Doroteias, nº130

 

Embed or link this publication

Description

Boletim Informativo da Provincia Portuguesa das Irmãs Doroteias

Popular Pages


p. 1

Al. Linhas de Torres, 2  1750-146 LISBOA  doroteiasnoticias@gmail.com Semana de Santa Paula na Covilhã Dia Desportivo no Colégio da Paz Canonização dos Pastorinhos Jacinta e Francisco Primeiros Votos da Susana Peregrinação da Diocese de Aveiro a Fátima: 10.000 pessoas… Figueira da Foz Semana de Santa Paula no Colégio do Parque Jovens em Recardães Ceia Pascal em Vila do Conde

[close]

p. 2

Faça-se Primeiros Votos da Irmã Susana em mim Queridas Irmãs, segundo Foi com enorme alegria que, após a conclusão do noviciado, regressei a a Tua Palavra Portugal, no início do mês de Março. Ao longo destes dois anos de formação o nosso Bom Deus deu-me a graça de me sentir parte de uma mesma família que me sustenta com a amizade e a força da oração. Ao chegar foram muitas as manifestações de ternura e carinho, e embora também sinta saudades do Peru, é mesmo muito bom estar de volta! Durante o mês de Março, vivi intensamente os últimos preparativos para os meus Votos, estando também alguns dias de retiro no Linhó. No dia 24 realizou-se a vigília, na Casa Provincial. Foi um mo- mento de oração significativo e muito bonito, onde estiveram muitas Irmãs, a minha mãe e alguns amigos. No dia 25 de Março, celebrei, com Maria, o Sim ao nosso Deus. Neste dia da Anunciação do Senhor, a capela do Linhó, tão signi- ficativa para as Irmãs da nossa Província, parecia ainda mais boni- ta para receber tantas Irmãs de quase todas as Comunidades da Província, a família e amigos que puderam estar presentes! A Eu- caristia foi um momento forte vivida com muita intensidade e alegria pela certeza de que o Senhor me ama, me sustenta, me fortalece e me chama a entregar a Vida. O Padre Borges ajudou a que toda a cerimónia fosse simples e descontraída, provocando-me e desafiando- me a tomar consciência deste momento de Graça para a Congregação, para a Igreja e para o Mundo. Seguiu-se um fraternal almoço de convívio que prolongou e promoveu a festa e o encontro. Nos rostos de cada um estava estampada a alegria de poder partilhar este momento que só foi possível graças ao empenho de tantas Irmãs que se colocaram ao serviço de um modo tão generoso e fraterno, e tudo fizeram para que este dia fosse de festa. Foi realmente um dia repleto de Graça do nosso Bom Deus e da presença de Santa Paula, que se me foi manifestando nas pequenas coisas, em cada gesto de carinho e atenção, em cada expressão, em cada olhar e sorriso das Irmãs que se fizeram presentes de modos tão diversos, num grande dia para a minha vida em Deus, e na nossa Família Doroteia: como é bom experimentar o sabor de sermos Irmãs! Senti que realmente aconteceu Festa por dentro e por fora a confirmar como é bom ser Doroteia! Quero ainda agradecer a amizade e comunhão fraterna que experimentei neste momento tão especial da minha caminhada com as inúmeras mensagens que recebi de tantas Irmãs, dos mais diferentes lugares do mundo. Senti-me verdadeiramente sustentada pela oração de todas, e muito grata pelo muito que recebi, expressão do carinho e amizade de todas as Comunidades. Nesta hora só posso dizer que as palavras são pequenas para agradecer: Bem-haja! 2

[close]

