Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

Expediente Presidente Antônio Vitor Diretor Responsável pela Revista Wilson Vidotto Manzon Endereço Rua Conselheiro Furtado, nº 987, Bairro Liberdade, São Paulo / SP CEP 01511-001 Telefone (11) 3273.7300 E-mail fetiasp@fetiasp.com.br • fetiasp@gmail.com Site www.fetiasp.com.br Redes Sociais www.facebook.com/fetiasp www.twitter.com/fetiasp YouTube: Federação da Alimentação Produzido por: Jornalista Responsável Eduardo Meira - MTB 79509 Editoração Elton Batista Martins Redação Carla Morais • Elton Batista Martins Imagens Elton B. Martins • André Silva Rodrigues Reginaldo Barbosa • Jefferson Gonçalves Arquivo FETIASP Revisão Grupo MJ Consultoria • Assessoria e Comunicação Coordenação Marcos Juliano Site www.mjproducoes.com.br 02 Colaboração Fabio H. de Mello/FETIASP • William R. Marinho/FETIASP • Leonardo Missio/FETIASP, André Rodrigues • Grupo MJ, Jefferson Gonçalves • Grupo MJ • Carlos Reinaldo S. Moreira/SITAC e Sindicatos Filiados Produzido por: MJ Assessoria e Comunicação Ltda. ME CNPJ: 06.221.099/0001-38 Tel.: 11 99751.1163 Realização: Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo

[close]

p. 3

FETIASP 06 Palavra do Presidente 10 Relatório de Atividades 15 Organograma Funcional 16 Estrutura da FETIASP 18 Homenagem a Melquíades de Araujo 34 Colônia de Férias 36 CEFS. Novas Instalações 39 Sindicatos Filiados 40 CEFS. Plantio de Árvores MANIFESTAÇÕES 44 Manifestação em Frente a Bolsa de Valores 46 Entidades Sindicais fecham rodovia 47 Marcha "Ocupa Brasília" EVENTOS E DATAS 50 6° Congresso Nacional da CNTA 53 Plenária Nacional sobre Relações do Trabalho 54 Formatura - Técnico em Segurança do Trabalho 58 Palestra - Plataforma de Boletos de Cobrança 59 Intercâmbio FETIASP e UFCW 60 Confraternização - FETIASP - 2016 64 Torneio Bola Murcha 65 100 Torneio de Futebol da FETIASP 66 Março Mulher 70 10 Fórum de Desenvolvimento Econômico Sustentável 71 Título de Comendador CURSOS 74 Negociação Coletiva 75 Técnico em Segurança do Trabalho 76 Homologação- Nível II 77 Matemática Sindical- Nível I ASSEMBLEIAS 78 Purina Nestlé unidade Ribeirão Preto-SP 80 Frigorífico da JBS Unidade Amparo-SP 82 Entrega de Ambulância para Nestlé unidade Marília-SP NEGOCIAÇÕES SALARIAIS 84 Rodadas de Negociações (Todos os Setores) REUNIÕES 98 Transmissão de Cargo de Tesoureiro 99 Banco de Horas - Nestlé 100 Encontro Anual na Suíça Relatórios 103 Relatório Jurídico 2016 03

[close]

p. 4

ÍNDICE • EXPEDIENTE Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo Efetivos Presidente Antonio Vitor Vice-presidente Artur Bueno de Camargo Sec. Geral Wilson Vidotto Manzon Sec. Adjunto Fânio Luiz Gomes Sec. Finanças/Licenciado Ovídio Garcia Fernandes Sec. Educ. e Cultura Antônio Gonçalves Filho Efetivos Eurides Silva Luiz de Paula Pedroso Pedro Cirino Franco Diretoria Executiva Sec. Rel. Sind. e Tesouraria Carlucio Gomes da Rocha Sec. As. Tec. Asses. Serv. José Emílio Contessoto Sec. Divulg. Imprensa Geraldo Gonçalves Pires Sec. Rel. Internacionais Neuza Barbosa de Lima Sec. Políticas Públicas Paulo Henrique Viana da Cruz Suplentes Élio Ramos Costa Nelson Joaquim da Silva Luiz Carlos Ramos João Roberto Stringhini Edilson Severino de Carvalho Silvano Pedro Antônio Carlos de O. Matheus Milton Domingues Osvaldo Crispim Carlos Cesar da Silva Conselho Fiscal Suplentes José Luis Claudio Marco Antonio de Souza Nicanor Meira Dias Delegados representantes junto à Confederação Efetivos Marcos R. da Silva Araujo Adilson de Alvarenga Suplentes Paulo Laurindo Valeria Maria de Oliveira Conselho de Comissão de Ética Efetivos Dulce Elena Josefina Ferreira José Antonio Jonatta Clóvis Bevilacqua Suplentes Zacarias Bezerra da Silva Manoel Aparecido Domingos João de Deus de Lima Rua Conselheiro Furtado, 987, Liberdade, São Paulo/SP • Tel.: 11 3273.7300 www.fetiasp.com.br • fetiasp@fetiasp.com.br 04

