Jornal Conecta Baixada - edição 37

 

Embed or link this publication

Description

Jornal Conecta Baixada - edição 37

Popular Pages


p. 1

Recicle informação. Passe este jornal para outro leitor. 995-75-4545 www.conectabaixada.com.br 2017 A INFORMAÇÃO VAI ATÉ VOCÊ BAIXADA FLUMINENSE 1 a 15 de Junho ANO 3 N° 37 ESTUPROS DE MENORES SÓ AUMENTAM NO RIO Entre janeiro e 15 de maio deste ano, a Polícia Civil registrou 88 casos de estupro de menores, incluindo ataques a crianças com menos de 14 anos. O número é 42% maior do que todo o ano de 2016, quando foram registrados 62 casos. Página 7 MESQUITA HOMOLOGA CONCURSO DA EDUCAÇÃO DE 2016 Audiência pública definiu também parâmetros do Plano de Cargos e Salários, concebido na gestão passada e que apresentava irregularidades. Candidatos aprovados e classificados deverão ser convocados em breve. Página 2 PORTAS ABERTAS PARA O DESENVOLVIMENTO Divulgação/Bruno Santos Renato Ferreira/Conecta Baixada PARCERIA AMBIENTAL PARA GERIR PARQUE Davi Boechat/Conecta baixada Mantenha sua cidade limpa. Não jogue papel no chão.Olici pont. Prefeitura de Mesquita recebe empresários e entrega primeiro alvará para construção de moradias, garantin- do casa e trabalho para mesquitenses. Página 6 POKER GANHA COLUNA Terceiro colocado no mundial do ano passado, Felipe Torres vai dar dicas aos leitores. Página 12 Nova Iguaçu e Mesquita negociam pacto para admi- nistrar área do Parque Municipal de Nova Iguaçu, que abrange os dois municípios. Página 10 CADERNO COM OFERTAS ESPECIAIS PARA O DIA DOS NAMORADOS Página 7

[close]

p. 2

GERAL 2 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR FIM DA ESPERA AUDIÊNCIA PÚBLICA DECIDE HOMOLOGAR CONCURSO DA EDUCAÇÃO DE MESQUITA Da redação redacao@conectabaixada.com.br Em audiência pública realizada no dia 24 de maio pela Secretaria Municipal de Educação de Mesquita, foi aprovada proposta de homologação e convocação dos classificados no concurso público realizado em 2016. Outra proposta aprovada na reunião foi a da elaboração e adequação do plano de carreira dos servidores municipais da pasta. Durante a audiência, foram expostas irregularidades tomadas pela gestão anterior na realização do concurso, como vício de nulidade e a subcontratação de empresa organizadora. Segundo o procurador geral do município, Gilmar Brunizio, 15 processos foram analisados com o objetivo de impedir que os candidatos fossem prejudicados. “Só no parecer com nossa análise constam cerca de 70 laudas. O que reafirma nosso compromisso, pois o nosso dever é dar-lhes o que têm direito. Seria mais fácil adotarmos uma doutrina majoritária e cancelarmos o concurso, mas sei que muitos aqui já devem ter pedido exoneração de seus empregos e estão dependendo desta convocação, e não podemos deixá-los na mão”, afirmou Gilmar. Para a secretária de Educação, Thaís Lima, o importante é jamais perder a esperança. “Nosso intuito é caminhar corretamente, dentro do que é legal. Faremos o que for possível para que ninguém saia prejudicado. Nossa gestão trabalha em prol da população, não em interesse próprio”, disse. Divulgação A audiência pública contou com presença de secretários de Governo, procuradores e profissionais da Educação Plano de cargos e salários Outro assunto pautado na audiência pública foi a legalidade do Plano de Cargos e Salários promulgado na gestão anterior. A atual administração está viabilizando o enquadramento funcional dos candidatos, para que não aconteça a perda de direitos. Segun- do o prefeito Jorge Miranda (PSDB), ao assumir, a atual gestão se deparou com uma dívida de R$ 130 milhões e, desde então, estuda as melhores formas de conduzir a cidade na direção correta. “Nós somos um governo transparente e procuramos sempre dialogar com a população. Va- mos acabar com essa história de político estar dentro de uma sala e achar que ali estão todas as transformações. Por isso estamos aqui, para esclarecer tudo o que vem acontecendo e mostrar para vocês que estamos nos movimentando para trazer a solução o quanto antes”, enfatizou. TREM E METRÔ RAMPAS DE ACESSO AGORA SÃO OBRIGATÓRIAS EM ESTAÇÕES Garantir o direito de ir e vir dos cadeirantes com segurança nas estações de trem e metrô do Rio de Janeiro. Esse é o objetivo da Lei 7.601/17, de autoria da deputada Lucinha (PSDB), sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão e publicada no Diário Oficial. A medida determina que sejam disponibilizadas rampas ou meios que facilitem o acesso dos cadeirantes às estações e também às plataformas. Segundo a autora do projeto, apenas 13,7% das plataformas de embarque e desembarque são adaptadas no Rio. Para a deputada, a medida aprovada é essencial para mudar esse quadro. "O objetivo Divulgação dessa lei é diminuir as dificuldades encontradas por milhares de cadeirantes no estado. Dessa forma, podemos melhorar o deslocamento e a inclusão social dessa parcela importante da população", afirmou Lucinha. As empresas terão 180 dias para se adaptar à regra e, em caso de descumprimento, poderão arcar com as penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor (CDC). AUTOESTIMA DIA DA BELEZA PARA MÃES DE BEBÊS INTERNADOS NO HOSPITAL DA MÃE A Prefeitura de Mesquita e o Instituto NYOÁ ofereceram o “Dia da Beleza” para 50 mulheres que estão com seus bebês em tratamento na Unidade Intermediaria (UI) do Hospital da Mãe. O objetivo foi proporcionar o bem-estar e elevar a autoestima das mães. Além de maquiagem, design de sobrancelhas e limpeza de pele, as 30 profissionais do centro de estética promoveram momentos agradáveis para as mulheres. A equipe da Secretaria de Assistência Social (SEMAS) também esteve presente, registrando os bebês de famílias que já Divulgação Profissionais de estética fizeram o atendimento às mães durante todo o dia fazem parte do CadÚnico no sistema e acrescentando novos beneficiários aos programas sociais. Segundo a secretária da SEMAS, Cristina Quaresma, a atividade teve o objetivo de valorizar a mulher. “Viemos para levantar autoestima das pacientes e tivemos uma grande re- ceptividade ”, afirmou. Três dias após o nascimento da filha, Luana Paiva, 19 anos, elogiou a iniciativa. “É tudo de bom depois de um parto. A gente ainda está acamada, com dor e a maquiagem ajuda a se sentir mais bonita”, declarou.