p. 3

Peço com muita humildade que me continuem a acompanhar com as vossas orações para que eu possa crescer como mulher de fé, aprender a ver o mundo com o coração de Deus, e comprometer-me na construção do Reino, seguindo Jesus Cristo ao jeito de Paula. Porque tudo é dom e graça do Senhor, confio-me às vossas orações, para que este meu caminhar nesta Família Doroteia seja marcado com o selo da fidelidade e da perseverança. Um abraço fraterno e amigo da mais recente junior, Susana Feira Vocacional A convite do Departamento da Pastoral Juvenil de Aveiro, no dia 8 de Abril, participámos na Feira Voca- cional, do XXXII Dia Mundial da Juventude, que se realizou em Oliveira do Bairro. Sob o tema "O Todo Poderoso fez em mim maravilhas", os cerca de 700 jovens presentes neste dia, foram desafiados a reunirem-se em pequenos grupos e a visitarem diferentes tendas para poderem escutar teste- munhos vocacionais. Na tenda que nos cederam preparámos uma pequena exposição e um espaço para receber os jovens que permitisse também a escuta e o diálogo. A Irmã Goretti, a Irmã Francisca e eu fomos contando as maravi- lhas que Deus fez e faz nas nossas vidas aos diferentes grupos que iam passando pela tenda. Os jovens es- tiveram bastante atentos, alguns fizeram perguntas e outros voltaram depois para levar mais materiais, ti- rar fotos e conversar mais um pouquinho. Numa tarde bem primaveril com muito sol, foi muito bom partilhar a vida e sentir a alegria de se ser jo- vem em e na Igreja. Irmã Susana Santos Missão Páscoa: Juventude Doroteia em Recardães Entre 13 e 16 de abril, realizou-se em Recardães a Missão Páscoa com os + pobres. Nesta missão estiveram 7 jovens da Juventude Doroteia (5 alunos do Colégio de Santa Doroteia, 1 aluno e 1 ex-aluno do Colégio da Paz) acompanhados pela Irmã Francisca, a Irmã Paula e a Paula Susana, postulante. São os próprios jovens que relatam a experiência: “Estivemos presentes nas celebrações desta época e pudemos fazer memória daquilo por que Jesus Cristo passou. Para além disso, dedicámos parte do nosso tempo a fazer voluntariado em diferentes áreas do CSPR, tais como, o Lar de Idosos, a Residência de pessoas portadoras de deficiência e o Apoio ao domicílio. No primeiro dia (quinta-feira), encontrámo-nos no CSPR por volta das 17h00 e tivemos um breve momento para nos conhecermos melhor; de seguida procedemos à recriação da Última Ceia, participámos na Missa e dinamizámos um tempo de adoração ao Santíssimo. Na sexta de manhã, iniciámos o dia com um tempo de oração sobre as últimas 7 frases que Jesus Cristo disse antes de morrer na cruz. Ao final da manhã e início da tarde, focámo-nos no serviço aos outros: alguns de nós foram passar um tempo no Lar de idosos e na Residência, tendo a oportunidade de conhecer e conviver com estas pessoas e ajudar no almoço; enquanto o resto do grupo pôde acompanhar uma equipa na entrega de refeições ao domicílio. 3

[close]

p. 4

À tarde, participámos na Via-Sacra da Paróquia e na celebração da Paixão do Senhor também na Paróquia, que tinha como objetivo relatar os últimos momentos da vida de Jesus. Depois do jantar, reunimo-nos com o grupo de pioneiros do agrupamento de escuteiros e com alguns elementos do grupo de Jovens de Recardães para vermos um filme (“Perdido em Marte”) que tinha como principal mensagem não desistir nas situações mais complicadas. O Sábado foi dedicado a “servir os mais pobres”. Logo de manhã cada grupo foi servir uma realidade à qual não tinha ido na 6ªfeira, mas desta vez com mais tempo e mais dinamismo, fizemos jogos e rezámos o terço com os idosos. De tarde, quatro dos jovens foram limpar a casa do Senhor Fernando, um homem que tinha sido resgatado da rua, e os restantes mantiveram-se no centro paroquial a conviver com os Residentes e com os Idosos. Nesta última noite no CSPR, a Juventude Doroteia, acompanhada pelas Irmãs, participou na Vigília Pascal, seguida de um tempo de convívio à porta da Igreja com um grupo de habitantes. Do Domingo, último dia desta viagem, a seguir à Eucaristia fomos levar a alegria da Páscoa ao Lar e à Residência. De tarde, foi a nossa vez de recebermos a Visita Pascal de alguns residentes de Recardães na casa das Irmãs Doroteias no CSPR. Os últimos momentos na Missão Páscoa foram passados na Capela da Comunidade das Irmãs para um momento de oração e reflexão/avaliação da missão”. Esta experiência de Missão Páscoa não só nos proporcionou o crescimento em comunidade, como até nos fez crescer de forma individual. Por nos termos deparado com situações muito diferentes daquelas a que estamos habituados no nosso quotidiano e, por termos de aprender a lidar com elas da melhor forma, acabámos por compreender que o mundo é muito mais para além daquilo a que estamos acostumados. O facto de estarmos realmente "ao serviço" contribuiu para que nos superássemos a nós mesmos e chegámos à conclusão de que recebemos muito mais do que aquilo que demos: recebemos sorrisos, felicidade, recebemos um "obrigada" das maneiras mais incríveis que podem existir. Pensar que levámos a felicidade a muitas pessoas que se calhar não estão constantemente habituadas a tê-la encheu-nos o coração de uma maneira que não pensávamos que fosse possível. A Juventude Doroteia pode ter dado tempo, mas acabou por receber gratidão, ou seja, o tempo acabou sempre por ser triplamente recompensado. Em nome da Juventude Doroteia, que partiu em conhecimento de uma nova experiência, gostávamos de agradecer a todas as Irmãs da Comunidade de Recardães que nos acolheram e nos fizeram sentir bem-vindos e encheram o nosso coração de alegria ao partilharem algum do seu espírito de solidariedade. Por fim, queríamos deixar um agradecimento especial à Irmã Francisca, à Irmã Paula e à Paula Susana por nos terem desafiado a partir para Recardães e a experienciar uma viagem de reconhecimento espiritual e solidário e nos terem acompanhado em todos os momentos mais difíceis desta missão. Margarida Baptista, Mariana Lemos, Madalena Lopes, Rodrigo Mourão Nunes, Joana Francisco, Albano Fonseca, José Saraiva 4

