatimosim REdação Anna Carolina Alves APOIO Sofia Bicalho Simone Queiroz Adelina Sette DESIGN GRÁFICO/DIAGRAMAÇÃO Rafaella Thomé comunicacaovisual@olympico.com.br COMERCIAL/MARKETING Rafaela Almeida rafaelamkt@olympico.com.br COMUNICAÇÃO E EVENTOS Anna Carolina Alves eventosenegocios@olympico.com.br REVISÃO Adelina Sette settacom@gmail.com FOTOGRAFIA Fernando Robert impressão Gráfica Fumarc Acesse e fique por dentro das programações dos eventos sociais e esportivos. www.olympico.com.br Olympico da Serra Olympicobh SUMÁRIO EDITORIAL COM A PALAVRA ENTREVISTA ESPORTE ACONTECEU EVENTOS SOCIAIS CALENDÁRIO ESPORTIVO SOCIAL TORNEIOS INTERNOS ESPORTE RECREATIVO BEM VIVER SAÚDE E BEM-ESTAR BALANCETE 07 08 10 13 18 20 28 29 34 35 36 39 OLYMCPLICUBO Rua Professor Estêvão Pinto, 735 - (31) 3073 9111 / (31) 3073 9112 CEP 30220-060 - Serra - Belo Horizonte-MG Comentários sobre esta edição, sugestões e outras contribuições serão bem-vindas. Canal aberto com o associado para responder as principais dúvidas, ouvir críticas e registrar elogios e sugestões: e-mkt@olympico.com.br 31 3073 9122 CAPA / Foto: Fernando Robert 4

[close]

p. 5

expediente Destaques Entrevista Pág. 10 Arraiá do Olympico Pág. 20 Natação Pág. 16 Happy Hour Pág. 22 Baile do Tricolor Pág. 26 Torneio de Futsal Pág. 29 Torneio de Xadrez Pág. 33 Bem Viver Pág. 35 5

[close]