[close]

p. 5

BOA LEITURA Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo Fetiasp M arcado pela crise econômica, 2016 vai ser lembrado pelo brasileiro como um ano “conturbado”. Agora o desejo de todos brasileiros será pela melhoria do quadro econômico do Brasil. Todos brasileiros foram afetados com a crise e em especial a classe Trabalhadora, a qual a entidade nos inspira e nos conduz para nos mantermos fiéis a confiança que nos foi depositada. E assim, continuar na luta em prol dos trabalhadores, a Federação irá sempre buscar garantir os direitos dos trabalhadores no setor da Alimentação para mantê-los convictos que lutaremos por eles sempre unidos, buscando segurança e melhores condições de trabalho, aprimorando a capacidade de organização no setor Alimentício. Nesta Edição da Revista FETIASP o trabalhador acompanhará um pouco do trabalho e dedicação de uma Federação empenhada em garantir benefícios e melhorias nas condições de trabalho de todos os trabalhadores no setor da Alimentação. Antônio Vitor Presidente da FETIASP 05

[close]

p. 6

PALAVRA DO PRESIDENTE Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo PALAVRA DO PRESIDENTE Antonio Vitor Presidente da FETIASP A legislação do trabalho consolidou-se em 1943 e foi se aperfeiçoando no tempo com dezenas de alterações, fora as leis esparsas, quase todas criadas a partir do movimento sindical, como a gratificação de natal ou 13° salário, o salário família, a inclusão dos portadores de deficiência no mercado de trabalho. Deve-se às negociações coletivas grande parte dos direitos que se tornaram comuns nas convenções e foram incluídos no artigo 7° da Constituição Federal, como piso salarial, estabilidade da gestante, do acidentado, aviso prévio proporcional, acréscimo remuneratório das férias dentre outros. Reações partidas do empresariado mais reacionário, sem nenhum apego a questão social, não foram poucas e só encontraram apoio na ditadura, quando o Congresso foi amordaçado e a imprensa calada, sem falar nas incontáveis intervenções nos sindicatos mais combativos, cerca de 1.500, inclusive na Federação dos Trabalhadores da Alimentação do Estado de São Paulo. Foi quando a chamada “política salarial” ou “arrocho salarial” impediu a livre negociação coletiva, atrelada a índices fabricados nas repartições ministeriais, distantes dos índices reais de inflação; foi quando acabou a estabilidade no emprego, trocada pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, que nunca garantiu o trabalhador contra o desemprego; foi quando os agentes do governo transformaram os sindicatos em colônias de férias, em ambulatórios médico-odontológico, estimulando o assistencialismo que passou a exigir maiores recursos para seu custeio. A redemocratização do país seguiu-se voz do povo reclamando “DIRETAS JÁ” e a convocação de uma Assembleia Constituinte que não só escreveu o artigo 7°, dedicado aos direitos sociais dos trabalhadores e o artigo 8° consagrando a liberdade e autonomia sindical, ficando o artigo 9° reservado para assegurar o direito de greve. O artigo 7°, no inciso XXVI, reconheceu os acordos e convenções coletivas de trabalho para a criação de “outros direitos que visem a melhoria de sua condição social”. Assim, foi escrito no topo do dispositivo. De outra parte, o inciso III do mencionado artigo 8° atribuiu ao sindicato a prerrogativa – que é também dever – de defender os direitos e interesses individuais e coletivos da categoria, ou seja, do conjunto de trabalhadores que operam em uma mesma atividade 06