[close]

p. 5

Notícias da Casa Paula - Lisboa Um convite de “circunstância” A Casa Paula teve um convite bem escrito e todo florido. Era para a festa da Alegria. Foi bem marcada esta festa por um não sei quê de beleza, de simplici- dade, de pureza, de colaboração de todos, de sinal de Paula e de Cristo Ressus- citado. Foi um momento feliz para crianças, colaboradores, Irmãs e quem quis estar presente. A dança, a cor, a música envolveram crianças de um aos cinco anos, assim co- mo os seus educadores. O sinal de festa foi-nos dado também pelas flores, co- roas na cabeça, ofertas de flores ao Senhor Ressuscitado, abraços amigos e cheios de ternura, sorrisos transparentes e amigos, a envolverem todo o ambiente. Felicidade não faltou e bem desejámos que o Presidente da República testemunhasse a festa que se vivia!... Nós não faltámos, pois a alegria da ressurreição convidou a todas. Neste tempo de Quaresma em que estamos a viver de modo a ser DOM, este foi um Dom que agradecemos e querermos louvar o Senhor por ele, inclinando-nos a dar graças e a saborear a ternura, a alegria, a paz que nos ficaram no coração deste pe- dacinho de Céu e que queremos comunicar a todos. Foi uma festa com crianças sim- ples, transparentes e de uma colaboração bem sentida no querer educar segundo o modo do Senhor Ressuscitado e ao jeito de Santa Paula. As Irmãs da Casa Paula Obra Social Paulo VI Da Festa de Santa Paula à celebração da Festa da Alegria Começámos a pensar na festa de Santa Paula ainda no mês de Fevereiro. Cada sala trabalhou com as crianças a história da vida da nossa grande amiga Paula e foram ensaiadas várias canções bonitas, sobre os seus símbolos e sobre a sua vida, para serem cantadas no dia 3 de março. Para além disso, e porque neste ano letivo estamos a trabalhar o tema da Amizade, cada sala do jardim-de-infância partiu à descoberta de uma das amigas de Santa Paula, que com ela construíram as bases da Congregação das Irmãs Doroteias. Em tamanho real, foram construídas figuras que representavam cada uma destas amigas para depois serem apresentadas na festa. No dia 3 de março juntámo-nos todos na Praça, contando com a presença das Irmãs da Casa Paula como nossas convidadas especiais e fizemos uma festa muito bonita. Um dos grupos de meninos de 5 e 6 anos apresentou um teatro que ilustrava a vida de Santa Paula, desde o seu nascimento até à vinda para Portugal há 150 anos. Ao longo da dramatização, foram sendo cantadas por todos os grupos de crianças que estavam a assistir (desde a creche ao jardim-deinfância) as canções que tinham sido ensaiadas previamente, sendo as mesmas ilustradas por alguns símbolos ou elementos manipulados pelas crianças (ex. barcos, corações, lenços brancos, etc.). No final da dramatização, cada sala apresentou as figuras que tinham sido construídas em representação de Santa Paula e das suas amigas. Foi uma festa muito bonita e muito significativa para a nossa comunidade educativa! No mês de Abril celebrámos a Festa da Alegria. Esta é uma festa que costumamos fazer todos os anos para marcar a Páscoa e lembrar Jesus sempre vivo nos nossos corações. Nos anos anteriores temos optado por fazer pequenas celebrações, tendo cada grupo de crianças um momento individual de interioridade orientado pela respetiva educadora, mas este ano resolvemos fazer 5

[close]

p. 6

de outra forma, planeando um momento em que todas as crianças e colaboradores da escola pudessem estar juntos a celebrar a Alegria que nos une. Assim, ao longo de duas semanas, fizemos um caminho que culminou em festa no dia 7 de Abril. No de- correr desse tempo, todos os grupos tiveram oportunidade de visitar individualmente a sala da interiori- dade e conversar sobre esta altura do ano tão importante para os cristãos. Nesse primeiro encontro, cada grupo recebeu três pequenas histórias retiradas do livro Despertar para Deus, e as crianças foram desafiadas a pensar/conversar/exprimir-se através de cinco palavras: Luz, Cresci- mento, Natureza, Amizade e Alegria. A partir desse mote e da leitura das histórias, foram surgindo nas paredes da escola belíssimos trabalhos artísticos, textos e pensamentos realizados e expressos pelas crianças. A escola foi ganhando outra vida e houve tempo para ir saboreado o caminho com calma. Para além disto, as crianças aprenderam algumas canções cujo tema andava à volta da Primavera, da na- tureza, da amizade e de Jesus e exploraram movimentos relacionados com as palavras escolhidas (Luz, Crescimento, Natureza, Amizade e Alegria) nas aulas de dança criativa. Foram ainda feitas coroas de flores naturais para as crianças e os adultos usarem no dia da celebração con- junta e foi pedido às famílias, que cada criança, no dia marcado, trajasse de branco e trouxesse uma flor natural. No dia 7, fizemos a Festa. Foi bonito ver as crianças (e adultos) chegarem à escola de branco e trazendo uma flor bonita na mão. Às 10 horas cada grupo reuniu na sua sala. As salas estavam escurecidas e prepa- radas de forma bonita e natural para uma conversa intimista sobre Jesus. Acenderam-se as velas, canta- ram-se algumas canções e conversou-se com as crianças durante um bocadinho. A certa altura começou-se a ouvir na Praça o som da canção “Esta luz pequenina…”. Era o sinal combinado para que todos os gru- pos começassem a sair das suas salas e se juntassem no jardim. Já todos juntos no jardim e contando com a presença das Irmãs da Casa Paula e algumas da Casa Provin- cial, demos inicio à celebração. Articulando palavras, dança e canções, gestos como entregar as flores a Jesus ou distribuir abraços por to- dos os presentes, foi possível viver de forma intensa e emotiva esta festa, celebrando com alegria a ami- zade que nos liga e que marca o nosso modo de educar. Kathy Silva, 2017 ESE de Paula Frassinetti – Porto Igreja/Ensino: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti considerada a «melhor» em Portugal Agência Ecclesia, 03 de Abril de 2017, às 12:37 A Instituição é 19.ª do mundo entre 422 instituições em plataforma criada pela União Europeia. Porto, 03 mar 2017 (Ecclesia) – A Escola Superior de Educa- ção de Paula Frassinetti, da Congregação das Irmãs Doro- teias no Porto, foi considerada este ano a “melhor institui- ção de ensino superior portuguesa” pela plataforma da União Europeia ‘U-Multirank – AppliedKnowledgePartnerships Ranking’. Numa nota envida à Agência ECCLESIA, o responsável pelo Conselho de Direção da ESE de Paula Frassinetti informa que a escola católica para além do primeiro lugar em Portugal está na 19.ª posição entre as 422 instituições analisa- 6

