Jornal Conecta Baixada - edição 38

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Conecta Baixada - edição 38

Popular Pages


p. 1

Recicle informação. Passe este jornal para outro leitor. 995-75-4545 www.conectabaixada.com.br 2017 A INFORMAÇÃO VAI ATÉ VOCÊ BAIXADA FLUMINENSE 16 a 30 de Junho ANO 3 N° 38 UMA FAMÍLIA EM BUSCA DE JUSTIÇA Parentes de barbeiro acusado de roubo lutam para provar inocência do rapaz, mas dizem que são ignorados. Página 3 Marcelle Bappersi/Conecta Baixada 995-75-4545 ONG Rio de Paz QUEIMADOS TERÁ "CEMITÉRIO VERDE" Divulgação 995-75-4545 Divulgação PENSÕES SERÃO PAGAS EM DOBRO Alerj muda Previdência de servidores da Segurança Pública e dá benefício a famílias de policiais mortos. Página 7 Aproveitamento de água das chuvas e uso de energia solar vão tornar "última morada" sustentável. Página 6 TRABALHO INFANTIL CRIANÇAS DE 5 A 9 ANOS SÃO MAIORES VÍTIMAS Pesquisa do IBGE mostra que mais de três milhões têm direito à Educação negado e são submetidas a condições precárias de vida enquanto são exploradas. Página 2 COLETA SELETIVA PELO CELULAR Aplicativo permite agendar descarte de materiais recicláveis e dá prêmios a participantes. Página 4 Agência Brasil Mantenha sua cidade limpa. Não jogue papel no chão.Olici pont.

[close]

p. 2

GERAL INFÂNCIA PERDIDA 2 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR Agência Brasil TRABALHO INFANTIL AVANÇA EM TODO O BRASIL Cena comum nos grandes centros urbanos do Brasil: crianças e adolescentes ajudam a sustentar a casa oferecendo serviços nos sinais de trânsito. A maioria sem direito à escola Da redação redacao@conectabaixada.com.br Em todo o Brasil, a mão de obra de crianças e adolescentes ainda é explorada de forma indiscriminada. Seja nos sinais de trânsito, nos lixões, em feiras, restaurantes, no campo, em indústrias ou dentro de casa, os direitos à infância e à educação são negados para quase três milhões de crianças e adolescentes, de acor- do com pesquisa do IBGE, publicada no dia 12 de junho, quando se celebrou o Dia Internacional contra o Trabalho Infantil. O mapeamento do trabalho infantil mostra que o número de trabalhadores precoces corresponde a 5% da população que tem entre 5 e 17 anos no Brasil. A taxa de crianças economicamente ativas é 20% menor do que o registrado em anos anteriores, mas especialistas alertam que é possível que haja uma interrupção na tendência de queda. Desde 2013, o país vem registrando aumento dos casos de trabalho infantil entre crianças de 5 a 9 anos. Em 2015, ano da última pesquisa do IBGE, quase 80 mil crianças nessa faixa etária estavam trabalhando e, nas próximas pesquisas, quando elas estiverem mais velhas, podem promover o aumento do número de adolescentes que trabalham. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a meta de erradicação das piores formas de trabalho infantil foi reagendada para 2020, e a de todas as formas para 2025. O ministério ressalta ainda que realizou, de 2006 a 2015, quase 47 mil ações de fiscalização que resultaram na retirada de mais de 63 mil crianças e adolescentes do trabalho, o que gerou a redução apontada pelo IBGE. A legislação internacio- nal define o trabalho infantil como aquele em que as crianças ou adolescentes são obrigados a efetuar qualquer tipo de atividade econômica, regular, remunerada ou não, que afete seu bem-estar e o desenvolvimento físico, psíquico, moral e social. No Brasil é proibido para menores de 16 anos a execução de qualquer trabalho, salvo na condição de aprendiz, a partir dos 14 anos. CONTROLE N. IGUAÇU DEVERÁ GANHAR OBSERVATÓRIO SOCIAL Nova Iguaçu poderá ser a primeira cidade da Baixada Fluminense a ter implantado o Observatório Social (OS), entidade formada por representantes da sociedade civil e empresários para acompanhar e fiscalizar a aplicação de recursos pelas administrações municipais. O objetivo é contribuir para a melhoria da gestão pública e o combate à corrupção. O primeiro passo para a implantação do OS em Nova Iguaçu foi dado no dia 10, em uma reunião entre o delegado do Conselho Regional de Contabilidade do Rio de Janeiro (CRCRJ) em Nova Iguaçu e regiões, Jorge Miguel de Moura, e Paulo Marajoara, idealizador da implanta- Divulgação Jorge Miguel (D) e Marajoara ção do Observatório Social em Nova Iguaçu. "Exercer a cidadania é cobrar, fiscalizar e acompanhar onde estão sendo aplicados os recursos públicos gerados através dos impostos que todos nós pagamos. Não vamos medir esforços para apoiar a implantação do Observatório Social em Nova Iguaçu, pois o cidadão de bem só tem a ganhar", disse o delegado do CRCRJ, Jorge Miguel. FAVELAR PROJETO QUE AJUDA NA CONSTRUÇÃO E REFORMA DE CASAS CHEGA À BAIXADA Marcelle Bappersi marcelle.bappeisi@conectabaixada.com.br O segundo semestre de 2017 virá com boas oportunidades para famílias de baixa renda que desejam construir ou reformar suas casas. É que o projeto Favelar, que oferece assessoria técnica a preço popular, começa a atender nos municípios da Baixada Fluminense. Com essa nova fase do Favelar, que existe desde 2014, o engenheiro Fábio Morais, de 24 anos, revela que pretende dar assistência aos bairros mais humildes de Mesquita. "O cenário social da- Divulgação O Favelar oferece suporte na construção ou reforma a um preço mais em conta qui é bem carente, e essas pessoas sonham em melhorar suas casas. Costumo dizer que o Favelar é o "Lar doce lar" de quem não pode pagar", explica. e continua: "algumas pessoas recorrem à auto construção para economizar. No final, o prejuízo é muito maior", finaliza. O serviço dá ao cliente todo suporte, como materiais sustentáveis mais em conta e mão de obra. Os custos são bem abaixo do preço de mercado. Para fazer sua avaliação, basta acessar a página do Favelar no Facebook (Facebook. com/favelarquitetura/).