p. 6

expediente DIRETORIA Fundado em 04 de fevereiro de 1940, tendo como Presidente de honra Juscelino Kubitschek de Oliveira, o Olympico foi o segundo Clube esportivo e social a se instalar em Belo Horizonte, originado de um sonho em comum de um grupo de jovens. Os chamados “onze meninos”, como são conhecidos seus fundadores, não possuíam maioridade jurídica na época e, portanto, tiveram que contar com o apoio de pessoas adultas para construir a primeira quadra na casa da família Magalhães Pinto. Foram eles: Roberto de Magalhães Pinto, João Câncio Fernandes Filho, Renato de Magalhães Pinto, Rogério de Magalhães Pinto, Mauro Ferreira, Antônio Carlos Rezende Garcia, Alberto Soares Teixeira, Luciano Passini, Camil Caram, Gil Guatimosim e José Vieira. O Clube, localizado entre as montanhas, em uma maravilhosa área onde, contrário à regra, rejuvenesce a cada dia, preservando o lazer, amizades, família e o desenvolvimento esportivo de crianças e jovens. DIRETORIA EXECUTIVA Presidente Nismar Alves dos Reis Vice-presidente Administrativo Daniel de Oliveira Cardozo Vice-presidente Financeiro Valter Francisco da Silva Vice-presidente de Esportes Cristovão Eyer Cabral Vice-presidente Social Walney José de Almeida DIRETORIA SOCIAL/ESPORTES Diretor Esporte Recreativo Matheus Jorge Rodrigues Neto Diretor de Futsal Recreativo Rossano Farah Diretor de Peteca Alonso Antônio Peres Vilcher Diretor de Sinuca José Sílvio Abras Diretor de Squash Daniel de Oliveira Cardozo Diretor de Tênis Sávio Luís Toledo DIRETORIA DE ESPORTES Diretor de Basquete Flávio Rezende Magalhães Diretor de Futsal Walfrido Garcia B. Filho Diretor de Natação Francisco Marzano O. Souza Diretor de Voleibol Feminino Isabel Marinho Teodoro Meninconi Diretor de Voleibol Masculino Leopoldo Pires de Castro Diretora do Projeto Bem Viver Maria do Carmo Bréscia Fonseca COMISSÃO FISCAL EFETIVA Daniel Lopes Garcia Glauco Naves Corrêa Jair Eustáquio Ferreira Maia COMISSÃO FISCAL SUPLENTE Marco Antônio C. da Cunha Rodrigo Teixeira Magalhães Ruy Gomes da Silva Filho PRESIDENTE DO CONSELHO Paulo Martins S. F. Bomfim CONSELHO EFETIVO Andrea Aragão Rodrigues de Melo Ângelo Alberto Maestrini Antônio Chaves Fernandes Antônio Pinheiro de Almeida Breno Moreira Montoni Carlos Alberto Silva Barros Cláudio Silva de Mello Cristóvão Eyer Cabral Daniel de Almeida Barra Daniel de Oliveira Cardozo Ewerton Andrade Felix Felipe Bastos Barros Guilherme Andrade O. Bernis Gustavo Dias E. Sarmento Helton de Oliveira Henrique Murta Barros Humberto Pereira da Cunha Ignácio de Loyola Eyer Cabral Inimá Rodrigues Souza Isabela Farah Valadares João Eduardo Delmaestro Valim João Penna Martins Vieira José Carlos Antunes José Expedito Ferreira Luiz Augusto Duarte Perdigão Marcelo Pereira Camilo Marcus Vinicius Hudson Nascimento Maria do Carmo Bréscia Fonseca Maurício Zuquim Macedo Paulo César Eterovik Baranda Paulo César Seabra Gomes Paulo Martins S. F. Bomfim Pedro Gaspar Wanner Ricardo Siqueira Campos Rogério Luiz Lemos Carneiro Rômulo Ferolla Rômulo Rocha Mesquita Rubens Marques Fraga Júnior Sônia Maria Monteiro Thomaz de Aquino Pimenta CONSELHO SUPLENTE Antônio de Pádua Felga Fialho Breno Rocha Beltrame Carlos Reinaldo de S. Bomfim Érica Daniel Timponi Fábio Augusto Gentil Buarque Fernando Henrique de Faria Costa João Carlos Guimarães Leonardo Mourão Cardoso Lucas Grossi Torres Marcelo de Oliveira Bernardes Patrícia Maria França dos Anjos Paulo Tarciano Neves Campos Pedro Rocha Galvão Júnior Renata Keile Fabreti de Oliveira Rodrigo Cézar de Freitas Rossano Américo Farah Valter Francisco da Silva Vinicius Drummond Martins Walfrido Garcia Barbosa Filho Walney José de Almeida CONSELHEIROS NATOS Hélcio Nunan Macedo Sebastião Ferreira da Luz Luiz Carlos Bemfica Cotta Santos Vendas de Cota Informamos que, desde 20/12/2013, o valor da cota do Olympico foi reajustada para: - R$ 10.000,00 (dez mil reais) para pagamento em 10 vezes (entrada, mais 9 parcelas de R$ 1.000,00). - R$ 9.000,00 (nove mil reais) para pagamento à vista. - Taxa de transferência para terceiros: 20 (vinte) taxas de condomínio atuais. 6

[close]