[close]

p. 3

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 3 GERAL PARCERIA VALORIZAÇÃO DA VIDA UNE PREFEITURAS DA BAIXADA Divulgação MEMORIAL PÉS DE LARANJA SÃO PLANTADOS NA VIA LIGHT Alziro Xavier/PMNI Mais de 150 mudas foram colocadas nos canteiros da Via Light Um grupo de trabalho será formado a partir da reunião, para elaborar e discutir políticas públicas de combate à violência Da Redação redacao@conectabaixada.com.br Prefeitos e secretários municipais de várias cidades da Baixada Fluminense se reuniram, no último dia 29, na Diocese de Nova Iguaçu para assinatura do Termo de Compromisso da Frente Intermunicipal de Valorização da Vida (FIVV), iniciativa criada pela Diocese, em parceria com o Centro de Direitos Humanos, o Fórum Grita Baixada e movimentos sociais da região. O grupo de trabalho advindo da Frente irá se responsabilizar pela troca de experiências de boas práticas governamentais voltadas aos gestores públicos e sociedade civil, objetivando a criação de mecanismos e estratégias de valorização da vida e de prevenção da violência. Além disso, deverá ser elaborado um cronograma e um guia com o passo-a-passo para a construção de planos municipais no biênio 2018-2019, com enfoque no compromisso com a redução de homicídios. O encontro foi mediado pelo Bispo Dom Luciano Bergamin e abordou diversos temas como saúde, educação, assistência social e segurança, visando, principalmente, à inserção dos jovens na sociedade através de politicas públicas. A criação da FIVV foi elogiada por todos os representantes convidados. O prefeito e o vice-prefeito de Mesquita, Jorge Miranda (PSDB) e Waltinho Paixão (Pros), respectivamente, estiveram no encontro. "É muito importante que nós como agentes públicos tenhamos a responsabilidade de mudar o quadro de nossos jovens e modificar o panorama de violência que assola nossa sociedade", disse Paixão. As próximas etapas já foram definidas. No dia 15 de junho, as prefeituras irão apresentar os representantes de suas cidades para a composição oficial da Frente e, dia 29, será marcada a primeira reunião de trabalho. Da Redação redacao@conectabaixada.com.br Um pequeno laranjal foi plantado no canteiro central da Via Light, em Nova Iguaçu. A ideia do espaço, nomeado “Portal dos Laranjais”, onde 150 mudas de pés de laranja foram colocados, é celebrar a história da cidade, que por volta da década de 30 foi a maior exportadora da fruta do Brasil. “A laranja é um símbolo de Nova Iguaçu e este portal nos remeterá à história da cidade, ao tempo dos laranjais”, explicou o secretário de Meio Ambiente, Fernando Cid. Além do Portal dos Laranjais, a prefeitura também está realizando o plantio de mudas de Resedá Vermelho e de Pitangueira. Até o momento, já foram 250 mudas de Resedá e 50 de Pitangueiras plantadas. “Nossa ideia é trazer uma primavera mais florida para Nova Iguaçu”, comentou Cid. “Essas árvores vão dar um colorido à Via Light, revitalizando a paisagem da cidade, reduzindo a poluição sonora e do ar, e ainda fornecendo sombra, refúgio e, no caso das pitangueiras, também o alimento para as aves”, pontua o subsecretário Hélio Vanderlei. Segundo a prefeitura de Nova Iguaçu, as espécies escolhidas para o plantio são indicadas para calçadas, pois alcançam até 10 metros de altura sem atrapalhar a rede elétrica. É GATO QUE NÃO ACABA MAIS LIGHT FAZ OPERAÇÕES EM TRÊS MUNICÍPIOS Em sua campanha de combate ao furto de energia na Baixada Fluminense, a Light voltou a flagrar um altíssimo número de irregularidades em Nova Iguaçu, no bairro Vila de Cava, em Queimados e em Duque de Caxias. As operações foram realizadas entre os dias 19 e 24 de maio. No primeiro, em 1.485 inspeções, cerca de mil apresentavam algum tipo de irregularidade, a maioria "gato". Já em Queimados, a ação que mobilizou cerca de 600 técnicos, inspecionou 1.370 ligações, comerciais e residenciais, identificando 1.115 irregularidades no consumo de energia, totalizando um índice de 81%. Em Caxias foram inspecionadas 1.018 ligações, das quais 692 apresentavam irregularidade, ou seja, a cada 100 clientes, 68 não estavam regulares. Segundo a Light, as ligações clandestinas de energia, conhecidas como “gatos”, sobrecarregam a rede de distribuição e provocam interrupções do fornecimento. Para denúncias ou reclamações basta acessar os canais da Light: www.light.com.br oui twitter.com/lightclientes ou facebook.com/lightclientes. ou ainda o Disque-Light Emergência 0800 021 0196 Divulgação Em Vila de Cava, muitos "gatos"