[close]

p. 3

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 3 GERAL EM BUSCA DE JUSTIÇA FAMÍLIA TENTA PROVAR INOCÊNCIA DE BARBEIRO Marcelle Bappersi/Conecta Baixada POLÊMICA ABUSO DE AUTORIDADE SERÁ ANALIZADO NA CÂMARA Agência Brasil A família de Ricardo sofre com a falta de solução para o caso e teme que ele seja condenado, mesmo inocente Marcelle Bappersi marcelle.bappersi@conectabaixada.com.br Afamília do barbeiro Ricardo Gonçalves Teodoro dos Santos, de 28 anos, alega que ele está sendo vítima de injustiça. O rapaz foi preso no dia 21 de março, acusado de roubar um celular e agredir a vítima, em janeiro de 2015. Segundo a advogada do rapaz, Glória Jean, a promotoria da 2ª Vara Criminal de Nova Iguaçu se recusa a apreciar os documentos que comprovam a inocência do rapaz. "Não estamos conseguindo fazer com que os promotores analisem as provas. E com essa constante troca de juízes, depois da saída da titular do Fórum, está cada vez mais difícil argumentar o caso. Já entramos com dois pedidos de soltura, mas ambos foram negados", disse a advogada. Gloria Jean relata que a vítima contou que estava em um ponto de ônibus com outras cinco pessoas, no bairro Três Corações, em Nova Iguaçu, quando um carro parou e os três integrantes anunciaram o assalto. O garoto afirma que Ricardo saiu do veí- culo, pegou seu celular, o agrediu e depois obrigou a entrar no veículo. No entanto, imagens e vídeos datados, postados nas redes sociais, mostram Ricardo na companhia de amigos da escola, durante uma confraternização, no bairro Rancho Novo, também em Nova Iguaçu, no momento do crime. Essas provas contradizem o depoimento da vítima. O Ministério Público informou que o julgamento foi marcado para o dia 26 deste mês e que o pedido de liberdade de Ricardo foi negado com base no depoimento da vítima, mas ressaltou que a decisão da causa cabe ao juiz. Para família, vítima se confundiu A esposa de Ricardo, Daniele Cristina Teodoro, de 24 anos, conta que, há três anos, o marido e um amigo foram detidos durante uma blitz policial em Nova Iguaçu. A moto que o amigo de Ricardo acabara de comprar era roubada, e ambos foram autuados por receptação. Daniele conta que o marido ia regularmente ao Fórum, assinar um documento que o dispensava de cumprir a pena em re- gime fechado. Entretanto, ela acredita que por causa dessa anotação criminal, Ricardo pode ter sido confundido com outro criminoso. "Está tudo muito confuso. A vítima tinha 14 anos na época, e além dele, não há outras testemunhas. O adolescente reconheceu ele por uma foto, mas quem garante que o garoto não foi induzido ao erro ao tentar apontar um culpado?", questionou. Segundo ela, para a Justiça, o marido estava foragido desde o início do ano. Ela conta que meses depois descobriu que todas as intimações destinadas a ele foram parar em um endereço próximo onde eles moravam, há cerca de dois anos. Ela ainda reclamou da demora para o julgamento. "No registro dele está salvo o endereço da avó, da mãe e o nosso atualizados. Foi um descaso total. Fora que no momento da prisão, ele foi levado para a delegacia sem saber que crime havia cometido. No presídio onde ele está, todos acreditam na sua inocência, inclusive os outros detentos. Mas ele tem se mantido calmo e centrado", revela a esposa. Algemar suspeitos quando não houver resistência poderá virar crime Da Redação redacao@conectabaixada.com.br A Câmara dos Deputados começa a analisar o Projeto de Lei do Senado, que define os crimes de abuso de autoridade, cometidos por servidores públicos e membros dos três poderes da República, do Ministério Público, dos tribunais e conselhos de contas e das Forças Armadas. A proposta lista 37 ações que poderão ser consideradas abuso de autoridade, quando praticadas com a finalidade específica de prejudicar alguém ou beneficiar a si mesmo ou a terceiro. Entre elas, obter provas por meios ilícitos; executar mandado de busca e apreensão em imóvel, mobilizando veículos, pessoal ou armamento de forma ostensiva, para expor o investigado a vexame; impedir encontro reservado entre um preso e seu advogado; e decretar a condução coercitiva de testemunha ou investigado sem intimação prévia de comparecimento ao juízo. Além disso, poderá ser punida a divulgação de gravação sem relação com a prova que se pretendia produzir, expondo a intimidade do investigado; fotografar ou filmar um preso sem o seu consen- timento; colocar algemas no preso quando não houver resistência à prisão. O projeto prevê também punição para a “carteirada” – o ato de uma autoridade fazer uso do seu cargo para obter vantagem ou privilégio indevido. Também será punida a autoridade que demorar demasiada e injustificadamente no exame de processo de que tenha requerido vista em órgão colegiado, para retardar o julgamento. As penas previstas variam de seis meses a quatro anos de prisão, mais multa, e serão aplicadas independentemente das sanções de natureza civil ou administrativa cabíveis. Além disso, as autoridades condenadas terão que indenizar a vítima. No Senado, o projeto de Randolfe Rodrigues (Rede - AP) provocou polêmica. Alguns criticaram a proposta, afirmando que poderia prejudicar a Operação Lava Jato, que investiga esquemas de corrupção no poder público federal e tem diversos parlamentares e ministros como alvo. A proposta só foi aprovada após a retirada do texto a cláusula que puniria juiz por uma interpretação da lei que fosse revertida em instância superior.