p. 7

EDITORIAL Nismar Alves dos Reis Presidente Nascido em Belo Horizonte - MG, graduado como Engenheiro Civil pela PUC Minas em 1977, proprietário da N. A. Reis Engenharia Ltda, desde 1980. Conselheiro Nato do Olympico Club. ‘Somos gratos a todos que têm apoiado o nosso compromisso com a formação esportiva do Olympico. Este é o caminho para o crescimento do nosso esporte. PALAVRA DO PRESIDENTE Foto: Fernando Robert Amigos associados, Colhemos bons frutos neste primeiro semestre de 2016. Vitórias expressivas no esporte, parcerias importantes para a continuidade dos nossos projetos, intensas atividades sociais gerando maior integração entre os sócios, projeção do Olympico Club em evidente expansão. Participamos do Congresso Brasileiro de Clubes 2016, evento realizado pela CBC - Confederação Brasileira de Clubes que desenvolve projetos de incentivo às categorias de base. Atualmente, o Olympico Club é filiado a esta entidade, o que possibilitará a abertura de novas oportunidades de crescimento e fortalecimento do nosso esporte de base. Também nesse início de ano, a ArcelorMittal nos prestigiou com o patrocínio a dois novos projetos esportivos, o ATLETA OLYMPICO I e o ATLETA OLYMPICO II, ambos aprovados pela SEESP – Secretaria de Estado de Esportes, através do programa Minas Esportiva. Os projetos serão executados a partir de agosto deste ano. O nosso já conhecido patrocinador Mart Minas, dessa vez, através da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, nos presenteou com o aporte de recursos no projeto Excelência no Esporte - Futsal. Somos gratos a todos que têm apoiado o nosso compromisso com a formação esportiva do Olympico. Este é o caminho para o crescimento do nosso esporte. Sejam bem-vindos novos apoiadores. Nossa Festa Junina superou todas as expectativas, o ambiente estava propício ao lazer e, acima de tudo, ao resgate cultural das tradições mineiras, agradando das crianças aos adultos. Agradeço a todos que se empenharam para que alcançássemos mais este sucesso. Os Torneios Internos do Clube já têm sucesso garantido. A cada edição, são mais prestigiados. Destaque especial ao Torneio de Xadrez, uma novidade que agradou a todos os participantes. Convido a todos para participarem das Olympiadas, um evento dinâmico e interativo que abrange todas as faixas etárias em várias modalidades esportivas. Faça sua inscrição, o torneio irá acontecer no mesmo mês das Olimpíadas, em agosto. Forte abraço, Nismar 7

[close]

p. 8

Com a palavra Novos diretores de vôlei feminino e masculino Isabel Marinho Teodoro Meniconi - Diretora de Vôlei Feminino “Com surpresa, recebi o convite para a Diretoria de Vôlei Feminino e me senti muito honrada. Um trabalho bastante diferente do que estou habituada, mas com grande significado. Fui atleta durante minha adolescência e, hoje, jogo no time Adulto/Master. Quero contribuir para que o meu Clube do coração continue transformando vidas, dando oportunidades, promovendo saúde e bem-estar, mostrando às atletas o valor do esporte, da convivência, da luta pela superação pessoal e da equipe. Este é o meu principal objetivo. Conto com toda a equipe do Clube para exercer minha função com competência, empenho, disposição. Agradeço como fui recebida por todos e mãos à obra.” Foto: Fernando Robert Leopoldo Pires de Castro - Diretor de Vôlei Masculino “Quem sou eu? Leopoldo Pires de Castro, engenheiro civil, casado, duas filhas. Passei boa parte do tempo livre da minha infância e juventude no Olympico. Fui atleta da Natação de 1970 a 1971 e, do Vôlei de 1972 a 1976. Tenho inúmeras boas lembranças dos amigos que tinha e ainda tenho aqui. Fui convidado para ajudar o Vôlei Masculino. Assumi com muito orgulho e espero conseguir fazer um bom trabalho. Defini uma meta pessoal: resgatar a excelente imagem que nossa equipe de Vôlei já teve no cenário nacional. Sei que pode parecer utopia, mas toda viagem precisa ter um ponto aonde se quer chegar. Entendo que o segredo de sucesso em qualquer empreendimento está no planejamento, dedicação e foco nos resulta- dos, comemorando cada passo como uma vitória. O Olympico já formou grandes atletas em todos os esportes, a partir de suas categorias de base. Quanto mais cedo o atleta começar no esporte, maiores serão suas chances de se destacar e seguir carreira profissional, o que é foco para todos ou quase todos os que dedicam horas e horas em treinamento e preparação física. Assim, buscarei voltar com as categorias de base, a partir do próximo ano. Pode parecer estranho estipular projetos de longo prazo tendo eleições a cada biênio, mas não vejo outro caminho para quem tem amor pelo Olympico e quer vê-lo no topo de todas as competições. Foto: Fernando Robert O mais importante é plantar a semente.” 8

[close]

p. 9

nossa história AArrcOcOeelllyloyommrrMMppiiiitctcttoaoall ee FFoorermemmmaancnciddiddoaoadcdcraraaannqqiiauaueess www.fundacaoarcelormittal.org.br www.fundacaoarcelormittal.org.br ArcelorMittalBR ArcelorMittalBR A ArcelorMittal foi a empresa que mais investiu em esporte em Minas AGAerrcaeisloerMmit2ta0l14foei a20e1m5,pvrieasaLeqi Eusetamdauiasl idneveInsctieunetimvoeasopoEsrtpeoertme. Minas Gerais em 2014 e 2015, via Lei Estadual de Incentivo ao Esporte. Ao apoiar projetos como o Atleta Olímpico, a ArcelorMittal se orgulha Aeomapporoiamr opvreorjeatoinsccluosmãoo osoActialel teacOonlítmribpuicirop, aaraAracefolormrMaiçttãaol sdeoosragtulelhtaas edmoparmomanohvãe.r a inclusão social e contribuir para a formação dos atletas do amanhã. 9