[close]

p. 7

PALAVRA DO PRESIDENTE Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo econômica ou em atividades similares na conceituação dada pelo § 2° do artigo 511 da Consolidação das Leis do Trabalho, portanto de todos, associados ou não, cabendo ao sindicato, com exclusividade, manter negociações coletivas, como foi posto no inciso VI do mesmo artigo 8°. De tal sorte o sindicato negocia para obter novas e melhores condições de trabalho para o grupo profissional que representa. E até representa-o negativamente como previsto nos incisos VI, XIII e XIV do artigo 7°, o primeiro para reduzir os Direito Constitucional, formou seu governo com a cúpula de seu partido, PMDB, e logo abriu seu projeto de reformas, que deveriam naturalmente recuperar a prosperidade e acabar com o desemprego. Todavia, sua primeira investida atingiu a PREVIDÊNCIA SOCIAL, comprometendo o direito à aposentadoria e à pensão, esquecido de que se tratavam de direitos sociais amparados pela Constituição vigente. É só ler o artigo 6°. O Projeto em tramitação no Congresso Nacional, escrito na para a viúva. A segunda “tacada” do novo governo que veste o modelo neoliberal é reduzir os DIREITOS TRABALHISTAS duramente conquistados. Com cinismo nunca visto, ministros e aliados do governo, sem medo de corar, defendem as reformas, negando a mutilação de direitos, afirmando até que são boas para … aqueles que são suas vítimas. Não é a toa que se diz, sem Só vamos garantir direitos trabalhistas e manter o que conquistamos ao longo de anos se permanecer-mos unidos, pressionando o governo federal em rever suas propostas que visam recuperar a economia brasileira. salários, os demais para flexibilizar as jornadas. A disputa política acentuouse quando um trabalhador metalúrgico assumiu a Presidência da República abrindo espaço para seus opositores organizaremse em nome de um novo corpo dirigente que acenou com a recuperação econômica do país, com a superação do desemprego crescente, e com a pacificação dos partidos e do povo brasileiro. O governo Michel Temer, conceituado jurista, professor de surdina, sem ouvir os interessados, ou seja, os trabalhadores que – queiram ou não, são representados legalmente por seus sindicatos de classe, não para seu bem, para protegê-los, mas para negar-lhes o direito constitucional. Com o desemprego, a desindustrialização, o crescimento demográfico, poucos conseguirão manter-se empregados até a idade exigida e sem salário, poucos poderão continuar como contribuintes do sistema, condição indispensável para que na velhice, na doença, possa aposentar-se, para que, na morte, possa deixar uma pensão desmentido, que o projeto de reforma trabalhista foi redigido nos escritórios das poderosas confederações dos industriais e dos comerciantes. Evidência disso, marcante, o fato de o relator do projeto ter afastado-se do original, saído da Presidência da República, para triplicar o volume de atentados contra os direitos trabalhistas. Destacam-se o negociado acima do legislado, mas para pior, porque, fosse para melhor, bastava o que foi escrito no topo do artigo 7° da Constituição, a absurda permissão para a substituição dos 07

[close]