[close]

p. 4

SAÚDE 4 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR PREVENÇÃO ATENDIMENTO ESPECIALIZADO EM MEDICINA DO TRABALHO Divulgação MEIO AMBIENTE APLICATIVO INCENTIVA A COLETA SELETIVA Fotos: Divulgação As consultas são feitas às terças-feiras, sem agendamento, no Hospital São José Trabalhadores contam com atendimento gratuito especializado de uma médica do trabalho, em Mesquita. As consultas são feitas às terças-feiras, das 13h às 17h, sem agendamento prévio, no segundo andar do antigo Hospital São José. O endereço é Avenida União 673, bairro Santa Terezinha. A iniciativa é da prefeitura, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde do Trabalhador da Secretaria Municipal de Saúde. “O atendimento começou no dia 10 de maio e é para todo e qualquer trabalhador que more em Mesquita. Há uma médica do trabalho e uma enfermeira. As consultas são ambulatoriais, não emergenciais. Por enquanto, são feitos 15 atendimentos semanais, mas este número pode ser ampliado de acordo com a demanda. Conforme for diagnosticada a doença ocupacional, caso seja necessário, é feito o encaminhamento para acompanhamento em uma das unidades de saúde do município, de acordo com a especialidade. Há também atendimento para pessoas com deficiência que necessitam de laudo para o passe livre”, explica Leandro de Souza Costa, coordenador de Vigilância em Saúde do Trabalhador. “Entendemos que o processo saúde/doença dos trabalhadores tem relação direta com o seu trabalho. Saúde e doença estão condicionadas e são determinadas pelas condições de vida das pessoas, e são expressas entre os trabalhadores também pelo modo como vivenciam as condições, os processos e ambientes em que trabalham””, destaca Maíla Prata Penha Gatto, médica clínica geral, pós-graduada em Medicina do Trabalho. Medicina Ocupacional, ou Medicina do Trabalho, é a especialidade médica que lida com a relação do trabalhador e seu ambiente de trabalho, visando a prevenção dos acidentes e doenças do trabalho. O médico do trabalho avalia a capacidade do candidato a determinado trabalho e realiza reavaliações periódicas de sua saúde, dando ênfase aos riscos ocupacionais aos quais este trabalhador fica exposto. Após a coleta, o material é separado e encamihado à indústria de transformação. Tudo vira ponto para os moradores Rodrigo Melo rodrigo.melo@conectabaixada.com.br Moradores da Baixada ganharão uma ferramenta importante para ajudar na preservação do ambiente: o aplicativo Minha Coleta, que permite ao cidadão programar, pelo celular com sistema Android, o descarte correto de resíduos recicláveis. A iniciativa dos amigos Fernando Gomes, de 45 anos, Lennon Jesus, de 33, e Ingrid Fonseca, de 21, pretende provar que a coleta seletiva pode dar certo. Pelo sistema, os usuários poderão agendar uma data e um horário para que os coletores do projeto possam ir até sua casa. Tudo isso de forma gratuita. Porém, os resíduos não serão doados; ao solicitar a coleta, o cliente arrecadará pontos para trocar por produtos ou serviços. A ideia surgiu em um concurso de empreendedorismo. Mesmo sem vencer a competição, o trio de amigos percebeu que a ideia era boa e resolveu tirar o projeto do papel. “A ideia começou em 2015. Eu estava participando de um concurso de empreendedorismo no SEBRAE e tínhamos que desenvolver um projeto. Foi aí que surgiu o projeto “Sucata”. A ideia foi se desenvolvendo e, após o final do concurso, depois de muita pesquisa, evoluiu para o projeto atual, o Minha Coleta", disse Fernando. Com o baixo índice de materiais reciclados no país, os lixões a céu aberto tomam conta de áreas na Baixada Fluminense. Para Fernando, além de ser dinheiro jogado fora, o lixo prejudica o solo e contamina o lençol freático. “Em média, 4% dos resíduos são reciclados. Estima-se que o Brasil jogue fora mais de R$ 8 bilhões por ano em materiais que poderiam ser reutiliza- dos. Além disso, é muito prejudicial para o meio ambiente", afirma. “Além de ajudar o usuário com o serviço de pontos, também queremos ajudar o catador que sofre bastante com dificuldade de conseguir resíduos. Após solicitar o serviço pelo aplicativo, nossa equipe vai de moto ou bicicletas adaptadas com caçambas, pois não queremos usar caminhões, que emitem muito CO2 na atmosfera. Começaremos em breve uma vaquinha virtual para arrecadar fundos e tirar o aplicativo do papel. Precisamos colocar em prática e provar que a ideia funciona”, finalizou. Para conhecer melhor o projeto acesse www.minhacoleta.com. Fernando (E), Ingrid e Lennon, autores da iniciativa ambiental pioneira