[close]

p. 7

das a nível mundial. O professor José Luís Gonçalves explica que para a comparação foram selecionados sete indicadores, rela- cionados com “a investigação aplicada”, a “transferência de conhecimento para a comunidade” e “o en- volvimento e implantação regional”. O ‘U-Multirank - AppliedKnowledgePartnerships Ranking’ é uma plataforma criada pela União Europeia com um sistema que traça o perfil das universidades a nível mundial “comparando-as e ordenando-as por rankings de desempenho”. O sistema analisa “múltiplas dimensões” das universidades, incluindo a qualidade do ensino e os resultados da aprendizagem, a relação com a região e a orientação para a internacionalização, entre outras, e não classifica só as instituições de ensino superior “com base em critérios relacionados com a produtivida- de científica”. A Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti dedica-se, há mais de 50 anos, a formar educadores de infância, professores do 1.º e 2.º Ciclos, e educadores sociais. CB Muitos PARABÉNS! Dá gosto saber que temos uma escola “cinco girassóis”!!!! Louvor a Santa Paula e aos que com Ela trabalham… Instituto de S. José – Vila do Conde Semana de Santa Paula O aniversário natalício de Santa Paula Frassinetti é uma data importante para toda a Família Doroteia. Por isso, como em anos anteriores, as comemorações decorreram na semana em que se celebrou o nascimento e a canonização de Paula. No passado dia 3 de março, as crianças do Jardim de Infância deslocaramse ao Colégio do Sardão para celebrarem esta data. Viveram um dia muito especial e animado que contou com diferentes momentos: interação entre as crianças e adultos das duas Instituições, apresentação musical realizada pelas nossas crianças e um teatro de sombras pelas estagiárias da ESEPF, focando passagens importantes da vida de Santa Paula. Terminámos o dia com uma celebração na Capela e a cantar os parabéns a Santa Paula. Entre os dias 6 e 9, a Instituição participou numa dinâmica que consistia em trocar gestos de Amizade entre crianças, jovens e colaboradores. Foram visíveis os momentos diários vividos com surpresas e alegrias. A atividade envolveu “mistérios” em toda a Instituição que se desvendaram no dia 9 de março, traduzidos em afetos e gestos que contribuíram para ajudar a crescer a relação de Amizade entre todos. No dia 8 de março, cada Resposta Social reuniu-se para semear girassóis, cujo crescimento será observado por todos, a fim de mais tarde criarmos um único jardim de girassóis. Ainda nesta Semana, os grupos do Jardim de Infância realizaram uma pequena dramatização para as outras Respostas Sociais e respetivos Colaboradores e um momento celebrativo no espaço “Pára um momento”, adequado a cada faixa etária. Ceia Pascal no Instituto de S. José No final do dia 12 de abril, quarta-feira santa, Irmãs e Colaboradores do Instituto de S. José reuniram-se para, à volta de uma grande mesa com 50 pessoas, reviverem a Ceia Pascal, fazendo memória da última Ceia celebrada por Jesus e os seus Apóstolos. Foram horas intensas, de beleza humana e espiritual. Alguns dias antes fez-se a preparação por grupos, a fim de todos tomarem contato com as leituras bíblicas referentes à Celebração da Páscoa Judaica. Dialogou-se, refletiu-se e… finalmen- 7