[close]

p. 10

ENTREVISTA LEONARDO gLOOR - ARCELORMITTAL Leonardo Gloor, diretor da Fundação ArcelorMittal, nos deu a honra de dedicar uma tarde para bater papo com nossos jovens atletas. Iniciando uma parceria com o Olympico Club, a ArcelorMittal tem demonstrado uma participação efetiva e motivadora junto aos atletas das categorias de base. Em um encontro bastante descontraído, os jovens tiveram a oportunidade de compartilhar do conhecimento e experiência de Leonardo Gloor, em relação à filosofia e atuação da empresa no incentivo ao esporte em geral. Gabriel Gatti, da equipe Infanto-juvenil do Olympico, iniciou: A empresa costuma realizar torneios internos entre os funcionários para incentivar o esporte? L.G. A ArcelorMittal tem muitas unidades industriais, no Brasil são 29. É difícil juntar todos os funcionários para fazer torneios. Mas temos clubes na maioria das cidades, onde são feitas competições recreativas. Os funcionários são incentivados a participar porque o esporte traz disciplina, organização, foco, espírito de equipe e tudo isso estimulado de forma lúdica reflete no trabalho. Também auxilia na preservação da saúde e gera benefícios para o ser humano, para sua vida adulta, porque traz responsabilidade e influencia positivamente no comportamento da pessoa. A ArcelorMittal preza a saúde e o bem-estar de seus funcionários. Fui sócio-atleta do Olympico, entre 12 e 13 anos, equipes Pré-mirim e Mirim de Futebol de Salão. O Olympico está na minha formação, no meu coração, embora nunca tenha sido sócio. Há 43 anos, na primeira partida de Futsal que disputei no Campeonato Interclubes, era reserva do time e, ao entrar em campo, um lateral adversário esbarrou nas minhas costas e fiz um movimento brusco de defesa. Nem cheguei a pegar na bola, em cinco segundos fui expulso. Um aprendizado imenso para a minha vida! Fracasso total. Com isso, aprendi a vacilar menos. Naila Macedo (13): O que a ArcelorMittal espera de nós, atletas? L.G. Uma empresa tem um conjunto de valores e princípios. Respeito entre as pessoas, preocupação com a imagem perante a sociedade. Por que investir em patrocínio? Porque existem Leis Federais, Estaduais e Municipais de Incentivo ao Esporte que facilitam o patrocínio a projetos bons como os do Olympico e de outros clubes. A ArcelorMittal acredita que, ao apoiar os atletas, está contribuindo para uma sociedade melhor, para existirem pessoas com qualidade de compromisso, disciplina. Estaremos sempre atentos se está sendo bem executado, se os atletas têm uniforme adequado e se há uma equipe de profissionais compe- tentes para atender e gerir esse processo de desenvolvimento. Se essa equipe tiver vitórias, ótimo. Mas a nossa principal expectativa é que o Olympico consiga fazer um trabalho bem feito com o maior número de atletas. Aqui, tem... 370 jovens no total! É muita gente para ser trabalhada. Esperamos de vocês que sejam pessoas melhores! Layra Arantes (17): Qual a expectativa que a ArcelorMittal tem dessa parceria com o nosso Clube? L.G. Expectativa de estar contribuindo com um Clube que tem tradição, uma história super importante para Belo Horizonte, para o bairro da Serra e para o esporte especializado. Sabemos que estamos apoiando gente séria, trabalho de qualidade. Desejamos que essa parceria seja duradoura porque estamos muito felizes com o retorno. O acompanhamento constante é porque damos valor a essa parceria e zelamos pelo nome da ArcelorMittal. Ao associarmos nosso nome a um clube da projeção do Olympico, estamos confirmando que somos uma empresa séria porque somos parceiros de um Clube sério. Pedro Maciel (18): A ArcelorMittal promove, para os funcionários, palestras sobre esporte, qualidade de vida? L.G. Sim. Esse é um tema muito importante. A indústria siderúrgica não se limita a fabricar aço. Existem várias etapas de transformação do aço até o produto final, um processo longo que envolve riscos de saúde, integridade física, como quaisquer atividades industriais. O mais importante para a ArcelorMittal são as pessoas que trabalham lá. Máquina se compra, mas quem a conduz tem que saber se cuidar e do colega que está ao lado. Tem que ter saúde. No final de abril, aconteceu o Dia Mundial da Segurança na ArcelorMittal. Todas as suas unidades industriais no mundo, 290 mil empregados em mais de 60 usinas e fábricas, param o dia inteiro para falar sobre segurança. Em setores que não podem parar, há revezamento. Em outubro, é o Dia Mundial 10