[close]

p. 5

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 5 GERAL CONEXÃO GERAL Davi de Castro davi.castro@conectabaixada.com.br MESQUITA FAZ SERVIÇOS QUE SERIAM DO ESTADO Muito embora os serviços da BR 081 (via expressa de 10,8 quilômetros de extensão, oficialmente denominada Rodovia Carlinhos da Tinguá, e conhecida como Via Light) sejam de responsabilidade do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), o governo do prefeito de Mesquita, Jorge Miranda (PSDB), está fazendo a recuperação e instalação de novas luminárias no trecho que corta a cidade. De acordo com o vice-prefeito Waltinho Paixão (PROS), o trecho estava na escuridão e os moradores, que reclamam a falta de segurança, se diziam cansados de esperar providêcias do governo do estado. Ainda segundo Waltinho, responsável pelos serviços públicos de Mesquita, a iluminação, além de capina, desobstrução de ralos, galerias, bueiros, valões, roçadeira e outros, já chegaram aos 17 bairros mesquitenses. BOMBA POLÍTICA O dedo coça e eu vou adiantar o que posso. Há um prefeito da Baixada preparando uma "bomba" para destruir um grupo de vereadores com uma explosão só. O assunto é grave e o recheio do explosivo é capaz de detonar mandatos. ALÔ ROGÉRIO Assaltantes estão fazendo a festa na Rua Dr. Luis Guimarães, no Centro de Nova Iguaçu, no trecho entre o Instituto de Educação Rangel Pestana e a Via Light. O motivo é a escuridão e o prefeito Rogério Lisboa (PR) não sabe de nada. É inocente. POBRE SANTO Na Festa de Santo Antônio, padroeiro de Nova Iguaçu, também conhecida como "festa do vai-e-vem", este ano quase ninguém foi. O santo deve ter ficado triste com a crise de pedidos para casamentos. A grana está curta e a vela é pouca. FAAALA SÉRGIO O bairro Cobrex continua sem ônibus ou vans a partir da meia noite. Moradores reclamam e nada muda. O deputado Luiz Martins (PDT), que manda no setor de transporte do governo Rogerio, disse que iria falar com seu assessor Sérgio Vitório. E ai? PUNHALADA NAS COSTAS OU TRAIÇÃO DE ROTINA? Responsável pela destinação de verbas de Brasília para a saúde de Nova Iguaçu e outros municípios do Estado, a deputada federal Rosângela Gomes (PRB) está com agenda bem puxada. Semana pasada, depois de abrir a campanha de doação de sangue no Hospital da Posse, ela percorreu Belford Roxo e outras regiões da Baixada. Depois seguiu para outras cidades do interior do Estado. Apesar do esforço, o prefeito Rogério Lisboa ( PR) botou no olho da rua os dois gatos pingados que a deputada havia indicado para seu governo. Um deles chorou de decepção. SONHA BRASIL Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um país onde um pedreiro ganha o equivalente a R$ 18 mil mensais e um deputado estadual ganha R$ 23 mil. O filho de príncipes e politicos estuda em escola pública. Na Dinamarca é assim. BOM PRA TODOS Os serviços de atendimento e benefícios às familias mais carentes de Mesquita serão ampliados. Um dos setores da secretaria de Assistência Social, comandada pela Cristina Quaresma, será instalado no centro do município. LAVA JATO CABRAL PEGA 14 ANOS DE CADEIA, MAS ADRIANA É ABSOLVIDA Da redação redacao@conectabaixada.com.br O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a 14 anos e 2 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. O peemedebista foi acusado de receber pelo menos R$ 2,7 milhões em propina da Andrade Gutierrez, entre 2007 e 2011, referente às obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí. Ele deve cumprir a pena em regime fechado. “Entre os crimes de corrupção e de lavagem, há concurso material, motivo pelo qual as penas somadas chegam a catorze anos e dois meses de reclusão, que reputo definitivas para Sergio de Oliveira Cabral Santos Filho”, decretou Moro. O magistrado também acrescentou multa ao ex-governador. “Considerando a dimensão dos crimes e especialmente a capacidade econômica de Sérgio Cabral, ilustrada pelo patrimônio declarado de quase R$ 3 milhões e, que considerando o examinado nesta sentença, certamente é maior, fixo o dia/multa em cinco salários mínimos vigentes ao tempo do último fato delitivo (05/2014)”, disse Sérgio Moro sobre a multa destinada a Cabral. Por falta de prova, a ex-primeira-dama Adriana de Lourdes Ancelmo foi absolvida dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Também foram con- Agência Brasil Cabral foi condenado por receber propina na cosntrução do Comperj, em Itaboraí denados o ex-secretário do governo Cabral, Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho, a 10 anos e 8 meses de prisão, e o sócio do ex-governador, Carlos Miranda, a 10 anos.