[close]

p. 4

SAÚDE 4 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR SEM DISCRIMINAÇÃO HERPES ATINGE 85% DA POPULAÇÃO BRASILEIRA Divulgação LGBT PROFISSIONAIS DA POSSE RECEBEM CAPACITAÇÃO Divulgação Para especialistas, a taxa de infecção pode atingir 90% da população Pelo menos 85% da população brasileira tem o tipo 1 do vírus que provoca o herpes labial, segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia. No mundo, este número chega a 67% da população com menos de 50 anos, ou cerca de 3,7 bilhões de pessoas, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Por se tratar de uma doença de notificação compulsória, ou seja, não ter obrigatoriedade de registro, não se pode afirmar que os números de infectados é exato. Especialistas acreditam que a incidência pode ser mais alta, principalmente de contaminação, mesmo que as pessoas não venham a desenvolver o herpes durante a sua vida, podendo chegar a 90%. O herpes labial, particularmente se causado por HSV1, é uma doença primariamente da infância, transmitida pelo contato direto e pela saliva. O herpes oral (HSV1) pode ser transmitido para a parte genital (HSV2) tanto pela saliva como pelo sexo oral. Herpes Genital A infecção com o herpes simples 2 é semelhante. Há infecção da mucosa genital. No homem, na glande do pênis e, na mulher, na vulva ou vagina. Também pode ocorrer no ânus. Outros sintomas são febre, mal-estar, dores musculares e de cabeça, dores ao urinar e corrimento vaginal ou da uretra no pênis. Na maioria das infecções no entanto não há sintomas e a doença só é percebida com o primeiro surto. Existem medicamentos que ajudam na redução da gravidade e da frequência dos sintomas, mas eles não podem curar a infecção. Uma vez que a pessoa está infectada, podem ocorrer surtos em uma frequência muito variável de acordo com os indivíduos. Várias vacinas e agentes microbicidas estão sendo estudados. Mas ainda não foi descoberta a cura definitiva da doença. OA capacitação de profissionais da saúde no trato com a população LGBT visa a humanizar o atendimento s profissionais do Hospital Geral de Nova Iguaçu seja o caminho. E temos que aproveitar todas as oportunidades todos se conscientizem. Não podemos aceitar discriminação e desres- (Posse) participaram, para discutirmos sobre peito dentro de nenhu- no dia 24 de maio, do esse tema. É preciso ma unidade de saúde”. seminário “Homossexu- combater a intolerân- A coordenadora do alidade e Saúde”. Rea- cia!”, afirma Átila. Centro Cidadania Bai- lizado em parceria com O diretor geral do xada, Sharlene Rosa, o grupo Ellos (Eman- Hospital da Posse, Joé agradeceu a iniciativa cipação e Luta a Livre Sestello, falou sobre a de realizar o seminário. Orientação Sexual), o importância do acolhi- “No dia 17 de maio se evento teve como obje- mento realizado aos pa- comemora a luta con- tivo capacitar os fun- cientes. “Uma coisa que tra a homofobia e estou cionários da unidade o prefeito Rogerio Lis- muito orgulhosa porque para oferecer um aten- boa me pediu ao assumir Nova Iguaçu não deixou dimento qualificado à a gestão foi que todo ci- a data passar em bran- população LGBT. dadão seja acolhido com co. É muito importante Segundo o secretário respeito e dignidade e que as pessoas conhe- estadual de Proteção e isso é prioridade. Lida- çam a nossa luta e sai- Apoio à Mulher e ao Ido- mos diretamente com a bam dos nossos direi- so, Átila Nunes, é preci- intimidade da pessoa, tos”, ressalta Sharlene. so que haja um atendi- pois precisamos exami- No seminário, os mento mais humanizado ná-las e fazer perguntas profissionais do Hos- nas unidades de saúde. que invadem a sua inti- pital da Posse pude- “Sei que as condições de midade, então é preciso ram aprender sobre trabalho não são ideais, que haja uma relação de diversidade de gênero; que são muitas as difi- segurança e respeito”, problemas cotidianos culdades, mas é preciso diz o diretor, que pediu enfrentados pela popu- que cada um se coloque a ajuda para buscar os lação LGBT; conduta no lugar do outro e o profissionais que an- correta do profissio- trate da maneira que dam na contramão para nal de saúde no aten- gostaria de ser tratado. que fossem capacitados. dimento à população Temos muito que avan- “A capacitação é o ca- LGBT e importância do çar e acredito que esse minho. E é preciso que uso do nome social. WhatsApp 995-75-4545