[close]

p. 8

te fez-se a proposta-convite de vivermos juntos este memorial. A adesão foi muito grande, quer da parte das Irmãs da Comunidade, quer da parte dos Leigos (quase a totalidade). O espaço, cuidadosamente preparado, estava muito bonito e o ambiente que se viveu foi de uma alegria serena, de muita felicidade. Comeu-se o pão, o cordeiro, as ervas amargas e bebeu-se o vinho tinto. Tivemos também a alegria de ter connosco a Irmã Lourdes Pires, Conselheira Geral, que passou dez dias com a Comunidade na missão que a trouxe à nossa Província de ajudar e acompanhar de perto as Irmãs idosas e doentes. Covilhã – Fundação Imaculada Conceição Quaresma e Semana de Santa Paula Demos início à Quaresma no dia 1 de março e propusemo-nos explorar a história de Zaqueu. Esta passagem do Evangelho de São Lucas foi ilustrada aproveitando a árvore do tema do nosso ano letivo. Assim, as salas divididas pelas 5 semanas, de acordo com uma ideia-chave, fizeram representações/desenhos ilustrando a história de Zaqueu. No aniversário de Santa Paula Frassinetti várias salas da nossa instituição lembraram este dia tão especial para nós, com representações de Santa Paula afixadas nas salas. Dia do Pai A comemoração do Dia do Pai foi feita através de um convívio entre pais e filhos, tendo sido convidados todos os pais para virem passar uns momentos divertidos com os seus filhos na nossa Instituição sob o mote "Pai, contigo ao meu lado vou crescer melhor." 8

[close]

p. 9

Reunião Geral de Pais No dia 24 de março, a Dr.ª Ana Carolina Santos, psicóloga clínica no Serviço de Psiquiatria da Infância e da Adolescência do CHCB, EPE e na Policlínica Srª. da Saúde Cova da Beira, deslocou-se à nossa instituição para a realização da reunião geral de pais. Nesta reunião debateu-se o tema “Crescer e Ser Feliz: as regras, o brincar, as birras…” e a importância da família no desenvolvimento da criança. Com uma plateia de pais/encarregados de educação atentos às situações que se levantam nestas idades, pudemos esclarecer dúvidas e questões muito pertinentes para todos os que estão envolvidos nesta desafiante aventura de educar. Páscoa Neste final de Quaresma fizemos uma oração silenciosa para os adultos, baseado no texto “Adora e Confia” de Teilhard de Chardin. Foi reconfortante. As questões propostas ajudaram-nos a uma reflexão séria sobre nós e a nossa relação com Deus. Adora e Confia Não te preocupes com as dificuldades da vida, com os seus altos e baixos, as suas desilusões, pelo futuro mais ou menos sombrio. Quer o que Deus quer. Oferece no meio das preocupações e dificuldades o sacrifício da tua alma simples, que apesar de tudo aceita os desígnios da sua providência. Pouco importa se te consideras um frustrado se Deus te considera plenamente realizado, ao seu gosto. Perde-te, confiando cegamente nesse Deus que te quer exatamente assim. E que virá a ti, mesmo que O não vejas. Pensa que estás nas suas mãos, tanto mais fortemente agarrado quanto mais apático e triste estiveres. Vive feliz. Imploro-te. Vive em paz. Que nada te possa perturbar. Que nada te consiga tirar a tua paz. Nem a fadiga mental. Nem as falhas morais. Faz com que brote, e mantém-no sempre no teu rosto, um sorriso doce, reflexo daquele que o Senhor te dirige continuamente. E no fundo da tua alma coloca, em primeiro lugar, como fonte de energia e critério de verdade, tudo aquilo que te enche da paz de Deus. Lembra-te: tudo aquilo que te deprima e inquiete é falso. Isto te asseguro em nome das leis da vida e das promessas de Deus. Portanto, quando te sentires desolado, triste, adora e confia. Fizemos também a nossa Celebração de Ramos conjuntamente com todas as salas da nossa instituição. O ATL fez uma representação da passagem de Zaqueu. Em seguida fomos em procissão contornando a casa, entrámos pela portaria para a capela. Hospital “Faz de Conta” do Centro Hospitalar Cova da Beira As salas da Faculdade de Ciências da Saúde na Covilhã transformaram-se no hospital "Faz de Conta" e receberam entre os dias 29 de março e 4 de abril de 2017 cerca de 900 crianças. O objetivo desta iniciativa organizada pelos alunos de Medicina é desmistificar os medos que as crianças têm dos hospitais e dos médicos. Assim as crianças puderam levar o seu “boneco ao médico” interagindo com várias temáticas hospitalares dadas a conhecer pelos futuros médicos da Faculdade de Medicina da Universidade da Beira Interior. Covilhã, 2016/2017 9