[close]

p. 6

GERAL ADEUS SUSTENTÁVEL 6 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR Fotos: Divulgação QUEIMADOS TERÁ "CEMITÉRIO VERDE" O cemitério sustentável terá área de 32 mil m², em Queimados, com 11 mil espaços para sepultamentos, entre jazigos, gavetas e nichos Da Redação redacao@conectabaixada.com.br ABaixada Fluminense terá seu primeiro cemitério sustentável. O Jardim Enviada Rio está sendo construído em Queimados e terá sistema de captação da água da chuva, utilização de produtos biodegradáveis e uso de energia solar. As obras devem ser concluídas em junho do ano que vem. O empreendimento é o segundo particular do ramo, segundo o proprietário da empresa Enviada Rio, Adriano Castilho. Ele explica que o cemitério deve suprir a carência de espaços para sepultamento no estado. “Faltaram vagas para sepultamentos em vários cemitérios do Estado. Por isso começamos a pesquisar sobre cemitérios e cerimônias para fazer diferente e melhor para nossos clientes. Assim, fecharíamos um ciclo de vida com excelência", disse. O espaço vai oferecer 11 mil jazigos, gavetas e nichos. Os lotes jazigos terão três espaços totalmente gramados. Já as gavetas, terão de um a cinco espaços, contemplando famílias, empresas, igrejas ou grupos religiosos maiores. Os preços para adquirir um espaço no local variam entre R$ 2 mil a R$ 40 mil. Para evitar desperdícios, a irrigação de plantas, gramas e árvores, a lavagem de calçadas, ruas e equipamentos sanitários, será feita com a reutilização de água de chuvas, com sistema de captação em dois lagos com capacidade para meio milhão de litros. A energia será proveniente da luz e do calor do Sol, os carros para cortejo ecológicos e os artigos de uso em geral biodegradáveis. MAIS FACILIDADE PARA ABRIR EMPRESAS EM CAXIAS A prefeitura de Duque de Caxias acaba de lançar o Sistema de Registro Integrado (Regin), que busca a viabilização da emissão do alvará online. O objetivo é fomentar a economia da cidade, gerando emprego e renda por meio de novas empresas que serão criadas na cidade. O sistema promove a parceria entre a prefeitura, a Junta Comercial e o Corpo de Bombeiros para emissão de alvará de funcionamento mais rápido para empreendimentos sem riscos. A adesão ao sistema REGIN tem a função de atrair novos investidores e incentiva o empreendedorismo local. O REGIN é um sistema informatizado que integra os órgãos públicos envolvidos no Registro de Empresas (Junta Comercial, Registro Civil das Pessoas Jurídicas, Receita Federal, Secretaria de Fazenda Estadual, Prefeituras) com o objetivo de desburocratizar os processos de abertura e alteração de empresas.

[close]

p. 7

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 7 SEGURANÇA PÚBLICA POLICIAIS MORTOS PENSÃO EM DOBRO PARA FAMÍLIAS Da Redação redacao@conectabaixada.com.br Os familiares de policiais civis, militares, bombeiros, inspetores penitenciários e agentes do Degase mortos em serviço terão direito a pensão em dobro. Esta é uma das mudanças aprovadas pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) nas regras de pensões de servidores estaduais, que entraram em vigor no dia 12 de junho. Os agentes de segurança também ficam de fora das novas regras que concedem pensões em função da expectativa de vida e de acordo com a idade dos cônjuges beneficiários, incluindo união estável e homoafetiva. A alteração valerá apenas para os benefícios que forem concedidos após a entrada em vigor da lei e não para os atuais. Com as mudanças, para o cônjuge com menos de 44 anos ser beneficiário da pensão por morte, ele deverá ter pelo menos dois anos de casamento ou de união estável antes do ano da morte do companheiro contribuinte, que, por sua vez, terá que ter pelo menos 18 contribuições para a previdência estadual. O direito ao recebimento da pensão será de acordo com a expectativa de vida do beneficiário. Ficam de fora da regra os incapazes e sem condições de reabilitação profissional. Quem ficar viúvo com menos de 21 anos de idade, por exemplo, receberá a pensão por três anos; viúvo com idade entre 21 e 26 anos, pensão por seis anos; viúvo entre 27 e 29 anos, pensão por 10 anos; Agência Brasil A morte de policiais gerou manifestações de entidades de direitos humanos, como a da Ong Rio de Paz, na praia de Copacabana viúvo entre 30 e 40 anos, pensão por 15 anos; e viúvo entre 41 e 43 anos, pensão por 20 anos. Viúvas e viúvos que decidirem se casar perderão o benefício. Também não será possível ao beneficiá- rio o acúmulo de pensões. Invalidez - Aposentados por invalidez terão que comprovar a condição ao Rioprevidência ape- nas uma vez ao ano e não duas, como antes. Filhos e enteados - Fi- cou mantido o direito à pensão para filhos e enteados dependentes, que poderão receber o benefício até 24 anos, desde que sejam universitários. Na proposta original, a idade limite seria de 21 anos. BONS DE FARO CÃES AJUDARAM A APREENDER QUATRO TONELADAS DE DROGAS O Batalhão de Ações com Cães (BAC) apreendeu cerca de quatro toneladas de drogas somente este ano. Em 2016, foram nove toneladas. Desde que o BACfoi criado, em 2011, os cães ajudaram a tirar das ruas mais de 30 toneladas de drogas. O BAC conta hoje com 219 policiais e 70 cães das raças pastor alemão e holandês, belga de malinois, rottweiler e labrador. A preparação dos animais é feita em quatro fases: adestramento, treino físico, memorização e busca dos odores. A rotina dos cachorros não é fixa, e sempre é reservado um tempo para o descanso. Geralmente, eles têm um dia de folga, Philippe Lima um de treinamento e um de operação. Além disso, os cães são escalados em sistema de rodízio. "Estamos fazendo a nossa parte, porém, a Segurança Pública é direito e responsabilidade de todos. Contamos com a ajuda dos outros órgãos e também com a população, que pode nos ajudar denunciando os esconderijos de criminosos e locais onde as drogas são armazenadas", afirmou o primeiro-tenente do BAC, Felipe da Silva Rodrigues.