[close]

p. 5

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 5 GERAL CONEXÃO GERAL Davi de Castro davi.castro@conectabaixada.com.br UM PREFEITO MUITO DIFERENTE DOS OUTROS Na cultura brasileira, as casas legislativas (de vereadores, deputados e senadores) sempre atuam pressionando os governos, com o objetivo de ter seus interesses atendidos. As propostas vão de projetos, cargos e benefícios, a interesses pessoais. É a política do “toma lá, dá cá”. Por outro lado, o governo trabalha comprando alguns, para obter maioria em seus interesses, que não são diferentes dos parlamentares. Ou seja, todos iguais, sujos, escusos ou não. Cada um do seu lado. E Mesquita não é diferente do Brasil. Diferente é o prefeito Jorge Miranda (PSBB). Ele não aceita barganha, pressão ou afronta. E acredita que sua relação direta com o povo é o melhor remédio para a cidade. O seu vice, Waltinho Paixão (PROS), de perfil contemporizador, prefere a paz ao invés de guerra. Porém, se a política ferver e o tempo fechar, segundo amigos do governo, Jorge vai abrir o tempo, usando como principal chave o apoio que tem da população. ILUMINAÇÃO 1 A troca de luminárias em Mesquita já tirou da escuridão as passarelas da Estrada Feliciano Sodré e da Rua Getúlio de Moura com Baronesa de Mesquita, além da praça João Luís do Nascimento (Telemar), melhorando a segurança dos moradores. ILUMINAÇÃO 2 Segundo o vice-prefeito, Waltinho Paixão, que supervisiona os serviços de rua, o prefeito Jorge Miranda espera resposta da Supervia para tirar a passarela de Juscelino da escuridão, já que o serviço de iluminação sobre a linha férrea é de responsabilidade da empresa. AGRADECIMENTO "Nome sujo, aluguel atrasado, sem remédios do coração e da diabetes, devendo a escola dos filhos. A luz no `gato´. O prefeito pagou os salários atrasados, tudo de uma vez. Botei a vida em dia. Obrigada Jorge Miranda”. O recado é de Josefa Dias, 69 anos, Vila Emil. CORREIOS DE NOVA IGUAÇU É UMA VERGONHA Apesar do serviço de correios existirem há mais de 518 anos no Brasil, desde a carta de Pero Vaz de Caminha ao governo português, a agência de Nova Iguaçu pouco evoluiu. Situada na Rua Otávio Tarquino, 87, o prédio é mal cuidado, com um enferrujado e empoeirado portão de ferro, em fase de apodrecimento. Janelas na mesma situação, piso gasto pelo tempo, mesas obsoletas, cadeiras rasgadas. Um cenário de desmazelo e desrespeito à cidade que tem a segunda maior arrecadação da Baixada. Bom seria se o prefeito Rogério Lisboa intercedesse em busca de melhora. OS PICCIANI Mudanças no projeto político do deputado estadual e cacique do PMDB Jorge Picciani, ex-presidente da Assembleia Legislativa (Alerj). Ele e seu filho, Leonardo, disputarão uma vaga de deputado federal. O outro filho, Rafael, e o afilhado Max Lemos, de deputado estadual. INTERESSE GRINGO Ahh... então é assim? O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, é o homem do Temer na reforma da Previdência?. Chefão da J&S, que manda na JBS e outras empresas dos irmãos Joesley e Wesley Batista? Ex presidente do banco americano (Boston)?. Isso basta. PPL EM MESQUITA Presidente do Partido Pátria Livre (PPL) no Rio, Vivaldo Barbosa, acompanhado de Jorge Bernardes (presidente local), visitou Mesquita, mais uma vez. No domingo (29), reuniu lideranças no centro cultural Mister Watkins para discutir novos rumos da política. FISCALIZAÇÃO PROCON DÁ "DURA" EM MERCADOS DE MESQUITA Da redação redacao@conectabaixada.com.br Operação do Procon Estadual em Mesquita, no último dia 17, apreendeu 300 quilos de alimentos impróprios para o consumo e autuou quatro supermercados. Foram flagradas irregularidades nos supermercados Turbo 1000, na Vila Emil; Multi Market, no Cosmorama; Novo Mundo, no Centro; e Cristal, em Edson Passos. No Turbo 1000, a fiscalização descartou 271 quilos qe margarina que estavam armazenados em local sem refrigeração e fora da temperatura indicada pelo fabricante. Além disso, 6 quilos de carne previamente moída, o que não é permitido no estado do Rio de Janeiro, e queijo minas com validade vencida também foram descartados. Na filial do Multi Market, a fiscalização encontrou diversos produtos fora do prazo de validade a sem especificação. Entre eles, 12,5 quilos de pizza semi pronta e 2,5 quilos de queijo parmesão. A fiscalização tam- bém detectou 8, 4 quilos de carne previamente moída. Na padaria foram encontradas garrafas de aromas artificiais vencidas. O alvará do mercado estava vencido e não foi apresentado o certificado de qualidade da água. No Novo Mundo, os fiscais encontraram problemas estruturais nas câmaras de carne, como ferrugem e mofo. Já no supermercado Cristal, a fiscalização encontrou cartazes limitando a quantidade de produtos que podem ser adquiridos por pessoa, o que contraria a Lei. Divulgação Os fiscais do Procon encontraram irregularidades em quatro estabelecimentos