[close]

p. 11

ENTREVISTA Redação: Adelina Sette / Fotos: Fernando Robert da Saúde. A empresa dedica muito tempo e dinheiro a esse assunto porque é muito sério. E o esporte está embutido na questão. A ginástica laboral para os empregados nas unidades industriais é uma delas. Pedro Maciel (18): Que medidas a ArcelorMittal está tomando nesse momento de crise? L.G. São muitas. Diminuiu a produção, voltou o foco comercial para exportação, tem avaliado os processos internos em todas as áreas. Um momento duro, apesar da ArcelorMittal ter sido a indústria que menos demitiu. Uma pergunta importante porque se a empresa vende menos, tem menos recurso para aplicar em leis de incentivo. Mas acredito que o patrocínio do Olympico não está em risco porque para aprovação dos projetos, há um comitê que analisa uma série de critérios e o Olympico atende todos. Rafaela Almeida, Marketing: Qual o motivo do apoio à base e, não, a um atleta de ponta? no processo de produção pode ser 99% reutilizada. Quando é devolvida para o rio está mais limpa, devido à filtragem. Temos a ISO 14.000, uma certificação exigida para que as empresas possam vender seu produto no exterior. Quanto ao cuidado com a sociedade, no caso de epidemias, criamos campanhas internas e levamos para os funcionários as da sociedade. Estímulo para o desempenho da cidadania. Enfim, é complicado, mas não dá para viver sem mineração. A humanidade precisa do aço. Ele está presente em grande parte dos produtos. Portanto, esse aço tem que ser bem feito, com muito cuidado para se evitar poluição. Encerrando, a coordenadora de Esporte, Sofia, agradeceu em nome do Olympico pela presença de Leonardo Gloor, pela oportunidade de conhecer melhor a empresa que apoia o esporte do Clube e pela importância desta parceria. Por sua vez, Leonardo agradeceu a todos e, principalmente, aos atletas que honram o nome da ArcelorMittal na camisa. Leia a entrevista na íntegra, em nosso site. www.olympico.com.br L.G. Nossa opção por investir na base é uma contribuição para a sociedade. Temos um slogan “Transformando o amanhã” e consideramos que contribuímos para a transformação do amanhã do país, fortalecendo a juventude, oferecendo-lhe a oportunidade de um desenvolvimento melhor. Se investíssemos em atletas individuais, teríamos recurso para apoiar em torno de 20. Hoje, apoiamos quatro mil jovens em nossos projetos de esporte e alguns podem vir a se destacar lá na frente. Esta é a ideologia da ArcelorMittal. Pedro Maciel (18): Que precauções a ArcelorMittal toma para preservar o meio ambiente? Tomamos muitas iniciativas porque a atividade siderúrgica é agressiva. Hoje, muito menos. Existe o olhar para o meio ambiente da produção da empresa e o olhar para o meio ambiente da sociedade. Para a produção nos diversos setores, há equipamentos e procedimentos que fazem com que a poluição gerada seja mínima. Por exemplo, com o tratamento, a água utilizada 11