[close]

p. 10

Lisboa – Externato do Parque De 3 a 11 de março, celebramos a Semana de Santa Paula, que termina com a Eucaristia, no dia 10 às 10,30h no ginásio do colégio. Esta Celebração é aberta a todos os pais que tenham possibilidade de estar presentes. Neste mês, Santa Paula vai visitar a família de cada um dos nossos meninos. Levam o oratório, uma oração para rezarem em conjunto e um livrinho onde podem responder à pergunta: Em que medida o encontro com Santa Paula transformou a nossa família? Celebrámos, no dia 10, sexta-feira, a Eucaristia, o momento forte deste final da Semana de Santa Paula. Foi uma semana muito especial para todos nós e para as nossas famílias com a visita de Santa Paula às nossas casas. A Eucaristia foi presidida pelo P. Carlos, e o nosso ginásio foi pequeno para acolher tantos pais que quiseram estar connosco na celebração. Toda a Comunidade educativa esteve representada. Junto ao altar os mais pequeninos de 3 anos que tornavam o espaço ainda mais belo, os de 4 anos e 5 anos encantavam-nos com as suas expressões e gestos tão cheios de significado: os nossos alunos do 1º ciclo, participaram com muita seriedade e alegria. Cheios de entusiasmo cantámos e rezámos a Jesus por intermédio de Santa Paula. Foi um lindo momento celebrativo! Todos queremos pôr em prática o que aprendemos com Santa Paula. Levámos ao altar as imagens de mais dois painéis onde vemos a generosidade de Santa Paula a dar água aos garibaldinos e a sua confiança em Deus, que o fogo não chegaria ao colégio, e assim, passou a noite, na varanda a rezar. Vão ser colocados estes painéis junto aos que fizemos nos 150 anos: Paula em Quinto e a chegada das Irmãs a Portugal. Saímos da Eucaristia, plantámos uma árvore, num gesto simbólico. Obrigada, Santa Paula! Os alunos do 3º ano viveram a semana de Santa Paula com muita alegria nos seus corações. No dia de abertura da semana de Santa Paula, a Irmã Elvira ofereceu a todos os alunos do 3º ano o livro "Paula era assim...". Este foi lido e trabalhado ao longo da semana e os alunos foram descobrindo a história maravilhosa da vida de Santa Paula. Elaboraram textos e desenhos alusivos à sua vida e obra que, posteriormente, foram expostos à porta das salas de aula. As paredes do corredor do nosso colégio ficaram embelezadas com estes lindos trabalhos que os nossos alunos fizeram sobre Santa Paula. No dia 18 de março, os alunos do 1º e 2º anos, do Externato do Parque, fizeram a sua festa anual no Colégio de Santa Doroteia. Foi um espetáculo lindo, cheio de música e cor que deixou a todos maravilhados. Não é comum ver 105 artistas em palco. E que grandes artistas! Que bem dançaram e incarnaram os personagens... Parabéns, artistas! 10

[close]

p. 11

Estão também de parabéns todas as pessoas que tornaram possível a realização da peça: "A revolta dos alfinetes". Estamos muito gratos ao CSD, na pessoa da Irmã Amorim, que em espírito de família nos "escancararam" as portas, e com todo o carinho nos receberam. Pais, avós e outros familiares saíram encantados com a festa. Também aqui quisemos "dar vida nos encontros". Campusfrassinetti - Girassóis Realizou-se, no Externato do Parque, nos dias 31 de março e 1 de abril, um encontro, com um grupo de alunos do quarto ano. A Irmã Anabela veio acompanhada de quatro animadores do Porto, e juntaram-se mais três de Lisboa para a realização deste mini Campusfrassinetti. Iniciou-se na sexta-feira, ao final do dia, com um jantar partilhado, seguiram-se algumas atividades e terminaram o dia com a oração da noite. Como se esperava foi difícil adormecer, pois era uma aventura dormir no colégio com os amigos e em estilo de acampamento. Sábado, um dia em cheio, com as diversas propostas que lhes eram feitas, e com grande entusiasmo todos eles aderiam. As refeições foram sempre animadas num ambiente familiar e festivo. Antes da Eucaristia, mostraram aos pais algumas atividades que tinham sido feitas, já com a presença da Irmã Ida que quis estar entre nós. O momento alto deste encontro foi a Eucaristia, presidida pelo P. Luís Onofre, SJ, onde agradeceram ao grande Amigo Jesus esta experiência e não esqueceram todas as pessoas que a tornaram possível. Sairam felizes e os pais estavam contentes com esta iniciativa. Queremos todos continuar a dar vida nos encontros... Parabéns e um grande obrigado às Irmãs e animadores por toda a disponibilidade e os momentos ricos que proporcionaram aos nossos alunos. Escola Aberta Alguns dos alunos que ficaram no período da interrupção letiva tiveram uns dias divertidos, com atividades diversificadas: hora do conto, saídas aos jardins próximos do colégio, plástica, jogos tradicionais e, como nos aproximamos da Páscoa, não pôde deixar de haver a caça ao ovo, Foi um dos momentos altos destes dias. É sempre um período importante a Escola Aberta, para colaborarmos com as famílias que não têm com quem deixar as crianças. 11