[close]

p. 6

GERAL DESENVOLVIMENTO MESQUITA ABRE AS PORTAS À CONSTRUÇÃO CIVIL 6 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR Divulgação/Bruno Santos Da redação redacao@conectabaixada.com.br Oprefeito de Mesquita, Jorge Miranda (PSDB), se reuniu, no dia 17 de maio, com empresários da construção civil para apresentar o município e atrair investimentos imobiliários para cidade. O encontro foi realizado no Centro Cultural Mister Watkins e contou com a presença de todo o secretariado municipal, além de representantes de construtoras (cerca de 30) e da superintendência da Caixa Econômica Federal. O diretor executivo da Câmara Metropolitana do Estado, Vicente Loureiro, e o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-Rio), Roberto Kauffmann, estavam entre os convidados. A vereadora Cris Gêmeas representou o Legislativo. “Queremos ser referência de mudança positiva. Nosso objetivo é mo- O prefeito Jorge Miranda e o secretário de Urbanismo, Luney Martins, visitam o terreno do primeiro empreendimento. No detalhe, Jorge entrega o alvará de construção dernizar as leis e assim, nos tornamos parceiros e facilitadores de boas ações. Vamos deixar um bom legado de desenvolvimento para a cidade. Espero que a partir de hoje vocês possam ver Mesquita de forma diferente”, afirmou Jorge Miranda aos convidados. O urbanista Vicente Loureiro apoiou a iniciativa da prefeitura. “Mesquita precisa aproveitar melhor a sua estrutura. A cidade é bem servida de transporte público, com pouco mais de um terço de área urbana. É preciso investir na verticalização e assim, aumentar o número de habitantes por hectare. Não há futuro sem adensamento. Certamente, esse é o melhor caminho para Mesquita”, disse. O secretário de Meio Ambiente e Urbanismo, Luney Martins, apresentou o projeto “Mesquita Cidade Parque”, que a prefeitura pretende implementar. “Temos um grande potencial que é preciso ser explorado com responsabilidade. Através do aumento na oferta de moradias conseguimos atrair novas atividades comerciais”, avaliou. No final do encontro, o prefeito entregou o alvará de licença para construção do primeiro empreendimento do Minha Casa Minha Vida (MCMV) na cidade, no bairro Maria Cristina, ao lado do Hospital da Mãe. O representante da CAC Engenharia, Cristiano Coluccini, recebeu a documentação, que libera o início das obras de 260 unidades para atender famílias com renda mensal de até R$ 2.350,00, e que já teve cerca de 80% das unidades comercializadas. A previsão é que as obras tenham início no segundo semestre deste ano. TRABALHADORES DO MUNICÍPIO TÊM PREFERÊNCIA NAS VAGAS Durante a reunião, o prefeito Jorge Miranda assegurou que, mais da metade da mão de obra utilizada pela empresa que vai construir as unidades do Minha Casa Minha Vida no bairro Maria Cristina, será de moradores da cidade. Através da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Econômico (SETRADE), currículos já estão sendo cadastrados na prefeitura. O objetivo é alcançar quase que a totalidade de mão de obra mesquitense. Prefeitura já está cadastrando Trabalhadores do ramo da construção civil que tenham interesse já podem comparecer ao balcão de empregos que funciona na sede da prefeitura para fazer seu cadastro. O Balcão de Empregos da SETRADE funciona de segunda a sexta, das 9h às 17h. O endereço é Rua Arthur de Oliveira Vecchi, 120, no Centro.