[close]

p. 12

Seja um patrocinador, você também! Como é de conhecimento público, o Olympico está executando, com o apoio da ArcelorMittal, o projeto ATLETA OLYMPICO que está beneficiando todas as nossas modalidades esportivas. O projeto é fomentado pelo programa MINAS ESPORTIVA INCENTIVO AO ESPORTE que viabiliza o apoio financeiro oferecido por empresas a projetos esportivos aprovados pela Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), através da dedução do saldo devedor mensal do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), também conhecido como “ICMS Corrente”. Em setembro de 2015, protocolamos junto à SEESP - Secretaria de Estado de Esportes de Minas Gerais, dois projetos esportivos: ATLETA OLYMPICO I e ATLETA OLYMPICO II. Em junho deste ano, ambos foram aprovados e contam com o patrocínio de 100%, da ArcelorMittal. É gratificante podermos contar com empresas que acreditam no esporte como agente de inclusão social. Ações como esta nos motivam a aperfeiçoar, ainda mais, nosso trabalho de formação de cidadãos através do esporte. O Olympico Club está com as portas abertas a novas parcerias e à troca de experiências, pois elas dignificam o trabalho, expandem horizontes e criam oportunidades. Texto: Simone Queiroz/ Foto: Natação Olympico 12

[close]

p. 13

ESPORTE Vôlei fEMININO Copa Cidade Maravilhosa Copa ArcelorMittal / Mackenzie Durante o mês de maio, a equipe Sub-18 do Olympico disputou a 3ª edição da Copa Mackenzie / ArcelorMittal de Vôlei. As nossas meninas conquistaram o 3º lugar ao ganharem por 3 x 1 da equipe da Prefeitura de Betim. Na ocasião, a jogadora Maria Júlia Santos foi eleita a melhor atleta da partida. A final do campeonato foi disputada pelas equipes do Minas TC e Mackenzie, terminando com um placar de 3 x 1 para as minas tenistas Foto: Andressa Abecassis A equipe Infanto-juvenil de Vôlei Feminino disputou, entre os dias 26 e 29 de maio, a 3ª edição da Copa Cidade Maravilhosa, no Rio de Janeiro. A equipe do Tricolor da Serra ganhou duas das cinco partidas disputadas e conquistou o 7º lugar da competição. Vôlei mASCULINO Foto: Pró Vôlei Categorias de Base Pai e filho vestem a camisa do Tricolor Em junho, o Olympico recebeu a ilustre visita de Rogério Fernandes, ex-atleta que brilhou no cenário do Vôlei nacional. Sua visita foi muito importante e emocionante, principalmente pelo motivo que o trouxe até aqui: seu filho, Gabriel Fernandes, que hoje é jogador da categoria Sub-16 de Vôlei e escolheu o nosso Tricolor da Serra, pois sonha seguir os passos do pai. Rógerio começou sua carreira de Vôlei no Olympico em 1999 e defendeu nossas cores até o ano de 2002, quando já estava na categoria Infanto-juvenil. Durante sua trajetória, defendeu o Minas Tênis, sendo eleito o melhor bloqueador da temporada 2004/2005 e o Sada Cruzeiro, onde conquistou a Superliga em 2012 e o Sul-americano de Clubes, no mesmo ano. Em 2015, o atleta encerrou sua carreira no Vôlei. Obrigado Rogério, visitas como a sua nos mostram que seguimos pelo caminho certo na preparação da base do esporte! Fotos: Arquivo Pessoal Rogério 13

[close]