p. 8

PALAVRA DO PRESIDENTE Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo empregados até na atividade fim da empresa, ou seja, em todo o setor produtivo, realizando o sonho do mau empregador: “uma empresa sem empregados”, e a supressão da atuação sindical para o correto acertodecontas quando darescisão contratual. Não é tudo. Permitese até uma forma de rescisão sem justa causa menos onerosa, com pagamento pela metade do aviso prévio e da multa do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Cria-se o contrato de trabalho dito “intermitente”, aquele criado pela rede de lanchonetes americana, que exige do trabalhador ficar a disposição do empregador durante todo o expediente, ativandose apenas durante as horas de convocação para receber ao fim de cada mês valor inferior ao salário mínimo. Foi o que bastou para a investida patronal pensar num contrato especial para a exploração dos aposentados, mediante trabalho sem registro, sem previdência social, sem Fundo de Garantia e da remuneração do trabalhador rural através da moradia e da Alimentação. Bom saber que a nossa Federação há mais de três décadas conquistou nas usinas de açúcar a moradia gratuita e a “bóia quente”. E não deixou de prestigiar o mau patrão, aquele que sonega direitos de seus empregados, que os demite sem justo motivo e depois procura esquivar-se da ação da JUSTIÇA DO TRABALHO, acenando com um recibo de quitação geral mas que só encobre o que deixou de pagar. O volume de reclamações trabalhistas aponta para a continuação dos desmandos patronais. Então a lógica é dificultar o acesso dos trabalhadores ao Poder Judiciário apesar de a Constituição no inciso 08 XXXV do artigo 5° assegura a medida para defesa de direitos. Nossa palavra agora é um desabafo mas também um chamado à razão, especialmente dirigido ao presidente Michel Temer que lecionou a cadeira de Direito Constitucional e até escreveu uma obra para analisar nossa Constituição. E o chamado é para que leia com atenção o que foi escrito em nossa LEI MAIOR: Começando pelo artigo 170, segundo o qual a ordem econômica deve valorizar o trabalho humano e não apenas o capital, tendo por fim assegurar a todos existência digna, conforme os princípios da justiça social, sem esquecer o artigo 193 que cuida da ordem social que tem como base o primado do trabalho e como objetivo e o bem estar e a justiça sociais. De resto, segundo registra o artigo 3° de nossa Constituição os objetivos fundamentais do país é construir uma sociedade livre, justa e solidária, sem pobreza, sem desigualdades. Enfim, bem lida a Constituição, mas com olhos abertos, voltado para o bem social, o Presidente, seus ministros, seus aliados, e também o relator Deputado Rogério Marinho do Partido Social da Democracia Brasileira – PSDB do Rio Grande do Norte renegariam o mal feito Projeto 6.787 que significa retrocesso e ofensa à classe trabalhadora que saberá responder nas urnas. Outra coisa, a Proposta de Emenda Constitucional n° 287, relatada pelo Deputado Arthur Maia do Partido Popular Socialista, simplesmente nega o direito constitucional de aposentadoria e pensão. Não se pode deixar o registro de o Presidente Michel Temer pecar pela omissão em manter sua aposentadoria precoce, antes de chegar aos 60 anos, dispensada a condição de tempo de serviço, mas integral em seu valor. E lembrar mais uma vez que a previdência social é direito constitucionalizado, assegurada pelo artigo 6° do Diploma Constitucional. Enfim,ExcelentíssimoPresidente Michel Temer, Excelentíssimos Deputados Rogério Marinho e Arthur Maia, Excelentíssimos Senhores Deputados e Senadores, Ministros de Estado, ainda que pese contra muitos, a tramitação de processos em que são acusados de mal feitos, pelo menos respeitem a Constituição brasileira e os trabalhadores que constituem um dos pilares do ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO, como pode ser lido no inciso IV do artigo 1°, negando aprovação aos projetos. Uma palavra para o Presidente em exercício: Vossa Excelência afirma que acima de tudo deve preservar sua biografia. Com razão, como professor de Direito Constitucional, seu dever é prestigiar a Constituição de seu país sob pena de manchar para sempre sua biografia. De qualquer modo, saibam que não calarão os sindicatos ainda que neguem sua sustentação financeira, acabando com a contribuição sindical pouco mais de dois meses após ter o Supremo Tribunal Federal acabado com a nominada “assistencial”, mas que, verdadeiramente, era apenas a retribuição dos trabalhadores sem filiação pela representação nas negociações coletivas e abrangência nos acordos e convenções.

[close]

p. 9

ACESSE AGORA!!! www.fetiasp.com.br Sobre Conheça um pouco da nossa história e diretoria Notícias Fique por dentro das principais ações da Federação Contato Entre em contato conosco. Estamos à disposição para tirar dúvidas e orientá-los da melhor maneira sobre seus direitos Tv Fetiasp Acesse nosso canal de vídeos no youtube e acompanhe nossos principais eventos Denuncie Registre uma denúncia anônima e nos ajude a fiscalizar as condições de trabalho Mídias Fique por dentro de rudo que acontece na federação acompanhando nossas mídias sociais 09