[close]

p. 7

995-75-4545 www.conectabaixada.com.br @ConectaBaixada GUIA COMERCIAL DIA DOS NAMORADOS 2017

[close]

p. 8

FELIZ DIA DOS NAMORADOS

[close]

p. 9



[close]

p. 10



[close]

p. 11

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 7 SEGURANÇA PÚBLICA MENORES EM PERIGO NÚMERO DE ESTUPROS SÓ CRESCE Da Redação redacao@conectabaixada.com.br Em abril, o Rio de janeiro voltou a se espantar com mais um caso de estupro coletivo, desta vez em Medsquita, na Baixada Fluminense. A vítima, uma menina de 12 anos, foi violentada por quatro menores, um deles namorado dela. Outra jovem também teria sido abusada no mesmo dia e local. Crimes desta natureza têm sido frequentes e acabam denunciadas quando aparecem nas redes sociais, mas muitas acabam no limbo do desconhecimento por, muitas vezes, envolverem familiares. Entre janeiro e 15 de maio deste ano, a Polícia Civil registrou 88 casos de estupro a menores, incluindo ataques a vítimas com menos de 4 anos. O número é 42 % maior do que em 2016, quando fo- ram registrados 62 casos. No Centro de Atendi- mento ao Adolescente e à Criança (Caac), que fica dentro do Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro da cidade do Rio, vítimas de abuso, normalmente entre 6 e 17 anos, são ouvidas para dar detalhes sobre os casos. O coordenador do centro, Carlos Olyntho, afirma não acreditar que houve aumento quantitativo de casos. "O que houve foi a ideia de divulgação, a ideia de as pessoas procurarem mais, denunciar mais, a partir do conhecimento de um abuso, passarem a procurar as autoridades e exigir providências", diz. "Nós estamos preocupados com a família, com aquilo que aquela criança sofreu, com o trauma que fica no momento do abuso. A gente tenta passar confiabilidade, acreditando que com isso as denúncias Agência Brasil Os ataques a menores cresceram 42% só nos primeiros meses deste ano em relação a todo o ano passado serão cada vez maiores". De acordo com dados do Caac, foram feitos 316 atendimentos até o dia 26 de maio de 2016, sendo a maior parte meninas: 87%. A idade com maior percentual de casos é aos 12 anos. "92% dos casos que atendemos são relativos a estupro ou estupro de vulnerável. E mais de 80% dos casos são de pessoas no círculo familiar", disse Olyntho. Em 2016, segundo dados da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, foram feitas 8.486 denuncias de abuso sexual contra menores no Brasil. Em 70% das ocorrências envolvendo menores, há um histórico de estupros anteriores. Além disso, a proporção de ocorrências com mais de um agressor é maior quando a vítima é adolescente. Cerca de 15% dos estupros registrados no sistema do Ministério da Saúde envolveram dois ou mais agressores. Denúncias de abuso sexual de menores podem ser feitas pelo Disque 100. A ligação é gratuita. BALÕES NOVA IGUAÇU É UMA DAS CIDADES COM MAIS DENÚNCIAS O Linha Verde, programa do Disque Denúncia exclusivo para crimes ambientais lançou mais uma edição da Campanha “Disque Balão”, que tem como objetivo atuar na prevenção a prática de confecção, comercialização, soltura e realização de festivais de balões. Segundo dados do Comando de Polícia Ambiental, em 2017 as denúncias já ajudaram na apreensão de aproximadamente 60 balões, além da prisão de pelo menos 6 pessoas. Nova Iguaçu está entre os municípios de maior incidência de denúncias, Divulgação ao lado da capital e de São Gonçalo. Soltar, confeccionar ou comercializar balões é crime, com pena de 1 a 3 anos de detenção ou multa. As denúncias sobre locais de fabricação, comercialização e soltura de balões, além de grupos de baloeiros, podem ser feitas pelos telefones 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local) ou 2253 1177 (capital). O anonimato é garantido.

[close]

p. 12

EMPREGO 8 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR OPORTUNIDADE APLICATIVO “SINE FÁCIL” FACILITA BUSCA POR EMPREGO Divulgação RESERVA PREFERÊNCIA PARA QUEM É DE CASA O aplicativo pode ser baixado gratuitamente em celulares e tablets com sistema Android O Ministério do Tra- balho (MTb) lançou um aplicativo móvel que permite ao trabalha- dor encontrar, de forma prática e rápida, vagas adequadas ao seu per- fil. Desenvolvida pela Dataprev, a solução leva ao cidadão os serviços do Sistema Nacional de Emprego (Sine) a partir de dispositivos conec- tados à internet, como celulares e tablets. “Pelo Sine Fácil, o trabalhador poderá agendar entrevistas com empregadores, acompanhar a situação do benefício do seguro- -desemprego e acessar outros serviços de seu interesse. Um diferen- cial importante é que o aplicativo permite inúmeras consultas a vagas de emprego, em qualquer horário, de qualquer local, sem a necessidade de o tra- balhador se deslocar até um posto de atendi- mento”, afirmou o mi- nistro Ronaldo Noguei- ra. Atualmente a rede Sine conta com 1.440 unidades em todo o país e realiza 300 mil aten- dimentos diários. Para o empregador, a solução possibilita encontrar mais rapidamente um profissional com o perfil desejado. As vantagens incluem a verificação de currículos, a seleção de trabalhadores para participar de processos seletivos e a consulta a entrevistas agendadas. Como acessar O aplicativo, que é gratuito, está disponível na versão para Android e em breve também para iOS. Para utilizar o aplicativo, o trabalhador deverá ter um código de acesso (QR Code) que pode ser obtido no portal Emprega Brasil (empregabrasil.mte. gov.br); nas unidades de atendimento do Sine; no documento que ele recebe no ato da rescisão de contrato; ou na solicitação do seguro desemprego. O código de acesso é individual, o que garante mais segurança às informações e agilidade no atendimento. Após instalar o aplicativo no seu celular ou tablet, o trabalhador deverá digitalizar o código utilizando a câmera fotográfica do celular. Da redação redacao@conectabaixada.com.br Os canteiros de obras do Shopping Dutra e do Minha Casa, Minha Vida, em Mesquita, vão empregar profissionais mesquitenses, a partir de junho. Segundo a Secretaria Municipal de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Agricultura (Setrade), a parceria entre a prefeitura e duas empresas da construção civil beneficiará mais de 200 profissionais que estiverem inscritos no Balcão de Empregos da Setrade. Para a construção das 12 salas de cinema do novo Shopping, situado no bairro Rocha Sobrinho, o Grupo Censo RH definiu que 100% da mão de obra será formada por Divulgação Com o início da parceria, trabalhadores de Mesquita terão preferência das vagas profissionais de Mesquita. Já para as obras relativas ao Minha Casa Minha Vida foram disponibilizadas pelo menos metade das vagas. “Esse é só o começo de um caminho longo que estamos traçando para melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores de Mes- quita”, revela o secretário de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Janyr Menezes. O Balcão de Empregos funciona a partir de software que armazena informações de candidatos e os encaminha para as vagas disponíveis (Veja matéria na página 6).