[close]

p. 8

ECONOMIA 8 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR INCENTIVOS FISCAIS JUSTIÇA DERRUBA LIMINAR Da redação redacao@conectabaixada.com.br AJustiça do Rio revogou, na semana passada, liminar, em vigor desde outubro de 2016, que determinava a proibição de concessão, ampliação ou renovação de incentivos fiscais no estado do Rio, que retoma a possibilidade de concessão de incentivos através da Assembleia Legislativa (Alerj). Após a revogação da liminar, empresários e prefeitos de nove municípios da Baixada Fluminense se reuniram para debater o cenário econômico e os entraves legais e jurídicos para a concessão e renovação de incentivos. Nos últimos anos, 51 municípios do interior do estado do Rio receberam incentivos fiscais. Entre 2008 e 2014, mais de 230 indústrias se instalaram nessas cidades atraídas pelos incentivos. A arrecadação de ICMS mais que dobrou nessas cidades, e foram criados cerca de 100 mil novos empregos. Só em Queimados foram criados 6.459 postos de trabalho. Com uma zona industrial diversificada, o município passou a arrecadar sozinho mais de R$ 127 milhões de ICMS. Situação financeira causa preocupação Prefeitos e representantes das secretarias de desenvolvimento, indústria e comércio que participaram do encontro ressaltaram a importância de novos investimentos para as cidades e manifestaram preocupação com a Divulgação Prefeitos, empresários e representantes dos municípios da Baixada discutiram caminhos paera a retomada dos incentivos na região situação financeira das prefeituras, caso o quadro atual não mude. Pesquisa realizada pela FIRJAN revela que o ambiente de negócios do Rio já está em total desvantagem em compa- ração aos outros estados. Com problemas em áre- as como infraestrutura, segurança pública e potencial de mercado, o Rio de Janeiro já ocupa a 8° posição em competitividade, sendo o pior colocado no Sudeste. Participaram da reu- nião prefeitos e/ou representantes de Itaguaí, Japeri, Manga- ratiba, Mesquita, Niló- polis, Nova Iguaçu, Pa- racambi, Queimados e Seropédica FACILIDADE BOLETO DO MEI JÁ PODE SER PAGO ON-LINE Os microempreendedores individuais (MEI) correntistas do Banco do Brasil podem efetuar o pagamento do boleto mensal pela internet. O vencimento do boleto ocorre no dia 20 de todos os meses e o valor corresponde a 5% do salário mínimo (R$ 47,85) e mais R$ 5 de ISS e R$ 1 de ICMS. Para realizar o pagamento on-line do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) é preciso emitir a guia no portal do Simples Nacional. Assim que o boleto for gerado, o usuário terá à disposição a opção de pagamento no Banco do Brasil. Por meio dessa opção, o usuário será levado para o ambiente do banco, onde será feita a verificação da senha de sua conta corrente. Confirmado o pagamento, o usuário receberá um comprovante detalhado com o valor de cada tributo pago. A partir de agosto, as micro e pequenas empresas optantes pelo Simples também poderão fazer a opção de pagamento on-line. A Receita já está negociando com outros bancos para ampliar o número de instituições financeiras que poderão oferecer o serviço. WhatsApp 995-75-4545