[close]

p. 10

RELATÓRIO DE ATITIDADES Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo Relatório de Atividades ESTRUTURA DA FETIASP A FETIASP- Federação dos trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo, está localizada na Rua Conselheiro Furtado,987, Bairro Liberdade em São Paulo e dispõe de uma estrutura com departamentos e alojamentos pata diretores e dirigentes sindicais. A FETIASP é presidida por Antonio Vitor e possui atualmente 55 Sindicatos Filiados, representando aproximadamente 350.00 trabalhadores no Estado de São Paulo, sendo uma das maiores Federações da Alimentação Latina. Possuindo, Plenária, Sala de Reunião, Elevador, com o total conforto. HOMENAGEM A MELQUÍADES DE ARAUJO Tivemos a honra nessa edição de homenagear Ex-Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de São Paulo - FETIASP. Diversos Sindicalistas deixam uma homenagem ao grande Líder Sindical, Melquíades de Araujo, Em 2016 Melquíades venceu a Eleição para Prefeito na Cidade de Jacutinga-MG, assumindo como Presidente da FETIASP, Antônio Vitor. COLÔNIA DE FÉRIAS Relatamos também um amplo espaço de diversão, situada no município de Praia Grande, uma Colônia de Férias onde temos uma estrutura e localização privilegiadas, para trabalhadores aproveitarem momentos de diversão e descanso com segurança para toda a família. CEFS NOVAS INSTALAÇÕES O CEFS hoje conta com espaços amplos e agradáveis, com salas para cursos e negociações, com plenária moderna para palestras e grandes eventos. Tendo escolhido a cidade de Limeira/Sp, para acomodar essa estrutura. Para atender e defender os trabalhadores com total excelência no atendimento e prestação de serviços. Centro esportivo Wilson Vidotto Manzon, mais um investimento da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo para todos os sindicalistas que passarem por treinamentos e Estudos no Centro de Ensino e Formação Sindical (CEFS) SINDICATOS FILIADOS Sindicatos filiados, uma base construída por sindicatos fortes, possui 55 Sindicatos Filiados em todo o Estado de São Paulo, com a união desses 55 Sindicatos dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação, colocam a FETIASP entre uma das maiores Federação de Trabalhadores da Alimentação da América Latina. Nossos Sindicatos Filiados trazem em seu currículo de trabalho, a essência da luta diária em buscar de conquistar e resguardar direitos trabalhistas. PLANTIOS DE ÁRVORES O Plantios de Árvores, aconteceu no Centro de Estudos e Formação Sindical, mobilização por partes dos representantes sindicais para um Plantio de Arvores, como um projeto de Reflorestamento, onde os mesmos puderam, cada um plantar uma muda de IPÊ nos arredores do Centro Esportivo, e também em pontos estratégicos sobre os estacionamentos. A ação foi coordenada pelo Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo- Antonio Vitor MANIFESTAÇÃO EM FRENTE A BOLSA DE VALORES Manifestação em frente a Bolsa de Valores de São Paulo foi realizada por uma ação contra a Remuneração Variável na BRF, o objetivo do protesto foi impedir a implantação de uma medida que vai comprometer o salário dos trabalhadores, diminuindo ainda mais sua renda e o seu poder de compra. ENTIDADES SINDICAIS FECHAM RODOVIA A Confederação e Entidades Sindicais em Manifestação contra a BRF, Novo ato contra a detentora das marcas Sadia, Perdigão e Qualy ocorreu na manhã dessa quarta (15/03/2017), no Centro de Distribuição da BRF, em Embu (SP). Com apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA) e de sindicatos filiados a Federação dos trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo (FETIASP), a manifestação foi motivada pela recusa de diálogo por parte da empresa na terça (14/3/2017), durante o primeiro ato, em Jaguaré́ (SP). A BRF anunciou o não pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) aos trabalhadores no mês citado, alegando prejuízos e “não obrigação”. MARCHA OCUPA BRASÍLIA Diversos Sindicatos filiados a Federação da Alimentação do 10