[close]

p. 13

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 9 EDUCAÇÃO SOCIAL UNIABEU PARTICIPA DE II SIMPÓSIO NACIONAL Divulgação O time Enactus Uniabeu está pronto para participar do evento Da redação redacao@conectabaixada.com.br O Time Enactus Uniabeu está na fase final de preparação para o II Simpósio Nacional de Empreendedorismo Social Enactus Brasil, na Liga Rookie (iniciante). O evento é um encontro interdisciplinar de Empreendedorismo Social, que será realizado no Rio de Janeiro nos dias 20 e 21 de julho, no Sulamérica Convention Center, no Rio Comprido. O Time da Uniabeu terá dez minutos para apresentação dos três projetos que está desenvolvendo. A conselheira do Time Enactus Uniabeu, professora Fátima Antunes, conta que os 15 integrantes da equipe estão se dedicando muito para a apresentação dos projetos “Recriando”, “SOU + Mulher + Baixada” e “PRAES” (Programa de Apoio ao Empreendedor Social). “Sem dúvida, o grupo se entrega totalmente para obter os melhores resultados. Em julho, quando participarem do campeonato, certamente o time será recompensado no esforço que fez para chegar até o simpósio”, avalia Antunes. Fátima Antunes conta que a Uniabeu é a única instituição de ensino da Baixada Fluminense a integrar a Enactus, organização internacional sem fins lucrativos dedicada a inspirar os alunos a melhorar o mundo através da Ação Empreendedora. Ela levou a ideia da parceria com a Enactus visando empoderar os alunos e a comunidade para proporcionar o desenvolvimento social através do empoderamento individual. “A ideia era estimular os alunos a desenvolverem ações práticas, pautadas no conhecimento adquirido na formação, e, ao mesmo tempo, proporcionar o desenvolvimento social da Baixada Fluminense, uma região carente de ações nessa direção”, comenta. Projetos do Time Enactus Uniabeu Sou+Mulher+Baixada: O objetivo é o empoderamento e a autonomia de mulheres em vulnerabilidade social. Recriando: Desenvolvendo as habilidades cognitivas de crianças e a capacitação de agentes educadores e professores, através da criação de brinquedos a partir de garrafas pet, papelão, e outros materiais. PRAES (Programa de Apoio ao Empreendedor Social): Surgiu para fomentar a autossustentabilidade de ONGs. A intenção é oferecer assessoria para que as ONGs pratiquem suas ações com melhor gestão e alcancem mais pessoas na comunidade. DESTAQUE HISTORIADOR DESVENDA AS ORIGENS DA CHATUBA Arquivo pessoal Marcelle Bappersi Dmarcelle.bappersi@conectabaixada.com.br epois de aparecer nas irônicas composições de Dicró e es- tourar como tema de funk no início dos anos 2000, a Chatuba de Mesquita virou objeto de estudo acadêmi- co de Marcus Vinícius de Assis Ferreira, de 24 anos. Com as pesquisas, o jovem morador de Bangu, Zona Marcus conheceu a Chatuba ao realizar trabalho voluntário em uma ONG do bairro Oeste, reconstruiu a História do bairro e desvendou alguns problemas sociais e econômicos. Falar da Chatuba no seu projeto de conclusão de curso (TCC) gerou polêmica entre os colegas. “Aos poucos eu vou mostrando que o bairro tem muita história e coisa boa, só que os noticiários não mostram. Violência tem em qualquer lugar. Meu objetivo é desmistificar essa imagem ruim que vincularam ao bairro”, ressalta. Marcus conheceu o bairro quando visitou a ONG Mundo Novo, que fica no coração da Chatuba. A partir daí, ele deu início ao processo de investigação e levantou informações sobre a origem da população e sua representação histórica. O tema rendeu a nota máxima para o jovem historiador. Segundo Marcus, a ideia é continuar investigando o passado do bairro para, futuramente, criar um memorial. “Os moradores precisam conhecer mais sobre o lugar onde moram, identificar os valores de seu bairro e a importância de sua história. Chatuba merece ser vista com bons olhos, e essa é minha meta”, conclui. No dia 30 de maio, o artigo "Das terras dos laranjais a formação do bairro Chatuba (1920 a 1960)" foi publicado na Revista Digital Simonsen. O artigo pode ser lido na íntegra em www.simosen.br/revista-digital.