p. 14

ESPORTE BASQUETE IV Copa Olympico de Basquete A 4ª edição da Copa Olympico de Basquete foi um sucesso e nosso Tricolor da Serra fez bonito na competição. Entre os dias 18 e 22 de maio, o Olympico organizou mais uma edição desse campeonato que está oficialmente no calendário das federações. Na Sub-13, o Olympico conquistou a prata, após uma acirrada final conta a equipe do Minas TC. Também disputaram essa cate- goria as equipes do Álvares Cabral (ES) e Ginástico (MG). Na Sub-17, o nosso Tricolor da Serra ficou com a 4ª colocação. Quem se sagrou campeão, foi também a equipe do Minas Tênis. Essa categoria ainda contou com a participação das equipes do Minas Brasília (DF), Álvares Cabral (ES) e Mackenzie Esporte Clube (MG). Resultados Sub-13 Resultados Sub-17 1º Minas TC 2° Olympico 3º Álvares Cabral 4º Ginástico Melhor técnico: Zânio Gontijo - Olympico Club Melhor jogador: Theo - Olympico Club Melhores alas: Vítor - Minas TC e Rodolfo - Álvares Cabral Melhores pivôs: Matheus - Minas TC e Richard - Olympico Club Melhor armador: Theo - Olympico Club 1º Minas Tênis Clube 2º Minas Brasília 3º Álvares Cabral 4º Olympico Club 5º Mackenzie Melhor técnico: Paulo César - Minas Brasília Melhor jogador: Osvaldo - Minas Brasília Melhores alas: Ramon - Álvares Cabral e Mário - Olympico Club Melhores pivôs: Matheus - Minas TC e Samuel - Olympico Club Melhor armador: Robson - Minas TC Homenagem nas comemorações Foto: Fernando Robert Liga Ouro, a porta de entrada dos 70 anos do Ginástico para a NBB O Olympico Club recebeu uma homenagem do Esporte Clube Ginástico em reconhecimento especial pela relevante parceria estabelecida em prol do Basquete mineiro. A homenagem aconteceu no dia 2 de maio, na Câmara Municipal de Belo Horizonte, durante a solenidade em homenagem aos 70 anos do Clube Ginástico. Estiveram presentes representando o Olympico o presidente, Nismar Alves, o vice-presidente Financeiro, Valter Francisco e os diretores Flávio Magalhães, Walfrido Garcia e Leopoldo Pires. A equipe Ginástico/Olympico encerrou sua participação na Liga Ouro de Basquete Adulto com um placar de 3 x 0 nas semifinais para o Vasco da Gama, campeão da edição deste ano. Liga de acesso a NBB, a Liga Ouro contou com a participação das equipes Campo Mourão, Vasco da Gama e Sport Recife, além do Ginástico/Olympico. Fruto de uma parceria entre dois importantes clubes formadores de Belo Horizonte, o Ginástico/Olympico venceu cinco dos 12 jogos que disputou na fase classificatória e terminou a competição em 3º lugar. Nismar Alves, Márcio Tibo e Flávio Magalhães na homenagem Foto: Rafaela Almeida 14 Foto: LNB

[close]

p. 15

ESPORTE futsal Parceria com Prefeitura de Contagem promete fortalecer nossas equipes Uma parceria que tem tudo para dar certo. Podemos definir assim a parceria entre o Futsal do Olympico Club e o da Prefeitura de Contagem, para a temporada 2016 das equipes Sub-17 e Sub20. A parceria foi concretizada após o contato entre os treinadores Henrique Barcellos de Contagem e Rafael Cozzi do Tricolor da Serra. Ela ajudará na execução do Projeto Esporte na Cidade e tem como objetivo principal fortalecer o Futsal em Minas Gerais, aumentando assim a força das duas equipes. O projeto só conseguiu ser realizado graças ao patrocínio da MBR, Patrus e Tambasa e apoio do “De Peito Aberto Incentivo ao Esporte” e da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Juventude de Contagem. comissão técnica e atletas. Para o diretor de Futsal do Olympico, Walfrido Garcia, ”graças a essa parceria poderemos dar sequência ao nosso trabalho de oportunizar aos nossos atletas jogarem no Olympico até a fase adulta, reforçando os laços de amor ao nosso esporte e ao Clube”. O Olympico cederá toda sua estrutura física, seus profissionais e os atletas. Contagem entrará com sua Foto: Federação Mineira de Futsal Futsal brilha no 1º Turno do Metropolitano O Futsal do Olympico representou bem o nome do Tricolor da Serra no 1º turno do Campeonato Metropolitano. Com uma campanha excepcional, todas as equipes conquistaram boas posições. O Sub-11 e o Sub-13 se sagraram campeões do turno, já as equipes Sub-15, Sub-17 e Sub-20 ficaram com o vice-campeonato. Olympico na Seleção Mineira Foto: FM Futsal Estamos na torcida pela sequência de bons resultados no 2º turno! Parabéns, garotada! Foto: Sofia Bicalho O Olympico estará bem representado na Seleção Mineira de Futsal Sub-15. Isso porque dois atletas nossos, Alexandre de Jeruzalém e João Vitor Peixoto, foram convocados para disputar o Campeonato Brasileiro de Seleção. Estamos torcendo por vocês, rapazes! 15

[close]

Comments

no comments yet