[close]

p. 11

RELATÓRIO DE ATITIDADES Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo Estado de São Paulo estiveram representando os trabalhadores de suas bases em uma Marcha que começou no Estádio do Mané Garrincha e seguiu com a passeata até a Esplanada dos Ministérios no chamado “Ocupa Brasília”. A Manifestação chegou a reunir mais de 150 mil trabalhadores de diversos estados brasileiros, organizada por Centrais Sindicais, entre elas Força Sindical Nacional. O ato foi realizado em protesto contra as Reformas Trabalhistas e Previdenciárias, segundo a Força Sindical Nacional, "Foi uma manifestação pacífica e organizada, mas forte o suficiente para atrair a atenção de toda a mídia brasileira e boa parte da atenção internacional”. CONGRESSO NACIONAL DA CNTA No VI Congresso Nacional da Categoria Profissional da Alimentação, o Presidente da FETIASP – Antônio Vitor, participou do nos dias 25 e 26 de agosto de 2016 em Praia Grandes. O evento foi realizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA). O objetivo do evento, que reuniu aproximadamente 300 pessoas, entre lideranças sindicais, autoridades e especialistas nas áreas do Direito, Saúde e Economia, foi de traçar metas para atuação das representações dos 1,6 milhão de trabalhadores da categoria para os próximos quatro anos. A Assembleia Geral Ordinária da categoria também ocorreu na mesma data e local. O encontro contou ainda com a Regional Latino Americana da União Internacional dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação (UITA). PLENÁRIA NACIONAL SOBRE RELAÇÃO DO TRABALHADO Plenária Nacional sobre Relações do Trabalho, O Secretário Nacional de Políticas de Relações Sindicais do Ministério do Trabalho, Carlos Cavalcante Lacerda e sua equipe, reuniram-se no dia 09 de dezembro de 2016, com sindicalistas do setor da Alimentação para uma plenária em âmbito nacional, em um evento realizado na FETIASP (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado de S. Paulo) junto com a Confederação Nacional dos Trabalhadores das Industrias da Alimentação e Afins (CNTA) para esclarecer dúvidas dos dirigentes sindicais sobre assuntos de interesse das entidades que representam no Estado de São Paulo e demais estados. FORMATURA DA 1ª TURMA DE SEGURANÇA DO TRABALHO O Curso teve uma carga horária de quase 2 anos e foi realizado na FETIASP de forma semi presencial. O curso tem reconhecimento do MEC com validade a nível Nacional. Para a FETIASP e a ATRA (Associação em Defesa dos Trabalhadores do Ramo da Alimentação do Estado de São Paulo e Vítimas de Acidente e Moléstias Profissionais) a realização e conclusão o deste curso foi um sonho realizado pois ajudou na formação de profissionais técnicos podendo a partir de agora, atuar na prevenção de acidentes e doenças ocupacionais em empresas privadas e públicas, órgãos públicos de administração direta e indireta e dos poderes legislativos e judiciário. ENCONTRO SOBRE NOVA PLATAFORMA DE BOLETOS DE COBRANÇA Força Estadual realizou um encontro sobre uma nova Plataforma de Boletos de Cobrança, Antônio Vitor-Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do São Paulo, participou no dia 19 de Outubro de 2016, na sede da Forca Sindical - São Paulo de um encontro reunindo Tesoureiros e Funcionários da Contabilidade dos Sindicatos Filiados para falar sobre a nova plataforma de boletos de pagamento, sistema de cobrança que acaba com os boletos sem registro, aqueles que a empresa não tem custo de emissão. A mudança foi anunciada pela FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos) com a finalidade de trazer mais segurança e diminuir os prejuízos gerados pelas fraudes no boleto. INTERCÂMBIO FETIASP E UFCW A FETIASP Através de sua secretaria dos setores de carne e frio, recebe o Secretario de Relações Internacionais da Confederação dos Trabalhadores da Alimentação e dos Comerciários dos Estados Unidos (UFCW), STANLEY GACEK, em um Intercâmbio para tratar sobre JBS/BRF e setor de abate e frigorifico. CONFRATERNIZAÇÃO NO CEFS Confraternização de Final de Ano 2016 FETIASP - Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo, realizou no dia 17 de dezembro de 2016, através de seu presidente Antônio Vitor, a festa de confraternização da entidade. O evento foi realizado no Centro de Estudos e Formação Sindical (CEFS) "Melquíades de Araujo", na cidade de Limeira/SP, onde estiveram reunidos a diretoria e funcionários da FETIASP, além de diretores e funcionários dos sindicatos liados à Federação e outras autoridades. Nesta ocasião, o secretário geral da FETIASP - Wilson Vidotto Manzon foi homenageado com seu nome inserido no Centro Esportivo do CEFS, conhecido agora como Centro Esportivo Wilson Vidotto 11