[close]

p. 12

Atividade Plástica depois da leitura do livro: "O Elefante cor-de-rosa". Colégio de Nossa Senhora da Paz - Porto Dia do Pai No dia 20 de março comemorámos, no nosso Colégio, o Dia do Pai, pelo que todos os pais do Jardim de Infância e do 1.º ciclo foram convidados a partilhar com os seus filhos um momento muito especial. Desde a apresentação de uma música dedicada a todos os pais que ecoou da portaria até às salas de aula, à decoração de t-shirts com os pés das crianças, à realização de jogos no recreio e à descoberta, entre variadíssimos, do olhar dos seus filhos, este dia ficará, sem dúvida, na memória de pais e filhos. Concerto da Paz Atualmente constituído por cerca de 100 alunos do 1º ao 12º, o Coro da Paz organizou um concerto solidário, intitulado Regresso ao Passado, com a especial participação do Coro Leading Voices (Coro da Porto Business School). Realizado no dia 31 de março, o concerto tinha como objetivo angariar fundos que reverteram para a Missão AD-Gentes (Brasil 2017), da Juventude Doroteia. O reportório musical, com grande foco nos anos 80, contou com músicas de bandas e músicos, como Bon Jovi, ABBA, Tina Turner, os portugueses Xutos e Pontapés, entre outros. Os alunos vestiram-se a rigor e toda a comunidade educativa foi convidada a participar quer com a sua presença, quer com o contributo de bolos para serem vendidos durante o evento. Dia Desportivo O dia 3 de abril amanheceu com imensa energia! O Colégio preparava-se para viver um dia diferente! Os alunos do 1.º ao 12.º ano viajaram até ao Parque Urbano da Rabada, em Santo Tirso, para dedicar o dia exclusivamente ao Desporto! 12

[close]

p. 13

Vivenciado com muita animação, boa disposição e, como não poderia deixar de ser, alguma competição, este dia pretendia permitir que os alunos fizessem uma pausa na habitual rotina académica e tivessem a oportunidade de praticar desporto, realizar atividades diversas ao ar livre e confraternizar. Os objetivos foram atingidos com distinção! Num esquema muito bem organizado de rotatividade e confronto de turmas, os alunos puderam praticar diferentes modalidades desportivas, desde as mais tradicionais, como futebol, basquetebol, ténis, até às menos comuns, como o voleibol de praia. As atividades culminaram com uma caminhada do Parque até ao Mosteiro de São Bento, não sem antes se fazer uma pausa para retemperar forças e energias, num almoço que permitiu usufruir do espaço verde do parque, bem como conviver com todos, enquanto se almoçava. Uma experiência a repetir, sem dúvida! Via-Sacra O último dia de aulas do segundo período (4 de abril) foi, este ano, mais uma vez dedicado à realização da Via-Sacra. Contando com a colaboração do Coro da Paz para os diferentes momentos musicais, os alunos do 9.º ano apresentaram a toda a Comunidade Educativa uma representação das catorze estações que nos fazem reviver a paixão e morte de Jesus, acompanhando quem deu a vida por nós e aprendendo d’Ele o “caminho da cruz”, o caminho de todos os cristãos. Tal como é habitual todos os anos, a Via-Sacra apresentou-se como um momento de grande interioridade, permitindo que toda a Comunidade Educativa encerrasse as atividades letivas imbuída do espírito adequado à grande festa litúrgica que se aproximava. Encontro de Espiritualidade na Serra da Estrela Subordinado ao tema «Dar vida nos encontros», no fim-de-semana de 22 e 23 de abril, cerca de 50 jovens e animadores do Colégio de Nossa Senhora da Paz, participaram num Encontro de Espiritualidade nas Penhas Douradas, na Serra da Estrela. O imaginário que os acompanhou, por ser tempo pascal, foi o episódio evangélico dos Companheiros de Emaús. Saíram bem cedo de Jerusalém (Colégio), fizeram-se ao caminho (estrada de Emaús), foram descobrindo o Senhor pela Palavra (orações e vigília) e ao partir do Pão (refeições fraternas). No domingo, descobriram que tinham chegado a Emaús e regressaram a Jerusalém (Colégio), cheios de alegria, fé e esperança para Dar Vida a todos quantos com eles se encontrarem. No dia 24 de abril, logo pela manhã celebraram a Eucaristia com toda a comunidade educativa, e certamente nos seus corações algo «ardia» de saudade daquela viagem a Emaús (serra da Estrela). Sérgio Carvalho 13

[close]