[close]

p. 14

GERAL 10 BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR MEIO AMBIENTE PARQUE NATURAL PODERÁ TER GESTÃO COMPARTILHADA Davi Boechat davi.boechat@conectabaixada.com.br Com tamanho correspondente a mil campos de futebol, o Parque Municipal de Nova Iguaçu voltará a ter gestão compartilhada com Mesquita. Estabelecido no fim da década de 1990 para preservar parte da Mata Atlântica ainda existente, o parque possui trilhas e cachoeiras deslumbrantes, belezas naturais que atraem 700 banhistas por semana. Para Kleber Rodrigues, secretário de Cultura, Esporte e Lazer de Mesquita, os dados de frequência são baixos, um indicativo de que o potencial turístico do parque ainda é pouco explorado. "O público do parque se limita ao morador da região. Nosso parque não está nos circuitos de trilhas do estado, apesar de ter todas as características necessárias para isso", comentou o secretário. As negociações para restabelecer a administração conjunta, realizadas entre os secretários de Meio Ambiente Fernando Cid e Luney Martins, de Nova Iguaçu e Mesquita, respectivamente, estão em estágio avançado. "O parque está no coração dos dois municípios e é de fácil acesso. É de uma importância natural imensa, mas também pode ser relevante economicamente. Agricultura, artesanato, bares e pousadas podem vir a ser beneficiados. Vamos gerar emprego e renda, além de colaborar para a preservação ambiental", comentou Cid. "O que divide Nova Iguaçu e Mesquita é o rio Dona Eugênia. O parque é cortado pelos municípios e isso é motivo suficiente para pensarmos de forma conjunta as inovações. A questão ambiental desconhece limite geográfico", comemora Martins. Davi Boechat/Conecta Baixada Secretários de Mesquita e Nova Iguaçu (Luney, Cid e Rodrigues) negociam administração dividida entre os municípios Contrato rompido À época da emancipação de Mesquita, um acordo que previa o revezamento de dois anos entre as prefeituras para a administração do parque foi celebrado, mas descumprido pelo governo da cidade mais jovem da Baixada. Atualmente, o custo anual para manutenção gira em torno de R$ 400 mil, e é totalmente assumido por Nova Iguaçu. O Plano de Manejo da reserva (que prevê os termos de utilização como, por exemplo, o número máximo de frequentadores) está sendo reavaliado. A atualização é parte impor- tante para execução dos planos. "Nossas ações visam atrair públicos além dos banhistas. Podemos aqui receber entusiastas de esportes radicais e até grupos de observadores de pássaros. Temos tudo para agradar a qualquer amante da natureza", finalizou Rodrigues. ESPORTES ABRE INSCRIÇÕES EM NOVA IGUAÇU A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEMEL) de Nova Iguaçu está com inscrições abertas para a prática de diversos esportes na Vila e no Centro olímpicos da cidade. Os interessados devem se inscrever no local da prática esportiva ou na SEMEL, na Rua Iracema Soares Junqueira, 65, térreo, no Centro, e apresentar identidade, CPF, comprovante de residência, atestado médico e duas fo- tos 3x4, além de declaração escolar para menores de idade. A Vila Olímpica de Nova Iguaçu fica na Rua Luis de Lima, nº 288, no Centro, e o Centro Olímpico na Rua Avenida Roberto Silveira, nº 1725, Centro, próximo ao Aeroclube.

[close]

p. 15

BAIXADA FLUMINENSE, 1 a 15 de Junho WWW.CONECTABAIXADA.COM.BR 11 PASSATEMPO EXPEDIENTE: Presidente: Ricardo Lucena Coordenador Editorial: Marco Antonio Canosa Projeto Gráfico: Renato Ferreira Diagramação: Renato Ferreira Edição Quinzenal Impressão: InfoGlobo O Jornal Conecta Baixada não se responsabiliza pelas opiniões emitidas por colunistas e colaboradores. Redação: Rua Dr. Mário Guimarães . Nº 428, SL. 308 . Centro, CEP: 26255-230, Nova Iguaçu, RJ. Tel: (21) 3765-3423 Comercial: (21) 3765 3423 WhatsApp: 995-75-4545 Email: contato@conectabaixada.com.br WhatsApp 995-75-4545

[close]

Comments

no comments yet