[close]

p. 12

RELATÓRIO DE ATITIDADES Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo Manzon. Durante a confraternização também houve a entrega dos troféus do Torneio Estadual de Futebol Oscite da FETIASP e o Torneio "Bola Murcha", competição de Futebol no novo Centro Esportivo do CEFS entre a Presidência e Diretoria dos Sindicatos presentes, além de música ao vivo e alimentação. 10º TORNEIO DE FUTEBOL DA FETIASP A FETIASP - Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo, realizou em 2016 o 10º Torneio Estadual de Futebol Society, que reuniu 13 equipes de diferentes cidades do Estado de São Paulo. O Torneio já é uma tradição na categoria e foi realizado no Clube de Campo do Sindicato da Alimentação de Piracicaba. A Equipe do Sindicato da Alimentação de Barretos sagrouse Campeã após empatar em 3 a 3 e depois derrotar a equipe do SINDEEIA nas penalidades. A equipe do Sindicato da Alimentação de Capivari ficou com o terceiro lugar. A Equipe do Sindicato da Alimentação de Campinas SITAC, que foi representado pela Invivo, ficou entre os sete colocados. MARÇO MULHER O Março Mulher foi realizado na Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de São Paulo, foi um encontro dedicado as Mulheres não só para comemorar a luta e conquista das mulheres, mas também realizar debates com o objetivo de discutir o papel de mulher na sociedade atual. A Federação da Alimentação aproveitou para homenagear as palestrantes e sindicalistas presente, com botões de rosas, ao som de Nelson J. Da Silva – Presidente do Sindicato da Alimentação de Matão, homenageando as mulheres presentes, com uma canção de sua autoria. 1º FÓRUM MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL Presidente da FETIASP – Antônio Vitor, participou do I Fórum Municipal de Desenvolvimento Econômico Sustentável (evento realizado no dia 28/03/2017), cujo foco do evento foi a mobilização dos setores e atores fundamentais para o desenvolvimento dos municípios, com o intuito de refletir sobre o atual contexto Socioeconômico, Político, Cultural e Ambiental das cidades, suas perspectivas, desafios, e também propor estratégias de enfrentamento de curto, médio e longo prazos. A iniciativa do evento veio da Prefeitura de SertãozinhoSP, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e recebeu o apoio de uma série de parceiros locais e organizações de âmbito regional. TÍTULO DE COMENDADOR O Presidente da Sociedade Brasileira de Heráldica Grã-Mestre Prior do Sodalício Comendador Dom Galdino Cocchiaro, outorgou o Grau de Comendador da Ordem Nacional do Mérito Cívico e Cultural ao Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo - Antonio Vitor. A cerimônia aconteceu em uma quinta-feira (18/05/2017), na Câmara Municipal de São Paulo. O Título de Comendador recebido por Antonio Vitor, foi uma indicação do comendador Adney Araujo NEGOCIAÇÃO COLETIVA O Curso de Negociação Coletiva realizado no CEFS foi ministrado pelo Sociólogo e Professor Sindical Wilson Fava, abordando situações que compreendem todos os tipos de negociações que envolvem um empregador ou um grupo de empregadores ou organização de empregadores e uma ou várias organizações de trabalhadores, visando fixar condições de trabalho e disciplinar as relações entre empregadores e trabalhadores. CURSO TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO Curso de Formação Técnica em Segurança do Trabalho curso teve como grande sentido, desperta o espírito empreendedor do aluno e capacitá-lo para atuar, operacionalizar e coordenar as atividades de saúde e segurança do trabalho, criar uma cultura de saúde e segurança do trabalho em clientes e colaboradores, proporcionando experiências bem sucedidas, melhorias continuas e sustentabilidade da empresa. CURSO HOMOLOGAÇÃO NÍVEL II O Curso de Homologação-Nivel II foi ministrado pelo Professor Vanderly Gomes Soares abordando de forma mais aprofundada toda a conferencia feita pelo Sindicato para verificar se os valores pagos ao trabalhador na rescisão do contrato estão corretos. CURSO HOMOLOGAÇÃO NÍVEL II O curso de Matemática SindicalNível I foi ministrado pelo Professor e Economista da FETIASP Vanderly Gomes Soares. O curso contou com a participação ativa de representantes sindicais de diversas cidades buscando enriquecer o conhecimento, fortalecendo o trabalho e a produtividade em suas bases. ASSEMBLEIA NA EMPRESA NESTLÉ PURINA A assembleia na Empresa Purina teve como reivindicação o pedido de 12