[close]

p. 9

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 9 EDUCAÇÃO LEITURA PROJETO EM CAXIAS INCENTIVA TROCA DE LIVROS Divulgação CAPACITAÇÃO MESQUITA INSCREVE TRABALHOS SOBRE EDUCAÇÃO A estante itinerante foi instalada na sede da secretaria de Educação Da redação redacao@conectabaixada.com.br A prefeitura de Duque de Caxias lançou o Projeto "Voe Palavras", com a proposta de incentivar a leitura no município. A ideia é que o participante troque aquele livro que já leu por outro que gostaria de ler, sem qualquer custo. Para atender à demanda, a secretaria de Educação disponibilizou uma estante itinerante que percorre os quatro andares de sua sede. Podem participar professores, funcionários da rede, e público em geral. "Nossa proposta é justamente inovar a educação pública com atividades significativas. Iniciamos agora esse projeto e várias pessoas já aderiram. Isso mostra que estamos no caminho certo", disse a secretária da pasta, Marise Ribeiro. Os trabalhos selecionados pela comissão organizadora serão apresentados no dia do evento, em 19 de agosto Da redação Predacao@conectabaixada.com.br rofissionais de Educação, graduandos e pós-graduandos de Mesquita têm até o dia 7 de julho para inscreverem trabalhos (textos, pesquisas, relatos de experiências) sobre a área educacional para o II Formação em Rede, que acontecerá em agosto. Intitulada “Formação em Rede: tecendo olhares, pensares e fazeres na educação”, esta etapa tem como objetivo promover, valorizar e visibilizar pesquisas desenvolvidas pelos profissionais da Educação. A Comissão organizadora receberá inscrições de trabalhos através do e-mail formacaoemredemesquita@gmail.com. O resultado será enviado por correio eletrônico até o dia 30 de julho. A proposta visa a promover diferentes conhecimentos produzidos no processo de formação, como também práticas construídas nos espaços educacionais, proporcionando a garantia de uma educação de qualidade, sem diferenciação de gênero, etnia, idade, condição física e intelectual. Os trabalhos serão apresentados no dia do evento, 19 de agosto, e o cadastro pode ser feito a partir do dia 26 de junho, em http://formacaoemredemesquita.blogspot.com.br. PROUNI SELECIONADOS EM SEGUNDA CHAMADA SERÃO DIVULGADOS Agencia Brasil A divulgação dos nomes será feita na página do ProUni, no dia 26 de junho Da redação redacao@conectabaixada.com.br Estará disponível, no próximo dia 26,na página do Programa Universidade para Todos (ProUni), a lista dos pré-selecionados, como segunda chamada. A relação dos pré selecionados em primeira chamada já havia sido divulgada. Além da relação de contemplados, serão divulgadas novas orientações sobre o prazo, que termina no dia 30, e a relação dos documentos necessários. As bolsas – Ao todo, 1.076 entidades privadas do país estão oferecendo 147.492 bolsas de estudos (67.603 integrais e 79.889 parciais), por meio do ProUni, para o segundo semestre deste ano.

[close]

p. 10

GERAL 10 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR karolveiga@hotmail.com VIAGEM PARADISÍACA A empresária Nathane lemos, da agência de viagens Thane Viagens, curtiu mini férias muito chiques. A gatona foi para Aruba e voltou maravilhada, com muitas novidades para seus clientes que curtem viagens paradisíacas. Nathane diz que com certeza voltará para desfrutar de Aruba, dessa vez com o seu marido, o Personal trainer Otavio Lemos. Divulgação BELA E TALENTOSA Divulgação Monique Elias, a advo- gada gata de Nilópolis, está bombando na inter- net. Não se fala em ou- tra coisa na rede. Além disso, ela estreou seu programa “No Pique da Nique”. E está dando o que falar! Essa colunista aqui já assistiu, gostou e aprovou. Monique, muita sorte para você! SERVIDORES DE N. IGUAÇU GANHAM BICICLETAS A Secretaria de Meio Divulgação Ambiente, Agricultura, Desenvolvimento Econô- mico e Turismo de Nova Iguaçu lançou o programa TransBike, que disponi- biliza bicicletas para os servidores da prefeitura. Eles poderão se descolo- projeto piloto. Queremos car por pequenos percur- aumentar o número de bi- sos no Centro, dentro do cicletas para atender a po- horário de expediente. pulação também. A gente A princípio, são seis bi- precisa incentivar as pes- cicletas, distribuídas pelos soas a andar de bicicleta. prédios das secretarias de A gente ganha qualidade Meio Ambiente; de Trans- de vida, não perde tempo porte, Trânsito e Mobili- no trânsito, gasta menos, dade Urbana; e de Educa- cuida da saúde", ressalta ção e no Paço Municipal, Fernanda Cid, secretário no Centro. “Esse é um de Meio Ambiente. A PARCERIA PERFEITA Jole Pacheco agora está atenden- do suas divas no salão Uma Dose De Beleza, no Le Mon- de, em Nova Igua- çu. Na foto, Jole, à esquerda, posa com Mariana Belone. As duas garantem que todo mundo mere- ce uma massagem com pedras quen- tes, além de outros tratamentos rela- xantes e estéticos. Que parceriaaaaa.... Divulgação FESTA DO BEM Divulgação Com intuito social, o famoso Arraiá d'ajuda aconteceu no Shopping Nova Iguaçu. O even- to serviu para ajudar o Centro Social São Vicen- te, antigo Patronato. Em novo endereço, o Arraiá reuniu amigos da causa , com muita animação, comida de primeira qualidade e segurança.