p. 14

Colégio da Imaculada Conceição – Viseu No final do 2º Período, realizou-se a IV Feira Medieval, tendo como tema “Os Amores de D. Pedro e D. Inês de Castro”. Houve desfile pela cidade e, no Rossio em frente à Câmara Municipal, com a presença do Sr. Presidente da Câmara – Dr. Almeida Henriques, do Vice Presidente – Dr. Guilherme, do Presidente da Junta de Freguesia – Dr. Diamantino, fez-se a leitura da Carta Foral, e os Alunos apresentaram danças da época Medieval. Durante a tarde, no recinto do Colégio, a feira recebeu crianças de vários Jardins de Infância, e escolas. À noite acolheu muitas centenas de pessoas que vieram conviver connosco e saborear as delícias parecidas com as dessa época. Novamente, as Autoridades estiveram connosco. Terminou com o maravilhoso teatro sobre D. Pedro e D. Inês. Foi uma festa do agrado de toda a gente. Iniciámos o 3º Período com uma Eucaristia dinamizada pela Equipa de Pastoral. Toda a comunidade educativa se sentiu entusiasmada a participar. Foi um arranque espiritual para esta última etapa. Logo a seguir viveu-se um dia de “Escola em Missão”. Todas as turmas saíram para visitar Lares de Idosos e Centros de Dia. O 1º ano veio visitar a nossa Comunidade. Cantaram, conversaram e ofereceram presentes. Toda a Comunidade retribuiu com cânticos Pascais e a oferta de pequenos presentes. Foi uma iniciativa de voluntariado que agradou a todos, como se pode ver pelo testemunho de alguns alunos: Hoje, vinte de abril, os alunos do colégio da Imaculada Conceição foram visitar vários la- res de idosos. De manhã, as turmas do 4ºA e do 8ºB foram ao lar Rainha D. Leonor, passar uma manhã com os idosos, para eles terem um momento divertido e diferente. Quando lá chegaram, começaram por fazer uma visita guiada às instalações do lar. Este lar tem um cabeleireiro, três refeitórios, um Esta manhã o lar rainha D. Leonor teve uma visita muito em cada piso, e até tem um quarto de um importante idoso cheio de coisas do Benfica... Os alunos do Colégio da Imaculada Conceição de Viseu visitaram Depois foram conviver com os idosos. os idosos Numa dessas convivências, as crianças cantaram algumas canções aos idosos. Nesta manhã maravilhosa também foram ver peças feitas pelos idosos, como almofadas e vasos e solitários feitos com garrafas de coca-cola. Todas as crianças que foram ao lar disseram que gostaram bastante de lá ter ido, pois os idosos tiveram uma manhã diferente e bastante divertida. Viseu, 20 de abril de 2017 Leonor Figueiredo, nº 6, 4ºA Tal como as outras Turmas, o 2º e 3º anos também foram ao Lar e classificaram a visita.  Do que gostei mais na visita ao Lar de Pessoas mais idosas: Foi quando perguntámos o nome e ficámos a conversar com elas. (Maria Inês) Foi dos gatinhos de lã feitos pelos idosos. (Belém) 14

[close]

p. 15

 Do que gostei menos na visita ao Lar de Pessoas mais idosas foi da despedida. (Maria Inês) Gostei menos de caminhar. Que calor! (Belém)  A experiência foi muito boa, divertida, gira, amigável, mágica, muito bonita, “legal”, feliz, fantástica, importante, agradável… No dia 21 de abril, dando continuidade ao Ciclo de Conferência, este ano orientado para uma Escola de Pais, veio do Porto o Padre Carlos Carneiro, SJ, falar sobre o tema: “Ao encontro dos nossos filhos”. Figueira da Foz - Casa de Nossa Senhora do Rosário Projeto SAPIENS – Técnicas de Procura Ativa de Emprego A Equipa do Protocolo de RSI da Casa de Nossa Senhora do Rosário realizou nos dias 1, 8 e 15 de fevereiro de 2017 um novo conjunto de sessões grupais do Projeto SAPIENS – Técnicas de Procura Ativa de Emprego. Este projeto, criado e implementado por esta Equipa em 2005, visa estimular a procura ativa de emprego. Pretende dar resposta aos beneficiários de Rendimento Social de Inserção que apresentam dificuldades de inserção/baixo nível de empregabilidade, devido a fragilidades associadas à incorreta identificação de objetivos/capacidades, ou à utilização de procedimentos menos adequados ao nível das técnicas de procura ativa de emprego. Este projeto tem como objetivos: facilitar a progressiva inserção profissional dos beneficiários com Contrato de Inserção nas áreas de emprego e formação profissional; estimular a procura ativa de emprego e de formação; dotar/reforçar competências dos beneficiários relativamente às Técnicas de Procura Ativa de Emprego; dar a conhecer as exigências do mercado de trabalho; encaminhar os beneficiários para ofertas profissionais ou formativas, articulando com o mercado de trabalho e de formação. 1ª Sessão - “Organizar um plano de ação” e “Preparação para uma entrevista de emprego” 2ª Sessão - “Elaboração do Curriculum Vitae online” 3ª Sessão – “Conhecimento de medidas de apoio à contratação, Elaboração de cartas de candidatura espontânea e de apresentação de candidatura a CEI+”. Encontro com Dr. João Ataíde e Senhor Padre Veríssimo No dia 23 de março, o Sr. Presidente da Câmara, Dr. João Ataíde, e o Sr. Padre Veríssimo deslocaram-se à Casa Nossa Senhora do Rosário para um encontro com os colaboradores da Instituição. Nesse encontro trocaram-se impressões sobre as expectativas da Autarquia e da Paróquia de S. Julião em relação aos diversos serviços prestados por esta Casa que se encontra na Figueira da Foz há 86 anos. O Senhor Presidente da Câmara recordou-nos que a visão humanista do mundo teve origem no cristianismo e convidou-nos a desenvolver sempre as melhores políticas de ação social com um respeito imenso pela dignidade de todo o ser humano, entendendo-o na sua plenitude e tentando compensar quanto possa significar falta de condições para viver de acordo com a dignidade que possui, procurando que a família seja o núcleo da intervenção. 15

[close]

Comments

no comments yet