[close]

p. 13

RELATÓRIO DE ATITIDADES Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo equiparação de salários e benefícios entres outras unidades da Nestlé PURINA. Aproveitando a ocasião, Presidentes e representantes sindicais ouviram as reivindicações dos trabalhadores. A assembleia teve apoio da FETIASP, FELATRAN e de diversos Sindicatos Filiados. ASSEMBLEIA NO FRIGORÍFICO JBS Sindicatos Filiados a FETIASP juntamente com representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA) se reuniram em assembleia no Frigorífico da Rede JBS unidade de Amparo-SP para prestar apoio aos trabalhadores que recusaram propostas por parte da empresa, prevendo uma possível Paralização Geral. No Ato, a empresa realizou um comboio com ônibus acompanhado de supervisores, colocando os trabalhadores para dentro da empresa usando ameaças de demissão, com isso uma minoria de trabalhadores firam para fora onde com o apoio do Sindicato, suspenderam a paralização e foram liberados para voltar a trabalhar. objetivo reunir representantes da Nestlé para discutir o acordo estadual para os trabalhadores do setor. Estiveram presentes representantes da FELATRAN – Federação Latino Americana dos Trabalhadores da Nestlé, entre eles, Melquíades de Araujo – Presidente da FELATRAN e sindicatos filiados. TRANSMISSÃO DO CARGO DE TESOUREIRO Aconteceu no dia 31 de janeiro, a transmissão do cargo de Tesoureiro de Ovídio Garcia Fernandes para Carlúcio Gomes da Rocha, com a presença de Antônio Vitor, presidente da FETIASP – Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo. ASSEMBLEIA ENTREGA UMA AMBULÂNCIA NA NESTLÉ UNIDADE MARÍLIA A parceria entre a FELATRAN (Federação Latino Americana dos Trabalhadores da Nestlé) e a Nestlé, resultou em mais um benefício para os trabalhadores da Nestlé unidade de Marilia, desta vez uma Ambulância Zero Km, trazendo como prioridade para a Nestlé́, mais segurança ao trabalho. NEGOCIAÇÃO SALARIAL ENTRE A FEDERAÇÃO, SINDICATOS FILIADOS E NESTLÉ A negociação com a empresa Nestlé ocorrida no Hotel Carlton Plaza em Limeira/SP, teve como 13

[close]

p. 14

14

[close]

p. 15

ORGANOGRAMA FUNCIONAL Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo CONSELHO DE REPRESENTANTES DIRETORIA EXECUTIVA PRESIDENTE Secretaria de Delegacias Regionais Secretaria de Finanças Secretaria As. Tec./Asses. Serv. Secretaria Relações Sindicais Secretaria Geral Secretaria Adjunto Secretaria Educação e Cultura Secretaria Divulgação e Imprensa Secretaria Relações Internacionais Secretaria Políticas Públicas Fiscal CONSELHOS Representantes Confederativo Ética Setor Frios e Carnes SECRETARIAS POR RAMOS DE ATIVIDADE Setor Bebidas Setor Açúcar e Usinas de Açúcar Setor Laticínios, Torrefação e Solúvel Setor Panificação, Confeitaria e Trigo Setor Rações Setor Plúrimo, Doces e Conservas e Sucos SECRETARIAS DOS GRUPOS MULTINACIONAIS E TRANSNACIONAIS Grupo Nestlé Grupo Danone Grupo Pepsico Grupo Coca-Cola Grupo Gessy Lever Grupo Arcor Grupo AMBEV Grupo Cargil SECRETARIAS DE REPRESENTAÇÃO Secretaria da Saúde, Segurança e Medicina do Trabalho Secretaria da Mulher Secretaria da Criança e Juventude SECRETARIAS PROFISSIONAIS Jurídico Economia Formação Sindical 15

[close]

Comments

no comments yet