[close]

p. 11

BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 11 PASSATEMPO EXPEDIENTE: Presidente: Ricardo Lucena Coordenador Editorial: Marco Antonio Canosa Projeto Gráfico: Renato Ferreira Diagramação: Renato Ferreira Edição Quinzenal Impressão: InfoGlobo O Jornal Conecta Baixada não se responsabiliza pelas opiniões emitidas por colunistas e colaboradores. Redação: Rua Dr. Mário Guimarães . Nº 428, SL. 308 . Centro, CEP: 26255-230, Nova Iguaçu, RJ. Tel: (21) 3765-3423 Comercial: (21) 3765 3423 WhatsApp: 995-75-4545 Email: contato@conectabaixada.com.br WhatsApp 995-75-4545

[close]

p. 12

ESPORTES 12 BAIXADA FLUMINENSE, 16 a 30 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR LUTA LIVRE EQUIPE DE MESQUITA ENTRE AS MELHORES DO RIO Divulgação Jordan Almeida (E) e equipe da Vila Olímpica comemorando mais um título Sete atletas da Vila Olímpica de Mesquita conquistaram mais um título na Luta Livre Esportiva em 2017. Apoiados pela Prefeitura do município e treinados pelo faixa preta Jordan Almeida, a equipe se tornou a terceira melhor do Rio de Janeiro na categoria juvenil. A competição aconteceu no Clube Boqueirão do Passeio, na Glória, Zona Sul do Rio, e foi organizada pela Federação Carioca de Luta Livre. A Vila Olímpica aceita inscrições de mesquitenses interessados em participar dos treinos de esportes de luta. Basta se apresentar na secretaria da Vila com um documento oficial de identidade, comprovante de residência e atesta- do médico (este item é indispensável para o início das atividades). Na Vila Olímpica, os inscritos têm aulas de jiu-jitsu, luta livre esportiva, judô, submission, taekwondo e capoeira. Além de morar em Mesquita e estar em condições de praticar atividades esportivas, o candidato tem que ter mais de 4 anos de idade. “Hoje temos 105 atletas, mas nossa intenção é elevar esse número até 500 ainda neste ano”, disse Jordan Almeida. As aulas acontecem às terças e quintas feiras, das 13h às 17h, ou das 17h às 21h. A Vila Olímpica de Mesquita fica na Avenida Baronesa de Mesquita s/nº, no bairro Cosmorama, em frente à estação ferroviária de Edson Passos. JIU-JITSU VENCENDO BARREIRAS O FORMANDO CAMPEÕES Rodrigo Melo rodrigo.melo@conectabaixada.com.br Com pouca idade e muitas medalhas no currículo, os irmãos Ingrid Guedes, de 11 anos, e Robert Guedes, de 5, são as mais novas estrelas do Jiu-Jitsu em Japeri. Ambos começaram a praticar o esporte há um ano, mas já disputam campeonatos contra atletas de alto rendimento. Pai dos campeões da cidade, Roberto Guedes, de 33 anos, garante que o sucesso dos filhos é fruto das aulas de Jiu-Jitsu com os professores Luciano Mariano e Paulo Márcio, do projeto social “Salvando Vidas”. “O projeto Salvando Vidas é muito importante para as crianças do nosso bairro. Os professores sempre ajudam através desse esporte incrível. O Luciano Mariano é um exemplo de superação, pois dá aula mesmo com uma deficiência nos dois antebraços. Meus filhos se dedicam ao máximo e são frutos desse lindo trabalho”, afirmou. No dia 23 de abril, o Divulgação Irmãos de Japeri comemorando com seus professores do projeto Salvando Vidas Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu foi disputado em Barueri, São Paulo. Ingrid e Robert foram representar Japeri e se tornaram o orgulho da cidade. Ambos voltaram com a medalha de ouro para casa. “Eles são o orgulho da família e de Japeri. São os primeiros campeões brasileiros da nossa cidade. Eles estão se dedicando cada vez mais. Graças aos professores e ao Projeto Salvando Vidas, meus filhos se tornaram atletas”, finalizou. BOXE PUGILISTA DE NOVA IGUAÇU CONQUISTA CINTURÃO ESTADUAL A jovem pugilista iguaçuana, Samira PitBull, conquistou mais um título importante para sua carreira. No início de junho, a atleta de apenas 15 anos participou da Copa Etrom, realizada pela Associação Universal de Boxe no Team Nogueira de Nova Iguaçu. Lutando em casa, Samira não decepcionou a torcida local e venceu o combate por decisão unânime dos juízes, conquistando o Cinturão Estadual Feminino. Esta foi a décima segunda vitória de Sami- ra, que continua invicta na carreira. "Estou muito feliz. Treinei muito para chegar aqui e assim vou continuar. Que venham as próximas lutas”, comemorou. Samira já soma títulos importantes como a Copa Éder Jofre e o Campeonato Paulista de Boxe 2017. Atleta da Cris Fernando Boxe Team, ela tem como meta chegar a Seleção Brasileira de Boxe e disputar campeonatos nacionais e internacionais na modalidade. Divulgação Samira Pitbull está invicta na carreira

[close]

Comments

no comments yet